SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 69
INVESTIMENTOS
Fazer seguros

                                                                                          Aproveitar
                                                           Ter uma atitude conservadora
                                  Construir uma família

                          Assumir riscos

                      Poupar e investir
                Qual é o seu objetivo?




Investir        Iniciar poupança e                               Investir em
em educação     investimento de longo prazo:                     ativos de
e formação:     •Priorizar gastos,                               menor risco.
reflexo na      •reservar constantemente
renda futura.   pequenos valores,
                •preparar-se para a
                aposentadoria, aumentar                                           Baseado em MODIGLIANI, Ciclo
                renda do trabalho ou buscar                                         da Vida Financeira, Poupança
                                                                                     Pessoal e Saúde das Nações
Investir        Investir em
em educação     ativos de
e formação:     menor risco.
reflexo na
renda futura.

                               Baseado em MODIGLIANI, Ciclo
                                 da Vida Financeira, Poupança
                                  Pessoal e Saúde das Nações
Investir        Investir em
em educação     ativos de
e formação:     menor risco.
reflexo na
renda futura.

                               Baseado em MODIGLIANI, Ciclo
                                 da Vida Financeira, Poupança
                                  Pessoal e Saúde das Nações
RENDA FIXA
RENDA FIXA
    Títulos ou instrumentos de CRÉDITO, onde a
   remuneração ou retorno de capital poderá ser
dimensionado ou definido no momento da aplicação.




                        A
RENDA FIXA




$ INVESTIMENTO $
RENDA FIXA
RENDA FIXA
           EMISSORES




GOVERNO     BANCOS
                       EMPRESAS
RENDA FIXA
  GOVERNO: TÍTULOS PÚBLICOS

LTN    Título com rentabilidade garantida no momento da compra
(prefixado), tendo como valor de resgate R$ 1.000,00 por título.



LFT     Título pós –fixado que possui rentabilidade diária vinculada
à Taxa Selic. O valor investido mais os juros são resgatados na data
de vencimento.




NTN     Título pós-fixado que possui valor nominal de emissão, e
séries de emissão, sendo as mais conhecidas: NTN-B, NTN-C e NTN-F
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
 LTN – LETRA DO TESOURO NACIONAL

                                               Valor
                                              resgate
                                              R$1.000
             Valor
           presente
              ??                      Vencimento 4 anos



                      Remuneração 8,55% a.a
RENDA FIXA
LTN – LETRA DO TESOURO NACIONAL
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
 LFT – LETRA FINANCEIRO DO TESOURO


                                           Resgate =
                                           Principal
                                           Corrigido
              Valor
            presente
            R$ 1.000                 Vencimento 1 ano




                       Remuneração
                         SELIC
RENDA FIXA
LFT – LETRA FINANCEIRA DO TESOURO
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
 LFT – LETRA FINANCEIRO DO TESOURO


           Em 01/07/2000 foi definido como convenção o
           valor de R$ 1.000,00 para a LFT. De 2000 em
           diante o título foi remunerado pela Taxa Selic
           diariamente. Dessa maneira, o preço da LFT é
           sempre mais alto que o preço do dia anterior, já
           que as taxas são sempre positivas. Para se ter
           uma idéia, de 07/2000 até 09/2012 a LFT já
           rendeu cerca de 420%.
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
  NTN – NOTA DO TESOURO NACIONAL

                                                       Valor Face
                                                        ajustado
                                                       pelo índice
                            Cupom    Cupom    Cupom
                             juros    juros    juros    da série


            Valor Face
             R$1.000
                                                  vencimento
                         Preço
                           de
                         compra
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
  NTN – NOTA DO TESOURO NACIONAL
           Título   Correção do Valor de   Pagamento Pagamento
                    Face ( Principal da     do cupom      do
                    Dívida)                  de juros  Principal
                                                       Ajustado
           NTN-B    Variação do IPCA,      Fixo       vencimento
                    acrescida de juros
           NTN-C    Variação do IGP-M,     Fixo       vencimento
                    acrescida de juros
           NTN-F    Taxa prefixada,        Fixo       vencimento
                    acrescida de juros
RENDA FIXA
NTN – NOTA DO TESOURO NACIONAL
RENDA FIXA
         RENTABILIDADE ACUMULADA DE TÍTULOS PÚBLICOS EM 12 MESES




Fonte: IMA - Índices de renda fixa calculados com base na evolução do valor de mercado de carteiras compostas por títulos públicos.
http://www3.tesouro.gov.br/tesouro_direto/rentabilidade_novosite.asp
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS – VANTAGENS,
    DESVANTAGENS E RISCOS
              Objetivos financeiros definidos
               Objetivos financeiros definidos
                  Aplicações Acessíveis
                    Aplicações Acessíveis
                          Liquidez
                            Liquidez
               Curto, Médio e Longo Prazo
                 Curto, Médio e Longo Prazo



         Pouco rentáveis com juros e
          Pouco rentáveis com juros e
                inflação baixa
                  inflação baixa


                                 Soberano
                                   Soberano
RENDA FIXA
      INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS
CADERNETA DE POUPANÇA                          Banco Central define a
remuneração, que é igual em todas as Instituições - bancos com carteira de
crédito imobiliário, caixa econômica, sociedades de crédito imobiliário e
associações de poupança e empréstimo.



 CDB      Título pré ou pós–fixado que possibilita        às instituições
financeiras a captação de recursos.




LCI   Título pré ou pós–fixado lastreado por créditos imobiliários.
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
      CADERNETA DE POUPANÇA
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
      CADERNETA DE POUPANÇA
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
      CADERNETA DE POUPANÇA
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
CDB – CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO

            CDB Pré-Fixado
            É aquele onde se sabe a rentabilidade final do
            investimento no momento da aplicação.

