SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 101
Baixar para ler offline
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Uires Tapajós
uires.tapajos@companyweb.com.br
www.linkedin.com/in/uires
www.CompanyWeb.com.br
2
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
1) Papel do Analista de Negócios nas Organizações
2) Framework do Escopo de Atuação do Analista de Negócios
3) Notação BPMN (Business Process Management Notation)
4) BABoK - Business Analysis Body of Knowledgement
5) Guia de Utilização do BABoK – Roadmap para as Áreas de Conhecimento e Tarefas
6) Características dos Requisitos
7) Ciclo de Vida dos Requisitos
8) Técnicas utilizadas nas Tarefas relacionadas ao Ciclo de Vida de Requisitos
9) UML - Transformando Requisitos
3
Tp2.TeamProject.com.br/tp2
Nome.Ultimo_Nome
123mudar
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 4
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 5
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 6
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
1- Desafios e
resultados
com o
Analista de
Resultados;
2- Resolvendo
problemas de
negócios;
3- Foco no
negócio;
4- Foco na
Análise de
Negócios;
5- Definição
de soluções
para
problemas
empresariais;
7- Obtenção
de requisitos;
8- Facilitador
entre o
negócio e a
TI.
7
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 8
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 9
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Benchmarking
SWOT
Business Case
10
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 11
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 12
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 13
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 14
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Funciona como uma ligação entre as partes interessadas
(stackeholders de variados níveis e atuação) a fim de obter, analisar,
comunicar e validar os requisitos para mudanças nos processos
empresariais, políticas e de sistemas informação.
O Analista de Negócios entende os problemas e oportunidades nos
contexto dos negócios e das exigências corporativas, recomendando
soluções que permitam a organização atingir seus objetivos.
Deve possuir as habilidades necessárias para determinar se uma
solução vai se adequar às necessidades do negócio.
Os Analistas de Negócios são responsáveis por definir e gerenciar o
escopo da solução.
15
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Conjunto de conhecimentos, habilidades
e atitudes que possibilitam desempenhar
determinada função.
16
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Conhecimento
Habilidades
Atitudes
17
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Conhecimento –
informação
adquirida através
de estudos ou pela
experiência que
uma pessoa
utiliza.
Escolaridade,
conhecimentos
técnicos, cursos
gerais e
especializações.
“Saber”
Habilidade – é a
capacidade de
realizar uma
tarefa ou um
conjunto de
tarefas em
conformidade com
determinados
padrões exigidos
pela organização.
Experiência e
prática do saber.
“Saber fazer”
Atitude –
comportamento que
envolve habilidade e
traços de personalidade,
diretamente relacionado
com o querer e a ação.
Ter ações compatíveis
para atingir os objetivos,
aplicando os
conhecimentos e
habilidades
adquiridas e/ou a serem
adquiridas.
“Querer fazer”
18
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Atitude:
Querer fazer, arriscar, se comprometer.
É certo que o conhecimento e a habilidade são fatores
muito importantes, mas e a atitude?
19
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Atitude
Querer fazer
ArriscarSe comprometer
20
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Você erra 100% dos chutes que você não dá
A sorte prefere os corajosos
Só erra quem faz
21
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Competências Fundamentais Analista de Negócios segundo o BABOK
22
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Saber fazer perguntas
• Correlacionar respostas;
• Concatenar respostas;
• Perguntar porque não?
• Desenhar o fluxo lógico
oferecido pelas respostas;
• Estruturar o cenário do negócio
baseado nas respostas;
• Separar resposta sobre a situação
atual das situações desejadas
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Saber fazer perguntas
• Correlacionar respostas;
• Concatenar respostas;
• Perguntar porque não?
• Desenhar o fluxo lógico oferecido pelas respostas.
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Saber interpretar as
respostas
1. Separar desejos de
necessidades;
2. Buscar referência
em políticas e
regras do negócio;
3. Alinhar respostas
aos objetivos de
negócio;
4. Alinhar respostas ao
cenário e as
tendências do
mercado;
5. Alinhar respostas a
tecnologia
disponível e
dominada
26
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Fonte: Desenhando Negócios - Como Desenvolver Ideias Com o Pensamento Visual e Vencer Nos Negócios
Roam, Dan
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 28
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 29
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 30
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Visão
MetasEstratégias
Missão
Objetivos
Processos de Negócio
Portfólio de
Projetos
Atividades
Regras de Negócio
Stackeholders
(Usuários)
Requisitos
Funcionais
Escopo do
Projeto
Casos de Uso
Estórias de
Usuários
Requisitos
dos
Stackeholder
s
Escopo da
Solução
Requisitos de
Negócio
Projeto
Processos de Negócio
Formação do Analista de Processos
Gestão de Projetos
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Equipe de
Projeto
Stakeholders
Solução:
Produto ou
Serviço
Analista de
Negócio
Aumento de
Demanda
Demanda
Novos
Produtos/
Serviços
Escopo Projeto
Estratégia
Necessidades
Oportunidades
Mudanças
(regras de
negócio)
Analista de
Negócio
Problemas
Oportunidades
Problemas
Requisitos
33
