SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Baixar para ler offline
Transtornos de Ansiedade ,
Francisco Lotufo Neto
FMUSP
Pós graduação em Psicologia Clínica USP
Instituto de Estudos Brasileiros USP
Medo
• Emoção desconfortável sentida pelos seres humanos em resposta a
um perigo real (Marks, 1987).
• Importante para a sobrevivência de espécie.
• Quando o medo surge em situação não considerada real falamos
em Fobia.
Ansiedade
• Emoção que antecipa uma situação de perigo e nos prepara para
reduzir ou impedir a sua ocorrência.
• Sensação de apreensão diante de algum perigo futuro bem
delineado.
– Processo passageiro
– Característica permanente de personalidade
– Processos transitórios e/ou predisposições ou traços duradouros de
personalidade
Conceitos
• Medo: é um sentimento de inquietude que inicia
rapidamente na presença ou iminência de perigo (real ou
percebido). Também se dissipa rapidamente assim que essa
ameaça é removida. Em geral é adaptativo.
• Ansiedade: desconforto acerca da antecipação de ameaças
previsíveis ou incertas, menos específicas. Dura mais tempo
para se dissipar do que o medo e também pode ser
adaptativa.
Quando a Ansiedade se torna Patológica?
• Desproporcional
• Imotivada
• Prejuízo
• Sofrimento
• Frequente
• Intensa
Ansiedade: sintomas
1. Sintomas Físicos
⚫ Autonômicos: taquicardia, sudorese, taquipnéia,
vasoconstricção (extremidades frias, palidez), midríase,
piloereção, aumento do peristaltismo
⚫ Musculares: dores, contraturas, tremores
⚫ Cenestésicos: parestesias, calafrios, adormecimentos
⚫ Respiratórios: sensação de sufocamento, falta de ar
Sintomas Psíquicos
• Preocupação
• Dificuldades de concentração e memória
• Sensação de:
– Morte iminente
– Perder o controle
– Ficar louco
• Catastrofizar
• Irritação
Sintomas Psíquicos
• Nervosismo,
• Apreensão,
• Insegurança,
• Sensação de estranheza,
• Antecipação negativa,
• Desrealização
• Despersonalização
Sintomas Comportamentais
• Fuga
• Esquiva fóbica
• Hipervigilância
• Sobressalto
• Congelamento
• Insônia
• Inquietação
• Síncope
Manifestações da ansiedade
⚫ Aguda: em picos (Ataques de Pânico)
⚫ Tônica: constante (Ansiedade Generalizada)
⚫ Situacional: específica (Fobias)
⚫ Mista
Transtornos de Ansiedade – DSM-5
• Transtorno de Ansiedade de Separação
• Mutismo seletivo
• Transtorno de Pânico
• Agorafobia
• Transtorno de Ansiedade Social
• Fobia específica
• Transtorno de Ansiedade Generalizada
Transtorno de Pânico
Quadro Clínico – DSM 5
- ataques de pânico recorrentes e inesperados,
- seguido por um mês com preocupações persistentes
- alteração comportamental significativa,
- os ataques não se devem aos efeitos de
uma substância ou condição médica.
- Não explicado por outro transtorno
Transtorno de Pânico
Ataque de pânico
- palpitações
- sudorese
- tremores
- falta de ar
- desconforto torácico
- náusea
- tontura
- calafrios
- desrealização
- despersonalização
- medo de perder o
- Parestesias
- Medo de perder o
controle ou enlouquecer
– Medo de morrer
Modelo Cognitivo
Desencadeantes
Vulnerabilidade
Biológica
Esquemas
Cognitivos
Interpretações
Catastróficas
História de
Aprendizagem
Situação
de
Perigo
Espontâneo
Ataque de
Pânico
Auto-estima
Auto-confiança
Modelo Cognitivo
Ataque de Pânico
Adrenalina
Hiperventilação Sintomas
Físicos
Interpretações
Catastróficas: Medo
do medo
Hipervigilância
Ataques de Pânico
Condicionamentos:
Ambiente
Físico
Cognitivo
Modelo Cognitivo
Esquiva Fóbica
Abuso de
Substâncias
Armadilha
Depressão
Ataques
de Pânico
Não Discriminar
Sensações
Corporais
Marcos
do
Desenvolvimento
Interpretações
Catastróficas
Ansiedade
Antecipatória
Transtorno de Ansiedade Generalizada
Conceito
• Transtorno crônico de ansiedade
caracterizado por preocupações irreais,
excessivas e incontroláveis
Ansiedade Generalizada no DSM-5:
• Ansiedade e preocupação excessiva, difusa e
incontrolável ma maioria dos dias por mais de seis
meses.
• Acompanhada de:
– inquietação,
– Nervos a flor da pele
– irritabilidade
– tensão muscular
– fadiga
– distúrbios do sono
– dificuldades de concentração
Preocupações
