SlideShare uma empresa Scribd logo
FGV - GPROJ 16 - SÃO LUÍS / MA
GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES
Sediada em São Luís-MA, a 4W1M
Consulting se posiciona no mercado
empresarial de médio e grande porte
em todo território
nacional, conduzindo processos de
reestruturação organizacional para
otimizar negócios e desenvolver
pessoas que atuem de forma
dinâmica e produtiva.
PAULINE DUAILIBE
PRISCILA CRUZ
CHRISTIANE MAGALHÃES
ANANDA SILVA
GLAUBER TULIO COELHO
QUEM SOMOS?
O Projeto SUPRIMAIS consiste em
implementar uma nova estrutura
organizacional que visa a unificação
da área de suprimentos em uma
empresa de grande porte com filiais
em diversas cidades.
O projeto pretende desenvolver um
padrão de processos de forma
integrada, baseada na plataforma
SAP, prevendo a uniformização da
base de dados e agilidade na
condução das operações.
1. PROJETO
SUPRIMAIS
1.1 DIAGNÓSTICO
1.1.1 Levantamento
da Estrutura
Organizacional
1.1.2 Levantamento
das Atividades
Correlatas
1.1.3 Levantamento
das Boas Práticas
1.1.4 Levantamento
dos Sistemas
Operacionais
1.1.5 Análise dos
Dados Levantados
1.2 PROCESSAMENTO
DE INFORMAÇÕES
1.2.1 Equiparação da
Estrutura
Organizacional
1.2.2 Unificação dos
Procedimentos
1.2.3 Unificação das
Atividades
1.2.4 Definição do
ERP
1.3 PLANEJAMENTO
1.3.1 Estratégia de
Reestruturação
Organizacional
1.3.2 Estratégia de
Implantação de
Procedimentos
1.3.3 Estratégia de
Implementação do
SAP
1.4 IMPLANTAÇÃO
1.4.1 Reestruturação
Organizacional
1.4.2 Reestruturação
dos Procedimentos
1.4.3 Treinamento
SAP
1.4.4
Implementação do
SAP
1.4.5 Suporte
Técnico SAP
1.4.6
Implementação de
Gestão de Banco de
Dados
1.5 ENCERRAMENTO
1.5.1 Suporte e
Assistência SAP
1.5.2 Lições
Aprendidas
LEGENDA: Pacotes Make
1. PROJETO
SUPRIMAIS
1.1 DIAGNÓSTICO
1.1.1 Levantamento
da Estrutura
Organizacional
1.1.2 Levantamento
das Atividades
Correlatas
1.1.3 Levantamento
das Boas Práticas
1.1.4 Levantamento
dos Sistemas
Operacionais
1.1.5 Análise dos
Dados Levantados
1.2 PROCESSAMENTO
DE INFORMAÇÕES
1.2.1 Equiparação da
Estrutura
Organizacional
1.2.2 Unificação dos
Procedimentos
1.2.3 Unificação das
Atividades
1.2.4 Definição do
ERP
1.3 PLANEJAMENTO
1.3.1 Estratégia de
Reestruturação
Organizacional
1.3.2 Estratégia de
Implantação de
Procedimentos
1.3.3 Estratégia de
Implementação do
SAP
1.4 IMPLANTAÇÃO
1.4.1 Reestruturação
Organizacional
1.4.2 Reestruturação
dos Procedimentos
1.4.3 Treinamento
SAP
1.4.4
Implementação do
SAP
1.4.5 Suporte
Técnico SAP
1.4.6
Implementação de
Gestão de Banco de
Dados
1.5 ENCERRAMENTO
1.5.1 Suporte e
Assistência SAP
1.5.2 Lições
Aprendidas
LEGENDA: Pacotes Buy
1. PROJETO
SUPRIMAIS
1.1 DIAGNÓSTICO
1.1.1 Levantamento
da Estrutura
Organizacional
1.1.2 Levantamento
das Atividades
Correlatas
1.1.3 Levantamento
das Boas Práticas
1.1.4 Levantamento
dos Sistemas
Operacionais
1.1.5 Análise dos
Dados Levantados
1.2 PROCESSAMENTO
DE INFORMAÇÕES
1.2.1 Equiparação da
Estrutura
Organizacional
1.2.2 Unificação dos
Procedimentos
1.2.3 Unificação das
Atividades
1.2.4 Definição do
ERP
1.3 PLANEJAMENTO
1.3.1 Estratégia de
Reestruturação
Organizacional
1.3.2 Estratégia de
Implantação de
Procedimentos
1.3.3 Estratégia de
Implementação do
SAP
1.4 IMPLANTAÇÃO
1.4.1 Reestruturação
Organizacional
1.4.2 Reestruturação
dos Procedimentos
1.4.3 Treinamento
SAP
1.4.4
Implementação do
SAP
1.4.5 Suporte
Técnico SAP
1.4.6
Implementação de
Gestão de Banco de
Dados
1.5 ENCERRAMENTO
1.5.1 Suporte e
Assistência SAP
1.5.2 Lições
Aprendidas
Nº CRITÉRIO MAKE OR BUY ADOTADOS NO PROJETO M/B
1 Necessidade de fornecimento especializado B
2 Necessidade de absorção de tecnologia B
3 Core business da empresa M
4 Existência de fornecedores confiáveis B
5 Ausência de recursos qualificados B
6 Confiabilidade das informações da empresa M
7 A empresa não tem recursos suficientes para a atividade B
CONCORRÊNCIA RFQ/RFP
MODELO
DE ENVIO
ITEM A SER CONTRATADO
REF.
WBS
VENDOR LIST
CUSTO
(R$ mil)
PRAZO
(dias)
CRITÉRIOS
(Make or Buy)
Estratégia de
Implementação do SAP
1.3.3
Implementação do SAP 1.4.4
Suporte Técnico SAP 1.4.5
2 RFP E-mail Treinamento do SAP 1.4.3
GSRetail
Artsoft
Sistemas
Proge
5000 365
Necessidade de
fornecimento
especializado
3 RFP E-mail
Implementação de Gestão
de Banco de Dados
1.4.6
NST e-Business
DBManager
Procenge
3000 180
Necessidade de
fornecimento
especializado
Necessidade de
fornecimento
especializado
Necessidade de
absorção de tecnologia
1
Accenture
Visagio
ERP Solution
Microsiga
OpenERP
12000 730RFP E-mail
1. PROJETO
SUPRIMAIS
1.1 DIAGNÓSTICO
1.1.1
Levantamento da
Estrutura
Organizacional
1.1.2
Levantamento
das Atividades
Correlatas
1.1.3
Levantamento
das Boas Práticas
1.1.4
Levantamento
dos Sistemas
Operacionais
1.1.5 Análise dos
Dados
Levantados
1.2
PROCESSAMENTO
DE INFORMAÇÕES
1.2.1 Equiparação
da Estrutura
Organizacional
1.2.2 Unificação
dos
Procedimentos
1.2.3 Unificação
das Atividades
1.2.4 Definição
do ERP
1.3
PLANEJAMENTO
1.3.1 Estratégia de
Reestruturação
Organizacional
1.3.2 Estratégia
de Implantação
de
Procedimentos
1.3.3 Estratégia
de
Implementação
do SAP
1.3.4
Planejamento
das Aquisições
1.3.4 Condução
das aquisições
1.4
IMPLANTAÇÃO
1.4.1
Reestruturação
Organizacional
1.4.2
Reestruturação
dos
Procedimentos
1.4.3 Treinamento
SAP
1.4.4
Implementação
do SAP
1.4.5 Suporte
Técnico SAP
1.4.6
Implementação
de Gestão de
Banco de Dados
1.4.5 Controle das
aquisições
1.5
ENCERRAMENTO
1.5.1 Suporte e
Assistência SAP
1.5.2 Lições
Aprendidas
1.5.3
Encerramento
das Aquisições
EVENTO DE RISCO RESPOSTA AO RISCO MOMENTO
Não localizar no mercado, empresa com
expertise e estrutura suficiente para
realizar os treinamentos nos diversos
Estados que o cliente está localizado.
Preparar plano de treinamento onde as
pessoas sejam treinadas e deslocadas para
um único local de treinamento.
PQ
PLAN
SEL
Atraso na entrega e/ou aumento de custos
do serviço da empresa de suporte técnico
por contratar empresa não especializada.
Exigir atestados técnicos e capacitação dos
profissionais que atuarão no projeto.
Multas contratuais pelo não-atendimento
de padrões de intermediário e finais.
PQ
CONT
Má definição de estratégias de
implementação do SAP.
Preparar plano de planejamento com as
definições das estratégias de
implementações do SAP.
PQ
PLAN
SEL
Não foi definido um modelo de segurança
básico para o sistema de coleta de banco de
dados, ocorrendo uma vulnerabilidade nesta
área, como o roubo de informações.
Traçar um plano de gerenciamento de
implementação de gestão de banco de
dados, fazendo com que todas as
informações estejam seguras e bem
guardadas, evitando vazamento de
informações.
PQ
PLAN
SEL
CONCORRÊNCIA RFQ/RFP
MODELO
DE ENVIO
ITEM A SER CONTRATADO
REF.