            Exemplo: Um banco paga 8% a.a. em um CDB com
            prazo de vencimento de um ano. Qual seria o valor
            bruto que o investidor receberia ao final do prazo de
            aplicação para uma aplicação inicial de R$1.000?
            Valor final = 1.000 * (1+(8/100))
            Valor final = 1.000 * 1,08
            Valor final = 1.080,00
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
CDB – CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO
            CDB Pós-Fixado
            É aquele que não se sabe a rentabilidade final no
            momento da aplicação, pois o investidor fica
            conhecendo apenas o índice que será responsável pela
            formação dos rendimentos do título.

            Exemplo: Um banco paga 95% do CDI em um CDB. Qual
            seria o valor bruto de uma aplicação de R$1.000 após um
            1 ano de seu início, se soubermos que o valor do CDI
            para o mês em questão foi de 8%?
            Valor final = 1.000 * (1+(0,0800*0,95))
            Valor final = 1.000 * 1,0760
            Valor final = 1.076,00
RENDA FIXA
TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES
  LCI – LETRA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO




              = CDB – IR - LASTRO
RENDA FIXA
CADERNETA DE POUPANÇA, CDB E LCI
VANTAGENS, DESVANTAGENS E RISCOS
               Objetivos financeiros definidos
                 Objetivos financeiros LCI
                     Liquidez, exceto definidos
                       Liquidez, exceto LCI
                 Curto, Médio e Longo Prazo
            e FGC Curto, Médio e Longo Prazo
                   – Fundo Garantidor de Crédito
              e FGC – Fundo Garantidor de Crédito



            Pouco rentáveis com juros e inflação
             baixa erentáveis com juros e inflação
             Pouco FGC – Fundo Garantidor de
              baixa e FGC Crédito Garantidor de
                          – Fundo
                            Crédito

                Crédito
                 Crédito
RENDA VARIÁVEL
RENDA VARIÁVEL
Os investimentos não possuem retorno garantido.

 O retorno está condicionado às variações do
     mercado, do ativo e dos proventos*


                       A
RENDA VARIÁVEL




$ INVESTIMENTO $
RENDA VARIÁVEL




1. As ações não possuem prazo de resgate determinado;
2. As ações são objetos de negociação diária, e seus preços podem aumentar
ou diminuir, de acordo com o maior ou menor interesse dos investidores,
entre outras variáveis;
3. O acionista não é credor da empresa, mas sim, um de seus proprietários, e
4. Não há garantia de rentabilidade no investimento em ações, porém, no
longo prazo essa modalidade de investimento tende a superar os ganhos do
mercado de renda fixa.
RENDA VARIÁVEL
     AÇÕES
    ESPÉCIES

            Ordinárias (ON)
 Ações que concedem àqueles que as
 possuem o poder de voto nas assembléias
 deliberativas da companhia ou sociedade
 anônima. Ex: VALE3 e NATU3
            Preferenciais (PN)
 Ações que concedem àqueles que as
 possuem a preferência na distribuição de
 dividendos. Ex: PETR4, VALE5 e CESP6
RENDA VARIÁVEL
     AÇÕES
   LIQUIDEZ


     “Blue Chips” ou de 1ª linha
     “Small Caps” ou de 2ª linha
              De 3ª linha
RENDA VARIÁVEL
     AÇÕES
   EMPRESAS

   CAPTAÇÃO DE
    RECURSOS
     PRÓPRIOS
                         OFERTA PÚBLICA
                             INICIAL

           Mercado                     Mercado
          Primário                   Secundário
        Realização de               Transferência
         captação de               da propriedade
       recursos para a             de ações entre
           empresa                   investidores
RENDA VARIÁVEL
       AÇÕES
PROTEÇÃO AO INVESTIDOR

      CMN – Conselho Monetário Nacional
      CVM – Comissão de Valores Mobiliários
      BM&FBOVESPA
      Lei das S.As
      Governança Corporativa
RENDA VARIÁVEL
     AÇÕES
 RENTABILIDADE

                   Dividendos
 Principal remuneração aos acionistas em
 moeda corrente creditada na conta do
 investidor na corretora de valores.
 Definido ou não em estatuto, mas, garantido
 pela Lei das S.A., não podendo ser em
 percentual inferior a 25% do lucro liquido anual
 ajustado.
 Os dividendos não são tributados pelo imposto
 de renda .
RENDA VARIÁVEL
     AÇÕES
 RENTABILIDADE

          Juros sobre o Capital Próprio

 Remuneração do capital do acionista investido
 na empresa, ou seja, juros que incidem sobre
 lucros não distribuídos em exercícios
 anteriores e mantidos na forma de reservas de
 lucros.

 Os acionistas são tributados em 15% recolhidos
 na fonte.
RENDA VARIÁVEL
     AÇÕES
 RENTABILIDADE


              Ganho de Capital


 Aumento do valor das ações condicionado ao
 mercado, e que depende de variáveis,
 fundamentos e expectativas.
RENDA VARIÁVEL
     AÇÕES
 RENTABILIDADE
RENDA VARIÁVEL
     AÇÕES
 COMO INVESTIR

  Passo 1: Pessoal X Profissional


  Passo 2: Abertura de Conta em
  instituição financeira autorizada à
  intermediação


  Passo 3: Acompanhamento da evolução
  do investimento
RENDA VARIÁVEL
VANTAGENS, DESVANTAGENS E RISCOS

              Objetivos financeiros definidos
               Objetivos Liquidez
                          financeiros definidos
                            Liquidez
               *Curto, Médio e Longo Prazo
                 *Curto, Médio e Longo Prazo
                             IR
                               IR




                   Não há Garantias
                    Não há Garantias

               Sistêmico
             Não Sistêmico
                  Sistêmico
              Não Sistêmico
             Operacional
               Operacional
RENDA VARIÁVEL
OUTROS INVESTIMENTOS
  FUNDO IMOBILIÁRIO

