SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
Políticas Educacionais e Gestão
            Escolar


                 Tema 04


        Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
I. POLÍTICAS EDUCACIONAIS

1.1. Conceituação e âmbito
As políticas educacionais são parte das políticas públicas de um
Estado. As políticas públicas são caracterizadas pela reflexão,
elaboração e implantação de projetos do governo voltados para
setores específicos da sociedade, dentre eles a educação. (Höfling,
2001; Vieira, 2009).




-As políticas públicas da educação ou políticas educacionais são
objeto de estudo das ciências políticas, dentre outras...

- Sua finalidade é encaminhar e resolver questões educacionais à luz
da Constituição Federal e instrumentos legislativos reguladores que
representam a vontade coletiva..
1.2. Políticas educacionais a partir dos três poderes do
Estado
    PONTO DE PARTIDA:
    CONSTITUIÇÃO FEDERAL: DIREITOS POLÍTICOS E SOCIAIS DO CIDADÃO
    Art. 205 - A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será
    promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno
    desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua
    qualificação para o trabalho.

   LEGISLATIVO:
   Organização e sistematização e cumprimento deste elementos norteador por meio
   da elaboração de leis regulamentares, p. ex. a LDBEN (Forma de oferta tendo como
   espelho a C.F. e as solicitações sociais

   JUDICIÁRIO:
   Zela pelo cumprimento do direito constitucional e de instrumentos correlatos
   EXECUTIVO:
   Materializa as políticas educacionais por meio de projetos, programas e
   planificações a curto médio e longo prazos
1.3. Esferas e competências normativas das políticas
 educacionais

Art. 211 - A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios organizarão em
regime de colaboração seus sistemas de ensino.
                     A União organizará o sistema federal de ensino e dos Territórios,
                     financiará as instituições de ensino públicas federais e exercerá, em
                     matéria educacional, função redistributiva, de forma a garantir
União           § 1° equalização de oportunidades educacionais e padrão mínimo de
                     qualidade de ensino, mediante assistência técnica e financeira aos
                     Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios.

                     Os Municípios atuarão prioritariamente no ensino fundamental e na
Municípios      § 2° educação infantil.

Estados e       § 3° Os Estados e o Distrito Federal atuarão prioritariamente no ensino
Dist. Federal        fundamental e médio.
II. GESTÃO DA EDUCAÇÃO

2.1. Gestão da Educação ou Educacional

Coordenação de esforços do poder público no cumprimento das
políticas educacionais, transversalizada por 3 dimensões:

        • Valor do direito público e social (Art. 205 – CF)
  1

        • Condições de implementação – Administração de
  2       recursos.

        • Condições políticas – negociações para viabilizar os
  3       programas...

                           Vai orientar a
III. GESTÃO ESCOLAR

Situa-se no plano da escola e trata de atribuições sob sua esfera de abrangência
e cumprimento às políticas educacionais, materializadas nas Diretrizes da
Gestão Educacional do país (Vieira, 2009; Paro, 2005).


          • A gestão escolar em articulação com a gestão educacional
   1        orienta-se para assegurar o que é próprio de sua finalidade.

          • promover o ensino e aprendizagem como determinam a
   2        Constituição Federal– “direito de todos” (Art. 205 – C.F.)

          • desenvolver [...] o pleno desenvolvimento do educando, seu
            preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para
   3        o trabalho. (LDBEN Art. 2º)
3.1. Fundamentos legais da Gestão Escolar – C.F.


     Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
     Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado democrático de direito...

     Art. 206 - 0 ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:

     I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; à arte e saber

     II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber;
     III - pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas e coexistência de instituições
     publicas e privadas de ensino:
     IV - gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais.
      V - valorização dos profissionais do ensino, garantindo, na forma da lei , planos de
      carreira para o magistério público, com piso salarial profissional e ingresso
      exclusivamente por concurso público de provas e títulos, assegurado regime jurídico
      único para todas as instituições mantidas pela União

     Vl - gestão democrática do ensino público, na forma da lei

     VII - garantia de padrão de qualidade.
3.2. Fundamentos legais da Gestão Escolar – LDBEN
9394/96

Art. 3° - O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:
I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;
II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o
saber;
III - pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas;
IV - respeito à liberdade e apreço à tolerância;
V - coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;
VI - gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;
VII - valorização do profissional da educação escolar;
VIII - gestão democrática do ensino público, na forma desta Lei e da legislação dos
sistemas de ensino;
IX - garantia de padrão de qualidade;
X - valorização da experiência extra-escolar;
XI - vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.
Cont.



Art.14. Os sistemas de ensino definirão as normas da
gestão democrática do ensino público na educação básica,
de acordo com as suas peculiaridades e conforme os
seguintes princípios:

I - participação dos profissionais da educação na elaboração
do projeto pedagógico da escola;

II - participação das comunidades escolar e local em
conselhos escolares ou equivalentes.
3.3. Incumbências legais da Gestão Escolar – LDBEN
9394/96
Art. 12. Os estabelecimentos de ensino, respeitadas as normas comuns e as
do seu sistema de ensino, terão a incumbência de:


            • elaborar e executar sua proposta pedagógica;
      I



            • administrar seu pessoal e seus recursos materiais e financeiros;
      II



            • assegurar o cumprimento dos dias letivos e horas-aula estabelecidas;
      III



            • velar pelo cumprimento do plano de trabalho de cada docente;
      IV
• prover meios para a recuperação dos alunos de menor rendimento;
V


       • articular-se com as famílias e a comunidade, criando processos de
         integração da sociedade com a escola;
VI



       • informar os pais e responsáveis sobre a freqüência e o rendimento dos
VII      alunos, bem como sobre a execução de sua proposta pedagógica.