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 35
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Conflitos
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Partes Afetadas
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Time to market
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Resolver problemas: uma rotina
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Prover opções
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Trade off
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Escopo
43
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 45
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
o conjunto de símbolos e formatos
usado para descrever os elementos da
programação, da matemática ou de algum
campo científico.
Notação científica https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_cient%C3%ADfica
Notação matemática https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_matem%C3
%A1tica
Notação musical https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_musical
O que é Notação?
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Gaps (lacunas) entre o Analista de Negócios e o
Desenvolvedor
• Preencher a lacuna entre analistas de
negócios/analista de processos e
desenvolvedores
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Business Process Modeling Notation (BPMN)
Fonte: www.bizagi.com
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Data Object
Task
Multiple Instances
Collapsed Subprocess
Text Annotation
Group
Business Process Modelling Notation
Plain
Message
Timer
Error
Cancel
Compensation
Conditional
Signal
Multiple
Link
Terminate
Catching Throwing
EndIntermediateStart
Data-based Exclusive Gateway
Inclusive Gateway
Event-based Exclusive Gateway
Paralllel Gateway
Complex Gateway
Sequence Flow
Conditional Flow
Default Flow
Data Object
Undirected Association
Directed Association
Bidirected Association
Message Flow
Pool
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 55
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
O Guia BABOK® (Corpo de
Conhecimento de Análise de
Negócios), é um padrão globalmente
reconhecido para a prática de
análise de negócios.
O Guia BABOK® descreve as áreas
de conhecimento da análise de
negócios, suas atividades e tarefas
associadas, além de apresentar as
habilidades necessárias para ser
eficaz na execução destas ações.
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Como utilizar o BABoK?
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Planejamento e Monitoramento da Análise de Negócios
Objetivo: Identificar as tarefas e os stakeholders
Responde: O que eu preciso fazer?
Resultados Esperados: Compreender quem precisa ser envolvido e
que precisa ser feito;monitorar o progresso; coordenar as ações da
Análise de Negócios com as demais ações do projeto.
2 Elicitação
Objetivo: Elicitar os requisitos dos stakeholders
Responde: Do que os stakeholders precisam?
Resultados Esperados: Descrever as várias técnicas para elicitar
requisitos
3
Gerenciamento de Requisitos e Comunicação
Objetivo: Comunicar resultados, identificar e gerenciar mudanças
Responde: Todo mundo entende e concorda?
Resultados Esperados: Como gerar um entendimento comum
entre os stakeholders; formalizar o que foi acordado.
4 Análise Corporativa
Objetivo: Entender o contexto
Responde: Porque estamos fazendo isto?
Resultados Esperados: Fornecer um contexto e/ou uma base que
permita avaliar todos os desafios e questões futuras.
5
Análise de Requisitos
Objetivo: Analisar os dados
Responde: O que a solução deverá ser capaz de fazer?
Resultados Esperados: Transformar as necessidades do negócio
em capacidades claramente definidas.
6 Avaliação e validação da Solução
Objetivo: Assegurar que a melhor solução será escolhida
Responde: A solução faz o que deveria fazer?
Resultados Esperados: Avaliar e escolher entre as alternativas.
7
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Como Utilizamos o BABoK?
2 PLANEJAMENTO &
MONITORAMENTO
DA ANÁLISE DE
NEGÓCIO
3 ELICITAÇÃO 4 GERENCIAMENTO
DE REQUISITOS &
COMUNICAÇÃO
5 ANÁLISE
CORPORATIVA
6 ANÁLISE DE
REQUISITOS
7 AVALIAÇÃO E
VALIDAÇÃO
DA SOLUÇÃO
2.1 Planejar a Abordagem da
Análise de Negócios
2.2 Conduzir a Análise dos
Stackeholders
2.3 Planejar as Atividades da
Análise de Negócio
2.4 Planejar a Comunicação da
Análise de Negócio
2.5 Planejar o Processo de
Gerenciamento de
Requisitos
2.6 Gerenciar o Desempenho
da Análise de Negócio
3.1 Preparar a Elicitação
3.2 Conduzir Atividade
de Elicitação
3.3 Documentar
Resultados da
Elicitação
3.4 Confirmar
Resultados
da Elicitação
4.1 Gerenciar Escopo &
Requisitos da
Solução
4.2 Gerenciar
Rastreabilidade
dos Requisitos
4.3 Manter Requisitos
para Reutilização
4.4 Preparar Pacote de
Requisitos
4.5 Comunicar
Requisitos
5.1 Definir
Necessidades
do Negócio
5.2 Avaliar Lacunas de
Capacidade
5.3 Determinar
Abordagem da
Solução
5.4 Definir Escopo da
Solução
5.5 Definir Business
Case
6.1 Priorizar Requisitos
6.2 Organizar
Requisitos
6.3 Especificar e
Modelar Requisitos
6.4 Definir Premissas e
Restrições
6.5 Verificar Requisitos
6.6 Validar Requisitos
7.1 Avaliar Solução
Proposta
7.2 Alocar Requisitos
7.3 Avaliar Prontidão
Organizacional
7.4 Definir Requisitos
da
Transição
7.5 Validar Solução
7.6 Avaliar
Desempenho
da Solução
6 Áreas de Conhecimento e 32 Tarefas
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Como Utilizamos o BABoK?
2 PLANEJAMENTO &
MONITORAMENTO
DA ANÁLISE DE
NEGÓCIO
3 ELICITAÇÃO 4 GERENCIAMENTO
DE REQUISITOS &
COMUNICAÇÃO
5 ANÁLISE
CORPORATIVA
6 ANÁLISE DE
REQUISITOS
7 AVALIAÇÃO E
VALIDAÇÃO
DA SOLUÇÃO
2.1 Planejar a Abordagem da
Análise de Negócios
2.2 Conduzir a Análise dos
Stackeholders
2.3 Planejar as Atividades da
Análise de Negócio
2.4 Planejar a Comunicação da
Análise de Negócio
2.5 Planejar o Processo de
Gerenciamento de
Requisitos
2.6 Gerenciar o Desempenho
da Análise de Negócio
3.1 Preparar a Elicitação
