Ansiedade

14.785 visualizações

Publicada em

Dicas para controlar a ansiedade

Publicada em: Espiritual
0 comentários
16 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.785
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
368
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
819
Comentários
0
Gostaram
16
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ansiedade

  1. 1. Ansiedade<br />
  2. 2. Você é ansiosa?<br />1- Você sente um certo mal estar quando é obrigado a se expor diante de pessoas desconhecidas?<br />2- Você frequentemente se irrita com assuntos sem importância?<br />3- Você é daquele tipo que fica tensa durante uma boa parte do dia?<br />4- Você duvida de sua capacidade?<br />5- Você tem dificuldade para tomar iniciativas?<br />6- Você sente uma necessidade permanente de ser amado?<br />7-Você tem medo de perder o emprego, o esposo, a saúde etc.? <br />
  3. 3. O que é Ansiedade?<br /> Ter medo e ansiedade diante de coisas assim, dentro de certos limites, é normal. Trata-se de uma resposta do organismo diante de uma ameaça objetiva à própria existência. Sabemos o que nos ameaça e reagimos. Medo e ansiedade são portanto sentimentos comuns, normais, que servem para nos proteger. Ambos são muito parecidos. <br />
  4. 4. Ansiedade x Medo<br /> O medo geralmente se refere a um objeto ou a uma situação muito definida. Temos medo do perigo imediato. <br /> Já a ansiedade se caracteriza por uma sensação desagradável de tensão e apreensão, fazendo antecipar um perigo futuro, que pode ou não acontecer. <br /> No entanto, ambos são sentimentos úteis. O medo protege do perigo e salvaguarda nossa integridade física. Já a ansiedade, enquanto resposta emocional a uma situação, também pode nos estimular na realização de uma tarefa, tornando-nos atentos, melhores.<br />
  5. 5. Sintomas físicos da ansiedade<br /> Devido às circunstâncias da vida, estamos sujeitos ao medo e sentimentos ansiosos. <br /> De repente o coração começa a acelerar, as mãos começam a transpirar o rosto parece queimar como brasa, alguns ficam pálidos, o sangue some, as palavras se atrapalham e ficam gagos, outros ficam paralisados, alguns choram e outros começam a rir descontroladamente. <br />
  6. 6. Fora de controle<br /> Quando, porém, a ansiedade vem sem causa aparente ou em intensidade exagerada torna-se prejudicial. Aí é hora de buscar socorro. Primeiro, porque os sintomas são desagradáveis. Em seguida, porque nossa capacidade intelectual é atingida. Realmente, a ansiedade diminui a capacidade de pensar com clareza, de julgar apropriadamente, de aprender com eficiência ou de recordar coisas com precisão. <br />
  7. 7. Finalmente, ela altera uma série de funções vegetativas do organismo (que ocorrem de modo independente da vontade). Passamos a apresentar suores internos, tremores, tonturas, batedeiras, sudoreses, aumento no número de micções, dificuldade para dormir e uma terrível e persistente sensação de cansaço.<br />
  8. 8. Mas, afinal, por que temos ansiedade em excesso? Provavelmente, esse sentimento é uma manifestação de conflitos não resolvidos. Ou porque conhecemos o problema e não temos segurança ou clareza para resolvê-lo ou porque trazemos, inconscientemente, problemas não resolvidos de infância em relação a emoções como hostilidade, insegurança etc. Assim, a auto-ansiedade se alimenta, porque à medida que a sentimos em função de um sintoma tornamo-nos mais ansiosos.<br />
  9. 9. Ser ansioso é um defeito?<br /> Não. Ansiedade pode ser considerada um transtorno do nosso tempo. Vemos a violência das cidades, a natureza em convulsão, passamos por crises financeiras, no casamento etc. Como consequência sentimos medo e ansiedade. <br /> Diante de tudo isso, a pergunta que nos vem à mente é: Como vou superar isso?<br />
  10. 10. Dicas para se livrar da ansiedade<br /> Para se livrar da ansiedade é preciso, em primeiro lugar, compreender melhor seu funcionamento.<br /> A ansiedade resulta de um processo de aceleração da mente humana quando ela entra em contato com algo tido como novo, situação que geralmente a faz supor haver ameaças para a estabilidade do indivíduo.<br />