       • notificar ao Conselho Tutelar do Município, ao juiz competente da Comarca e
         ao respectivo representante do Ministério Público a relação dos alunos que
VIII     apresentem quantidade de faltas acima de cinqüenta por cento do percentual
         permitido em lei.
IV. POLÍTICAS EDUCACIONAIS E GESTÃO
ESCOLAR NO BRASIL: UM OLHAR A PARTIR DO
MODO DE PRODUÇÃO CAPITALISTA
Significativos impactos de agências multilaterais às políticas educacionais
no Brasil foram deflagrados com maior ênfase em meio à promoção da
reestruturação produtiva e reforma do Estado a partir da década de 1990

A orientação neoliberal de uma reestruturação produtiva, neste
sentido, solicitava a reforma do Estado, projetando,
conseqüentemente a tipologia necessária de “cidadão globalizado
para a “inclusão social brasileira” das “benfeitorias da relação
capital-trabalho enfaticamente valorizada pelos países centrais por
meio de ideologias em sentido restrito”.
4.1. Políticas educacionais e gestão escolar para uma
sociedade solidária no modo de produção capitalista ?
A escola no Brasil condicionada por um Estado neoliberal inculcava a
necessidade de uma postura reflexiva por parte dos professores, pais e
comunidade quanto à luta contra a exclusão, com o comprometimento de
uma educação de qualidade para todos, contra a violência, a favor da
construção crítica da cidadania.

                                    Implicou em



O papel político da educação escolar com o passar do tempo, levando em
conta a relação da acumulação do capital, produz e reforça a hegemonia de
classes sociais com a ênfase na expansão de educação básica para o povo
e sua preparação para um mercado de trabalho determinado e, ao mesmo
tempo, promove a contenção das medidas estruturais para a educação
superior daquelas, na medida em que confere ao âmbito meritocrático o
acesso e ingresso à universidade pública, por seu caráter de atendimento
elitista.
4.2. Políticas educacionais e gestão escolar numa
perspectiva democrática e emancipadora

A participação não é reduzida à representatividade...


Organização das políticas e escola empenhados na formação, a
partir do trabalho, para a dignidade do homem e não sua exploração
em sentido último


A denúncia do jogo político e orientação do homem para sua
descoberta de si e do outro, cumprindo-se os seus direitos se
ideologias em sentido restrito.
V. UM PENSAMENTO FINAL


Nesse encaminhamento concluímos com
Mészáros (2005, p.27) que limitar “[...]
uma mudança educacional radical às
margens corretivas interesseiras do
capital significa abandonar de uma só
vez, conscientemente ou não, o objetivo
de uma transformação social qualitativa”.
Referências
BIBLIOGRAFIA BÁSICA
AZEVEDO, J. M. L. de. A educação como política pública. Campinas: Autores Associados, 1997.
BARROSO, João. Para uma abordagem teórica da administração escolar: a distinção entre “direcção” e “gestão”. In
Revista Portuguesa de Educação, 8(1), P.33-56. Portugal/Universidade do Minho, 1995.
BORDIGNON, Genuíno. Gestão da educação no município. São Paulo: Editora e Livraria Instituto Paulo Freire,
2009.
CABRAL NETO, Antonio; CASTRO, Alda Maria Duarte Araújo; FRANÇA, Magna; QUEIROZ, Maria Aparecida de.
(Orgs). Pontos e contrapontos da política educacional: uma leitura contextualizada de iniciativas governamentais.
Brasília,DF: Liber Livro,2007.
DOURADO, Luiz Fernandes; PARO, Vitor Henrique (Orgs.). Políticas públicas & educação básica. São Paulo:
Xamã,2001.
FERREIRA, Eliza Bartolozzi; OLIVEIRA, Dalila Andrade (Orgs.). Crise da escola e políticas educativas. Belo
Horizonte: Autêntica, 2009.
HOFLING, H. de M. Estado e políticas (sociais) públicas. In Cadernos Cedes, ano XXI, nº 55, novembro/2001, p. 30-
41.
LIBÂNEO, JC.; OLIVEIRA, J.F.; TOSCHI, M.S. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo:
Cortez, 2008.
MENDONÇA, Erasto. Gestão democrática: a intenção e o gesto. ANPED, 2000.
MENESES, João Gualberto de Carvalho et. al. (Orgs.) Estrutura e funcionamento da educação básica. São Paulo:
Pioneira, 2000.
OLIVEIRA, D. A. Educação Básica: gestão do trabalho e da pobreza. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000.
PARO, Vitor Henrique. Escritos sobre educação. São Paulo: Xamã,2001.
PARO, Vitor Henrique.7.ed. Administração escolar: introdução crítica. São Paulo: Cortez, 1996.
SANDER, Benno. Administração da educação no Brasil: genealogia do conhecimento. Brasília,DF: Liber Livro,
2007.
SAVIANI, Dermeval. Plano de desenvolvimento da educação: análise crítica da política do MEC. Campinas,SP:
Autores Associados, 2009.
SHIROMA, Eneida Oto; MORAES, Maria Célia Marcondes de. Política educacional. 4.ed. Rio de Janeiro, RJ:
Lamparina, 2007.
SILVA, Maria Abádia da. Intervenção e consentimento: a política educacional do Banco Mundial. São Paulo:
FAPESP, 2002.
TEODORO, Antonio. Globalização e educação: políticas educacionais e novos modelos de governação. São Paulo:
Cortez: Instituto Paulo Freire, 2003.
VIEIRA, Sofia Lerche. Educação Básica: política e gestão. Brasília,DF: Liber Livro, 2009.
BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR
ALMEIDA, Malu (Org.) Políticas educacionais e práticas pedagógicas: para além da mercantilização do
conhecimento. Campinas,SP: Alinea Editora, 2005.
BIÁZZIO, S. C. F. de & LIMA, Paulo Gomes. A participação da família no projeto político-pedagógico da escola.
Revista Educere et Educare, Vol. 4, N.7, 1° semestre de 2009. ISSN 1981-4712 (versão eletrônica) – ISSN
1809-5208 (versão impressa).
DE TOMASI, L.; WARDE, M. J.; HADAD, S. O Banco Mundial e as políticas educacionais. São Paulo: Cortez,
1996.
GENTILI, Pablo. Globalização excludente: desigualdade, exclusão e democracia na nova ordem mundial.
Petrópolis, RJ: Vozes; Buenos Aires: FLACSO, 2000.
HORA, Dinair Leal da. Gestão democrática na escola. 7.ed. Campinas/SP: Papirus, 1994.
LIMA, Paulo Gomes. Reestruturação produtiva, reforma do Estado e políticas educacionais. [CD-ROM]. In Anais
do V Simpósio Internacional O Estado e as Políticas Educacionais no Tempo Presente. Uberlândia/MG:
UFU, 2009. ISBN 978-85-217-5.
MÉSZÁROS, Istvan. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo Editorial, 2005.
PILETTI, Nelson. Estrutura e funcionamento do ensino fundamental. São Paulo: Ática, 1998.
PRAIS, Maria de Lourdes Melo. Administração colegiada na escola pública. 4.ed. Campinas/SP: Papirus,
1996.
ROSANVALLON, Pierre. A crise do Estado-providência. Goiânia/GO: UFG; Brasília: UnB, 1997.
SANDER, Benno. Gestão da educação na América Latina: construção e reconstrução do conhecimento.
Campinas/SP: Autores Associados, 1995.
VIEIRA, Sofia Lerche. Desejos de reforma: legislação educacional no Brasil Império e República. Brasília,DF:
Liber Livro,2008.
VIEIRA, Sofia Lerche. Política educacional no Brasil: introdução histórica. Brasília,DF: Liber Livro, 2007
WITTMANN, Lauro Carlos e GRACINDO, Regina Vinhaes (Coords.) O Estado da arte em política e a gestão
da educação no Brasil. 1991 a 1997. Brasília: ANPAE, Campinas: Editora Autores Associados; 2001.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estrutura e funcionamento do ensino
Estrutura e funcionamento do ensino Estrutura e funcionamento do ensino
Estrutura e funcionamento do ensino Darlan Campos
 
Legislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraLegislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraMessias Mota Vieira
 
PPP - SLIDES DE APRESENTAÇÃO PARA A COMUNIDADE
PPP - SLIDES DE APRESENTAÇÃO PARA A COMUNIDADEPPP - SLIDES DE APRESENTAÇÃO PARA A COMUNIDADE
PPP - SLIDES DE APRESENTAÇÃO PARA A COMUNIDADEQUEDMA SILVA
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaUlisses Vakirtzis
 
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docenteAula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docenteKelly da Silva
 
Política e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraPolítica e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraEdneide Lima
 
Planejamento e política educacional
Planejamento e política educacionalPlanejamento e política educacional
Planejamento e política educacionalJose Arnaldo Silva
 
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.brProjeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.brProf Palmito Rocha
 
Projeto político pedagógico ppp
Projeto político pedagógico pppProjeto político pedagógico ppp
Projeto político pedagógico pppgisianevieiraanana
 
Referencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantilReferencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantilMaria Barbosa Almeida
 
Projeto Político Pedagógico - PPP
Projeto Político Pedagógico - PPPProjeto Político Pedagógico - PPP
Projeto Político Pedagógico - PPPHebert Arcanjo
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoMagda Marques
 

Mais procurados (20)

EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Conhecendo a didática
Conhecendo a didáticaConhecendo a didática
Conhecendo a didática
 
LDB - 9394/96
LDB - 9394/96LDB - 9394/96
LDB - 9394/96
 
Estrutura e funcionamento do ensino
Estrutura e funcionamento do ensino Estrutura e funcionamento do ensino
Estrutura e funcionamento do ensino
 
Legislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraLegislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional Brasileira
 
PPP - SLIDES DE APRESENTAÇÃO PARA A COMUNIDADE
PPP - SLIDES DE APRESENTAÇÃO PARA A COMUNIDADEPPP - SLIDES DE APRESENTAÇÃO PARA A COMUNIDADE
PPP - SLIDES DE APRESENTAÇÃO PARA A COMUNIDADE
 
Ppp slide
Ppp slidePpp slide
Ppp slide
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docenteAula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
Aula didática, tendências pedagógicas e a práxis docente
 
Política e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraPolítica e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação Brasileira
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
 
Planejamento e política educacional
Planejamento e política educacionalPlanejamento e política educacional
Planejamento e política educacional
 
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.brProjeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
Projeto Político Pedagógico www.professorpalmito.com.br
 
Projeto político pedagógico ppp
Projeto político pedagógico pppProjeto político pedagógico ppp
Projeto político pedagógico ppp
 
Ldb Resumo
Ldb ResumoLdb Resumo
Ldb Resumo
 
Referencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantilReferencial curricular nacional para a educação infantil
Referencial curricular nacional para a educação infantil
 
Constituição
Constituição  Constituição
Constituição
 
Projeto Político Pedagógico - PPP
Projeto Político Pedagógico - PPPProjeto Político Pedagógico - PPP
Projeto Político Pedagógico - PPP
 
Slide tendências pedagógicas
Slide   tendências pedagógicasSlide   tendências pedagógicas
Slide tendências pedagógicas
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
 

Destaque

03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolarJoao Balbi
 
Gestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da EducaçãoGestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da Educaçãoregicenci
 
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISPOLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISJose Wilson Melo
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavaresCÉSAR TAVARES
 
Slides Gestão Escolar
Slides Gestão EscolarSlides Gestão Escolar
Slides Gestão Escolarroxanessavivi
 
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARProfRibamar Campos
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolareliasdemoch
 
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010Paulinha2011
 
A Difícil Arte de Conviver
A Difícil Arte de ConviverA Difícil Arte de Conviver
A Difícil Arte de Conviverlucianaraspa
 
Quadro conceito da Administração escolar
Quadro conceito da Administração escolarQuadro conceito da Administração escolar
Quadro conceito da Administração escolargerluce
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democráticaguestba32bfa
 
