SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
LÍNGUA
PORTUGUESA
6 o A N O
A P O I O PA R A A U L A S E E S T U D O S
CONJUNTO 1
MÓDULO 1
Imagem de abertura
Estudo do texto – Capa de livro e quarta capa
Estudo do texto – Quarta capa de livro e comentário do leitor
Estudo da língua – Linguagem verbal e linguagem não verbal
Estudo dos sentidos – Variação linguística e adequação de linguagem
Estudo do texto – Narrativa de aventura
Estudo da língua – Substantivo
Estudo de escrita e oralidade – Sinais de pontuação: travessão, ponto de exclamação, ponto de interrogação e
reticências
Outras linguagens – Arte e universo literário
2
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
3
FILME
DE
WILLIAN
JOYCE,
BRANDON
OLDENBURG.
OS
FANTÁSTICOS
LIVROS
VOADORES
DO
SENHOR
LESSMORE.
EUA.
2012.
FOTO:
PHOTO
12/ALAMY/FOTOARENA
MÓDULO
1
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
Frame do curta-metragem Os fantásticos livros voadores do Sr. Morris
Lessmore, dirigido por William Joyce e Brandon Oldenburg (Estados Unidos,
2012).
4
A capa e a quarta capa são textos que
permitem aos leitores saber mais sobre o conteúdo
de um livro. A capa apresenta o título e a autoria da
obra, a editora que a publica, além de muitas vezes
ter uma imagem sugestiva. A quarta capa
geralmente apresenta um texto que sintetiza a obra
e ajuda a despertar a curiosidade do leitor.
A composição da capa e da quarta capa de um livro deve permitir ao leitor compreender do que ele
trata, qual editora o publica, quem é seu autor, entre outras informações. A capa geralmente apresenta
textos verbais (título, autoria) e não verbais (logomarca da editora, ilustração ou fotografia etc.) que
fazem referência ao conteúdo da obra. A quarta capa apresenta elementos variados, como um resumo
do conteúdo do livro capaz de despertar o interesse do leitor e informações sobre a identificação da
obra (código de barras).
Quanto à linguagem, é comum o uso de palavras que identificam personagens e acontecimentos e
que evidenciam características e qualidades da obra.
EDITORA
NOVO
SÉCULO
MÓDULO
1
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
ESTUDO DO TEXTO
Capa de livro e quarta capa
5
MÓDULO
1
ESTUDO DO TEXTO
Quarta capa de livro e
comentário do leitor
PANTERA Negra: Quem é o Pantera Negra? Resenhas
mais comentadas. Skoob. [S. l.], [c2022]. Disponível em:
www.skoob.com.br/livro/resenhas/777692/mais-
comentadas/. Acesso em: 22 mar. 2022.
A capa e a quarta capa têm por
finalidade atrair a atenção e despertar o
interesse do leitor para a obra que está
sendo apresentada.
O site em que os comentários foram
publicados é uma rede social que funciona
como plataforma de compartilhamento de
leituras e avaliação de livros. Nela, os
leitores podem compartilhar resumos de
obras e seus comentários sobre os livros
que leram ou que querem ler.
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
6
MÓDULO
1
ESTUDO DA LÍNGUA
Linguagem verbal e linguagem não verbal
Linguagem verbal é aquela que utiliza a palavra – o
signo linguístico – na comunicação. A linguagem verbal
tem duas modalidades: modalidade oral e modalidade
escrita.
Capa do livro O avião fantasma, de
Thomas C. Brezina, publicado pela
Editora Ática, em 2019.
EDITORA
ÁTICA
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
Linguagem não verbal é aquela que utiliza símbolos,
imagens, dança, tom de voz, postura corporal, pintura,
música, mímica, escultura e gestos como meio de
expressão.
7
MÓDULO
1
ESTUDO DOS SENTIDOS
Variação linguística e adequação de linguagem
