SlideShare uma empresa Scribd logo
ISC V- Pré- Natal Professor Marcio Academicos:
Pré Natal
Objetivos Acolher a gestante desde o início da gravidez Assegurar o nascimento de uma criança saudável Garantir o bem-estar materno durante o ciclo grávido-puerperal Diminuir a morbidade e a mortalidade perinatal e materna
Assistência Pré- Natal Primeira consulta o mais precoce possível Realização de pelo menos seis consultas na gestação e uma no puerpério  Em todas as consultas avaliar o risco gestacional
Exames Laboratoriais Grupo sangüíneo e Fator Rh VDRL(1a. Consulta e 30a. Semana) EAS(1a. Consulta e 30a. Semana Glicemia de jejum(1a. Consulta e 30a. Semana) Hemogloblina e Hematócrito Protoparasitológico Colpocitologia oncótica  Bacterioscopia da secreção vaginal
Sorologias: hepatite – Toxoplasmose e Rubéola Urocultura nos casos de bacteriúria assintomática Ultra-sonografia Obstétrica
Consultas Até 28 semanas: 1 por mês De 28 a 34 semanas: 15/15 dias A partir de 34 emanas: 1x por semana
Roteiro da Primeira Consulta História Clínica Antecedentes familiares Antecedentes pessoais Antecedentes obstétricos Gestação atual: DUM – Peso – hábitos Medicamentos – Ocupação atual
Cálculo da Idade Gestacional Uso do Calendário – Somar o número de dias do intervalo entre a  DUM  (Data da Ultima Menstruação) e a data da consulta, dividindo o total por sete(  semanas de gestação ) Uso de disco  Não conhece o dia, mas conhece o período. Início do mês  DIA 5 , Meio  –DIA 15,  FIM –  DIA 25 Ultra-sonografia
Na 8a. Semana o útero tem o dobro 10a. Semana três vezes o normal 12a. Semana palpável na sínfise púbica 16a. Semana o fundo uterino está entre a sínfise púbica e a cicatriz umbilical 20a. Semana o fundo uterino está na cicatriz umbilicaal Da 20a. até a 30a. Semana há relação direta entre as semanas e a medida da altura uterina
Cálculo da Data Provável do Parto Duração média da gestação    280 dias ou 40 semanas a partir da DUM  Com o disco Regra de Boerhaave/Nagele    soma-se  sete  dias ao primeiro dia da DUM  e subtrair  três  meses  ao mês em que ocorreu a última menstruação ou adicionar  nove  meses se a DUM for em janeiro – fevereiro ou março
Exame Físico Geral Peso e altura    Estado nutricional Medida da Pressão arterial Inspeção da pele e das mucosas Ausculta cardiopulmonar Determinação da freqüência cardíaca Exame dos membros inferiores Pesquisa de edema
Ganho de peso de acordo com a idade gestacional
Ganho de peso ao término da gestação de acordo com  IMC IMC  Ganho de peso Baixo( < 19,8)  12,5 – 18 Normal( 19,8 – 26)  11,5 – 16 Sobrepeso(26,1 – 29)  7,0 – 11,5 Obesidade( > 29)  < 7,0(adulta) 7,0 – 9,0 - Adolescente
Adequado ganho de peso
Ganho de peso insuficiente
Peso superior ao adequado para a idade gestacional
Exame Físico Obstétrico Exame das mamas Palpação Medida da altura uterina Ausculta dos  BCF Inspeção dos genitais externos Exame especular( Colpocitologia) Toque vaginal
Consultas Subsequentes Revisão da ficha perinatal Anamnese atual sucinta Verificação do calendário de vacinação Verificação dos resultados de exames Controle fetal Ausculta dos  BCFs  (Batimentos Cardíacos Fetais) Avaliação dos movimentos fetais
 
 
 
 
 
Altura uterina de acordo com a idade gestacional
Crescimento Normal Acima do Esperado: Gemelar Abaixo do Esperado: PIG ( Pequeno Para Idade Gestacional), erro de data.
 
 
 
Consultas Subsequentes- Conduta De acordo com os resultados do exame físico e laboratorial Suplementação de sulfato ferroso e ácido fólico Orientação alimentar Agendamento das consultas subseqüentes
Interpretação dos resultados Rh negativo    solicitar do parceiro – se positivo     Coombs indireto  se  negativo  repetir na 30a. Semana VDRL positivo – solicitar  FTA-Abs  Na impossibilidade tratar em qualquer titulação como sífilis tardia latente de tempo indeterminado Hb     11g/dl – ausência de anemia Hb <  11g/dl e > 8g/dl – Anemia leve a moderada – Tratar com sulfato ferroso e repetir o exame em 60 dias Hb < 8g/dl  – Anemia grave  Tratar com sulfato ferroso e Hemácias
Complicações Gestacionais Aborto Espontâneo Concepto Natimorto Hipertensão Diabetes Anemias Descolamento Prematuro da Placenta Etc.
Vacinação Antitetânica Gestante não vacinada –  Três doses 1a. dose  2a. dose  3a. dose Precoce  30 – 60 dias  180 dias Precoce  60 dias  60 dias A segunda dose deve ser aplicada no máximo até 20 dias antes da DPP 3 doses ou mais, sendo a última dose há menos de 5 anos:  Não é necessário vacinar 3 doses ou mais, sendo a última dose há mais de 5 anos:  administrar   1 dose de reforço
Queixas Gestacionais Náuseas – Vômitos – Tonturas Pirose – Sialorréia -  Desmaios  Dor abdominal – Cólicas – Obstipação Corrimento vaginal – Queixas urinárias Falta de ar – Dor lombar – Cefaléia  Sangramento  - Varizes - Câimbras
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
chirlei ferreira
 
AssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao PartoAssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao Parto
chirlei ferreira
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
chirlei ferreira
 
Aula 13 saúde da mulher - diagnóstico gestacional
Aula 13   saúde da mulher - diagnóstico gestacionalAula 13   saúde da mulher - diagnóstico gestacional
Aula 13 saúde da mulher - diagnóstico gestacional
hervora araujo
 
Cuidados com o rn
Cuidados com o rnCuidados com o rn
Cuidados com o rn
Alinebrauna Brauna
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
Juliana Maciel
 
Orientações a gestantes
Orientações a gestantesOrientações a gestantes
Orientações a gestantes
Mishela Kelly Almeida
 
Cuidados na gravidez
Cuidados na gravidezCuidados na gravidez
Cuidados na gravidez
joselene beatriz
 
Saúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APSSaúde da Mulher na APS
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Eduardo Gomes da Silva
 
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da MulherDescolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Enfº Ícaro Araújo
 
Exames de Rotina do Pré-Natal
Exames de Rotina do Pré-NatalExames de Rotina do Pré-Natal
Saúde da mulher slides
Saúde da mulher  slidesSaúde da mulher  slides
Saúde da mulher slides
Carlean Oliveira
 
Transformações na gestação
Transformações na gestaçãoTransformações na gestação
Transformações na gestação
Alinebrauna Brauna
 
Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5
Nayara Wanderley
 
Saúde da Mulher
Saúde da MulherSaúde da Mulher
Saúde da Mulher
Stefanny Corrêa
 
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoAula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Viviane da Silva
 
Parto Normal
Parto NormalParto Normal
Parto Normal
Ministério da Saúde
 
Pré Natal
Pré  NatalPré  Natal
Pré Natal
Gláucia Marchini
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
Amanda Corrêa
 

Mais procurados (20)

Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
 
AssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao PartoAssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao Parto
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
 
Aula 13 saúde da mulher - diagnóstico gestacional
Aula 13   saúde da mulher - diagnóstico gestacionalAula 13   saúde da mulher - diagnóstico gestacional
Aula 13 saúde da mulher - diagnóstico gestacional
 
Cuidados com o rn
Cuidados com o rnCuidados com o rn
Cuidados com o rn
 
Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno Slide Aleitamento materno
Slide Aleitamento materno
 
Orientações a gestantes
Orientações a gestantesOrientações a gestantes
Orientações a gestantes
 
Cuidados na gravidez
Cuidados na gravidezCuidados na gravidez
Cuidados na gravidez
 
Saúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APSSaúde da Mulher na APS
Saúde da Mulher na APS
 
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1Enfermagem ObstéTrica Parte 1
Enfermagem ObstéTrica Parte 1
 
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da MulherDescolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
 
Exames de Rotina do Pré-Natal
Exames de Rotina do Pré-NatalExames de Rotina do Pré-Natal
Exames de Rotina do Pré-Natal
 
Saúde da mulher slides
Saúde da mulher  slidesSaúde da mulher  slides
Saúde da mulher slides
 
Transformações na gestação
Transformações na gestaçãoTransformações na gestação
Transformações na gestação
 
Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5
 
Saúde da Mulher
Saúde da MulherSaúde da Mulher
Saúde da Mulher
 
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoAula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
 
Parto Normal
Parto NormalParto Normal
Parto Normal
 
Pré Natal
Pré  NatalPré  Natal
Pré Natal
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
 

Semelhante a Pre Natal

PNBR 2016
PNBR 2016PNBR 2016
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptxAssistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
VitriaMaria56
 
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Auro Gonçalves
 
Consulta pré-natal.pdf
Consulta pré-natal.pdfConsulta pré-natal.pdf
Consulta pré-natal.pdf
elisa162943
 
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo riscoProtocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Professor Robson
 
Gravidez nos CSP
Gravidez nos CSPGravidez nos CSP
Gravidez nos CSP
Eluisa Silva
 
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo riscoAssistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
yasminroriz3
 
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natalAula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Gustavo Henrique
 
Prenatal baixo risco
Prenatal baixo riscoPrenatal baixo risco
Prenatal baixo risco
Ceça Botelho
 
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
Natasha Louise
 
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdfSlide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
arymurilo123
 
