SlideShare uma empresa Scribd logo
EB1/JI S. Miguel – Enxara do Bispo
                                                    Agrupamento de Escolas Professor Armando Lucena 
                                                                                           Malveira

                  
 
                                           Relatório de Actividades da Sala Amarela 
                                                                                           2º Período lectivo 
                                                                                      Ano Lectivo 2010/2011 
 
                                                                                          Data: 14.04.2011 
 
Com  base  na  proposta  pedagógica  apresentada  no  Projecto  Curricular  de  Turma,  bem  como  no 
espaço  de  Contextualização  e  Caracterização  da  Turma,  que  por  sua  vez  levaram  à  organização  do 
Planeamento de Actividades e Estratégias educativas, apresenta‐se de seguida o relatório trimestral 
de avaliação do Projecto Curricular, referente ao segundo trimestre do ano lectivo em curso 
No  âmbito  da  actividade  docente  desenvolvida  deve  fazer‐se  uma  distinção  entre  as  actividades 
didáctico‐pedagógicas  e  as  actividades  não  lectivas,  onde  figuram  as  actividades  desenvolvidas  no 
espaço  da  intervenção  em  reuniões,  planeamento  e  avaliação,  bem  como  em  outros  espaços  de 
intervenção  docente.  Nesse  sentido,  apresenta‐se  o  relatório  referente  à  Actividade  docente  e  o 
relatório  da  Actividade  Pedagógica.  Far‐se‐á  ainda  uma  reflexão  sobre  os  espaços  de  articulação 
desenvolvidos  no  âmbito  de  Actividades  de  Apoio  às  Famílias,  Componente  de  Apoio  à  Família, 
desenvolvida em colaboração com a Câmara Municipal de Mafra. 
 
Actividade docente. 
Em  complemento  do  desenvolvimento  de  apoio  à  actividade  lectiva,  é  fundamental  referir  a 
continuação da participação do docente titular de turma em reuniões de organização, planeamento 
e  avaliação  (Departamento  de  Educação  Pré‐Escolar),  em  reuniões  de  análise  colaborativa  e  apoio 
educativo  (Ensino  Especial  –  Unidade  de  Apoio  Educativo,  APERCIM,  Terapia  da  Fala,  Psicologia 
Escolar) e em reuniões de coordenação e articulação pedagógica (Estabelecimento, parceiros, Escola 
Segura) e ainda todo o espaço de atendimento e avaliação dos processos educativos e curriculares 
com  famílias  (Encarregados  de  educação)  e  comunidade,  designadamente  na  preparação  de 
actividades  (Associação  de  Pais  e  Encarregados  de  Educação)  com  vista  à  execução  de  actividades 
designadas no Projecto Curricular e também no Plano Anual de Actividades. 
É  também  de  referir  o  espaço  de  reflexão  e  execução  de  actividades  e  estratégias  no  âmbito  da 
cooperação educativa no Agrupamento de Escolas, de onde se destacam as Actividades do Projecto 
de Educação para a Saúde, no âmbito da dinamização da Plataforma Moodle e do Plano PTE e ainda 
na organização de actividades de apoio às Reuniões de Articulação, nomeadamente na produção de 
documentos de apoio ao Departamento do 1º CEB. 
De salientar ainda as actividades desenvolvidas no âmbito da Comunidade Educativa e da Reflexão 
Didáctico‐Pedagógica  e  Formação,  de  onde  se  destaca  a  participação  no  Seminário  para  Pais  e 
Encarregados  de  Educação,  Fundação  D.  Pedro  IV,  Casa  de  Arroios,  6  de  Abril  de  2011,  com  a 
comunicação  "Educação  de  Infância:  Espaço  facilitador  para  o  desenvolvimento  de  competência 
tecnológicas",  o  desenvolvimento  de  duas  turmas  de  formação,  no  âmbito  da  Formação  PTE,  nos 
Centros de Formação de Mafra, uma turma no Centro de Formação de Alenquer e de uma turma no 
Centro de Formação de Torres Vedras. 
Por  último,  de  referir  também  a  colaboração  bi‐mensal  com  a  Revista  “Educadores  de  Infância”, 
através da edição de artigos científicos sobre a Educação Pré‐escolar e a publicação de um artigo no 
Jornal de Letras, edição de 9 a 22 de Março de 2011, com o título "Auto Retrato do Professor", 
 