WBS
VENDOR LIST
CUSTO
(R$ mil)
PRAZO
(dias)
CRITÉRIOS
(Make or Buy)
Estratégia de
Implementação do SAP
1.3.3
Implementação do SAP 1.4.4
Suporte Técnico SAP 1.4.5
2 RFP E-mail Treinamento do SAP 1.4.3
GSRetail
Artsoft
Sistemas
Proge
5000 365
Necessidade de
fornecimento
especializado
3 RFP E-mail
Implementação de Gestão
de Banco de Dados
1.4.6
NST e-Business
DBManager
Procenge
3000 180
Necessidade de
fornecimento
especializado
Necessidade de
fornecimento
especializado
Necessidade de
absorção de tecnologia
1
Accenture
Visagio
ERP Solution
Microsiga
OpenERP
12000 730RFP E-mail
•Fornecimento de treinamento para toda as equipes dentro da Cia que utilizarão o sistema SAP
no dia a dia.
•Fornecimento de todo material didático e infraestrutura secundária (apresentações, módulos
etc).
•Desenvolver o modelo e estratégia dos treinamento em todas as localidades da Cia assim
distribuídas: Maranhão, Pará, Espírito Santo e Belo Horizonte.
•A infraestrutura primária (instalações, equipamentos sonoros, áudio, alimentação e
transporte) para os funcionários que serão treinados será de responsabilidade da Contratante.
•A contratada deverá dimensionar a equipe de acordo com seu entendimento do tamanho da
demanda, mas esta deve conter no mínimo 04 equipes técnicas com: Gerente, multiplicadores,
pessoal de apoio em cada equipe.
ESPECIFICAÇÃO FUNCIONAL
•As comprovações de expertise e conhecimento técnico deverão ser apresentadas .
•A contratada deve comprovar que dispõe de estrutura financeira, técnica através da
apresentação da ACT.
•A entrega dos módulos dos treinamento deverá obedecer o cronograma validado de acordo
com os marcos contratuais da contratação.
•Os serviços deverão ser executados no prazo de 1.273 dias já inclusos o tempo de mobilização
e desmobilização.
SUPORTE
•Durante um período de 60 dias a Contratada deverá disponibilizar 01 multiplicador em cada
localidade (MA, PA, MG e ES).
MANUTENÇÃO
•Após a finalização dos treinamentos presenciais, a Contratada deverá disponibilizar Central de
Atendimento On Line pelo período 01 ano para esclarecimentos de dúvidas, mapeamento de
melhorias ou qualquer outro atendimento necessário.
QUALIDADE
PRAZO
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
•Estão definidos conforme tabela abaixo. Os critérios irão classificar ou desclassificar as
Proponentes.
SISTEMA DE PONTUAÇÃO
Critério Peso Nota Média Nota Média
Certificação ISO 9001 15%
Conhecimento Técnico e prático acima de 05 anos 20%
Carteira de serviços prestados dentro de Cia de grande porte 20%
Qualificação do corpo técnico 25%
Tempo da Cia no mercado 20%
Fornecedor A Fornecedor B
GARANTIA
•A Contratada deverá apresentar Seguro Garantia de 5% do valor total da Proposta, de acordo
com Normas estabelecidas para prestação dos serviços em questão.
•Os locais de entrega deverão ser definidos de acordo com o cronograma de implementação
que será previamente acordado entre as partes.
•Poderá haver alteração nos locais de entrega de acordo com a necessidade do Contratante.
CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO
•Serão utilizados durante a execução do projeto para validar parcial ou integralmente cada
marco contratual do projeto. A contratada deverá considerar na sua proposta apresentação de
cronograma com avanço físico de cada etapa.
LOCAL DE ENTREGA
•Qualificação Técnica da equipe que deverá ser apresentado por meio de
currículo detalhado e individual
•Comprovação de experiência de 05 anos de mercado
Soluções Alternativas
•Apresentação de soluções alternativas para resolução de possíveis barreiras
para execução do treinamentos
Certificações ISO
•Será considerado diferencial as proponentes que forem Certificadas pela ISO
9001 ou Normas equivalentes
•Qualificação Técnica da equipe que deverá ser apresentado por meio de
currículo detalhado e individual
•Comprovação de experiência de 05 anos de mercado
Soluções Alternativas
•Desenvolvimento e apresentação de cronograma com avanços de cada etapa
do projeto
Certificações ISO
•Apresentação de garantias para cumprimento de todos os marcos contratuais
estabelecidos dentro do prazo estipulado
Capacidade Técnica
Capacidade Técnica
Suprimais
FISCALIZAÇÃO
Os critérios de avaliação serão informados na Declaração de Trabalho aos proponentes para que o processo aconteça de
forma transparente e todos tenham a oportunidade de adequar a proposta às necessidade e prioridades do projeto.
SISTEMA DE PONTUAÇÃO
Critério Peso Nota Média Nota Média
Certificação ISO 9001 15%
Conhecimento Técnico e prático acima de 05 anos 20%
Carteira de serviços prestados dentro de Cia de grande porte 20%
Qualificação do corpo técnico 25%
Tempo da Cia no mercado 20%
Fornecedor A Fornecedor B
CONTRATO FORMAL
Por se tratar de um projeto que envolve diversas áreas dentro da Cia, após a finalização das negociações será
emitido um documento que garanta contratualmente e formalmente as responsabilidades, as condições
acordadas e penalidades previstas paras as partes (Contratante Contratada).
PRESTAÇÃO DE SERVIÇO
Acordo entre as partes, Contratante e Contratada, onde a Contratada assume a prestação de serviços seguindo
orientações da Contratante.
PREÇO GLOBAL
Será de responsabilidade da Contratante o fornecimento de todo os serviços e materiais para executar o objeto
em questão. A Contratada deverá assumir os riscos de todo o Projeto.
Suprimais
FISCALIZAÇÃO
ATITUDES
Assegurar o cumprimento do contrato na íntegra
Garantir a transparência nas informações
FISCALIZAÇÃO
Acompanhar o desempenho físico do projeto por meio da análise da curva S física
Acompanhar o desempenho financeiro do projeto por meio da análise da curva S financeira
Acompanhar alcance dos marcos do projeto em cronograma
Controlar todas asmudanças realizadas no projeto
Realizar auditorias de qualidade e segurança da informação
• UNID. – Unidade em que o item será medido: kg, m, km, m², m³, vb, und, cj, etc
• QUANT. – Quantidade
• P.UNIT – Preço unitário do item
• P.TOTAL – Preço total do item
• ACUM.ANTERIOR – Valores acumulados até a última medição
• MEDIÇÃO DO MÊS – Valores a serem medidos no mês da medição
• ACUM.ATUAL – Acumulado anterior somado a medição do mês
• SALDO – Valores contratuais ainda a serem medidos
Suprimais
SUMÁRIO
1. Introdução de Plano de Gerenciamento das Aquisições
2. Objetivos do PGA
3. Mapa das Aquisições
4. Registro dos Riscos e Tratamentos
5. Documentos da Aquisição
6. Cronograma da Aquisições
7. Recursos e Aquisições Críticas
8. Modelos de Contratos
Suprimais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Institucional Xcelis Group
Institucional Xcelis GroupInstitucional Xcelis Group
Institucional Xcelis Group
Xcelis Consulting
 
