SlideShare uma empresa Scribd logo
Resultado do
Tesouro Nacional
Outubro de 2015
Brasília
26 de Novembro,2015
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015
Resultado Fiscal do
Governo Central
Receitas,Despesas e Resultado do Governo Central
Brasil – 2014/2015 – R$ Bilhões –Valores Nominais
Fonte: Tesouro Nacional
2
Em2015,oresultadoprimário
acumuladoatéoutubrofoi
deficitárioem
R$33,1bilhões,frentea R$11,6
bilhõesnomesmoperíodode
2014.Oresultadosedeve,
sobretudo,àreduçãoreal de
5,6%dareceitalíquida,umavez
queadespesatotalapresentou
reduçãode3,3%emtermos
reais.
Emoutubrode2015,odéficit
primáriofoideR$12,3bilhões,
frenteasuperávitdeR$4,1
bilhõesemoutubrode2014.
Discriminação do Resultado
2014 2015 Nominal Real (IPCA) 2014 2015 Nominal Real (IPCA)
I. RECEITA TOTAL 1.000.637,70 1.027.861,4 2,7% -5,4% 106.179,51 103.317,2 -2,7% -11,5%
II. TRANSFERÊNCIAS A ESTADOS E MUNICÍPIOS 169.517,49 175.355,5 3,4% -4,7% 14.521,98 16.521,0 13,8% 3,5%
III. RECEITA LÍQUIDA TOTAL (I-II) 831.120,21 852.505,9 2,6% -5,6% 91.657,53 86.796,1 -5,3% -13,9%
IV. DESPESA TOTAL 842.750,51 885.605,7 5,1% -3,3% 87.571,24 99.075,1 13,1% 2,9%
V. FUNDO SOBERANO DO BRASIL - FSB
2
0,00 0,00 - - 0,00 0,00 - -
VI. RESULTADO PRIMÁRIO GOVERNO CENTRAL (III - IV - V) -11.630,3 -33.099,8 184,6% 169,6% 4.086,3 -12.279,0 - -
Tesouro Nacional 38.836,2 41.485,1 6,8% -1,7% 6.867,2 7.456,4 8,6% -1,2%
Previdência Social (RGPS) -50.555,8 -74.062,2 46,5% 34,3% -2.892,1 -19.807,4 584,9% 523,0%
Banco Central 89,3 -522,7 - - 111,2 72,0 -35,2% -41,1%
VII. RESULTADO PRIMÁRIO/PIB -0,26% -0,69%
Resultado Primário do Governo Central - Brasil - 2014/2015
Jan-Out
Variação
(2015/2014) %
Outubro
Variação
(2015/2014) %
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015
Resultado Fiscal do
Governo Central
Resultado Primário do Governo Central- Acumulado em 12 Meses
Brasil – 2014/2015 – R$ Bilhões – A preços de out/15 - IPCA
3
-39,1
-0,68%
-1,5%
-0,5%
0,5%
1,5%
-90,0
-60,0
-30,0
0,0
30,0
60,0
out-14
nov-14
dez-14
jan-15
fev-15
mar-15
abr-15
mai-15
jun-15
jul-15
ago-15
set-15
out-15
%PIB
R$Bilhões
Acumulado 12meses Acumulado 12meses% PIB
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015
R$ Milhões
2014 2015
I. RECEITA TOTAL 1.121.098,4 1.060.054,6 -61.043,8 -5,4%
Receitas do Tesouro 821.429,8 773.455,6 -47.974,2 -5,8%
Receitas da Previdência Social 296.583,7 283.976,6 -12.607,1 -4,3%
Receitas do Banco Central 3.084,9 2.622,4 -462,4 -15,0%
II. TRANSFERÊNCIAS A ESTADOS E MUNICÍPIOS 190.175,6 181.171,4 -9.004,3 -4,7%
III. RECEITA LÍQUIDA TOTAL (I-II) 930.922,7 878.883,2 -52.039,5 -5,6%
IV. DESPESA TOTAL 943.163,8 911.888,0 -31.275,8 -3,3%
Despesas do Tesouro 587.147,1 548.945,5 -38.201,6 -6,5%
Despesas da Previdência Social (Benefícios) 353.032,0 359.774,9 6.742,9 1,9%
Despesas do Banco Central 2.984,6 3.167,5 182,9 6,1%
V. FUNDO SOBERANO DO BRASIL - FSB - - - -
VI. RESULTADO PRIMÁRIO GOVERNO CENTRAL (III - IV + V) -12.241,0 -33.004,8 -20.763,7 169,6%
Tesouro Nacional 44.107,0 43.338,7 -768,3 -1,7%
Previdência Social (RGPS) -56.448,3 -75.798,4 -19.350,0 34,3%
Banco Central 100,2 -545,1 -645,3 -
Resultado Primário do Governo Central - Brasil - 2014 / 2015
Discriminação
Jan-Out Jan-Out
Diferença Variação (%)
4
Noacumuladodoano,a reduçãodo
resultadoprimáriodoGovernoCentral
éexplicada pela reduçãoda Receita
Líquida,de5,6%emtermosreais,
umavezquea Despesa Total
apresentoureduçãode3,3%em
termosreais.
Resultado Fiscal do Governo Central
Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior
A preçosde out/15- IPCA
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015
R$ milhões
2014 2015
I.1.1. Receita Bruta 840.344,0 796.820,6 -43.523,4 -5,2%
Impostos 392.339,7 382.298,3 -10.041,5 -2,6%
IR 283.525,2 274.842,3 -8.682,9 -3,1%
IPI 46.405,3 42.428,9 -3.976,4 -8,6%
Outros 62.409,2 65.027,0 2.617,9 4,2%
Contribuições 319.262,0 304.302,2 -14.959,8 -4,7%
Cofins 179.712,0 172.504,4 -7.207,6 -4,0%
CSLL 63.752,6 55.683,5 -8.069,1 -12,7%
Pis/Pasep 47.840,3 46.106,0 -1.734,3 -3,6%
CIDE-Combustíveis 8,4 2.420,5 2.412,1 -
Outras 27.948,6 27.587,8 -360,8 -1,3%
Demais 128.742,3 110.220,1 -18.522,2 -14,4%
Cota parte de compensações financeiras 40.216,0 26.020,8 -14.195,1 -35,3%
Diretamente arrecadadas 40.812,9 40.832,3 19,4 0,0%
Concessões 3.149,0 5.793,6 2.644,6 84,0%
Dividendos 19.908,3 6.202,8 -13.705,5 -68,8%
Outras 24.656,2 31.370,6 6.714,4 27,2%
Jan-Out
Receitas Primárias do Tesouro Nacional - Brasil - 2014 / 2015
Discriminação do Resultado Variação %Diferença
Jan-Out
5
-R$43,5biReceitaBruta:redução
realdeR$10,0bina arrec.deimpostos,
deR$15,0bi emContribuiçõesede
R$18,5binasDemaisreceitas.
- R$14,2biCotaParte:decréscimona
participação especialpela expl.de
petróleoegás,devido,principalmente,à
reduçãodopreçointernacionaldo
petróleo.
-R$7,2biCofins:principalmente,
devidoà reduçãorealnovolumede
vendas.
Receitas do Governo Central
Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior
A preçosde out/15- IPCA
- R$13,7biDividendos:pagamentos
dedividendospeloBNDES ePetrobras
em2014,semocorrênciaem2015.
-R$15,2biIRPJe -R$8,1biCSLL:
decréscimosreaisnosrecolhimentospor
estimativa epor lucropresumido.
+R$2,4biCIDE:devidoa alterações
dealíquotas sobrea gasolina eo
diesela partir demaio/15.
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015
R$ milhões
2014 2015
I. DESPESA TOTAL 943.163,8 911.888,0 -31.275,8 -3,3%
I.1. Despesas do Tesouro 587.147,1 548.945,5 -38.201,6 -6,5%
Pessoal e Encargos Sociais 196.355,5 192.477,4 -3.878,2 -2,0%
Custeio e Capital 388.361,3 354.459,9 -33.901,3 -8,7%
Despesa do FAT 52.934,3 41.344,1 -11.590,2 -21,9%
Subsídios e Subvenções Econômicas 8.634,2 23.087,0 14.452,8 167,4%
Benefícios Assistenciais (LOAS/RMV) 35.833,2 36.433,2 600,0 1,7%
Auxílio à CDE 10.052,5 1.350,7 -8.701,8 -86,6%
Outras Despesas de Custeio e Capital 280.907,2 252.244,9 -28.662,2 -10,2%
Outras Despesas de Custeio 203.813,0 204.901,7 1.088,7 0,5%
Outras Despesas de Capital 77.094,1 47.343,3 -29.750,9 -38,6%
Transferência do Tesouro ao Banco Central 2.430,3 2.008,2 -422,1 -17,4%
I.2. Despesas da Previdência Social (Benefícios) 353.032,0 359.774,9 6.742,9 1,9%
Benefícios Previdenciários - Urbano 273.175,6 278.962,8 5.787,3 2,1%
Benefícios Previdenciários - Rural 79.856,4 80.812,1 955,7 1,2%
I.3. Despesas do Banco Central 2.984,6 3.167,5 182,9 6,1%
Despesas Primárias do Governo Central - Brasil - 2014 / 2015
Discriminação
Jan-Out Jan-Out
Variação %Diferença
6
-R$38,2biemDespesasdo
TesouroNacional:reduçãodeR$29,8
binasOutrasDespesasdeCapital, de
R$8,7biemAuxílioà CDEedeR$11,6
biemDespesa doFAT,compensado
parcialmentepelocrescimentode
R$14,5binasDespesascomSubsídios
eSubvenções,sobretudodevidoao
incrementodeR$7,5biemPSI.
+R$6,7biemDespesasda
Previdência:aumentodonúmero
debenefícios(2,8%).
Despesas do Governo Central
Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior
A preçosde out/15- IPCA
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 7
-R$28,6biemOutrasDespesas
deCusteioeCapital:principalmente
devidoà reduçãodeR$43,4binas
despesassomadas dePACe
Discricionárias,compensada
parcialmentepeloaumentode
R$13,2bidogasto conjuntodas
rubricasComplementaçãodoFGTS ,
Compensaçãodo RGPSeFCDF,que
sãodespesasdecaráter obrigatório.
Despesas do Governo Central
Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior
A preçosde out/15- IPCA
Ressalta-sequehouverealocação
orçamentáriadoFCDF noPLOA2015,
emquea maiorparte dosrecursos
passou a serclassificada narubrica
OutrasDespesasdeCusteio, enãona
dePessoaleEncargos,comoocorria
até 2014.
R$milhões
2014 2015
Precatórios e Sentenças 657,9 1.935,6 1.277,7 194,2%
Legislativo 1.498,2 1.432,3 -65,9 -4,4%
Judiciário 7.882,6 8.542,4 659,8 8,4%
Crédito Extraordinário 3.975,7 2.521,7 -1.454,0 -36,6%
PAC 57.674,7 33.800,4 -23.874,3 -41,4%
Fundo Constitucional DF 1.071,2 6.254,1 5.182,9 483,9%
Outras 2.138,5 3.343,8 1.205,3 56,4%
Compensação RGPS 16.300,2 19.853,0 3.552,8 21,8%
Complementação do FGTS 665,7 5.136,6 4.470,9 65,2%
Discricionárias 189.042,6 169.425,1 -19.617,5 -10,4%
Min. da Saúde 79.669,7 76.143,3 -3.526,3 -4,4%
Min. do Des. Social 28.833,7 26.277,4 -2.556,3 -8,9%
Min. da Educação 34.629,7 28.678,6 -5.951,1 -17,2%
Demais 45.909,5 38.325,7 -7.583,8 -16,5%
Total 280.907,2 252.244,9 -28.662,2 -10,2%
Variação %Diferença
Outras Despesas de Custeio e Capital - Brasil -2014/2015
Discriminação
Jan-Out Jan-Out
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 8
Despesas do Governo Central
Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior
A preçosde out/15- IPCA
Em2015,asOutrasDespesasde
Custeioapresentaramumcrescimento