                                                                                                            1
Actividade Pedagógica 
Da análise feita na Reunião de Estabelecimento para avaliação das actividades realizadas ao longo do 
segundo  trimestre  lectivo  resultou  uma  avaliação  de  Muito  Bom  para  todas  as  actividades 
desenvolvidas. 
Todas  as  actividades  foram  realizadas  em  articulação  entre  as  turmas  de  JI,  as  turmas  do  Primeiro 
Ciclo e a Unidade de Apoio à Multideficiência. Foi ainda destacado o envolvimento e partilha quer da 
Associação de Pais, quer de alguns professores das Actividades de Enriquecimento Curricular e a CAF.  
As actividades realizadas no âmbito do PNL (e outras em articulação com a Biblioteca Escolar) foram 
objecto de planeamento específico e os objectivos definidos foram atingidos com sucesso.  
O  Projecto  Curricular  orientou  a  sua  acção  para  a  dinamização  de  actividades  congruentes  com  a 
especificidade quer do nível etário dos alunos quer da estrutura da sala. 
O  objectivo  da  definição  dos  parâmetros  orientadores  é  o  de  explorar  e  promover  novas 
aprendizagens,  encontrando‐se  a  expressão  de  interrogação  e  de  tomada  de  consciência,  de 
compreensão e de responsabilização, bem como as de pesquisa e certificação, como necessárias para 
uma cabal compreensão das realidades vividas que fundamentam a pertença a um grupo e às suas 
regras. Nesse sentido, procurou‐se definir um  conjunto de objectivos a partilhar e desenvolver por 
todos os intervenientes. 
As estratégias escolhidas, pressupuseram o conhecimento da história individual de cada criança, de 
cada  família  e  cada  elemento  comunitário.  A  meta  foi  construir  uma  proposta  abrangente  mas 
suficientemente aberta. 
Foi  objectivo  deste  projecto  de  trabalho,  valorizar  um  tema  que  consideramos  de  extrema 
importância  –  A  Água  –,  numa  perspectiva  de  educação  para  a  cidadania  e  para  os  valores, 
constituindo  um  referencial  orientador  a  formação  pessoal  e  social,  como  fundamentado  e 
apresentado  em sede legislativa – Orientações Curriculares para  a Educação Pré‐escolar (Despacho 
nº 5220/97 de 4 de Agosto) –. 
Nesse  sentido,  o  planeamento  das  actividades,  enquadradas  pelo  Projecto  Curricular  promoveu, 
fundamentalmente, actividades que perspectivassem o futuro de modo a que, na família, na escola, 
na rua, etc., o aluno assuma uma relação interveniente no meio que a envolve ao mesmo tempo que 
aprenda  a  aprender,  organizando  os  seus  saberes  numa  perspectiva  de  aprendizagem  ao  longo  da 
vida.  Foi  também  importante  que  o  aluno  desenvolvesse  as  suas  capacidades  de  Expressão  e 
Comunicação  através  de  diferentes  modelos  de  linguagem  e  que,  principalmente,  reconhecesse  as 
características  socioculturais  da  sua  região,  e  se  integre  nelas,  com  base  numa  reflexão  constante 
sobre a fruição, respeito e reflexão sobre os recursos disponíveis. 
Foram  então  desenvolvidas  actividades  que  potenciaram  a  exploração  destes  conteúdos  e 
promovessem aquisições específicas.  
Com  base  na  premissa  da  necessidade  de  criar  situações  que  possibilitassem  e  desenvolvessem  a 
linguagem  oral,  o  pensamento  lógico‐matemático,  e  as  expressões  (plástica,  musical,  dramática,  e 
motora)  bem  como  reconhecessem  e  utilizassem  tecnologias  novas  e  inovadoras,  e  todos  os 
instrumentos  tecnológicos  adequados  à  sua  idade,  alguns  dos  projectos  desenvolvidos  motivaram, 
entre outras coisas, a definição de comportamentos integrados de reconhecimento e utilização dos 
novos instrumentos.  
Neste  aspecto,  é  essencial  observar  a  página  web  do  Jardim‐de‐infância,  dinamizada  e  actualizada 
pelos alunos (em http://salamarela‐enxara.blogspot.com) e onde é possível observar a descrição das 
actividades desenvolvidas. 
Por  último  é  importante  referir  e  valorizar  a  dinâmica  de  participação  das  famílias  e  dos 
encarregados de educação, numa perspectiva de colaboração activa que permitiu a dinamização das 
actividades que tiveram como objectivo as atrás enunciadas. 
De  salientar  ainda  a  excelente  relação  com  os  outros  agentes  educativos  da  Escola,  bem  como  os 
processos de efectiva articulação pedagógica com as turmas do 1º Ciclo, no qual são de destacar os 
projectos de acção e reflexão conjunta, designadamente os inseridos no Plano Anual de Actividades.  
Também  a  participação  conjunta  em  actividades  de  divulgação/informação,  bem  como  na 
apresentação/mostra  de  produtos  educativos  se  potencia  com  um  espaço  efectivo  de  articulação 


                                                                                                              2
pedagógica, sendo de destacar, a contribuição na manutenção e desenvolvimento de uma página de 
internet da Escola (http://eb1jismiguel.grouply.com). 
Nas  reuniões  ordinárias  com  os  Encarregados  de  Educação  foram  apresentas  propostas  de 
colaboração  activa  na  dinâmica  lectiva,  que  se  saldaram  por  uma  elevada  participação  destes  nas 
actividades e estratégias didáctico‐pedagógicas. Nos momentos de Escola Aberta (13 e 14 de Abril) 
foram apresentadas, além das considerações globais sobre o desenvolvimento individual e colectivo 
dos  alunos  e  das  suas  aprendizagens,  uma  ficha  de  avaliação,  baseada  num  modelo  de 
desenvolvimento de competências, na qual é organizada a informação, individual, de cada aluno, e 
reflectidas, em conjunto, as propostas pedagógicas e estratégias educativas a desenvolver. 
Por  tudo  o  exposto,  e  presumindo  que  o  processo  de  avaliação  comporta  a  interpretação  da 
informação para uma posterior adaptação das práticas, o terceiro trimestre lectivo será baseado na 
informação pertinente recolhida, quer da análise individual, quer do grupo, não se vê necessidade de 
proceder  a  uma  grande  reformulação  no  que  respeita  aos  objectivos  e  estratégias  configuradas  no 
Projecto Curricular. 
 
Apoio Educativo 
Manteve‐se  a  organização  de  actividades,  devidamente  planeadas  em  sede  de  grupo  de  trabalho, 
para o aluno com necessidades educativas especiais, que foi alvo de avaliação específica no final do 
período, tendo esta evidenciado a qualidade do atendimento disponibilizado. 
Também,  no segundo  período  lectivo,  se  iniciou  um  apoio  específico  (Terapia  da  Fala)  a  um  aluno, 
através de um protocolo desenvolvido com a Segurança Social, que é exercido por uma técnica em 
colaboração com o docente da sala, duas vezes por semana (45 minutos). 
A  evidência  da  evolução  das  aprendizagens  das  crianças  é  observável  nos  registos  avaliativos,  que 
mostram um crescimento sustentado de competências e saberes, adequado ao grupo e às condições 
preexistentes. 
Por último, a colaboração e cooperação constante, conseguida entre todas as salas de actividade da 
escola,  com  especial  relevância  nas  salas  de  jardim‐de‐infância  tem  também  contribuído  para  um 
evidente sucesso de estratégias e a sua adequação aos grupos. 
 
Actividades de Enriquecimento Curricular (Componente de Apoio à Família e Actividades de 
Enriquecimento Curricular) 
As actividades de complemento educativo – Componente de Apoio à família (CAF) e Actividades de 
Enriquecimento  Curricular  (AEC)  –  funcionaram,  ao  longo  deste  período  lectivo,  dentro  da 
normalidade  esperada.  No  decorrer  deste  período  o  coordenador  de  estabelecimento  solicitou  à 
Câmara  Municipal  de  Mafra  sombras  para  espaço  exterior,  tendo  em  conta  que  as  crianças  que 
beneficiam desta componente passam grande parte do tempo no exterior do edifício. 
 