Variação linguística refere-se à transformação de palavras, expressões e de pronúncia
determinada por fatores como profissão, classe social, região, idade, nível de escolaridade e situação de
comunicação. Esses variados modos de usar a língua podem ocorrer tanto nas modalidades oral e
escrita da língua quanto em seus registros formal ou informal.
Variações
geográficas
São os jeitos de falar
de um país, uma
região, um estado,
uma cidade ou
mesmo um bairro.
Variações
históricas
São os jeitos de
falar que mudam
com o tempo.
Variações socioculturais
São os jeitos de falar que
mudam conforme o grau
de escolaridade, o grupo
de profissionais, o grupo
social e as condições
socioeconômicas.
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
Variações
situacionais
São os jeitos de falar
que mudam conforme
a situação de
comunicação em que
o falante se encontra.
8
MÓDULO
1
ESTUDO DOS SENTIDOS
Variação linguística e adequação de linguagem
Quando uma pessoa apresenta um trabalho acadêmico para
uma plateia, é mais comum ela usar um registro formal nessa fala;
mas, quando for explicar esse mesmo assunto entre amigos, é mais
comum ela usar um registro informal.
Registro é a variação presente na fala de uma pessoa. Essa
variação irá depender da situação em que ela se encontra. O
registro formal é uma forma mais monitorada, em que o falante
geralmente se preocupa em usar as regras gramaticais regidas pela
norma-padrão. O registro informal é uma forma menos
monitorada, empregada pelo falante em situações de menor
formalidade.
Norma-padrão é o termo usado para designar o conjunto de
regras descritas pela gramática normativa para regulamentar o uso
da língua. Ainda que nem sempre essas regras correspondam ao
modo como a língua é utilizada no dia a dia, é fundamental que o
falante as conheça para que possa fazer uso consciente e reflexivo
delas quando a situação de comunicação exigir.
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
ACERVO
PESSOAL/ARTEM
MASHCHENKO/SHUTTERSTOCK.COM
9
MÓDULO
1
As narrativas de aventura são histórias de ação e de
superação de desafios pelas personagens. A finalidade desses
textos é entreter e estimular a imaginação do leitor, levando-o a
se envolver com a história como se ele próprio a vivenciasse. A
personagem principal – muitas vezes, um herói ou super-herói –
apresenta habilidades que lhe possibilitam enfrentar os desafios.
Frame do filme
Pantera Negra,
dirigido por
Ryan Coogler
(Estados Unidos,
2018).
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
ESTUDO DO
TEXTO
Narrativa de
aventura
© MARVEL / © WALT DISNEY STUDIOS MOTION PICTURES /EVERETT COLLECTION/FOTOARENA
10
MÓDULO
1
As falas das personagens podem ser introduzidas de diferentes maneiras em uma narrativa: de
maneira direta ou indireta. O discurso direto reproduz as falas das personagens da forma como foram
ditas. Geralmente elas são antecedidas pelo sinal de travessão (—), que indica o início da fala de uma
personagem, a mudança de interlocutores ou a mudança da voz para o narrador. O discurso indireto
reproduz o conteúdo das falas das personagens, em vez de uma transcrição exata delas. Predominam
nele as palavras do narrador, que pode revelar também emoções, reações e sentimentos em relação às
personagens.
Os verbos de elocução – como murmurar, perguntar, responder, exclamar, entre muitos outros
– são usados para indicar aspectos das falas das personagens.
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
A narrativa de aventura constrói-se a partir dos elementos centrais de algumas narrativas:
situação inicial, complicação, clímax e desfecho. O narrador da história tanto pode participar das ações
(narrador-personagem) quanto observar de fora esses acontecimentos e seus desdobramentos
(narrador-observador). Quanto à linguagem, observa-se o emprego de substantivos e de adjetivos para
construir as imagens de personagens e de espaços onde ocorre a narrativa e o emprego de diferentes
maneiras de reproduzir as falas das personagens, por meio do uso do discurso direto e do discurso
indireto.
O narrador onisciente narra em 3a
pessoa, como se soubesse tudo que as
personagens pensam e sentem.
ESTUDO DO TEXTO
Narrativa de aventura
11
MÓDULO
1
ESTUDO DA LÍNGUA
Substantivo
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
Substantivo é a palavra que dá nome aos seres em geral,
como pessoas, objetos, animais, lugares, sentimentos, ações e
acontecimentos.
Substantivo comum é
palavra que nomeia
seres, em geral, de uma
mesma espécie ou
categoria.
Substantivo próprio é
palavra que nomeia um
ser particular de uma
mesma espécie ou
categoria. Deve ser
escrito com letra inicial
maiúscula.
Substantivo
comum e
próprio
CARTAZ
DA
PET
SPERK
12
MÓDULO
1
ESTUDO DA LÍNGUA
Substantivo
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
Substantivo primitivo
é a palavra que não
deriva de nenhuma
outra palavra.
Substantivo derivado é
a palavra formada a
partir de outra palavra,
substantivo ou não.
Substantivo
primitivo e
derivado
Substantivo concreto é
a palavra que nomeia
seres, reais ou
imaginários, que têm
existência própria, isto
é, que não dependem
de outro ser para existir.
Substantivo abstrato é
a palavra que
representa algo
dependente de outro
ser, como uma ação, um
sentimento ou uma
qualidade.
Substantivo
concreto e
abstrato
13
MÓDULO
1
ESTUDO DA LÍNGUA
Substantivo
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
São palavras que
nomeiam em si um
conjunto de seres ou
coisas de uma mesma
espécie.
Substantivo
coletivo
Substantivo simples é
um nome formado por
uma só palavra.
Substantivo composto
é um nome formado por
mais de uma palavra,
que são combinadas
para designar um único
ser ou ideia.
Substantivo
simples e
composto
14
MÓDULO
1
ESTUDO DE ESCRITA E ORALIDADE
Sinais de pontuação: travessão, ponto de
exclamação, ponto de interrogação e reticências
Os sinais de pontuação são recursos gráficos importantes para a construção de sentidos e para a
compreensão de textos. Em um texto escrito, diferentes efeitos de sentidos podem ser construídos
pelos sinais de pontuação.
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO
Ponto de
exclamação é usado
para dar ênfase ao
que se diz.
Reticências são usadas para
indicar que a frase foi
cortada, interrompida, para
evidenciar uma pausa, para
indicar que houve dúvida,
hesitação ou surpresa.
Travessão é usado para
indicar os turnos de falas de
interlocutores em um diálogo
e para separar palavras ou
expressões que explicam algo
em um texto.
Ponto de
interrogação é
usado para indicar
perguntas diretas.
15
MÓDULO
1
OUTRAS LINGUAGENS
Arte e universo literário
MEIRELES, Cildo. Marulho. 1991-
2001. Instalação com madeira, livros
e áudio, 347 cm × 1350 cm × 2300
cm. MAM Rio, Rio de Janeiro (RJ).
CORTESIA DO ARTISTA E GALERIA LUISA STRINA CILDO MEIRELES
A obra é formada por
um píer de madeira e
milhares de livros abertos em
páginas com imagens azuis.
Quando o espectador entra
na obra, escuta um áudio
com vozes de adultos e
crianças pronunciando a
palavra água em mais de 80
idiomas diferentes.
LÍNGUA PORTUGUESA | 6o
ANO