3.2 Conduzir Atividade
de Elicitação
3.3 Documentar
Resultados da
Elicitação
3.4 Confirmar Resultados
da Elicitação
4.1 Gerenciar Escopo &
Requisitos da Solução
4.2 Gerenciar
Rastreabilidade
dos Requisitos
4.3 Manter Requisitos
para Reutilização
4.4 Preparar Pacote de
Requisitos
4.5 Comunicar Requisitos
5.1 Definir Necessidades
do Negócio
5.2 Avaliar Lacunas de
Capacidade
5.3 Determinar
Abordagem da
Solução
5.4 Definir Escopo da
Solução
5.5 Definir Business Case
6.1 Priorizar Requisitos
6.2 Organizar
Requisitos
6.3 Especificar e
Modelar Requisitos
6.4 Definir Premissas e
Restrições
6.5 Verificar Requisitos
6.6 Validar Requisitos
7.1 Avaliar Solução
Proposta
7.2 Alocar Requisitos
7.3 Avaliar Prontidão
Organizacional
7.4 Definir Requisitos da
Transição
7.5 Validar Solução
7.6 Avaliar Desempenho
da Solução
Áreas de Conhecimento e suas respectivas Tarefas
Oqueeuprecisofazer?
Doqueosstackeholdersprecisam?
Todomundoentendeeconcorda?
Oqueasoluçãodeveráser
capazdefazer?
Porqueestamosfazendoisto?
Asoluçãofazoquedeveriafazer?
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Estrutura e Formato para Uso das Áreas de
Conhecimentos do BABoK 2.0
Entradas SaídasÁrea de Conhecimento
Ferramentas/Técnicas
Tarefa
1
Tarefa
2
Tarefa
3
Tarefa
4
Tarefa
5
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Áreas de Conhecimento e suas Tarefas
2 – Planejamento e Monitoramento da Análise de Negócios
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Entendendo a Missão do Analista de Negócios
Analistas de Negócios devem atuar de forma objetiva e direta para que as
necessidades do negócio e dos stakeholders sejam ,
avaliadas, validadas, alinhadas, organizadas e estruturadas em modelos
lógicos indutores de soluções.
• Necessidades do negócio e dos stakeholders devem ser transformados em
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Conceituação de Requisitos
Uma do usuário ou uma
, função ou atributo de um sistema que
pode ser percebido de uma posição externa ao sistema.
(Davis)
Uma do que deve ser implementado.
Descrição de como o sistema deve se comportar, ou uma
propriedade ou atributo do sistema. Pode ser uma
restrição no processo de desenvolvimento do sistema.
(Sommerville e Sawyer)
Um dos objetivos fundamentais da análise de negócio é
que os requisitos sejam visíveis e
entendidos por todos os stakeholders.
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/Requisitos – BABoK
Requisitos da Solução
Requisitos
Não-funcionais
Requisitos de
Negócio
Requisitos de
stakeholders
São de nível superior
as declarações das
metas, objetivos e
necessidades da
empresa. Descrevem
necessidades da
organização como um
todo.
Eles descrevem as
necessidades de um
ator para
desempenhar as
atividades/tarefas
relacionadas com a
situação em análise, e
como as partes
interessadas que
interagir com uma
solução.
Funções
requeridas para
fazer algo
Requisitos
Funcionais
Servem como uma
ponte entre as
necessidades
empresariais e o
que precisa ser
feito
Diretrizes de Arquitetura
Condições Necessárias
e Restrições
Requisitos de
Transição
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Eles descrevem as razões pelas quais um projeto foi iniciado,
os objetivos que o projeto irá atingir, e as métricas que serão
usadas para medir seu sucesso.
Requisitos de negócios descrevem as necessidades da
organização como um todo, e não grupos ou stakeholders.
Eles são desenvolvidos e definidos através da Análise da
Corporativa.
Requisitos – BABoK
Requisitos de Negócios
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
São declarações das necessidades de um stakeholder
em particular ou de uma classe de stakeholders.
Requisitos de stakeholder servem como uma ponte
entre as necessidades empresariais e as diversas
classes de requisitos da solução.
Eles são desenvolvidos e definidos através da Análise
de Requisitos.
Requisitos – BABoK
Requisitos de stakeholders
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Descrevem as características de uma solução, de forma que ela atenda aos
Requisitos de Negócios e de stakeholder. São frequentemente divididos em sub-
categorias, em especial quando os requisitos descrevem uma solução de software
(Funcionais e Não Funcionais).
Eles são desenvolvidos e definidos através da Análise de Requisitos.
Requisitos Funcionais descrevem o comportamento e as informações que a solução vai
gerir. Eles descrevem também a capacidade do sistema em termos de comportamentos,
funcionalidades ou ações específicas da aplicação da tecnologia.
Requisitos Não Funcionais são as condições que não estão diretamente relacionadas ao
comportamento ou a funcionalidade da solução. Descreve as condições ambientais em que a
solução deve permanecer eficaz ou qualidades que os sistemas devem ter. Eles também são
conhecidos como os requisitos de qualidade. Estes podem incluir requisitos relacionados
com a capacidade, velocidade, segurança, disponibilidade e arquitetura da informação e
apresentação da interface do usuário.
Requisitos – BABoK
Requisitos da Solução
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Exemplos de requisitos
funcionais:
O sistema deve possibilitar o
cadastramento dos dados
pessoais dos clientes;
O sistema deve emitir
relatórios gerenciais;
O sistema deve permitir a
baixa automática do estoque
quando da venda de um
produto.
Requisitos – BABoK
Requisitos Funcionais
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
A Norma ISO / IEC 9126 define seis características de qualidade de
software que devem ser avaliadas:
1) Funcionalidade (finalidade do produto);
2) Usabilidade (esforço para utilizar, aprender o produto);
3) Confiabilidade (freqüência de falhas, recuperabilidade);
4) Eficiência (característica relacionada ao desempenho);
5) Manutenibilidade (esforço necessário para modificar);
6) Portabilidade (capacidade de transferir o produto para outros
ambientes).
Requisitos – BABoK