Políticas públicas educacionais aula 1
Políticas públicas educacionais   aula   1Políticas públicas educacionais   aula   1
Políticas públicas educacionais aula 1Darlan Campos
 
Políticas públicas no brasil
Políticas públicas no brasilPolíticas públicas no brasil
Políticas públicas no brasilferaps
 
Unidade 3 e 4 políticas educacionais
Unidade 3 e 4   políticas educacionaisUnidade 3 e 4   políticas educacionais
Unidade 3 e 4 políticas educacionaisMarta Carolina Santos
 
Conselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretor
Conselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretorConselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretor
Conselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretorUBIRAJARA COUTO LIMA
 

Destaque (20)

03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar
 
Gestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da EducaçãoGestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da Educação
 
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISPOLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
 
Aula 2 gestão educacional
Aula 2 gestão educacionalAula 2 gestão educacional
Aula 2 gestão educacional
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavares
 
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
 
Slides Gestão Escolar
Slides Gestão EscolarSlides Gestão Escolar
Slides Gestão Escolar
 
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
 
Gestão escolar
Gestão escolarGestão escolar
Gestão escolar
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
 
A gestão participativa
A gestão participativaA gestão participativa
A gestão participativa
 
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil - UFGD - 2010
 
A Difícil Arte de Conviver
A Difícil Arte de ConviverA Difícil Arte de Conviver
A Difícil Arte de Conviver
 
Quadro conceito da Administração escolar
Quadro conceito da Administração escolarQuadro conceito da Administração escolar
Quadro conceito da Administração escolar
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
 
Políticas públicas educacionais aula 1
Políticas públicas educacionais   aula   1Políticas públicas educacionais   aula   1
Políticas públicas educacionais aula 1
 
Políticas públicas no brasil
Políticas públicas no brasilPolíticas públicas no brasil
Políticas públicas no brasil
 
Unidade 3 e 4 políticas educacionais
Unidade 3 e 4   políticas educacionaisUnidade 3 e 4   políticas educacionais
Unidade 3 e 4 políticas educacionais
 
Conselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretor
Conselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretorConselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretor
Conselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretor
 
Gestao escolar
Gestao escolarGestao escolar
Gestao escolar
 

Semelhante a 4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima

Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptxDilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptxEversonLima23
 
Seminario generostextuais
Seminario generostextuaisSeminario generostextuais
Seminario generostextuaissuely xavier
 
Legislao educacional-1230170987028816-2
Legislao educacional-1230170987028816-2Legislao educacional-1230170987028816-2
Legislao educacional-1230170987028816-2Jhosyrene Oliveira
 
Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010
Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010
Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010appfoz
 
Gestão democrática da educação.pdf
Gestão democrática da educação.pdfGestão democrática da educação.pdf
Gestão democrática da educação.pdfSandra Pierozan
 
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - com gaba
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - com gabaProva de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - com gaba
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - com gabaFAMETRO/SEDUC
 
PROFUNCIONÁRIO - 1 ENCONTRO PRESENCIAL-Prof. Noe Assunção
PROFUNCIONÁRIO - 1 ENCONTRO PRESENCIAL-Prof. Noe AssunçãoPROFUNCIONÁRIO - 1 ENCONTRO PRESENCIAL-Prof. Noe Assunção
PROFUNCIONÁRIO - 1 ENCONTRO PRESENCIAL-Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Boa revisão ECA LDB CONST 205 a 214.ppt
Boa revisão ECA LDB CONST 205 a 214.pptBoa revisão ECA LDB CONST 205 a 214.ppt
Boa revisão ECA LDB CONST 205 a 214.pptClipaA
 
PNE e a Gestão Democrática
PNE e a Gestão DemocráticaPNE e a Gestão Democrática
PNE e a Gestão DemocráticaHudson Frota
 
Política Educacional e M.P. 746/2016
Política Educacional e M.P. 746/2016Política Educacional e M.P. 746/2016
Política Educacional e M.P. 746/2016CÉSAR TAVARES
 
Ldb curso para concurso professores 2
Ldb   curso para concurso professores 2Ldb   curso para concurso professores 2
Ldb curso para concurso professores 2appfoz
 
Ldb curso para concurso professores 2
Ldb   curso para concurso professores 2Ldb   curso para concurso professores 2
Ldb curso para concurso professores 2appfoz
 
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.pptAULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.pptJuarezNeto13
 
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - para impressao final
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - para impressao finalProva de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - para impressao final
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - para impressao finalFAMETRO/SEDUC
 
Lei 3881 sistema municipal de educação (sme)
Lei 3881 sistema municipal de educação (sme)Lei 3881 sistema municipal de educação (sme)
Lei 3881 sistema municipal de educação (sme)getulio_vargas
 
08 lei nº 9493-96 ldb 1ª parte
08 lei nº 9493-96  ldb 1ª parte08 lei nº 9493-96  ldb 1ª parte
08 lei nº 9493-96 ldb 1ª parteHernando Professor
 

Semelhante a 4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima (20)

Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptxDilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
 
Seminario generostextuais
Seminario generostextuaisSeminario generostextuais
Seminario generostextuais
 
Legislao educacional-1230170987028816-2
Legislao educacional-1230170987028816-2Legislao educacional-1230170987028816-2
Legislao educacional-1230170987028816-2
 
Parecer
ParecerParecer
Parecer
 
Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010
Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010
Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010
 
Rceb004 10
Rceb004 10Rceb004 10
Rceb004 10
 
Gestão democrática da educação.pdf
Gestão democrática da educação.pdfGestão democrática da educação.pdf
Gestão democrática da educação.pdf
 
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - com gaba
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - com gabaProva de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - com gaba
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - com gaba
 
