Pensando fora da caixa

751 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
751
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pensando fora da caixa

  1. 1. Pensando Fora da Caixa Cristiano Andrade <cristiano.andrade@cesar.org.br> h.d.mabuse <mabuse@cesar.org.br> FEVEREIRO/2011
  2. 2. CriatividadeCompetitividade Inovação
  3. 3. Criatividade
  4. 4. Não há limites para aCRIATIVIDADE nosnegócios, o limite está emcomo interpretá-la
  5. 5. Competitividade
  6. 6. Inovação
  7. 7. Nem sempre a inovação é oresultado da criação de algototalmente novo, mas, com muita freqüência, é o resultado da combinação original de coisas já existentes.
  8. 8. Pequenas e médiasempresas também podem se destacar pela criatividade e inovação
  9. 9. Oportunidades?Repensar modelos
  10. 10. Como repensar os modelos?
  11. 11. Processo Realização de uma de Inovação Benchmark de concorrentes e similares dos produtos da C.E.S.A.R APC, seguido de uma pesquisa exploratória para entendimento das necessidades e desejos dos dos usuários de I - Geração de soluções estabilizadores e nobreaks. baseada nas observações 1 de comportamento do 2 usuário e pesquisas exploratórias; Estudos e Pesquisas Ideação II - Seleção de propostas. Avaliação 4 PrototipaçãoExecução e análise de teste 3dos conceitos através de Prototipação rápida deprotótipo com usuários ou conceitos, materializandopesquisa quantitativa, para através de vários níveis devalidar as ideias, antecipando fidelidade, as ideiasproblemas e adequando elencadas na fase anterior.soluções.
  12. 12. PesquisaIdentifica as pessoas que usarão oproduto, processo ou serviço edescobre como será usado e sob quecircunstânciasTécnicasEtnografiaPesquisa contextual 12Entrevista em profundidadeAnálise da tarefa 43 Slide
  13. 13. IdeaçãoMunidos da informação de campo,definimos os requisitos necessáriospara o protótipo através de sessõescom uma equipe multidisciplinarTécnicasPersonasBrainstormPlacestorm 12 43 Slide
  14. 14. PrototipaçãoAtravés de modelos de diferentes níveis defidelidade, testamos o potencial de atualizaçãodas idéias, diminuindo mais rapidamente opotencial de falhas de projeto.TécnicasWireframing 12Protótipos em baixa média e alta fidelidades 43
  15. 15. Avaliação 12usuários em laboratório, através dos 4 3Consiste na realização de testes comquais buscamos validar as hipóteseslevantadasTécnicasTestes de usabilidadeAnálise de especialistaAvaliação HeurísticaFocus Groups Slide
  16. 16. Case - Mobile Devices
  17. 17. Case – Produtos Médicos
  18. 18. Case – Menu/Navegação de TV
  19. 19. 1 2 4 3 Obrigado! Cristiano Andrade<cristiano.andrade@cesar.org.br> h.d.mabuse <mabuse@cesar.org.br>

×