realde0,6%emrelaçãoaomesmo
períodode2014.Noentanto,
excluindo-seasrubricasa seguir,que
sãodecaráter obrigatório,háuma
reduçãorealde6,5%emrelaçãoa
2014:
i)FCDF:realocaçãoorçamentáriada
rubricadePessoaleEncargos;
ii)ComplementaçãodoFGTS:
conformeprogramaçãofinanceira
definida noDecretonº8.456/15e
suasalterações;
iii)Compensação RGPS:aumentodos
setoresbeneficiadospela desoneração
da folha salarial.
R$ milhões
2014 2015
Jan-Out Jan-Out
Outras Despesas de Custeio 203.813,0 204.947,9 1.134,9 0,6%
d.q Fundo Constitucional do DF 1.071,2 6.254,1 5.182,9 483,9%
d.q Compensação RGPS 16.300,2 19.853,0 3.552,8 21,8%
d.q Complementação do FGTS 665,7 5.136,6 4.470,9 671,6%
Outras Despesas de Custeio ajustada * 185.775,9 173.704,3 -12.071,7 -6,5%
*Exclui-se as rubricas FCDF, Compensação do RGPS e Complementação do FGTS
Outras Despesas de Custeio - Brasil - 2014/2015
Discriminação Diferença Variação %
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015
Resultado Fiscal do Governo Central
Resultado Mensal em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior
9
OresultadoprimáriodoGoverno
Centralpassoudesuperávit de
R$4,5bilhõesemout/14para
déficitdeR$12,3biemout/15.
Aseguir,asvariaçõesnos
principais agregados:
i)receitasdoTesouro(-10,6%);
ii)receitasda Previdência(-14,1%):
principalmentereduçãorealda
massa salarial(-6,7%);
iii)transferênciasa estados/
municípios(+3,5%);
iv)despesasdoTesouro(-15,3%);
v)despesasda Previdência(36,8%).
A preçosde out/15- IPCA
R$ Milhões
2014 2015
I. RECEITA TOTAL 116.722,4 103.317,2 -13.405,3 -11,5%
Receitas do Tesouro 86.000,8 76.892,9 -9.107,9 -10,6%
Receitas da Previdência Social 30.328,6 26.041,4 -4.287,2 -14,1%
Receitas do Banco Central 393,1 382,9 -10,2 -2,6%
II. TRANSFERÊNCIAS A ESTADOS E MUNICÍPIOS 15.963,9 16.521,0 557,1 3,5%
III. RECEITA LÍQUIDA TOTAL (I-II) 100.758,5 86.796,1 -13.962,4 -13,9%
IV. DESPESA TOTAL 96.266,5 99.075,1 2.808,6 2,9%
Despesas do Tesouro 62.487,7 52.915,5 -9.572,3 -15,3%
Despesas da Previdência Social (Benefícios) 33.507,8 45.848,7 12.340,9 36,8%
Despesas do Banco Central 270,9 310,9 40,0 14,8%
V. FUNDO SOBERANO DO BRASIL - FSB 0,0 0,0 0,0 -
VI. RESULTADO PRIMÁRIO GOVERNO CENTRAL (III - IV - V) 4.492,0 -12.279,0 -16.771,0 -
Tesouro Nacional 7.549,1 7.456,4 -92,7 -1,2%
Previdência Social (RGPS) -3.179,3 -19.807,4 -16.628,1 523,0%
Banco Central 122,2 72,0 -50,2 -41,1%
Resultado Primário do Governo Central - Brasil - 2014/2015
Discriminação Diferença Variação %
outubro outubro
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 10
Receitas do Governo Central
Resultado Mensal em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior
A preçosde out/15- IPCA
- R$2,2biIRPJe -R$948,6mi
CSLL:decréscimorealna arrecadação
baseada naestimativa mensaleno
lucropresumido.
-R$2,6biemCotaParte:
decréscimonaparticipação especial
pela expl.depetróleoegás,devido,
principalmente,à reduçãodopreço
internacionaldopetróleo.
R$Milhões
Discriminação 2014 2015
I.1.1. Receita Bruta 89.095,3 78.721,5 -10.373,8 -11,6%
Impostos 41.012,7 37.594,4 -3.418,3 -8,3%
IR 29.301,8 26.780,0 -2.521,8 -8,6%
IPI 5.123,8 4.205,4 -918,5 -17,9%
Outros 6.587,1 6.609,0 22,0 0,3%
Contribuições 33.858,6 30.831,2 -3.027,5 -8,9%
Cofins 18.816,0 16.915,1 -1.900,9 -10,1%
CSLL 7.331,1 6.382,6 -948,6 -12,9%
Pis/Pasep 4.926,1 4.441,2 -485,0 -9,8%
CIDE-Combustíveis 0,8 461,7 460,9 -
Outras 2.784,6 2.630,7 -153,9 -5,5%
Demais 14.224,0 10.295,9 -3.928,1 -27,6%
Cota parte de compensações financeiras 6.792,5 4.151,0 -2.641,5 -38,9%
Diretamente arrecadadas 3.695,2 3.504,9 -190,3 -5,1%
Concessões 22,1 86,9 64,8 292,8%
Dividendos 108,4 37,5 -70,9 -65,4%
Outras 3.605,8 2.515,5 -1.090,3 -30,2%
Receitas Primárias do Tesouro Nacional - Brasil - 2014 / 2015
Diferença Variação %
outubro outubro
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 11
-R$9,0biemGastosdeCusteioe
Capital:devido,sobretudo,ao
decréscimorealde R$3,4bi em
Despesa doFAT,de R$1,1bi em
Auxílioà CDEeR$5,1biemOutras
DespesasdeCusteioeCapital.
Despesas do Governo Central
Resultado Mensal em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior
A preçosde out/15- IPCA
R$ milhões
2014 2015
I. DESPESA TOTAL 96.266,5 99.075,1 2.808,6 2,9%
I.1. Despesas do Tesouro 62.487,7 52.915,5 -9.572,3 -15,3%
Pessoal e Encargos Sociais 18.804,0 18.204,7 -599,3 -3,2%
Custeio e Capital 43.334,8 34.380,5 -8.954,4 -20,7%
Despesa do FAT 8.250,1 4.895,8 -3.354,4 -40,7%
Subsídios e Subvenções Econômicas 886,3 1.415,5 529,1 59,7%
Benefícios Assistenciais (LOAS/RMV) 3.466,5 3.584,3 117,7 3,4%
Auxílio à CDE 1.099,3 10,8 -1.088,5 -99,0%
Outras Despesas de Custeio e Capital 29.632,5 24.474,2 -5.158,3 -17,4%
Outras Despesas de Custeio 22.561,2 20.491,7 -2.069,4 -9,2%
Outras Despesas de Capital 7.071,4 3.982,5 -3.088,9 -43,7%
Transferência do Tesouro ao Banco Central 348,9 330,3 -18,6 -5,3%
I.2. Despesas da Previdência Social (Benefícios) 33.507,8 45.848,7 12.340,9 36,8%
Benefícios Previdenciários - Urbano 26.048,2 36.676,8 10.628,5 40,8%
Benefícios Previdenciários - Rural 7.459,6 9.172,0 1.712,4 23,0%
I.3. Despesas do Banco Central 270,9 310,9 40,0 14,8%
Despesas Primárias do Governo Central - Brasil - 2014/2015
Discriminação Diferença Variação %
outubro outubro
+R$12,3biPrevidência
Social:devidoaopagamentoda
1ªparcela doadiantamentodo
13ºsalárioaosbeneficiáriosque
recebemacima de umsalário
mínimo,queem2014ocorreuem
setembro,eem2015ocorreuem
outubro(Decretosnº8.292/14e
nº8.513/15).
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 12
-R$2,2biemPAC:conforme
programaçãofinanceiradefinida no
Decretonº8.456/2015esuas
alterações.
Despesas do Governo Central
Resultado Mensal em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior
A preçosde out/15- IPCA
Reduçãorealde15,0%nas
Discricionárias:devido,
principalmente,à reduçãode37,3%
nasdespesasdoMDSe de17,5%nas
despesasdoMinistérioda Educação,
respeitadososlimites constitucionais.
R$ Milhões
2014 2015
Precatórios e Sentenças 72,4 1.069,6 997,3 -
Legislativo 147,9 116,8 -31,1 -21,0%
Judiciário 958,5 849,5 -109,0 -11,4%
Crédito Extraordinário 308,8 345,8 37,0 12,0%
PAC 4.704,8 2.535,0 -2.169,8 -46,1%
Fundo Constitucional DF 127,3 565,5 438,2 344,3%
Outras 242,4 458,2 215,8 89,0%
Compensação RGPS 1.708,3 0,0 -1.708,3 -100,0%
Complementação FGTS 109,9 511,1 401,2 365,0%
Discricionárias 21.252,4 18.022,6 -3.229,7 -15,2%
Min. da Saúde 7.623,5 7.789,5 166,0 2,2%
Min. do Des. Social 4.142,8 2.597,6 -1.545,1 -37,3%
Min. da Educação 3.926,8 3.238,3 -688,5 -17,5%
Demais 5.559,3 4.397,2 -1.162,1 -20,9%
Total 29.632,5 24.474,2 -5.158,3 -17,4%
Outras Despesas de Custeio e Capital - Brasil - 2014/2015
Diferença Varição %
Discriminação
outubro outubro
Resultado do Tesouro Nacional– outubro/2015
Boxes do Boletim
BOXE1–GOVERNOENCAMINHARELATÓRIO DEAVALIAÇÃODERECEITASEDESPESASPRIMÁRIASDO5ºBIMESTRE
O Relatório destaca que, apesar do grande esforço de contenção de despesas realizado em 2015, o momento econômico desafiador para a
economia brasileira e a consequente frustração das receitas reduziram a previsão de resultado primário para a ano. O Relatório também
ressalta que o Poder Executivo enviou em outubro ao Congresso Nacional uma proposta de alteração do Projeto de Lei que altera a LDO-
2015 (PLN nº 5/2015), no sentido de reduzir a meta de resultado primário do Governo Central para déficit de R$ 51,8 bilhões. Nesse
contexto,oRelatórioconcluiquea aprovaçãodoPLN nº5/2015peloCongressoNacionalé defundamentalimportância.
BOXE2-EVOLUÇÃOFINANCEIRARECENTE,AMBIENTEDEREGRASEINCENTIVOSNAPREVIDÊNCIARURAL NOBRASIL
O texto analisa a trajetória recente das contas da Previdência Social, com destaque ao subsistema relacionado à clientela rural. Observa-se
que o crescimento do déficit nesse subsistema está associado à dinâmica demográfica em curso, à política de valorização real do salário
mínimo e sua vinculação ao piso previdenciário, bem como ao caráter não-contributivo de parte dos benefícios concedidos à clientela rural,
materializado no benefício ao segurado especial. Como reflexo desses fatores, nota-se que as contribuições da clientela rural atualmente
equivalem a 7,5% de sua despesa (dados de 2014) e que 98,6% dos benefícios pagos a ela são de valor igual a um salário mínimo (dados
de 2013). Tendo em vista a importância do subsistema como mecanismo de transferência de renda e estímulo à economia dos municípios
de menor porte, é fundamental o equilíbrio financeiro e atuarial da Previdência Social, e portanto, considera-se oportuno analisar
propostas deaprimoramentonasregrasdeconcessãodeste benefício.
Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 14

