SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
1
Geometria molecular
As propriedades físicas e químicas de uma substância molecular dependem fortemente
do arranjo tridimensional dos seus átomos na molécula, ou seja, da sua geometria
molecular.
Com base em várias estruturas moleculares obtidas experimentalmente, os químicos
ingleses Nevil Sidgwick e Herbert Powell criaram um modelo capaz de prever a
geometria de uma molécula a partir da sua estrutura de Lewis, a teoria da repulsão de
pares eletrónicos de valência.
De acordo com a teoria da repulsão de pares eletrónicos de valência (TRPEV), a
disposição dos átomos no espaço corresponde àquela que, minimizando as repulsões
entre os eletrões de valência (ligantes e não ligantes), confere a maior estabilidade
possível à molécula.
Numa moléculas, há a considerar três tipos de forças repulsivas:
• Entre pares de eletrões ligantes;
• Entre pares de eletrões não ligantes e pares de eletrões ligantes;
• Entre pares de eletrões não ligantes.
São quatro as geometrias moleculares a estudar:
• Geometria linear;
• Geometria angular;
• Geometria triangular plana;
• Geometria piramidal trigonal;
• Geometria tetraédrica.
De acordo com a TRPEV, a intensidade destas forças
repulsivas não é igual entre si
Repulsão entre
pares não ligantes
Repulsão entre pares
ligantes e pares não ligantes
Repulsão entre
pares ligantes
> >
2
1. Geometria linear
Exemplo:
Dióxido de carbono (CO2)
Fórmula de estrutura Modelo molecular
TREPV:
Não existindo pares de eletrões não ligantes no átomo central, a molécula assume uma
geometria linear para minimizar as repulsões entre os pares de eletrões ligantes.
3
2. Geometria angular
Exemplo:
Água (H2O)
Fórmula de estrutura Modelo molecular
TREPV:
A geometria angular é a que minimiza as repulsões entre os eletrões não ligantes do
átomo central e os dois pares de eletrões ligantes. O ângulo de ligação, inferior ao
verificado caso só existisse um par de eletrões não ligantes, é fruto do facto da repulsão
entre pares não ligantes ser superior à repulsão entre pares ligantes.
4
3. Geometria triangular plana
Exemplo:
Trifluoreto de boro (BF3)
Fórmula de estrutura Modelo molecular
TREPV:
Não tendo eletrões não ligantes no átomo central, a molécula adquires uma geometria
triangular plana para minimizar as repulsões entre os eletrões ligantes.
5
4. Geometria piramidal trigonal
Exemplo:
Amoníaco (NH3)
Fórmula de estrutura Modelo molecular
TREPV:
A molécula assume uma geometria piramidal trigonal para minimizar as repulsões entre
o par de eletrões não ligantes do átomo central e os três pares de eletrões ligantes que
a molécula apresenta.
6
5. Geometria tetraédrica
Nota: Modelos moleculares obtidos através da simulação Molecule Shapes, da plataforma PHET, disponível em
https://phet.colorado.edu/en/simulation/molecule-shapes
Autoria: Ana Carneirinho, no âmbito da ficha de trabalho disponibilizada como recurso educativo aberto em
https://phet.colorado.edu/pt/contributions/view/5156
Exemplo:
Metano (CH4)
Fórmula de estrutura Modelo molecular
TREPV:
Não existindo pares de eletrões de valência não ligantes no átomo central, é a
geometria tetraédrica que diminui a repulsão entre os pares de eletrões ligantes.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resumos Biologia Geologia (BIOLOGIA) 11º Ano
Resumos Biologia Geologia (BIOLOGIA) 11º AnoResumos Biologia Geologia (BIOLOGIA) 11º Ano
Resumos Biologia Geologia (BIOLOGIA) 11º AnoVitor Perfeito
 
Actividade Laboratorial - Produção de Pão
Actividade Laboratorial - Produção de PãoActividade Laboratorial - Produção de Pão
Actividade Laboratorial - Produção de PãoBioworld12
 
Bg6 diversidade na biosfera (módulo inicial)
Bg6   diversidade na biosfera (módulo inicial)Bg6   diversidade na biosfera (módulo inicial)
Bg6 diversidade na biosfera (módulo inicial)Nuno Correia
 
Módulo 1 - biologia - Diversidade e unidade biológica
Módulo 1 - biologia - Diversidade e unidade biológicaMódulo 1 - biologia - Diversidade e unidade biológica
Módulo 1 - biologia - Diversidade e unidade biológicaRaquel Rodrigues
 
