SlideShare uma empresa Scribd logo
Projeto Gestar
TRABALHO APRESENTADO PARA A DISCIPLINA DE GESTÃO DE PROJETOS
SÃO PAULO - BERRINI
FGVSP01-GE-T19 - PROF. MARCO ANTÔNIO COGHI
Sumário
1. INTEGRANTES
2. DEFINIÇÕES
3. STAKEHOLDERS
4. REQUISITOS STAKEHOLDERS
5. PREMISSAS
6. RESTRIÇÕES
7. COMO INICIAR
8. WBS
9. ENTREGÁVEIS
10. PACOTE “MAKE”
11. PACOTE “BUY”
12. MATRIZ DE RISCOS
13. PLANEJAR
14. EXECUTAR
15. MONITORAR E CONTROLAR
16. ENCERRAR
INTEGRANTES
DIRETORIA
ANA CAROLINA VIEIRA
AMILTON MOURO
FERNANDA FRANKI MOREIRA
MARCELA CASSIOLATO
THIAGO NASCIMENTO LEAL
DEFINIÇÕES
TÍTULO DO PROJETO: GESTAR
EXPLICAÇÕES: O PROJETO GESTAR ESTÁ ASSOCIADO NA ELABORAÇÃO DE UM CENTRO DIAGNÓSTICO
ESPECIALIZADO, COM FOCO NO ATENDIMENTO DE CLIENTES GESTANTES.
JUSTIFICATIVA: NA REUNIÃO DA ALTA DIREÇÃO FOI IDENTIFICADO A FALTA DE UM SERVIÇO DE
DIAGNÓSTICO ESPECIALIZADO PARA GESTANTES NA CIDADE SÃO PAULO, ONDE TEMOS LOCALIZADO
AS 2 MAIORES MATERNIDADES DO PAÍS.
OBJETIVO: SER RECONHECIDO COMO PRIMEIRA ESCOLHA ENTRE AS PACIENTES E OS MÉDICOS PARA
EXAMES EM GESTANTES, PROMOVENDO UMA EXPERIÊNCIA DE ATENDIMENTO EXCEPCIONAL.
DEFINIÇÕES
PORTFÓLIO DA EMPRESA:
PROGRAMAS:
RENTABILIDADE DOS EXAMES (COMERCIAL,
FINANCEIRO E TÉCNICO)
SUSTENTABILIDADE – “PRODUÇÃO LIMPA”
PROJETOS:
VIDA MAIS SAÚDAVEL
PRODUÇÃO CIENTIFICA
REUSO DA ÁGUA
AUMENTO DE PERFORMANCE TÉCNICA
ABERTURA DE NOVA UNIDADE ESPECIALIZADA: GESTAR
VALIDAÇÃO DE METOLOGIA PARA DETECÇÃO DO VIRUS
ZIKA
AUTOMAÇÃO DE PLATAFORMA
CAPTAR & RETER TALENTOS
DEFINIÇÕES
PRODUTO (LOGOTIPO) : MATERLAB – MEDICINA DIAGNÓSTICA
META SMART: ESTABELECER A MARCA DE MEDICINA DIAGNOSTICA ESPECIALIZADA PARA GESTANTES, COM 99%
DOS EXAMES DISPONIVEIS NO MERCADO DE SAÚDE BRASILEIRO NO PRÓXIMO SEMENSTRE, COM 40% DE
MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO, MANTENDO 95% DE SATISFAÇÃO DOS NOSSOS CLIENTES.
STAKEHOLDERS
1 – SINDICATOS
2 – ÓRGÃOS PÚBLICOS LOCAIS, ESTADUAIS E FEDERAIS
3 – COMISSÕES JUDICIAIS, EXECUTIVAS E LEGISLATIVAS
4 – FORNECEDORES/ EMPRESAS CONTRATADAS
5 – CLIENTES (USUÁRIOS)
6 – GERENTE DE PROJETO
7 – GERENTE FUNCIONAL
8 – ALTA GERENCIA / DIRETORIA
9 – GRUPO DE CONSUMIDORES (GESTANTES/ MÉDICOS)
10 – INSTITUIÇÕES DIVERSAS (OPERADORAS DE SAÚDE)
REQUISITOS - STAKEHOLDERS
PRODUTO:
1 – PREÇO
2 – PRAZO
3 – QUALIDADE
4 – MELHOR ATENDIMENTO
5 – EXAMES UNIFICADOS
6 – FACIL ACESSO
7 – CONFORTO
8 – HOTELARIA
9 – HORARIO DE ATENDIMENTO FLEXIVEL
10 – CREDIBILIDADE NO MERCADO MÉDICO
PROJETO:
1 – PRAZO 1 SEMESTRE
2 – 95% CLIENTES SATISFEITOS
3 – 40% MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO
4 – 99% EXAMES DISPONIVEIS EM NOSSO MENU
5 – PROFISSIONAIS ALTAMENTE QUALIFICADOS
6 – EQUIPAMENTOS DE ALTA TECNOLOGIA
7 – PARCERIAS COM OPERADORAS DE SAÚDE
8 – NOVOS CONCORRENTES
9 -
PREMISSAS
ATENDER 200 PACIENTES POR DIA
LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA
SER PRIMEIRA ESCOLHA PARA OPERADORAS DE SAÚDE
RESTRIÇÕES
RECURSOS HUMANO ALTAMENTE QUALIFICADOS
ASPECTOS LEGAIS (ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO – VISA – BOMBEIROS)
ALTO CUSTO (100% EQUIPAMENTOS IMPORTADOS)
Como iniciar
DESENVOLVER TERMO DE
ABERTURA DE PROJETO
NOME DO PROJETO
DEFINIÇÃO DO PROJETO
JUSTIFICATIVA DO PROJETO
OBJETIVO S.M.A.R.T
DESIGNAÇÃO GESTOR DE
PROJETO
DEFINIÇÃO DOS
STAKEHOLDERS
DEFINIÇÃO DOS MILESTONES
LISTAR RISCOS
DEFINIÇÃO DE ORÇAMENTO
TAP
APROVADO? INICIAR
NÃO SIM
Apresentar WBS 4 fases / 5 pacotes
GESTAR
BRIEFING MAPEAMENTO DESENVOLVIMENTO CONSTRUÇÃO
ANÁLISE
INVESTIGAÇÃO
VIABILIDADE
CONCEITUAÇÃO
DETALHAMENTO
ORGANIZAÇÃO
ESTUDO
EQUALIZAÇÃO
PREPARAÇÃO
CRIAÇÃO
DESENHO
ENGENHARIA
TESTES
HOMOLOGAÇÃO
VALIDAÇÃO
FABRICAÇÃO
MONTAGEM
LANÇAMENTO
COMERCIALIZAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Buy
Make
Make
Buy
Buy
Buy
Make
Make
Make
Make Make Make
Buy
Buy
Buy
Buy
Buy
Buy
Buy
Buy
Entregáveis de cada fase e pacote de
trabalho
FASE 1 – BRIEFING: COLETA DE DADOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO.
Pacote 1 – ANÁLISE: COLETAR INFORMAÇÕES COM OS STEAKHOLDERS.
Pacote 2 – INVESTIGAÇÃO: REALIZAR PESQUISAS QUALITATIVA E QUANTITATIVA.
Pacote 3 – VIABILIDADE: ESTUDAR A VIABILIDADE TÉCNICA E FINANCEIRA DO NEGÓCIO.
Pacote 4 – CONCEITUAÇÃO: DEFINIR E FORMULAR PREMISSAS.
Pacote 5 – DETALHAMENTO: IDENTIFICAR TODOS OS PROCESSOS.
FASE 2 – MAPEAMENTO: PREMISSAS E PLANEJAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO NEGÓCIO.
