ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TÉCNICA-COMERCIAL PARA CONSTRUÇÃO DE UM CONDOMÍNIO

19.256 visualizações

Publicada em

Titulo: ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TÉCNICA-COMERCIAL PARA CONSTRUÇÃO DE UM CONDOMÍNIO
Alunos:Alexandre H. Tsujiguchi,Flávia Marsengo,Camila,Guilherme Steilein,Giuglio Munaretto,Thayná M. Maluendas,Carolina Arioli,
Cidade: Curitiba
Disciplina: Integração
Turma: GP05/12
Data:06-02-2014
Hora:22:55
Comentarios:Prezado Professor, boa noite!

Segue Plano de Projeto para elaboração de proposta técnica-comercial para construção de um condomínio de residências.

Integrantes:
Alexandre Haruo
Camila Coelho
Carolina Arioli
Flávia Marsengo
Giuglio Muranetto
Guilherme Steilein
Thayná Maluendas.

Publico até ápos a correção

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.256
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
389
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TÉCNICA-COMERCIAL PARA CONSTRUÇÃO DE UM CONDOMÍNIO

  1. 1. GERENCIAMENTO DA INTEGRAÇÃO EM PROJETOS ELABORAÇÃO DE PROPOSTA TÉCNICACOMERCIAL PARA CONSTRUÇÃO DE UM CONDOMÍNIO MBA Gerenciamento de Projetos Curitiba / PR Turma GPJ 05/12 Prof. Marco Antônio Coghi
  2. 2. Sumário Apresentação da Empresa Equipe do Projeto TAP – Termo de Abertura do Projeto Identificação dos Stakeholders PGP – Plano Gerenciamento do Projeto Solicitação de Mudança Lições Aprendidas
  3. 3. Apresentação da Empresa A MASCH Construtora é uma empresa do ramo da construção civil com mais de 15 anos de experiência no Mercado. Contamos com Profissionais altamente gabaritados com foco em gerenciamento de projetos. O objetivo deste trabalho é a elaboração do plano de gerenciamento do projeto para execução de uma Proposta Técnica-Comercial para a construção de uma residência.
  4. 4. O Projeto Greenvalley A MASCH Construtora está participando de uma concorrência para construção do condomínio residencial Greenvalley, como se trata de um condomínio de alto padrão, se faz necessário a elaboração de um Plano de Gerenciamento de Projeto, para a elaboração de uma proposta técnicocomercial, definindo o escopo, estimando o prazo necessário, levantando os custos, mitigando os riscos, decidir o que fazer e o que comprar, além de muitos outros.
  5. 5. Equipe de Projeto Guilherme Steilein – GP Carolina Arioli Giuglio Muranetto Camila Coelho Thayná Maluendas Flávia Marsengo Alexandre Haruo
  6. 6. TAP – Termo de Abertura do Projeto 1 – Nome do Projet o 2 – Códi go Proposta Técnica-Comercial para o Empreendimento Green Valley C1350109 3 – Chef e do Pr ojet o 3.1 - Ár ea de lotação Marco Antônio Coghi Diretoria 3.2 – E-mail 3.3 – Telefone hcosta@maschconstrutora.com.br 41-3324-6500 4 – Gestor do Pr ojeto 4.1 – Área de lotação Guilherme Steilein Engenharia 4.2 – E-mail 4.3 – Telefone gsteilein@maschconstrutora.com.br 41-3324-6598 5. Objeti vo do Documento Este documento tem como objetivo autorizar formalmente o início de um projeto e contém informações necessárias para o entendimento do projeto, fornecendo uma visão macro do produto a ser desenvolvido. Designa o Chefe do Projeto.
