Resumo do Guia BABOK® 3

31.092 visualizações

Publicada em

O Guia BABOK® é a melhor referência para aplicação das práticas de análise de negócio e é principal ferramenta de trabalho do Analista de Negócio. No mês de Abril de 2015, foi publicado a nova versão do guia, o BABOK® 3, ele foi revisado, reestruturado e reescrito.
Apresentamos um resumo da nova versão do BABOK®, uma visão geral. Convido todos para aproveitar para conhecer as principais as mudanças do guia, como Framework BACCM (Business Analysis Core Concept Model) e Perspectivas. E também se inteirar das revisões das Áreas de conhecimento, Técnicas e Competências.

Publicada em: Negócios
5 comentários
55 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
31.092
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
24.721
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
5
Gostaram
55
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resumo do Guia BABOK® 3

  1. 1. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Resumo do Guia BABOK® 3 Boas práticas para Análise de Negócio @rildosan | Versão: 1.1 beta | #faneweb www.etecnologia.com.br rildo.santos@etecnologia.com.br rildosan@rildosan.com AN por Rildo Santos (@rildosan)
  2. 2. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Meu nome é Rildo Santos, meu maior objetivo é compartilhar conhecimento, fazer debate de ideias e trocar experiência com as pessoas, através de palestras, treinamentos, consultorias e mentoria. Tenho trabalhado com afinco para disseminar e implantar a análise de negócio em diversas empresas, já são mais de 1300 pessoas treinadas e 3000 horas de consultoria. Já colhi bons resultados, mas também obtive resultados ruins, chamo isso de experiência, que reforça o aprendizado. Eu defino Análise de Negócio como: “Uma prática para entendimento das necessidades das partes interessadas e entregar valor através do desenvolvimento de soluções. Analista de Negócio é o profissional capaz de construir estas soluções.” O Guia BABOK® é a melhor referência para aplicação das práticas de análise de negócio e é principal ferramenta de trabalho do Analista de Negócio. No mês de Abril de 2015, foi publicado a nova versão do guia, o BABOK® 3, ele foi revisado, reestruturado e reescrito. Apresentamos um resumo da nova versão do BABOK®, uma visão geral. Convido todos para aproveitar para conhecer as principais as mudanças do guia, como Framework BACCM (Business Analysis Core Concept Model) e Perspectivas. E também se inteirar das revisões das Áreas de conhecimento, Técnicas e Competências. Abraço e boa leitura! Rildo Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br www.etecnologia.com.br www.etecnologia.com.br/an Motivação 2
  3. 3. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Mentoria Nossos Serviços Treinamento Consultoria Desenvolver e capacitar pessoas Desenvolver habilidades Pessoas capacitadas Pessoas habilitadas Necessidades e Expectativas eTecnologia ofereceum conjuntode serviços com objetivo de transformar e gerar valor para as organizações: Resultados e Valores Ganhos: Eficiência e Eficácia Ganho: Efetividade 3 Transformação de resultados Melhoria de Desempenho da Empresa
  4. 4. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Acesse: www.slideshare.net/Ridlo/presentations Compartilhamento de Conhecimento Compartilhamento de conhecimento é parte da missão da eTecnologia: Contribuir para que nossos clientes, profissionais, professores e alunos alcancem melhorias de desempenho e que elas sejam duradouras, substanciais e sustentáveis. Publicamos nossas ideias para ajudar disseminar práticas da gestão, ser fonte de inspiração para líderes e para facilitar a tomada de decisão. 4 * Já alcançamos a marca de mais de 1.000.000 de views