Pacote 1 – ORGANIZAÇÃO: DIVIDIR TAREFAS E ATRIBUIR RESPONSABILIDADES VISANDO OBJETIVO COLETIVO.
Pacote 2 – ESTUDO: OBTER AMPLO CONHECIMENTO NA ÁREA DE LABORATÓRIO.
Pacote 3 – EQUALIZAÇÃO: ALINHAR E EQUILIBRAR INFORMAÇÕES.
Pacote 4 – PREPARAÇÃO: PLANEJAR TODOS OS PROCESSOS.
Pacote 5 – CRIAÇÃO: ELABORAR PROJETO EFICAZ PARA MELHOR ATENDER AS GESTANTES.
Entregáveis de cada fase e pacote de
trabalho
FASE 3 – DESENVOLVIMENTO: EXCECUÇÃO DAS ETAPAS PLANEJADAS.
Pacote 1 – DESENHO: ELABORAR DE PROJETOS DE ARQUITETURA, ELÉTRICA, HIDRÁULICA E ESTRUTURA.
Pacote 2 – ENGENHARIA: ANALISAR PROJETOS E PROPOSTAS, REALIZAR CRONOGRAMA FISÍCO-FINANCEIRO.
Pacote 3 – TESTES: VERIFICAR E ACOMPANHAR TODAS AS ESTAPAS.
Pacote 4 – HOMOLOGAÇÃO: OBTER TODOS OS ALVARÁS NECESSÁRIOS JUNTO AOS ÓRGÃOS COMPETENTES.
Pacote 5 – VALIDAÇÃO: APROVAR TODOS OS PACOTES COM OS STEAKHOLDERS ANTES DA EXCECUÇÃO.
FASE 4 – CONSTRUÇÃO: CONSTRUÇÃO E ABERTURA DO LABORATÓRIO.
Pacote 1 – FABRICAÇÃO: EXCECUTAR OBRA CONFORME PLNAJEDO.
Pacote 2 – MONTAGEM: MOBILHAR E EQUIPAR TODOS OS AMBIENTES DO LABORATÓRIO.
Pacote 3 – LANÇAMENTO: ORGANIZAR EVENTO DE ABERTURA.
Pacote 4 – COMERCIALIZAÇÃO: FIDELIZAR RELAÇÃO COM CONVÊNIOS PARA AMPLIAR REDE CREDENCIADA.
Pacote 5 – DIVULGAÇÃO: CRIAR PLANO DE MÍDIA FOCADO NO PÚBLICO ALVO.
Pacotes de trabalho “Make”
Definir as
atividades
Receber
propostas de
treinamentos
Definir equipe
de trabalho
Autorizar o
treinamento
Definir as
atividades
Definir
recursos
Definir
cronograma e
prazos
Estimar custos
Analisar
orçamento
Pacotes de trabalho “Buy”
Disparar
convites
Receber WBS
Realizar
aquisições
Definir
cronograma e
prazos
Receber
propostas
Controlar as
entregas
Matriz de Riscos (não premissas)
1. ATRASO NA OBTENÇÃO DE TODOS OS ALVARÁS NECESSÁRIOS.
2. ATRASO NA ENTREGA DA OBRA.
3. AUMENTO SIGNIFICATIVO DOS CUSTOS DEVIDO À ECONOMIA.
4. FALTA DE MÃO DE OBRA QUALIFICADA NO MERCADO.
5. CONCORRENTES.
6. ATRASO NA ENTREGA DE MOBILIÁRIO E EQUIPAMENTOS ESPECÍFICOS.
7. AQUISIÇÃO DE TERRENO PARA IMPLANTAÇÃO COM FÁCIL ACESSO NO PRAZO ESTIMADO.
8. ADESÃO DE CONVÊNIOS À NOVO MODELO DE LABORATÓRIO FOCADO EM GESTANTES.
9. ACEITAÇÃO DO PÚBLICO ALVO À UM MODELO ATÉ ENTÃO NÃO EXISTENTE.
10. ASSEGURAR E BIOSEGURANÇA EM TODOS OS AMBIENTES.
CONTRATAR EMPRESA ESPECIALIZADA EM LICENCIAMENTOS.
COMTEMPLAR DIAS CHUVOSOS E FALHA NA ENTREGA DE FORNECDORES NA ELABORAÇÃO DO CRONOGRAMA.
COMTEMPLAR AJUSTES DE CUSTO ACIMA DA INFLAÇÃO NO ORÇAMENTO.
CONTRATAR EMPRESA ESPECIALIZADA EM RECRUTAMENTO DE PESSOAS.
BUSCAR E IMPLANTAR DIFERENCIAIS EM REALAÇÃO AOS CONCORRENTES.
FECHAR CONTRATOS E ENTREGAS NA ELABORAÇÃO DO ORÇAMENTO E CRONOGRAMA.
PROSPECÇÃO DE TERRENOS ATRAVÉS DE CORRETORES COM AMPLA CARTEIRA DE CLIENTES.
APRESENTAÇÃO DO PROJETO À CONVÊNIOS E ABERTURA PARA AVALIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE SUGESTÕES.
REALIZAÇÃO DE PESQUISAS FOCADAS NO PÚBLICO ALVO.
CONTRATAR EMPRESA DE PROJETOS ESPECIALIZADA EM LABORATÓRIOS.
IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS MITIGAÇÃO DOS RISCOS
Planejar
COLETAR REQUISITOS
TAP APROVADO
DEFINIR ESCOPO
CRIAR WBS
DEFINIR CRITÉRIOS DE
ACEITAÇÃO/VALIDAÇÃO
DEFINIR CRONOGRAMA
DEFINIR ORÇAMENTO
PLANEJAR GERENCIAMENTO
DE AQUISIÇÕES
DESENVOLVER PLANO DE
GERENCIAMENTO
ANÁLISE BUY E MAKE
IDENTIFICAR RISCOS E
PLANEJAR MITIGAÇÃO
PLANEJAR GERENCIAMENTO
DE AQUISIÇÕES
PLANEJAR GERENCIAMENTO
DE AQUISIÇÕES
APROVADO?
NÃO
SIM
PLANEJAMENTO APROVADO
Executar
1. GARANTIR A QUALIDADE DAS ATIVIDADES
2. ORIENTAR E GERENCIAR A EXECUCAO DO PROJETO
3. MOBILIZAR, DESENVOLVER E GERENCIAR A EQUIPE DO PROJTO
4. INTERAGIR COM OS STAKEHOLDERS
5. GERENCIAR COMPRA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS
6. REALIZAR AQUISICOES
Monitorar e Controlar
1. CONTROLAR A LISTA DE ATIVIDADES
2. MONITORAR A EQUIPE DO PROJETO
3. ACOMPANHAR AQUISICOES
4. VERIFICAR ESCOPO, TEMPO E CUSTO
5. CONTROLAR COMUNICACOES
6. MONITORAR O ENVOLVIMENTO DOS STAKEHOLDERS
7. REPORTAR DESEMPENHO
Encerrar
1. ENCERRAR AQUISICOES E CONTRATOS
2. FINALIZAR TODOS OS ENTREGAVEIS E FASES
3. OBTER A ACEITACAO DO CLIENTE OU SPONSOR
4. DOCUMENTAR AS LICOES APRENDIDAS
5. ENTREGAR O PRODUTO AO MERCADO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Curso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi PresencialCurso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
Claudio Bernardi Stringari
 