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Rogério Souza
 
Apresentação SupriQual
Apresentação SupriQualApresentação SupriQual
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementaçãoCSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CompanyWeb
 
Acto It Consulting Institucional
Acto It Consulting   InstitucionalActo It Consulting   Institucional
Acto It Consulting Institucional
guest6c269db
 
Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...
Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...
Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...
Universidade Corporativa do Transporte
 
Csc
CscCsc
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Andrei Maturano
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Bruce Ds
 
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de SistemasAula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Filipo Mór
 
Serviços Compartilhados Plusoft | CSC
Serviços Compartilhados Plusoft | CSCServiços Compartilhados Plusoft | CSC
Serviços Compartilhados Plusoft | CSC
Plusoft | Especialista em CRM
 

Mais procurados (11)

Institucional Xcelis Group
Institucional Xcelis GroupInstitucional Xcelis Group
Institucional Xcelis Group
 
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
Como para Mapear Processos (Sistema de Gestão Integrada)
 
Apresentação SupriQual
Apresentação SupriQualApresentação SupriQual
Apresentação SupriQual
 
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementaçãoCSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
 
Acto It Consulting Institucional
Acto It Consulting   InstitucionalActo It Consulting   Institucional
Acto It Consulting Institucional
 
Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...
Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...
Implantando um Centro de Serviços Compartilhados (CSC): do conceito à geração...
 
