SlideShare uma empresa Scribd logo
INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
Formadora: Ana Isabel Correia
anaisabelcorreia.ge@gmail.com
Para Goleman, a relevância do QI representa
20% do total. Sendo assim, o QE tem uma
proporção muito maior, de 80%.
• Ambos são usados para determinar o nível de inteligência de um indivíduo.
• Não são opostos. São complementares.
• O QI avalia aspetos mais racionais, o QE avalia aspetos emocionais.
• Uma pessoa pode ter ampla capacidade de processar informações e ao mesmo
tempo ter dificuldade de administrar as emoções, ou vice-versa.
QI (quociente de inteligência) e QE (quociente emocional)
Segundo António Damásio hoje, mais
do que nunca, vinga a ideia da unidade
entre o pensamento e a razão, entre a
emoção e a cognição.
Reconhecer as emoções, compreendê-
las e atuar sobre elas é a base
fundamental da IE.
A verdadeira inteligência emocional é o que une o
emocional e o cognitivo, e a sua harmonia é o que garante o
seu desenvolvimento eficaz para enfrentarmos qualquer
situação da vida.
A Inteligência Emocional pode ser aprendida, educada e desenvolvida.
Apresenta-se como uma capacidade que permite ao indivíduo não só adaptar-se
melhor ao meio, no sentido de um bem-estar cada vez melhor, como igualmente se
compreender melhor a si próprio e aos outros.
As competências emocionais cruciais
podem, sem mínima dúvida, ser
aprendidas e aperfeiçoadas.
(Daniel Goleman)
MODELOS PRINCIPAIS:
Peter Salovey e John Mayer
Daniel Goleman
Boyatzis e McKee
Conceito de Inteligência Emocional
SALOVEY e MAYER, 1990
Capacidade de:
Prestar atenção às emoções próprias e alheias;
Perceber a diferença entre cada uma delas;
Usar essa informação para orientar o pensamento e a ação das
pessoas.
Modelo de IE (Salovey e Mayer)
1. IDENTIFICAR
Como te sentes?
Identificar a emoção com exatidão
3. USAR
Que impacto tem a emoção em ti?
Usar emoções para facilitar o pensamento
2. COMPREENDER
O que causou essa emoção?
Compreender emoções e a informação emocional
4. GERIR
Como lidas com essa emoção?
Gerir emoções
DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS
1. Perceção, avaliação e
expressão de emoções
• Habilidade para identificar as nossas
próprias emoções e identificar emoções nas
outras pessoas.
• Habilidade para expressar corretamente os
nossos sentimentos e necessidades
associadas aos mesmos.
• Habilidade para discriminar entre expressões
emocionais honestas e desonestas.
Domínios da IE
(Mayer & Salovey)
DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS
2. A emoção
como facilitadora do
pensamento
• As emoções facilitam o pensamento ao dirigir
a atenção para a informação importante.
• As emoções podem ser uma ajuda ao facilitar
a formação de juízo e de memórias.
• O estado emocional altera a perspetiva,
fomentando a consideração de múltiplos
pontos de vista.
Domínios da IE
(Mayer & Salovey)
DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS
3. Compreensão e análise de
emoções: conhecimento
emocional
• Habilidade para designar as diferentes
emoções e reconhecer as relações entre a
palavra e o próprio significado da emoção.
• Habilidade para entender as relações entre as
emoções e as diferentes situações.
• Habilidade para reconhecer as mudanças de
estados emocionais para outros.
Domínios da IE
(Mayer & Salovey)
DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS
4. Regulação de emoções
• Habilidade para estar aberto tanto a estados
emocionais positivos como negativos.
• Habilidade para refletir sobre as emoções e
determinar a utilidade da informação.
• Habilidade para vigiar reflexivamente as nossas
