SlideShare uma empresa Scribd logo

Transtorno de pânico ou fobias? Como lidar

Pânico, tipos de fobias e como lidar

1 de 36
Baixar para ler offline
Transtorno de Pânico ou Fobias?
Como se livrar
Psic. Anissis Moura Ramos
Espec. Em Psicologia Clínica – CRP 07/11. 688
Ms. Teologia
F: 51- 9987.7258
Site: http:// www.anissis.com.br
 O transtorno de pânico se caracteriza
por crises inesperadas de medo e
desespero. A pessoa tem a sensação de
que vai morrer naquele momento de
um ataque cardíaco, porque o coração
dispara, sente falta de ar, tem sudorese
abundante, entre outros sintomas.
Transtorno de Pânico: o que é?
 Ansiedade Normal – é uma das características
do sucesso da espécie humana, pois se trata
da capacidade de antecipar o perigo, o que
requer uma preparação geradora de
ansiedade.
 Ansiedade Patológica - gera sofrimento
excessivo ou prejuízo para o desempenho da
pessoa. É desproporcional ao contexto.
Diferença entre Ansiedade
Normal e Patológica
 São semelhantes a de uma ansiedade
normal. O pânico se caracteriza pela
forma abrupta e inesperada que os
sintomas aparecem e a crise pode
atingir o ápice em 10 min.
Sintomas do Transtorno de
Pânico
 Taquicardia, ondas de frio e calor, falta
de ar, tremores, sudorese, dor no peito,
dor abdominal, sensação de desmaio,
tontura, cefaleia, náuseas, diarreia,
afrouxamento das pernas, etc.
Sintomas Físicos ou Somáticos
Medo de morrer.
Medo de enlouquecer.
Medo de perder o controle.
Despersonalização.
Desrealização.
Sintomas Psiquiátricos

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICOORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICOAna Larissa Perissini
 
Transtorno da ansiedade
Transtorno da ansiedadeTranstorno da ansiedade
Transtorno da ansiedadeAlany Silva
 
Caso clínico-Síndrome do Pânico
Caso clínico-Síndrome do PânicoCaso clínico-Síndrome do Pânico
Caso clínico-Síndrome do PânicoCamila Rodrigues
 
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTOTRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTOFernanda Sousa
 
Palestra Depressão e Ansiedade
Palestra Depressão e AnsiedadePalestra Depressão e Ansiedade
Palestra Depressão e AnsiedadeRenata Pimentel
 
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamento
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamentoTranstornos de ansiedade diagnostico e tratamento
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamentoArquivo-FClinico
 
Transtorno ansiedade anaelisa_21maio2011
Transtorno ansiedade anaelisa_21maio2011Transtorno ansiedade anaelisa_21maio2011
Transtorno ansiedade anaelisa_21maio2011Alice Berdinazzi
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeCaio Maximino
 
Em um relacionamento serio com a ansiedade
Em um relacionamento serio com a ansiedade Em um relacionamento serio com a ansiedade
Em um relacionamento serio com a ansiedade juliocesar254554
 
2. aula psicopatologia ii ansiedade
2. aula psicopatologia ii   ansiedade2. aula psicopatologia ii   ansiedade
2. aula psicopatologia ii ansiedadePoliana Maton
 
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Transtorno de Pânico
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Transtorno de Pânico Ciulla Clínica Psiquiátrica - Transtorno de Pânico
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Transtorno de Pânico clinicaciulla
 

Mais procurados (20)

Tratamento do transtorno do pânico
Tratamento do transtorno do pânicoTratamento do transtorno do pânico
Tratamento do transtorno do pânico
 
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICOORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
ORIENTAÇÃO PSICOEDUCACIONAL DO TRANSTORNO DE PÂNICO
 
Transtorno da ansiedade
Transtorno da ansiedadeTranstorno da ansiedade
Transtorno da ansiedade
 
Fobias
FobiasFobias
Fobias
 
Caso clínico-Síndrome do Pânico
Caso clínico-Síndrome do PânicoCaso clínico-Síndrome do Pânico
Caso clínico-Síndrome do Pânico
 
Como é o manejo dos transtornos ansiosos?
Como é o manejo dos transtornos ansiosos?Como é o manejo dos transtornos ansiosos?
Como é o manejo dos transtornos ansiosos?
 