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx

Língua e linguagem
Língua e linguagemLíngua e linguagem
Língua e linguagem
johnypakato
 
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..pptO adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
sarah17876
 
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..pptO adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
AnaRosa217950
 
Planejamento anual
Planejamento anualPlanejamento anual
Planejamento anual
edsonmika
 
Lingua portuguesa
Lingua portuguesaLingua portuguesa
Lingua portuguesa
smssergio
 

Semelhante a Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx (20)

Aula 01 redação
Aula 01 redaçãoAula 01 redação
Aula 01 redação
 
Língua e linguagem
Língua e linguagemLíngua e linguagem
Língua e linguagem
 
Conteudos de lingua portuguesa
Conteudos de lingua portuguesaConteudos de lingua portuguesa
Conteudos de lingua portuguesa
 
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIALLINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
 
LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL_125648.pptx
LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL_125648.pptxLINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL_125648.pptx
LINGUAGEM VERBAL E NÃO VERBAL_125648.pptx
 
Resumo Tp2
Resumo   Tp2Resumo   Tp2
Resumo Tp2
 
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino MédioConteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
Conteúdos Programáticos 1o. Ano Ensino Médio
 
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..pptO adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
 
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..pptO adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
O adjetivo e sua construção de sentidos no texto..ppt
 
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
Lngua portuguesa-i prof-william-sanches-verso_2013
 
Apostila CBTU - Língua portuguesa - Part #2
Apostila CBTU - Língua portuguesa - Part #2Apostila CBTU - Língua portuguesa - Part #2
Apostila CBTU - Língua portuguesa - Part #2
 
Plano de curso 8º Ano
Plano de curso 8º AnoPlano de curso 8º Ano
Plano de curso 8º Ano
 
Surdez
SurdezSurdez
Surdez
 
Planejamento anual
Planejamento anualPlanejamento anual
Planejamento anual
 
Compreensão Textual
Compreensão TextualCompreensão Textual
Compreensão Textual
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Plano de curso 2012
Plano de curso 2012Plano de curso 2012
Plano de curso 2012
 
Artigo sobre sociolinguistica
Artigo sobre sociolinguisticaArtigo sobre sociolinguistica
Artigo sobre sociolinguistica
 
Lingua portuguesa
Lingua portuguesaLingua portuguesa
Lingua portuguesa
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
FLAVIA LEZAN
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 

Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx

  • 1. LÍNGUA PORTUGUESA 6 o A N O A P O I O PA R A A U L A S E E S T U D O S CONJUNTO 1
  • 2. MÓDULO 1 Imagem de abertura Estudo do texto – Capa de livro e quarta capa Estudo do texto – Quarta capa de livro e comentário do leitor Estudo da língua – Linguagem verbal e linguagem não verbal Estudo dos sentidos – Variação linguística e adequação de linguagem Estudo do texto – Narrativa de aventura Estudo da língua – Substantivo Estudo de escrita e oralidade – Sinais de pontuação: travessão, ponto de exclamação, ponto de interrogação e reticências Outras linguagens – Arte e universo literário 2 LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO
  • 3. 3 FILME DE WILLIAN JOYCE, BRANDON OLDENBURG. OS FANTÁSTICOS LIVROS VOADORES DO SENHOR LESSMORE. EUA. 2012. FOTO: PHOTO 12/ALAMY/FOTOARENA MÓDULO 1 LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO Frame do curta-metragem Os fantásticos livros voadores do Sr. Morris Lessmore, dirigido por William Joyce e Brandon Oldenburg (Estados Unidos, 2012).
  • 4. 4 A capa e a quarta capa são textos que permitem aos leitores saber mais sobre o conteúdo de um livro. A capa apresenta o título e a autoria da obra, a editora que a publica, além de muitas vezes ter uma imagem sugestiva. A quarta capa geralmente apresenta um texto que sintetiza a obra e ajuda a despertar a curiosidade do leitor. A composição da capa e da quarta capa de um livro deve permitir ao leitor compreender do que ele trata, qual editora o publica, quem é seu autor, entre outras informações. A capa geralmente apresenta textos verbais (título, autoria) e não verbais (logomarca da editora, ilustração ou fotografia etc.) que fazem referência ao conteúdo da obra. A quarta capa apresenta elementos variados, como um resumo do conteúdo do livro capaz de despertar o interesse do leitor e informações sobre a identificação da obra (código de barras). Quanto à linguagem, é comum o uso de palavras que identificam personagens e acontecimentos e que evidenciam características e qualidades da obra. EDITORA NOVO SÉCULO MÓDULO 1 LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO ESTUDO DO TEXTO Capa de livro e quarta capa
  • 5. 5 MÓDULO 1 ESTUDO DO TEXTO Quarta capa de livro e comentário do leitor PANTERA Negra: Quem é o Pantera Negra? Resenhas mais comentadas. Skoob. [S. l.], [c2022]. Disponível em: www.skoob.com.br/livro/resenhas/777692/mais- comentadas/. Acesso em: 22 mar. 2022. A capa e a quarta capa têm por finalidade atrair a atenção e despertar o interesse do leitor para a obra que está sendo apresentada. O site em que os comentários foram publicados é uma rede social que funciona como plataforma de compartilhamento de leituras e avaliação de livros. Nela, os leitores podem compartilhar resumos de obras e seus comentários sobre os livros que leram ou que querem ler. LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO
  • 6. 6 MÓDULO 1 ESTUDO DA LÍNGUA Linguagem verbal e linguagem não verbal Linguagem verbal é aquela que utiliza a palavra – o signo linguístico – na comunicação. A linguagem verbal tem duas modalidades: modalidade oral e modalidade escrita. Capa do livro O avião fantasma, de Thomas C. Brezina, publicado pela Editora Ática, em 2019. EDITORA ÁTICA LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO Linguagem não verbal é aquela que utiliza símbolos, imagens, dança, tom de voz, postura corporal, pintura, música, mímica, escultura e gestos como meio de expressão.
  • 7. 7 MÓDULO 1 ESTUDO DOS SENTIDOS Variação linguística e adequação de linguagem Variação linguística refere-se à transformação de palavras, expressões e de pronúncia determinada por fatores como profissão, classe social, região, idade, nível de escolaridade e situação de comunicação. Esses variados modos de usar a língua podem ocorrer tanto nas modalidades oral e escrita da língua quanto em seus registros formal ou informal. Variações geográficas São os jeitos de falar de um país, uma região, um estado, uma cidade ou mesmo um bairro. Variações históricas São os jeitos de falar que mudam com o tempo. Variações socioculturais São os jeitos de falar que mudam conforme o grau de escolaridade, o grupo de profissionais, o grupo social e as condições socioeconômicas. LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO Variações situacionais São os jeitos de falar que mudam conforme a situação de comunicação em que o falante se encontra.
  • 8. 8 MÓDULO 1 ESTUDO DOS SENTIDOS Variação linguística e adequação de linguagem Quando uma pessoa apresenta um trabalho acadêmico para uma plateia, é mais comum ela usar um registro formal nessa fala; mas, quando for explicar esse mesmo assunto entre amigos, é mais comum ela usar um registro informal. Registro é a variação presente na fala de uma pessoa. Essa variação irá depender da situação em que ela se encontra. O registro formal é uma forma mais monitorada, em que o falante geralmente se preocupa em usar as regras gramaticais regidas pela norma-padrão. O registro informal é uma forma menos monitorada, empregada pelo falante em situações de menor formalidade. Norma-padrão é o termo usado para designar o conjunto de regras descritas pela gramática normativa para regulamentar o uso da língua. Ainda que nem sempre essas regras correspondam ao modo como a língua é utilizada no dia a dia, é fundamental que o falante as conheça para que possa fazer uso consciente e reflexivo delas quando a situação de comunicação exigir. LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO ACERVO PESSOAL/ARTEM MASHCHENKO/SHUTTERSTOCK.COM