Csc
CscCsc
Csc
 
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de SistemasAula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
 
Serviços Compartilhados Plusoft | CSC
Serviços Compartilhados Plusoft | CSCServiços Compartilhados Plusoft | CSC
Serviços Compartilhados Plusoft | CSC
 

Destaque

Gordie Lockbaum transcript
Gordie Lockbaum transcriptGordie Lockbaum transcript
Gordie Lockbaum transcript
Joseph Tutino
 
Apresentação de Negócios Milennium Prime
Apresentação de Negócios Milennium PrimeApresentação de Negócios Milennium Prime
Apresentação de Negócios Milennium Prime
Gabriela Maia Lima
 
Hyper v® 2012 vs v sphere™ 5.1 understanding the differences
Hyper v® 2012 vs v sphere™ 5.1 understanding the differencesHyper v® 2012 vs v sphere™ 5.1 understanding the differences
Hyper v® 2012 vs v sphere™ 5.1 understanding the differences
SolarWinds
 
PMO em Lisarb
PMO em LisarbPMO em Lisarb
PMO em Lisarb
Marco Coghi
 
My vacations
My vacationsMy vacations
My vacations
VictorAlfonsoParra
 
Learnboost
LearnboostLearnboost
Learnboost
robertvorsouw
 
What's New in windows server 2012 R2 Hyper V?
What's New in windows server 2012 R2 Hyper V?What's New in windows server 2012 R2 Hyper V?
What's New in windows server 2012 R2 Hyper V?
Lai Yoong Seng
 
Palau ICH-ESD Project
Palau ICH-ESD ProjectPalau ICH-ESD Project
Palau ICH-ESD Project
Norma Urena
 
Gaji pp 22 tnh 2013
Gaji pp 22 tnh 2013Gaji pp 22 tnh 2013
Gaji pp 22 tnh 2013
Ponex Zaza
 
Disaster recovery
Disaster recoveryDisaster recovery
Disaster recovery
Sameeu Imad
 
IMAFS Manage your inventory levels with state of the art optimization tools
IMAFS Manage your inventory levels with state of the art optimization toolsIMAFS Manage your inventory levels with state of the art optimization tools
IMAFS Manage your inventory levels with state of the art optimization tools
IMAFS
 
Accommodation Substations
Accommodation SubstationsAccommodation Substations
Accommodation Substations
Dirk Eduard van Weijen
 
Natal-GP04-Lisarb-Estratego
Natal-GP04-Lisarb-EstrategoNatal-GP04-Lisarb-Estratego
Natal-GP04-Lisarb-Estratego
Marco Coghi
 
Asap methodology for implementation
Asap methodology for implementationAsap methodology for implementation
Asap methodology for implementation
allana13
 
Google Sprint Workshop
Google Sprint WorkshopGoogle Sprint Workshop
Google Sprint Workshop
Jen-Chieh Ko
 
Bersyukur dengan memelihara Alam
Bersyukur dengan memelihara Alam Bersyukur dengan memelihara Alam
Bersyukur dengan memelihara Alam
dedevrylizzer
 
Filipino values
Filipino valuesFilipino values
Filipino values
Kate Sevilla
 

Destaque (19)

Gordie Lockbaum transcript
Gordie Lockbaum transcriptGordie Lockbaum transcript
Gordie Lockbaum transcript
 
Itba
ItbaItba
Itba
 
Apresentação de Negócios Milennium Prime
Apresentação de Negócios Milennium PrimeApresentação de Negócios Milennium Prime
Apresentação de Negócios Milennium Prime
 
Hyper v® 2012 vs v sphere™ 5.1 understanding the differences
Hyper v® 2012 vs v sphere™ 5.1 understanding the differencesHyper v® 2012 vs v sphere™ 5.1 understanding the differences
Hyper v® 2012 vs v sphere™ 5.1 understanding the differences
 
PMO em Lisarb
PMO em LisarbPMO em Lisarb
PMO em Lisarb
 
My vacations
My vacationsMy vacations
My vacations
 
Learnboost
LearnboostLearnboost
Learnboost
 
What's New in windows server 2012 R2 Hyper V?
What's New in windows server 2012 R2 Hyper V?What's New in windows server 2012 R2 Hyper V?
What's New in windows server 2012 R2 Hyper V?
 
Palau ICH-ESD Project
Palau ICH-ESD ProjectPalau ICH-ESD Project
Palau ICH-ESD Project
 
Gaji pp 22 tnh 2013
Gaji pp 22 tnh 2013Gaji pp 22 tnh 2013
Gaji pp 22 tnh 2013
 
Disaster recovery
Disaster recoveryDisaster recovery
Disaster recovery
 
IMAFS Manage your inventory levels with state of the art optimization tools
IMAFS Manage your inventory levels with state of the art optimization toolsIMAFS Manage your inventory levels with state of the art optimization tools
IMAFS Manage your inventory levels with state of the art optimization tools
 
Accommodation Substations
Accommodation SubstationsAccommodation Substations
Accommodation Substations
 
Natal-GP04-Lisarb-Estratego
Natal-GP04-Lisarb-EstrategoNatal-GP04-Lisarb-Estratego
Natal-GP04-Lisarb-Estratego
 
Asap methodology for implementation
Asap methodology for implementationAsap methodology for implementation
Asap methodology for implementation
 
Google Sprint Workshop
Google Sprint WorkshopGoogle Sprint Workshop
Google Sprint Workshop
 
Bersyukur dengan memelihara Alam
Bersyukur dengan memelihara Alam Bersyukur dengan memelihara Alam
Bersyukur dengan memelihara Alam
 
Hidup Bersyukur
Hidup BersyukurHidup Bersyukur
Hidup Bersyukur
 
Filipino values
Filipino valuesFilipino values
Filipino values
 

Semelhante a Suprimais

Taking - Portfólio de serviços
Taking - Portfólio de serviçosTaking - Portfólio de serviços
Taking - Portfólio de serviços
Taking
 
Melhores Práticas em Upgrade de Versão SAP e Ativo Fixo
Melhores Práticas em Upgrade de Versão SAP e Ativo FixoMelhores Práticas em Upgrade de Versão SAP e Ativo Fixo
Melhores Práticas em Upgrade de Versão SAP e Ativo Fixo
Issac Nolis Ohasi
 
sap-hr-recursos-humanos
  sap-hr-recursos-humanos  sap-hr-recursos-humanos
sap-hr-recursos-humanos
Denner Andrade
 