  7. 7. TAP – Termo de Abertura do Projeto 6 – Histórico de Mudança Versão Data Descrição Autor Revisão 0 05/01/2014 Emissão Inicial Guilherme Steilein 7 – Objeti vo do Pr ojeto Este Projeto tem como objetivo a confecção de uma proposta técnica-comercial para a construção do Empreendimento Residencial Green Valley, um conjunto residencial composto por 4 (quatro) residências do 2 tipo sobrado cada uma com 200m de área útil, previsto para ser entregue em Dezembro de 2015. Para a entrega deste empreendimento foram avaliados os aspectos relacionados ao potencial da região e da demanda, tendências de crescimento da região, procura por este tipo de empreendimento visando o lucro neste ramo de negócio, facilidade proporcionada pelo acesso deste tipo de empreendimento e qual é a qualificação da mão de obras e serviços disponíveis para conduzir a execução deste projeto. 8 – Justificati va Aumentar a lucratividade da empresa; aumentar/diversificar o portfólio; aproveitar benefícios fiscais do Governo para moradia; utilizar “know how” interno para construção civil; propiciar satisfação e qualidade de vida aos seus clientes.
  8. 8. TAP – Termo de Abertura do Projeto 9 – Escopo Este Projeto tem como objetivo a confecção de uma proposta técnica-comercial para a construção do Empreendimento Residencial Green Valley, um conjunto residencial composto por 4 (quatro) residências do 2 tipo sobrado cada uma com 200m de área útil, previsto para ser entregue em Dezembro de 2015. Cada residência conterá com 1 (uma) sala de estar e jantar conjugada; cozinha; área de serviço com 1 (um) banheiro; 3 (três) quartos, dos quais 1 (um) é suíte; 1 (um) banheiro social; hall de entrada social e hall de serviço; cada residência contará com 1 (uma) vaga de garagem. 10 – Não-Escopo Contratação de pessoas para prestação de serviços relacionados à segurança e limpeza do empreendimento; administração de qualquer serviço relacionado ao empreendimento; responsabilidade sobre o controle das vendas de cada componente deste empreendimento; decoração e mobília do empreendimento tanto para as áreas individuais como de uso coletivo. Não é de responsabilidade da equipe responsável pela execução do projeto a avaliação de crédito dos interessados na compra das unidades do empreendimento.
  9. 9. TAP – Termo de Abertura do Projeto 11 – Part e Interessada Repr esent ante Relacionamento com o projeto Diretoria Marco Antônio Coghi Sponsor Gerente do Projeto Guilherme Steilein Responsável pelo Gerenciamento do Projeto como um todo Equipe do Projeto Camila Coelho; Carolina Arioli; Thayná Maluendas; Flávia Maluendas, Giuglio Munaretto e Alexandre Haruo Apoio no Gerenciamento do Projeto cada um na sua área de atuação Órgãos Públicos Prefeitura; Secretaria Municipal de Meio Ambiente; Secretaria Municipal de Obras Públicas; Corpo de Bombeiros; Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Ministério do Trabalho. Licenças para Construção e Entrega do Empreendimento
  10. 10. TAP – Termo de Abertura do Projeto 11 – Part e Interessada Repr esent ante Relacionamento com o projeto Sindicatos Líder Sindicato Definição das condições do regime de trabalho (salários bases e benefícios) para a mão de obra direta a ser contratada Fornecedores Empresas de Locação de Maquinários e Ferramentas; Representantes Comerciais Material Construção Fornecimento de Materiais Clientes Aquisição de unidades (apartamentos) do Empreendimento
  11. 11. TAP – Termo de Abertura do Projeto 12 – Equipe Básica Papel desem penhado Guilherme Steilein Gerente de Projeto Camila Coelho Planejamento Carolina Arioli Aquisições Flávia Marsengo Financeiro Giuglio Munaretto Qualidade Thayná Maluendas e Alexandre Haruo Segurança, Meio Ambiente e Saúde 13 – Orçamento Previsto 14 – Prazo Previsto R$2.000.000,00 (dois milhões de reais) O orçamento contempla todos os custos do Projeto (prospecção de mercado; marketing; projeto e construção). 21 meses a partir Março 2014
  12. 12. TAP – Termo de Abertura do Projeto 15 – Restrições 1. A subcontratação das empresas prestadoras de serviços devem 100% locais (conteúdo local) 2. Não exceder o nível de ruídos em mais de 80db durante o horário comercial e 60db após as 22:00 horas. 3. Regime de Trabalho de segunda-feira a sexta-feira em horário comercial; das 08:00h as 18:00h; com 1 hora de intervalo para almoço 4. Todos os custos para construção do Empreendimento não devem ultrapassar o orçamento previsto de R$2.000.000,00 5. O prazo de construção não deve extrapolar o cronograma base do Empreendimento estabelecido em 21 meses a partir de Março de 2014 6. Não serão pagas horas extras para qualquer funcionário do empreendimento sem aprovação prévia do seu superior direto; no caso dos funcionários das empresas subcontradas a aprovação deverá ser requisitada também ao Gerente do Projeto 7. A construção não deve ter mais de 5% de desvio em relação ao Projeto 8. Não é permitida a contratação de menores de 18 anos e maiores de 65 anos