Ambiente de Trabalho 
A  dinâmica  conseguida  entre  o  corpo  docente  e  não  docente  manteve‐se  ao  longo  deste  período. 
Manteve‐se  também  o  espaço  de  partilha  e  envolvimento  conseguido  entre  todas  as  turmas  da 
escola.  A  realização  de  actividades  conjuntas  e  estratégias  curriculares  e  pedagógicas  articuladas 
possibilitou uma avaliação muito positiva de todas as actividades desenvolvidas, pela comunidade e 
pela Associação de Pais. 
 
Efeitos 
De  acordo  ainda  com  a  avaliação  feita  são  notórios  os  efeitos  positivos  nas  práticas  lectivas  e, 
essencialmente, nos resultados escolares dos alunos. 
Potenciaram‐se  espaços  alargados  de  desenvolvimento  de  competências  sociais  e  pessoais  e 
fomentaram‐se trocas e partilha entre os alunos da escola. 
        
No trabalho com as famílias 



                                                                                                              3
A  maior  parte  das  actividades  desenvolvidas  foram  actividades  de  parceria  educativa  e  que 
demonstraram  a  forte  adesão  das  famílias  às  estratégias  e  dinâmicas  empregues.  De  salientar 
também  a  parceria  desenvolvida  com  a  Associação  de  Pais  e  Encarregados  de  Educação  e  o  seu 
envolvimento na organização de diversas actividades. 
       
Avaliação Global 
De  acordo  com  o  que  anteriormente  foi  referido  avaliamos  como  muito  positivas  as  estratégias 
educativas, didácticas e pedagógicas das actividades na Sala Amarela, que se manterão no próximo 
período lectivo. 
 
 
 
                                                                                        Enxara do Bispo, 
                                                Aos vinte e um dias do mês de Abril de dois mil e onze, 
                                                                                                          
                                                                                O Educador de Infância 
 
 
 
                                                                                        Henrique Santos 




                                                                                                        4

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatório Síntese PCG 2º Periodo
Relatório Síntese PCG 2º PeriodoRelatório Síntese PCG 2º Periodo
Relatório Síntese PCG 2º Periodo
SalaAmarelaJIGradil
 
Planificacao Janeiro
Planificacao JaneiroPlanificacao Janeiro
Planificacao Janeiro
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatorio sintese PCG
Relatorio sintese PCGRelatorio sintese PCG
Relatorio sintese PCG
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
PCG 2'17
PCG 2'17PCG 2'17
1 planificação setembro convertido
1 planificação setembro convertido1 planificação setembro convertido
1 planificação setembro convertido
ermelinda mestre
 
Relatorio 1periodo sala-amarela-2010-2011
Relatorio 1periodo sala-amarela-2010-2011Relatorio 1periodo sala-amarela-2010-2011
Relatorio 1periodo sala-amarela-2010-2011
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatório Síntese 2º Período
Relatório Síntese 2º PeríodoRelatório Síntese 2º Período
Relatório Síntese 2º Período
SalaAmarelaJIGradil
 
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatorio de Auto-avaliação 2017
Relatorio de Auto-avaliação 2017Relatorio de Auto-avaliação 2017
Relatorio de Auto-avaliação 2017
Henrique Santos
 
Relatório Auto-avaliação Docente 2019
Relatório Auto-avaliação Docente 2019 Relatório Auto-avaliação Docente 2019
Relatório Auto-avaliação Docente 2019
SalaAmarelaJIGradil
 
Planificacao Março
Planificacao MarçoPlanificacao Março
Planificacao Março
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatorio 1periodo sala-amarela-2011-2012
Relatorio 1periodo sala-amarela-2011-2012Relatorio 1periodo sala-amarela-2011-2012
Relatorio 1periodo sala-amarela-2011-2012
Henrique Santos
 
Planificacao Junho
Planificacao JunhoPlanificacao Junho
Planificacao Junho
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatório Síntese 1º período
Relatório Síntese 1º períodoRelatório Síntese 1º período
Relatório Síntese 1º período
SalaAmarelaJIGradil
 
Planificacao Dezembro
Planificacao DezembroPlanificacao Dezembro
Planificacao Dezembro
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatorio de Auto-avaliacao Docente
Relatorio de Auto-avaliacao DocenteRelatorio de Auto-avaliacao Docente
Relatorio de Auto-avaliacao Docente
Henrique Santos
 
Planificacao Maio
Planificacao MaioPlanificacao Maio
Planificacao Maio
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 

Mais procurados (20)

Relatório Síntese PCG 2º Periodo
Relatório Síntese PCG 2º PeriodoRelatório Síntese PCG 2º Periodo
Relatório Síntese PCG 2º Periodo
 
Planificacao Janeiro
Planificacao JaneiroPlanificacao Janeiro
Planificacao Janeiro
 
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
Relatorio de Auto-avaliação Docente 2015
 
Relatorio sintese PCG
Relatorio sintese PCGRelatorio sintese PCG
Relatorio sintese PCG
 
PCG 2'17
PCG 2'17PCG 2'17
PCG 2'17
 
1 planificação setembro convertido
1 planificação setembro convertido1 planificação setembro convertido
1 planificação setembro convertido
 
Relatorio 1periodo sala-amarela-2010-2011
Relatorio 1periodo sala-amarela-2010-2011Relatorio 1periodo sala-amarela-2010-2011
Relatorio 1periodo sala-amarela-2010-2011
 
Relatório Síntese 2º Período
Relatório Síntese 2º PeríodoRelatório Síntese 2º Período
Relatório Síntese 2º Período
 
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
Relatorio 3periodo sala-amarela-2012-2013
 
Relatorio de Auto-avaliação 2017
Relatorio de Auto-avaliação 2017Relatorio de Auto-avaliação 2017
Relatorio de Auto-avaliação 2017
 
Relatório Auto-avaliação Docente 2019
Relatório Auto-avaliação Docente 2019 Relatório Auto-avaliação Docente 2019
Relatório Auto-avaliação Docente 2019
 
Planificacao Março
Planificacao MarçoPlanificacao Março
Planificacao Março
 
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
Relatório Síntese de Avaliação do PT 1º Período 14/15
 
Relatorio 1periodo sala-amarela-2011-2012
Relatorio 1periodo sala-amarela-2011-2012Relatorio 1periodo sala-amarela-2011-2012
Relatorio 1periodo sala-amarela-2011-2012
 
