PSICOLOGIA ESCOLAR

4.042 visualizações

Publicada em

ASPECTOS GERAIS DA PSICOLOGIA ESCOLAR.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.042
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
188
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PSICOLOGIA ESCOLAR

  1. 1.  O conceito de Psicologia Escolar/Educacional abrange a intersecção entre a Psicologia na Escola e a Psicologia na Educação;  Atribui-se a primeira o status de aplicada (visando a atuação prática) e à segunda o de acadêmica (visando a pesquisa), mas ambas se complementam e se apoiam.
  2. 2.  A Psicologia Escolar é a especialidade da Psicologia que se interessa pelo modo como a escolaridade afeta os alunos em geral e como esses alunos interagem com a escola e com todos os que fazem parte dela;
  3. 3. A Psicologia Escolar tem como referência conhecimentos científicos sobre o desenvolvimento emocional, cognitivo e social, utilizando-os para compreender os processos e estilos de aprendizagem, para poder direcionar a equipe educativa na busca de um constante aperfeiçoamento do processo ensino/aprendizagem;
  4. 4.  Sua função na equipe multidisciplinar é fundamental para respaldá-la com conhecimentos e experiências científicas, para auxiliar na tomada de decisões como:  Desenvolvimento de técnicas inclusivas para alunos com dificuldades de aprendizagem e/ou comportamento, programas de desenvolvimento de habilidades sociais;
  5. 5.  Seleção de estratégias de manejo de turma, apoio ao professor no trabalho com a heterogeneidade presente na sala de aula;  Distribuição apropriada de conteúdos programáticos (de acordo com as fases do desenvolvimento humano) e outras questões relevantes no cotidiano da sala de aula, nas quais os fatores psicológicos tenham papel preponderante.
  6. 6. A Psicologia Escolar não deve se constituir em algo que se sobreponha ao processo educativo. Ela deverá estar sintonizada com todos os profissionais técnicos e especialistas da escola para não perder de vista o cumprimento dos objetivos de cada área e da função social da instituição.
  7. 7.  Hoje o objetivo principal da Psicologia Escolar, se dirige à prevenção. Através de ações com diretores, professores, orientadores, pais e alunos. Avaliação, diagnóstico, acompanhamento e orientação psicológica são aplicados dentro de um contexto institucional e não mais exclusivamente voltados ao aluno. Para casos que requeiram, realizam-se encaminhamentos clínicos.
  8. 8.  O Psicólogo Escolar deve conhecer quais são as influencias que agem sobre as escolas e de que modo reagem os que são afetados por ela;
  9. 9. A escola só perde em influência e poder sobre a vida das pessoas, para os meios de comunicação. Sabendo-se que as escolas estão em dificuldades e que em geral não estão correspondendo às necessidades de muitas crianças, é necessário que se faça alguma coisa. É neste espaço que entra em cena o Psicólogo Escolar, que estaria nas escolas atuando com os alunos e professores, fazendo parte do Sistema Escolar;
  10. 10.  À neutralização das influências negativas de certas condições sociais e/ou educativas;  À informação e transmissão de conhecimentos específicos ou diferenciação de linhas de ação.  Sua atuação tem caráter preventivo e reeducativo. Na área da Prevenção, sua ação pode ser direcionada:
  11. 11.  Na área da Reeducação atua na busca de soluções para problemas já diagnosticados, visando transformar as situações deficitárias em formas que beneficiem o cumprimento dos objetivos educacionais.
  12. 12.  O Psicólogo Escolar desenvolve atividades direcionadas com alunos, professores e funcionários. Atua em parceria com a coordenação da escola, familiares e profissionais que acompanham os alunos fora do ambiente escolar.
  13. 13.  Planejar e desenvolver projetos para amenizar a ansiedade dos alunos pré-vestibulandos, utilizando-se de técnicas de relaxamento e dinâmicas;
  14. 14.  Promover campanhas solidárias e visitas a entidades filantrópicas com a finalidade de desenvolver a responsabilidade social nos alunos;
  15. 15.  Promover e realizar palestras abertas com alunos e professores com temas específicos para cada problemática (sexualidade, adolescência, auto-estima, indisciplina, etc);
  16. 16.  Executar oficinas pedagógicas em sala de aula, elaboradas e realizadas em conjunto com professores de acordo com a demanda de cada turma;
  17. 17.  Atuar como facilitador das relações interpessoais da equipe escolar;
  18. 18.  Trabalhar questões da adaptação dos alunos; ~Tarde de Convivência
  19. 19.  Adaptação - Maternal;
  20. 20.  Adaptação - 1º Ano EFI;
  21. 21.  Projeto “Adeus 5º ano bem-vindo 6º ano”;
  22. 22.  Projeto “Adeus 5º ano bem-vindo 6º ano”;
  23. 23.  Orientação Vocacional – 3ª Série EM
  24. 24.  Elaborar diagnóstico e encaminhamento das crianças com suspeita de dificuldades de aprendizagem para especialistas da área;

×