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTOTRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
 
Ansiedade completa
Ansiedade completaAnsiedade completa
Ansiedade completa
 
Palestra Depressão e Ansiedade
Palestra Depressão e AnsiedadePalestra Depressão e Ansiedade
Palestra Depressão e Ansiedade
 
Sindrome do pânico
Sindrome do pânicoSindrome do pânico
Sindrome do pânico
 
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamento
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamentoTranstornos de ansiedade diagnostico e tratamento
Transtornos de ansiedade diagnostico e tratamento
 
Transtorno ansiedade anaelisa_21maio2011
Transtorno ansiedade anaelisa_21maio2011Transtorno ansiedade anaelisa_21maio2011
Transtorno ansiedade anaelisa_21maio2011
 
Fobia especifica
Fobia especificaFobia especifica
Fobia especifica
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedade
 
Em um relacionamento serio com a ansiedade
Em um relacionamento serio com a ansiedade Em um relacionamento serio com a ansiedade
Em um relacionamento serio com a ansiedade
 
As emocoes no panico
As emocoes no panicoAs emocoes no panico
As emocoes no panico
 
2. aula psicopatologia ii ansiedade
2. aula psicopatologia ii   ansiedade2. aula psicopatologia ii   ansiedade
2. aula psicopatologia ii ansiedade
 
Transtorno de ansiedade
Transtorno de ansiedadeTranstorno de ansiedade
Transtorno de ansiedade
 
Transtorno do pânico
Transtorno do pânicoTranstorno do pânico
Transtorno do pânico
 
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Transtorno de Pânico
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Transtorno de Pânico Ciulla Clínica Psiquiátrica - Transtorno de Pânico
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Transtorno de Pânico
 

Destaque

Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeMiriam Gorender
 
Transtorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade finalTranstorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade finalAngelo Magliani
 
Perturbações Mentais
Perturbações MentaisPerturbações Mentais
Perturbações MentaisJorge Barbosa
 
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasAula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasLampsi
 
Diapositivas de trastorno bipolar
Diapositivas de trastorno bipolar Diapositivas de trastorno bipolar
Diapositivas de trastorno bipolar Josue Silva
 

Destaque (20)

Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedade
 
7 passos para uma atitude mindful
7 passos para uma atitude mindful7 passos para uma atitude mindful
7 passos para uma atitude mindful
 
Esquizofrenia 14
Esquizofrenia 14Esquizofrenia 14
Esquizofrenia 14
 
Transtorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade finalTranstorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade final
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Trastornos neurológicos funcionales o disociativos (psicógenos) y simulación.
Trastornos neurológicos funcionales o disociativos (psicógenos) y simulación.Trastornos neurológicos funcionales o disociativos (psicógenos) y simulación.
Trastornos neurológicos funcionales o disociativos (psicógenos) y simulación.
 
Os medos das crianças
Os medos das criançasOs medos das crianças
Os medos das crianças
 
Transtornos Conversivos
Transtornos ConversivosTranstornos Conversivos
Transtornos Conversivos
 
Transtornos do humor
Transtornos do humorTranstornos do humor
Transtornos do humor
 
Transtornos do humor
Transtornos do humorTranstornos do humor
Transtornos do humor
 
Doenças Mentais
Doenças MentaisDoenças Mentais
Doenças Mentais
 
Transtorno obsessivo compulsivo toc
Transtorno obsessivo compulsivo tocTranstorno obsessivo compulsivo toc
Transtorno obsessivo compulsivo toc
 
TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
TOC - Transtorno Obsessivo CompulsivoTOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo
 
Perturbações Mentais
Perturbações MentaisPerturbações Mentais
Perturbações Mentais
 
Psicoses
Psicoses Psicoses
Psicoses
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasAula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Diapositivas de trastorno bipolar
Diapositivas de trastorno bipolar Diapositivas de trastorno bipolar
Diapositivas de trastorno bipolar
 
Trastorno de pánico
Trastorno de pánicoTrastorno de pánico
Trastorno de pánico
 

Semelhante a Transtorno de pânico ou fobias? Como lidar

02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panico02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panicoGraça Martins
 
Perturbação do pânico e calor
Perturbação do pânico e calorPerturbação do pânico e calor
Perturbação do pânico e calorOficina Psicologia
 
Transtorno Ansioso Fóbico- Neurose Fóbica
Transtorno Ansioso Fóbico- Neurose FóbicaTranstorno Ansioso Fóbico- Neurose Fóbica
Transtorno Ansioso Fóbico- Neurose FóbicaAdrianaCurtinaz
 