Planificacao Junho
Planificacao JunhoPlanificacao Junho
Planificacao Junho
 
Relatório Síntese 1º período
Relatório Síntese 1º períodoRelatório Síntese 1º período
Relatório Síntese 1º período
 
Planificacao Dezembro
Planificacao DezembroPlanificacao Dezembro
Planificacao Dezembro
 
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
Relatório síntese de Avaliação do Plano de Turma (3º Período 2013/2014)
 
Relatorio de Auto-avaliacao Docente
Relatorio de Auto-avaliacao DocenteRelatorio de Auto-avaliacao Docente
Relatorio de Auto-avaliacao Docente
 
Planificacao Maio
Planificacao MaioPlanificacao Maio
Planificacao Maio
 

Destaque

Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
Edilania Batalha Batalha
 
Projeto Curricular de Grupo 2016
Projeto Curricular de Grupo 2016Projeto Curricular de Grupo 2016
Projeto Curricular de Grupo 2016
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Maria José Ramalho
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
Arte Tecnologia
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Nethy Marques
 
Relatorio Sintese PT (º Período 2013/2014)
Relatorio Sintese PT (º Período 2013/2014)Relatorio Sintese PT (º Período 2013/2014)
Relatorio Sintese PT (º Período 2013/2014)
Henrique Santos
 
Acnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivasAcnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivas
Sandra Evt
 
PTT 2012 2013 versão bloguefólio
PTT 2012 2013 versão bloguefólioPTT 2012 2013 versão bloguefólio
PTT 2012 2013 versão bloguefólio
Maria Sousa
 
Pei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexiaPei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexia
Leo Silva
 
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Pareceres do 1º ano    2º semestrePareceres do 1º ano    2º semestre
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Araceli Kleemann
 
Pcg blogue
Pcg bloguePcg blogue
Pcg blogue
Ana Barroca
 
Relatorio 2º Periodo
Relatorio 2º Periodo Relatorio 2º Periodo
Relatorio 2º Periodo
Henrique Santos
 
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
ProjectoFenix
 
Relatorio Gestao Jandaia 2013
Relatorio Gestao Jandaia 2013Relatorio Gestao Jandaia 2013
Relatorio Gestao Jandaia 2013
Regionalpimentas
 
5° ano relatorios
5° ano relatorios5° ano relatorios
5° ano relatorios
Lucas Kaaio
 
Principios orientadores educação especial
Principios orientadores educação especialPrincipios orientadores educação especial
Principios orientadores educação especial
Adelaide Barbosa
 
Ficha descritiva 1 ano 1 trimestre
Ficha descritiva 1 ano   1 trimestreFicha descritiva 1 ano   1 trimestre
Ficha descritiva 1 ano 1 trimestre
Naysa Taboada
 
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumondModelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Modelo relatório individual
Modelo relatório individualModelo relatório individual
Modelo relatório individual
straraposa
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especial
straraposa
 

Destaque (20)

Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
 
Projeto Curricular de Grupo 2016
Projeto Curricular de Grupo 2016Projeto Curricular de Grupo 2016
Projeto Curricular de Grupo 2016
 
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 
Relatorio Sintese PT (º Período 2013/2014)
Relatorio Sintese PT (º Período 2013/2014)Relatorio Sintese PT (º Período 2013/2014)
Relatorio Sintese PT (º Período 2013/2014)
 
Acnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivasAcnd sinteses descritivas
Acnd sinteses descritivas
 
PTT 2012 2013 versão bloguefólio
PTT 2012 2013 versão bloguefólioPTT 2012 2013 versão bloguefólio
PTT 2012 2013 versão bloguefólio
 
Pei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexiaPei, exemplo dislexia
Pei, exemplo dislexia
 
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Pareceres do 1º ano    2º semestrePareceres do 1º ano    2º semestre
Pareceres do 1º ano 2º semestre
 
Pcg blogue
Pcg bloguePcg blogue
Pcg blogue
 
Relatorio 2º Periodo
Relatorio 2º Periodo Relatorio 2º Periodo
Relatorio 2º Periodo
 
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
Relatorio anual do Programa Mais Sucesso Escolar 2010 2011_vs.final (2)
 
Relatorio Gestao Jandaia 2013
Relatorio Gestao Jandaia 2013Relatorio Gestao Jandaia 2013
Relatorio Gestao Jandaia 2013
 
5° ano relatorios
5° ano relatorios5° ano relatorios
5° ano relatorios
 
Principios orientadores educação especial
Principios orientadores educação especialPrincipios orientadores educação especial
Principios orientadores educação especial
 
Ficha descritiva 1 ano 1 trimestre
Ficha descritiva 1 ano   1 trimestreFicha descritiva 1 ano   1 trimestre
Ficha descritiva 1 ano 1 trimestre
 
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumondModelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond
 
Modelo relatório individual
Modelo relatório individualModelo relatório individual
Modelo relatório individual
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especial
 

Semelhante a Relatorio 2º periodo

Relatorio3periodo_sala-amarela-2010-2011
Relatorio3periodo_sala-amarela-2010-2011Relatorio3periodo_sala-amarela-2010-2011
Relatorio3periodo_sala-amarela-2010-2011
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatorio 3º Periodo 2011-2012
Relatorio 3º Periodo 2011-2012Relatorio 3º Periodo 2011-2012
Relatorio 3º Periodo 2011-2012
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatório 1º periodo
Relatório 1º periodoRelatório 1º periodo
Relatório 1º periodo
Henrique Santos
 
Relatorio 1º Período 2012-2013
Relatorio 1º Período 2012-2013Relatorio 1º Período 2012-2013
Relatorio 1º Período 2012-2013
Henrique Santos
 
Relatório síntese pt 3 16
Relatório síntese pt 3 16Relatório síntese pt 3 16
Relatório síntese pt 3 16
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatorio add 2010-2011_hs
Relatorio add 2010-2011_hsRelatorio add 2010-2011_hs
Relatorio add 2010-2011_hs
Henrique Santos
 