Aula 3 Boas práticas de produção de produtos farmacêuticos
Aula 3   Boas práticas de produção de produtos farmacêuticosAula 3   Boas práticas de produção de produtos farmacêuticos
Aula 3 Boas práticas de produção de produtos farmacêuticos
Nome Sobrenome
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Aula 06 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 8 e 9 + acao corretiva
Aula 06 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 8 e 9 + acao corretivaAula 06 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 8 e 9 + acao corretiva
Aula 06 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 8 e 9 + acao corretiva
Claudio Bernardi Stringari
 
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processosGestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
Claudio Bernardi Stringari
 
Aula 10 eq 2015 01 fameg
Aula 10 eq 2015 01 famegAula 10 eq 2015 01 fameg
Aula 10 eq 2015 01 fameg
Claudio Bernardi Stringari
 
Qualidade Total: Aula 1
Qualidade Total: Aula 1Qualidade Total: Aula 1
Qualidade Total: Aula 1
Nome Sobrenome
 
Apresentação de marketing.pptx2
Apresentação de marketing.pptx2Apresentação de marketing.pptx2
Apresentação de marketing.pptx2
Djalda Muniz
 
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
Claudio Bernardi Stringari
 
Aula 1 controle de qualidade na ind. de alimentos
Aula 1   controle de qualidade na ind. de alimentosAula 1   controle de qualidade na ind. de alimentos
Aula 1 controle de qualidade na ind. de alimentos
( UFS ) Universidade Federal de Sergipe
 
Portifólio Pessoal Jeferson Faria
Portifólio Pessoal Jeferson FariaPortifólio Pessoal Jeferson Faria
Portifólio Pessoal Jeferson Faria
Jeferson Faria
 
5 IEP - Engenharia da Qualidade
5 IEP - Engenharia da Qualidade5 IEP - Engenharia da Qualidade
5 IEP - Engenharia da Qualidade
Marcel Gois
 
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 09 10 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 09 10 fameg processosGestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 09 10 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 09 10 fameg processos
Claudio Bernardi Stringari
 
Aula 08 SGQ ISO 9001:2015 – Tópicos de encerramento
Aula 08 SGQ ISO 9001:2015 – Tópicos de encerramentoAula 08 SGQ ISO 9001:2015 – Tópicos de encerramento
Aula 08 SGQ ISO 9001:2015 – Tópicos de encerramento
Claudio Bernardi Stringari
 