  5. 5. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 O programa Menos Papel, Mais Árvores®, é uma ação, com objetivo de estimular o consumo sustentável de papel dentro das organizações. Programa: “Menos Papel, Mais Árvores®” Qual é o mundo que queremos ? O primeiro passo para criar um mundo melhor, é saber qual tipo de mundo que queremos ter e qual tipo que deixaremos de herança para as próximas gerações. Nossa missão: É buscar pelo equilibro do homem, da tecnologia e do meio ambiente. Para cumprir esta missão é necessário: mobilizar, conscientizar, comprometer e AGIR. Quer participar ? - Reduza o uso de papel ao máximo possível. - Só imprima se for extremamente necessário. - Evite comprar produtos com excesso de embalagem de papel. - Ao imprimir ou escrever, utilize os dois lados do papel. - Use papel reciclado. 5
  6. 6. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 6 O Guia BABOK 3.0
  7. 7. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 7 Resumo do Guia BABOK versão 3. Como já escrevemos e aqui reforçamos, “O BABOK é a melhor referência de boas práticas de Análise de Negócio, é uma ferramenta fundamental para o Analista de Negócio.” Conhecer o conteúdo do Guia é essencial para desenvolvimento do trabalho de análise de negócio. Neste resumo é apresentado uma visão geral do guia, contendo definição de análise de negócio e de analista de negócio, áreas de conhecimento; técnicas de análise de negócio; competências fundamentais e etc. Ainda é mostrado as novidades da versão 3, como framework BACCM (Business Analysis Core Concept Model), Requisitos & Design e Perspectivas (Ágil, Gestão de Processo de Negócio, Inteligência de Negócio e Arquitetura de Negócio) . Apresentação Conteúdo: - Definição de Análise de Negócio - Definição de Analista de Negócio - Responsabilidades do Analista de Negócio - Áreas de Conhecimento - Técnicas de Análise de Negócio - Termos Chaves - Competências Fundamentais - Requisitos - Partes Interessadas - Requisitos e Design - Framework BACCM (Business Analysis Core Concept Model) - Perspectivas Advertência: O Guia BABok® não deve ser interpretado como uma imposição de que todas as praticas descritas na publicação devam ser seguidas em todas as circunstancias. Ele não deve ser seguido no estilo “by the book”. Qualquer conjunto de praticas pode ser adaptado para condições especificas, para melhor atender as necessidades de negócio de uma organização.
  8. 8. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 8 O Guia BABOK® 3.0 Guia BABOK® v3 é Corpo de Conhecimento de Análise de Negócio, ele é mantido IIBA (Instituto Internacional de Análise) é considerado um padrão internacional reconhecido de prática para análise de negócios. Ele incorpora a conhecimento coletivo e a experiência de especialistas na área de todo o mundo. O objetivo principal do Guia BABOK® é definir a profissão de Analista de Negócio e fornecer um conjunto de práticas comumente aceitas. Ele ajuda os profissionais a definir as competências necessárias para desempenhar com efetividade o trabalho de análise de negócio. Veja evolução do guia: 201520092005 V1 V2 V3 Tempo Versão
  9. 9. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Definição de Análisede Negócio segundoo Guia BABOK 3.0: "A prática de viabilizar mudanças em organizações através da definiçãode necessidades e recomendação de soluções que entregam valor para às partes interessadas.“ Análise de Negócio permite que uma empresa possa articular as necessidades e as razões para a mudança, e para “projetar” e descrever as soluções que podem entregar valor. Análise de negócios é realizado em uma variedade de iniciativas dentro de uma empresa. As iniciativas podem ser estratégicas, táticas ou operacionais. Análise pode ser realizada em um projeto ou ao longo da evolução da empresa em ciclo de melhoria contínua. Ela pode ser utilizada para compreender o cenário atual, a definir o cenário futuro, e para determinar as atividades necessárias para alcançar o cenário futuro. Análise de Negócio pode ser realizada a partir de um diversificado leque de perspectivas. O Guia BABOK® descreve várias dessas perspectivas: Ágil, Inteligência Negócio (BI), Tecnologia da Informação, Arquitetura de Negócios, e de Gestão de Processos de Negócios. Uma perspectiva pode ser pensado como uma lente, através do qual o praticante de análise de negócios vê suas atividades de trabalho com base no contexto corrente. Uma ou muitas perspectivas podem ser aplicados a uma iniciativa, e as perspectivas delineado no guia não representam todos os contextos de análise negócio ou o conjunto completo de disciplinas de análise de negócios. 9 Definição de Análise de Negócio