úLtimo dia
úLtimo diaúLtimo dia
úLtimo dia
Bruce Ds
 
Blue it
Blue itBlue it
Blue it
Bruce Ds
 
Blue it
Blue itBlue it
Blue it
Bruce Ds
 
Blue it
Blue itBlue it
Blue it
Bruce Ds
 
Profissional SAP
Profissional SAPProfissional SAP
Profissional SAP
Angélica Wolfart
 
Projeto iSAP alimentos
Projeto iSAP alimentosProjeto iSAP alimentos
Projeto iSAP alimentos
Luís Gustavo Schepp
 
Excellence Solutions - PROJETO S&OP
Excellence Solutions  - PROJETO S&OPExcellence Solutions  - PROJETO S&OP
Excellence Solutions - PROJETO S&OP
Excellence Solutions Strategic Business Project
 
Apresentação SupriQual junho 2014
Apresentação SupriQual junho 2014Apresentação SupriQual junho 2014
Apresentação SupriQual junho 2014
José Arnaldo Silveira D'Aurea
 
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Andrei Maturano
 
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Andrei Maturano
 
Portfólio de serviços da Deverhum
Portfólio de serviços da DeverhumPortfólio de serviços da Deverhum
Portfólio de serviços da Deverhum
Eduardo Hope
 
Implantação de ERP
Implantação de ERPImplantação de ERP
Implantação de ERP
Marco Coghi
 
Seminário - Enterprise Resource Planning (ERP)
Seminário - Enterprise Resource Planning (ERP)Seminário - Enterprise Resource Planning (ERP)
Seminário - Enterprise Resource Planning (ERP)
Giancarlo Silva
 
Trans4mar - Institucional
Trans4mar - InstitucionalTrans4mar - Institucional
Trans4mar - Institucional
Sérgio Pereira Do Valle
 
Consultoria e fábrica de software vs2012
Consultoria e fábrica de software vs2012Consultoria e fábrica de software vs2012
Consultoria e fábrica de software vs2012
João Azevedo
 
ARE3 Consulting - Thinking beyond it!!
ARE3 Consulting - Thinking beyond it!!ARE3 Consulting - Thinking beyond it!!
ARE3 Consulting - Thinking beyond it!!
sagwi
 
Tecnologia gerando valor para o Negocio
Tecnologia gerando valor para o NegocioTecnologia gerando valor para o Negocio
Tecnologia gerando valor para o Negocio
Ronaldo Colonia Magalhaes
 

Semelhante a Suprimais (20)

Taking - Portfólio de serviços
Taking - Portfólio de serviçosTaking - Portfólio de serviços
Taking - Portfólio de serviços
 
Melhores Práticas em Upgrade de Versão SAP e Ativo Fixo
Melhores Práticas em Upgrade de Versão SAP e Ativo FixoMelhores Práticas em Upgrade de Versão SAP e Ativo Fixo
Melhores Práticas em Upgrade de Versão SAP e Ativo Fixo
 
sap-hr-recursos-humanos
  sap-hr-recursos-humanos  sap-hr-recursos-humanos
sap-hr-recursos-humanos
 
úLtimo dia
úLtimo diaúLtimo dia
úLtimo dia
 
Blue it
Blue itBlue it
Blue it
 
Blue it
Blue itBlue it
Blue it
 
Blue it
Blue itBlue it
Blue it
 
Profissional SAP
Profissional SAPProfissional SAP
Profissional SAP
 
Projeto iSAP alimentos
Projeto iSAP alimentosProjeto iSAP alimentos
Projeto iSAP alimentos
 
Excellence Solutions - PROJETO S&OP
Excellence Solutions  - PROJETO S&OPExcellence Solutions  - PROJETO S&OP
Excellence Solutions - PROJETO S&OP
 
Apresentação SupriQual junho 2014
Apresentação SupriQual junho 2014Apresentação SupriQual junho 2014
Apresentação SupriQual junho 2014
 
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
 
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
Ebookdeverhumonline 160523215830 arte final-v_deverhum_17_jun16
 
Portfólio de serviços da Deverhum
Portfólio de serviços da DeverhumPortfólio de serviços da Deverhum
Portfólio de serviços da Deverhum
 
Implantação de ERP
Implantação de ERPImplantação de ERP
Implantação de ERP
 
Seminário - Enterprise Resource Planning (ERP)
Seminário - Enterprise Resource Planning (ERP)Seminário - Enterprise Resource Planning (ERP)
Seminário - Enterprise Resource Planning (ERP)
 
Trans4mar - Institucional
Trans4mar - InstitucionalTrans4mar - Institucional
Trans4mar - Institucional
 
Consultoria e fábrica de software vs2012
Consultoria e fábrica de software vs2012Consultoria e fábrica de software vs2012
Consultoria e fábrica de software vs2012
 
ARE3 Consulting - Thinking beyond it!!
ARE3 Consulting - Thinking beyond it!!ARE3 Consulting - Thinking beyond it!!
ARE3 Consulting - Thinking beyond it!!
 
Tecnologia gerando valor para o Negocio
Tecnologia gerando valor para o NegocioTecnologia gerando valor para o Negocio
Tecnologia gerando valor para o Negocio
 

Mais de Marco Coghi

Projeto Caixa Forte
Projeto Caixa ForteProjeto Caixa Forte
Projeto Caixa Forte
Marco Coghi
 
EZ Pass
EZ PassEZ Pass
EZ Pass
Marco Coghi
 
Sai Zika
Sai ZikaSai Zika
Sai Zika
Marco Coghi
 
Acertando suas Contas
Acertando suas ContasAcertando suas Contas
Acertando suas Contas
Marco Coghi
 
EcoTelhado
EcoTelhadoEcoTelhado
EcoTelhado
Marco Coghi
 
Volume Morto Nunca Mais
Volume Morto Nunca MaisVolume Morto Nunca Mais
Volume Morto Nunca Mais
Marco Coghi
 