Aula 11 eq 2015 01 fameg qualidade na origem
Aula 11 eq 2015 01 fameg   qualidade na origemAula 11 eq 2015 01 fameg   qualidade na origem
Aula 11 eq 2015 01 fameg qualidade na origem
Claudio Bernardi Stringari
 
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Claudio Bernardi Stringari
 
Portfolio Pessoal Jeferson Faria
Portfolio Pessoal Jeferson FariaPortfolio Pessoal Jeferson Faria
Portfolio Pessoal Jeferson Faria
Jeferson Faria
 
Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5
Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5
Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5
Claudio Bernardi Stringari
 
Controle de qualidade
Controle de qualidadeControle de qualidade
Controle de qualidade
Construção Edificações
 
Ana Cristina de Abreu Maia, CV Portugues
Ana Cristina de Abreu Maia, CV PortuguesAna Cristina de Abreu Maia, CV Portugues
Ana Cristina de Abreu Maia, CV Portugues
Ana Cristina Maia
 

Mais procurados (20)

Curso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi PresencialCurso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
Curso de Engenharia da Qualidade - Semi Presencial
 
Aula 3 Boas práticas de produção de produtos farmacêuticos
Aula 3   Boas práticas de produção de produtos farmacêuticosAula 3   Boas práticas de produção de produtos farmacêuticos
Aula 3 Boas práticas de produção de produtos farmacêuticos
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Aula 2
 
Aula 06 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 8 e 9 + acao corretiva
Aula 06 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 8 e 9 + acao corretivaAula 06 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 8 e 9 + acao corretiva
Aula 06 SGQ ISO 9001:2015 – Seção 8 e 9 + acao corretiva
 
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processosGestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 07 08 fameg processos
 
Aula 10 eq 2015 01 fameg
Aula 10 eq 2015 01 famegAula 10 eq 2015 01 fameg
Aula 10 eq 2015 01 fameg
 
Qualidade Total: Aula 1
Qualidade Total: Aula 1Qualidade Total: Aula 1
Qualidade Total: Aula 1
 
Apresentação de marketing.pptx2
Apresentação de marketing.pptx2Apresentação de marketing.pptx2
Apresentação de marketing.pptx2
 
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
Aula 09 eq 2014 02 fameg 3ra aula modulo 03 12 05
 
Aula 1 controle de qualidade na ind. de alimentos
Aula 1   controle de qualidade na ind. de alimentosAula 1   controle de qualidade na ind. de alimentos
Aula 1 controle de qualidade na ind. de alimentos
 
Portifólio Pessoal Jeferson Faria
Portifólio Pessoal Jeferson FariaPortifólio Pessoal Jeferson Faria
Portifólio Pessoal Jeferson Faria
 
5 IEP - Engenharia da Qualidade
5 IEP - Engenharia da Qualidade5 IEP - Engenharia da Qualidade
5 IEP - Engenharia da Qualidade
 
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 09 10 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 09 10 fameg processosGestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 09 10 fameg processos
Gestão da Qualidade de Produto e Processo 2013 09 10 fameg processos
 
Aula 08 SGQ ISO 9001:2015 – Tópicos de encerramento
Aula 08 SGQ ISO 9001:2015 – Tópicos de encerramentoAula 08 SGQ ISO 9001:2015 – Tópicos de encerramento
Aula 08 SGQ ISO 9001:2015 – Tópicos de encerramento
 
Aula 11 eq 2015 01 fameg qualidade na origem
Aula 11 eq 2015 01 fameg   qualidade na origemAula 11 eq 2015 01 fameg   qualidade na origem
Aula 11 eq 2015 01 fameg qualidade na origem
 
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
Aula 05 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 6 e 7
 
Portfolio Pessoal Jeferson Faria
Portfolio Pessoal Jeferson FariaPortfolio Pessoal Jeferson Faria
Portfolio Pessoal Jeferson Faria
 
Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5
Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5
Aula 04 SGQ ISO 9001:2015 – Seções 4 e 5
 
Controle de qualidade
Controle de qualidadeControle de qualidade
Controle de qualidade
 
Ana Cristina de Abreu Maia, CV Portugues
Ana Cristina de Abreu Maia, CV PortuguesAna Cristina de Abreu Maia, CV Portugues
Ana Cristina de Abreu Maia, CV Portugues
 

Semelhante a Projeto Gestar

Gestão de Projetos em Telecom
Gestão de Projetos em TelecomGestão de Projetos em Telecom
Gestão de Projetos em Telecom
anderborges
 
Encontro de Gestores - Set/2013 HUAP - Resultados
Encontro de Gestores - Set/2013 HUAP - ResultadosEncontro de Gestores - Set/2013 HUAP - Resultados
Encontro de Gestores - Set/2013 HUAP - Resultados
Universidade-Federal-Fluminense
 
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
EloGroup
 
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Gestão Pública: Pensando Diferente
 
Racionalizacao de alvenarias_de_vedacao_modulo1
Racionalizacao de alvenarias_de_vedacao_modulo1Racionalizacao de alvenarias_de_vedacao_modulo1
Racionalizacao de alvenarias_de_vedacao_modulo1
Jair Paladino
 
Seminario Postponement
Seminario  Postponement Seminario  Postponement
Seminario Postponement
MateusAlmeidaMachado
 
A PARCERIA VALIOSA É IMPRESCINDÍVEL!
A PARCERIA VALIOSA É IMPRESCINDÍVEL!A PARCERIA VALIOSA É IMPRESCINDÍVEL!
A PARCERIA VALIOSA É IMPRESCINDÍVEL!
ScienceTec & CorrTec-Engineering
 
Modelo de pca 2004
Modelo de pca   2004Modelo de pca   2004
Modelo de pca 2004
Sandro Schultz
 
PDF da apresentação do Prof. Omar Moore de Madureira- Palestra gepit abril 2014
PDF da apresentação do Prof.  Omar Moore de Madureira- Palestra gepit abril 2014PDF da apresentação do Prof.  Omar Moore de Madureira- Palestra gepit abril 2014
PDF da apresentação do Prof. Omar Moore de Madureira- Palestra gepit abril 2014
Rafael Machado Motta
 