emoções e as dos outros.
Domínios da IE
(Mayer & Salovey)
Modelo de IE (Goleman)
1. Autoconhecimento
2. Autocontrolo
3. Motivação
4. Empatia
5. Competência social
Ao usar termos como: persistência, assertividade, otimismo, capacidades para
trabalhar em equipa para falar da IE, foi criticado por alguns investigadores.
DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS
AUTOCONHECIMENTO
• Autoconsciência emocional (ser capaz de ler
as suas próprias emoções)
• Autoavaliação (conhecer as próprias forças e
limites)
• Autoconfiança (noção do valor e das
capacidades pessoais)
Domínios da IE e competências associadas
Goleman, Boyatzis e McKee
EXERCÍCIO:
Identifique 3 forças.
Identifique 3 limitações.
DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS
AUTOCONTROLO
• Autodomínio emocional (controlo dos impulsos e
emoções destrutivas)
• Transparência (honestidade e integridade)
• Capacidade de Adaptação (flexibilidade face às novas
circunstâncias)
• Capacidade de Realização (energia para melhorar
desempenho)
• Capacidade de Iniciativa (estar pronto para agir e
aproveitar oportunidades)
• Otimismo (ver o lado positivo das coisas)
Domínios da IE e competências associadas
Goleman, Boyatzis e McKee
EXERCÍCIO:
Tem facilidade controlar as emoções destrutivas?
DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS
CONSCIÊNCIA SOCIAL
• Empatia (compreender emoções dos outros,
interessar-se pelos seus problemas)
• Consciência organizacional (captar a “alma” da
organização)
• Espírito de Serviço (reconhecer e satisfazer
interesses dos subordinados)
Domínios da IE e competências associadas
Goleman, Boyatzis e McKee
EXERCÍCIO:
Considera-se uma pessoa atenta aos sentimentos das pessoas com quem convive?
Tem facilidade em oferecer ajuda?
E em receber ajuda?
DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS
GESTÃO DE
RELAÇÕES
• Liderança inspiradora (recorre a sugestões irresistíveis para orientar
e motivar as pessoas)
• Influência (capacidade de dominar técnicas de persuasão)
• Capacidade para desenvolver os outros (dar-lhes feedback e
orientação)
• Catalisador de mudança (orientar para novos rumos e para a
mudança)
• Gestão de conflitos (resolver desacordos)
• Capacidade para criar laços (cultivar e manter rede de relações)
• Espírito de equipa e colaboração (capacidade para gerar espírito de
equipa)
Domínios da IE e competências associadas
Goleman, Boyatzis e McKee
EXERCÍCIO:
• Tem facilidade em propor soluções para os problemas?
• Dá feedback aos outros?
A consciência no modelo de Agilidade emocional
(David & Congleton)
Reconhecer os padrões Detetar pensamentos e emoções e
saber o que nos bloqueia.
Rotular os pensamentos e emoções
Ver os pensamentos e sentimentos
como fontes de informação que
podem vir a ser úteis ou não.
Aceitá-los Ter uma atitude aberta, dar atenção
aos sentimentos e experienciá-los.
Atuar com base nos valores Agir de acordo com os seus valores.
Educação Emocional
Rafael Bisquerra
 É um processo educativo, contínuo, permanente.
 Pretende potenciar o desenvolvimento emocional como
complemento indispensável do desenvolvimento cognitivo,
constituindo ambos elementos essenciais ao desenvolvimento da
personalidade integral.
 Tem a finalidade de aumentar o bem-estar pessoal e social.
 Propõe o desenvolvimento de competências e de conhecimentos
sobre as emoções, com o objetivo de capacitar o indivíduo para
enfrentar os desafios que se lhe colocam na vida quotidiana.
Modelo de Competências Emocionais
(Bisquerra & Pérez)
Consciência emocional
Regulação emocional
Autonomia
emocional
Competência social
Competências para a vida e
bem-estar