     Condomínios fechados
     São divididos em cotas que, uma vez
    adquiridas, não podem ser resgatadas
     O patrimônio de um fundo imobiliário
    pode    ser    composto    de   imóveis
    comerciais, residenciais, rurais ou
    urbanos, construídos ou em construção,
    para posterior alienação, locação ou
    arrendamento
RENDA VARIÁVEL
OUTROS INVESTIMENTOS
  FUNDO IMOBILIÁRIO


     São fundos que investem em
    empreendimentos imobiliários e o
    retorno do capital investido se dá por
    meio da distribuição de resultados do
    Fundo, como, por exemplo, o aluguel por
    um shopping center ou pela venda das
    suas cotas do Fundo.
RENDA VARIÁVEL
OUTROS INVESTIMENTOS
           ETFs



       Fundos espelhados em índices
       Cotas negociadas em Bolsa
       Investimento pequeno
       Redução de Risco – Diversificação
       Negociados como as ações
RENDA FIXA E OU RENDA VARIÁVEL
    OUTROS INVESTIMENTOS
          PREVIDÊNCIA



          Composta | Renda Fixa | Mista



                  VGBL | PGBL
Esta apresentação visa fornecer informações institucionais
sobre a economia e o mercado de Renda Fixa e Renda
Variável brasileiros. Não é uma recomendação de
investimento em qualquer ativo financeiro específico.

Para mais esclarecimentos, procure profissionais da área.

O mercado de ações e valores mobiliários em geral, assim
como os mercados futuros e de opções, não oferecem ao
investidor rentabilidade garantida. Por não oferecer
garantia de retorno, devem ser considerados investimentos
de risco.
Saúde Financeira




.

    “N sab qu er impossível foi l e fez”
      ão endo e a         , á
                          JeanC   octeau
Reunião de Abertura
                 Saúde Financeira

   Construção dos Pilares para uma vida financeira próspera
   Reuniões Mensais
   Investimentos na Prática
   Investimentos na Prática - Carteira Administrada
   Investimentos na Prática - Home Broker
   Como Participar
   Perguntas :D
Construção dos Pilares para uma Vida Próspera
Educação Continuada
 Saúde Financeira I
Módulo 1 - Inteligência Emocional Financeira
Funcionamento da Mente e seus filtros de percepção, Finanças e
Mudança de Paradigmas | Identificação e reprogramação de
crenças limitantes | Reorganização Emocional e Comportamental
em relação ao Sucesso Financeiro | Coaching Financeiro –
Aprendendo a realizar seus objetivos e a gerar prosperidade.

Módulo 2 - Planejamento Financeiro e Investimentos
Orçamento e Planejamento Financeiro como instrumentos para
ascensão econômica | A Conquista da Independência Financeira |
Prosperando com Qualidade de Vida | Investimentos – Renda Fixa
e Renda Variável (Mercado de Ações).
Educação Continuada

 Saúde Financeira II
Módulo 1 – Investimentos em Renda Fixa
Entenda a Renda Fixa: Perfis de Investidores, Taxas de Juros, Dinheiro
no Tempo, Investimentos com frequência | regularidade e diversificação.
Investimentos na Prática: Emissores, Características, Politicas de Investimento,
Regime de Tributação | Taxas e Controle de Riscos.
Simulações de Investimentos

Módulo 2 – Investimentos em Renda variável
Entenda a Renda Variável: Perfis de Investidores, Órgãos Reguladores,
Legislação que protege o investidor, Investimentos com frequência |regularidade e
diversificação.
Investimentos na Prática: Empresas emissoras, Características, Politicas de
Investimento, Regime de Tributação | Taxas e Controle de Riscos e Escolas de
Análises de Investimentos: Fundamentalista e Técnica (Grafista). Simulações HB
Reuniões Mensais




“Unir-se é um bom começo, manter a
  união é um progresso, e trabalhar em
  conjunto é a vitória.” Henry Ford
Reuniões Mensais
Investimentos na Prática
                                       Renda Variável
                                        Renda Variável
                     Investidores
                      Investidores
Mercado Financeiro
Mercado Financeiro




                                       Taxa de Juros
                                        Taxa de Juros
    Renda Fixa
     Renda Fixa




Diversificação
 Diversificação
                                       Juros Compstos
                                        Juros Compstos
Investimentos na Prática
Rentabilidade média de investimentos - últimos 12 meses
Investimentos na Prática
Investimentos na Prática
Investimentos na Prática
Investimentos na Prática
Investimentos na Prática
Investimentos na Prática
                                    É seguro?
                                     É seguro?
                 Com quem falar?
                  Com quem falar?
Como iniciar?
 Como iniciar?
Investimentos na Prática
Investimentos na Prática
Investimentos na Prática

Entendi...chegou a minha vez e eu vou participar

                  Instituição Financeira Intermediadora
                  Cadastro de Cliente
                  Reunião Investimentos: 12/12/2012
Investimentos na Prática

Entendi...chegou a minha vez e eu vou participar
                Instituição Financeira Intermediadora
Investimentos na Prática

Entendi...chegou a minha vez e eu vou participar

                Cadastro de Cliente


               Instruções para Cadastro
               Kit Ficha Cadastral
               Contrato de Gestão Carteira Administrada
Investimentos na Prática

Entendi...chegou a minha vez e eu vou participar

                  Reunião Investimentos:
                        12/12/2012
Uma vida materialmente próspera não é fruto
do acaso, mas sim de uma mente estruturada
com crenças, valores, estratégias, planejamento
e comportamentos prósperos.
                                 Saúde Financeira




             PERGUNTAS
duvidas@cursosaudefinanceira.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Valor Presente Líquido (Parte II)
Valor Presente Líquido (Parte II)Valor Presente Líquido (Parte II)
Valor Presente Líquido (Parte II)Felipe Pontes
 