Bh gp36-int-spci
Bh gp36-int-spciBh gp36-int-spci
Bh gp36-int-spci
Marco Coghi
 
Planejamento e controle da produção na construção
Planejamento e controle da produção na construçãoPlanejamento e controle da produção na construção
Planejamento e controle da produção na construção
Ricardo Mendes Jr
 
PEGASUS
PEGASUSPEGASUS
PEGASUS
Marco Coghi
 
Gestao Projetos - Aula 02
Gestao Projetos - Aula 02Gestao Projetos - Aula 02
Gestao Projetos - Aula 02
Robson Silva Espig
 
Palestra maio 2013
Palestra maio 2013Palestra maio 2013
Palestra maio 2013
auspin
 
Prudentialsp
PrudentialspPrudentialsp
Prudentialsp
anapaulameirelles
 
Gestão Aplicada 3 - Aula 01
Gestão Aplicada 3 - Aula 01Gestão Aplicada 3 - Aula 01
Gestão Aplicada 3 - Aula 01
Anderson Pontes
 
Trabalho de conclusão de curso 2013
Trabalho de conclusão de curso 2013Trabalho de conclusão de curso 2013
Trabalho de conclusão de curso 2013
Fabio Donizeti Baptista
 
Slides da disciplina Organização de Empresas
Slides da disciplina Organização de EmpresasSlides da disciplina Organização de Empresas
Slides da disciplina Organização de Empresas
FernandaViviane2
 
Food-Truck
Food-TruckFood-Truck
Food-Truck
Marco Coghi
 
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdfModelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 

Semelhante a Projeto Gestar (20)

Gestão de Projetos em Telecom
Gestão de Projetos em TelecomGestão de Projetos em Telecom
Gestão de Projetos em Telecom
 
Encontro de Gestores - Set/2013 HUAP - Resultados
Encontro de Gestores - Set/2013 HUAP - ResultadosEncontro de Gestores - Set/2013 HUAP - Resultados
Encontro de Gestores - Set/2013 HUAP - Resultados
 
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
 
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
Como qualificar a gestão de portfólio a partir de um novo modelo de tomada de...
 
Racionalizacao de alvenarias_de_vedacao_modulo1
Racionalizacao de alvenarias_de_vedacao_modulo1Racionalizacao de alvenarias_de_vedacao_modulo1
Racionalizacao de alvenarias_de_vedacao_modulo1
 
Seminario Postponement
Seminario  Postponement Seminario  Postponement
Seminario Postponement
 
A PARCERIA VALIOSA É IMPRESCINDÍVEL!
A PARCERIA VALIOSA É IMPRESCINDÍVEL!A PARCERIA VALIOSA É IMPRESCINDÍVEL!
A PARCERIA VALIOSA É IMPRESCINDÍVEL!
 
Modelo de pca 2004
Modelo de pca   2004Modelo de pca   2004
Modelo de pca 2004
 
PDF da apresentação do Prof. Omar Moore de Madureira- Palestra gepit abril 2014
PDF da apresentação do Prof.  Omar Moore de Madureira- Palestra gepit abril 2014PDF da apresentação do Prof.  Omar Moore de Madureira- Palestra gepit abril 2014
PDF da apresentação do Prof. Omar Moore de Madureira- Palestra gepit abril 2014
 
Bh gp36-int-spci
Bh gp36-int-spciBh gp36-int-spci
Bh gp36-int-spci
 
Planejamento e controle da produção na construção
Planejamento e controle da produção na construçãoPlanejamento e controle da produção na construção
Planejamento e controle da produção na construção
 
PEGASUS
PEGASUSPEGASUS
PEGASUS
 
Gestao Projetos - Aula 02
Gestao Projetos - Aula 02Gestao Projetos - Aula 02
Gestao Projetos - Aula 02
 
Palestra maio 2013
Palestra maio 2013Palestra maio 2013
Palestra maio 2013
 
Prudentialsp
PrudentialspPrudentialsp
Prudentialsp
 
Gestão Aplicada 3 - Aula 01
Gestão Aplicada 3 - Aula 01Gestão Aplicada 3 - Aula 01
Gestão Aplicada 3 - Aula 01
 
Trabalho de conclusão de curso 2013
Trabalho de conclusão de curso 2013Trabalho de conclusão de curso 2013
Trabalho de conclusão de curso 2013
 
Slides da disciplina Organização de Empresas
Slides da disciplina Organização de EmpresasSlides da disciplina Organização de Empresas
Slides da disciplina Organização de Empresas
 
Food-Truck
Food-TruckFood-Truck
Food-Truck
 
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdfModelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
Modelo de POP - Procedimento Operacional Padrao para clinicas odontologicas.pdf
 

Mais de Marco Coghi

Projeto Caixa Forte
Projeto Caixa ForteProjeto Caixa Forte
Projeto Caixa Forte
Marco Coghi
 
EZ Pass
EZ PassEZ Pass
EZ Pass
Marco Coghi
 
Sai Zika
Sai ZikaSai Zika
Sai Zika
Marco Coghi
 
Acertando suas Contas
Acertando suas ContasAcertando suas Contas
Acertando suas Contas
Marco Coghi
 
EcoTelhado
EcoTelhadoEcoTelhado
EcoTelhado
Marco Coghi
 
Volume Morto Nunca Mais
Volume Morto Nunca MaisVolume Morto Nunca Mais
Volume Morto Nunca Mais
Marco Coghi
 