Requisitos Não Funcionais
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Exemplos de requisitos não-funcionais:
Tempo de resposta do sistema não deve ultrapassar 10 segundos;
Software deve ser operacionalizado no sistema Windows;
O banco de dados usado deverá ser o Oracle.
Obs.:
Os requisitos não-funcionais são críticos para o sucesso de sistemas de
software e estão diretamente relacionados com a satisfação dos usuários.
Devido a essa importância, alguns requisitos funcionais podem ser sacrificados
para atender às restrições impostas pelos requisitos não-funcionais.
Requisitos – BABoK
Requisitos Não Funcionais
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Restrição
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
1. Requisitos [Especificados (Desejados & Declarados), Não Confirmados]
2. Requisitos [Especificados (Desejados & Declarados), Confirmados]
3. Requisitos Aprovados
4. Requisitos Rastreados
5. Requisitos [Mantidos e Reutilizáveis]
6. Requisitos Comunicados
7. Requisitos [Analisados (Modelados)]
8. Requisitos [Verificados – Necessários e Suficientes] - Estabelecidos
9. Requisitos Validados
10. Requisitos Alocados
11. Requisitos de Transição
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Estrutura e Formato para Uso das Áreas de Conhecimentos do BABoK
Entradas SaídasÁrea de Conhecimento
Ferramentas/Técnicas
Tarefa
1
Tarefa
2
Tarefa
3
Tarefa
4
Tarefa
5
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Uma diretriz que influencia ou guia o
comportamento do negócio. Esta diretriz
existe para suportar as
”
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Regra de Negócio
Fato Restrição DerivaçãoTermo
90
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
• Formam o vocabulário básico da especificação
de requisitos.
• Dão origem ao glossário de termos.
• Serão implementados como entidades, classes
de objetos do negócio, atributos ou estados dos
objetos.
• Pessoas
• Organizações
• Lugares
• Conceitos
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Representam associações entre termos.
Representam o que a empresa conhece sobre os termos.
Fatos representam possibilidades e não
obrigatoriedades.
Exemplos:
– Um sócio pode fazer vários empréstimos.
– Um sócio VIP é uma espécie de sócio.
– Endereço é um atributo de sócio.
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Do ponto de vista dos sistemas, uma regra de
negócio é:
“Um elemento atômico de lógica de negócio
reusável, especificado de forma declarativa.”
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 95
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Requisitos Software x Requisitos de Negócio:
id Nome da Regra
Nome do Projeto Serviço de Atendimento e Reserva de Apartamento
Objetivo
Descrever todas as regras de negócio para o serviço de atendimento e reserva de apartamentos.
Data
01/01/ 2.1
Nome / Equipe Versão
RN01
Política de Reserva de Apartamentos
Descrição da Regra de Negócio
Registrar Reserva de
Apartamento
A confirmação do registro de reserva de apartamento deve ocorrer após o pagamento de
25% do valor da estadia.
Os clientes AA (pessoas que hospedaram no hotel mais de 10 dias por ano) tem preferência
de data e tipo de apartamento.
No período de baixa a estação (de mar a jun e ago a nov) o valor da diária tem um desconto
de 40%.
Para que agilizar o atendimento manter a satisfação do cliente as consultas de reserva devem ser
feitas em no máximo 30 segundos.
Vigente
Status
Nome Descrição
Registrar Reserva
de Apartamento Esta funcionalidade deverá permitir o usuário (funcionário) a fazer reserva
de apartamentos, as ações que estarão disponíveis são: criar, cancelar,
alterar e consultar reservas.
Requisitos funcionais: São funcionalidades que software deve saber fazer:
Requisitos Funcional
ID
UC01
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Os requisitos não funcionais dizem respeito a qualidade do serviço (QoS) que o software
deve ter para atender uma regra de negócio e/ou um requisito de negócio, neste exemplo
é o item de qualidade é a performance (também chamado de tempo de resposta).
RF /
Aplicação
Descrição
Tempo de Resposta
da Consulta de
Reserva
As consultas que serão realizadas pelo cliente não poderão exceder ao tempo
de resposta de 15 segundos
ID
RNFP1
Requisitos Não Funcional
id Nome da Regra
Nome do Projeto Serviço de Atendimento e Reserva de Apartamento
Objetivo
Descrever todas as regras de negócio para o serviço de atendimento e reserva de apartamentos.
Data
01/01 2.1
Nome / Equipe Versão
RN01
Descrição da Regra de Negócio
Registrar Reserva de
Apartamento
A confirmação do registro de reserva de apartamento deve ocorrer após o pagamento de 25% do
valor da estadia.
Os clientes AA (pessoas que hospedaram no hotel mais de 10 dias por ano) tem preferência de data
e tipo de apartamento.
No período de baixa a estação (de mar a jun e ago a nov) o valor da diária tem um desconto de 40%.
Para que agilizar o atendimento manter a satisfação do cliente as consultas de reserva
devem ser feitas em no máximo 30 segundos.
Vigente
Status
Requisitos Software vs Requisitos de Negócio:
Política de Reserva de Apartamentos
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
FormuláriodeDescriçãodoCasodeUso:
UC01
Registrar Reserva
de Apartamento
Agente
de reserva
Regra de
Negócio
realiza
Requisitos Software vs Requisitos de Negócio:
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Gerente
Abertura de conta Depósito
<<estende>>
Atendente
Cadastramento
de cliente
Saque com cartão
Caixa
Cliente
<<inclui>>
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
Uires Tapajós
uires.tapajos@companyweb.com.br
www.linkedin.com/in/uires
www.CompanyWeb.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Guia BABOK 2ª edição (PDF português)
Guia BABOK 2ª edição (PDF português)Guia BABOK 2ª edição (PDF português)
Guia BABOK 2ª edição (PDF português)Francilvio Roberto Alff
 
