Teologia Patristica

5.855 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre história da Teologia Patrística, com suas características e principais pensadores do período

Publicada em: Educação
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.855
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.165
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
181
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teologia Patristica

  1. 1. História da Teologia: I. Patrística Afonso Murad* casadateologia.blogspot.com Casa da Teologia (4)
  2. 2. Principais etapas da História da Teologia ocidental Bíblia Patrística Medieval Na modernidade Contemporânea
  3. 3. A fonte: Bíblia • Os escritos bíblicos são a fonte de toda teologia cristã. • Como fonte inesgotável, traz sempre novidade. • Muitos estilos literários no NT: - Narração (evangelhos, Atos) - Cartas (de Paulo, de Tiago, de João). - Apocalíptico. • Centrada em Jesus Cristo. • Dirigida às comunidades e aos futuros interlocutores (anúncio e testemunho). • Horizonte cultural predominante: judaico
  4. 4. Patrística • Contexto histórico cultural: - Séculos II a VII. - Império Romano em fase de expansão e decadência (Roma e Constantinopla) - Relação com a Igreja: perseguição -> tolerância -> reconhecimento -> religião oficial. - A mais bem sucedida experiência de inculturação do cristianismo: sai do âmbito judaico e se espalha em diferentes culturas do império romano (grega, latina, povos dominados).
  5. 5. A Igreja e a teologia patrísticas • Nome deriva de “Padres” da Igreja: pessoas e gerações que sucederam as comunidades primitivas. • Crescem duas grandes correntes: ocidental e oriental. • A primeira geração é denominada de “Padres Apostólicos”. • Há grande discussões e embates com o que se denominou “heresias”. • Costuma-se dividir historicamente a partir do eixo do concílio de Nicéia (325). • Veja lista de alguns padres e comentário breve em: http://mercaba.wordpress.com/apresentacao-dos-padres- apostolicos/#ca
  6. 6. Características da teologia patrística Bíblica Litúrgica Crística EclesialCriativa Inculturada Plural
  7. 7. Nomes mais conhecidos • Clemente • Inácio de Antioquia • Justino • Tertuliano • Orígenes • Ireneu • João Crisóstomo • Agostinho • Jerônimo • Ambrósio • Efrem • João Damasceno.
  8. 8. Um exemplo: Agostinho • Como um bebê, coloca avidamente a boca no seio de tua mãe, se quiseres crescer rapidamente. A Igreja é a mãe, cujos seios são os dois Testamentos das Sagradas Escrituras. É aí que deves sugar o leite de todos os mistérios realizados no tempo para a nossa salvação. Encontrarás aí o alimento e a força necessários até chegar ao alimento sólido [...]. Nosso leite é o Cristo humilde, nosso alimento sólido é o mesmo Cristo igual ao Pai. Ele te alimenta com o leite para te saciar depois com o pão (Comentário à carta de São João III, 1).
  9. 9. Interpretação simbólica da Escritura • O rio das coisas temporais arrasta, mas junto ao rio ergueu-se uma árvore: Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele tomou nossa carne, morreu, ressuscitou, subiu ao céu. Quis de certo modo ser plantado ao lado do rio das coisas temporais. Estás sendo arrastado? Segura-te em Cristo. Por causa de ti ele fez-se temporal, para que te tornasses eterno [...]. Sentimo- nos ainda sacudidos pelo mar, mas já jogamos na terra a âncora da esperança (Comentário à I Epístola de João II, 10).
  10. 10. Importância da Patrística • Teologia em muitas linguagens: homilias, textos litúrgicos, comentários da bíblia, textos de catequese, polêmicas. • Diversos interlocutores: a comunidade, catequizandos, os inimigos, os pensadores. • Predominância da linguagem simbólica, da alegoria (usa a imagem bíblica e a interpreta livremente, extrapolando seu sentido original). • Teologia contextualizada e inculturada. • Reflexão com sabedoria. • Veja como são apresentados num site da Assembléia de Deus: http://iead-msbc-goais.blogspot.com/2011/02/herois-da- fe-biografias-de-grandes.html
  11. 11. Limites da teologia patrística • Lenta perda do senso crítico com relação à sociedade -> identificação com a ordem do império. • Influência de elementos dualistas (platão e neoplatonismo) e rigorismo ético (estóicos) da filosofia grega. • Distanciamento da figura de Jesus de Nazaré.
  12. 12. Referência bibliográfica básica Capítulo 4 Capítulo 3 www.casadateologia.blogspot.com murad4@hotmail.com (versão 2013) *Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq

×