  10. 10. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Definição de Analista de Negóciosegundo BABOK 3: “Um analista de negócios é qualquer pessoa que executa as tarefas de análise de negócios descrita no Guia BABOK®, não importa o seu cargo ou funçãoorganizacional. “ Veja a lista de alguns cargos, que geralmente fazem análise de negócio: • Arquiteto de Negócios, • Arquiteto de Soluções, • Consultor de Gestão, • Analista de Processos, • Gerente de Produto, • Gerente de Projetos, • Dono do Produto (PO), • Analista de Requisitos e • Analista de Sistemas. 10 Definição de Analista de Negócio Analista de Negócio Analista de Sistemas Analista / Engenheiro de Requistos Arquiteto de Soluções Dono do Produto Gerente de Produto Analista de Processo Consultor de Gestão
  11. 11. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Os analistas são responsáveis pela descoberta, síntese e análise de informações a partir de uma variedade de fontes dentro de uma empresa, incluindo ferramentas, processos, documentação e partes interessadas. Os Analistas de Negócio são ainda responsáveis por elicitar (identificar) as necessidades reais das partes interessadas que frequentemente envolve a investigar e esclarecer os seus expectativas, preocupações e desejos expressados, a fim de determinar as causas para desenvolver soluções que entregam valor para as partes interessadas. Analista de Negócio é responsável por fazer o alinhamento entre design das soluções as necessidades das partes interessadas. As atividades que analistas de negócios executam incluem: • Compreender problemas da empresa e metas, • Analisar necessidades e soluções, • Elaborar de estratégias, • Desenvolver soluções, • Impulsionar a mudança e • Facilitar a colaboração das partes interessadas. 11 Responsabilidades do Analista de Negócio Analista de Negócio
  12. 12. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 12 Áreas de Conhecimento Planejamento e Monitoramentoda Análisede Negócio Análisede Requisitos e Definição de Design Elicitação e Colaboração Avaliação da Solução Gerenciamento do Ciclode Vida de Requisitos Competências Fundamentais Análiseda Estratégia Áreas representam conhecimento que a análise do negócio necessita para entregar valor as partes interessadas. Na versão atual do guia, existem seis áreas de conhecimento, conforme o quadro abaixo: Áreas de Conhecimento Figura abaixo demonstra o relacionamento entre as áreas de conhecimento. Planejamentoe Monitoramento da Análise de Negócio Gerenciamentodo Ciclode Vidade Requisitos Análise da Estratégia Análise de Requisitose Definiçãode Design Avaliaçãoda Solução Elicitaçãoe Colaboração CompetênciasFundamentais
  13. 13. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 13 Descrição das Áreas de Conhecimento: A área Planejamentoe Monitoramentoda Análise de Negócio organiza tarefa e coordena esforços do Analista de Negócio e das partes interessadas. Essas tarefas produzem saídas que são usadas como um guia para outras tarefas. A área de conhecimento Elicitação e Colaboração descrevem as tarefas que Analista de Negócio faz para obter informações das partes interessadas e confirmar resultados. Ela também descreve a comunicação com as partes interessadas e com análise de negócio é montada. A área Gerenciamento do Ciclo de Vida de Requisitos descrevem as tarefas que Analista de Negócio executa para gerenciar, manter os requisitos e informações do inicio ao fim do projeto (solução). Estas tarefas descrevem o estabelecimento de relacionamentos entre requisitos e design, avaliação das alterações dos requisitos e designs, quando as mudanças são propostas, análise e busca por um entendimento comum sobre as mudanças. A área de conhecimento Análiseda Estratégia descreve como deve