  • 9. 9 MÓDULO 1 As narrativas de aventura são histórias de ação e de superação de desafios pelas personagens. A finalidade desses textos é entreter e estimular a imaginação do leitor, levando-o a se envolver com a história como se ele próprio a vivenciasse. A personagem principal – muitas vezes, um herói ou super-herói – apresenta habilidades que lhe possibilitam enfrentar os desafios. Frame do filme Pantera Negra, dirigido por Ryan Coogler (Estados Unidos, 2018). LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO ESTUDO DO TEXTO Narrativa de aventura © MARVEL / © WALT DISNEY STUDIOS MOTION PICTURES /EVERETT COLLECTION/FOTOARENA
  • 10. 10 MÓDULO 1 As falas das personagens podem ser introduzidas de diferentes maneiras em uma narrativa: de maneira direta ou indireta. O discurso direto reproduz as falas das personagens da forma como foram ditas. Geralmente elas são antecedidas pelo sinal de travessão (—), que indica o início da fala de uma personagem, a mudança de interlocutores ou a mudança da voz para o narrador. O discurso indireto reproduz o conteúdo das falas das personagens, em vez de uma transcrição exata delas. Predominam nele as palavras do narrador, que pode revelar também emoções, reações e sentimentos em relação às personagens. Os verbos de elocução – como murmurar, perguntar, responder, exclamar, entre muitos outros – são usados para indicar aspectos das falas das personagens. LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO A narrativa de aventura constrói-se a partir dos elementos centrais de algumas narrativas: situação inicial, complicação, clímax e desfecho. O narrador da história tanto pode participar das ações (narrador-personagem) quanto observar de fora esses acontecimentos e seus desdobramentos (narrador-observador). Quanto à linguagem, observa-se o emprego de substantivos e de adjetivos para construir as imagens de personagens e de espaços onde ocorre a narrativa e o emprego de diferentes maneiras de reproduzir as falas das personagens, por meio do uso do discurso direto e do discurso indireto. O narrador onisciente narra em 3a pessoa, como se soubesse tudo que as personagens pensam e sentem. ESTUDO DO TEXTO Narrativa de aventura
  • 11. 11 MÓDULO 1 ESTUDO DA LÍNGUA Substantivo LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO Substantivo é a palavra que dá nome aos seres em geral, como pessoas, objetos, animais, lugares, sentimentos, ações e acontecimentos. Substantivo comum é palavra que nomeia seres, em geral, de uma mesma espécie ou categoria. Substantivo próprio é palavra que nomeia um ser particular de uma mesma espécie ou categoria. Deve ser escrito com letra inicial maiúscula. Substantivo comum e próprio CARTAZ DA PET SPERK
  • 12. 12 MÓDULO 1 ESTUDO DA LÍNGUA Substantivo LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO Substantivo primitivo é a palavra que não deriva de nenhuma outra palavra. Substantivo derivado é a palavra formada a partir de outra palavra, substantivo ou não. Substantivo primitivo e derivado Substantivo concreto é a palavra que nomeia seres, reais ou imaginários, que têm existência própria, isto é, que não dependem de outro ser para existir. Substantivo abstrato é a palavra que representa algo dependente de outro ser, como uma ação, um sentimento ou uma qualidade. Substantivo concreto e abstrato
  • 13. 13 MÓDULO 1 ESTUDO DA LÍNGUA Substantivo LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO São palavras que nomeiam em si um conjunto de seres ou coisas de uma mesma espécie. Substantivo coletivo Substantivo simples é um nome formado por uma só palavra. Substantivo composto é um nome formado por mais de uma palavra, que são combinadas para designar um único ser ou ideia. Substantivo simples e composto
  • 14. 14 MÓDULO 1 ESTUDO DE ESCRITA E ORALIDADE Sinais de pontuação: travessão, ponto de exclamação, ponto de interrogação e reticências Os sinais de pontuação são recursos gráficos importantes para a construção de sentidos e para a compreensão de textos. Em um texto escrito, diferentes efeitos de sentidos podem ser construídos pelos sinais de pontuação. LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO Ponto de exclamação é usado para dar ênfase ao que se diz. Reticências são usadas para indicar que a frase foi cortada, interrompida, para evidenciar uma pausa, para indicar que houve dúvida, hesitação ou surpresa. Travessão é usado para indicar os turnos de falas de interlocutores em um diálogo e para separar palavras ou expressões que explicam algo em um texto. Ponto de interrogação é usado para indicar perguntas diretas.
  • 15. 15 MÓDULO 1 OUTRAS LINGUAGENS Arte e universo literário MEIRELES, Cildo. Marulho. 1991- 2001. Instalação com madeira, livros e áudio, 347 cm × 1350 cm × 2300 cm. MAM Rio, Rio de Janeiro (RJ). CORTESIA DO ARTISTA E GALERIA LUISA STRINA CILDO MEIRELES A obra é formada por um píer de madeira e milhares de livros abertos em páginas com imagens azuis. Quando o espectador entra na obra, escuta um áudio com vozes de adultos e crianças pronunciando a palavra água em mais de 80 idiomas diferentes. LÍNGUA PORTUGUESA | 6o ANO