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores

Inteligencia Emocional
Inteligencia EmocionalInteligencia Emocional
Inteligencia Emocional
Donizete Medeiros
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
Donizete Medeiros
 
O desafio de educar pela pesquisa na educação
O desafio de educar pela pesquisa na educaçãoO desafio de educar pela pesquisa na educação
O desafio de educar pela pesquisa na educação
Tarciane Morais
 
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptxInteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Elidaine
 
Competencias_Pessoais_Sociais
Competencias_Pessoais_SociaisCompetencias_Pessoais_Sociais
Competencias_Pessoais_Sociais
CarlaMCAlmeida
 
O que é a inteligência emocional
O que é a inteligência emocionalO que é a inteligência emocional
O que é a inteligência emocional
Marcelo Anjos
 
Desenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocionalDesenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocional
Alexandre Rivero
 
Aula 01 slide 2
Aula 01 slide 2Aula 01 slide 2
Aula 01 slide 2
faesa
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
Filipa Viveiros
 
As Emoções e a Inteligência Emocional
As Emoções e a Inteligência EmocionalAs Emoções e a Inteligência Emocional
As Emoções e a Inteligência Emocional
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
inteligência emocional VER 8.ppt questões sobre
inteligência emocional VER 8.ppt questões sobreinteligência emocional VER 8.ppt questões sobre
inteligência emocional VER 8.ppt questões sobre
António Revez
 
inteligência emocional PARTE 1.pptx
inteligência emocional PARTE 1.pptxinteligência emocional PARTE 1.pptx
inteligência emocional PARTE 1.pptx
MARYJANUARIO1
 
Apresentação Hero
Apresentação HeroApresentação Hero
Apresentação Hero
Fokus Desenvolvimento Humano
 
uc11.ppt
uc11.pptuc11.ppt
uc11.ppt
Daniela Chucre
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
Marcelo Anjos
 
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência EmocionalJornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
monicasepeda22
 
E-book: Seja um profissional de alto desempenho
E-book: Seja um profissional de alto desempenhoE-book: Seja um profissional de alto desempenho
E-book: Seja um profissional de alto desempenho
Andreza Brandão
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Turma_do_Marketing
 
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.pptO-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
AndrCitroni
 
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.pptO-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
MichellinePoncianoSi
 

Semelhante a Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores (20)

Inteligencia Emocional
Inteligencia EmocionalInteligencia Emocional
Inteligencia Emocional
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
O desafio de educar pela pesquisa na educação
O desafio de educar pela pesquisa na educaçãoO desafio de educar pela pesquisa na educação
O desafio de educar pela pesquisa na educação
 
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptxInteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
 
Competencias_Pessoais_Sociais
Competencias_Pessoais_SociaisCompetencias_Pessoais_Sociais
Competencias_Pessoais_Sociais
 
O que é a inteligência emocional
O que é a inteligência emocionalO que é a inteligência emocional
O que é a inteligência emocional
 
Desenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocionalDesenvolvendo Inteligência emocional
Desenvolvendo Inteligência emocional
 
Aula 01 slide 2
Aula 01 slide 2Aula 01 slide 2
Aula 01 slide 2
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
 
As Emoções e a Inteligência Emocional
As Emoções e a Inteligência EmocionalAs Emoções e a Inteligência Emocional
As Emoções e a Inteligência Emocional
 
inteligência emocional VER 8.ppt questões sobre
inteligência emocional VER 8.ppt questões sobreinteligência emocional VER 8.ppt questões sobre
inteligência emocional VER 8.ppt questões sobre
 
inteligência emocional PARTE 1.pptx
inteligência emocional PARTE 1.pptxinteligência emocional PARTE 1.pptx
inteligência emocional PARTE 1.pptx
 
Apresentação Hero
Apresentação HeroApresentação Hero
Apresentação Hero
 
uc11.ppt
uc11.pptuc11.ppt
uc11.ppt
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
 
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência EmocionalJornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
Jornada do Crescimento - Módulo:Inteligência Emocional
 