trabalhar o análise de negócio, o que deve ser feito para colaborar com partes interessadas para identificar a necessidade e sua importância estratégia ou tática (necessidade de negócio), habilita a organização para dar resolução a essa necessidade, e alinha resultando da mudança nos níveis superiores e inferiores das estratégias. A área de Análisede Requisitos e Definição de Design descreve quais tarefas que Analista de Negócio faz para estruturar e organizar os requisitos que formam descobertos durante as atividades de elicitação, especifica e modelo de requisitos e design, faz validação e verificação da informação, identifica alternativa de soluções para responder as necessidades de negócio e estima o valor que será entregue por cada solução. Esta área de conhecimento abrange as atividades interativas e incrementais que vão desde o conceito inicial até a exploração da necessidade através da transformação dessas necessidades em uma solução recomendada. A área de conhecimento Avaliação da Solução descrevem as tarefas que Analista de Negócio faz para avaliar o valor entregue por uma solução em uso pela organização, e para recomendar a remoção de barreiras ou restrições que impede a entrega integral de valor. Áreas de Conhecimento
  14. 14. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 14 Competências Fundamentais do Analista de Negócio: Fornece uma descrição das características, habilidades, comportamentos, conhecimentos e qualidades pessoais para dar suporte as práticas de análise de negócio. No BABOK 3 as competências do Analista de Negócio é uma Área de Conhecimento chamada: “Competências Fundamentais”. Lista de Competências Fundamentais do Analista de Negócio: Capacidade Analíticae Soluçãode Problemas Pensamento Criativo Tomadade Decisão Aprendizado Pensamento Analítico (soluçãode Problema) Pensamento Sistêmico Características Comportamentais Ética Organizaçãoe Gerenciamento do Tempo Confiabilidade Conhecimento do Negócio Visãode Negócio Conhecimento (doSegmento) de Mercado Conhecimento da Organização Conhecimento da Solução Habilidades de Comunicação Comunicação Verbal Saberescutar Habilidades de Interação Facilitação Liderançae Influência Trabalharem Equipe Ferramentase Tecnologia Ferramentade Produtividadede Escritório Ferramentade Análisede Negócioe Tecnologia Ferramentade Comunicaçãoe Tecnologia Negociação e Resoluçãode Conflitos SaberEnsinar Comunicação NãoVerbal Conhecimento de Metodologia Responsabilidade pessoal (Personal Accountability) Adaptabilidade Pensamento Visual Pensamento Conceitual Comunicação Escrita Áreas de Conhecimento
  15. 15. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 15 Técnicas de Análise de Negócio Técnicas facilitam a execução das tarefas de análisede negócio. São 50 técnicas, veja a lista abaixo: Critério de Aceite e Avaliação Gerenciamentode Backlog BalancedScorecard (BSC) Benchmarking e Análise de Mercado Brainstorming Análise de Capacidade de Negócio Casode Negócio(BusinessCases) “Canvas” de Modelode Negócio(Business Model Canvas) Análise de Regras de Negócio Jogos Colaborativos ModelagemConceitual Dicionários de Dados Diagrama de Fluxo de Dados (DFD) Mineraçãode Dados(Data Mining) Modelagem de Dados Análise de Decisão Modelagemde Decisão(Decision Modelling) Análise de Documentos Estimativa Análise Financeira Grupos de Focais Decomposição Funcional Glossário Análise de Interface Entrevistas Item Tracking (Controlede Item) Lições Aprendidas Métricas e Indicadores de Desempenho (KPIs) MapaMental Análise de Requisitos não funcionais Observação Modelagem Organizacional Priorização Análise de Processos Modelagem de Processos Prototipagem Revisão Gerenciamento e Análise de Risco Matriz de Papéise Responsabilidade (RACI) Análise de Causa Raiz Modelagem de Escopo Diagrama de Sequência Listade ParteInteressadas, Mapa ou Personas Modelagem de estado Questionário ou Pesquisa (survey) Análise SWOT Caso de Uso e Cenários Histórias do Usuário (User Stories) Avaliação de Fornecedores Workshops * Em negritos são as novas técnicas que foram adicionadas.