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)InesTeixeiraDuarte
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódicaRebeca Vale
 
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11ºExtração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11ºFrancisco Palaio
 
Teste Biologia e Geologia 11º ano
Teste Biologia e Geologia 11º anoTeste Biologia e Geologia 11º ano
Teste Biologia e Geologia 11º anoJosé Luís Alves
 
IAVE Biologia Geologia 2017
IAVE Biologia Geologia 2017IAVE Biologia Geologia 2017
IAVE Biologia Geologia 2017Vitor Perfeito
 
Relatório densidade picnómetro
Relatório densidade picnómetroRelatório densidade picnómetro
Relatório densidade picnómetroct-esma
 
Aula estrutura atomica
Aula estrutura atomicaAula estrutura atomica
Aula estrutura atomicadandias5
 
Forças intermoleculares
Forças intermoleculares Forças intermoleculares
Forças intermoleculares Marco Bumba
 
Constituição básica da matéria
Constituição básica da matériaConstituição básica da matéria
Constituição básica da matériaVitor Caetano
 
Síntese de Aspirina
Síntese de AspirinaSíntese de Aspirina
Síntese de AspirinaLuís Rita
 
Equações e Formulas da Física.
Equações e Formulas da Física.Equações e Formulas da Física.
Equações e Formulas da Física.varzeano07
 
QUÍMICA - 3ª SÉRIE - HABILIDADE DA BNCC - (EM13CNT203) D3
QUÍMICA - 3ª SÉRIE - HABILIDADE DA BNCC - (EM13CNT203) D3QUÍMICA - 3ª SÉRIE - HABILIDADE DA BNCC - (EM13CNT203) D3
QUÍMICA - 3ª SÉRIE - HABILIDADE DA BNCC - (EM13CNT203) D3GernciadeProduodeMat
 
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º AnoResumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º AnoVitor Perfeito
 
Diluição e Concentração - Exercicios
Diluição e Concentração - ExerciciosDiluição e Concentração - Exercicios
Diluição e Concentração - ExerciciosJosé Vitor Alves
 

Mais procurados (20)

Resumos Biologia Geologia (BIOLOGIA) 11º Ano
Resumos Biologia Geologia (BIOLOGIA) 11º AnoResumos Biologia Geologia (BIOLOGIA) 11º Ano
Resumos Biologia Geologia (BIOLOGIA) 11º Ano
 
Actividade Laboratorial - Produção de Pão
Actividade Laboratorial - Produção de PãoActividade Laboratorial - Produção de Pão
Actividade Laboratorial - Produção de Pão
 
Bg6 diversidade na biosfera (módulo inicial)
Bg6   diversidade na biosfera (módulo inicial)Bg6   diversidade na biosfera (módulo inicial)
Bg6 diversidade na biosfera (módulo inicial)
 
Módulo 1 - biologia - Diversidade e unidade biológica
Módulo 1 - biologia - Diversidade e unidade biológicaMódulo 1 - biologia - Diversidade e unidade biológica
Módulo 1 - biologia - Diversidade e unidade biológica
 
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
 
8. tabela periódica
8. tabela periódica8. tabela periódica
8. tabela periódica
 
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11ºExtração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
 
Teste Biologia e Geologia 11º ano
Teste Biologia e Geologia 11º anoTeste Biologia e Geologia 11º ano
Teste Biologia e Geologia 11º ano
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
IAVE Biologia Geologia 2017
IAVE Biologia Geologia 2017IAVE Biologia Geologia 2017
IAVE Biologia Geologia 2017
 
Relatório densidade picnómetro
Relatório densidade picnómetroRelatório densidade picnómetro
Relatório densidade picnómetro
 
Aula estrutura atomica
Aula estrutura atomicaAula estrutura atomica
Aula estrutura atomica
 
Forças intermoleculares
Forças intermoleculares Forças intermoleculares
Forças intermoleculares
 
Constituição básica da matéria
Constituição básica da matériaConstituição básica da matéria
Constituição básica da matéria
 
Síntese de Aspirina
Síntese de AspirinaSíntese de Aspirina
Síntese de Aspirina
 
Equações e Formulas da Física.
Equações e Formulas da Física.Equações e Formulas da Física.
Equações e Formulas da Física.
 