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo? Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo? Venícios Gustavo
 
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAyslanAnholon
 
Gerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - IniciaçãoGerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - IniciaçãoPaulo Junior
 
Mini curso de testes ágeis
Mini curso de testes ágeisMini curso de testes ágeis
Mini curso de testes ágeisQualister
 
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOKAula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOKDaniela Brauner
 
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business StudioModelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business StudioRildo (@rildosan) Santos
 
08 modelo conceitual_fisico_logico_er
08 modelo conceitual_fisico_logico_er08 modelo conceitual_fisico_logico_er
08 modelo conceitual_fisico_logico_erWalter Alves Pereira
 
Gerenciamento de projetos aula 4 (escopo)
Gerenciamento de projetos   aula 4 (escopo)Gerenciamento de projetos   aula 4 (escopo)
Gerenciamento de projetos aula 4 (escopo)Paulo Junior
 
[slides] Planejamento, Execução e Controle de Projetos (2015: 2º semestre)
[slides] Planejamento, Execução e Controle de Projetos (2015: 2º semestre)[slides] Planejamento, Execução e Controle de Projetos (2015: 2º semestre)
[slides] Planejamento, Execução e Controle de Projetos (2015: 2º semestre)Alessandro Almeida
 
Guia BABOK 3 Principais Mudanças Requisitos
Guia BABOK 3 Principais Mudanças RequisitosGuia BABOK 3 Principais Mudanças Requisitos
Guia BABOK 3 Principais Mudanças RequisitosRildo (@rildosan) Santos
 
Lean TI - Especificação Funcional de Requisitos
Lean TI -  Especificação Funcional  de RequisitosLean TI -  Especificação Funcional  de Requisitos
Lean TI - Especificação Funcional de RequisitosAdemar Leal da Silva
 
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...Luiz Ladeira
 
Especificação de Requisitos de Software
Especificação de Requisitos de SoftwareEspecificação de Requisitos de Software
Especificação de Requisitos de SoftwareRalph Rassweiler
 
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócio com BPMN
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócio com BPMNMapeamento e Modelagem de Processos de Negócio com BPMN
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócio com BPMNRildo (@rildosan) Santos
 

Mais procurados (20)

Guia BABOK 2ª edição (PDF português)
Guia BABOK 2ª edição (PDF português)Guia BABOK 2ª edição (PDF português)
Guia BABOK 2ª edição (PDF português)
 
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo? Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
Quero ser analista de requisitos ou negócios. Por onde eu começo?
 
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
 
Gerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - IniciaçãoGerenciamento de projetos - Iniciação
Gerenciamento de projetos - Iniciação
 
Mini curso de testes ágeis
Mini curso de testes ágeisMini curso de testes ágeis
Mini curso de testes ágeis
 
Gestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de ProjetosGestão Ágil de Projetos
Gestão Ágil de Projetos
 
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOKAula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
Aula01 Gerência de Projetos - Conceitos e áreas de conhecimento do PMBOK
 
Guia BABOK v3 Principais mudanças
Guia BABOK v3 Principais mudançasGuia BABOK v3 Principais mudanças
Guia BABOK v3 Principais mudanças
 
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business StudioModelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
 
Gerenciamento de Projetos - Aula01 - Uma Introdução ao Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos - Aula01 - Uma Introdução ao Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos - Aula01 - Uma Introdução ao Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos - Aula01 - Uma Introdução ao Gerenciamento de Projetos
 
Metodos Ageis
Metodos AgeisMetodos Ageis
Metodos Ageis
 
08 modelo conceitual_fisico_logico_er
08 modelo conceitual_fisico_logico_er08 modelo conceitual_fisico_logico_er
08 modelo conceitual_fisico_logico_er
 
Gerenciamento de projetos aula 4 (escopo)
Gerenciamento de projetos   aula 4 (escopo)Gerenciamento de projetos   aula 4 (escopo)
Gerenciamento de projetos aula 4 (escopo)
 
Gestão de projetos
Gestão de projetosGestão de projetos
Gestão de projetos
 
[slides] Planejamento, Execução e Controle de Projetos (2015: 2º semestre)
[slides] Planejamento, Execução e Controle de Projetos (2015: 2º semestre)[slides] Planejamento, Execução e Controle de Projetos (2015: 2º semestre)
[slides] Planejamento, Execução e Controle de Projetos (2015: 2º semestre)
 
Guia BABOK 3 Principais Mudanças Requisitos
Guia BABOK 3 Principais Mudanças RequisitosGuia BABOK 3 Principais Mudanças Requisitos
Guia BABOK 3 Principais Mudanças Requisitos
 
Lean TI - Especificação Funcional de Requisitos
Lean TI -  Especificação Funcional  de RequisitosLean TI -  Especificação Funcional  de Requisitos
Lean TI - Especificação Funcional de Requisitos
 
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
Artigo - OS FUNDAMENTOS DE TESTE DE SOFTWARE E SUA IMPORTÂNCIA NA QUALIDADE D...
 
Especificação de Requisitos de Software
Especificação de Requisitos de SoftwareEspecificação de Requisitos de Software
Especificação de Requisitos de Software
 
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócio com BPMN
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócio com BPMNMapeamento e Modelagem de Processos de Negócio com BPMN
Mapeamento e Modelagem de Processos de Negócio com BPMN
 

Destaque

Gestão de Projeto Colaborativa
Gestão de Projeto ColaborativaGestão de Projeto Colaborativa
Gestão de Projeto ColaborativaCompanyWeb
 
BPMS - Do processo à execução do processo
BPMS -  Do processo à execução do processoBPMS -  Do processo à execução do processo
BPMS - Do processo à execução do processoCompanyWeb
 
Lideranca em 7 passos | Resumo do livro "O Monge e o Executivo"
Lideranca em 7 passos | Resumo do livro "O Monge e o Executivo"Lideranca em 7 passos | Resumo do livro "O Monge e o Executivo"
Lideranca em 7 passos | Resumo do livro "O Monge e o Executivo"CompanyWeb
 
Como demonstrar ROI das entregas de valor com Business Case
Como demonstrar ROI das entregas de valor com Business Case Como demonstrar ROI das entregas de valor com Business Case
Como demonstrar ROI das entregas de valor com Business Case Rildo (@rildosan) Santos
 
Guia de Orientação para Carreira de Analista de Negócio
Guia de Orientação para Carreira de Analista de Negócio Guia de Orientação para Carreira de Analista de Negócio
Guia de Orientação para Carreira de Analista de Negócio Rildo (@rildosan) Santos
 
O analista de negócios e o gerente de projetos
O analista de negócios e o gerente de projetosO analista de negócios e o gerente de projetos
O analista de negócios e o gerente de projetosMarcelo Neves
 
Fundamentos de Análise de Negócios
Fundamentos de Análise de NegóciosFundamentos de Análise de Negócios
Fundamentos de Análise de NegóciosMarcelo Neves
 