  16. 16. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Informação de Análise de Negócio: Informações de análise de negócios refere-se aos conjuntos amplo e diversificado de informações que os analistas de negócios precisam para analisar, transformar e gerar relatórios. É informação de qualquer tipo em qualquer nível de pormenor em que é usado como uma entrada ou saída do trabalho de análise de negócios. Exemplos de informações de análise de negócios incluem resultados de elicitação, requisitos, projetos, opções de solução, escopo da solução, e estratégia de mudança recursos necessários e as partes interessadas envolvidas. 16 Termos Chaves Organização: Um grupo autônomo de pessoas sob a gestão de um único indivíduo ou comitê (ou diretoria), que trabalha com metas e objetivos comuns. As organizações geralmente tem um limite bem definido e opera em uma base contínua, oposto a equipe de projeto, o que pode ser dissolvida uma vez que seus objetivos são alçados. Design: Um projeto é uma representação útil de uma solução. Desenho foca em compreender como valor pode ser realizada por uma solução se for construído. A natureza da representação pode ser um documento (ou conjunto de documentos) e pode variar amplamente, dependendo das circunstâncias. Empresa: Uma empresa é um sistema de uma ou mais organizações e as soluções que eles usam para perseguir um conjunto compartilhado de objetivos comuns. Estas soluções (também referido como capacidades organizacionais) podem ser processos, ferramentas ou informações. Para o efeitos de análise de negócios, dos limites da empresa pode ser definido em relação ao mudar e não precisa ser constrangido pelos limites de uma entidade legal, organização ou unidade organizacional. Uma empresa pode incluir qualquer número de negócio, o governo, ou qualquer outro tipo de organização. Plano : Um plano é uma proposta para fazer ou alcançar alguma coisa. Planos descrevem um conjunto de eventos, as dependências entre os eventos, a sequência esperada, o programação, os resultados ou desfechos, os materiais e recursos necessários e as partes interessadas envolvidas. Requisito: Um requisito é uma representação útil de uma necessidade. Requisitos focam em compreender que tipo de valor pode ser entregue se um requisito é cumprido. A natureza da representação pode ser um documento (ou conjunto de documentos), mas pode variar amplamente, dependendo das circunstâncias. Risco: O risco é o efeito da incerteza sobre o valor de uma mudança, uma solução, ou a empresa. Os analistas de negócios colaboraram com outras partes interessadas para identificar, avaliar e priorizar os riscos, e para lidar com esses riscos, alterando a probabilidade e as condições ou eventos que levam à incerteza: mitigar as consequências, a remoção da fonte do risco, evitando o risco por completo não tomar a decisão de iniciar ou continuar com uma atividade que leva ao risco, compartilhando o risco com outros partes, ou aceitar ou até mesmo aumentando o risco de lidar com um oportunidade.
  17. 17. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 17 Requisitos Definição de requisitos: "Um requisito é uma representação útil de uma necessidade. Requisitos focam em compreender que tipo de valor pôde ser entregue se um requisito é satisfeito. A natureza da representação pode ser um documento (ou conjunto de documentos), mas pode variar muito, dependendo das circunstâncias". Esquema de classificação de requisitos: - Requisitos de Negócio - Requisitos das Partes Interessadas - Requisitos de Transição Descrição dos requisitos: - Requisitos de Negócio: Declarações de metas, objetivos e resultados que descreve por que uma mudança foi iniciada. Eles podem ser aplicados a toda a empresa, uma área de negócios ou uma iniciativa específica. - Requisitos das Partes Interessadas: Descreve as necessidades das partes interessadas que devem ser cumpridas a fim de alcançar os requisitos de negócio. Eles podem servir como uma ponte entre requisitos de negócios e requisitos da solução. - Requisitos da Solução: Descreve as capacidades e qualidades de uma solução que atende aos requisitos das partes interessados. Eles fornecem o nível adequado de detalhe para permitir o desenvolvimento e implementação da solução. Requisitos de solução podem ser divididos em duas subcategorias: - Requisitos Funcionais: Descreve as capacidades que uma solução deve ter, em termos de comportamento e a informação de que a solução de irá gerenciar e - Requisitos Não Funcionais ou Requisitos de Qualidadede Serviço: Diretamente não se relacionam com o comportamento da funcionalidade da solução, mas sim descreve as condições em que uma solução deve ter para permanecer eficaz ou com qualidades que uma solução deve ter. - Requisitos da Transição: Descreve as capacidades que uma solução deve ter e as condições para facilitar a transição do estado atual para o estado futuro, mas que não são necessárias para uma mudança é completa. Eles são diferenciados dos outros tipos de requisitos porque eles são de natureza temporária. Requisitos de Transição endereçam tópicos como conversão de dados, treinamento ,continuidade de negócio e etc. - Requisitos da Solução: - Requisitos Funcionais - Requisitos Não Funcionais ou Requisitos de Qualidade de Serviço