QUÍMICA - 3ª SÉRIE - HABILIDADE DA BNCC - (EM13CNT203) D3
QUÍMICA - 3ª SÉRIE - HABILIDADE DA BNCC - (EM13CNT203) D3QUÍMICA - 3ª SÉRIE - HABILIDADE DA BNCC - (EM13CNT203) D3
QUÍMICA - 3ª SÉRIE - HABILIDADE DA BNCC - (EM13CNT203) D3
 
Química 9º ano
Química 9º anoQuímica 9º ano
Química 9º ano
 
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º AnoResumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
Resumos Biologia e Geologia (Biologia) 10º Ano
 
Diluição e Concentração - Exercicios
Diluição e Concentração - ExerciciosDiluição e Concentração - Exercicios
Diluição e Concentração - Exercicios
 

Semelhante a Geometria molecular segundo a TRPEV

Geometria molecular e polaridade das moléculas
Geometria molecular e polaridade das moléculasGeometria molecular e polaridade das moléculas
Geometria molecular e polaridade das moléculasacarneirinho
 
Geometria molecular e TLV- slide IFBA.pdf
Geometria molecular e TLV- slide IFBA.pdfGeometria molecular e TLV- slide IFBA.pdf
Geometria molecular e TLV- slide IFBA.pdfThePowerfulGirl
 
Aula i fbaiano_ligações químicas
Aula i fbaiano_ligações químicasAula i fbaiano_ligações químicas
Aula i fbaiano_ligações químicasSaulo Luis Capim
 
geometria molecular geometria molecula.pptx
geometria molecular geometria molecula.pptxgeometria molecular geometria molecula.pptx
geometria molecular geometria molecula.pptxRobbinStroschOne
 
Aula 09 Química Geral (Ligações Químicas)
Aula 09 Química Geral (Ligações Químicas)Aula 09 Química Geral (Ligações Químicas)
Aula 09 Química Geral (Ligações Químicas)Tiago da Silva
 
Aula 07 Química Geral
Aula 07 Química GeralAula 07 Química Geral
Aula 07 Química GeralTiago da Silva
 
Apres geometriamolecular
Apres geometriamolecularApres geometriamolecular
Apres geometriamolecularjds200
 
aula-10-quimica-fundamental-2019-3-ligações-covalentes-.pdf
aula-10-quimica-fundamental-2019-3-ligações-covalentes-.pdfaula-10-quimica-fundamental-2019-3-ligações-covalentes-.pdf
aula-10-quimica-fundamental-2019-3-ligações-covalentes-.pdfEloiCarlosGove
 
Teoria estrutural 1
Teoria estrutural 1Teoria estrutural 1
Teoria estrutural 1Pam Pires
 
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermolecularesResumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermolecularesProfª Alda Ernestina
 
Cap 3 4quimidist2010
Cap 3   4quimidist2010Cap 3   4quimidist2010
Cap 3 4quimidist2010Sandra Silva
 
ligações químimicas e interações intermoleeculares
ligações químimicas e interações intermoleecularesligações químimicas e interações intermoleeculares
ligações químimicas e interações intermoleecularesluizdr1
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria moleculardianalove15
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria moleculardianalove15
 
Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Geometria molecular e forças intermoleculares.pptGeometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Geometria molecular e forças intermoleculares.pptLalyson Matheus
 

Semelhante a Geometria molecular segundo a TRPEV (20)

Geometria molecular e polaridade das moléculas
Geometria molecular e polaridade das moléculasGeometria molecular e polaridade das moléculas
Geometria molecular e polaridade das moléculas
 
Geometria molecular e TLV- slide IFBA.pdf
Geometria molecular e TLV- slide IFBA.pdfGeometria molecular e TLV- slide IFBA.pdf
Geometria molecular e TLV- slide IFBA.pdf
 
Ligações Covalenntes
Ligações CovalenntesLigações Covalenntes
Ligações Covalenntes
 
quimica geral Aula 06
quimica geral Aula 06quimica geral Aula 06
quimica geral Aula 06
 
Aula i fbaiano_ligações químicas
Aula i fbaiano_ligações químicasAula i fbaiano_ligações químicas
Aula i fbaiano_ligações químicas
 
10102013102041765.pdf
10102013102041765.pdf10102013102041765.pdf
10102013102041765.pdf
 
geometria molecular geometria molecula.pptx
geometria molecular geometria molecula.pptxgeometria molecular geometria molecula.pptx
geometria molecular geometria molecula.pptx
 