Relatório Síntese PT 3º período 2015
Relatório Síntese PT 3º período 2015Relatório Síntese PT 3º período 2015
Relatório Síntese PT 3º período 2015
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatorio de auto-avaliacao_2015-2016
Relatorio de auto-avaliacao_2015-2016Relatorio de auto-avaliacao_2015-2016
Relatorio de auto-avaliacao_2015-2016
Henrique Santos
 
Relatório de actividades 2010-2011
Relatório de actividades 2010-2011Relatório de actividades 2010-2011
Relatório de actividades 2010-2011
Cristina Couto Varela
 
Cumprimento do Plano Anual Atividades - Relatório Final 2017 - 2018 Final.pdf
Cumprimento do Plano Anual Atividades - Relatório Final 2017 - 2018  Final.pdfCumprimento do Plano Anual Atividades - Relatório Final 2017 - 2018  Final.pdf
Cumprimento do Plano Anual Atividades - Relatório Final 2017 - 2018 Final.pdf
peixept
 
PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14
PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14
PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14
bedjoaoii
 
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do GradilPCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
Henrique Santos
 
Reflexão final
Reflexão finalReflexão final
Reflexão final
beloule
 
Relatório de actividades 2011-2012
Relatório de actividades 2011-2012Relatório de actividades 2011-2012
Relatório de actividades 2011-2012
Cristina Couto Varela
 
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
bepedronunes
 
Plano Anual de Actividades 09/10
Plano Anual de Actividades 09/10Plano Anual de Actividades 09/10
Plano Anual de Actividades 09/10
guest0462827d
 
Relatóro pilp 2011
Relatóro pilp 2011Relatóro pilp 2011
Relatóro pilp 2011
Profmaria
 
Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das be
Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das beAnálise e comentário crítico à presença de referências a respeito das be
Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das be
eb23am
 
Relatório de acompanhamento
Relatório de acompanhamentoRelatório de acompanhamento
Relatório de acompanhamento
Maria Cristina Saavedra
 
Relatóro pilp 2011
Relatóro pilp 2011Relatóro pilp 2011
Relatóro pilp 2011
Profmaria
 

Semelhante a Relatorio 2º periodo (20)

Relatorio3periodo_sala-amarela-2010-2011
Relatorio3periodo_sala-amarela-2010-2011Relatorio3periodo_sala-amarela-2010-2011
Relatorio3periodo_sala-amarela-2010-2011
 
Relatorio 3º Periodo 2011-2012
Relatorio 3º Periodo 2011-2012Relatorio 3º Periodo 2011-2012
Relatorio 3º Periodo 2011-2012
 
Relatório 1º periodo
Relatório 1º periodoRelatório 1º periodo
Relatório 1º periodo
 
Relatorio 1º Período 2012-2013
Relatorio 1º Período 2012-2013Relatorio 1º Período 2012-2013
Relatorio 1º Período 2012-2013
 
Relatório síntese pt 3 16
Relatório síntese pt 3 16Relatório síntese pt 3 16
Relatório síntese pt 3 16
 
Relatorio add 2010-2011_hs
Relatorio add 2010-2011_hsRelatorio add 2010-2011_hs
Relatorio add 2010-2011_hs
 
Relatório Síntese PT 3º período 2015
Relatório Síntese PT 3º período 2015Relatório Síntese PT 3º período 2015
Relatório Síntese PT 3º período 2015
 
Relatorio de auto-avaliacao_2015-2016
Relatorio de auto-avaliacao_2015-2016Relatorio de auto-avaliacao_2015-2016
Relatorio de auto-avaliacao_2015-2016
 
Relatório de actividades 2010-2011
Relatório de actividades 2010-2011Relatório de actividades 2010-2011
Relatório de actividades 2010-2011
 
Cumprimento do Plano Anual Atividades - Relatório Final 2017 - 2018 Final.pdf
Cumprimento do Plano Anual Atividades - Relatório Final 2017 - 2018  Final.pdfCumprimento do Plano Anual Atividades - Relatório Final 2017 - 2018  Final.pdf
Cumprimento do Plano Anual Atividades - Relatório Final 2017 - 2018 Final.pdf
 
PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14
PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14
PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14
 
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do GradilPCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
PCG 2017 - Sala Amarela, JI do Gradil
 
Reflexão final
Reflexão finalReflexão final
Reflexão final
 
Relatório de actividades 2011-2012
Relatório de actividades 2011-2012Relatório de actividades 2011-2012
Relatório de actividades 2011-2012
 
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
 
Plano Anual de Actividades 09/10
Plano Anual de Actividades 09/10Plano Anual de Actividades 09/10
Plano Anual de Actividades 09/10
 
Relatóro pilp 2011
Relatóro pilp 2011Relatóro pilp 2011
Relatóro pilp 2011
 
Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das be
Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das beAnálise e comentário crítico à presença de referências a respeito das be
Análise e comentário crítico à presença de referências a respeito das be
 
Relatório de acompanhamento
Relatório de acompanhamentoRelatório de acompanhamento
Relatório de acompanhamento
 