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do BrasilMini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do BrasilRoosevelt F. Abrantes
 
Produto consorcio Sicoob Credioeste
Produto consorcio Sicoob CredioesteProduto consorcio Sicoob Credioeste
Produto consorcio Sicoob Credioesteabaeteminas
 
Investimentos e Mercado Financeiro - Apogeo Investimentos
Investimentos e Mercado Financeiro - Apogeo Investimentos  Investimentos e Mercado Financeiro - Apogeo Investimentos
Investimentos e Mercado Financeiro - Apogeo Investimentos Apogeo Investimentos
 
Matematica financeira aula 05
Matematica financeira   aula 05Matematica financeira   aula 05
Matematica financeira aula 05AllangCruz
 
TÍTULO DE RENTABILIDADE FINANCEIRA INTERNACIONAL
TÍTULO DE RENTABILIDADE FINANCEIRA INTERNACIONALTÍTULO DE RENTABILIDADE FINANCEIRA INTERNACIONAL
TÍTULO DE RENTABILIDADE FINANCEIRA INTERNACIONALcdfibrasil
 
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAPDerivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAPAugusto_Carvalho
 
Matematica financeira aula 04
Matematica financeira   aula 04Matematica financeira   aula 04
Matematica financeira aula 04AllangCruz
 
Derivativos de credito (Guia aula 2015)
Derivativos de credito (Guia aula 2015)Derivativos de credito (Guia aula 2015)
Derivativos de credito (Guia aula 2015)Augusto_Carvalho
 

Mais procurados (20)

Valor Presente Líquido (Parte II)
Valor Presente Líquido (Parte II)Valor Presente Líquido (Parte II)
Valor Presente Líquido (Parte II)
 
Aprenda finanças pessoais e investimentos na prática pptx
Aprenda finanças pessoais e investimentos na prática pptxAprenda finanças pessoais e investimentos na prática pptx
Aprenda finanças pessoais e investimentos na prática pptx
 
Onde investir em 2012
Onde investir em 2012Onde investir em 2012
Onde investir em 2012
 
Mercado%20 financeiro
Mercado%20 financeiroMercado%20 financeiro
Mercado%20 financeiro
 
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do BrasilMini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
 
A.f.o
A.f.oA.f.o
A.f.o
 
Tesouro Direto
Tesouro DiretoTesouro Direto
Tesouro Direto
 
Produto consorcio Sicoob Credioeste
Produto consorcio Sicoob CredioesteProduto consorcio Sicoob Credioeste
Produto consorcio Sicoob Credioeste
 
Dívida Imobiliária e Hoteleira
Dívida Imobiliária e HoteleiraDívida Imobiliária e Hoteleira
Dívida Imobiliária e Hoteleira
 
Letra de Crédito Imobiliária
Letra de Crédito ImobiliáriaLetra de Crédito Imobiliária
Letra de Crédito Imobiliária
 
Juros simplesecomposta
Juros simplesecompostaJuros simplesecomposta
Juros simplesecomposta
 
Investimentos e Mercado Financeiro - Apogeo Investimentos
Investimentos e Mercado Financeiro - Apogeo Investimentos  Investimentos e Mercado Financeiro - Apogeo Investimentos
Investimentos e Mercado Financeiro - Apogeo Investimentos
 
Matemática financeira
Matemática financeiraMatemática financeira
Matemática financeira
 
Matemática
MatemáticaMatemática
Matemática
 
Banco do Brasil_MCMV_Sept 2014
Banco do Brasil_MCMV_Sept 2014Banco do Brasil_MCMV_Sept 2014
Banco do Brasil_MCMV_Sept 2014
 
Matematica financeira aula 05
Matematica financeira   aula 05Matematica financeira   aula 05
Matematica financeira aula 05
 
TÍTULO DE RENTABILIDADE FINANCEIRA INTERNACIONAL
TÍTULO DE RENTABILIDADE FINANCEIRA INTERNACIONALTÍTULO DE RENTABILIDADE FINANCEIRA INTERNACIONAL
TÍTULO DE RENTABILIDADE FINANCEIRA INTERNACIONAL
 
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAPDerivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
 
Matematica financeira aula 04
Matematica financeira   aula 04Matematica financeira   aula 04
Matematica financeira aula 04
 
Derivativos de credito (Guia aula 2015)
Derivativos de credito (Guia aula 2015)Derivativos de credito (Guia aula 2015)
Derivativos de credito (Guia aula 2015)
 

Destaque

Liber al vel legis (o livro da lei) - aleister crowley
Liber al vel legis (o livro da lei) - aleister crowleyLiber al vel legis (o livro da lei) - aleister crowley
Liber al vel legis (o livro da lei) - aleister crowleyMarcelo Ferreira
 
Educacao financeira = Independência financeira
Educacao financeira = Independência financeiraEducacao financeira = Independência financeira
Educacao financeira = Independência financeiraLeo Berdu
 
Atitudes que todo homeem deve ter
Atitudes que todo homeem deve terAtitudes que todo homeem deve ter
Atitudes que todo homeem deve terAres_Bruno
 
Como iniciar e manter conversas com pessoas desconhecidas
Como iniciar e manter conversas com pessoas desconhecidasComo iniciar e manter conversas com pessoas desconhecidas
Como iniciar e manter conversas com pessoas desconhecidasAres_Bruno
 
Como despertar Atração
Como despertar AtraçãoComo despertar Atração
Como despertar AtraçãoAlexander Voger
 
Gatilhos Mentais: o que são e como aplicar
Gatilhos Mentais: o que são e como aplicarGatilhos Mentais: o que são e como aplicar
Gatilhos Mentais: o que são e como aplicarMateada
 