  18. 18. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Cada tarefa inclui uma lista de interessados ​​que são susceptíveis de participar na execução dessa tarefa ou que serão afetados por ela. Um ator é um indivíduo ou grupo que um analista de negócios é susceptível de interagir de forma direta ou indiretamente. Guia BABOK® não define que esses papéis sejam preenchidos por qualquer iniciativa. Qualquer das partes interessadas pode ser uma fonte de requisitos, pressupostos ou restrições. Esta lista não pretende ser uma lista exaustiva de todas as partes interessadas possíveis classificações. Alguns exemplos de pessoas que se encaixam em cada uma delas papéis genéricos estão listados abaixo. Na maior parte dos casos, haverá múltiplos papéis das partes interessadas encontrado dentro de cada categoria. Da mesma forma, um única indivíduo pode representar mais de uma função. Para efeitos do Guia BABOK®, a lista genérica de interessados ​​inclui as seguintes funções: • Analista de Negócios, • Cliente, • Especialista em Negócio (ou Especialista em Domínio de Negócio) • Usuário final, • Implementadores, • Suporte Operacional, • Gerente de Projeto, • Regulador, • Patrocinador, • Fornecedor, e • Testador. 18 Partes Interessadas
  19. 19. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 19 Requisitos e Design Provocando, analisando, validando e gerenciamento de requisitos são reconhecidas como principais atividades de Análise de Negócios. No entanto, é importante reconhecer que o Analistas Negócio também são responsáveis pela definição de design, em algum nível, numa iniciativa. O nível de responsabilidade para o projeto varia de acordo com a perspectiva dentro da qual um analista de negócios está trabalhando. Requisitos estãofocados na necessidade; modelos estão focados na solução. O distinção entre requisitos e design nem sempre é clara. As mesmas técnicas são utilizadas para eliciar, modelar, e analisar ambos. Um requisito conduz a uma design que por sua vez pode conduzir a descoberta e análise de mais requisitos. A mudança de foco é muitas vezes sutil. A classificação como um requisito ou um design pode se tornar menos significativo como o analista de negócios trabalha para progredir para uma maior compreensão e eventual cumprimento da necessidade. As tarefas no guia como acompanhamento de requisitos (Trace Requirements) ou Especificar e Modelo de Requisitos pode referir-se requisitos, mas a intenção é incluir design também. Abaixo figura do Ciclo de Vida Design e Requisitos: Requisitos de Negócio Requisitos das Partes Interessadas Requisitos da Solução Requisitos da Transição Quais são as condições ? Quais são as necessidades ? Quais são as funcionalidades ? Quais são as metas e objetivos de negócio ? Ciclo continuo enquanto houver requisitos
  20. 20. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 20 BACCM (Business Analysis Core Concept Model) O BACCM(Business Analysis Core Concept Model) é um framework conceitual para o analista de negócio aplicar as práticas de análise de negócio. O BACCM engloba o que é e análise de negócio, o que significa para aqueles que executam tarefas de análise de negócios, independentemente da perspectiva, segmento de mercado, metodologia ou nível na organização. Os seis principais conceitos no BACCM são: Mudança, Necessidade, Solução, Partes Interessadas, Valor e Contexto. Cada conceito é uma ideia fundamental para a prática da análise de negócios, e todos os conceitos são iguais e necessários. Cada conceito é definido por outros cinco conceitos . Os conceitos tem os mesmo níveis de importância e significado. Estes conceitos são fundamentais para compreender o tipo de informações solicitadas, analisadas ou geridas das tarefas de análise de negócio. Principais conceitos do BACCM: - Mudanças (Changes) : Ação de transformar em resposta uma necessidade. - Necessidades (Needs): Um problema ou uma oportunidade. - Soluções (Solutions): Produto ou Serviço