Projeto Iemanjá
Projeto IemanjáProjeto Iemanjá
Projeto Iemanjá
Marco Coghi
 
Viva Mariana
Viva MarianaViva Mariana
Viva Mariana
Marco Coghi
 
Projeto Help
Projeto HelpProjeto Help
Projeto Help
Marco Coghi
 
Princes Forever
Princes ForeverPrinces Forever
Princes Forever
Marco Coghi
 
Aquaman
AquamanAquaman
Aquaman
Marco Coghi
 
Projeto +Cana
Projeto +CanaProjeto +Cana
Projeto +Cana
Marco Coghi
 
Princess Forever
Princess ForeverPrincess Forever
Princess Forever
Marco Coghi
 
Ecobuilding
EcobuildingEcobuilding
Ecobuilding
Marco Coghi
 
Sanca GreenHouse
Sanca GreenHouseSanca GreenHouse
Sanca GreenHouse
Marco Coghi
 
Teto Amigo
Teto AmigoTeto Amigo
Teto Amigo
Marco Coghi
 
Projeto Lampião
Projeto LampiãoProjeto Lampião
Projeto Lampião
Marco Coghi
 
CONSEGS
CONSEGSCONSEGS
CONSEGS
Marco Coghi
 
Zika
ZikaZika
Autc@r Mobile
Autc@r MobileAutc@r Mobile
Autc@r Mobile
Marco Coghi
 

Mais de Marco Coghi (20)

Projeto Caixa Forte
Projeto Caixa ForteProjeto Caixa Forte
Projeto Caixa Forte
 
EZ Pass
EZ PassEZ Pass
EZ Pass
 
Sai Zika
Sai ZikaSai Zika
Sai Zika
 
Acertando suas Contas
Acertando suas ContasAcertando suas Contas
Acertando suas Contas
 
EcoTelhado
EcoTelhadoEcoTelhado
EcoTelhado
 
Volume Morto Nunca Mais
Volume Morto Nunca MaisVolume Morto Nunca Mais
Volume Morto Nunca Mais
 