Unidade 01 Teoria Estrutural
Unidade 01   Teoria EstruturalUnidade 01   Teoria Estrutural
Unidade 01 Teoria Estrutural
 
126
126126
126
 
Aula 09 Química Geral (Ligações Químicas)
Aula 09 Química Geral (Ligações Químicas)Aula 09 Química Geral (Ligações Químicas)
Aula 09 Química Geral (Ligações Químicas)
 
Aula 07 Química Geral
Aula 07 Química GeralAula 07 Química Geral
Aula 07 Química Geral
 
Apres geometriamolecular
Apres geometriamolecularApres geometriamolecular
Apres geometriamolecular
 
aula-10-quimica-fundamental-2019-3-ligações-covalentes-.pdf
aula-10-quimica-fundamental-2019-3-ligações-covalentes-.pdfaula-10-quimica-fundamental-2019-3-ligações-covalentes-.pdf
aula-10-quimica-fundamental-2019-3-ligações-covalentes-.pdf
 
Teoria estrutural 1
Teoria estrutural 1Teoria estrutural 1
Teoria estrutural 1
 
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermolecularesResumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
 
Cap 3 4quimidist2010
Cap 3   4quimidist2010Cap 3   4quimidist2010
Cap 3 4quimidist2010
 
ligações químimicas e interações intermoleeculares
ligações químimicas e interações intermoleecularesligações químimicas e interações intermoleeculares
ligações químimicas e interações intermoleeculares
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
 
Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Geometria molecular e forças intermoleculares.pptGeometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
 

Mais de acarneirinho

Diario_bordo_anonimo_22_23.pdf
Diario_bordo_anonimo_22_23.pdfDiario_bordo_anonimo_22_23.pdf
Diario_bordo_anonimo_22_23.pdfacarneirinho
 
Sala de Aula invertida
Sala de Aula invertidaSala de Aula invertida
Sala de Aula invertidaacarneirinho
 
Visita de estudo ao CCV Lousal
Visita de estudo ao CCV LousalVisita de estudo ao CCV Lousal
Visita de estudo ao CCV Lousalacarneirinho
 
Teens' consumerism during the pandemic.pptx
Teens' consumerism during the pandemic.pptxTeens' consumerism during the pandemic.pptx
Teens' consumerism during the pandemic.pptxacarneirinho
 
Níveis de Intensidade Sonora - Trabalho de pesquisa experimental.pptx
Níveis de Intensidade Sonora - Trabalho de pesquisa experimental.pptxNíveis de Intensidade Sonora - Trabalho de pesquisa experimental.pptx
Níveis de Intensidade Sonora - Trabalho de pesquisa experimental.pptxacarneirinho
 
Energia nuclear.pptx
Energia nuclear.pptxEnergia nuclear.pptx
Energia nuclear.pptxacarneirinho
 
Planeamento visual de atividade pedagógica
Planeamento visual de atividade pedagógicaPlaneamento visual de atividade pedagógica
Planeamento visual de atividade pedagógicaacarneirinho
 
Planejamento da ação didática ana carneirinho
Planejamento da ação didática ana carneirinhoPlanejamento da ação didática ana carneirinho
Planejamento da ação didática ana carneirinhoacarneirinho
 
Delinear a avaliação pedagógica jogos digitais ferramenta educativa_a_ce_l_ua...
Delinear a avaliação pedagógica jogos digitais ferramenta educativa_a_ce_l_ua...Delinear a avaliação pedagógica jogos digitais ferramenta educativa_a_ce_l_ua...
Delinear a avaliação pedagógica jogos digitais ferramenta educativa_a_ce_l_ua...acarneirinho
 
Guia Pedagógico- Hibridização dos módulos de Física da disciplina de FQ dos c...
Guia Pedagógico- Hibridização dos módulos de Física da disciplina de FQ dos c...Guia Pedagógico- Hibridização dos módulos de Física da disciplina de FQ dos c...
Guia Pedagógico- Hibridização dos módulos de Física da disciplina de FQ dos c...acarneirinho
 
04 1 2_lei_termodinamica
04 1 2_lei_termodinamica04 1 2_lei_termodinamica
04 1 2_lei_termodinamicaacarneirinho
 