PROFUNCIONÁRIO - 1 ENCONTRO PRESENCIAL-Prof. Noe Assunção
PROFUNCIONÁRIO - 1 ENCONTRO PRESENCIAL-Prof. Noe AssunçãoPROFUNCIONÁRIO - 1 ENCONTRO PRESENCIAL-Prof. Noe Assunção
PROFUNCIONÁRIO - 1 ENCONTRO PRESENCIAL-Prof. Noe Assunção
 
Boa revisão ECA LDB CONST 205 a 214.ppt
Boa revisão ECA LDB CONST 205 a 214.pptBoa revisão ECA LDB CONST 205 a 214.ppt
Boa revisão ECA LDB CONST 205 a 214.ppt
 
LDB_2012_mar2016.ppt
LDB_2012_mar2016.pptLDB_2012_mar2016.ppt
LDB_2012_mar2016.ppt
 
PNE e a Gestão Democrática
PNE e a Gestão DemocráticaPNE e a Gestão Democrática
PNE e a Gestão Democrática
 
Política Educacional e M.P. 746/2016
Política Educacional e M.P. 746/2016Política Educacional e M.P. 746/2016
Política Educacional e M.P. 746/2016
 
Ldb curso para concurso professores 2
Ldb   curso para concurso professores 2Ldb   curso para concurso professores 2
Ldb curso para concurso professores 2
 
Ldb curso para concurso professores 2
Ldb   curso para concurso professores 2Ldb   curso para concurso professores 2
Ldb curso para concurso professores 2
 
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.pptAULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
 
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - para impressao final
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - para impressao finalProva de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - para impressao final
Prova de estrutura do ensino basicoa 2012 2 - para impressao final
 
Lei 3881 sistema municipal de educação (sme)
Lei 3881 sistema municipal de educação (sme)Lei 3881 sistema municipal de educação (sme)
Lei 3881 sistema municipal de educação (sme)
 
LDB_2012_mar2016.ppt
LDB_2012_mar2016.pptLDB_2012_mar2016.ppt
LDB_2012_mar2016.ppt
 
08 lei nº 9493-96 ldb 1ª parte
08 lei nº 9493-96  ldb 1ª parte08 lei nº 9493-96  ldb 1ª parte
08 lei nº 9493-96 ldb 1ª parte
 

Mais de Paulo Lima

Education and social policies – values, concepts and practices
Education and social policies – values, concepts and practicesEducation and social policies – values, concepts and practices
Education and social policies – values, concepts and practicesPaulo Lima
 
Política Educacional na perspectiva de Paulo Freire: desafios para os dias co...
Política Educacional na perspectiva de Paulo Freire: desafios para os dias co...Política Educacional na perspectiva de Paulo Freire: desafios para os dias co...
Política Educacional na perspectiva de Paulo Freire: desafios para os dias co...Paulo Lima
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
ApresentaçãoPaulo Lima
 
RELAÇÕES ENTRE O ESTADO E A ESCOLA NO BRASIL, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICAS EDUCAC...
RELAÇÕES ENTRE O ESTADO E A ESCOLA NO BRASIL, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICAS EDUCAC...RELAÇÕES ENTRE O ESTADO E A ESCOLA NO BRASIL, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICAS EDUCAC...
RELAÇÕES ENTRE O ESTADO E A ESCOLA NO BRASIL, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICAS EDUCAC...Paulo Lima
 
Ciudadanía, educación y la realidad brasileña: Puntos de debate y encaminamie...
Ciudadanía, educación y la realidad brasileña: Puntos de debate y encaminamie...Ciudadanía, educación y la realidad brasileña: Puntos de debate y encaminamie...
Ciudadanía, educación y la realidad brasileña: Puntos de debate y encaminamie...Paulo Lima
 
Politicas de educação superior paulo gomes lima - revista avaliação
Politicas de educação superior   paulo gomes lima - revista avaliaçãoPoliticas de educação superior   paulo gomes lima - revista avaliação
Politicas de educação superior paulo gomes lima - revista avaliaçãoPaulo Lima
 
Alunos e alunas de eja
Alunos e alunas de ejaAlunos e alunas de eja
Alunos e alunas de ejaPaulo Lima
 
CITIZENSHIP, EDUCATION AND BRAZILIAN REALITY:
CITIZENSHIP, EDUCATION AND BRAZILIAN REALITY:CITIZENSHIP, EDUCATION AND BRAZILIAN REALITY:
CITIZENSHIP, EDUCATION AND BRAZILIAN REALITY:Paulo Lima
 
Ciencia e epistemologia: reflexões necessárias à Pesquisa Educacional - Revi...
Ciencia e epistemologia: reflexões necessárias à Pesquisa Educacional  - Revi...Ciencia e epistemologia: reflexões necessárias à Pesquisa Educacional  - Revi...
Ciencia e epistemologia: reflexões necessárias à Pesquisa Educacional - Revi...Paulo Lima
 
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...Paulo Lima
 
11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...
11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...
11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...Paulo Lima
 
10.Autonomia, ética e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
10.Autonomia, ética e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima10.Autonomia, ética e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
10.Autonomia, ética e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes LimaPaulo Lima
 
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...Paulo Lima
 
8. Relação entre gestão escolar, movimentos sociais e educação popular - Prof...
8. Relação entre gestão escolar, movimentos sociais e educação popular - Prof...8. Relação entre gestão escolar, movimentos sociais e educação popular - Prof...
8. Relação entre gestão escolar, movimentos sociais e educação popular - Prof...Paulo Lima
 
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes LimaPaulo Lima
 
6. Gestão curricular e coordenação pedagógica
6. Gestão curricular e coordenação pedagógica6. Gestão curricular e coordenação pedagógica
6. Gestão curricular e coordenação pedagógicaPaulo Lima
 
5.Gestão escolar e formação de educadores - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
5.Gestão escolar e formação de educadores - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima5.Gestão escolar e formação de educadores - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
5.Gestão escolar e formação de educadores - Prof. Dr. Paulo Gomes LimaPaulo Lima
 