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação - Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 (31/08/2016)
Apresentação - Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 (31/08/2016)Apresentação - Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 (31/08/2016)
Apresentação - Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 (31/08/2016)
Ministério da Economia
 
4 fundos regionais e incentivos fiscais henrique sampaio
4 fundos regionais e incentivos fiscais    henrique sampaio4 fundos regionais e incentivos fiscais    henrique sampaio
4 fundos regionais e incentivos fiscais henrique sampaio
govcepamsp
 
Fundos Regionais e Incentivos Fiscais - Henrique Sampaio
Fundos Regionais e Incentivos Fiscais - Henrique SampaioFundos Regionais e Incentivos Fiscais - Henrique Sampaio
Fundos Regionais e Incentivos Fiscais - Henrique Sampaio
Cogepp CEPAM
 
Orçamento 2014 - Projeto de Lei
Orçamento 2014 - Projeto de LeiOrçamento 2014 - Projeto de Lei
Distribuição Pessoal da Renda e da Riqueza da População Brasileira
Distribuição Pessoal da Renda e da Riqueza da População BrasileiraDistribuição Pessoal da Renda e da Riqueza da População Brasileira
Distribuição Pessoal da Renda e da Riqueza da População Brasileira
Ministério da Economia
 
Loa 2017
Loa 2017Loa 2017
Sudene - Parceria para Negócios no Nordeste
Sudene - Parceria para Negócios no NordesteSudene - Parceria para Negócios no Nordeste
Sudene - Parceria para Negócios no Nordeste
procondelsudene
 
Apresentação 2 t13
Apresentação 2 t13Apresentação 2 t13
Apresentação 2 t13
Paraná Banco
 
Sudene - Henrique Jorge Tinoco Aguiar - Novas estratégias de financiamento ...
Sudene   - Henrique Jorge Tinoco Aguiar - Novas estratégias de financiamento ...Sudene   - Henrique Jorge Tinoco Aguiar - Novas estratégias de financiamento ...
Sudene - Henrique Jorge Tinoco Aguiar - Novas estratégias de financiamento ...
Pe Business
 
Nf.janeiro.final (1)
Nf.janeiro.final (1)Nf.janeiro.final (1)
Nf.janeiro.final (1)
Ascom Sefaz
 
Resenha estados e municípios
Resenha estados e municípiosResenha estados e municípios
Resenha estados e municípios
Daniel Gil
 
INSS
INSSINSS
Resultados Segundo Trimestre 2003 - Legislação Societária
Resultados Segundo Trimestre 2003 - Legislação SocietáriaResultados Segundo Trimestre 2003 - Legislação Societária
Resultados Segundo Trimestre 2003 - Legislação Societária
Embraer RI
 
Previdência: Aperfeiçoar para Fortalecer - Fórum de Debates sobre Políticas d...
Previdência: Aperfeiçoar para Fortalecer - Fórum de Debates sobre Políticas d...Previdência: Aperfeiçoar para Fortalecer - Fórum de Debates sobre Políticas d...
Previdência: Aperfeiçoar para Fortalecer - Fórum de Debates sobre Políticas d...
Palácio do Planalto
 
Das pgmei-30533651000108
Das pgmei-30533651000108Das pgmei-30533651000108
Das pgmei-30533651000108
ClaytonSouza24
 
9ª Assembleia – PLOA/MS 2017 e PEC 241/2016
9ª Assembleia – PLOA/MS 2017 e PEC 241/20169ª Assembleia – PLOA/MS 2017 e PEC 241/2016
9ª Assembleia – PLOA/MS 2017 e PEC 241/2016
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
12015 03 05-plano-anual-da-fiscalizacao-2015-e-resultados-2014
12015 03 05-plano-anual-da-fiscalizacao-2015-e-resultados-201412015 03 05-plano-anual-da-fiscalizacao-2015-e-resultados-2014
12015 03 05-plano-anual-da-fiscalizacao-2015-e-resultados-2014
Tania Gurgel
 
Pac ananindeua apresentaçao 2 fotos - oeiras
Pac ananindeua   apresentaçao 2 fotos - oeirasPac ananindeua   apresentaçao 2 fotos - oeiras
Pac ananindeua apresentaçao 2 fotos - oeiras
José Oeiras
 
Perguntas x-respostas-medidas-covid19-com-indice-15-04-2020
Perguntas x-respostas-medidas-covid19-com-indice-15-04-2020Perguntas x-respostas-medidas-covid19-com-indice-15-04-2020
Perguntas x-respostas-medidas-covid19-com-indice-15-04-2020
Claudio Santos
 

Mais procurados (19)

Apresentação - Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 (31/08/2016)
Apresentação - Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 (31/08/2016)Apresentação - Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 (31/08/2016)
Apresentação - Projeto de Lei Orçamentária Anual 2017 (31/08/2016)
 
4 fundos regionais e incentivos fiscais henrique sampaio
4 fundos regionais e incentivos fiscais    henrique sampaio4 fundos regionais e incentivos fiscais    henrique sampaio
4 fundos regionais e incentivos fiscais henrique sampaio
 
Fundos Regionais e Incentivos Fiscais - Henrique Sampaio
Fundos Regionais e Incentivos Fiscais - Henrique SampaioFundos Regionais e Incentivos Fiscais - Henrique Sampaio
Fundos Regionais e Incentivos Fiscais - Henrique Sampaio
 
Orçamento 2014 - Projeto de Lei
Orçamento 2014 - Projeto de LeiOrçamento 2014 - Projeto de Lei
Orçamento 2014 - Projeto de Lei
 
Distribuição Pessoal da Renda e da Riqueza da População Brasileira
Distribuição Pessoal da Renda e da Riqueza da População BrasileiraDistribuição Pessoal da Renda e da Riqueza da População Brasileira
Distribuição Pessoal da Renda e da Riqueza da População Brasileira
 
Loa 2017
Loa 2017Loa 2017
Loa 2017
 
Sudene - Parceria para Negócios no Nordeste
Sudene - Parceria para Negócios no NordesteSudene - Parceria para Negócios no Nordeste
Sudene - Parceria para Negócios no Nordeste
 
Apresentação 2 t13
Apresentação 2 t13Apresentação 2 t13
Apresentação 2 t13
 
Sudene - Henrique Jorge Tinoco Aguiar - Novas estratégias de financiamento ...
Sudene   - Henrique Jorge Tinoco Aguiar - Novas estratégias de financiamento ...Sudene   - Henrique Jorge Tinoco Aguiar - Novas estratégias de financiamento ...
Sudene - Henrique Jorge Tinoco Aguiar - Novas estratégias de financiamento ...
 