que satisfaz as necessidades das partes interessadas em um contexto. - Partes interessadas (Stakeholders): Um grupo ou indivíduo que estão envolvidos diretamente ou indiretamente com a necessidade, mudança ou solução. - Valor (Value): Valor percebido, representa aquilo que a solução deverá entregar para as partes interessadas dentro de um contexto. - Contextos (Contexts): Ambiente onde acontece a mudança. O BACCM pode ser usado para: • Descrever a profissão e domínio de análise de negócios, • Comunicar sobre análise de negócio com uma terminologia comum, • Avaliar as relações de conceitos-chaves em análise de negócio, • Realizar uma melhor análise do negócio de forma holística por avaliar as relações entre os seis conceitos e • Avaliar o impacto desses conceitos e relações em qualquer ponto durante um esforço de trabalho, a fim de estabelecer tanto uma fundação e um caminho para a frente. BACCM
  21. 21. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 21 Perspectivas Perspectivas descrevem disciplinas especializadas dentroda prática de análisede negócio. Uma perspectiva é conjuntode comportamentos, terminologia e atitudes. Elas são usadas pelo Analista de Negócio dentrosuas atividades de análisede negócio. Perspectivas ainda descrevem várias visões de análise de negócio, elas ajudam o Analista de Negócio a trabalhar com vários pontos de vistas para melhor fazer as tarefas de análise de negócio. O guia têm cinco perspectivas: - Ágil (Método Ágil. Exemplos: Scrum e XP) - Inteligência de Negócio (BI) - Tecnologia da Informação (TI) Cada perspectiva tem uma estrutura comum com cinco (5) elementos: - Mudança de Escopo - Escopo da Análise de Negócio - Impacto nas áreas de Conhecimento Estas perspectivas não tem intençãode representar todas as perspectivas possíveis de que análise de negócios é praticada. As perspectivas discutidas no BABOK representam algumas das visões mais comuns de análise de negócios. As perspectivas não são mutuamente exclusivas, na medida em que pode empregar mais de uma perspectiva. Qualquer iniciativa inclui um, vários ou todos esses pontos de vista. Por exemplo, uma iniciativa pode ter um componente de tecnologia (Perspectiva de Tecnologia da Informação), o componente de tecnologia pode significar mudanças de processos de negócio (Perspectiva de Gerenciamento de Processos de Negócio), a iniciativa pode decidir fazer parte, ou todo o trabalho com uma abordagem ágil (Perspectiva de Ágil). Outra iniciativa pode mesclar duas organizações e precisa de olhar para as capacidades de negócio e como os impactos de transformação desses recursos (Perspectiva de Arquitetura de Negócios), e os gestores de negócio necessitam de informações atualizadas para análise e tomada de decisão (Perspectiva de Inteligência de Negócio). Iniciativa que tratam de problemas complexos ou grande pode empregar todas as perspectivas. - Metodologia e Técnicas - Competências Fundamentais - Arquitetura de Negócio - Gerenciamento de Processos de Negócio (BPM)
  22. 22. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Capitulo 1 – Introdução: - Propósito do Guia BABOK - O que é Análise de Negócio - Quem é o Analista de Negócio - Estrutura do Guia Capitulo 2 - Conceitos Chaves de Análise de Negócio: - Framework BACCM - Termos chaves - Esquema de classificação de requisitos - Partes Interessadas - Requisitos e Design A partir do capítulo 3 até 9 capitulo são apresentadas e descrias as áreas de conhecimento. Capitulo 3 - Planejamento e Monitoramento da Análise de Negócio Capitulo 4 - Elicitação e Colaboração Capitulo 5 - Gerenciamento do Ciclo de Vida de Requisitos Capitulo 6 - Análise da Estratégia Capitulo 7 - Análise de Requisitos e Definição de Design Capitulo 8 - Avaliação da Solução Capitulo 9 - Competências Fundamentais Capítulo 10 - Descreve as Técnicas de Análise de Negócio Capítulo 11 - Descreve as Perspectivas, são abordadas as seguintes perspectivas - Ágil - Inteligência de Negócio (BI) - Tecnologia da Informação (TI) - Arquitetura de Negócio - Gestão de Processos de Negócio O guia tem 4 apêndices: - A - Glossário - B - Técnicas mapeadas para tarefas - C - Contribuições (lista das pessoas que contribuirão para desenvolvimento do guia) - D - Sumário de Mudanças entre os guias. Missão cumprida! Foi apresentado um resumo, uma visão geral, do Guia BABOK 3, para conhecer mais sobre Análise de Negócio, leia o Guia BABOK 3. Conteúdo do BABOK 3: 22 Para encerrar Guia BABOK® 3. IIBA - 215 Download do Resumo do Guia BABOK3: http://bit.do/BABOK
  23. 23. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 23