Projeto Iemanjá
Projeto IemanjáProjeto Iemanjá
Projeto Iemanjá
 
Viva Mariana
Viva MarianaViva Mariana
Viva Mariana
 
Projeto Help
Projeto HelpProjeto Help
Projeto Help
 
Princes Forever
Princes ForeverPrinces Forever
Princes Forever
 
Aquaman
AquamanAquaman
Aquaman
 
Projeto +Cana
Projeto +CanaProjeto +Cana
Projeto +Cana
 
Princess Forever
Princess ForeverPrincess Forever
Princess Forever
 
Ecobuilding
EcobuildingEcobuilding
Ecobuilding
 
Sanca GreenHouse
Sanca GreenHouseSanca GreenHouse
Sanca GreenHouse
 
Teto Amigo
Teto AmigoTeto Amigo
Teto Amigo
 
Projeto Lampião
Projeto LampiãoProjeto Lampião
Projeto Lampião
 
CONSEGS
CONSEGSCONSEGS
CONSEGS
 
Zika
ZikaZika
Zika
 
Autc@r Mobile
Autc@r MobileAutc@r Mobile
Autc@r Mobile
 

Projeto Gestar

  • 1. Projeto Gestar TRABALHO APRESENTADO PARA A DISCIPLINA DE GESTÃO DE PROJETOS SÃO PAULO - BERRINI FGVSP01-GE-T19 - PROF. MARCO ANTÔNIO COGHI
  • 2. Sumário 1. INTEGRANTES 2. DEFINIÇÕES 3. STAKEHOLDERS 4. REQUISITOS STAKEHOLDERS 5. PREMISSAS 6. RESTRIÇÕES 7. COMO INICIAR 8. WBS 9. ENTREGÁVEIS 10. PACOTE “MAKE” 11. PACOTE “BUY” 12. MATRIZ DE RISCOS 13. PLANEJAR 14. EXECUTAR 15. MONITORAR E CONTROLAR 16. ENCERRAR
  • 3. INTEGRANTES DIRETORIA ANA CAROLINA VIEIRA AMILTON MOURO FERNANDA FRANKI MOREIRA MARCELA CASSIOLATO THIAGO NASCIMENTO LEAL
  • 4. DEFINIÇÕES TÍTULO DO PROJETO: GESTAR EXPLICAÇÕES: O PROJETO GESTAR ESTÁ ASSOCIADO NA ELABORAÇÃO DE UM CENTRO DIAGNÓSTICO ESPECIALIZADO, COM FOCO NO ATENDIMENTO DE CLIENTES GESTANTES. JUSTIFICATIVA: NA REUNIÃO DA ALTA DIREÇÃO FOI IDENTIFICADO A FALTA DE UM SERVIÇO DE DIAGNÓSTICO ESPECIALIZADO PARA GESTANTES NA CIDADE SÃO PAULO, ONDE TEMOS LOCALIZADO AS 2 MAIORES MATERNIDADES DO PAÍS. OBJETIVO: SER RECONHECIDO COMO PRIMEIRA ESCOLHA ENTRE AS PACIENTES E OS MÉDICOS PARA EXAMES EM GESTANTES, PROMOVENDO UMA EXPERIÊNCIA DE ATENDIMENTO EXCEPCIONAL.
  • 5. DEFINIÇÕES PORTFÓLIO DA EMPRESA: PROGRAMAS: RENTABILIDADE DOS EXAMES (COMERCIAL, FINANCEIRO E TÉCNICO) SUSTENTABILIDADE – “PRODUÇÃO LIMPA” PROJETOS: VIDA MAIS SAÚDAVEL PRODUÇÃO CIENTIFICA REUSO DA ÁGUA AUMENTO DE PERFORMANCE TÉCNICA ABERTURA DE NOVA UNIDADE ESPECIALIZADA: GESTAR VALIDAÇÃO DE METOLOGIA PARA DETECÇÃO DO VIRUS ZIKA AUTOMAÇÃO DE PLATAFORMA CAPTAR & RETER TALENTOS
  • 6. DEFINIÇÕES PRODUTO (LOGOTIPO) : MATERLAB – MEDICINA DIAGNÓSTICA META SMART: ESTABELECER A MARCA DE MEDICINA DIAGNOSTICA ESPECIALIZADA PARA GESTANTES, COM 99% DOS EXAMES DISPONIVEIS NO MERCADO DE SAÚDE BRASILEIRO NO PRÓXIMO SEMENSTRE, COM 40% DE MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO, MANTENDO 95% DE SATISFAÇÃO DOS NOSSOS CLIENTES.
  • 7. STAKEHOLDERS 1 – SINDICATOS 2 – ÓRGÃOS PÚBLICOS LOCAIS, ESTADUAIS E FEDERAIS 3 – COMISSÕES JUDICIAIS, EXECUTIVAS E LEGISLATIVAS 4 – FORNECEDORES/ EMPRESAS CONTRATADAS 5 – CLIENTES (USUÁRIOS) 6 – GERENTE DE PROJETO 7 – GERENTE FUNCIONAL 8 – ALTA GERENCIA / DIRETORIA 9 – GRUPO DE CONSUMIDORES (GESTANTES/ MÉDICOS) 10 – INSTITUIÇÕES DIVERSAS (OPERADORAS DE SAÚDE)
  • 8. REQUISITOS - STAKEHOLDERS PRODUTO: 1 – PREÇO 2 – PRAZO 3 – QUALIDADE 4 – MELHOR ATENDIMENTO 5 – EXAMES UNIFICADOS 6 – FACIL ACESSO 7 – CONFORTO 8 – HOTELARIA 9 – HORARIO DE ATENDIMENTO FLEXIVEL 10 – CREDIBILIDADE NO MERCADO MÉDICO PROJETO: 1 – PRAZO 1 SEMESTRE 2 – 95% CLIENTES SATISFEITOS 3 – 40% MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO 4 – 99% EXAMES DISPONIVEIS EM NOSSO MENU 5 – PROFISSIONAIS ALTAMENTE QUALIFICADOS 6 – EQUIPAMENTOS DE ALTA TECNOLOGIA 7 – PARCERIAS COM OPERADORAS DE SAÚDE 8 – NOVOS CONCORRENTES 9 -
  • 9. PREMISSAS ATENDER 200 PACIENTES POR DIA LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA SER PRIMEIRA ESCOLHA PARA OPERADORAS DE SAÚDE
  • 10. RESTRIÇÕES RECURSOS HUMANO ALTAMENTE QUALIFICADOS ASPECTOS LEGAIS (ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO – VISA – BOMBEIROS) ALTO CUSTO (100% EQUIPAMENTOS IMPORTADOS)
  • 11. Como iniciar DESENVOLVER TERMO DE ABERTURA DE PROJETO NOME DO PROJETO DEFINIÇÃO DO PROJETO JUSTIFICATIVA DO PROJETO OBJETIVO S.M.A.R.T DESIGNAÇÃO GESTOR DE PROJETO DEFINIÇÃO DOS STAKEHOLDERS DEFINIÇÃO DOS MILESTONES LISTAR RISCOS DEFINIÇÃO DE ORÇAMENTO TAP APROVADO? INICIAR NÃO SIM
  • 12. Apresentar WBS 4 fases / 5 pacotes GESTAR BRIEFING MAPEAMENTO DESENVOLVIMENTO CONSTRUÇÃO ANÁLISE INVESTIGAÇÃO VIABILIDADE CONCEITUAÇÃO DETALHAMENTO ORGANIZAÇÃO ESTUDO EQUALIZAÇÃO PREPARAÇÃO CRIAÇÃO DESENHO ENGENHARIA TESTES HOMOLOGAÇÃO VALIDAÇÃO FABRICAÇÃO MONTAGEM LANÇAMENTO COMERCIALIZAÇÃO DIVULGAÇÃO Buy Make Make Buy Buy Buy Make Make Make Make Make Make Buy Buy Buy Buy Buy Buy Buy Buy