Tecnologias Digitais e o potencial para construção de ecossistemas pedagógico...
Tecnologias Digitais e o potencial para construção de ecossistemas pedagógico...Tecnologias Digitais e o potencial para construção de ecossistemas pedagógico...
Tecnologias Digitais e o potencial para construção de ecossistemas pedagógico...acarneirinho
 
A partilha de um projeto escolar numa página de Facebook. Breve reflexão
A partilha de um projeto escolar numa página de Facebook. Breve reflexãoA partilha de um projeto escolar numa página de Facebook. Breve reflexão
A partilha de um projeto escolar numa página de Facebook. Breve reflexãoacarneirinho
 
Química do Ambiente
Química do AmbienteQuímica do Ambiente
Química do Ambienteacarneirinho
 
Conversão térmica da energia solar
Conversão térmica da energia solarConversão térmica da energia solar
Conversão térmica da energia solaracarneirinho
 
CanSat2018 - Poster da equipa HorizonTeam
CanSat2018 - Poster da equipa HorizonTeamCanSat2018 - Poster da equipa HorizonTeam
CanSat2018 - Poster da equipa HorizonTeamacarneirinho
 
Conversão térmica da energia solar
Conversão térmica da energia solarConversão térmica da energia solar
Conversão térmica da energia solaracarneirinho
 
Paper on-classification-and-classifiers
Paper on-classification-and-classifiersPaper on-classification-and-classifiers
Paper on-classification-and-classifiersacarneirinho
 

Mais de acarneirinho (20)

Diario_bordo_anonimo_22_23.pdf
Diario_bordo_anonimo_22_23.pdfDiario_bordo_anonimo_22_23.pdf
Diario_bordo_anonimo_22_23.pdf
 
Sala de Aula invertida
Sala de Aula invertidaSala de Aula invertida
Sala de Aula invertida
 
Visita de estudo ao CCV Lousal
Visita de estudo ao CCV LousalVisita de estudo ao CCV Lousal
Visita de estudo ao CCV Lousal
 
Teens' consumerism during the pandemic.pptx
Teens' consumerism during the pandemic.pptxTeens' consumerism during the pandemic.pptx
Teens' consumerism during the pandemic.pptx
 
Níveis de Intensidade Sonora - Trabalho de pesquisa experimental.pptx
Níveis de Intensidade Sonora - Trabalho de pesquisa experimental.pptxNíveis de Intensidade Sonora - Trabalho de pesquisa experimental.pptx
Níveis de Intensidade Sonora - Trabalho de pesquisa experimental.pptx
 
Energia nuclear.pptx
Energia nuclear.pptxEnergia nuclear.pptx
Energia nuclear.pptx
 
Planeamento visual de atividade pedagógica
Planeamento visual de atividade pedagógicaPlaneamento visual de atividade pedagógica
Planeamento visual de atividade pedagógica
 
Planejamento da ação didática ana carneirinho
Planejamento da ação didática ana carneirinhoPlanejamento da ação didática ana carneirinho
Planejamento da ação didática ana carneirinho
 
Delinear a avaliação pedagógica jogos digitais ferramenta educativa_a_ce_l_ua...
Delinear a avaliação pedagógica jogos digitais ferramenta educativa_a_ce_l_ua...Delinear a avaliação pedagógica jogos digitais ferramenta educativa_a_ce_l_ua...
Delinear a avaliação pedagógica jogos digitais ferramenta educativa_a_ce_l_ua...
 
Guia Pedagógico- Hibridização dos módulos de Física da disciplina de FQ dos c...
Guia Pedagógico- Hibridização dos módulos de Física da disciplina de FQ dos c...Guia Pedagógico- Hibridização dos módulos de Física da disciplina de FQ dos c...
Guia Pedagógico- Hibridização dos módulos de Física da disciplina de FQ dos c...
 
04 1 2_lei_termodinamica
04 1 2_lei_termodinamica04 1 2_lei_termodinamica
04 1 2_lei_termodinamica
 
Tecnologias Digitais e o potencial para construção de ecossistemas pedagógico...
Tecnologias Digitais e o potencial para construção de ecossistemas pedagógico...Tecnologias Digitais e o potencial para construção de ecossistemas pedagógico...
Tecnologias Digitais e o potencial para construção de ecossistemas pedagógico...
 