E-book: Seja um profissional de alto desempenho
E-book: Seja um profissional de alto desempenhoE-book: Seja um profissional de alto desempenho
E-book: Seja um profissional de alto desempenho
 
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoasAspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
Aspectos comportamentais e éticos na gestão de pessoas
 
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.pptO-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
 
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.pptO-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
O-Poder-da-inteligencia-emocional-relacoes-interpessoais-Sandra.ppt
 

Último

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 

Último (20)

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 

Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores

  • 1. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL Formadora: Ana Isabel Correia anaisabelcorreia.ge@gmail.com
  • 2.
  • 3. Para Goleman, a relevância do QI representa 20% do total. Sendo assim, o QE tem uma proporção muito maior, de 80%. • Ambos são usados para determinar o nível de inteligência de um indivíduo. • Não são opostos. São complementares. • O QI avalia aspetos mais racionais, o QE avalia aspetos emocionais. • Uma pessoa pode ter ampla capacidade de processar informações e ao mesmo tempo ter dificuldade de administrar as emoções, ou vice-versa. QI (quociente de inteligência) e QE (quociente emocional)
  • 4. Segundo António Damásio hoje, mais do que nunca, vinga a ideia da unidade entre o pensamento e a razão, entre a emoção e a cognição. Reconhecer as emoções, compreendê- las e atuar sobre elas é a base fundamental da IE. A verdadeira inteligência emocional é o que une o emocional e o cognitivo, e a sua harmonia é o que garante o seu desenvolvimento eficaz para enfrentarmos qualquer situação da vida.
  • 5. A Inteligência Emocional pode ser aprendida, educada e desenvolvida. Apresenta-se como uma capacidade que permite ao indivíduo não só adaptar-se melhor ao meio, no sentido de um bem-estar cada vez melhor, como igualmente se compreender melhor a si próprio e aos outros. As competências emocionais cruciais podem, sem mínima dúvida, ser aprendidas e aperfeiçoadas. (Daniel Goleman)
  • 6. MODELOS PRINCIPAIS: Peter Salovey e John Mayer Daniel Goleman Boyatzis e McKee
  • 7. Conceito de Inteligência Emocional SALOVEY e MAYER, 1990 Capacidade de: Prestar atenção às emoções próprias e alheias; Perceber a diferença entre cada uma delas; Usar essa informação para orientar o pensamento e a ação das pessoas.
  • 8. Modelo de IE (Salovey e Mayer) 1. IDENTIFICAR Como te sentes? Identificar a emoção com exatidão 3. USAR Que impacto tem a emoção em ti? Usar emoções para facilitar o pensamento 2. COMPREENDER O que causou essa emoção? Compreender emoções e a informação emocional 4. GERIR Como lidas com essa emoção? Gerir emoções
  • 9. DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS 1. Perceção, avaliação e expressão de emoções • Habilidade para identificar as nossas próprias emoções e identificar emoções nas outras pessoas. • Habilidade para expressar corretamente os nossos sentimentos e necessidades associadas aos mesmos. • Habilidade para discriminar entre expressões emocionais honestas e desonestas. Domínios da IE (Mayer & Salovey)
  • 10. DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS 2. A emoção como facilitadora do pensamento • As emoções facilitam o pensamento ao dirigir a atenção para a informação importante. • As emoções podem ser uma ajuda ao facilitar a formação de juízo e de memórias. • O estado emocional altera a perspetiva, fomentando a consideração de múltiplos pontos de vista. Domínios da IE (Mayer & Salovey)
  • 11. DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS 3. Compreensão e análise de emoções: conhecimento emocional • Habilidade para designar as diferentes emoções e reconhecer as relações entre a palavra e o próprio significado da emoção. • Habilidade para entender as relações entre as emoções e as diferentes situações. • Habilidade para reconhecer as mudanças de estados emocionais para outros. Domínios da IE (Mayer & Salovey)