Projeto Iemanjá
Projeto IemanjáProjeto Iemanjá
Projeto Iemanjá
Marco Coghi
 
Viva Mariana
Viva MarianaViva Mariana
Viva Mariana
Marco Coghi
 
Projeto Help
Projeto HelpProjeto Help
Projeto Help
Marco Coghi
 
Princes Forever
Princes ForeverPrinces Forever
Princes Forever
Marco Coghi
 
Aquaman
AquamanAquaman
Aquaman
Marco Coghi
 
Projeto +Cana
Projeto +CanaProjeto +Cana
Projeto +Cana
Marco Coghi
 
Princess Forever
Princess ForeverPrincess Forever
Princess Forever
Marco Coghi
 
Ecobuilding
EcobuildingEcobuilding
Ecobuilding
Marco Coghi
 
Sanca GreenHouse
Sanca GreenHouseSanca GreenHouse
Sanca GreenHouse
Marco Coghi
 
Teto Amigo
Teto AmigoTeto Amigo
Teto Amigo
Marco Coghi
 
Projeto Lampião
Projeto LampiãoProjeto Lampião
Projeto Lampião
Marco Coghi
 
CONSEGS
CONSEGSCONSEGS
CONSEGS
Marco Coghi
 
Projeto Gestar
Projeto GestarProjeto Gestar
Projeto Gestar
Marco Coghi
 
Zika
ZikaZika

Mais de Marco Coghi (20)

Projeto Caixa Forte
Projeto Caixa ForteProjeto Caixa Forte
Projeto Caixa Forte
 
EZ Pass
EZ PassEZ Pass
EZ Pass
 
Sai Zika
Sai ZikaSai Zika
Sai Zika
 
Acertando suas Contas
Acertando suas ContasAcertando suas Contas
Acertando suas Contas
 
EcoTelhado
EcoTelhadoEcoTelhado
EcoTelhado
 
Volume Morto Nunca Mais
Volume Morto Nunca MaisVolume Morto Nunca Mais
Volume Morto Nunca Mais
 