A partilha de um projeto escolar numa página de Facebook. Breve reflexão
A partilha de um projeto escolar numa página de Facebook. Breve reflexãoA partilha de um projeto escolar numa página de Facebook. Breve reflexão
A partilha de um projeto escolar numa página de Facebook. Breve reflexão
 
Química do Ambiente
Química do AmbienteQuímica do Ambiente
Química do Ambiente
 
Fornos solares
Fornos solaresFornos solares
Fornos solares
 
Conversão térmica da energia solar
Conversão térmica da energia solarConversão térmica da energia solar
Conversão térmica da energia solar
 
CanSat2018 - Poster da equipa HorizonTeam
CanSat2018 - Poster da equipa HorizonTeamCanSat2018 - Poster da equipa HorizonTeam
CanSat2018 - Poster da equipa HorizonTeam
 
Fornos solares
Fornos solaresFornos solares
Fornos solares
 
Conversão térmica da energia solar
Conversão térmica da energia solarConversão térmica da energia solar
Conversão térmica da energia solar
 
Paper on-classification-and-classifiers
Paper on-classification-and-classifiersPaper on-classification-and-classifiers
Paper on-classification-and-classifiers
 

Último

UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 

Último (20)

UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 

Geometria molecular segundo a TRPEV

  • 1. 1 Geometria molecular As propriedades físicas e químicas de uma substância molecular dependem fortemente do arranjo tridimensional dos seus átomos na molécula, ou seja, da sua geometria molecular. Com base em várias estruturas moleculares obtidas experimentalmente, os químicos ingleses Nevil Sidgwick e Herbert Powell criaram um modelo capaz de prever a geometria de uma molécula a partir da sua estrutura de Lewis, a teoria da repulsão de pares eletrónicos de valência. De acordo com a teoria da repulsão de pares eletrónicos de valência (TRPEV), a disposição dos átomos no espaço corresponde àquela que, minimizando as repulsões entre os eletrões de valência (ligantes e não ligantes), confere a maior estabilidade possível à molécula. Numa moléculas, há a considerar três tipos de forças repulsivas: • Entre pares de eletrões ligantes; • Entre pares de eletrões não ligantes e pares de eletrões ligantes; • Entre pares de eletrões não ligantes. São quatro as geometrias moleculares a estudar: • Geometria linear; • Geometria angular; • Geometria triangular plana; • Geometria piramidal trigonal; • Geometria tetraédrica. De acordo com a TRPEV, a intensidade destas forças repulsivas não é igual entre si Repulsão entre pares não ligantes Repulsão entre pares ligantes e pares não ligantes Repulsão entre pares ligantes > >
  • 2. 2 1. Geometria linear Exemplo: Dióxido de carbono (CO2) Fórmula de estrutura Modelo molecular TREPV: Não existindo pares de eletrões não ligantes no átomo central, a molécula assume uma geometria linear para minimizar as repulsões entre os pares de eletrões ligantes.
  • 3. 3 2. Geometria angular Exemplo: Água (H2O) Fórmula de estrutura Modelo molecular TREPV: A geometria angular é a que minimiza as repulsões entre os eletrões não ligantes do átomo central e os dois pares de eletrões ligantes. O ângulo de ligação, inferior ao verificado caso só existisse um par de eletrões não ligantes, é fruto do facto da repulsão entre pares não ligantes ser superior à repulsão entre pares ligantes.
  • 4. 4 3. Geometria triangular plana Exemplo: Trifluoreto de boro (BF3) Fórmula de estrutura Modelo molecular TREPV: Não tendo eletrões não ligantes no átomo central, a molécula adquires uma geometria triangular plana para minimizar as repulsões entre os eletrões ligantes.
  • 5. 5 4. Geometria piramidal trigonal Exemplo: Amoníaco (NH3) Fórmula de estrutura Modelo molecular TREPV: A molécula assume uma geometria piramidal trigonal para minimizar as repulsões entre o par de eletrões não ligantes do átomo central e os três pares de eletrões ligantes que a molécula apresenta.
  • 6. 6 5. Geometria tetraédrica Nota: Modelos moleculares obtidos através da simulação Molecule Shapes, da plataforma PHET, disponível em https://phet.colorado.edu/en/simulation/molecule-shapes Autoria: Ana Carneirinho, no âmbito da ficha de trabalho disponibilizada como recurso educativo aberto em https://phet.colorado.edu/pt/contributions/view/5156 Exemplo: Metano (CH4) Fórmula de estrutura Modelo molecular TREPV: Não existindo pares de eletrões de valência não ligantes no átomo central, é a geometria tetraédrica que diminui a repulsão entre os pares de eletrões ligantes.