Ansiedade

950 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
950
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ansiedade

  1. 1. ANSIEDADE Pscologia – 3aseg – César Augusto, Flávia Menezes e Julia Gomes. Professora: Cláudia Mendes
  2. 2. O que é ansiedade? • Ansiedade, ânsia ou nervo sismo é uma característica biológica do ser humano, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso, aperto no tórax, transpiração, etc. Unha ruída, característica da ansiedade.
  3. 3. Quando ela vira uma doença? • Ela passa a ser patológica quando é desproporcional à situação que a desencadeia, ou quando não existe um objeto específico ao qual se direcione. • Além dos transtornos serem muito freqüentes, os sintomas ansiosos estão entre os mais comuns, podendo ser encontrados em qualquer pessoa em determinados períodos de sua existência.
  4. 4. • Em um estudo feito por Aubrey Lewis (1979). Caracteriza-se ansiedade por: ▫ 1. é um estado emocional, com a experiência subjetiva de medo ou outra emoção relacionada, como terror, horror, alarme, pânico; ▫ 2. a emoção é desagradável, podendo ser uma sensação de morte ou colapso iminente; ▫ 3. é direcionada em relação ao futuro. Está implícita a sensação de um perigo iminente. Não há um risco real, ou se houver, a emoção é desproporcionalmente mais intensa; ▫ 4. há desconforto corporal subjetivo durante o estado de ansiedade. Sensação de aperto no peito, na garganta, dificuldade para respirar, fraqueza nas pernas e outras sensações subjetivas.
  5. 5. A ansiedade pode: ▫ 1. ser normal (p.ex. um estudante frente a uma situação de exame) ou patológica (p.ex. nos transtornos de ansiedade); ▫ 2. ser leve ou grave; ▫ 3. ser prejudicial ou benéfica; ▫ 4. ser episódica ou persistente; ▫ 5. ter uma causa física ou psicológica; ▫ 6. ocorrer sozinha ou junto com outro transtorno (p.ex. depressão); ▫ 7. afetar ou não a percepção e a memória
  6. 6. VOCÊ SABIA QUE PODE MEDIR A ANSIEDADE?
  7. 7. • O termo ansiedade abrange sensações de medo, sentimentos de insegurança e antecipação apreensiva, conteúdo de pensamento dominado por catástrofe ou incompetência pessoal, aumento de vigília ou alerta, um sentimento de constrição respiratória levando à hiperventilação e suas conseqüências, etc. Algumas escalas tentam cobrir todos esses aspectos da ansiedade, mas a maioria enfatiza um ou outro.
  8. 8. Quais são seus sintomas? • Fadiga • Insônia • Falta de ar ou sensação de sufoco • Picadas nas mãos e nos pés • Confusão • Instabilidade ou sensação de desmaio • Dores no peito e palpitações • Afrontamentos, arrepios, suor es, frio, mãos úmidas • Boca seca • Sensação de impotência • Contrações ou tremores incontroláveis • Tensão muscular, dores • Necessidade urgente de defecar ou urinar • Dificuldade em engolir • Sensação de ter um "nó" na garganta • Dificuldades para relaxar • Dificuldades para dormir • Leve tontura ou vertigem • Vômitos incontroláveis
  9. 9. E então, como tratar a ansiedade? • O tratamento é feito com psicoterapia e medicamentos, dentre os quais ansiolíticos e antidepressivos. Logo após a estabilização do paciente, o médico pode prescrever um antidepressivo para o controle da ansiedade. Outra classe de medicamentos também utilizada são a dos beta-bloqueadores. Antes de qualquer coisa sempre consultar um médico.
  10. 10. Referências bibliográficas: • http://pt.wikipedia.org/wiki/Ansiedade • http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol25/n6/ ansi256a.htm
  11. 11. PSICOLOGIA • Profª: Cláudia Mendes • Alunos: César Augusto, Flávia Menezes e Julia Gomes • Turma 3aseg

×