• Número maior de preocupações, mas as mesmas que
os controles.
• Saúde
• Peso
• Família
• Relações interpessoais
• Trabalho
• Finanças
• J Nerv Ment Dis 1997: 185:314
Curso
• Crônico
• 60% melhoram ao longo de 12 anos.
• Metade recai
• Psychol Med 2009; 39:615
• Início
• Gradual
• Sintomas completos mais tarde
• Gênero feminino; pobreza; eventos vitais recentes; outro
transtorno mental crônico; morte ou separação dos pais;
Pouco apoio afetivo na infância; Pais com transtornos
mentais.
Fobias
Fobias
• Medo irracional
• Esquiva
• Ansiedade com manifestações autonômicas na situação
• Crítica
• Prejuízo
Fobias
• Agorafobia
• Fobia Social
– Simples
– Generalizada
• Fobias Específicas
Fobia Social
Critérios Diagnósticos
Medo intenso e persistente de ser avaliado em uma ou
mais situações sociais e de desempenho
A exposição às situações temidas provoca ansiedade,
que pode manifestar-se sob a forma de ataques de
pânico
Reconhecimento do exagero ou irracionalidade do medo
Características clínicas
Característica essencial: medo do constrangimento ou
avaliação negativa pelas outras pessoas em diversas
situações
Falar em público, cantar
Comer, beber, escrever, tocar um instrumento
Usar banheiro público
Conversar
Festas, reuniões
Contacto com estranhos (ser apresentado a alguém)
Falar ao telefone
FOBIA SOCIAL
Situações de flerte ou ansiedade de encontros
Pessoas em posição de autoridade
Outros medos e características:
Parecer bobo ou ridículo
Ser o centro das atenções
Cometer erros
Não saber o que se espera dele
Auto-referência: 75% dos pacientes de uma amostra de
25 fóbicos sociais apresentaram idéias de referência
não delirantes no PSE (Barros Neto e Lotufo Neto,
1995). J bras Psiq. 44: 283-6
CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS
Sintomas somáticos mais comuns:
• Taquicardia/palpitações
• Sudorese
• Tremores
• Rubor
• Sintomas gastrointestinais
CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS
• Dispnéia
• Abalos/contrações musculares
• Tontura/sensação de desmaio
• Dor de cabeça
Fobias Específicas
Fobias Específicas DSM - 5
• Animal
– Aranhas, insetos, cães, aves
• Ambiente natural
– Alturas, tempestades, água
• Sangue, injeção e ferimentos
– Agulhas, procedimentos médicos, exames
• Situacional
– Avião, elevador, lugar fechado
• Outro
– Situações que podem levar a asfixia ou vômito, sons altos,
pessoas fantasiadas.
Origem das Fobias
• Fatores Genéticos e neurobiológicos
• Traumática
• Vicariante
• Condicionamento
– Ataques de pânico
– Ansiedade Antecipatória
– Contexto
Tratamento
Farmacoterapia
• Ansiedade aguda
• Não há história de transtorno de ansiedade
– Benzodiazepínico
• Ansiedade crônica ou Transtorno misto ansioso –
depressivo
– Benzodiazepínico
– Inibidor Seletivo da Recaptura de Serotonina
Psicoterapia
• Sintomas
– Relaxamento
– Exposição
– Respiração diafragmática
• Contexto
– Educação
– Terapia Comportamental
Cognitiva
– Solução de problemas
– Terapia de casal e família
– Habilidades sociais
– Terapia Interpessoal
• Personalidade
– Terapia Cognitiva dos
esquemas
– Terapia Processual
– Terapia Analítico
Funcional
– Terapias
psicodinâmicas breves
Referências Bibliográficas
• Paes de Barros, T. Sem medo de ter medo.
Casa do Psicólogo, São Paulo 2000.
• Gentil e cols. Pânico, Fobias e Obsessões.
Edusp, São Paulo, 1997.
• Caballo VC. Manual de Técnicas de Terapia e
Modificação de Comportamento. Ed. Santos,
São Paulo, 1996.
• Barlow D. Manual clínico para transtornos
psicológicos. Artmed, Porto Alegre, 1999.
Referências Bibliográficas
• Barlow D & Cerny JA. Tratamento
psicológico do pânico. Artmed, Porto Alegre,
1999.
• Datilio FM & Padesky CA. Terapia Cognitiva
com casais. Artmed, Porto Alegre, 1995.
• McKay e cols. Técnicas cognitivas para el
tratamiento del estrés. Martinez Roca,
Barcelona, 1985.
Referências Bibliográficas
• Range B. Terapia Comportamental Cognitiva – Diálogo
com a Psiquiatria. Artes Médicas.
Referências Bibliográficas
• http:www.ipap.org/algorithms.php
• Programa de Educação Continuada DA Associação
Brasileira de Psiquiatria – PEC ABP
• http://www.pec-abp.org.br/conheca/