Os tipos de ansiedade e suas variações
Os tipos de ansiedade e suas variaçõesOs tipos de ansiedade e suas variações
Os tipos de ansiedade e suas variaçõesJoe Pinheiro
 
Aula 5 Ansiedade IPUSP FMUSP 2022.pdf
Aula 5 Ansiedade  IPUSP FMUSP 2022.pdfAula 5 Ansiedade  IPUSP FMUSP 2022.pdf
Aula 5 Ansiedade IPUSP FMUSP 2022.pdfKarlaejobson
 
Ansiedade (1).apresentação; psicológico;
Ansiedade (1).apresentação; psicológico;Ansiedade (1).apresentação; psicológico;
Ansiedade (1).apresentação; psicológico;joaorian
 
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...Iraneide Lima
 
Fojornalismo- Revista G-Nose
Fojornalismo- Revista G-NoseFojornalismo- Revista G-Nose
Fojornalismo- Revista G-NoseIraneide Lima
 
Ajuda Psicológica para Transtorno Alimentar Marginal Pinheiros
Ajuda Psicológica para Transtorno Alimentar Marginal PinheirosAjuda Psicológica para Transtorno Alimentar Marginal Pinheiros
Ajuda Psicológica para Transtorno Alimentar Marginal PinheirosPsicólogos em São Paulo
 

Semelhante a Transtorno de pânico ou fobias? Como lidar (20)

aula 6 - sindrome do panico.ppt
aula 6 -  sindrome do panico.pptaula 6 -  sindrome do panico.ppt
aula 6 - sindrome do panico.ppt
 
A perturbação de pânico pdf
A perturbação de pânico pdfA perturbação de pânico pdf
A perturbação de pânico pdf
 
02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panico02 as emocoes no panico
02 as emocoes no panico
 
Panico calor
Panico calorPanico calor
Panico calor
 
Perturbação do pânico e calor
Perturbação do pânico e calorPerturbação do pânico e calor
Perturbação do pânico e calor
 
Transtorno Ansioso Fóbico- Neurose Fóbica
Transtorno Ansioso Fóbico- Neurose FóbicaTranstorno Ansioso Fóbico- Neurose Fóbica
Transtorno Ansioso Fóbico- Neurose Fóbica
 
Sensorimonitor ocd slide
Sensorimonitor ocd slideSensorimonitor ocd slide
Sensorimonitor ocd slide
 
Os tipos de ansiedade e suas variações
Os tipos de ansiedade e suas variaçõesOs tipos de ansiedade e suas variações
Os tipos de ansiedade e suas variações
 
Aula 5 Ansiedade IPUSP FMUSP 2022.pdf
Aula 5 Ansiedade  IPUSP FMUSP 2022.pdfAula 5 Ansiedade  IPUSP FMUSP 2022.pdf
Aula 5 Ansiedade IPUSP FMUSP 2022.pdf
 
PSICOLOGIA PASTORAL (AULA 02 MEDIO CETADEB )
PSICOLOGIA PASTORAL (AULA 02 MEDIO CETADEB  ) PSICOLOGIA PASTORAL (AULA 02 MEDIO CETADEB  )
PSICOLOGIA PASTORAL (AULA 02 MEDIO CETADEB )
 
Ansiedade (1).apresentação; psicológico;
Ansiedade (1).apresentação; psicológico;Ansiedade (1).apresentação; psicológico;
Ansiedade (1).apresentação; psicológico;
 
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
Fotojornalismo - Revista G-Nose que fala sobre a transtorno de ansiedade, est...
 
Fojornalismo- Revista G-Nose
Fojornalismo- Revista G-NoseFojornalismo- Revista G-Nose
Fojornalismo- Revista G-Nose
 
SINDROMES ANSIOSAS.pptx
SINDROMES ANSIOSAS.pptxSINDROMES ANSIOSAS.pptx
SINDROMES ANSIOSAS.pptx
 
Ansiedade e depressao
Ansiedade e depressaoAnsiedade e depressao
Ansiedade e depressao
 
ANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptxANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptx
 
Ajuda Psicológica para Transtorno Alimentar Marginal Pinheiros
Ajuda Psicológica para Transtorno Alimentar Marginal PinheirosAjuda Psicológica para Transtorno Alimentar Marginal Pinheiros
Ajuda Psicológica para Transtorno Alimentar Marginal Pinheiros
 
TOC E ANSIEDDE.pptx
TOC E ANSIEDDE.pptxTOC E ANSIEDDE.pptx
TOC E ANSIEDDE.pptx
 
ANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptxANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptx
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 