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...Paulo Lima
 
Ações afirmativas e universidade no brasil prof. dr. paulo gomes lima
Ações afirmativas e universidade no brasil   prof. dr. paulo gomes limaAções afirmativas e universidade no brasil   prof. dr. paulo gomes lima
Ações afirmativas e universidade no brasil prof. dr. paulo gomes limaPaulo Lima
 
Pesquisa exploratória das políticas curriculares em dourados ms
Pesquisa exploratória das políticas curriculares em dourados   msPesquisa exploratória das políticas curriculares em dourados   ms
Pesquisa exploratória das políticas curriculares em dourados msPaulo Lima
 

Mais de Paulo Lima (20)

Education and social policies – values, concepts and practices
Education and social policies – values, concepts and practicesEducation and social policies – values, concepts and practices
Education and social policies – values, concepts and practices
 
Política Educacional na perspectiva de Paulo Freire: desafios para os dias co...
Política Educacional na perspectiva de Paulo Freire: desafios para os dias co...Política Educacional na perspectiva de Paulo Freire: desafios para os dias co...
Política Educacional na perspectiva de Paulo Freire: desafios para os dias co...
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
RELAÇÕES ENTRE O ESTADO E A ESCOLA NO BRASIL, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICAS EDUCAC...
RELAÇÕES ENTRE O ESTADO E A ESCOLA NO BRASIL, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICAS EDUCAC...RELAÇÕES ENTRE O ESTADO E A ESCOLA NO BRASIL, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICAS EDUCAC...
RELAÇÕES ENTRE O ESTADO E A ESCOLA NO BRASIL, PARTICIPAÇÃO E POLÍTICAS EDUCAC...
 
Ciudadanía, educación y la realidad brasileña: Puntos de debate y encaminamie...
Ciudadanía, educación y la realidad brasileña: Puntos de debate y encaminamie...Ciudadanía, educación y la realidad brasileña: Puntos de debate y encaminamie...
Ciudadanía, educación y la realidad brasileña: Puntos de debate y encaminamie...
 
Politicas de educação superior paulo gomes lima - revista avaliação
Politicas de educação superior   paulo gomes lima - revista avaliaçãoPoliticas de educação superior   paulo gomes lima - revista avaliação
Politicas de educação superior paulo gomes lima - revista avaliação
 
Alunos e alunas de eja
Alunos e alunas de ejaAlunos e alunas de eja
Alunos e alunas de eja
 
CITIZENSHIP, EDUCATION AND BRAZILIAN REALITY:
CITIZENSHIP, EDUCATION AND BRAZILIAN REALITY:CITIZENSHIP, EDUCATION AND BRAZILIAN REALITY:
CITIZENSHIP, EDUCATION AND BRAZILIAN REALITY:
 
Ciencia e epistemologia: reflexões necessárias à Pesquisa Educacional - Revi...
Ciencia e epistemologia: reflexões necessárias à Pesquisa Educacional  - Revi...Ciencia e epistemologia: reflexões necessárias à Pesquisa Educacional  - Revi...
Ciencia e epistemologia: reflexões necessárias à Pesquisa Educacional - Revi...
 
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
 
11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...
11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...
11.Relações entre o administrativo e o pedagógico na prática do gestor escola...
 
10.Autonomia, ética e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
10.Autonomia, ética e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima10.Autonomia, ética e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
10.Autonomia, ética e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
 
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
 
8. Relação entre gestão escolar, movimentos sociais e educação popular - Prof...
8. Relação entre gestão escolar, movimentos sociais e educação popular - Prof...8. Relação entre gestão escolar, movimentos sociais e educação popular - Prof...
8. Relação entre gestão escolar, movimentos sociais e educação popular - Prof...
 
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
 
6. Gestão curricular e coordenação pedagógica
6. Gestão curricular e coordenação pedagógica6. Gestão curricular e coordenação pedagógica
6. Gestão curricular e coordenação pedagógica
 
5.Gestão escolar e formação de educadores - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
5.Gestão escolar e formação de educadores - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima5.Gestão escolar e formação de educadores - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
5.Gestão escolar e formação de educadores - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
 
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
2. Relações entre atividades meio e atividades-fim na gestão escolar - Prof. ...
 
Ações afirmativas e universidade no brasil prof. dr. paulo gomes lima
Ações afirmativas e universidade no brasil   prof. dr. paulo gomes limaAções afirmativas e universidade no brasil   prof. dr. paulo gomes lima
Ações afirmativas e universidade no brasil prof. dr. paulo gomes lima
 
Pesquisa exploratória das políticas curriculares em dourados ms
Pesquisa exploratória das políticas curriculares em dourados   msPesquisa exploratória das políticas curriculares em dourados   ms
Pesquisa exploratória das políticas curriculares em dourados ms
 

Último

AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 

Último (20)

AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 

4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima

  • 1. Políticas Educacionais e Gestão Escolar Tema 04 Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
  • 2. I. POLÍTICAS EDUCACIONAIS 1.1. Conceituação e âmbito As políticas educacionais são parte das políticas públicas de um Estado. As políticas públicas são caracterizadas pela reflexão, elaboração e implantação de projetos do governo voltados para setores específicos da sociedade, dentre eles a educação. (Höfling, 2001; Vieira, 2009). -As políticas públicas da educação ou políticas educacionais são objeto de estudo das ciências políticas, dentre outras... - Sua finalidade é encaminhar e resolver questões educacionais à luz da Constituição Federal e instrumentos legislativos reguladores que representam a vontade coletiva..
  • 3. 1.2. Políticas educacionais a partir dos três poderes do Estado PONTO DE PARTIDA: CONSTITUIÇÃO FEDERAL: DIREITOS POLÍTICOS E SOCIAIS DO CIDADÃO Art. 205 - A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. LEGISLATIVO: Organização e sistematização e cumprimento deste elementos norteador por meio da elaboração de leis regulamentares, p. ex. a LDBEN (Forma de oferta tendo como espelho a C.F. e as solicitações sociais JUDICIÁRIO: Zela pelo cumprimento do direito constitucional e de instrumentos correlatos EXECUTIVO: Materializa as políticas educacionais por meio de projetos, programas e planificações a curto médio e longo prazos
  • 4. 1.3. Esferas e competências normativas das políticas educacionais Art. 211 - A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios organizarão em regime de colaboração seus sistemas de ensino. A União organizará o sistema federal de ensino e dos Territórios, financiará as instituições de ensino públicas federais e exercerá, em matéria educacional, função redistributiva, de forma a garantir União § 1° equalização de oportunidades educacionais e padrão mínimo de qualidade de ensino, mediante assistência técnica e financeira aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios. Os Municípios atuarão prioritariamente no ensino fundamental e na Municípios § 2° educação infantil. Estados e § 3° Os Estados e o Distrito Federal atuarão prioritariamente no ensino Dist. Federal fundamental e médio.
  • 5. II. GESTÃO DA EDUCAÇÃO 2.1. Gestão da Educação ou Educacional Coordenação de esforços do poder público no cumprimento das políticas educacionais, transversalizada por 3 dimensões: • Valor do direito público e social (Art. 205 – CF) 1 • Condições de implementação – Administração de 2 recursos. • Condições políticas – negociações para viabilizar os 3 programas... Vai orientar a
  • 6. III. GESTÃO ESCOLAR Situa-se no plano da escola e trata de atribuições sob sua esfera de abrangência e cumprimento às políticas educacionais, materializadas nas Diretrizes da Gestão Educacional do país (Vieira, 2009; Paro, 2005). • A gestão escolar em articulação com a gestão educacional 1 orienta-se para assegurar o que é próprio de sua finalidade. • promover o ensino e aprendizagem como determinam a 2 Constituição Federal– “direito de todos” (Art. 205 – C.F.) • desenvolver [...] o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para 3 o trabalho. (LDBEN Art. 2º)
  • 7. 3.1. Fundamentos legais da Gestão Escolar – C.F. Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado democrático de direito... Art. 206 - 0 ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; à arte e saber II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber; III - pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas e coexistência de instituições publicas e privadas de ensino: IV - gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais. V - valorização dos profissionais do ensino, garantindo, na forma da lei , planos de carreira para o magistério público, com piso salarial profissional e ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos, assegurado regime jurídico único para todas as instituições mantidas pela União Vl - gestão democrática do ensino público, na forma da lei VII - garantia de padrão de qualidade.
  • 8. 3.2. Fundamentos legais da Gestão Escolar – LDBEN 9394/96 Art. 3° - O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o saber; III - pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas; IV - respeito à liberdade e apreço à tolerância; V - coexistência de instituições públicas e privadas de ensino; VI - gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais; VII - valorização do profissional da educação escolar; VIII - gestão democrática do ensino público, na forma desta Lei e da legislação dos sistemas de ensino; IX - garantia de padrão de qualidade; X - valorização da experiência extra-escolar; XI - vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.
  • 9. Cont. Art.14. Os sistemas de ensino definirão as normas da gestão democrática do ensino público na educação básica, de acordo com as suas peculiaridades e conforme os seguintes princípios: I - participação dos profissionais da educação na elaboração do projeto pedagógico da escola; II - participação das comunidades escolar e local em conselhos escolares ou equivalentes.
  • 10. 3.3. Incumbências legais da Gestão Escolar – LDBEN 9394/96 Art. 12. Os estabelecimentos de ensino, respeitadas as normas comuns e as do seu sistema de ensino, terão a incumbência de: • elaborar e executar sua proposta pedagógica; I • administrar seu pessoal e seus recursos materiais e financeiros; II • assegurar o cumprimento dos dias letivos e horas-aula estabelecidas; III • velar pelo cumprimento do plano de trabalho de cada docente; IV
  • 11. • prover meios para a recuperação dos alunos de menor rendimento; V • articular-se com as famílias e a comunidade, criando processos de integração da sociedade com a escola; VI • informar os pais e responsáveis sobre a freqüência e o rendimento dos VII alunos, bem como sobre a execução de sua proposta pedagógica. • notificar ao Conselho Tutelar do Município, ao juiz competente da Comarca e ao respectivo representante do Ministério Público a relação dos alunos que VIII apresentem quantidade de faltas acima de cinqüenta por cento do percentual permitido em lei.