  13. 13. TAP – Termo de Abertura do Projeto 16 – Premissas (Suposições dadas como certas para o projeto) 1. Taxa de absenteísmo para mão de obra direta baixa 2. Período chuvoso conforme media histórica região 3. Entregas de materiais conforme prazo de entrega estipulado no pedido de compra 4. As licenças serão obtidas conforme prazos estabelecidos em Cronograma Base do Empreendimento 5. A inflação para o período de construção do Empreendimento não sofrera alteração significativa de forma a impactar negativamente no orçamento previsto para o Empreendimento 17 – Riscos 1. Aumento da inflação acima da meta do Governo 2. Falta de mão de obra 3. Falta de dinheiro em caixa 4. Atraso na emissão de licenças para construção 5. Falha de Projeto
  14. 14. TAP – Termo de Abertura do Projeto 18 - Aprovação Responsável Data Marco Antônio Coghi 05/01/2013 Assinatura
  15. 15. Declaração de Escopo Escopo do Projeto Este projeto tem como objetivo a confecção de uma proposta técnico-comercial para a construção do empreendimento residencial Green Valley. Green Valley é um conjunto residencial composto por 4(quatro) residências do tipo sobrado cada uma com 200 m2 de área útil, previsto para ser entregue em Dezembro de 2015. Para a entrega deste empreendimento foram avaliados os aspectos relacionados ao potencial da região e da demanda, tendências de crescimento da região, procura por este tipo de empreendimento visando o lucro neste ramo de negócio, facilidade proporcionada pelo acesso deste tipo de empreendimento e qual é a qualificação da mão de obra e serviços disponíveis para conduzir a execução deste projeto. O projeto tem como justificativa aumentar a lucratividade da empresa, aumentar e diversificar o portfólio, aproveitar benefícios fiscais do governo para moradia, utilizar “know how” interno para construção civil, propiciar satisfação e qualidade de vida aos seus clientes. Escopo do Produto Cada residência terá 1 (uma) sala de estar e jantar conjugada; cozinha; área de serviço com 1 (um) banheiro; 3 (três) quartos sendo uma suíte; 1 (um) banheiro social; hall de entrada social e hall de serviço; cada residência contará com 1 (uma) vaga de garagem. Escopo não incluído no projeto Não faz parte do escopo do projeto a contratação de pessoas para prestação de serviços relacionados à segurança e limpeza do empreendimento; administração de qualquer serviço relacionado ao empreendimento; responsabilidade sobre o controle das vendas de cada componente deste empreendimento; decoração e mobília do empreendimento tanto para as áreas individuais como de uso coletivo. Não é de responsabilidade da equipe responsável pela execução do projeto a avaliação de crédito dos interessados na compra das unidades do empreendimento.
  16. 16. Declaração de Escopo Premissas 1- Taxa de absenteísmo para mão de obra direta baixa 2- Período chuvoso conforme média histórica da região 3- Entregas de materiais conforme prazo de entrega estipulado no pedido de compra 4- As licenças serão obtidas conforme prazos estabelecidos em cronograma Base do empreendimento 5- A inflação para o período de construção do empreendimento não sofrera alteração significativa de forma a impactar negativamente no orçamento previsto para o empreendimento Restrições 1 – A subcontratação das empresas prestadoras de serviços devem ser 100% locais 2 – Não exceder o nível de ruídos em mais de 80dB durante o horário comercial e 60dB após as 22:00hs. 3 – Regime de trabalho de segunda a sexta feira em horário comercial das 08:00h as 18:00h, com 1 hora de intervalo para almoço. 4 – Todos os custos para construção do empreendimento não devem ultrapassar o orçamento previsto de R$2.000.000,00 5 – O prazo de construção não deve extrapolar o cronograma base do empreendimento estabelecido em 21 meses a partir de Março de 2014. 6 - Não serão pagas horas extras para qualquer funcionário do empreendimento sem aprovação prévia do seu superior direto; No caso dos funcionários das empresas subcontratadas a aprovação deverá ser requisitada também ao gerente do projeto. 7 – A construção não deve ter mais de 5% de desvio em relação ao projeto. 8 – Não é permitida a contratação de menores de 18 anos e maiores de 65 anos.