SLA | Fluxo dos benefícios com a SLA
SLA | Fluxo dos benefícios com a SLASLA | Fluxo dos benefícios com a SLA
SLA | Fluxo dos benefícios com a SLACompanyWeb
 
Do SLA ao ambiente de Produção
Do SLA ao ambiente de ProduçãoDo SLA ao ambiente de Produção
Do SLA ao ambiente de ProduçãoCompanyWeb
 
Workshop SLA Aplicado aos Negócios
Workshop SLA Aplicado aos NegóciosWorkshop SLA Aplicado aos Negócios
Workshop SLA Aplicado aos NegóciosCompanyWeb
 
Da Demanda à Operação da TI
Da Demanda à Operação da TIDa Demanda à Operação da TI
Da Demanda à Operação da TICompanyWeb
 
Guia essencial-para-novos-empreendedores-volume-1-descoberta
Guia essencial-para-novos-empreendedores-volume-1-descobertaGuia essencial-para-novos-empreendedores-volume-1-descoberta
Guia essencial-para-novos-empreendedores-volume-1-descobertaNarjara Guedes
 
Desemprego positivo e activo
Desemprego positivo e activo  Desemprego positivo e activo
Desemprego positivo e activo Miguel Macedo
 
Qualidade - pensando fora da caixa
Qualidade - pensando fora da caixaQualidade - pensando fora da caixa
Qualidade - pensando fora da caixaJorge Diz
 

Destaque (20)

Gestão de Projeto Colaborativa
Gestão de Projeto ColaborativaGestão de Projeto Colaborativa
Gestão de Projeto Colaborativa
 
BPMS - Do processo à execução do processo
BPMS -  Do processo à execução do processoBPMS -  Do processo à execução do processo
BPMS - Do processo à execução do processo
 
Lideranca em 7 passos | Resumo do livro "O Monge e o Executivo"
Lideranca em 7 passos | Resumo do livro "O Monge e o Executivo"Lideranca em 7 passos | Resumo do livro "O Monge e o Executivo"
Lideranca em 7 passos | Resumo do livro "O Monge e o Executivo"
 
Como demonstrar ROI das entregas de valor com Business Case
Como demonstrar ROI das entregas de valor com Business Case Como demonstrar ROI das entregas de valor com Business Case
Como demonstrar ROI das entregas de valor com Business Case
 
Resumo do Guia BABOK® 3
Resumo do Guia BABOK®  3 Resumo do Guia BABOK®  3
Resumo do Guia BABOK® 3
 
Guia de Orientação para Carreira de Analista de Negócio
Guia de Orientação para Carreira de Analista de Negócio Guia de Orientação para Carreira de Analista de Negócio
Guia de Orientação para Carreira de Analista de Negócio
 
O analista de negócios e o gerente de projetos
O analista de negócios e o gerente de projetosO analista de negócios e o gerente de projetos
O analista de negócios e o gerente de projetos
 
Análise de Negócio na Perspectiva de BI
Análise de Negócio na Perspectiva de BIAnálise de Negócio na Perspectiva de BI
Análise de Negócio na Perspectiva de BI
 
Fundamentos de Análise de Negócios
Fundamentos de Análise de NegóciosFundamentos de Análise de Negócios
Fundamentos de Análise de Negócios
 
SLA | Fluxo dos benefícios com a SLA
SLA | Fluxo dos benefícios com a SLASLA | Fluxo dos benefícios com a SLA
SLA | Fluxo dos benefícios com a SLA
 
Do SLA ao ambiente de Produção
Do SLA ao ambiente de ProduçãoDo SLA ao ambiente de Produção
Do SLA ao ambiente de Produção
 
Workshop SLA Aplicado aos Negócios
Workshop SLA Aplicado aos NegóciosWorkshop SLA Aplicado aos Negócios
Workshop SLA Aplicado aos Negócios
 
Da Demanda à Operação da TI
Da Demanda à Operação da TIDa Demanda à Operação da TI
Da Demanda à Operação da TI
 
Da Ideia à Estratégia
Da Ideia à EstratégiaDa Ideia à Estratégia
Da Ideia à Estratégia
 
Empreendedorismo (24/02/2015)
Empreendedorismo (24/02/2015)Empreendedorismo (24/02/2015)
Empreendedorismo (24/02/2015)
 
Empreendedorismo (10/03/2015)
Empreendedorismo (10/03/2015)Empreendedorismo (10/03/2015)
Empreendedorismo (10/03/2015)
 
Pensando fora da caixa
Pensando fora da caixa Pensando fora da caixa
Pensando fora da caixa
 
Guia essencial-para-novos-empreendedores-volume-1-descoberta
Guia essencial-para-novos-empreendedores-volume-1-descobertaGuia essencial-para-novos-empreendedores-volume-1-descoberta
Guia essencial-para-novos-empreendedores-volume-1-descoberta
 
Desemprego positivo e activo
Desemprego positivo e activo  Desemprego positivo e activo
Desemprego positivo e activo
 
Qualidade - pensando fora da caixa
Qualidade - pensando fora da caixaQualidade - pensando fora da caixa
Qualidade - pensando fora da caixa
 

Semelhante a Analista de Negócios e o Ciclo Vida dos Requisitos

UM BREVE RESUMO DO GUIA BABOK V3 DE ANÁLISE DE NEGÓCIOS
UM BREVE RESUMO DO GUIA BABOK V3 DE ANÁLISE DE NEGÓCIOSUM BREVE RESUMO DO GUIA BABOK V3 DE ANÁLISE DE NEGÓCIOS
UM BREVE RESUMO DO GUIA BABOK V3 DE ANÁLISE DE NEGÓCIOSMarcelo Neves
 
Como o Analista de Negócio entrega valor para empresas de software?
Como o Analista de Negócio entrega valor para empresas de software?Como o Analista de Negócio entrega valor para empresas de software?
Como o Analista de Negócio entrega valor para empresas de software?Rildo (@rildosan) Santos
 