  11. 11. Ao preferir o conforto do conhecido, a mente acaba criando a ilusão de que é preciso controlar também o desconhecido, impondo à pessoa a obrigação de antecipar os acontecimentos. <br /> Boas ou más, daí surgem as expectativas. No momento em que as sensações de instabilidade e insegurança passam a representar algo desagradável, começam a aparecer os quadros ansiosos.<br />
  12. 12. Dá-se então o looping da ansiedade, uma espécie de bola de neve que só faz crescer: quanto menos respostas encontra, mais a mente acelera, mais busca o controle e mais acentua a sensação de pressa. Posto o problema, como lidar com a situação? <br />
  13. 13. O Problema é real?<br /> Primeiramente, devemos nos perguntar se a situação que nos preocupa é real. De fato, muitos de nossos medos são irreais, criados apenas em nossa mente. Assim, devemos separar aquilo que realmente merece nossa atenção.<br /> Mas, sendo real o problema, o que fazer?<br />
  14. 14. Aflições...<br /> Se o seu problema é real, entenda que neste mundo os indivíduos estão sujeitos a “chuvas e trovoadas”. “É no fogo que o ouro purificado”. Geralmente, saímos melhores pessoas após as dificuldades. <br /> Jesus ensina claramente que, todos passaremos por problemas: “No mundo passais por aflições’, Mas conclui com um tom de triunfo: “Mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”<br />
  15. 15. 8 DICAS PARA CONTROLAR A ANSIEDADE<br />DICA Nº 1<br /> Respire fundo, lenta e compassadamente pelo maior tempo<br /> que você for capaz. Isto ajuda a desacelerar fisiologicamente o cérebro<br /> e, por conseqüência, traz maior clareza de pensamento.<br />
  16. 16. DICA Nº 2<br />Procure entender que quando um problema novo aparece, a solução não está necessariamente em sua mente. Quando for possível, analise o problema mais uma vez, buscando entendê-lo. <br />Aumente as informações e o conhecimento sobre ele, i.e., permita-se uma melhor análise, talvez vc esteja supervalorizando o problema.<br />
  17. 17. DICA Nº3<br />Admita - e aceite! - uma certa dose de falta de controle. Entenda que você não tem poderes para controlar tudo. Entregue sua vida nas mãos de Deus. Ele sabe o que é melhor para você. Deixe-O conduzir a sua vida, i.e., descanse nas mãos de Deus. <br />
  18. 18. DICA Nº4<br /> Em determinadas situações, agir é o melhor remédio. Problemas e novidades são resolvidos mais com ação do que com especulação. Concentre-se no seu objetivo e faça o melhor que estiver ao seu alcance.<br />
  19. 19. DICA Nº 5<br /> Em todo o empreendimento, admita a possibilidade de perder. Não queira ganhar a qualquer preço. Este tipo de comportamento, dificulta a aceitação de uma eventual derrota. <br />Lembre-se: Nem sempre as coisas saem como nós imaginamos...<br />
  20. 20. DICA Nº 6<br /> Quando seus pensamentos ficarem “buzinando” internamente que o pior está por vir, ORE A DEUS entregando a Ele os seus medos e preocupações. Depois, diga para si mesma: “Seja o que Deus quiser” ou “Estou preparada para o que der e vier”. <br />Ou seja TENHA FÉ!<br />
  21. 21. DICA Nº 7<br />Finalmente, lance mão dos recursos médicos. Terapia e medicação às vezes são necessários como coadjuvantes no tratamento da ansiedade. <br />Lembre-se: Muitas vezes Deus faz um milagre através das mãos de um bom médico.<br />“Mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como de águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.” Isaías, 40:31<br />
  22. 22. DICA Nº 8<br /> Faça exercícios físicos, pois elevam os níveis de serotonina, o que traz sensação de bem-estar.<br /> Alimente-se e durma bem, atitudes como estas com certeza ajudarão a reduzir a ansiedade.<br /> Banana e leite são ricos em triptofano, que aumenta a disposição.<br />
  23. 23. DICA MASTER<br /> "Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir... Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?“<br />Mateus, capítulo 6, versículos 25 a 30. <br />
  24. 24. Fonte:<br />www.revistacontraorelogio.com.br<br /> www.pequenosgrupos.com.br<br />

×