Mais de Anissis Ramos

Finanças pessoais e Qualidade de Vida
Finanças pessoais e Qualidade de VidaFinanças pessoais e Qualidade de Vida
Finanças pessoais e Qualidade de VidaAnissis Ramos
 
O quanto as nossas emoções influenciam o nosso corpo
O quanto as nossas emoções influenciam o nosso corpo O quanto as nossas emoções influenciam o nosso corpo
O quanto as nossas emoções influenciam o nosso corpo Anissis Ramos
 
Coachinng pessoal slides
Coachinng pessoal slidesCoachinng pessoal slides
Coachinng pessoal slidesAnissis Ramos
 
PLANEJE SUAS FINANÇAS PARA 2014 E REALIZE SEUS SONHOS, SEM FICAR NO VERMELHO.
PLANEJE SUAS FINANÇAS PARA 2014 E REALIZE SEUS SONHOS, SEM FICAR NO VERMELHO. PLANEJE SUAS FINANÇAS PARA 2014 E REALIZE SEUS SONHOS, SEM FICAR NO VERMELHO.
PLANEJE SUAS FINANÇAS PARA 2014 E REALIZE SEUS SONHOS, SEM FICAR NO VERMELHO. Anissis Ramos
 
Planeje suas finanças para 2014 e realize seus sonhos sem ficar no vermelho
Planeje suas finanças para 2014 e realize seus sonhos sem ficar no vermelhoPlaneje suas finanças para 2014 e realize seus sonhos sem ficar no vermelho
Planeje suas finanças para 2014 e realize seus sonhos sem ficar no vermelhoAnissis Ramos
 

Mais de Anissis Ramos (9)

Finanças pessoais e Qualidade de Vida
Finanças pessoais e Qualidade de VidaFinanças pessoais e Qualidade de Vida
Finanças pessoais e Qualidade de Vida
 
Sindrome de burnout
Sindrome de burnoutSindrome de burnout
Sindrome de burnout
 
O quanto as nossas emoções influenciam o nosso corpo
O quanto as nossas emoções influenciam o nosso corpo O quanto as nossas emoções influenciam o nosso corpo
O quanto as nossas emoções influenciam o nosso corpo
 
Coachinng pessoal slides
Coachinng pessoal slidesCoachinng pessoal slides
Coachinng pessoal slides
 
PLANEJE SUAS FINANÇAS PARA 2014 E REALIZE SEUS SONHOS, SEM FICAR NO VERMELHO.
PLANEJE SUAS FINANÇAS PARA 2014 E REALIZE SEUS SONHOS, SEM FICAR NO VERMELHO. PLANEJE SUAS FINANÇAS PARA 2014 E REALIZE SEUS SONHOS, SEM FICAR NO VERMELHO.
PLANEJE SUAS FINANÇAS PARA 2014 E REALIZE SEUS SONHOS, SEM FICAR NO VERMELHO.
 
Planeje suas finanças para 2014 e realize seus sonhos sem ficar no vermelho
Planeje suas finanças para 2014 e realize seus sonhos sem ficar no vermelhoPlaneje suas finanças para 2014 e realize seus sonhos sem ficar no vermelho
Planeje suas finanças para 2014 e realize seus sonhos sem ficar no vermelho
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Por que me endivido
Por que me endividoPor que me endivido
Por que me endivido
 
Por que me endivido
Por que me endividoPor que me endivido
Por que me endivido
 

Último

Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdfInstrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdfalexmeloliveira
 
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...cancela
 
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdfMatemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdfcarlos204935
 
Origens Historicas da psicologia experimental.ppt
Origens Historicas da psicologia experimental.pptOrigens Historicas da psicologia experimental.ppt
Origens Historicas da psicologia experimental.pptcleisonpereirapsi
 
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...cancela
 
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptxRochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptxrickriordan
 

Último (6)

Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdfInstrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
 
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
 
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdfMatemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
 
Origens Historicas da psicologia experimental.ppt
Origens Historicas da psicologia experimental.pptOrigens Historicas da psicologia experimental.ppt
Origens Historicas da psicologia experimental.ppt
 
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
 
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptxRochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
 