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Aula 5 Ansiedade IPUSP FMUSP 2022.pdf

Guia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicasGuia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicasOficina Psicologia
 
Psicopatologia é Diagnóstico
Psicopatologia é DiagnósticoPsicopatologia é Diagnóstico
Psicopatologia é DiagnósticoMiriam Gorender
 
Psicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaPsicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaedi
 
Aula 02 - SAUDE MENTAL para saúde me.pdf
Aula 02 - SAUDE MENTAL para saúde me.pdfAula 02 - SAUDE MENTAL para saúde me.pdf
Aula 02 - SAUDE MENTAL para saúde me.pdflimadossantostainara
 
Psicologia aplicada a enfermagem- conceitos
Psicologia aplicada a enfermagem- conceitosPsicologia aplicada a enfermagem- conceitos
Psicologia aplicada a enfermagem- conceitosRichardMateusFidelis
 
02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panico02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panicoGraça Martins
 
Apresentação de psicologia
Apresentação de psicologiaApresentação de psicologia
Apresentação de psicologiaedi
 
Em um relacionamento serio com a ansiedade
Em um relacionamento serio com a ansiedade Em um relacionamento serio com a ansiedade
Em um relacionamento serio com a ansiedade juliocesar254554
 
Aula 04 curso de psicopatologia - funções psíquicas - vontade, pensamento, ...
Aula 04   curso de psicopatologia - funções psíquicas - vontade, pensamento, ...Aula 04   curso de psicopatologia - funções psíquicas - vontade, pensamento, ...
Aula 04 curso de psicopatologia - funções psíquicas - vontade, pensamento, ...Lampsi
 
Depressão e demência no idoso 1
Depressão e demência no idoso 1Depressão e demência no idoso 1
Depressão e demência no idoso 1Ana Lopes
 
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPsicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPatriciaAiresCosta1
 
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)Darciane Brito
 

Semelhante a Aula 5 Ansiedade IPUSP FMUSP 2022.pdf (20)