Projeto Iemanjá
Projeto IemanjáProjeto Iemanjá
Projeto Iemanjá
 
Viva Mariana
Viva MarianaViva Mariana
Viva Mariana
 
Projeto Help
Projeto HelpProjeto Help
Projeto Help
 
Princes Forever
Princes ForeverPrinces Forever
Princes Forever
 
Aquaman
AquamanAquaman
Aquaman
 
Projeto +Cana
Projeto +CanaProjeto +Cana
Projeto +Cana
 
Princess Forever
Princess ForeverPrincess Forever
Princess Forever
 
Ecobuilding
EcobuildingEcobuilding
Ecobuilding
 
Sanca GreenHouse
Sanca GreenHouseSanca GreenHouse
Sanca GreenHouse
 
Teto Amigo
Teto AmigoTeto Amigo
Teto Amigo
 
Projeto Lampião
Projeto LampiãoProjeto Lampião
Projeto Lampião
 
CONSEGS
CONSEGSCONSEGS
CONSEGS
 
Projeto Gestar
Projeto GestarProjeto Gestar
Projeto Gestar
 
Zika
ZikaZika
Zika
 

Suprimais

  • 1. FGV - GPROJ 16 - SÃO LUÍS / MA GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES
  • 2. Sediada em São Luís-MA, a 4W1M Consulting se posiciona no mercado empresarial de médio e grande porte em todo território nacional, conduzindo processos de reestruturação organizacional para otimizar negócios e desenvolver pessoas que atuem de forma dinâmica e produtiva.
  • 3. PAULINE DUAILIBE PRISCILA CRUZ CHRISTIANE MAGALHÃES ANANDA SILVA GLAUBER TULIO COELHO QUEM SOMOS?
  • 4. O Projeto SUPRIMAIS consiste em implementar uma nova estrutura organizacional que visa a unificação da área de suprimentos em uma empresa de grande porte com filiais em diversas cidades. O projeto pretende desenvolver um padrão de processos de forma integrada, baseada na plataforma SAP, prevendo a uniformização da base de dados e agilidade na condução das operações.
  • 5. 1. PROJETO SUPRIMAIS 1.1 DIAGNÓSTICO 1.1.1 Levantamento da Estrutura Organizacional 1.1.2 Levantamento das Atividades Correlatas 1.1.3 Levantamento das Boas Práticas 1.1.4 Levantamento dos Sistemas Operacionais 1.1.5 Análise dos Dados Levantados 1.2 PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES 1.2.1 Equiparação da Estrutura Organizacional 1.2.2 Unificação dos Procedimentos 1.2.3 Unificação das Atividades 1.2.4 Definição do ERP 1.3 PLANEJAMENTO 1.3.1 Estratégia de Reestruturação Organizacional 1.3.2 Estratégia de Implantação de Procedimentos 1.3.3 Estratégia de Implementação do SAP 1.4 IMPLANTAÇÃO 1.4.1 Reestruturação Organizacional 1.4.2 Reestruturação dos Procedimentos 1.4.3 Treinamento SAP 1.4.4 Implementação do SAP 1.4.5 Suporte Técnico SAP 1.4.6 Implementação de Gestão de Banco de Dados 1.5 ENCERRAMENTO 1.5.1 Suporte e Assistência SAP 1.5.2 Lições Aprendidas
  • 6. LEGENDA: Pacotes Make 1. PROJETO SUPRIMAIS 1.1 DIAGNÓSTICO 1.1.1 Levantamento da Estrutura Organizacional 1.1.2 Levantamento das Atividades Correlatas 1.1.3 Levantamento das Boas Práticas 1.1.4 Levantamento dos Sistemas Operacionais 1.1.5 Análise dos Dados Levantados 1.2 PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES 1.2.1 Equiparação da Estrutura Organizacional 1.2.2 Unificação dos Procedimentos 1.2.3 Unificação das Atividades 1.2.4 Definição do ERP 1.3 PLANEJAMENTO 1.3.1 Estratégia de Reestruturação Organizacional 1.3.2 Estratégia de Implantação de Procedimentos 1.3.3 Estratégia de Implementação do SAP 1.4 IMPLANTAÇÃO 1.4.1 Reestruturação Organizacional 1.4.2 Reestruturação dos Procedimentos 1.4.3 Treinamento SAP 1.4.4 Implementação do SAP 1.4.5 Suporte Técnico SAP 1.4.6 Implementação de Gestão de Banco de Dados 1.5 ENCERRAMENTO 1.5.1 Suporte e Assistência SAP 1.5.2 Lições Aprendidas
  • 7. LEGENDA: Pacotes Buy 1. PROJETO SUPRIMAIS 1.1 DIAGNÓSTICO 1.1.1 Levantamento da Estrutura Organizacional 1.1.2 Levantamento das Atividades Correlatas 1.1.3 Levantamento das Boas Práticas 1.1.4 Levantamento dos Sistemas Operacionais 1.1.5 Análise dos Dados Levantados 1.2 PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES 1.2.1 Equiparação da Estrutura Organizacional 1.2.2 Unificação dos Procedimentos 1.2.3 Unificação das Atividades 1.2.4 Definição do ERP 1.3 PLANEJAMENTO 1.3.1 Estratégia de Reestruturação Organizacional 1.3.2 Estratégia de Implantação de Procedimentos 1.3.3 Estratégia de Implementação do SAP 1.4 IMPLANTAÇÃO 1.4.1 Reestruturação Organizacional 1.4.2 Reestruturação dos Procedimentos 1.4.3 Treinamento SAP 1.4.4 Implementação do SAP 1.4.5 Suporte Técnico SAP 1.4.6 Implementação de Gestão de Banco de Dados 1.5 ENCERRAMENTO 1.5.1 Suporte e Assistência SAP 1.5.2 Lições Aprendidas
  • 8. Nº CRITÉRIO MAKE OR BUY ADOTADOS NO PROJETO M/B 1 Necessidade de fornecimento especializado B 2 Necessidade de absorção de tecnologia B 3 Core business da empresa M 4 Existência de fornecedores confiáveis B 5 Ausência de recursos qualificados B 6 Confiabilidade das informações da empresa M 7 A empresa não tem recursos suficientes para a atividade B
  • 9. CONCORRÊNCIA RFQ/RFP MODELO DE ENVIO ITEM A SER CONTRATADO REF. WBS VENDOR LIST CUSTO (R$ mil) PRAZO (dias) CRITÉRIOS (Make or Buy) Estratégia de Implementação do SAP 1.3.3 Implementação do SAP 1.4.4 Suporte Técnico SAP 1.4.5 2 RFP E-mail Treinamento do SAP 1.4.3 GSRetail Artsoft Sistemas Proge 5000 365 Necessidade de fornecimento especializado 3 RFP E-mail Implementação de Gestão de Banco de Dados 1.4.6 NST e-Business DBManager Procenge 3000 180 Necessidade de fornecimento especializado Necessidade de fornecimento especializado Necessidade de absorção de tecnologia 1 Accenture Visagio ERP Solution Microsiga OpenERP 12000 730RFP E-mail
  • 10. 1. PROJETO SUPRIMAIS 1.1 DIAGNÓSTICO 1.1.1 Levantamento da Estrutura Organizacional 1.1.2 Levantamento das Atividades Correlatas 1.1.3 Levantamento das Boas Práticas 1.1.4 Levantamento dos Sistemas Operacionais 1.1.5 Análise dos Dados Levantados 1.2 PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES 1.2.1 Equiparação da Estrutura Organizacional 1.2.2 Unificação dos Procedimentos 1.2.3 Unificação das Atividades 1.2.4 Definição do ERP 1.3 PLANEJAMENTO 1.3.1 Estratégia de Reestruturação Organizacional 1.3.2 Estratégia de Implantação de Procedimentos 1.3.3 Estratégia de Implementação do SAP 1.3.4 Planejamento das Aquisições 1.3.4 Condução das aquisições 1.4 IMPLANTAÇÃO 1.4.1 Reestruturação Organizacional 1.4.2 Reestruturação dos Procedimentos 1.4.3 Treinamento SAP 1.4.4 Implementação do SAP 1.4.5 Suporte Técnico SAP 1.4.6 Implementação de Gestão de Banco de Dados 1.4.5 Controle das aquisições 1.5 ENCERRAMENTO 1.5.1 Suporte e Assistência SAP 1.5.2 Lições Aprendidas 1.5.3 Encerramento das Aquisições
  • 11. EVENTO DE RISCO RESPOSTA AO RISCO MOMENTO Não localizar no mercado, empresa com expertise e estrutura suficiente para realizar os treinamentos nos diversos Estados que o cliente está localizado. Preparar plano de treinamento onde as pessoas sejam treinadas e deslocadas para um único local de treinamento. PQ PLAN SEL Atraso na entrega e/ou aumento de custos do serviço da empresa de suporte técnico por contratar empresa não especializada. Exigir atestados técnicos e capacitação dos profissionais que atuarão no projeto. Multas contratuais pelo não-atendimento de padrões de intermediário e finais. PQ CONT Má definição de estratégias de implementação do SAP. Preparar plano de planejamento com as definições das estratégias de implementações do SAP. PQ PLAN SEL Não foi definido um modelo de segurança básico para o sistema de coleta de banco de dados, ocorrendo uma vulnerabilidade nesta área, como o roubo de informações. Traçar um plano de gerenciamento de implementação de gestão de banco de dados, fazendo com que todas as informações estejam seguras e bem guardadas, evitando vazamento de informações. PQ PLAN SEL