  17. 17. Declaração de Escopo Equipe do Projeto Guilherme Steilein – Gerente do Projeto Camila Coelho – Planejamento Carolina Arioli – Aquisições Flávia Marsengo – Financeiro Giuglio Munaretto – Qualidade Thayná Maluendas – Segurança, Meio Ambiente e Saúde Alexandre Haruo – Segurança, Meio Ambiente e Saúde Orçamento previsto do Projeto R$2.000.000,00(dois milhões de Reais) O orçamento contempla todos os custos do Projeto(prospecção de mercado, marketing, projeto e construção). Prazo Previsto do Projeto 21 meses a partir de Março de 2014
  18. 18. Identificação Stakeholders Aliados: Sponsor e o Gerente do Projeto (Diretoria, os quais são os financiadores do projeto e os principais interessados no sucesso. Juntamente com o GP, o qual fará a gestão e terá a responsabilidade de conduzir com êxito a entrega do projeto e do produto). Membros da rede: Equipe do projeto e Fornecedores (Diretamente envolvidos no projeto, porém, sem o poder de decisão). Bloqueadores: Órgãos Públicos, Sindicatos e Clientes (Necessário atenção especial pois podem influenciar diretamente no andamento e sucesso do projeto). Desaceleradores: Comunidade local (Se enquadram como um item de risco do projeto).
  19. 19. Identificação Stakeholders
  20. 20. Identificação Stakeholders
  21. 21. EAP – Estrutura Analítica do Projeto Declaração do Escopo Projeto Básico EAP Contratação de Mão de Obra Fundações Projeto Estrutural Aquisição de Insumos Estrutura Matriz de Responsabilidades Projeto Arquitetônico Material Elétrico Telhado Cronograma Projeto Elétrico/hidráulico Material Hidráulico Alvenaria
  22. 22. Dicionário da EAP iD Pacote de Trabalho Descrição Critério de Aceitação 1.1 Declaração de Escopo Documento que descreve em detalhes as entregas do projeto e o trabalho necessário para criar essas entregas Verificar se o documento possui todas as informações necessárias 1.2 EAP Documento que define as entregas do projeto e sua decomposição em pacotes de trabalho Verificar se a EAP está de acordo com a declaração de escopo 1.3 Matriz de Repsonsabilidades Documento para garantir que cada requisito tenha um responsável Matriz preenchida com os responsáveis 1.4 Cronograma Documento com as atividades e suas respectivas datas de início e término Verificar se o cronograma possui todas as atividades 2.1 Projeto Básico Conjunto de elementos necessários e suficientes para caracterizar o serviço Possuir todos os requisitos de um projeto básico 2.2 Projeto Estrutural Projeto com o dimensionamento das estruturas Possuir toda a estrutura e fundação calculada 2.3 Projeto Arquitetonico Projeto com toda a parte arquitetonica da construção Possuir a arquitetura interna e externa da construção 2.4 Projeto Eletro/Hidráulico Projeto com toda a parte elétrica e hidráulica da construção Possuir a parte eletrica e hidra calculada
  23. 23. Dicionário da EAP iD Pacote de Trabalho Descrição Critério de Aceitação 3.1 Contratação da MO Contrataçao de mão-de-obra necessária para a execução da obra No mínimo x pessoas de Mão de obra especializada 3.2 Aquisição de Isumos Compra de todos os insumos necessários para a execução da obra Menor valor de compra 3.3 Material Elétrico Compra de todo o material elétrico necessário para a execução da obra Menor valor de compra 3.4 Material Hidráulico Compra de todo o material hidráulico necessário para a execução da obra Menor valor de compra 4.1 Fundações Construçao das funcações da residência Estar de acordo com o planejado 4.2 Estrutura Construçao da estrutura da residência Estar de acordo com o planejado 4.3 Telhado Construçao do telhado da residência Estar de acordo com o planejado 4.4 Alvenaria Construçao da alvenaria da residência Estar de acordo com o planejado