Nf.janeiro.final (1)
Nf.janeiro.final (1)Nf.janeiro.final (1)
Nf.janeiro.final (1)
 
Resenha estados e municípios
Resenha estados e municípiosResenha estados e municípios
Resenha estados e municípios
 
INSS
INSSINSS
INSS
 
Resultados Segundo Trimestre 2003 - Legislação Societária
Resultados Segundo Trimestre 2003 - Legislação SocietáriaResultados Segundo Trimestre 2003 - Legislação Societária
Resultados Segundo Trimestre 2003 - Legislação Societária
 
Previdência: Aperfeiçoar para Fortalecer - Fórum de Debates sobre Políticas d...
Previdência: Aperfeiçoar para Fortalecer - Fórum de Debates sobre Políticas d...Previdência: Aperfeiçoar para Fortalecer - Fórum de Debates sobre Políticas d...
Previdência: Aperfeiçoar para Fortalecer - Fórum de Debates sobre Políticas d...
 
Das pgmei-30533651000108
Das pgmei-30533651000108Das pgmei-30533651000108
Das pgmei-30533651000108
 
9ª Assembleia – PLOA/MS 2017 e PEC 241/2016
9ª Assembleia – PLOA/MS 2017 e PEC 241/20169ª Assembleia – PLOA/MS 2017 e PEC 241/2016
9ª Assembleia – PLOA/MS 2017 e PEC 241/2016
 
12015 03 05-plano-anual-da-fiscalizacao-2015-e-resultados-2014
12015 03 05-plano-anual-da-fiscalizacao-2015-e-resultados-201412015 03 05-plano-anual-da-fiscalizacao-2015-e-resultados-2014
12015 03 05-plano-anual-da-fiscalizacao-2015-e-resultados-2014
 
Pac ananindeua apresentaçao 2 fotos - oeiras
Pac ananindeua   apresentaçao 2 fotos - oeirasPac ananindeua   apresentaçao 2 fotos - oeiras
Pac ananindeua apresentaçao 2 fotos - oeiras
 
Perguntas x-respostas-medidas-covid19-com-indice-15-04-2020
Perguntas x-respostas-medidas-covid19-com-indice-15-04-2020Perguntas x-respostas-medidas-covid19-com-indice-15-04-2020
Perguntas x-respostas-medidas-covid19-com-indice-15-04-2020
 

Destaque

Saude financeira rfrv of 24251112 online
Saude financeira rfrv of 24251112 onlineSaude financeira rfrv of 24251112 online
Saude financeira rfrv of 24251112 online
apicedesenvolve
 
Saúde Financeira: como anda a sua?
Saúde Financeira: como anda a sua?Saúde Financeira: como anda a sua?
Saúde Financeira: como anda a sua?
qifinanceiro
 
BAB IV
BAB IVBAB IV
BAB IV
mr endar
 
TR Process - Smart Credit Card Instant Issuance
TR Process  -  Smart Credit Card Instant IssuanceTR Process  -  Smart Credit Card Instant Issuance
TR Process - Smart Credit Card Instant Issuance
Ewaldo Del Valle
 
Descomplicando seus investimentos pessoais
Descomplicando seus investimentos pessoaisDescomplicando seus investimentos pessoais
Descomplicando seus investimentos pessoais
Mauri Mendes
 
Títulos de Renda Fixa
Títulos de Renda FixaTítulos de Renda Fixa
Títulos de Renda Fixa
Eder Nogueira
 
DETRAN MAIS FÁCIL: CONSTRUÇÃO DE APP WEB USANDO O FRAMEWORK ÁGIL YII
DETRAN MAIS FÁCIL: CONSTRUÇÃO DE APP WEB USANDO O FRAMEWORK ÁGIL YII DETRAN MAIS FÁCIL: CONSTRUÇÃO DE APP WEB USANDO O FRAMEWORK ÁGIL YII
DETRAN MAIS FÁCIL: CONSTRUÇÃO DE APP WEB USANDO O FRAMEWORK ÁGIL YII
Eder Nogueira
 
Prointer 23 10-1
Prointer 23 10-1Prointer 23 10-1
Prointer 23 10-1
Amanda Naves
 
Prointer oficcial biblioteca virtual
Prointer oficcial   biblioteca virtualProinter oficcial   biblioteca virtual
Prointer oficcial biblioteca virtual
Viviane Macedo
 
Prointer .silene da silva fiqueiredo
Prointer .silene da silva fiqueiredoProinter .silene da silva fiqueiredo
Prointer .silene da silva fiqueiredo
SilvanSilav Santos
 
Prointer parcial
Prointer parcialProinter parcial
Prointer parcial
Ana Paula
 
Análise de investimentos
Análise de investimentosAnálise de investimentos
Análise de investimentos
Derson Lopes Jr, Msc, PMP
 
Relatório final prointer I Mayk Ravandiere
Relatório final   prointer I Mayk RavandiereRelatório final   prointer I Mayk Ravandiere
Relatório final prointer I Mayk Ravandiere
Mayk Ravandiere
 
Cisco UCS
Cisco UCSCisco UCS
Cisco UCS
Erik Bussink
 
Desafio profissional 2014
Desafio profissional 2014Desafio profissional 2014
Desafio profissional 2014
Fernando santos
 
1 Mercados Financeiros
1   Mercados Financeiros1   Mercados Financeiros
1 Mercados Financeiros
ggsj
 
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
SlideShare
 
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShareWhat to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
SlideShare
 
Getting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShareGetting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShare
SlideShare
 

Destaque (19)

Saude financeira rfrv of 24251112 online
Saude financeira rfrv of 24251112 onlineSaude financeira rfrv of 24251112 online
Saude financeira rfrv of 24251112 online
 
Saúde Financeira: como anda a sua?
Saúde Financeira: como anda a sua?Saúde Financeira: como anda a sua?
Saúde Financeira: como anda a sua?
 
BAB IV
BAB IVBAB IV
BAB IV
 
TR Process - Smart Credit Card Instant Issuance
TR Process  -  Smart Credit Card Instant IssuanceTR Process  -  Smart Credit Card Instant Issuance
TR Process - Smart Credit Card Instant Issuance
 
Descomplicando seus investimentos pessoais
Descomplicando seus investimentos pessoaisDescomplicando seus investimentos pessoais
Descomplicando seus investimentos pessoais
 
Títulos de Renda Fixa
Títulos de Renda FixaTítulos de Renda Fixa
Títulos de Renda Fixa
 
DETRAN MAIS FÁCIL: CONSTRUÇÃO DE APP WEB USANDO O FRAMEWORK ÁGIL YII
DETRAN MAIS FÁCIL: CONSTRUÇÃO DE APP WEB USANDO O FRAMEWORK ÁGIL YII DETRAN MAIS FÁCIL: CONSTRUÇÃO DE APP WEB USANDO O FRAMEWORK ÁGIL YII
DETRAN MAIS FÁCIL: CONSTRUÇÃO DE APP WEB USANDO O FRAMEWORK ÁGIL YII
 
Prointer 23 10-1
Prointer 23 10-1Prointer 23 10-1
Prointer 23 10-1
 
Prointer oficcial biblioteca virtual
Prointer oficcial   biblioteca virtualProinter oficcial   biblioteca virtual
Prointer oficcial biblioteca virtual
 
Prointer .silene da silva fiqueiredo
Prointer .silene da silva fiqueiredoProinter .silene da silva fiqueiredo
Prointer .silene da silva fiqueiredo
 
Prointer parcial
Prointer parcialProinter parcial
Prointer parcial
 
Análise de investimentos
Análise de investimentosAnálise de investimentos
Análise de investimentos
 
Relatório final prointer I Mayk Ravandiere
Relatório final   prointer I Mayk RavandiereRelatório final   prointer I Mayk Ravandiere
Relatório final prointer I Mayk Ravandiere
 
Cisco UCS
Cisco UCSCisco UCS
Cisco UCS
 
Desafio profissional 2014
Desafio profissional 2014Desafio profissional 2014
Desafio profissional 2014
 
1 Mercados Financeiros
1   Mercados Financeiros1   Mercados Financeiros
1 Mercados Financeiros
 
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
2015 Upload Campaigns Calendar - SlideShare
 
What to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShareWhat to Upload to SlideShare
What to Upload to SlideShare
 
Getting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShareGetting Started With SlideShare
Getting Started With SlideShare
 

Semelhante a Resultado do Tesouro Nacional - Outubro de 2015

Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)
Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)
Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Ministério da Economia
 
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
ricardotajra3
 
Balanço da CNM sobre arrecadação
Balanço da CNM sobre arrecadaçãoBalanço da CNM sobre arrecadação
Balanço da CNM sobre arrecadação
Jornal do Commercio
 
Reequilíbrio Fiscal e Programação Orçamentária de 2015
Reequilíbrio Fiscal e Programação Orçamentária de 2015Reequilíbrio Fiscal e Programação Orçamentária de 2015
Reequilíbrio Fiscal e Programação Orçamentária de 2015
DenizecomZ
 
Final programação orçamentária 2015
Final programação orçamentária 2015 Final programação orçamentária 2015
Final programação orçamentária 2015
Conversa Afiada
 