Relatóro pilp 2011
Relatóro pilp 2011Relatóro pilp 2011
Relatóro pilp 2011
 

Mais de SalaAmarela Enxara Do Bispo

Relatório Síntese 3ºPeríodo (2016/2017)
Relatório Síntese 3ºPeríodo (2016/2017)Relatório Síntese 3ºPeríodo (2016/2017)
Relatório Síntese 3ºPeríodo (2016/2017)
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Relatorio sintese PCG
Relatorio sintese PCGRelatorio sintese PCG
Relatorio sintese PCG
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Análise do Questionário de Avaliação aos Encarregados de Educação 2016/2017
Análise do Questionário de Avaliação aos Encarregados de Educação 2016/2017Análise do Questionário de Avaliação aos Encarregados de Educação 2016/2017
Análise do Questionário de Avaliação aos Encarregados de Educação 2016/2017
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Análise questionario pais2016
Análise questionario pais2016Análise questionario pais2016
Análise questionario pais2016
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Plano de Turma 2014 2015
Plano de Turma 2014 2015Plano de Turma 2014 2015
Plano de Turma 2014 2015
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Análise Questionario de Avaliação pelos pais 2015
Análise Questionario de Avaliação pelos pais 2015Análise Questionario de Avaliação pelos pais 2015
Análise Questionario de Avaliação pelos pais 2015
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Sobre os Faróis
Sobre os FaróisSobre os Faróis
Sobre os Faróis
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Carta do Pai Natal 2014
Carta do Pai Natal 2014Carta do Pai Natal 2014
Carta do Pai Natal 2014
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Análise Questionario aos Encarregados de Educação 2014
Análise Questionario aos Encarregados de Educação 2014Análise Questionario aos Encarregados de Educação 2014
Análise Questionario aos Encarregados de Educação 2014
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Jogo do Burro
Jogo do BurroJogo do Burro
Projeto AAAF (2013/2014)
Projeto AAAF (2013/2014)Projeto AAAF (2013/2014)
Projeto AAAF (2013/2014)
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (EB1/JI DE S. MIGUEL) 2013/2014
PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (EB1/JI DE S. MIGUEL) 2013/2014PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (EB1/JI DE S. MIGUEL) 2013/2014
PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (EB1/JI DE S. MIGUEL) 2013/2014
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Plano de Turma 2013-2014
Plano de Turma 2013-2014Plano de Turma 2013-2014
Plano de Turma 2013-2014
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Análise questionario pais2013
Análise questionario pais2013Análise questionario pais2013
Análise questionario pais2013
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Escovagem Dentes
Escovagem Dentes Escovagem Dentes
Escovagem Dentes
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Regimento CAF (aepal)
Regimento CAF (aepal)Regimento CAF (aepal)
Regimento CAF (aepal)
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
PAA2013 EB1/JI S. Miguel - aepal -
PAA2013 EB1/JI S. Miguel - aepal -PAA2013 EB1/JI S. Miguel - aepal -
PAA2013 EB1/JI S. Miguel - aepal -
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Análise Questionario Avaliação pelos EE 2012
Análise Questionario Avaliação pelos EE 2012Análise Questionario Avaliação pelos EE 2012
Análise Questionario Avaliação pelos EE 2012
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 

Mais de SalaAmarela Enxara Do Bispo (18)

Relatório Síntese 3ºPeríodo (2016/2017)
Relatório Síntese 3ºPeríodo (2016/2017)Relatório Síntese 3ºPeríodo (2016/2017)
Relatório Síntese 3ºPeríodo (2016/2017)
 
Relatorio sintese PCG
Relatorio sintese PCGRelatorio sintese PCG
Relatorio sintese PCG
 
Análise do Questionário de Avaliação aos Encarregados de Educação 2016/2017
Análise do Questionário de Avaliação aos Encarregados de Educação 2016/2017Análise do Questionário de Avaliação aos Encarregados de Educação 2016/2017
Análise do Questionário de Avaliação aos Encarregados de Educação 2016/2017
 
Análise questionario pais2016
Análise questionario pais2016Análise questionario pais2016
Análise questionario pais2016
 
Plano de Turma 2014 2015
Plano de Turma 2014 2015Plano de Turma 2014 2015
Plano de Turma 2014 2015
 
Análise Questionario de Avaliação pelos pais 2015
Análise Questionario de Avaliação pelos pais 2015Análise Questionario de Avaliação pelos pais 2015
Análise Questionario de Avaliação pelos pais 2015
 
Sobre os Faróis
Sobre os FaróisSobre os Faróis
Sobre os Faróis
 
Carta do Pai Natal 2014
Carta do Pai Natal 2014Carta do Pai Natal 2014
Carta do Pai Natal 2014
 
Análise Questionario aos Encarregados de Educação 2014
Análise Questionario aos Encarregados de Educação 2014Análise Questionario aos Encarregados de Educação 2014
Análise Questionario aos Encarregados de Educação 2014
 
Jogo do Burro
Jogo do BurroJogo do Burro
Jogo do Burro
 
Projeto AAAF (2013/2014)
Projeto AAAF (2013/2014)Projeto AAAF (2013/2014)
Projeto AAAF (2013/2014)
 
PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (EB1/JI DE S. MIGUEL) 2013/2014
PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (EB1/JI DE S. MIGUEL) 2013/2014PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (EB1/JI DE S. MIGUEL) 2013/2014
PLANO ANUAL DE ATIVIDADES (EB1/JI DE S. MIGUEL) 2013/2014
 
Plano de Turma 2013-2014
Plano de Turma 2013-2014Plano de Turma 2013-2014
Plano de Turma 2013-2014
 
Análise questionario pais2013
Análise questionario pais2013Análise questionario pais2013
Análise questionario pais2013
 
Escovagem Dentes
Escovagem Dentes Escovagem Dentes
Escovagem Dentes
 
Regimento CAF (aepal)
Regimento CAF (aepal)Regimento CAF (aepal)
Regimento CAF (aepal)
 
PAA2013 EB1/JI S. Miguel - aepal -
PAA2013 EB1/JI S. Miguel - aepal -PAA2013 EB1/JI S. Miguel - aepal -
PAA2013 EB1/JI S. Miguel - aepal -
 
Análise Questionario Avaliação pelos EE 2012
Análise Questionario Avaliação pelos EE 2012Análise Questionario Avaliação pelos EE 2012
Análise Questionario Avaliação pelos EE 2012
 

Último

Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 

Último (20)

Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 

Relatorio 2º periodo

  • 1. EB1/JI S. Miguel – Enxara do Bispo Agrupamento de Escolas Professor Armando Lucena  Malveira     Relatório de Actividades da Sala Amarela  2º Período lectivo  Ano Lectivo 2010/2011    Data: 14.04.2011    Com  base  na  proposta  pedagógica  apresentada  no  Projecto  Curricular  de  Turma,  bem  como  no  espaço  de  Contextualização  e  Caracterização  da  Turma,  que  por  sua  vez  levaram  à  organização  do  Planeamento de Actividades e Estratégias educativas, apresenta‐se de seguida o relatório trimestral  de avaliação do Projecto Curricular, referente ao segundo trimestre do ano lectivo em curso  No  âmbito  da  actividade  docente  desenvolvida  deve  fazer‐se  uma  distinção  entre  as  actividades  didáctico‐pedagógicas  e  as  actividades  não  lectivas,  onde  figuram  as  actividades  desenvolvidas  no  espaço  da  intervenção  em  reuniões,  planeamento  e  avaliação,  bem  como  em  outros  espaços  de  intervenção  docente.  Nesse  sentido,  apresenta‐se  o  relatório  referente  à  Actividade  docente  e  o  relatório  da  Actividade  Pedagógica.  Far‐se‐á  ainda  uma  reflexão  sobre  os  espaços  de  articulação  desenvolvidos  no  âmbito  de  Actividades  de  Apoio  às  Famílias,  Componente  de  Apoio  à  Família,  desenvolvida em colaboração com a Câmara Municipal de Mafra.    Actividade docente.  Em  complemento  do  desenvolvimento  de  apoio  à  actividade  lectiva,  é  fundamental  referir  a  continuação da participação do docente titular de turma em reuniões de organização, planeamento  e  avaliação  (Departamento  de  Educação  Pré‐Escolar),  em  reuniões  de  análise  colaborativa  e  apoio  educativo  (Ensino  Especial  –  Unidade  de  Apoio  Educativo,  APERCIM,  Terapia  da  Fala,  Psicologia  Escolar) e em reuniões de coordenação e articulação pedagógica (Estabelecimento, parceiros, Escola  Segura) e ainda todo o espaço de atendimento e avaliação dos processos educativos e curriculares  com  famílias  (Encarregados  de  educação)  e  comunidade,  designadamente  na  preparação  de  actividades  (Associação  de  Pais  e  Encarregados  de  Educação)  com  vista  à  execução  de  actividades  designadas no Projecto Curricular e também no Plano Anual de Actividades.  É  também  de  referir  o  espaço  de  reflexão  e  execução  de  actividades  e  estratégias  no  âmbito  da  cooperação educativa no Agrupamento de Escolas, de onde se destacam as Actividades do Projecto  de Educação para a Saúde, no âmbito da dinamização da Plataforma Moodle e do Plano PTE e ainda  na organização de actividades de apoio às Reuniões de Articulação, nomeadamente na produção de  documentos de apoio ao Departamento do 1º CEB.  De salientar ainda as actividades desenvolvidas no âmbito da Comunidade Educativa e da Reflexão  Didáctico‐Pedagógica  e  Formação,  de  onde  se  destaca  a  participação  no  Seminário  para  Pais  e  Encarregados  de  Educação,  Fundação  D.  Pedro  IV,  Casa  de  Arroios,  6  de  Abril  de  2011,  com  a  comunicação  "Educação  de  Infância:  Espaço  facilitador  para  o  desenvolvimento  de  competência  tecnológicas",  o  desenvolvimento  de  duas  turmas  de  formação,  no  âmbito  da  Formação  PTE,  nos  Centros de Formação de Mafra, uma turma no Centro de Formação de Alenquer e de uma turma no  Centro de Formação de Torres Vedras.  Por  último,  de  referir  também  a  colaboração  bi‐mensal  com  a  Revista  “Educadores  de  Infância”,  através da edição de artigos científicos sobre a Educação Pré‐escolar e a publicação de um artigo no  Jornal de Letras, edição de 9 a 22 de Março de 2011, com o título "Auto Retrato do Professor",    1
  • 2. Actividade Pedagógica  Da análise feita na Reunião de Estabelecimento para avaliação das actividades realizadas ao longo do  segundo  trimestre  lectivo  resultou  uma  avaliação  de  Muito  Bom  para  todas  as  actividades  desenvolvidas.  Todas  as  actividades  foram  realizadas  em  articulação  entre  as  turmas  de  JI,  as  turmas  do  Primeiro  Ciclo e a Unidade de Apoio à Multideficiência. Foi ainda destacado o envolvimento e partilha quer da  Associação de Pais, quer de alguns professores das Actividades de Enriquecimento Curricular e a CAF.   As actividades realizadas no âmbito do PNL (e outras em articulação com a Biblioteca Escolar) foram  objecto de planeamento específico e os objectivos definidos foram atingidos com sucesso.   O  Projecto  Curricular  orientou  a  sua  acção  para  a  dinamização  de  actividades  congruentes  com  a  especificidade quer do nível etário dos alunos quer da estrutura da sala.  O  objectivo  da  definição  dos  parâmetros  orientadores  é  o  de  explorar  e  promover  novas  aprendizagens,  encontrando‐se  a  expressão  de  interrogação  e  de  tomada  de  consciência,  de  compreensão e de responsabilização, bem como as de pesquisa e certificação, como necessárias para  uma cabal compreensão das realidades vividas que fundamentam a pertença a um grupo e às suas  regras. Nesse sentido, procurou‐se definir um  conjunto de objectivos a partilhar e desenvolver por  todos os intervenientes.  As estratégias escolhidas, pressupuseram o conhecimento da história individual de cada criança, de  cada  família  e  cada  elemento  comunitário.  A  meta  foi  construir  uma  proposta  abrangente  mas  suficientemente aberta.  Foi  objectivo  deste  projecto  de  trabalho,  valorizar  um  tema  que  consideramos  de  extrema  importância  –  A  Água  –,  numa  perspectiva  de  educação  para  a  cidadania  e  para  os  valores,  constituindo  um  referencial  orientador  a  formação  pessoal  e  social,  como  fundamentado  e  apresentado  em sede legislativa – Orientações Curriculares para  a Educação Pré‐escolar (Despacho  nº 5220/97 de 4 de Agosto) –.  Nesse  sentido,  o  planeamento  das  actividades,  enquadradas  pelo  Projecto  Curricular  promoveu,  fundamentalmente, actividades que perspectivassem o futuro de modo a que, na família, na escola,  na rua, etc., o aluno assuma uma relação interveniente no meio que a envolve ao mesmo tempo que  aprenda  a  aprender,  organizando  os  seus  saberes  numa  perspectiva  de  aprendizagem  ao  longo  da  vida.  