  24. 24. Lista de Atividades 1 Construção de uma Residência 1.1 Gerenciamento 1.1.1 Declaração do Escopo 1.1.1.1 Fazer a declaração de escopo 1.1.2 EAP 1.1.2.1 Elaborar a Estrutura Analítica de Projeto 1.1.3 Matriz de Responsabilidades 1.1.3.1 Elaborar Matriz de Responsabilidades 1.1.4 Cronograma 1.1.4.1 Fazer o cronograma 1.1.4.2 Balancear cronograma 1.2 Projeto 1.2.1 Projeto Básico 1.2.1.1 Elaborar o projeto básico 1.2.2 Projeto Estrutural 1.2.2.1 Elaborar o projeto estrutural 1.2.3 Projeto Arquitetônico 1.2.3.1 Elaborar o Projeto Arquitetônico 1.2.4 Projeto Elétrico/Hidráulico 1.2.4.1 Elaborar o Projeto elétrico 1.2.4.2 Elaborar o Projeto Hidráulico 1.1 Compras 1.1.1 Contratação de MO 1.1.1.1 Recrutar MO 1.1.1.2 Selecionar MO 1.1.1.3 Contratar MO 1.1.2 Aquisição de Insumos 1.1.2.1 Orçar insumos 1.1.2.2 Compar insumos 1.1.3 Material Elétrico 1.1.3.1 Orçar material elétrico 1.1.3.2 Comprar material elétrico 1.1.4 Material Hidráulico 1.1.4.1 Orçar material hidráulico 1.1.4.2 Comprar material hidráulico 1.2 Construção 1.2.1 Fundações 1.2.1.1 Executar fundações da obra 1.2.2 Estrutura 1.2.2.1 Construir estrutura 1.2.3 Telhado 1.2.3.1 Contratar empresa para construir telhado 1.2.3.2 Construir telhado 1.2.4 Alvenaria 1.2.4.1 Construir alvenaria
  25. 25. Cronograma
  26. 26. Orçamento do Projeto ORÇAMENTO DO PROJETO c.c 1.2 1.2.1 1.2.2 1.2.3 1.2.4 1.3 1.3.1 1.3.2 1.3.3 1.3.4 1.4 1.4.1 1.4.2 1.4.3 1.4.4 WBS PROJETO Projeto Básico Projeto Estrutural Projeto Arquitetônico Projeto Elétrico/Hiráulico COMPRAS Contratação MOD e MOI Aquisição de Insumos Material Elétrico Material Hidráulico CONSTRUÇÃO Fundações Estruturas Telhado Alvenaria TOTAL DAS FASES TOTAL DA CONTINGÊNCIA VERBA TOTAL PV - Planned Value R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100.000,00 10.000,00 30.000,00 30.000,00 30.000,00 900.000,00 500.000,00 200.000,00 150.000,00 50.000,00 1.000.000,00 400.000,00 325.000,00 150.000,00 175.000,00 R$ 2.000.000,00
  27. 27. Descrição dos processos de gerenciamento da qualidade • Todos os produtos ou de entregas, que não estejam de acordo com a declaração de escopo deverão ser tratadas como medidas corretivas no plano de gerenciamento de qualidade. • Todas as mudanças nos requisitos de qualidade inicialmente prevista para o projeto devem passar por avaliação dentro do sistema de controle de mudanças da Qualidade. • Apenas as medidas corretivas serão consideradas como mudanças no padrão de qualidade, as inovações ou quaisquer outros tipos de alteração serão negociadas conforme fluxo desenhado abaixo. • Toda e qualquer tipo de alteração solicitada deve observar o método de formalização descrito no plano de gerenciamento de comunicação. • Todas as aferições quanto a conformidade das entregas e produto gerada por este projeto devem ser balizadas pela descrição do Project Charter.