Riscos da Reforma da Previdência, por Paulo Kliass
Riscos da Reforma da Previdência, por Paulo KliassRiscos da Reforma da Previdência, por Paulo Kliass
Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018
Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018
Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018
Jose Adriano Pinto
 
Estabilização da Economia e Recuperação do Crescimento e Emprego
Estabilização da Economia e Recuperação do Crescimento e EmpregoEstabilização da Economia e Recuperação do Crescimento e Emprego
Estabilização da Economia e Recuperação do Crescimento e Emprego
Ministério da Economia
 
Apresentação dos Resultados 1T15 CTEEP
Apresentação dos Resultados 1T15 CTEEPApresentação dos Resultados 1T15 CTEEP
Apresentação dos Resultados 1T15 CTEEP
Cteep_ri
 
Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema - darcy carvalho dos santos - ...
Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema -  darcy carvalho dos santos - ...Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema -  darcy carvalho dos santos - ...
Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema - darcy carvalho dos santos - ...
Fundação de Economia e Estatística
 
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Alexandre Schwartsman
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Alexandre SchwartsmanJornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Alexandre Schwartsman
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Alexandre Schwartsman
ExpoGestão
 
Audiencia publica 1º quadrimestre 2018
Audiencia publica  1º quadrimestre 2018Audiencia publica  1º quadrimestre 2018
Audiencia publica 1º quadrimestre 2018
PrefeituraRiodoCampo
 
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
DenizecomZ
 
Raio-x dos investimentos - Março 2015
Raio-x dos investimentos - Março 2015Raio-x dos investimentos - Março 2015
Raio-x dos investimentos - Março 2015
Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP
 
Cteep apresentação 1_t14
Cteep apresentação 1_t14Cteep apresentação 1_t14
Cteep apresentação 1_t14
Cteep
 
Apresentacao Joaquim Levy no Bank of America
Apresentacao Joaquim Levy no Bank of AmericaApresentacao Joaquim Levy no Bank of America
Apresentacao Joaquim Levy no Bank of America
Palácio do Planalto
 
Apresentação 4T14 e 2014 - CCR
Apresentação 4T14 e 2014 - CCRApresentação 4T14 e 2014 - CCR
Apresentação 4T14 e 2014 - CCR
CCR Relações com Investidores
 
Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias - 3o bimestre de 2015...
Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias - 3o bimestre de 2015...Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias - 3o bimestre de 2015...
Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias - 3o bimestre de 2015...
FazendaGovBr
 
Estudo Conjuntura do Dieese
Estudo Conjuntura do DieeseEstudo Conjuntura do Dieese
Estudo Conjuntura do Dieese
Nathan Camelo
 

Semelhante a Resultado do Tesouro Nacional - Outubro de 2015 (20)

Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)
Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)
Apresentação – Reforma da Previdência (08/03/2017)
 
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
Apresentação – Programação fiscal 2017-2018 (15/08/2017)
 
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
190821_francisco_erist5y5yy56yyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyma.pdf
 
Balanço da CNM sobre arrecadação
Balanço da CNM sobre arrecadaçãoBalanço da CNM sobre arrecadação
Balanço da CNM sobre arrecadação
 
Reequilíbrio Fiscal e Programação Orçamentária de 2015
Reequilíbrio Fiscal e Programação Orçamentária de 2015Reequilíbrio Fiscal e Programação Orçamentária de 2015
Reequilíbrio Fiscal e Programação Orçamentária de 2015
 
Final programação orçamentária 2015
Final programação orçamentária 2015 Final programação orçamentária 2015
Final programação orçamentária 2015
 
Riscos da Reforma da Previdência, por Paulo Kliass
Riscos da Reforma da Previdência, por Paulo KliassRiscos da Reforma da Previdência, por Paulo Kliass
Riscos da Reforma da Previdência, por Paulo Kliass
 
Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018
Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018
Extrato do Plano Anual de Fiscalização 2019 – Resultados 2018
 
Estabilização da Economia e Recuperação do Crescimento e Emprego
Estabilização da Economia e Recuperação do Crescimento e EmpregoEstabilização da Economia e Recuperação do Crescimento e Emprego
Estabilização da Economia e Recuperação do Crescimento e Emprego
 
Apresentação dos Resultados 1T15 CTEEP
Apresentação dos Resultados 1T15 CTEEPApresentação dos Resultados 1T15 CTEEP
Apresentação dos Resultados 1T15 CTEEP
 
Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema - darcy carvalho dos santos - ...
Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema -  darcy carvalho dos santos - ...Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema -  darcy carvalho dos santos - ...
Dívida estadual: um pouco de luz sobre o tema - darcy carvalho dos santos - ...
 
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Alexandre Schwartsman
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Alexandre SchwartsmanJornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Alexandre Schwartsman
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Alexandre Schwartsman
 
Audiencia publica 1º quadrimestre 2018
Audiencia publica  1º quadrimestre 2018Audiencia publica  1º quadrimestre 2018
Audiencia publica 1º quadrimestre 2018
 
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
 
Raio-x dos investimentos - Março 2015
Raio-x dos investimentos - Março 2015Raio-x dos investimentos - Março 2015
Raio-x dos investimentos - Março 2015
 
Cteep apresentação 1_t14
Cteep apresentação 1_t14Cteep apresentação 1_t14
Cteep apresentação 1_t14
 
Apresentacao Joaquim Levy no Bank of America
Apresentacao Joaquim Levy no Bank of AmericaApresentacao Joaquim Levy no Bank of America
Apresentacao Joaquim Levy no Bank of America
 
Apresentação 4T14 e 2014 - CCR
Apresentação 4T14 e 2014 - CCRApresentação 4T14 e 2014 - CCR
Apresentação 4T14 e 2014 - CCR
 
Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias - 3o bimestre de 2015...
Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias - 3o bimestre de 2015...Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias - 3o bimestre de 2015...
Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias - 3o bimestre de 2015...
 
Estudo Conjuntura do Dieese
Estudo Conjuntura do DieeseEstudo Conjuntura do Dieese
Estudo Conjuntura do Dieese
 

Mais de Ministério da Economia

Apresentação – Estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) sobre o impac...
Apresentação – Estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) sobre o impac...Apresentação – Estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) sobre o impac...
Apresentação – Estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) sobre o impac...
Ministério da Economia
 
Cadastro positivo - Novo cadastro vai aumentar a privacidade dos dados
Cadastro positivo - Novo cadastro vai aumentar a privacidade dos dadosCadastro positivo - Novo cadastro vai aumentar a privacidade dos dados
Cadastro positivo - Novo cadastro vai aumentar a privacidade dos dados
Ministério da Economia
 
Apresentação – Proposta do Brasil de REDD+ para o GCF (em espanhol) (06/03/2018)
Apresentação – Proposta do Brasil de REDD+ para o GCF (em espanhol) (06/03/2018)Apresentação – Proposta do Brasil de REDD+ para o GCF (em espanhol) (06/03/2018)
Apresentação – Proposta do Brasil de REDD+ para o GCF (em espanhol) (06/03/2018)
Ministério da Economia
 
Apresentação do Tesouro sobre o Decreto 9.292/18 (26/02/2018)
Apresentação do Tesouro sobre o Decreto 9.292/18 (26/02/2018)Apresentação do Tesouro sobre o Decreto 9.292/18 (26/02/2018)
Apresentação do Tesouro sobre o Decreto 9.292/18 (26/02/2018)
Ministério da Economia
 
Reforma do Fies: o velho e o novo - 21/02/2018
Reforma do Fies: o velho e o novo - 21/02/2018Reforma do Fies: o velho e o novo - 21/02/2018
Reforma do Fies: o velho e o novo - 21/02/2018
Ministério da Economia
 
Apresentação – Aula magna da secretária Ana Paula Vescovi para alunos do Insp...
Apresentação – Aula magna da secretária Ana Paula Vescovi para alunos do Insp...Apresentação – Aula magna da secretária Ana Paula Vescovi para alunos do Insp...
Apresentação – Aula magna da secretária Ana Paula Vescovi para alunos do Insp...
Ministério da Economia
 
Apresentação – Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Apresentação – Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)Apresentação – Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Apresentação – Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Ministério da Economia
 
Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – Orçamento de Subsídios da União (31/10/2017)
Apresentação – Orçamento de Subsídios da União (31/10/2017)Apresentação – Orçamento de Subsídios da União (31/10/2017)
Apresentação – Orçamento de Subsídios da União (31/10/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – Ajuste fiscal e crescimento econômico (31/10/2017)
Apresentação – Ajuste fiscal e crescimento econômico (31/10/2017)Apresentação – Ajuste fiscal e crescimento econômico (31/10/2017)
Apresentação – Ajuste fiscal e crescimento econômico (31/10/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – Cadastro Positivo: mitos e verdades (24/10/2017)
Apresentação – Cadastro Positivo: mitos e verdades (24/10/2017)Apresentação – Cadastro Positivo: mitos e verdades (24/10/2017)
Apresentação – Cadastro Positivo: mitos e verdades (24/10/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – A Inserção do Brasil na Ordem Econômica Global (19/10/2017)
Apresentação – A Inserção do Brasil na Ordem Econômica Global (19/10/2017)Apresentação – A Inserção do Brasil na Ordem Econômica Global (19/10/2017)
Apresentação – A Inserção do Brasil na Ordem Econômica Global (19/10/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (23/08/2017)
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (23/08/2017)Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (23/08/2017)
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (23/08/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – Perspectivas Fiscais e o Processo de Desinflação (15/08/2017)
Apresentação – Perspectivas Fiscais e o Processo de Desinflação (15/08/2017)Apresentação – Perspectivas Fiscais e o Processo de Desinflação (15/08/2017)
Apresentação – Perspectivas Fiscais e o Processo de Desinflação (15/08/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – MP 777: Mitos e Verdades sobre a Substituição da TJLP pela TLP...
Apresentação – MP 777: Mitos e Verdades sobre a Substituição da TJLP pela TLP...Apresentação – MP 777: Mitos e Verdades sobre a Substituição da TJLP pela TLP...
Apresentação – MP 777: Mitos e Verdades sobre a Substituição da TJLP pela TLP...
Ministério da Economia
 