Destaque (8)

Liber al vel legis (o livro da lei) - aleister crowley
Liber al vel legis (o livro da lei) - aleister crowleyLiber al vel legis (o livro da lei) - aleister crowley
Liber al vel legis (o livro da lei) - aleister crowley
 
Educacao financeira = Independência financeira
Educacao financeira = Independência financeiraEducacao financeira = Independência financeira
Educacao financeira = Independência financeira
 
Atitudes que todo homeem deve ter
Atitudes que todo homeem deve terAtitudes que todo homeem deve ter
Atitudes que todo homeem deve ter
 
Como iniciar e manter conversas com pessoas desconhecidas
Como iniciar e manter conversas com pessoas desconhecidasComo iniciar e manter conversas com pessoas desconhecidas
Como iniciar e manter conversas com pessoas desconhecidas
 
Como despertar Atração
Como despertar AtraçãoComo despertar Atração
Como despertar Atração
 
Gatilhos Mentais: o que são e como aplicar
Gatilhos Mentais: o que são e como aplicarGatilhos Mentais: o que são e como aplicar
Gatilhos Mentais: o que são e como aplicar
 
25 maneiras de influenciar pessoas
25 maneiras de influenciar pessoas25 maneiras de influenciar pessoas
25 maneiras de influenciar pessoas
 
10 Estratégias de Manipulação
10 Estratégias de Manipulação10 Estratégias de Manipulação
10 Estratégias de Manipulação
 

Semelhante a Saude financeira rfrv of 24251112 online

Tudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
Tudo o que você sempre quis saber sobre InvestimentosTudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
Tudo o que você sempre quis saber sobre InvestimentosYupee
 
Palestra Órama ADVFN - Fundos de Curto Prazo, Referenciados e Renda Fixa
Palestra Órama ADVFN - Fundos de Curto Prazo, Referenciados e Renda FixaPalestra Órama ADVFN - Fundos de Curto Prazo, Referenciados e Renda Fixa
Palestra Órama ADVFN - Fundos de Curto Prazo, Referenciados e Renda FixaÓrama
 
Investimentos - Bruno Lekecinskas [Jul/2012]
Investimentos - Bruno Lekecinskas [Jul/2012]Investimentos - Bruno Lekecinskas [Jul/2012]
Investimentos - Bruno Lekecinskas [Jul/2012]Bruno Lekecinskas
 
Começando a Investir - Renda fixa
Começando a Investir - Renda fixaComeçando a Investir - Renda fixa
Começando a Investir - Renda fixaRicardo Sequim
 
Renda Fixa: Conheça investimentos alternativos a poupança
Renda Fixa: Conheça investimentos alternativos a poupançaRenda Fixa: Conheça investimentos alternativos a poupança
Renda Fixa: Conheça investimentos alternativos a poupançaOuro Investimentos
 
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...Goal Investimentos
 
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos MelhoresFundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos MelhoresThe Capital Advisor
 
Finanças - Poupanças e Fundos
Finanças - Poupanças e FundosFinanças - Poupanças e Fundos
Finanças - Poupanças e Fundosdiogopublio
 
Regimes Próprios de Previdência Social - Banco do Brasil
Regimes Próprios de Previdência Social - Banco do BrasilRegimes Próprios de Previdência Social - Banco do Brasil
Regimes Próprios de Previdência Social - Banco do BrasilAPEPREM
 
Expomoney11112010 calado
Expomoney11112010 caladoExpomoney11112010 calado
Expomoney11112010 caladoLuiz Calado
 

Semelhante a Saude financeira rfrv of 24251112 online (20)

Tudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
Tudo o que você sempre quis saber sobre InvestimentosTudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
Tudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
 
Renda fixa
Renda fixaRenda fixa
Renda fixa
 
Palestra Órama ADVFN - Fundos de Curto Prazo, Referenciados e Renda Fixa
Palestra Órama ADVFN - Fundos de Curto Prazo, Referenciados e Renda FixaPalestra Órama ADVFN - Fundos de Curto Prazo, Referenciados e Renda Fixa
Palestra Órama ADVFN - Fundos de Curto Prazo, Referenciados e Renda Fixa
 
Investimentos - Bruno Lekecinskas [Jul/2012]
Investimentos - Bruno Lekecinskas [Jul/2012]Investimentos - Bruno Lekecinskas [Jul/2012]
Investimentos - Bruno Lekecinskas [Jul/2012]
 
Renda Fixa (1).pptx
Renda Fixa (1).pptxRenda Fixa (1).pptx
Renda Fixa (1).pptx
 
Começando a Investir - Renda fixa
Começando a Investir - Renda fixaComeçando a Investir - Renda fixa
Começando a Investir - Renda fixa
 
Renda Fixa: Conheça investimentos alternativos a poupança
Renda Fixa: Conheça investimentos alternativos a poupançaRenda Fixa: Conheça investimentos alternativos a poupança
Renda Fixa: Conheça investimentos alternativos a poupança
 
Investimentos Pessoais
Investimentos PessoaisInvestimentos Pessoais
Investimentos Pessoais
 
Tesouro Direto 2012
Tesouro Direto 2012Tesouro Direto 2012
Tesouro Direto 2012
 
Análise de investimentos
Análise de investimentosAnálise de investimentos
Análise de investimentos
 
investeducar - Planejamento Financeiro Pessoal
investeducar  - Planejamento Financeiro Pessoalinvesteducar  - Planejamento Financeiro Pessoal
investeducar - Planejamento Financeiro Pessoal
 
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
 
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos MelhoresFundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
 
Finanças - Poupanças e Fundos
Finanças - Poupanças e FundosFinanças - Poupanças e Fundos
Finanças - Poupanças e Fundos
 