  • 12. DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS 4. Regulação de emoções • Habilidade para estar aberto tanto a estados emocionais positivos como negativos. • Habilidade para refletir sobre as emoções e determinar a utilidade da informação. • Habilidade para vigiar reflexivamente as nossas emoções e as dos outros. Domínios da IE (Mayer & Salovey)
  • 13. Modelo de IE (Goleman) 1. Autoconhecimento 2. Autocontrolo 3. Motivação 4. Empatia 5. Competência social Ao usar termos como: persistência, assertividade, otimismo, capacidades para trabalhar em equipa para falar da IE, foi criticado por alguns investigadores.
  • 14. DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS AUTOCONHECIMENTO • Autoconsciência emocional (ser capaz de ler as suas próprias emoções) • Autoavaliação (conhecer as próprias forças e limites) • Autoconfiança (noção do valor e das capacidades pessoais) Domínios da IE e competências associadas Goleman, Boyatzis e McKee
  • 16. DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS AUTOCONTROLO • Autodomínio emocional (controlo dos impulsos e emoções destrutivas) • Transparência (honestidade e integridade) • Capacidade de Adaptação (flexibilidade face às novas circunstâncias) • Capacidade de Realização (energia para melhorar desempenho) • Capacidade de Iniciativa (estar pronto para agir e aproveitar oportunidades) • Otimismo (ver o lado positivo das coisas) Domínios da IE e competências associadas Goleman, Boyatzis e McKee
  • 17. EXERCÍCIO: Tem facilidade controlar as emoções destrutivas?
  • 18. DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS CONSCIÊNCIA SOCIAL • Empatia (compreender emoções dos outros, interessar-se pelos seus problemas) • Consciência organizacional (captar a “alma” da organização) • Espírito de Serviço (reconhecer e satisfazer interesses dos subordinados) Domínios da IE e competências associadas Goleman, Boyatzis e McKee
  • 19. EXERCÍCIO: Considera-se uma pessoa atenta aos sentimentos das pessoas com quem convive? Tem facilidade em oferecer ajuda? E em receber ajuda?
  • 20. DOMÍNIOS DA I.E. COMPETÊNCIAS GESTÃO DE RELAÇÕES • Liderança inspiradora (recorre a sugestões irresistíveis para orientar e motivar as pessoas) • Influência (capacidade de dominar técnicas de persuasão) • Capacidade para desenvolver os outros (dar-lhes feedback e orientação) • Catalisador de mudança (orientar para novos rumos e para a mudança) • Gestão de conflitos (resolver desacordos) • Capacidade para criar laços (cultivar e manter rede de relações) • Espírito de equipa e colaboração (capacidade para gerar espírito de equipa) Domínios da IE e competências associadas Goleman, Boyatzis e McKee
  • 21. EXERCÍCIO: • Tem facilidade em propor soluções para os problemas? • Dá feedback aos outros?
  • 22. A consciência no modelo de Agilidade emocional (David & Congleton) Reconhecer os padrões Detetar pensamentos e emoções e saber o que nos bloqueia. Rotular os pensamentos e emoções Ver os pensamentos e sentimentos como fontes de informação que podem vir a ser úteis ou não. Aceitá-los Ter uma atitude aberta, dar atenção aos sentimentos e experienciá-los. Atuar com base nos valores Agir de acordo com os seus valores.
  • 23. Educação Emocional Rafael Bisquerra  É um processo educativo, contínuo, permanente.  Pretende potenciar o desenvolvimento emocional como complemento indispensável do desenvolvimento cognitivo, constituindo ambos elementos essenciais ao desenvolvimento da personalidade integral.  Tem a finalidade de aumentar o bem-estar pessoal e social.  Propõe o desenvolvimento de competências e de conhecimentos sobre as emoções, com o objetivo de capacitar o indivíduo para enfrentar os desafios que se lhe colocam na vida quotidiana.
  • 24. Modelo de Competências Emocionais (Bisquerra & Pérez) Consciência emocional Regulação emocional Autonomia emocional Competência social Competências para a vida e bem-estar