A Profissão de Análise de Negócios
A Profissão de Análise de NegóciosA Profissão de Análise de Negócios
A Profissão de Análise de NegóciosCristiano Heringer
 
Qual papel do analista de negócios
Qual papel do analista de negóciosQual papel do analista de negócios
Qual papel do analista de negóciosFernanda Rabello
 
Um guia para definir o corpo de conhecimento para análise de negócios – BABOK...
Um guia para definir o corpo de conhecimento para análise de negócios – BABOK...Um guia para definir o corpo de conhecimento para análise de negócios – BABOK...
Um guia para definir o corpo de conhecimento para análise de negócios – BABOK...Diogo Rocha Ferreira de Menezes
 
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0Rildo (@rildosan) Santos
 
T@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
T@rget Trust - Formação: Análise de NegóciosT@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
T@rget Trust - Formação: Análise de NegóciosTargettrust
 
Uma abordagem geral da Análise de Negócios
Uma abordagem geral da Análise de NegóciosUma abordagem geral da Análise de Negócios
Uma abordagem geral da Análise de NegóciosJosé Vieira
 
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | WorkshopPMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | WorkshopCompanyWeb
 
Curso de formação de analista de negocio 3.0 (Fundamentos da Análise de Negócio)
Curso de formação de analista de negocio 3.0 (Fundamentos da Análise de Negócio)Curso de formação de analista de negocio 3.0 (Fundamentos da Análise de Negócio)
Curso de formação de analista de negocio 3.0 (Fundamentos da Análise de Negócio)Rildo (@rildosan) Santos
 
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOKCurso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOKGrupo Treinar
 
AE Rio 2011 - ABPMP - Gart Capote
AE Rio 2011 - ABPMP - Gart CapoteAE Rio 2011 - ABPMP - Gart Capote
AE Rio 2011 - ABPMP - Gart CapoteFernando Botafogo
 
Modelagem dos Processos de Negócio para a Definição de Requisitos de Sistemas
Modelagem dos Processos de Negócio para a Definição de Requisitos de SistemasModelagem dos Processos de Negócio para a Definição de Requisitos de Sistemas
Modelagem dos Processos de Negócio para a Definição de Requisitos de SistemasImpacta Eventos
 
O que é análise de negócios?
O que é análise de negócios?O que é análise de negócios?
O que é análise de negócios?Marcelo Neves
 
Gerenciamento De Escopo Fejepar
Gerenciamento De Escopo FejeparGerenciamento De Escopo Fejepar
Gerenciamento De Escopo FejeparRodrigo Giraldelli
 
Gerenciamento De Escopo Fejepar
Gerenciamento De Escopo FejeparGerenciamento De Escopo Fejepar
Gerenciamento De Escopo FejeparRodrigo Giraldelli
 
[slides] CMMI (2011: 1º semestre)
[slides] CMMI (2011: 1º semestre)[slides] CMMI (2011: 1º semestre)
[slides] CMMI (2011: 1º semestre)Alessandro Almeida
 

Semelhante a Analista de Negócios e o Ciclo Vida dos Requisitos (20)

BABOK ou CBOK
BABOK ou CBOKBABOK ou CBOK
BABOK ou CBOK
 
UM BREVE RESUMO DO GUIA BABOK V3 DE ANÁLISE DE NEGÓCIOS
UM BREVE RESUMO DO GUIA BABOK V3 DE ANÁLISE DE NEGÓCIOSUM BREVE RESUMO DO GUIA BABOK V3 DE ANÁLISE DE NEGÓCIOS
UM BREVE RESUMO DO GUIA BABOK V3 DE ANÁLISE DE NEGÓCIOS
 
BABOK - Visão Geral
BABOK - Visão GeralBABOK - Visão Geral
BABOK - Visão Geral
 
Como o Analista de Negócio entrega valor para empresas de software?
Como o Analista de Negócio entrega valor para empresas de software?Como o Analista de Negócio entrega valor para empresas de software?
Como o Analista de Negócio entrega valor para empresas de software?
 
A Profissão de Análise de Negócios
A Profissão de Análise de NegóciosA Profissão de Análise de Negócios
A Profissão de Análise de Negócios
 
Qual papel do analista de negócios
Qual papel do analista de negóciosQual papel do analista de negócios
Qual papel do analista de negócios
 
Um guia para definir o corpo de conhecimento para análise de negócios – BABOK...
Um guia para definir o corpo de conhecimento para análise de negócios – BABOK...Um guia para definir o corpo de conhecimento para análise de negócios – BABOK...
Um guia para definir o corpo de conhecimento para análise de negócios – BABOK...
 
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
Minicurso Fundamentos da Análise de Negócio 3.0
 
T@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
T@rget Trust - Formação: Análise de NegóciosT@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
T@rget Trust - Formação: Análise de Negócios
 
Uma abordagem geral da Análise de Negócios
Uma abordagem geral da Análise de NegóciosUma abordagem geral da Análise de Negócios
Uma abordagem geral da Análise de Negócios
 
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | WorkshopPMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
 
A Análise de Negócios
A Análise de NegóciosA Análise de Negócios
A Análise de Negócios
 
Curso de formação de analista de negocio 3.0 (Fundamentos da Análise de Negócio)
Curso de formação de analista de negocio 3.0 (Fundamentos da Análise de Negócio)Curso de formação de analista de negocio 3.0 (Fundamentos da Análise de Negócio)
Curso de formação de analista de negocio 3.0 (Fundamentos da Análise de Negócio)
 
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOKCurso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
Curso Pratico em Analise de Negocios BABOK CBOK
 
AE Rio 2011 - ABPMP - Gart Capote
AE Rio 2011 - ABPMP - Gart CapoteAE Rio 2011 - ABPMP - Gart Capote
AE Rio 2011 - ABPMP - Gart Capote
 
Modelagem dos Processos de Negócio para a Definição de Requisitos de Sistemas
Modelagem dos Processos de Negócio para a Definição de Requisitos de SistemasModelagem dos Processos de Negócio para a Definição de Requisitos de Sistemas
Modelagem dos Processos de Negócio para a Definição de Requisitos de Sistemas
 
O que é análise de negócios?
O que é análise de negócios?O que é análise de negócios?
O que é análise de negócios?
 