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (14/07/2017)
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (14/07/2017)Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (14/07/2017)
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (14/07/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – TLP: mudança estruturante (12/07/2017)
Apresentação – TLP: mudança estruturante (12/07/2017)Apresentação – TLP: mudança estruturante (12/07/2017)
Apresentação – TLP: mudança estruturante (12/07/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação - Novo Fies - Juro zero para quem mais precisa (06/07/2017)
Apresentação - Novo Fies - Juro zero para quem mais precisa (06/07/2017)Apresentação - Novo Fies - Juro zero para quem mais precisa (06/07/2017)
Apresentação - Novo Fies - Juro zero para quem mais precisa (06/07/2017)
Ministério da Economia
 
Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)
Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)
Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)
Ministério da Economia
 
Carf recebe certificação internacional de qualidade
Carf recebe certificação internacional de qualidadeCarf recebe certificação internacional de qualidade
Carf recebe certificação internacional de qualidade
Ministério da Economia
 

Mais de Ministério da Economia (20)

Apresentação – Estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) sobre o impac...
Apresentação – Estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) sobre o impac...Apresentação – Estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) sobre o impac...
Apresentação – Estudo da Secretaria de Política Econômica (SPE) sobre o impac...
 
Cadastro positivo - Novo cadastro vai aumentar a privacidade dos dados
Cadastro positivo - Novo cadastro vai aumentar a privacidade dos dadosCadastro positivo - Novo cadastro vai aumentar a privacidade dos dados
Cadastro positivo - Novo cadastro vai aumentar a privacidade dos dados
 
Apresentação – Proposta do Brasil de REDD+ para o GCF (em espanhol) (06/03/2018)
Apresentação – Proposta do Brasil de REDD+ para o GCF (em espanhol) (06/03/2018)Apresentação – Proposta do Brasil de REDD+ para o GCF (em espanhol) (06/03/2018)
Apresentação – Proposta do Brasil de REDD+ para o GCF (em espanhol) (06/03/2018)
 
Apresentação do Tesouro sobre o Decreto 9.292/18 (26/02/2018)
Apresentação do Tesouro sobre o Decreto 9.292/18 (26/02/2018)Apresentação do Tesouro sobre o Decreto 9.292/18 (26/02/2018)
Apresentação do Tesouro sobre o Decreto 9.292/18 (26/02/2018)
 
Reforma do Fies: o velho e o novo - 21/02/2018
Reforma do Fies: o velho e o novo - 21/02/2018Reforma do Fies: o velho e o novo - 21/02/2018
Reforma do Fies: o velho e o novo - 21/02/2018
 
Apresentação – Aula magna da secretária Ana Paula Vescovi para alunos do Insp...
Apresentação – Aula magna da secretária Ana Paula Vescovi para alunos do Insp...Apresentação – Aula magna da secretária Ana Paula Vescovi para alunos do Insp...
Apresentação – Aula magna da secretária Ana Paula Vescovi para alunos do Insp...
 
Apresentação – Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Apresentação – Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)Apresentação – Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Apresentação – Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
 
Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
Grade de parâmetros macroeconômicos (14/12/2017)
 
Apresentação – Orçamento de Subsídios da União (31/10/2017)
Apresentação – Orçamento de Subsídios da União (31/10/2017)Apresentação – Orçamento de Subsídios da União (31/10/2017)
Apresentação – Orçamento de Subsídios da União (31/10/2017)
 
Apresentação – Ajuste fiscal e crescimento econômico (31/10/2017)
Apresentação – Ajuste fiscal e crescimento econômico (31/10/2017)Apresentação – Ajuste fiscal e crescimento econômico (31/10/2017)
Apresentação – Ajuste fiscal e crescimento econômico (31/10/2017)
 
Apresentação – Cadastro Positivo: mitos e verdades (24/10/2017)
Apresentação – Cadastro Positivo: mitos e verdades (24/10/2017)Apresentação – Cadastro Positivo: mitos e verdades (24/10/2017)
Apresentação – Cadastro Positivo: mitos e verdades (24/10/2017)
 
Apresentação – A Inserção do Brasil na Ordem Econômica Global (19/10/2017)
Apresentação – A Inserção do Brasil na Ordem Econômica Global (19/10/2017)Apresentação – A Inserção do Brasil na Ordem Econômica Global (19/10/2017)
Apresentação – A Inserção do Brasil na Ordem Econômica Global (19/10/2017)
 
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (23/08/2017)
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (23/08/2017)Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (23/08/2017)
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (23/08/2017)
 
Apresentação – Perspectivas Fiscais e o Processo de Desinflação (15/08/2017)
Apresentação – Perspectivas Fiscais e o Processo de Desinflação (15/08/2017)Apresentação – Perspectivas Fiscais e o Processo de Desinflação (15/08/2017)
Apresentação – Perspectivas Fiscais e o Processo de Desinflação (15/08/2017)
 
Apresentação – MP 777: Mitos e Verdades sobre a Substituição da TJLP pela TLP...
Apresentação – MP 777: Mitos e Verdades sobre a Substituição da TJLP pela TLP...Apresentação – MP 777: Mitos e Verdades sobre a Substituição da TJLP pela TLP...
Apresentação – MP 777: Mitos e Verdades sobre a Substituição da TJLP pela TLP...
 
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (14/07/2017)
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (14/07/2017)Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (14/07/2017)
Apresentação – Retomada do crescimento e reformas estruturais (14/07/2017)
 
Apresentação – TLP: mudança estruturante (12/07/2017)
Apresentação – TLP: mudança estruturante (12/07/2017)Apresentação – TLP: mudança estruturante (12/07/2017)
Apresentação – TLP: mudança estruturante (12/07/2017)
 
Apresentação - Novo Fies - Juro zero para quem mais precisa (06/07/2017)
Apresentação - Novo Fies - Juro zero para quem mais precisa (06/07/2017)Apresentação - Novo Fies - Juro zero para quem mais precisa (06/07/2017)
Apresentação - Novo Fies - Juro zero para quem mais precisa (06/07/2017)
 
Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)
Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)
Apresentação – Diagnóstico Fies (06/07/2017)
 
Carf recebe certificação internacional de qualidade
Carf recebe certificação internacional de qualidadeCarf recebe certificação internacional de qualidade
Carf recebe certificação internacional de qualidade
 