SINDROMES ANSIOSAS.pptx
SINDROMES ANSIOSAS.pptxSINDROMES ANSIOSAS.pptx
SINDROMES ANSIOSAS.pptx
 
Guia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicasGuia rápido de perturbações psicológicas
Guia rápido de perturbações psicológicas
 
Psicopatologia é Diagnóstico
Psicopatologia é DiagnósticoPsicopatologia é Diagnóstico
Psicopatologia é Diagnóstico
 
Psicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaPsicologia na vida adulta
Psicologia na vida adulta
 
Aula 3 psicologia anormal
Aula 3   psicologia anormalAula 3   psicologia anormal
Aula 3 psicologia anormal
 
Aula 02 - SAUDE MENTAL para saúde me.pdf
Aula 02 - SAUDE MENTAL para saúde me.pdfAula 02 - SAUDE MENTAL para saúde me.pdf
Aula 02 - SAUDE MENTAL para saúde me.pdf
 
POC - Psicopatologia
POC - PsicopatologiaPOC - Psicopatologia
POC - Psicopatologia
 
Depresao
DepresaoDepresao
Depresao
 
Manejo multidisciplinar
Manejo multidisciplinarManejo multidisciplinar
Manejo multidisciplinar
 
Psicologia aplicada a enfermagem- conceitos
Psicologia aplicada a enfermagem- conceitosPsicologia aplicada a enfermagem- conceitos
Psicologia aplicada a enfermagem- conceitos
 
As emocoes no panico
As emocoes no panicoAs emocoes no panico
As emocoes no panico
 
02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panico02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panico
 
Apresentação de psicologia
Apresentação de psicologiaApresentação de psicologia
Apresentação de psicologia
 
doenças mentais
doenças mentaisdoenças mentais
doenças mentais
 
Em um relacionamento serio com a ansiedade
Em um relacionamento serio com a ansiedade Em um relacionamento serio com a ansiedade
Em um relacionamento serio com a ansiedade
 
Aula 04 curso de psicopatologia - funções psíquicas - vontade, pensamento, ...
Aula 04   curso de psicopatologia - funções psíquicas - vontade, pensamento, ...Aula 04   curso de psicopatologia - funções psíquicas - vontade, pensamento, ...
Aula 04 curso de psicopatologia - funções psíquicas - vontade, pensamento, ...
 
Depressão e demência no idoso 1
Depressão e demência no idoso 1Depressão e demência no idoso 1
Depressão e demência no idoso 1
 
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPsicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
 
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
 
Os Medos na Vida - uma Leitura Espiritual
Os Medos na Vida - uma Leitura EspiritualOs Medos na Vida - uma Leitura Espiritual
Os Medos na Vida - uma Leitura Espiritual
 