Foi  também  importante  que  o  aluno  desenvolvesse  as  suas  capacidades  de  Expressão  e  Comunicação  através  de  diferentes  modelos  de  linguagem  e  que,  principalmente,  reconhecesse  as  características  socioculturais  da  sua  região,  e  se  integre  nelas,  com  base  numa  reflexão  constante  sobre a fruição, respeito e reflexão sobre os recursos disponíveis.  Foram  então  desenvolvidas  actividades  que  potenciaram  a  exploração  destes  conteúdos  e  promovessem aquisições específicas.   Com  base  na  premissa  da  necessidade  de  criar  situações  que  possibilitassem  e  desenvolvessem  a  linguagem  oral,  o  pensamento  lógico‐matemático,  e  as  expressões  (plástica,  musical,  dramática,  e  motora)  bem  como  reconhecessem  e  utilizassem  tecnologias  novas  e  inovadoras,  e  todos  os  instrumentos  tecnológicos  adequados  à  sua  idade,  alguns  dos  projectos  desenvolvidos  motivaram,  entre outras coisas, a definição de comportamentos integrados de reconhecimento e utilização dos  novos instrumentos.   Neste  aspecto,  é  essencial  observar  a  página  web  do  Jardim‐de‐infância,  dinamizada  e  actualizada  pelos alunos (em http://salamarela‐enxara.blogspot.com) e onde é possível observar a descrição das  actividades desenvolvidas.  Por  último  é  importante  referir  e  valorizar  a  dinâmica  de  participação  das  famílias  e  dos  encarregados de educação, numa perspectiva de colaboração activa que permitiu a dinamização das  actividades que tiveram como objectivo as atrás enunciadas.  De  salientar  ainda  a  excelente  relação  com  os  outros  agentes  educativos  da  Escola,  bem  como  os  processos de efectiva articulação pedagógica com as turmas do 1º Ciclo, no qual são de destacar os  projectos de acção e reflexão conjunta, designadamente os inseridos no Plano Anual de Actividades.   Também  a  participação  conjunta  em  actividades  de  divulgação/informação,  bem  como  na  apresentação/mostra  de  produtos  educativos  se  potencia  com  um  espaço  efectivo  de  articulação  2
  • 3. pedagógica, sendo de destacar, a contribuição na manutenção e desenvolvimento de uma página de  internet da Escola (http://eb1jismiguel.grouply.com).  Nas  reuniões  ordinárias  com  os  Encarregados  de  Educação  foram  apresentas  propostas  de  colaboração  activa  na  dinâmica  lectiva,  que  se  saldaram  por  uma  elevada  participação  destes  nas  actividades e estratégias didáctico‐pedagógicas. Nos momentos de Escola Aberta (13 e 14 de Abril)  foram apresentadas, além das considerações globais sobre o desenvolvimento individual e colectivo  dos  alunos  e  das  suas  aprendizagens,  uma  ficha  de  avaliação,  baseada  num  modelo  de  desenvolvimento de competências, na qual é organizada a informação, individual, de cada aluno, e  reflectidas, em conjunto, as propostas pedagógicas e estratégias educativas a desenvolver.  Por  tudo  o  exposto,  e  presumindo  que  o  processo  de  avaliação  comporta  a  interpretação  da  informação para uma posterior adaptação das práticas, o terceiro trimestre lectivo será baseado na  informação pertinente recolhida, quer da análise individual, quer do grupo, não se vê necessidade de  proceder  a  uma  grande  reformulação  no  que  respeita  aos  objectivos  e  estratégias  configuradas  no  Projecto Curricular.    Apoio Educativo  Manteve‐se  a  organização  de  actividades,  devidamente  planeadas  em  sede  de  grupo  de  trabalho,  para o aluno com necessidades educativas especiais, que foi alvo de avaliação específica no final do  período, tendo esta evidenciado a qualidade do atendimento disponibilizado.  Também,  no segundo  período  lectivo,  se  iniciou  um  apoio  específico  (Terapia  da  Fala)  a  um  aluno,  através de um protocolo desenvolvido com a Segurança Social, que é exercido por uma técnica em  colaboração com o docente da sala, duas vezes por semana (45 minutos).  A  evidência  da  evolução  das  aprendizagens  das  crianças  é  observável  nos  registos  avaliativos,  que  mostram um crescimento sustentado de competências e saberes, adequado ao grupo e às condições  preexistentes.  Por último, a colaboração e cooperação constante, conseguida entre todas as salas de actividade da  escola,  com  especial  relevância  nas  salas  de  jardim‐de‐infância  tem  também  contribuído  para  um  evidente sucesso de estratégias e a sua adequação aos grupos.    Actividades de Enriquecimento Curricular (Componente de Apoio à Família e Actividades de  Enriquecimento Curricular)  As actividades de complemento educativo – Componente de Apoio à família (CAF) e Actividades de  Enriquecimento  Curricular  (AEC)  –  funcionaram,  ao  longo  deste  período  lectivo,  dentro  da  normalidade  esperada.  No  decorrer  deste  período  o  coordenador  de  estabelecimento  solicitou  à  Câmara  Municipal  de  Mafra  sombras  para  espaço  exterior,  tendo  em  conta  que  as  crianças  que  beneficiam desta componente passam grande parte do tempo no exterior do edifício.    Ambiente de Trabalho  A  dinâmica  conseguida  entre  o  corpo  docente  e  não  docente  manteve‐se  ao  longo  deste  período.  Manteve‐se  também  o  espaço  de  partilha  e  envolvimento  conseguido  entre  todas  as  turmas  da  escola.  A  realização  de  actividades  conjuntas  e  estratégias  curriculares  e  pedagógicas  articuladas  possibilitou uma avaliação muito positiva de todas as actividades desenvolvidas, pela comunidade e  pela Associação de Pais.    Efeitos  De  acordo  ainda  com  a  avaliação  feita  são  notórios  os  efeitos  positivos  nas  práticas  lectivas  e,  essencialmente, nos resultados escolares dos alunos.  Potenciaram‐se  espaços  alargados  de  desenvolvimento  de  competências  sociais  e  pessoais  e  fomentaram‐se trocas e partilha entre os alunos da escola.    No trabalho com as famílias  3
  • 4. A  maior  parte  das  actividades  desenvolvidas  foram  actividades  de  parceria  educativa  e  que  demonstraram  a  forte  adesão  das  famílias  às  estratégias  e  dinâmicas  empregues.  De  salientar  também  a  parceria  desenvolvida  com  a  Associação  de  Pais  e  Encarregados  de  Educação  e  o  seu  envolvimento na organização de diversas actividades.    Avaliação Global  De  acordo  com  o  que  anteriormente  foi  referido  avaliamos  como  muito  positivas  as  estratégias  educativas, didácticas e pedagógicas das actividades na Sala Amarela, que se manterão no próximo  período lectivo.        Enxara do Bispo,  Aos vinte e um dias do mês de Abril de dois mil e onze,    O Educador de Infância        Henrique Santos  4