Transtorno de pânico ou fobias? Como lidar

  • 1. Transtorno de Pânico ou Fobias? Como se livrar Psic. Anissis Moura Ramos Espec. Em Psicologia Clínica – CRP 07/11. 688 Ms. Teologia F: 51- 9987.7258 Site: http:// www.anissis.com.br
  • 2.  O transtorno de pânico se caracteriza por crises inesperadas de medo e desespero. A pessoa tem a sensação de que vai morrer naquele momento de um ataque cardíaco, porque o coração dispara, sente falta de ar, tem sudorese abundante, entre outros sintomas. Transtorno de Pânico: o que é?
  • 3.  Ansiedade Normal – é uma das características do sucesso da espécie humana, pois se trata da capacidade de antecipar o perigo, o que requer uma preparação geradora de ansiedade.  Ansiedade Patológica - gera sofrimento excessivo ou prejuízo para o desempenho da pessoa. É desproporcional ao contexto. Diferença entre Ansiedade Normal e Patológica
  • 4.  São semelhantes a de uma ansiedade normal. O pânico se caracteriza pela forma abrupta e inesperada que os sintomas aparecem e a crise pode atingir o ápice em 10 min. Sintomas do Transtorno de Pânico
  • 5.  Taquicardia, ondas de frio e calor, falta de ar, tremores, sudorese, dor no peito, dor abdominal, sensação de desmaio, tontura, cefaleia, náuseas, diarreia, afrouxamento das pernas, etc. Sintomas Físicos ou Somáticos
  • 6. Medo de morrer. Medo de enlouquecer. Medo de perder o controle. Despersonalização. Desrealização. Sintomas Psiquiátricos
  • 7.  É importante diferenciar algumas patologias que se assemelham ao TP, por isto, a importância de não se autodiagnosticarem ou medicarem. São elas: cardiopatias, tireopatias, labirintopatias, epilepsias, anemias, hipoglicemia e intoxicação ou abstinência de drogas. Condições Médicas a serem Diferenciadas do TP
  • 8.  Surge com o tempo. As crises se repetem de maneira aleatória e o fato de a pessoa não ter o controle de quando elas acontecerão, acaba por gerar uma ansiedade, que chamamos de ansiedade antecipatória. Ansiedade Antecipatória
  • 9.  Sim. Com medicação e psicoterapia. Geralmente, o tratamento varia entre seis a doze meses. A psicoterapia deve ser comportamental, a pessoa precisa aprender a enfrentar o medo e saber lidar com as crises. TP Precisa ser Tratado?
  • 10.  Fobias são medos irracionais, reconhecidos como absurdos pela própria pessoa que os sente, a qual, apesar disso, não consegue dominá-los. O que são Fobias?
  • 11.  Agorafobias  Fobias Específicas  Fobias Sociais Tipos mais comuns de Fobias
  • 12.  Ágora em grego significa “praça”. A psicologia absorveu esse termo para representar lugares abertos - situações comuns onde as pessoas que sofrem de agorafobia se sentem desprotegidas, vulneráveis e desamparadas. Agorafobia
  • 13.  Agorafobia é um transtorno de ansiedade muito comum nos quadros de se síndrome do pânico. Refere-se ao medo de andar nas ruas, dificuldade de sair sozinho de casa, dificuldade de ir a certos lugares como mercados ou cinema pois sente forte apreensão. Agorafobia comum em TP
  • 14.  Estar longe de casa ou de pessoas que lhe deem segurança.  Andar de carro, ônibus, trem, metrô ou avião.  Locais fechados e lotados.  Situações nas quais a saída seja difícil como congestionamentos, estádios, etc. Medos mais comuns do Agorafóbico
  • 15.  Túneis, passarelas, pontes  Elevadores  Viajar  Ruas cheias  Feiras.  Shoppings, etc. Medos mais comuns do Agorafóbico
  • 16.  Fobias especificas - são fobias restritas a uma situação ou objeto altamente específicos, tais como, animais inofensivos (zoofobia), altura (acrofobia), trovões e relâmpagos (astrofobia), voar, espaços fechados (claustrofobia), doenças (nosofobia), dentista, sangue, entre outros. O que são Fobias Específicas
  • 17.  As fobias, em geral, caracterizam-se pela ausência de motivo para despertar o medo constatado, ou por ser o medo exagerado diante do objeto fóbico. As pessoas com fobia específica não apresentam uma história de traumas, injúrias ou ameaças decorrentes da exposição aos objetos fóbicos. Características das Fobias Específicas
  • 18.  É o excesso de ansiedade ou medo sofrido por certas pessoas quando observadas por terceiros durante o desempenho de alguma tarefa comum como falar, comer, dirigir, escrever, a ponto de impedir ou prejudicar a realização dessa tarefa. O que é Fobia Social