  • 12. IV. POLÍTICAS EDUCACIONAIS E GESTÃO ESCOLAR NO BRASIL: UM OLHAR A PARTIR DO MODO DE PRODUÇÃO CAPITALISTA Significativos impactos de agências multilaterais às políticas educacionais no Brasil foram deflagrados com maior ênfase em meio à promoção da reestruturação produtiva e reforma do Estado a partir da década de 1990 A orientação neoliberal de uma reestruturação produtiva, neste sentido, solicitava a reforma do Estado, projetando, conseqüentemente a tipologia necessária de “cidadão globalizado para a “inclusão social brasileira” das “benfeitorias da relação capital-trabalho enfaticamente valorizada pelos países centrais por meio de ideologias em sentido restrito”.
  • 13. 4.1. Políticas educacionais e gestão escolar para uma sociedade solidária no modo de produção capitalista ? A escola no Brasil condicionada por um Estado neoliberal inculcava a necessidade de uma postura reflexiva por parte dos professores, pais e comunidade quanto à luta contra a exclusão, com o comprometimento de uma educação de qualidade para todos, contra a violência, a favor da construção crítica da cidadania. Implicou em O papel político da educação escolar com o passar do tempo, levando em conta a relação da acumulação do capital, produz e reforça a hegemonia de classes sociais com a ênfase na expansão de educação básica para o povo e sua preparação para um mercado de trabalho determinado e, ao mesmo tempo, promove a contenção das medidas estruturais para a educação superior daquelas, na medida em que confere ao âmbito meritocrático o acesso e ingresso à universidade pública, por seu caráter de atendimento elitista.
  • 14. 4.2. Políticas educacionais e gestão escolar numa perspectiva democrática e emancipadora A participação não é reduzida à representatividade... Organização das políticas e escola empenhados na formação, a partir do trabalho, para a dignidade do homem e não sua exploração em sentido último A denúncia do jogo político e orientação do homem para sua descoberta de si e do outro, cumprindo-se os seus direitos se ideologias em sentido restrito.
  • 15. V. UM PENSAMENTO FINAL Nesse encaminhamento concluímos com Mészáros (2005, p.27) que limitar “[...] uma mudança educacional radical às margens corretivas interesseiras do capital significa abandonar de uma só vez, conscientemente ou não, o objetivo de uma transformação social qualitativa”.
  • 16. Referências BIBLIOGRAFIA BÁSICA AZEVEDO, J. M. L. de. A educação como política pública. Campinas: Autores Associados, 1997. BARROSO, João. Para uma abordagem teórica da administração escolar: a distinção entre “direcção” e “gestão”. In Revista Portuguesa de Educação, 8(1), P.33-56. Portugal/Universidade do Minho, 1995. BORDIGNON, Genuíno. Gestão da educação no município. São Paulo: Editora e Livraria Instituto Paulo Freire, 2009. CABRAL NETO, Antonio; CASTRO, Alda Maria Duarte Araújo; FRANÇA, Magna; QUEIROZ, Maria Aparecida de. (Orgs). Pontos e contrapontos da política educacional: uma leitura contextualizada de iniciativas governamentais. Brasília,DF: Liber Livro,2007. DOURADO, Luiz Fernandes; PARO, Vitor Henrique (Orgs.). Políticas públicas & educação básica. São Paulo: Xamã,2001. FERREIRA, Eliza Bartolozzi; OLIVEIRA, Dalila Andrade (Orgs.). Crise da escola e políticas educativas. Belo Horizonte: Autêntica, 2009. HOFLING, H. de M. Estado e políticas (sociais) públicas. In Cadernos Cedes, ano XXI, nº 55, novembro/2001, p. 30- 41. LIBÂNEO, JC.; OLIVEIRA, J.F.; TOSCHI, M.S. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2008. MENDONÇA, Erasto. Gestão democrática: a intenção e o gesto. ANPED, 2000. MENESES, João Gualberto de Carvalho et. al. (Orgs.) Estrutura e funcionamento da educação básica. São Paulo: Pioneira, 2000. OLIVEIRA, D. A. Educação Básica: gestão do trabalho e da pobreza. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000. PARO, Vitor Henrique. Escritos sobre educação. São Paulo: Xamã,2001. PARO, Vitor Henrique.7.ed. Administração escolar: introdução crítica. São Paulo: Cortez, 1996. SANDER, Benno. Administração da educação no Brasil: genealogia do conhecimento. Brasília,DF: Liber Livro, 2007. SAVIANI, Dermeval. Plano de desenvolvimento da educação: análise crítica da política do MEC. Campinas,SP: Autores Associados, 2009. SHIROMA, Eneida Oto; MORAES, Maria Célia Marcondes de. Política educacional. 4.ed. Rio de Janeiro, RJ: Lamparina, 2007. SILVA, Maria Abádia da. Intervenção e consentimento: a política educacional do Banco Mundial. São Paulo: FAPESP, 2002. TEODORO, Antonio. Globalização e educação: políticas educacionais e novos modelos de governação. São Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2003. VIEIRA, Sofia Lerche. Educação Básica: política e gestão. Brasília,DF: Liber Livro, 2009.
  • 17. BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR ALMEIDA, Malu (Org.) Políticas educacionais e práticas pedagógicas: para além da mercantilização do conhecimento. Campinas,SP: Alinea Editora, 2005. BIÁZZIO, S. C. F. de & LIMA, Paulo Gomes. A participação da família no projeto político-pedagógico da escola. Revista Educere et Educare, Vol. 4, N.7, 1° semestre de 2009. ISSN 1981-4712 (versão eletrônica) – ISSN 1809-5208 (versão impressa). DE TOMASI, L.; WARDE, M. J.; HADAD, S. O Banco Mundial e as políticas educacionais. São Paulo: Cortez, 1996. GENTILI, Pablo. Globalização excludente: desigualdade, exclusão e democracia na nova ordem mundial. Petrópolis, RJ: Vozes; Buenos Aires: FLACSO, 2000. HORA, Dinair Leal da. Gestão democrática na escola. 7.ed. Campinas/SP: Papirus, 1994. LIMA, Paulo Gomes. Reestruturação produtiva, reforma do Estado e políticas educacionais. [CD-ROM]. In Anais do V Simpósio Internacional O Estado e as Políticas Educacionais no Tempo Presente. Uberlândia/MG: UFU, 2009. ISBN 978-85-217-5. MÉSZÁROS, Istvan. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo Editorial, 2005. PILETTI, Nelson. Estrutura e funcionamento do ensino fundamental. São Paulo: Ática, 1998. PRAIS, Maria de Lourdes Melo. Administração colegiada na escola pública. 4.ed. Campinas/SP: Papirus, 1996. ROSANVALLON, Pierre. A crise do Estado-providência. Goiânia/GO: UFG; Brasília: UnB, 1997. SANDER, Benno. Gestão da educação na América Latina: construção e reconstrução do conhecimento. Campinas/SP: Autores Associados, 1995. VIEIRA, Sofia Lerche. Desejos de reforma: legislação educacional no Brasil Império e República. Brasília,DF: Liber Livro,2008. VIEIRA, Sofia Lerche. Política educacional no Brasil: introdução histórica. Brasília,DF: Liber Livro, 2007 WITTMANN, Lauro Carlos e GRACINDO, Regina Vinhaes (Coords.) O Estado da arte em política e a gestão da educação no Brasil. 1991 a 1997. Brasília: ANPAE, Campinas: Editora Autores Associados; 2001.