Resultado do Tesouro Nacional - Outubro de 2015

  • 1. Resultado do Tesouro Nacional Outubro de 2015 Brasília 26 de Novembro,2015
  • 2. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 Resultado Fiscal do Governo Central Receitas,Despesas e Resultado do Governo Central Brasil – 2014/2015 – R$ Bilhões –Valores Nominais Fonte: Tesouro Nacional 2 Em2015,oresultadoprimário acumuladoatéoutubrofoi deficitárioem R$33,1bilhões,frentea R$11,6 bilhõesnomesmoperíodode 2014.Oresultadosedeve, sobretudo,àreduçãoreal de 5,6%dareceitalíquida,umavez queadespesatotalapresentou reduçãode3,3%emtermos reais. Emoutubrode2015,odéficit primáriofoideR$12,3bilhões, frenteasuperávitdeR$4,1 bilhõesemoutubrode2014. Discriminação do Resultado 2014 2015 Nominal Real (IPCA) 2014 2015 Nominal Real (IPCA) I. RECEITA TOTAL 1.000.637,70 1.027.861,4 2,7% -5,4% 106.179,51 103.317,2 -2,7% -11,5% II. TRANSFERÊNCIAS A ESTADOS E MUNICÍPIOS 169.517,49 175.355,5 3,4% -4,7% 14.521,98 16.521,0 13,8% 3,5% III. RECEITA LÍQUIDA TOTAL (I-II) 831.120,21 852.505,9 2,6% -5,6% 91.657,53 86.796,1 -5,3% -13,9% IV. DESPESA TOTAL 842.750,51 885.605,7 5,1% -3,3% 87.571,24 99.075,1 13,1% 2,9% V. FUNDO SOBERANO DO BRASIL - FSB 2 0,00 0,00 - - 0,00 0,00 - - VI. RESULTADO PRIMÁRIO GOVERNO CENTRAL (III - IV - V) -11.630,3 -33.099,8 184,6% 169,6% 4.086,3 -12.279,0 - - Tesouro Nacional 38.836,2 41.485,1 6,8% -1,7% 6.867,2 7.456,4 8,6% -1,2% Previdência Social (RGPS) -50.555,8 -74.062,2 46,5% 34,3% -2.892,1 -19.807,4 584,9% 523,0% Banco Central 89,3 -522,7 - - 111,2 72,0 -35,2% -41,1% VII. RESULTADO PRIMÁRIO/PIB -0,26% -0,69% Resultado Primário do Governo Central - Brasil - 2014/2015 Jan-Out Variação (2015/2014) % Outubro Variação (2015/2014) %
  • 3. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 Resultado Fiscal do Governo Central Resultado Primário do Governo Central- Acumulado em 12 Meses Brasil – 2014/2015 – R$ Bilhões – A preços de out/15 - IPCA 3 -39,1 -0,68% -1,5% -0,5% 0,5% 1,5% -90,0 -60,0 -30,0 0,0 30,0 60,0 out-14 nov-14 dez-14 jan-15 fev-15 mar-15 abr-15 mai-15 jun-15 jul-15 ago-15 set-15 out-15 %PIB R$Bilhões Acumulado 12meses Acumulado 12meses% PIB
  • 4. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 R$ Milhões 2014 2015 I. RECEITA TOTAL 1.121.098,4 1.060.054,6 -61.043,8 -5,4% Receitas do Tesouro 821.429,8 773.455,6 -47.974,2 -5,8% Receitas da Previdência Social 296.583,7 283.976,6 -12.607,1 -4,3% Receitas do Banco Central 3.084,9 2.622,4 -462,4 -15,0% II. TRANSFERÊNCIAS A ESTADOS E MUNICÍPIOS 190.175,6 181.171,4 -9.004,3 -4,7% III. RECEITA LÍQUIDA TOTAL (I-II) 930.922,7 878.883,2 -52.039,5 -5,6% IV. DESPESA TOTAL 943.163,8 911.888,0 -31.275,8 -3,3% Despesas do Tesouro 587.147,1 548.945,5 -38.201,6 -6,5% Despesas da Previdência Social (Benefícios) 353.032,0 359.774,9 6.742,9 1,9% Despesas do Banco Central 2.984,6 3.167,5 182,9 6,1% V. FUNDO SOBERANO DO BRASIL - FSB - - - - VI. RESULTADO PRIMÁRIO GOVERNO CENTRAL (III - IV + V) -12.241,0 -33.004,8 -20.763,7 169,6% Tesouro Nacional 44.107,0 43.338,7 -768,3 -1,7% Previdência Social (RGPS) -56.448,3 -75.798,4 -19.350,0 34,3% Banco Central 100,2 -545,1 -645,3 - Resultado Primário do Governo Central - Brasil - 2014 / 2015 Discriminação Jan-Out Jan-Out Diferença Variação (%) 4 Noacumuladodoano,a reduçãodo resultadoprimáriodoGovernoCentral éexplicada pela reduçãoda Receita Líquida,de5,6%emtermosreais, umavezquea Despesa Total apresentoureduçãode3,3%em termosreais. Resultado Fiscal do Governo Central Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior A preçosde out/15- IPCA
  • 5. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 R$ milhões 2014 2015 I.1.1. Receita Bruta 840.344,0 796.820,6 -43.523,4 -5,2% Impostos 392.339,7 382.298,3 -10.041,5 -2,6% IR 283.525,2 274.842,3 -8.682,9 -3,1% IPI 46.405,3 42.428,9 -3.976,4 -8,6% Outros 62.409,2 65.027,0 2.617,9 4,2% Contribuições 319.262,0 304.302,2 -14.959,8 -4,7% Cofins 179.712,0 172.504,4 -7.207,6 -4,0% CSLL 63.752,6 55.683,5 -8.069,1 -12,7% Pis/Pasep 47.840,3 46.106,0 -1.734,3 -3,6% CIDE-Combustíveis 8,4 2.420,5 2.412,1 - Outras 27.948,6 27.587,8 -360,8 -1,3% Demais 128.742,3 110.220,1 -18.522,2 -14,4% Cota parte de compensações financeiras 40.216,0 26.020,8 -14.195,1 -35,3% Diretamente arrecadadas 40.812,9 40.832,3 19,4 0,0% Concessões 3.149,0 5.793,6 2.644,6 84,0% Dividendos 19.908,3 6.202,8 -13.705,5 -68,8% Outras 24.656,2 31.370,6 6.714,4 27,2% Jan-Out Receitas Primárias do Tesouro Nacional - Brasil - 2014 / 2015 Discriminação do Resultado Variação %Diferença Jan-Out 5 -R$43,5biReceitaBruta:redução realdeR$10,0bina arrec.deimpostos, deR$15,0bi emContribuiçõesede R$18,5binasDemaisreceitas. - R$14,2biCotaParte:decréscimona participação especialpela expl.de petróleoegás,devido,principalmente,à reduçãodopreçointernacionaldo petróleo. -R$7,2biCofins:principalmente, devidoà reduçãorealnovolumede vendas. Receitas do Governo Central Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior A preçosde out/15- IPCA - R$13,7biDividendos:pagamentos dedividendospeloBNDES ePetrobras em2014,semocorrênciaem2015. -R$15,2biIRPJe -R$8,1biCSLL: decréscimosreaisnosrecolhimentospor estimativa epor lucropresumido. +R$2,4biCIDE:devidoa alterações dealíquotas sobrea gasolina eo diesela partir demaio/15.
  • 6. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 R$ milhões 2014 2015 I. DESPESA TOTAL 943.163,8 911.888,0 -31.275,8 -3,3% I.1. Despesas do Tesouro 587.147,1 548.945,5 -38.201,6 -6,5% Pessoal e Encargos Sociais 196.355,5 192.477,4 -3.878,2 -2,0% Custeio e Capital 388.361,3 354.459,9 -33.901,3 -8,7% Despesa do FAT 52.934,3 41.344,1 -11.590,2 -21,9% Subsídios e Subvenções Econômicas 8.634,2 23.087,0 14.452,8 167,4% Benefícios Assistenciais (LOAS/RMV) 35.833,2 36.433,2 600,0 1,7% Auxílio à CDE 10.052,5 1.350,7 -8.701,8 -86,6% Outras Despesas de Custeio e Capital 280.907,2 252.244,9 -28.662,2 -10,2% Outras Despesas de Custeio 203.813,0 204.901,7 1.088,7 0,5% Outras Despesas de Capital 77.094,1 47.343,3 -29.750,9 -38,6% Transferência do Tesouro ao Banco Central 2.430,3 2.008,2 -422,1 -17,4% I.2. Despesas da Previdência Social (Benefícios) 353.032,0 359.774,9 6.742,9 1,9% Benefícios Previdenciários - Urbano 273.175,6 278.962,8 5.787,3 2,1% Benefícios Previdenciários - Rural 79.856,4 80.812,1 955,7 1,2% I.3. Despesas do Banco Central 2.984,6 3.167,5 182,9 6,1% Despesas Primárias do Governo Central - Brasil - 2014 / 2015 Discriminação Jan-Out Jan-Out Variação %Diferença 6 -R$38,2biemDespesasdo TesouroNacional:reduçãodeR$29,8 binasOutrasDespesasdeCapital, de R$8,7biemAuxílioà CDEedeR$11,6 biemDespesa doFAT,compensado parcialmentepelocrescimentode R$14,5binasDespesascomSubsídios eSubvenções,sobretudodevidoao incrementodeR$7,5biemPSI. +R$6,7biemDespesasda Previdência:aumentodonúmero debenefícios(2,8%). Despesas do Governo Central Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior A preçosde out/15- IPCA
  • 7. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 7 -R$28,6biemOutrasDespesas deCusteioeCapital:principalmente devidoà reduçãodeR$43,4binas despesassomadas dePACe Discricionárias,compensada parcialmentepeloaumentode R$13,2bidogasto conjuntodas rubricasComplementaçãodoFGTS , Compensaçãodo RGPSeFCDF,que sãodespesasdecaráter obrigatório. Despesas do Governo Central Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior A preçosde out/15- IPCA Ressalta-sequehouverealocação orçamentáriadoFCDF noPLOA2015, emquea maiorparte dosrecursos passou a serclassificada narubrica OutrasDespesasdeCusteio, enãona dePessoaleEncargos,comoocorria até 2014. R$milhões 2014 2015 Precatórios e Sentenças 657,9 1.935,6 1.277,7 194,2% Legislativo 1.498,2 1.432,3 -65,9 -4,4% Judiciário 7.882,6 8.542,4 659,8 8,4% Crédito Extraordinário 3.975,7 2.521,7 -1.454,0 -36,6% PAC 57.674,7 33.800,4 -23.874,3 -41,4% Fundo Constitucional DF 1.071,2 6.254,1 5.182,9 483,9% Outras 2.138,5 3.343,8 1.205,3 56,4% Compensação RGPS 16.300,2 19.853,0 3.552,8 21,8% Complementação do FGTS 665,7 5.136,6 4.470,9 65,2% Discricionárias 189.042,6 169.425,1 -19.617,5 -10,4% Min. da Saúde 79.669,7 76.143,3 -3.526,3 -4,4% Min. do Des. Social 28.833,7 26.277,4 -2.556,3 -8,9% Min. da Educação 34.629,7 28.678,6 -5.951,1 -17,2% Demais 45.909,5 38.325,7 -7.583,8 -16,5% Total 280.907,2 252.244,9 -28.662,2 -10,2% Variação %Diferença Outras Despesas de Custeio e Capital - Brasil -2014/2015 Discriminação Jan-Out Jan-Out