Gerenciamento De Escopo Fejepar
Gerenciamento De Escopo FejeparGerenciamento De Escopo Fejepar
Gerenciamento De Escopo Fejepar
 
Gerenciamento De Escopo Fejepar
Gerenciamento De Escopo FejeparGerenciamento De Escopo Fejepar
Gerenciamento De Escopo Fejepar
 
[slides] CMMI (2011: 1º semestre)
[slides] CMMI (2011: 1º semestre)[slides] CMMI (2011: 1º semestre)
[slides] CMMI (2011: 1º semestre)
 

Mais de CompanyWeb

Jornada do Risco - 1/2 parte
Jornada do Risco - 1/2 parteJornada do Risco - 1/2 parte
Jornada do Risco - 1/2 parteCompanyWeb
 
Infográfico do Roadmap do PMO
Infográfico do Roadmap do PMOInfográfico do Roadmap do PMO
Infográfico do Roadmap do PMOCompanyWeb
 
Roadmap do PMO
Roadmap do PMORoadmap do PMO
Roadmap do PMOCompanyWeb
 
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)CompanyWeb
 
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles InternosMentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles InternosCompanyWeb
 
LGPD - Projeto de compliance em 4 fases
LGPD - Projeto de compliance em 4 fasesLGPD - Projeto de compliance em 4 fases
LGPD - Projeto de compliance em 4 fasesCompanyWeb
 
Apresentação Executiva da CompanyWeb
Apresentação Executiva da CompanyWebApresentação Executiva da CompanyWeb
Apresentação Executiva da CompanyWebCompanyWeb
 
Privacy Manager - Para atender compliance LGPD
Privacy Manager - Para atender compliance LGPDPrivacy Manager - Para atender compliance LGPD
Privacy Manager - Para atender compliance LGPDCompanyWeb
 
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de DefesaGestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de DefesaCompanyWeb
 
ISO 19600 - Programa de Compliance
ISO 19600 - Programa de ComplianceISO 19600 - Programa de Compliance
ISO 19600 - Programa de ComplianceCompanyWeb
 
EAD - FAP Formação Analista de Processos
EAD - FAP Formação Analista de ProcessosEAD - FAP Formação Analista de Processos
EAD - FAP Formação Analista de ProcessosCompanyWeb
 
Curso FAP – Analista de Processos de Negócios
Curso FAP – Analista de Processos de NegóciosCurso FAP – Analista de Processos de Negócios
Curso FAP – Analista de Processos de NegóciosCompanyWeb
 
Software riskM - Tutorial
Software riskM - TutorialSoftware riskM - Tutorial
Software riskM - TutorialCompanyWeb
 
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e ConformidadeSoftware riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e ConformidadeCompanyWeb
 
Compliance em Fundações
Compliance em FundaçõesCompliance em Fundações
Compliance em FundaçõesCompanyWeb
 
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passos
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passosMatriz de Risco Corporativo | em 3 passos
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passosCompanyWeb
 
Liderando Mudança
Liderando MudançaLiderando Mudança
Liderando MudançaCompanyWeb
 
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade – 6 passos para implantação
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade  – 6 passos para implantaçãoInfográfico - Programa de Compliance & Integridade  – 6 passos para implantação
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade – 6 passos para implantaçãoCompanyWeb
 

Mais de CompanyWeb (20)

Jornada do Risco - 1/2 parte
Jornada do Risco - 1/2 parteJornada do Risco - 1/2 parte
Jornada do Risco - 1/2 parte
 
Infográfico do Roadmap do PMO
Infográfico do Roadmap do PMOInfográfico do Roadmap do PMO
Infográfico do Roadmap do PMO
 
Roadmap do PMO
Roadmap do PMORoadmap do PMO
Roadmap do PMO
 
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
 
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles InternosMentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
 
LGPD - Projeto de compliance em 4 fases
LGPD - Projeto de compliance em 4 fasesLGPD - Projeto de compliance em 4 fases
LGPD - Projeto de compliance em 4 fases
 
LGPD
LGPDLGPD
LGPD
 
Apresentação Executiva da CompanyWeb
Apresentação Executiva da CompanyWebApresentação Executiva da CompanyWeb
Apresentação Executiva da CompanyWeb
 
ITIL 4
ITIL 4ITIL 4
ITIL 4
 
Privacy Manager - Para atender compliance LGPD
Privacy Manager - Para atender compliance LGPDPrivacy Manager - Para atender compliance LGPD
Privacy Manager - Para atender compliance LGPD
 
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de DefesaGestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
 
ISO 19600 - Programa de Compliance
ISO 19600 - Programa de ComplianceISO 19600 - Programa de Compliance
ISO 19600 - Programa de Compliance
 
EAD - FAP Formação Analista de Processos
EAD - FAP Formação Analista de ProcessosEAD - FAP Formação Analista de Processos
EAD - FAP Formação Analista de Processos
 
Curso FAP – Analista de Processos de Negócios
Curso FAP – Analista de Processos de NegóciosCurso FAP – Analista de Processos de Negócios
Curso FAP – Analista de Processos de Negócios
 
Software riskM - Tutorial
Software riskM - TutorialSoftware riskM - Tutorial
Software riskM - Tutorial
 
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e ConformidadeSoftware riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
 
Compliance em Fundações
Compliance em FundaçõesCompliance em Fundações
Compliance em Fundações
 
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passos
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passosMatriz de Risco Corporativo | em 3 passos
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passos
 
Liderando Mudança
Liderando MudançaLiderando Mudança
Liderando Mudança
 
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade – 6 passos para implantação
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade  – 6 passos para implantaçãoInfográfico - Programa de Compliance & Integridade  – 6 passos para implantação
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade – 6 passos para implantação
 

Analista de Negócios e o Ciclo Vida dos Requisitos