Aula 5 Ansiedade IPUSP FMUSP 2022.pdf

  • 1. Transtornos de Ansiedade , Francisco Lotufo Neto FMUSP Pós graduação em Psicologia Clínica USP Instituto de Estudos Brasileiros USP
  • 2. Medo • Emoção desconfortável sentida pelos seres humanos em resposta a um perigo real (Marks, 1987). • Importante para a sobrevivência de espécie. • Quando o medo surge em situação não considerada real falamos em Fobia.
  • 3. Ansiedade • Emoção que antecipa uma situação de perigo e nos prepara para reduzir ou impedir a sua ocorrência. • Sensação de apreensão diante de algum perigo futuro bem delineado. – Processo passageiro – Característica permanente de personalidade – Processos transitórios e/ou predisposições ou traços duradouros de personalidade
  • 4. Conceitos • Medo: é um sentimento de inquietude que inicia rapidamente na presença ou iminência de perigo (real ou percebido). Também se dissipa rapidamente assim que essa ameaça é removida. Em geral é adaptativo. • Ansiedade: desconforto acerca da antecipação de ameaças previsíveis ou incertas, menos específicas. Dura mais tempo para se dissipar do que o medo e também pode ser adaptativa.
  • 5. Quando a Ansiedade se torna Patológica? • Desproporcional • Imotivada • Prejuízo • Sofrimento • Frequente • Intensa
  • 6. Ansiedade: sintomas 1. Sintomas Físicos ⚫ Autonômicos: taquicardia, sudorese, taquipnéia, vasoconstricção (extremidades frias, palidez), midríase, piloereção, aumento do peristaltismo ⚫ Musculares: dores, contraturas, tremores ⚫ Cenestésicos: parestesias, calafrios, adormecimentos ⚫ Respiratórios: sensação de sufocamento, falta de ar
  • 7. Sintomas Psíquicos • Preocupação • Dificuldades de concentração e memória • Sensação de: – Morte iminente – Perder o controle – Ficar louco • Catastrofizar • Irritação
  • 8. Sintomas Psíquicos • Nervosismo, • Apreensão, • Insegurança, • Sensação de estranheza, • Antecipação negativa, • Desrealização • Despersonalização
  • 9. Sintomas Comportamentais • Fuga • Esquiva fóbica • Hipervigilância • Sobressalto • Congelamento • Insônia • Inquietação • Síncope
  • 10. Manifestações da ansiedade ⚫ Aguda: em picos (Ataques de Pânico) ⚫ Tônica: constante (Ansiedade Generalizada) ⚫ Situacional: específica (Fobias) ⚫ Mista
  • 11. Transtornos de Ansiedade – DSM-5 • Transtorno de Ansiedade de Separação • Mutismo seletivo • Transtorno de Pânico • Agorafobia • Transtorno de Ansiedade Social • Fobia específica • Transtorno de Ansiedade Generalizada
  • 13. Quadro Clínico – DSM 5 - ataques de pânico recorrentes e inesperados, - seguido por um mês com preocupações persistentes - alteração comportamental significativa, - os ataques não se devem aos efeitos de uma substância ou condição médica. - Não explicado por outro transtorno Transtorno de Pânico
  • 14. Ataque de pânico - palpitações - sudorese - tremores - falta de ar - desconforto torácico - náusea - tontura - calafrios - desrealização - despersonalização - medo de perder o - Parestesias - Medo de perder o controle ou enlouquecer – Medo de morrer
  • 16. Modelo Cognitivo Ataque de Pânico Adrenalina Hiperventilação Sintomas Físicos Interpretações Catastróficas: Medo do medo Hipervigilância Ataques de Pânico Condicionamentos: Ambiente Físico Cognitivo
  • 17. Modelo Cognitivo Esquiva Fóbica Abuso de Substâncias Armadilha Depressão Ataques de Pânico Não Discriminar Sensações Corporais Marcos do Desenvolvimento Interpretações Catastróficas Ansiedade Antecipatória
  • 18. Transtorno de Ansiedade Generalizada
  • 19. Conceito • Transtorno crônico de ansiedade caracterizado por preocupações irreais, excessivas e incontroláveis
  • 20. Ansiedade Generalizada no DSM-5: • Ansiedade e preocupação excessiva, difusa e incontrolável ma maioria dos dias por mais de seis meses. • Acompanhada de: – inquietação, – Nervos a flor da pele – irritabilidade – tensão muscular – fadiga – distúrbios do sono – dificuldades de concentração
  • 21. Preocupações • Número maior de preocupações, mas as mesmas que os controles. • Saúde • Peso • Família • Relações interpessoais • Trabalho • Finanças • J Nerv Ment Dis 1997: 185:314