  • 8. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 8 Despesas do Governo Central Resultado Acumulado em Relação ao Ano Anterior A preçosde out/15- IPCA Em2015,asOutrasDespesasde Custeioapresentaramumcrescimento realde0,6%emrelaçãoaomesmo períodode2014.Noentanto, excluindo-seasrubricasa seguir,que sãodecaráter obrigatório,háuma reduçãorealde6,5%emrelaçãoa 2014: i)FCDF:realocaçãoorçamentáriada rubricadePessoaleEncargos; ii)ComplementaçãodoFGTS: conformeprogramaçãofinanceira definida noDecretonº8.456/15e suasalterações; iii)Compensação RGPS:aumentodos setoresbeneficiadospela desoneração da folha salarial. R$ milhões 2014 2015 Jan-Out Jan-Out Outras Despesas de Custeio 203.813,0 204.947,9 1.134,9 0,6% d.q Fundo Constitucional do DF 1.071,2 6.254,1 5.182,9 483,9% d.q Compensação RGPS 16.300,2 19.853,0 3.552,8 21,8% d.q Complementação do FGTS 665,7 5.136,6 4.470,9 671,6% Outras Despesas de Custeio ajustada * 185.775,9 173.704,3 -12.071,7 -6,5% *Exclui-se as rubricas FCDF, Compensação do RGPS e Complementação do FGTS Outras Despesas de Custeio - Brasil - 2014/2015 Discriminação Diferença Variação %
  • 9. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 Resultado Fiscal do Governo Central Resultado Mensal em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior 9 OresultadoprimáriodoGoverno Centralpassoudesuperávit de R$4,5bilhõesemout/14para déficitdeR$12,3biemout/15. Aseguir,asvariaçõesnos principais agregados: i)receitasdoTesouro(-10,6%); ii)receitasda Previdência(-14,1%): principalmentereduçãorealda massa salarial(-6,7%); iii)transferênciasa estados/ municípios(+3,5%); iv)despesasdoTesouro(-15,3%); v)despesasda Previdência(36,8%). A preçosde out/15- IPCA R$ Milhões 2014 2015 I. RECEITA TOTAL 116.722,4 103.317,2 -13.405,3 -11,5% Receitas do Tesouro 86.000,8 76.892,9 -9.107,9 -10,6% Receitas da Previdência Social 30.328,6 26.041,4 -4.287,2 -14,1% Receitas do Banco Central 393,1 382,9 -10,2 -2,6% II. TRANSFERÊNCIAS A ESTADOS E MUNICÍPIOS 15.963,9 16.521,0 557,1 3,5% III. RECEITA LÍQUIDA TOTAL (I-II) 100.758,5 86.796,1 -13.962,4 -13,9% IV. DESPESA TOTAL 96.266,5 99.075,1 2.808,6 2,9% Despesas do Tesouro 62.487,7 52.915,5 -9.572,3 -15,3% Despesas da Previdência Social (Benefícios) 33.507,8 45.848,7 12.340,9 36,8% Despesas do Banco Central 270,9 310,9 40,0 14,8% V. FUNDO SOBERANO DO BRASIL - FSB 0,0 0,0 0,0 - VI. RESULTADO PRIMÁRIO GOVERNO CENTRAL (III - IV - V) 4.492,0 -12.279,0 -16.771,0 - Tesouro Nacional 7.549,1 7.456,4 -92,7 -1,2% Previdência Social (RGPS) -3.179,3 -19.807,4 -16.628,1 523,0% Banco Central 122,2 72,0 -50,2 -41,1% Resultado Primário do Governo Central - Brasil - 2014/2015 Discriminação Diferença Variação % outubro outubro
  • 10. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 10 Receitas do Governo Central Resultado Mensal em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior A preçosde out/15- IPCA - R$2,2biIRPJe -R$948,6mi CSLL:decréscimorealna arrecadação baseada naestimativa mensaleno lucropresumido. -R$2,6biemCotaParte: decréscimonaparticipação especial pela expl.depetróleoegás,devido, principalmente,à reduçãodopreço internacionaldopetróleo. R$Milhões Discriminação 2014 2015 I.1.1. Receita Bruta 89.095,3 78.721,5 -10.373,8 -11,6% Impostos 41.012,7 37.594,4 -3.418,3 -8,3% IR 29.301,8 26.780,0 -2.521,8 -8,6% IPI 5.123,8 4.205,4 -918,5 -17,9% Outros 6.587,1 6.609,0 22,0 0,3% Contribuições 33.858,6 30.831,2 -3.027,5 -8,9% Cofins 18.816,0 16.915,1 -1.900,9 -10,1% CSLL 7.331,1 6.382,6 -948,6 -12,9% Pis/Pasep 4.926,1 4.441,2 -485,0 -9,8% CIDE-Combustíveis 0,8 461,7 460,9 - Outras 2.784,6 2.630,7 -153,9 -5,5% Demais 14.224,0 10.295,9 -3.928,1 -27,6% Cota parte de compensações financeiras 6.792,5 4.151,0 -2.641,5 -38,9% Diretamente arrecadadas 3.695,2 3.504,9 -190,3 -5,1% Concessões 22,1 86,9 64,8 292,8% Dividendos 108,4 37,5 -70,9 -65,4% Outras 3.605,8 2.515,5 -1.090,3 -30,2% Receitas Primárias do Tesouro Nacional - Brasil - 2014 / 2015 Diferença Variação % outubro outubro
  • 11. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 11 -R$9,0biemGastosdeCusteioe Capital:devido,sobretudo,ao decréscimorealde R$3,4bi em Despesa doFAT,de R$1,1bi em Auxílioà CDEeR$5,1biemOutras DespesasdeCusteioeCapital. Despesas do Governo Central Resultado Mensal em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior A preçosde out/15- IPCA R$ milhões 2014 2015 I. DESPESA TOTAL 96.266,5 99.075,1 2.808,6 2,9% I.1. Despesas do Tesouro 62.487,7 52.915,5 -9.572,3 -15,3% Pessoal e Encargos Sociais 18.804,0 18.204,7 -599,3 -3,2% Custeio e Capital 43.334,8 34.380,5 -8.954,4 -20,7% Despesa do FAT 8.250,1 4.895,8 -3.354,4 -40,7% Subsídios e Subvenções Econômicas 886,3 1.415,5 529,1 59,7% Benefícios Assistenciais (LOAS/RMV) 3.466,5 3.584,3 117,7 3,4% Auxílio à CDE 1.099,3 10,8 -1.088,5 -99,0% Outras Despesas de Custeio e Capital 29.632,5 24.474,2 -5.158,3 -17,4% Outras Despesas de Custeio 22.561,2 20.491,7 -2.069,4 -9,2% Outras Despesas de Capital 7.071,4 3.982,5 -3.088,9 -43,7% Transferência do Tesouro ao Banco Central 348,9 330,3 -18,6 -5,3% I.2. Despesas da Previdência Social (Benefícios) 33.507,8 45.848,7 12.340,9 36,8% Benefícios Previdenciários - Urbano 26.048,2 36.676,8 10.628,5 40,8% Benefícios Previdenciários - Rural 7.459,6 9.172,0 1.712,4 23,0% I.3. Despesas do Banco Central 270,9 310,9 40,0 14,8% Despesas Primárias do Governo Central - Brasil - 2014/2015 Discriminação Diferença Variação % outubro outubro +R$12,3biPrevidência Social:devidoaopagamentoda 1ªparcela doadiantamentodo 13ºsalárioaosbeneficiáriosque recebemacima de umsalário mínimo,queem2014ocorreuem setembro,eem2015ocorreuem outubro(Decretosnº8.292/14e nº8.513/15).
  • 12. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 12 -R$2,2biemPAC:conforme programaçãofinanceiradefinida no Decretonº8.456/2015esuas alterações. Despesas do Governo Central Resultado Mensal em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior A preçosde out/15- IPCA Reduçãorealde15,0%nas Discricionárias:devido, principalmente,à reduçãode37,3% nasdespesasdoMDSe de17,5%nas despesasdoMinistérioda Educação, respeitadososlimites constitucionais. R$ Milhões 2014 2015 Precatórios e Sentenças 72,4 1.069,6 997,3 - Legislativo 147,9 116,8 -31,1 -21,0% Judiciário 958,5 849,5 -109,0 -11,4% Crédito Extraordinário 308,8 345,8 37,0 12,0% PAC 4.704,8 2.535,0 -2.169,8 -46,1% Fundo Constitucional DF 127,3 565,5 438,2 344,3% Outras 242,4 458,2 215,8 89,0% Compensação RGPS 1.708,3 0,0 -1.708,3 -100,0% Complementação FGTS 109,9 511,1 401,2 365,0% Discricionárias 21.252,4 18.022,6 -3.229,7 -15,2% Min. da Saúde 7.623,5 7.789,5 166,0 2,2% Min. do Des. Social 4.142,8 2.597,6 -1.545,1 -37,3% Min. da Educação 3.926,8 3.238,3 -688,5 -17,5% Demais 5.559,3 4.397,2 -1.162,1 -20,9% Total 29.632,5 24.474,2 -5.158,3 -17,4% Outras Despesas de Custeio e Capital - Brasil - 2014/2015 Diferença Varição % Discriminação outubro outubro
  • 13. Resultado do Tesouro Nacional– outubro/2015 Boxes do Boletim BOXE1–GOVERNOENCAMINHARELATÓRIO DEAVALIAÇÃODERECEITASEDESPESASPRIMÁRIASDO5ºBIMESTRE O Relatório destaca que, apesar do grande esforço de contenção de despesas realizado em 2015, o momento econômico desafiador para a economia brasileira e a consequente frustração das receitas reduziram a previsão de resultado primário para a ano. O Relatório também ressalta que o Poder Executivo enviou em outubro ao Congresso Nacional uma proposta de alteração do Projeto de Lei que altera a LDO- 2015 (PLN nº 5/2015), no sentido de reduzir a meta de resultado primário do Governo Central para déficit de R$ 51,8 bilhões. Nesse contexto,oRelatórioconcluiquea aprovaçãodoPLN nº5/2015peloCongressoNacionalé defundamentalimportância. BOXE2-EVOLUÇÃOFINANCEIRARECENTE,AMBIENTEDEREGRASEINCENTIVOSNAPREVIDÊNCIARURAL NOBRASIL O texto analisa a trajetória recente das contas da Previdência Social, com destaque ao subsistema relacionado à clientela rural. Observa-se que o crescimento do déficit nesse subsistema está associado à dinâmica demográfica em curso, à política de valorização real do salário mínimo e sua vinculação ao piso previdenciário, bem como ao caráter não-contributivo de parte dos benefícios concedidos à clientela rural, materializado no benefício ao segurado especial. Como reflexo desses fatores, nota-se que as contribuições da clientela rural atualmente equivalem a 7,5% de sua despesa (dados de 2014) e que 98,6% dos benefícios pagos a ela são de valor igual a um salário mínimo (dados de 2013). Tendo em vista a importância do subsistema como mecanismo de transferência de renda e estímulo à economia dos municípios de menor porte, é fundamental o equilíbrio financeiro e atuarial da Previdência Social, e portanto, considera-se oportuno analisar propostas deaprimoramentonasregrasdeconcessãodeste benefício.
  • 14. Resultado do Tesouro Nacional– Outubro/2015 14