Regimes Próprios de Previdência Social - Banco do Brasil
Regimes Próprios de Previdência Social - Banco do BrasilRegimes Próprios de Previdência Social - Banco do Brasil
Regimes Próprios de Previdência Social - Banco do Brasil
 
Expomoney11112010 calado
Expomoney11112010 caladoExpomoney11112010 calado
Expomoney11112010 calado
 
Como avaliar fundos de investimento parte II
Como avaliar fundos de investimento parte IIComo avaliar fundos de investimento parte II
Como avaliar fundos de investimento parte II
 
Palestra Finanças Pessoais
Palestra Finanças PessoaisPalestra Finanças Pessoais
Palestra Finanças Pessoais
 
Introdução ao Mercado de Capitais
Introdução ao Mercado de CapitaisIntrodução ao Mercado de Capitais
Introdução ao Mercado de Capitais
 
Risco e retorno pfo
Risco e retorno   pfoRisco e retorno   pfo
Risco e retorno pfo
 

Saude financeira rfrv of 24251112 online

  • 2. Fazer seguros Aproveitar Ter uma atitude conservadora Construir uma família Assumir riscos Poupar e investir Qual é o seu objetivo? Investir Iniciar poupança e Investir em em educação investimento de longo prazo: ativos de e formação: •Priorizar gastos, menor risco. reflexo na •reservar constantemente renda futura. pequenos valores, •preparar-se para a aposentadoria, aumentar Baseado em MODIGLIANI, Ciclo renda do trabalho ou buscar da Vida Financeira, Poupança Pessoal e Saúde das Nações
  • 3. Investir Investir em em educação ativos de e formação: menor risco. reflexo na renda futura. Baseado em MODIGLIANI, Ciclo da Vida Financeira, Poupança Pessoal e Saúde das Nações
  • 4. Investir Investir em em educação ativos de e formação: menor risco. reflexo na renda futura. Baseado em MODIGLIANI, Ciclo da Vida Financeira, Poupança Pessoal e Saúde das Nações
  • 6. RENDA FIXA Títulos ou instrumentos de CRÉDITO, onde a remuneração ou retorno de capital poderá ser dimensionado ou definido no momento da aplicação. A
  • 9. RENDA FIXA EMISSORES GOVERNO BANCOS EMPRESAS
  • 10. RENDA FIXA GOVERNO: TÍTULOS PÚBLICOS LTN Título com rentabilidade garantida no momento da compra (prefixado), tendo como valor de resgate R$ 1.000,00 por título. LFT Título pós –fixado que possui rentabilidade diária vinculada à Taxa Selic. O valor investido mais os juros são resgatados na data de vencimento. NTN Título pós-fixado que possui valor nominal de emissão, e séries de emissão, sendo as mais conhecidas: NTN-B, NTN-C e NTN-F
  • 11. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES LTN – LETRA DO TESOURO NACIONAL Valor resgate R$1.000 Valor presente ?? Vencimento 4 anos Remuneração 8,55% a.a
  • 12. RENDA FIXA LTN – LETRA DO TESOURO NACIONAL
  • 13. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES LFT – LETRA FINANCEIRO DO TESOURO Resgate = Principal Corrigido Valor presente R$ 1.000 Vencimento 1 ano Remuneração SELIC
  • 14. RENDA FIXA LFT – LETRA FINANCEIRA DO TESOURO
  • 15. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES LFT – LETRA FINANCEIRO DO TESOURO Em 01/07/2000 foi definido como convenção o valor de R$ 1.000,00 para a LFT. De 2000 em diante o título foi remunerado pela Taxa Selic diariamente. Dessa maneira, o preço da LFT é sempre mais alto que o preço do dia anterior, já que as taxas são sempre positivas. Para se ter uma idéia, de 07/2000 até 09/2012 a LFT já rendeu cerca de 420%.
  • 16. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES NTN – NOTA DO TESOURO NACIONAL Valor Face ajustado pelo índice Cupom Cupom Cupom juros juros juros da série Valor Face R$1.000 vencimento Preço de compra
  • 17. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES NTN – NOTA DO TESOURO NACIONAL Título Correção do Valor de Pagamento Pagamento Face ( Principal da do cupom do Dívida) de juros Principal Ajustado NTN-B Variação do IPCA, Fixo vencimento acrescida de juros NTN-C Variação do IGP-M, Fixo vencimento acrescida de juros NTN-F Taxa prefixada, Fixo vencimento acrescida de juros
  • 18. RENDA FIXA NTN – NOTA DO TESOURO NACIONAL
  • 19. RENDA FIXA RENTABILIDADE ACUMULADA DE TÍTULOS PÚBLICOS EM 12 MESES Fonte: IMA - Índices de renda fixa calculados com base na evolução do valor de mercado de carteiras compostas por títulos públicos. http://www3.tesouro.gov.br/tesouro_direto/rentabilidade_novosite.asp
  • 20. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS – VANTAGENS, DESVANTAGENS E RISCOS Objetivos financeiros definidos Objetivos financeiros definidos Aplicações Acessíveis Aplicações Acessíveis Liquidez Liquidez Curto, Médio e Longo Prazo Curto, Médio e Longo Prazo Pouco rentáveis com juros e Pouco rentáveis com juros e inflação baixa inflação baixa Soberano Soberano
  • 21. RENDA FIXA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS CADERNETA DE POUPANÇA Banco Central define a remuneração, que é igual em todas as Instituições - bancos com carteira de crédito imobiliário, caixa econômica, sociedades de crédito imobiliário e associações de poupança e empréstimo. CDB Título pré ou pós–fixado que possibilita às instituições financeiras a captação de recursos. LCI Título pré ou pós–fixado lastreado por créditos imobiliários.
  • 22. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES CADERNETA DE POUPANÇA
  • 23. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES CADERNETA DE POUPANÇA
  • 24. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES CADERNETA DE POUPANÇA
  • 25. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES CDB – CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO CDB Pré-Fixado É aquele onde se sabe a rentabilidade final do investimento no momento da aplicação. Exemplo: Um banco paga 8% a.a. em um CDB com prazo de vencimento de um ano. Qual seria o valor bruto que o investidor receberia ao final do prazo de aplicação para uma aplicação inicial de R$1.000? Valor final = 1.000 * (1+(8/100)) Valor final = 1.000 * 1,08 Valor final = 1.080,00
  • 26. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES CDB – CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO CDB Pós-Fixado É aquele que não se sabe a rentabilidade final no momento da aplicação, pois o investidor fica conhecendo apenas o índice que será responsável pela formação dos rendimentos do título. Exemplo: Um banco paga 95% do CDI em um CDB. Qual seria o valor bruto de uma aplicação de R$1.000 após um 1 ano de seu início, se soubermos que o valor do CDI para o mês em questão foi de 8%? Valor final = 1.000 * (1+(0,0800*0,95)) Valor final = 1.000 * 1,0760 Valor final = 1.076,00