  • 22. Curso • Crônico • 60% melhoram ao longo de 12 anos. • Metade recai • Psychol Med 2009; 39:615 • Início • Gradual • Sintomas completos mais tarde • Gênero feminino; pobreza; eventos vitais recentes; outro transtorno mental crônico; morte ou separação dos pais; Pouco apoio afetivo na infância; Pais com transtornos mentais.
  • 24. Fobias • Medo irracional • Esquiva • Ansiedade com manifestações autonômicas na situação • Crítica • Prejuízo
  • 25. Fobias • Agorafobia • Fobia Social – Simples – Generalizada • Fobias Específicas
  • 27. Critérios Diagnósticos Medo intenso e persistente de ser avaliado em uma ou mais situações sociais e de desempenho A exposição às situações temidas provoca ansiedade, que pode manifestar-se sob a forma de ataques de pânico Reconhecimento do exagero ou irracionalidade do medo
  • 28. Características clínicas Característica essencial: medo do constrangimento ou avaliação negativa pelas outras pessoas em diversas situações Falar em público, cantar Comer, beber, escrever, tocar um instrumento Usar banheiro público Conversar Festas, reuniões Contacto com estranhos (ser apresentado a alguém) Falar ao telefone
  • 29. FOBIA SOCIAL Situações de flerte ou ansiedade de encontros Pessoas em posição de autoridade Outros medos e características: Parecer bobo ou ridículo Ser o centro das atenções Cometer erros Não saber o que se espera dele Auto-referência: 75% dos pacientes de uma amostra de 25 fóbicos sociais apresentaram idéias de referência não delirantes no PSE (Barros Neto e Lotufo Neto, 1995). J bras Psiq. 44: 283-6
  • 30. CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS Sintomas somáticos mais comuns: • Taquicardia/palpitações • Sudorese • Tremores • Rubor • Sintomas gastrointestinais
  • 31. CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS • Dispnéia • Abalos/contrações musculares • Tontura/sensação de desmaio • Dor de cabeça
  • 33. Fobias Específicas DSM - 5 • Animal – Aranhas, insetos, cães, aves • Ambiente natural – Alturas, tempestades, água • Sangue, injeção e ferimentos – Agulhas, procedimentos médicos, exames • Situacional – Avião, elevador, lugar fechado • Outro – Situações que podem levar a asfixia ou vômito, sons altos, pessoas fantasiadas.
  • 34. Origem das Fobias • Fatores Genéticos e neurobiológicos • Traumática • Vicariante • Condicionamento – Ataques de pânico – Ansiedade Antecipatória – Contexto
  • 36. Farmacoterapia • Ansiedade aguda • Não há história de transtorno de ansiedade – Benzodiazepínico • Ansiedade crônica ou Transtorno misto ansioso – depressivo – Benzodiazepínico – Inibidor Seletivo da Recaptura de Serotonina
  • 37. Psicoterapia • Sintomas – Relaxamento – Exposição – Respiração diafragmática • Contexto – Educação – Terapia Comportamental Cognitiva – Solução de problemas – Terapia de casal e família – Habilidades sociais – Terapia Interpessoal • Personalidade – Terapia Cognitiva dos esquemas – Terapia Processual – Terapia Analítico Funcional – Terapias psicodinâmicas breves
  • 38. Referências Bibliográficas • Paes de Barros, T. Sem medo de ter medo. Casa do Psicólogo, São Paulo 2000. • Gentil e cols. Pânico, Fobias e Obsessões. Edusp, São Paulo, 1997. • Caballo VC. Manual de Técnicas de Terapia e Modificação de Comportamento. Ed. Santos, São Paulo, 1996. • Barlow D. Manual clínico para transtornos psicológicos. Artmed, Porto Alegre, 1999.
  • 39. Referências Bibliográficas • Barlow D & Cerny JA. Tratamento psicológico do pânico. Artmed, Porto Alegre, 1999. • Datilio FM & Padesky CA. Terapia Cognitiva com casais. Artmed, Porto Alegre, 1995. • McKay e cols. Técnicas cognitivas para el tratamiento del estrés. Martinez Roca, Barcelona, 1985.
  • 40. Referências Bibliográficas • Range B. Terapia Comportamental Cognitiva – Diálogo com a Psiquiatria. Artes Médicas.
  • 41. Referências Bibliográficas • http:www.ipap.org/algorithms.php • Programa de Educação Continuada DA Associação Brasileira de Psiquiatria – PEC ABP • http://www.pec-abp.org.br/conheca/