  24. 24. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Análise de Negócio: Treinamento Consultoria Mentoria Agora que você conhece um pouco sobre Análise de Negócio e deve ter descoberto que é um tema fascinante e suas práticas podem ser aplicáveis para qualquer tipo e porte de empresa. Se você quer saber mais sobre a teoria de Analise de Negócio recomendo você fazer aquisição do Guia BABOK® 3, mas você quer conhecer as práticas de análise de negócio, minha sugestão é fazer um curso de Formação de Analista de Negócio3, a eTecnologia é pioneira em treinamento e consultoria de Análise de Negócio, já formamos mais de 1300 pessoas para diversas empresas e ajudamos várias empresas a implementar a Análise de Negócio. 24 Serviços Empresas ondefaz ministramos treinamentos: - Marinha do Brasil - Usiminas - Tribunal Eleitoral do Estado de Maranhão - Prodesp - Prodepa - Celepar - Tribunal Regional do Trabalhodo PR Serpro - Porto Seguro - Unifesp - Assessor Público - SENAC PR - Entreoutras Para maiores informações ou esclarecimentode dúvida entreem contato, www.etecnologia.com.br/an rildo.santos@etecnologi.com.br etecnologia@etecnologia.com.br treinamento@etecnologia.com.br
  25. 25. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Para ir além 25 Guia BABOK® 3. IIBA - 215 Guia BABOK v3 principais mudanças Definição do Papel de Analista de Negócio e Análise de Negócio Parte 3 Guia BABOK v3 principais mudanças Requisitos Parte 2 Guia BABOK v3 principais mudanças Parte 1
  26. 26. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Comunidade eTecnologia Venha para comunidade eTecnologia Os membros da comunidade podem participar dos eventos, treinamentos e cursos gratuitos. Comunidade: http://etecnologia.ning.com/ Para participar da comunidade basta se cadastrar: http://etecnologia.ning.com A missão da comunidade é compartilhar conhecimento, trocar experiências e prover aprendizado. 26
  27. 27. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Licença: Você tem o direitode: Compartilhar — copiar e redistribuir o material em qualquer suporte ou formato Adaptar — remixar, transformar, e criar a partir do material O licenciante não pode revogar estes direitos desde que você respeite os termos da licença. De acordo com os termos seguintes: Atribuição — Você deve atribuir o devido crédito, fornecer um link para a licença, e indicar se foram feitas alterações. Você pode fazê-lo de qualquer forma razoável, mas não de uma forma que sugira que o licenciante o apoia ou aprova o seu uso. Não Comercial — Você não pode usar o material para fins comerciais. Compartilhamento — Se você remixar, transformar, ou criar a partir do material, tem de distribuir as suas contribuições sob a mesma licença que o original. Sem restrições adicionais — Você não pode aplicar termos jurídicos ou medidas de caráter tecnológico que restrinjam legalmente outros de fazerem algo que a licença permita. Avisos: Você não tem de cumprir com os termos da licença relativamente a elementos do material que estejam no domínio público ou cuja utilização seja permitida por uma exceção ou limitação que seja aplicável. Não são dadas quaisquer garantias. A licença pode não lhe dar todas as autorizações necessárias para o uso pretendido. Por exemplo, outros direitos, tais como direitos de imagem, de privacidade ou direitos morais, podem limitar o uso do material.
  28. 28. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Notas: Marcas Registradas: Todos os termos mencionados que são reconhecidos como Marca Registrada e/ou comercial são de responsabilidades de seus proprietários. O autor informa não estar associada a nenhum produto e/ou fornecedor que é apresentado neste material. No decorrer deste, imagens, nomes de produtos e fabricantes podem ter sido utilizados, e desde já o autor informa que o uso é apenas ilustrativo para fins educativo, não visando ao lucro, favorecimento ou desmerecimento da marca ou produto. Melhoria e Revisão: Este material esta em processo constante de revisão e melhoria, se você encontrou algum problema ou erro envie um e-mail para nós. Criticas e Sugestões: Nós estamos abertos para receber criticas e sugestões que possam melhorar o material, por favor envie um e-mail para nós. Imagens: Google, Flickr e Banco de Imagem. Rildo Santos by rildosan® 2015 (@rildosan | rildosan@rildosan.com | rildosan.com) 28
  29. 29. by @rildosan ® | rildo.santos@etecnologia.com.brResumo do Guia BABOK® 3 Resumo do Guia BABOK® 3 Boas práticas para Análise de Negócio @rildosan | Versão: 1.1 beta | #faneweb www.etecnologia.com.br rildo.santos@etecnologia.com.br rildosan@rildosan.com AN por Rildo Santos (@rildosan)

×