  • 27. RENDA FIXA TÍTULOS PÚBLICOS - RENTABILIDADES LCI – LETRA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO = CDB – IR - LASTRO
  • 28. RENDA FIXA CADERNETA DE POUPANÇA, CDB E LCI VANTAGENS, DESVANTAGENS E RISCOS Objetivos financeiros definidos Objetivos financeiros LCI Liquidez, exceto definidos Liquidez, exceto LCI Curto, Médio e Longo Prazo e FGC Curto, Médio e Longo Prazo – Fundo Garantidor de Crédito e FGC – Fundo Garantidor de Crédito Pouco rentáveis com juros e inflação baixa erentáveis com juros e inflação Pouco FGC – Fundo Garantidor de baixa e FGC Crédito Garantidor de – Fundo Crédito Crédito Crédito
  • 30. RENDA VARIÁVEL Os investimentos não possuem retorno garantido. O retorno está condicionado às variações do mercado, do ativo e dos proventos* A
  • 32. RENDA VARIÁVEL 1. As ações não possuem prazo de resgate determinado; 2. As ações são objetos de negociação diária, e seus preços podem aumentar ou diminuir, de acordo com o maior ou menor interesse dos investidores, entre outras variáveis; 3. O acionista não é credor da empresa, mas sim, um de seus proprietários, e 4. Não há garantia de rentabilidade no investimento em ações, porém, no longo prazo essa modalidade de investimento tende a superar os ganhos do mercado de renda fixa.
  • 33. RENDA VARIÁVEL AÇÕES ESPÉCIES Ordinárias (ON) Ações que concedem àqueles que as possuem o poder de voto nas assembléias deliberativas da companhia ou sociedade anônima. Ex: VALE3 e NATU3 Preferenciais (PN) Ações que concedem àqueles que as possuem a preferência na distribuição de dividendos. Ex: PETR4, VALE5 e CESP6
  • 34. RENDA VARIÁVEL AÇÕES LIQUIDEZ “Blue Chips” ou de 1ª linha “Small Caps” ou de 2ª linha De 3ª linha
  • 35. RENDA VARIÁVEL AÇÕES EMPRESAS CAPTAÇÃO DE RECURSOS PRÓPRIOS OFERTA PÚBLICA INICIAL Mercado Mercado Primário Secundário Realização de Transferência captação de da propriedade recursos para a de ações entre empresa investidores
  • 36. RENDA VARIÁVEL AÇÕES PROTEÇÃO AO INVESTIDOR  CMN – Conselho Monetário Nacional  CVM – Comissão de Valores Mobiliários  BM&FBOVESPA  Lei das S.As  Governança Corporativa
  • 37. RENDA VARIÁVEL AÇÕES RENTABILIDADE Dividendos Principal remuneração aos acionistas em moeda corrente creditada na conta do investidor na corretora de valores. Definido ou não em estatuto, mas, garantido pela Lei das S.A., não podendo ser em percentual inferior a 25% do lucro liquido anual ajustado. Os dividendos não são tributados pelo imposto de renda .
  • 38. RENDA VARIÁVEL AÇÕES RENTABILIDADE Juros sobre o Capital Próprio Remuneração do capital do acionista investido na empresa, ou seja, juros que incidem sobre lucros não distribuídos em exercícios anteriores e mantidos na forma de reservas de lucros. Os acionistas são tributados em 15% recolhidos na fonte.
  • 39. RENDA VARIÁVEL AÇÕES RENTABILIDADE Ganho de Capital Aumento do valor das ações condicionado ao mercado, e que depende de variáveis, fundamentos e expectativas.
  • 40. RENDA VARIÁVEL AÇÕES RENTABILIDADE
  • 41. RENDA VARIÁVEL AÇÕES COMO INVESTIR Passo 1: Pessoal X Profissional Passo 2: Abertura de Conta em instituição financeira autorizada à intermediação Passo 3: Acompanhamento da evolução do investimento
  • 42. RENDA VARIÁVEL VANTAGENS, DESVANTAGENS E RISCOS Objetivos financeiros definidos Objetivos Liquidez financeiros definidos Liquidez *Curto, Médio e Longo Prazo *Curto, Médio e Longo Prazo IR IR Não há Garantias Não há Garantias Sistêmico Não Sistêmico Sistêmico Não Sistêmico Operacional Operacional
  • 43. RENDA VARIÁVEL OUTROS INVESTIMENTOS FUNDO IMOBILIÁRIO  Condomínios fechados  São divididos em cotas que, uma vez adquiridas, não podem ser resgatadas  O patrimônio de um fundo imobiliário pode ser composto de imóveis comerciais, residenciais, rurais ou urbanos, construídos ou em construção, para posterior alienação, locação ou arrendamento
  • 44. RENDA VARIÁVEL OUTROS INVESTIMENTOS FUNDO IMOBILIÁRIO  São fundos que investem em empreendimentos imobiliários e o retorno do capital investido se dá por meio da distribuição de resultados do Fundo, como, por exemplo, o aluguel por um shopping center ou pela venda das suas cotas do Fundo.
  • 45. RENDA VARIÁVEL OUTROS INVESTIMENTOS ETFs  Fundos espelhados em índices  Cotas negociadas em Bolsa  Investimento pequeno  Redução de Risco – Diversificação  Negociados como as ações
  • 46. RENDA FIXA E OU RENDA VARIÁVEL OUTROS INVESTIMENTOS PREVIDÊNCIA Composta | Renda Fixa | Mista VGBL | PGBL
  • 47. Esta apresentação visa fornecer informações institucionais sobre a economia e o mercado de Renda Fixa e Renda Variável brasileiros. Não é uma recomendação de investimento em qualquer ativo financeiro específico. Para mais esclarecimentos, procure profissionais da área. O mercado de ações e valores mobiliários em geral, assim como os mercados futuros e de opções, não oferecem ao investidor rentabilidade garantida. Por não oferecer garantia de retorno, devem ser considerados investimentos de risco.
  • 48. Saúde Financeira . “N sab qu er impossível foi l e fez” ão endo e a , á JeanC octeau
  • 49. Reunião de Abertura Saúde Financeira  Construção dos Pilares para uma vida financeira próspera  Reuniões Mensais  Investimentos na Prática  Investimentos na Prática - Carteira Administrada  Investimentos na Prática - Home Broker  Como Participar  Perguntas :D
  • 50. Construção dos Pilares para uma Vida Próspera
  • 51. Educação Continuada  Saúde Financeira I Módulo 1 - Inteligência Emocional Financeira Funcionamento da Mente e seus filtros de percepção, Finanças e Mudança de Paradigmas | Identificação e reprogramação de crenças limitantes | Reorganização Emocional e Comportamental em relação ao Sucesso Financeiro | Coaching Financeiro – Aprendendo a realizar seus objetivos e a gerar prosperidade. Módulo 2 - Planejamento Financeiro e Investimentos Orçamento e Planejamento Financeiro como instrumentos para ascensão econômica | A Conquista da Independência Financeira | Prosperando com Qualidade de Vida | Investimentos – Renda Fixa e Renda Variável (Mercado de Ações).