  28. 28. Mapa de Comunicações Qual informação Qual propósito Quem é o Quem precisa Quando e Qual onde serão responsável da informação periodicidade armazenadas Solicitação de Mudança Avaliar necessidade da mudança Solicitante Gerente de Projeto Status Report Divulgar status e informações importantes sobre o projeto Ger. Projeto Cliente/Equipe Interna Ata de reunião Descreve as decisões Ger. Projeto importantes tomadas durante a reunião Issues Log Registrar os problemas Ger. Projeto enfrentados e monitorar sua solução Termo de Aceite Formalizar alguma entrega Ger. Projeto do projeto Participantes Lições aprendidas Equipe do Projeto Registrar os principais problemas e como foram solucionados de modo a evitar ocorrências em futuros projetos Ger. Projeto Envolvidos Patrocinador A cada nova solicitação Procedimento Pasta do Projeto Solicitante preenche Template e envia para o GP que fará o trâmite da aprovação e seu posterior armazenamento na pasta do projeto Semanal Pasta do Projeto GP receberá informações e organizará no formato do template, enviando para os envolvidos A cada reunião Pasta do Projeto GP fará ata de reunião e enviará aos envolvidos e armazenará na pasta do projeto A cada problema Pasta do Projeto GP documentará cada problema e questão enfrentada e monitorará sua solução. A cada entrega Pasta do Projeto GP buscará a aprovação de cada entrega através do termo de aceite e armazenará na pasta do projeto Fim do projeto ou Pasta do Projeto GP usará o Issues Log para quando o GP documentar principais problemas julgar necessário e soluções encontradas para evitar erros em projetos futuros. Enviará aos envolvidos e armazenará na pasta de projetos e na base histórica de lições aprendidas.
  29. 29. MA - Mapa das Aquisições Concorrência Item a ser contratado Item EAP Vendor List RFP-01 Pacote de Trabalho "Projeto Básico" (decidido por "Buy" na Análise) RFP-02 Pacote de Trabalho "Material Hidraulico" (decidido por "Buy" na Análise) RFP-03 Pacote de Trabalho "Material Eletrico" (decidido por "Make" na Análise) Cronograma Orçamaneto Critério Make or Buy 2.1 valor disponível empresas data necessária no Orçamento fornecedoras para mobilização para esse convidadas do projeto contrato 2, 7 3.4 valor disponível empresas data necessária no Orçamento fornecedoras para mobilização para esse convidadas do projeto contrato 2, 8 3.3 valor disponível empresas data necessária no Orçamento fornecedoras para mobilização para esse convidadas do projeto contrato 2, 8
  30. 30. Como executar cada Pacote de Trabalho Make Mobilizar equipe do projeto – MEP Desenvolver equipe do projeto – DEP Gerenciar equipe do projeto – GEP Distribuir as informções – DI Gerenciar expectativas dos Stakeholders – GESH Realizar garantia da qualidade - RGQ
  31. 31. Como executar cada Pacote de Trabalho Buy Conduzir aquisições – CA Distribuir as informações – DI Gerenciar expectativas dos Stakeholders – GESH Realizar garantia da qualidade - RGQ
  32. 32. Como monitorar cada Pacote de Trabalho Make Realizar controle da qualidade – RCQ Verficiar Escopo – VE Controlar Escopo – CE Controlar Cronograma – CC Contolar Custos – CC Reportar Desempenho – RD Monitorar e Controlar Riscos - MCR
  33. 33. Como monitorar cada Pacote de Trabalho Buy Administrar aquisições – AA Reportar Desempenho – RD Monitorar e Controlar Riscos - MCR
  34. 34. Como encerrar cada Pacote de Trabalho Make Coletar lições aprendidas Concluir com sucesso critérios de aceitação/aprovação
  35. 35. Como encerrar cada Pacote de Trabalho Buy Encerrar Aquisições - EA Coletar lições aprendidas Concluir com sucesso critérios de aceitação/aprovação
  36. 36. ELABORAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA COMERCIAL!

×