  • 12. CONCORRÊNCIA RFQ/RFP MODELO DE ENVIO ITEM A SER CONTRATADO REF. WBS VENDOR LIST CUSTO (R$ mil) PRAZO (dias) CRITÉRIOS (Make or Buy) Estratégia de Implementação do SAP 1.3.3 Implementação do SAP 1.4.4 Suporte Técnico SAP 1.4.5 2 RFP E-mail Treinamento do SAP 1.4.3 GSRetail Artsoft Sistemas Proge 5000 365 Necessidade de fornecimento especializado 3 RFP E-mail Implementação de Gestão de Banco de Dados 1.4.6 NST e-Business DBManager Procenge 3000 180 Necessidade de fornecimento especializado Necessidade de fornecimento especializado Necessidade de absorção de tecnologia 1 Accenture Visagio ERP Solution Microsiga OpenERP 12000 730RFP E-mail
  • 13. •Fornecimento de treinamento para toda as equipes dentro da Cia que utilizarão o sistema SAP no dia a dia. •Fornecimento de todo material didático e infraestrutura secundária (apresentações, módulos etc). •Desenvolver o modelo e estratégia dos treinamento em todas as localidades da Cia assim distribuídas: Maranhão, Pará, Espírito Santo e Belo Horizonte. •A infraestrutura primária (instalações, equipamentos sonoros, áudio, alimentação e transporte) para os funcionários que serão treinados será de responsabilidade da Contratante. •A contratada deverá dimensionar a equipe de acordo com seu entendimento do tamanho da demanda, mas esta deve conter no mínimo 04 equipes técnicas com: Gerente, multiplicadores, pessoal de apoio em cada equipe. ESPECIFICAÇÃO FUNCIONAL
  • 14. •As comprovações de expertise e conhecimento técnico deverão ser apresentadas . •A contratada deve comprovar que dispõe de estrutura financeira, técnica através da apresentação da ACT. •A entrega dos módulos dos treinamento deverá obedecer o cronograma validado de acordo com os marcos contratuais da contratação. •Os serviços deverão ser executados no prazo de 1.273 dias já inclusos o tempo de mobilização e desmobilização. SUPORTE •Durante um período de 60 dias a Contratada deverá disponibilizar 01 multiplicador em cada localidade (MA, PA, MG e ES). MANUTENÇÃO •Após a finalização dos treinamentos presenciais, a Contratada deverá disponibilizar Central de Atendimento On Line pelo período 01 ano para esclarecimentos de dúvidas, mapeamento de melhorias ou qualquer outro atendimento necessário. QUALIDADE PRAZO
  • 15. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO •Estão definidos conforme tabela abaixo. Os critérios irão classificar ou desclassificar as Proponentes. SISTEMA DE PONTUAÇÃO Critério Peso Nota Média Nota Média Certificação ISO 9001 15% Conhecimento Técnico e prático acima de 05 anos 20% Carteira de serviços prestados dentro de Cia de grande porte 20% Qualificação do corpo técnico 25% Tempo da Cia no mercado 20% Fornecedor A Fornecedor B
  • 16. GARANTIA •A Contratada deverá apresentar Seguro Garantia de 5% do valor total da Proposta, de acordo com Normas estabelecidas para prestação dos serviços em questão. •Os locais de entrega deverão ser definidos de acordo com o cronograma de implementação que será previamente acordado entre as partes. •Poderá haver alteração nos locais de entrega de acordo com a necessidade do Contratante. CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO •Serão utilizados durante a execução do projeto para validar parcial ou integralmente cada marco contratual do projeto. A contratada deverá considerar na sua proposta apresentação de cronograma com avanço físico de cada etapa. LOCAL DE ENTREGA
  • 17. •Qualificação Técnica da equipe que deverá ser apresentado por meio de currículo detalhado e individual •Comprovação de experiência de 05 anos de mercado Soluções Alternativas •Apresentação de soluções alternativas para resolução de possíveis barreiras para execução do treinamentos Certificações ISO •Será considerado diferencial as proponentes que forem Certificadas pela ISO 9001 ou Normas equivalentes •Qualificação Técnica da equipe que deverá ser apresentado por meio de currículo detalhado e individual •Comprovação de experiência de 05 anos de mercado Soluções Alternativas •Desenvolvimento e apresentação de cronograma com avanços de cada etapa do projeto Certificações ISO •Apresentação de garantias para cumprimento de todos os marcos contratuais estabelecidos dentro do prazo estipulado Capacidade Técnica Capacidade Técnica
  • 19. FISCALIZAÇÃO Os critérios de avaliação serão informados na Declaração de Trabalho aos proponentes para que o processo aconteça de forma transparente e todos tenham a oportunidade de adequar a proposta às necessidade e prioridades do projeto. SISTEMA DE PONTUAÇÃO Critério Peso Nota Média Nota Média Certificação ISO 9001 15% Conhecimento Técnico e prático acima de 05 anos 20% Carteira de serviços prestados dentro de Cia de grande porte 20% Qualificação do corpo técnico 25% Tempo da Cia no mercado 20% Fornecedor A Fornecedor B
  • 20. CONTRATO FORMAL Por se tratar de um projeto que envolve diversas áreas dentro da Cia, após a finalização das negociações será emitido um documento que garanta contratualmente e formalmente as responsabilidades, as condições acordadas e penalidades previstas paras as partes (Contratante Contratada). PRESTAÇÃO DE SERVIÇO Acordo entre as partes, Contratante e Contratada, onde a Contratada assume a prestação de serviços seguindo orientações da Contratante. PREÇO GLOBAL Será de responsabilidade da Contratante o fornecimento de todo os serviços e materiais para executar o objeto em questão. A Contratada deverá assumir os riscos de todo o Projeto.
  • 22. FISCALIZAÇÃO ATITUDES Assegurar o cumprimento do contrato na íntegra Garantir a transparência nas informações FISCALIZAÇÃO Acompanhar o desempenho físico do projeto por meio da análise da curva S física Acompanhar o desempenho financeiro do projeto por meio da análise da curva S financeira Acompanhar alcance dos marcos do projeto em cronograma Controlar todas asmudanças realizadas no projeto Realizar auditorias de qualidade e segurança da informação
  • 23. • UNID. – Unidade em que o item será medido: kg, m, km, m², m³, vb, und, cj, etc • QUANT. – Quantidade • P.UNIT – Preço unitário do item • P.TOTAL – Preço total do item • ACUM.ANTERIOR – Valores acumulados até a última medição • MEDIÇÃO DO MÊS – Valores a serem medidos no mês da medição • ACUM.ATUAL – Acumulado anterior somado a medição do mês • SALDO – Valores contratuais ainda a serem medidos
  • 25. SUMÁRIO 1. Introdução de Plano de Gerenciamento das Aquisições 2. Objetivos do PGA 3. Mapa das Aquisições 4. Registro dos Riscos e Tratamentos 5. Documentos da Aquisição 6. Cronograma da Aquisições 7. Recursos e Aquisições Críticas 8. Modelos de Contratos