  • 19.  Medo excessivo de humilhação em vários contextos sociais, como: falar, comer, escrever ou praticar atividades físicas e esportivas em público.  Dificuldade nos relacionamentos.  Evita se aproximar da outra pessoa por medo de ser rejeitado, de não agradar. Características da FS
  • 20.  Por se tratarem de um nível de ansiedade exacerbados, a pessoa precisa de ajuda de profissionais da saúde mental: psiquiatra e psicólogo que trabalhe com a técnica Cognitiva- Comportamental. Como se livrar do TP e das Fobias?
  • 21.  Um tratamento eficaz vai além de controlar as crises de pânico e das fobias, mas implica em agir sobre os processos responsáveis pelo início, manutenção e recaída. Tratamento do TP e das Fobias
  • 22.  Além de aprender a regular a ansiedade é necessário aumentar a tolerância interna a este estado emocional, descontruindo o transtorno de pânico e a fobia, assim se preparando para lidar com os estados de vulnerabilidade e desamparo que desencadeam o processo. Tratamento do TP e das Fobias
  • 23.  Primeiro passo, dizer para você mesmo que o que está sentido é algo que já conhece, que não é nada grave, apenas uma Crise de Pânico. Como Controlar
  • 24.  É fundamental que não supervalorize os sintomas. Quando estes começarem a aparecerem, respire fundo, puxando o ar pelo diafragma, segure e conte até cinco e solte lentamente pela boca. Como Controlar
  • 25.  Quando você perceber que algo estranho está começando acontecer dentro de você, imediatamente, diga: PARE FULANA! Isto é uma crise de pânico, a minha ansiedade está alta. Não tenho nada! Técnica do Pare
  • 26.  Do nada, os sintomas começam a surgir, você começa a se sentir sufocada, o coração começa a disparar, sua respiração está ofegante e a sua ansiedade começa a subir. Não dê atenção aos sintomas, procure se distrair. Conte, cante, leia rótulos de produtos, reze, etc. Técnica da Distração
  • 27.  Desenvolva o hábito de três vezes por semana, fazer um relaxamento. Escolha o que achar melhor. Isto irá lhe ajudar manter o seu nível de ansiedade mais baixo. Técnica de Relaxamento
  • 28.  Primeiro Passo: identificar o perigo  Segundo passo: destrua as crenças que carrega consigo.  Terceiro Passo: Ver as coisas de maneira realista.  Quarto passo: Abandone a necessidade de controlar  Quinto passo: Assuma a sua ansiedade. Passos para o Tratamento de Fobias
  • 29.  Para se livrar dos seus medos, identifique, primeiramente, suas crenças e as questione. Veja se existe algo que as confirme ou se trata de coisa da sua cabeça. Aprenda a questionar suas crenças
  • 30.  Você tem medo de lagartixa ou de barata, ao ver uma delas, começa a gritar, passa mal, tem a sensação que vai desmaiar.  Controle sua ansiedade!!! O que um bicho do tamanho da barata ou lagartixa vai fazer para você? Use o pensamento lógico frente ao medo
  • 31.  A única forma de vencermos o medo é enfrentando-o. Portanto, se você tem medo de elevador, só conseguirá superar se começar a andar de elevador. Você deve buscar ajuda de um profissional, que irá lhe preparar para isto, usando a técnica de dessensibilização. Técnica do Enfrentamento
  • 32. Busque experiências que lhe deixem ansioso. Aceite riscos razoáveis e aguente o quanto puder. Assuma sua Ansiedade
  • 33.  Frente a situação fóbica, faça exercícios respiratórios.  Questione se tem necessidade de ficar com medo. Assuma sua Ansiedade
  • 34.  Escreva todos os seus medos e os hierarquize, começando do menor para o maior. Está técnica pode ser usado para todos os casos de ansiedade. Hierarquize o seu Medo
  • 35.  Feita a hierarquização, avalie de 1 a 10 a racionalidade do seu medo de animais, de avião, de elevador, etc.  Desenvolva uma tabela onde você colocará a sua previsão frente a situação; o resultado real; ansiedade antes; durante e depois de ter vivenciado a situação. Avalie a Racionalidade do Medo
  • 36.  Para finalizar, não esqueça de fazer exercício respiratório diariamente, relaxamento três vezes por semana, questionar suas crenças e usar as técnicas que lhe apresentamos. Boa Sorte! Não Esqueça!!!!