  • 13. Entregáveis de cada fase e pacote de trabalho FASE 1 – BRIEFING: COLETA DE DADOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO. Pacote 1 – ANÁLISE: COLETAR INFORMAÇÕES COM OS STEAKHOLDERS. Pacote 2 – INVESTIGAÇÃO: REALIZAR PESQUISAS QUALITATIVA E QUANTITATIVA. Pacote 3 – VIABILIDADE: ESTUDAR A VIABILIDADE TÉCNICA E FINANCEIRA DO NEGÓCIO. Pacote 4 – CONCEITUAÇÃO: DEFINIR E FORMULAR PREMISSAS. Pacote 5 – DETALHAMENTO: IDENTIFICAR TODOS OS PROCESSOS. FASE 2 – MAPEAMENTO: PREMISSAS E PLANEJAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO NEGÓCIO. Pacote 1 – ORGANIZAÇÃO: DIVIDIR TAREFAS E ATRIBUIR RESPONSABILIDADES VISANDO OBJETIVO COLETIVO. Pacote 2 – ESTUDO: OBTER AMPLO CONHECIMENTO NA ÁREA DE LABORATÓRIO. Pacote 3 – EQUALIZAÇÃO: ALINHAR E EQUILIBRAR INFORMAÇÕES. Pacote 4 – PREPARAÇÃO: PLANEJAR TODOS OS PROCESSOS. Pacote 5 – CRIAÇÃO: ELABORAR PROJETO EFICAZ PARA MELHOR ATENDER AS GESTANTES.
  • 14. Entregáveis de cada fase e pacote de trabalho FASE 3 – DESENVOLVIMENTO: EXCECUÇÃO DAS ETAPAS PLANEJADAS. Pacote 1 – DESENHO: ELABORAR DE PROJETOS DE ARQUITETURA, ELÉTRICA, HIDRÁULICA E ESTRUTURA. Pacote 2 – ENGENHARIA: ANALISAR PROJETOS E PROPOSTAS, REALIZAR CRONOGRAMA FISÍCO-FINANCEIRO. Pacote 3 – TESTES: VERIFICAR E ACOMPANHAR TODAS AS ESTAPAS. Pacote 4 – HOMOLOGAÇÃO: OBTER TODOS OS ALVARÁS NECESSÁRIOS JUNTO AOS ÓRGÃOS COMPETENTES. Pacote 5 – VALIDAÇÃO: APROVAR TODOS OS PACOTES COM OS STEAKHOLDERS ANTES DA EXCECUÇÃO. FASE 4 – CONSTRUÇÃO: CONSTRUÇÃO E ABERTURA DO LABORATÓRIO. Pacote 1 – FABRICAÇÃO: EXCECUTAR OBRA CONFORME PLNAJEDO. Pacote 2 – MONTAGEM: MOBILHAR E EQUIPAR TODOS OS AMBIENTES DO LABORATÓRIO. Pacote 3 – LANÇAMENTO: ORGANIZAR EVENTO DE ABERTURA. Pacote 4 – COMERCIALIZAÇÃO: FIDELIZAR RELAÇÃO COM CONVÊNIOS PARA AMPLIAR REDE CREDENCIADA. Pacote 5 – DIVULGAÇÃO: CRIAR PLANO DE MÍDIA FOCADO NO PÚBLICO ALVO.
  • 15. Pacotes de trabalho “Make” Definir as atividades Receber propostas de treinamentos Definir equipe de trabalho Autorizar o treinamento Definir as atividades Definir recursos Definir cronograma e prazos Estimar custos Analisar orçamento
  • 16. Pacotes de trabalho “Buy” Disparar convites Receber WBS Realizar aquisições Definir cronograma e prazos Receber propostas Controlar as entregas
  • 17. Matriz de Riscos (não premissas) 1. ATRASO NA OBTENÇÃO DE TODOS OS ALVARÁS NECESSÁRIOS. 2. ATRASO NA ENTREGA DA OBRA. 3. AUMENTO SIGNIFICATIVO DOS CUSTOS DEVIDO À ECONOMIA. 4. FALTA DE MÃO DE OBRA QUALIFICADA NO MERCADO. 5. CONCORRENTES. 6. ATRASO NA ENTREGA DE MOBILIÁRIO E EQUIPAMENTOS ESPECÍFICOS. 7. AQUISIÇÃO DE TERRENO PARA IMPLANTAÇÃO COM FÁCIL ACESSO NO PRAZO ESTIMADO. 8. ADESÃO DE CONVÊNIOS À NOVO MODELO DE LABORATÓRIO FOCADO EM GESTANTES. 9. ACEITAÇÃO DO PÚBLICO ALVO À UM MODELO ATÉ ENTÃO NÃO EXISTENTE. 10. ASSEGURAR E BIOSEGURANÇA EM TODOS OS AMBIENTES. CONTRATAR EMPRESA ESPECIALIZADA EM LICENCIAMENTOS. COMTEMPLAR DIAS CHUVOSOS E FALHA NA ENTREGA DE FORNECDORES NA ELABORAÇÃO DO CRONOGRAMA. COMTEMPLAR AJUSTES DE CUSTO ACIMA DA INFLAÇÃO NO ORÇAMENTO. CONTRATAR EMPRESA ESPECIALIZADA EM RECRUTAMENTO DE PESSOAS. BUSCAR E IMPLANTAR DIFERENCIAIS EM REALAÇÃO AOS CONCORRENTES. FECHAR CONTRATOS E ENTREGAS NA ELABORAÇÃO DO ORÇAMENTO E CRONOGRAMA. PROSPECÇÃO DE TERRENOS ATRAVÉS DE CORRETORES COM AMPLA CARTEIRA DE CLIENTES. APRESENTAÇÃO DO PROJETO À CONVÊNIOS E ABERTURA PARA AVALIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE SUGESTÕES. REALIZAÇÃO DE PESQUISAS FOCADAS NO PÚBLICO ALVO. CONTRATAR EMPRESA DE PROJETOS ESPECIALIZADA EM LABORATÓRIOS. IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS MITIGAÇÃO DOS RISCOS
  • 18. Planejar COLETAR REQUISITOS TAP APROVADO DEFINIR ESCOPO CRIAR WBS DEFINIR CRITÉRIOS DE ACEITAÇÃO/VALIDAÇÃO DEFINIR CRONOGRAMA DEFINIR ORÇAMENTO PLANEJAR GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES DESENVOLVER PLANO DE GERENCIAMENTO ANÁLISE BUY E MAKE IDENTIFICAR RISCOS E PLANEJAR MITIGAÇÃO PLANEJAR GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES PLANEJAR GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES APROVADO? NÃO SIM PLANEJAMENTO APROVADO
  • 19. Executar 1. GARANTIR A QUALIDADE DAS ATIVIDADES 2. ORIENTAR E GERENCIAR A EXECUCAO DO PROJETO 3. MOBILIZAR, DESENVOLVER E GERENCIAR A EQUIPE DO PROJTO 4. INTERAGIR COM OS STAKEHOLDERS 5. GERENCIAR COMPRA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS 6. REALIZAR AQUISICOES
  • 20. Monitorar e Controlar 1. CONTROLAR A LISTA DE ATIVIDADES 2. MONITORAR A EQUIPE DO PROJETO 3. ACOMPANHAR AQUISICOES 4. VERIFICAR ESCOPO, TEMPO E CUSTO 5. CONTROLAR COMUNICACOES 6. MONITORAR O ENVOLVIMENTO DOS STAKEHOLDERS 7. REPORTAR DESEMPENHO
  • 21. Encerrar 1. ENCERRAR AQUISICOES E CONTRATOS 2. FINALIZAR TODOS OS ENTREGAVEIS E FASES 3. OBTER A ACEITACAO DO CLIENTE OU SPONSOR 4. DOCUMENTAR AS LICOES APRENDIDAS 5. ENTREGAR O PRODUTO AO MERCADO