  • 52. Educação Continuada  Saúde Financeira II Módulo 1 – Investimentos em Renda Fixa Entenda a Renda Fixa: Perfis de Investidores, Taxas de Juros, Dinheiro no Tempo, Investimentos com frequência | regularidade e diversificação. Investimentos na Prática: Emissores, Características, Politicas de Investimento, Regime de Tributação | Taxas e Controle de Riscos. Simulações de Investimentos Módulo 2 – Investimentos em Renda variável Entenda a Renda Variável: Perfis de Investidores, Órgãos Reguladores, Legislação que protege o investidor, Investimentos com frequência |regularidade e diversificação. Investimentos na Prática: Empresas emissoras, Características, Politicas de Investimento, Regime de Tributação | Taxas e Controle de Riscos e Escolas de Análises de Investimentos: Fundamentalista e Técnica (Grafista). Simulações HB
  • 53. Reuniões Mensais “Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso, e trabalhar em conjunto é a vitória.” Henry Ford
  • 55. Investimentos na Prática Renda Variável Renda Variável Investidores Investidores Mercado Financeiro Mercado Financeiro Taxa de Juros Taxa de Juros Renda Fixa Renda Fixa Diversificação Diversificação Juros Compstos Juros Compstos
  • 56. Investimentos na Prática Rentabilidade média de investimentos - últimos 12 meses
  • 62. Investimentos na Prática É seguro? É seguro? Com quem falar? Com quem falar? Como iniciar? Como iniciar?
  • 65. Investimentos na Prática Entendi...chegou a minha vez e eu vou participar  Instituição Financeira Intermediadora  Cadastro de Cliente  Reunião Investimentos: 12/12/2012
  • 66. Investimentos na Prática Entendi...chegou a minha vez e eu vou participar  Instituição Financeira Intermediadora
  • 67. Investimentos na Prática Entendi...chegou a minha vez e eu vou participar  Cadastro de Cliente Instruções para Cadastro Kit Ficha Cadastral Contrato de Gestão Carteira Administrada
  • 68. Investimentos na Prática Entendi...chegou a minha vez e eu vou participar  Reunião Investimentos: 12/12/2012
  • 69. Uma vida materialmente próspera não é fruto do acaso, mas sim de uma mente estruturada com crenças, valores, estratégias, planejamento e comportamentos prósperos. Saúde Financeira PERGUNTAS duvidas@cursosaudefinanceira.com.br

Notas do Editor

  1. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  2. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  3. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  4. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  5. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  6. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  7. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  8. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  9. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  10. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  11. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  12. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  13. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  14. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  15. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  16. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  17. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  18. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  19. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  20. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  21. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  22. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  23. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  24. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  25. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  26. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  27. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  28. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  29. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  30. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  31. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  32. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  33. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  34. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  35. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  36. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  37. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  38. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  39. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  40. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  41. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  42. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  43. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  44. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  45. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  46. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  47. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  48. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  49. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  50. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  51. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  52. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  53. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  54. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  55. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  56. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  57. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  58. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  59. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  60. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  61. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  62. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  63. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  64. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  65. ANTES DE INICIARMOS QUERO PARABENIZA-LOS PELA INICIATIVA DE BUSCAR O CONHECIMENTO CURSO ESTÁ DIVIDIO EM X PARTES:
  66. Aqui vou falar das intruções para cadastro