Pré natal 2018 - Para Gestantes -
Pré natal 2018 - Para Gestantes - Pré natal 2018 - Para Gestantes -
Pré natal 2018 - Para Gestantes -
Caroline Reis Gonçalves
 
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asienf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
JhivagoOliveira
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
Heloísa Ximenes
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
Heloísa Ximenes
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
Heloísa Ximenes
 
Diagnostico de gravidez e primeiro trimestre
Diagnostico de gravidez e primeiro trimestreDiagnostico de gravidez e primeiro trimestre
Diagnostico de gravidez e primeiro trimestre
Anderson Guido
 
Hemorragias na gestação
Hemorragias na gestaçãoHemorragias na gestação
Hemorragias na gestação
tvf
 
Diagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
Diagnóstico de Gravidez na Atenção BásicaDiagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
Diagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
marianagusmao39
 
AULA PRE NATAL.pdf
AULA PRE NATAL.pdfAULA PRE NATAL.pdf
AULA PRE NATAL.pdf
EllenSantos73107
 

Semelhante a Pre Natal (20)

PNBR 2016
PNBR 2016PNBR 2016
PNBR 2016
 
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptxAssistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
 
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
 
Consulta pré-natal.pdf
Consulta pré-natal.pdfConsulta pré-natal.pdf
Consulta pré-natal.pdf
 
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo riscoProtocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
 
Gravidez nos CSP
Gravidez nos CSPGravidez nos CSP
Gravidez nos CSP
 
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo riscoAssistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
 
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natalAula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
 
Prenatal baixo risco
Prenatal baixo riscoPrenatal baixo risco
Prenatal baixo risco
 
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
 
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdfSlide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
 
Pré natal 2018 - Para Gestantes -
Pré natal 2018 - Para Gestantes - Pré natal 2018 - Para Gestantes -
Pré natal 2018 - Para Gestantes -
 
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asienf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Diagnostico de gravidez e primeiro trimestre
Diagnostico de gravidez e primeiro trimestreDiagnostico de gravidez e primeiro trimestre
Diagnostico de gravidez e primeiro trimestre
 
Hemorragias na gestação
Hemorragias na gestaçãoHemorragias na gestação
Hemorragias na gestação
 
Diagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
Diagnóstico de Gravidez na Atenção BásicaDiagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
Diagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
 
AULA PRE NATAL.pdf
AULA PRE NATAL.pdfAULA PRE NATAL.pdf
AULA PRE NATAL.pdf
 

Mais de ITPAC PORTO

Trab Pronto D Tuberculose
Trab Pronto D TuberculoseTrab Pronto D Tuberculose
Trab Pronto D Tuberculose
ITPAC PORTO
 
HanseníAse Pronto
HanseníAse ProntoHanseníAse Pronto
HanseníAse Pronto
ITPAC PORTO
 
Doença de Chagas
Doença de ChagasDoença de Chagas
Doença de Chagas
ITPAC PORTO
 
Aula 2 Amebiase
Aula 2   AmebiaseAula 2   Amebiase
Aula 2 Amebiase
ITPAC PORTO
 
Aula 3 Giardia Lamblia
Aula 3   Giardia LambliaAula 3   Giardia Lamblia
Aula 3 Giardia Lamblia
ITPAC PORTO
 
Aula 6 Teniase E Cisticercose
Aula 6   Teniase E CisticercoseAula 6   Teniase E Cisticercose
Aula 6 Teniase E Cisticercose
ITPAC PORTO
 
Aula 8 Schistosoma Mansoni 2007 Ok
Aula 8   Schistosoma Mansoni 2007 OkAula 8   Schistosoma Mansoni 2007 Ok
Aula 8 Schistosoma Mansoni 2007 Ok
ITPAC PORTO
 
Aula 5 Ancylostomidae E Larva Migrans Cutanea
Aula 5   Ancylostomidae E Larva Migrans CutaneaAula 5   Ancylostomidae E Larva Migrans Cutanea
Aula 5 Ancylostomidae E Larva Migrans Cutanea
ITPAC PORTO
 
Ascaris Lumbricoides, Trichuris, Enterobios
Ascaris Lumbricoides, Trichuris, EnterobiosAscaris Lumbricoides, Trichuris, Enterobios
Ascaris Lumbricoides, Trichuris, Enterobios
ITPAC PORTO
 
ISC V - ITPAC PORTO
ISC V - ITPAC PORTOISC V - ITPAC PORTO
ISC V - ITPAC PORTO
ITPAC PORTO
 

Mais de ITPAC PORTO (11)

Zoodermatoses
ZoodermatosesZoodermatoses
Zoodermatoses
 
Trab Pronto D Tuberculose
Trab Pronto D TuberculoseTrab Pronto D Tuberculose
Trab Pronto D Tuberculose
 
HanseníAse Pronto
HanseníAse ProntoHanseníAse Pronto
HanseníAse Pronto
 
Doença de Chagas
Doença de ChagasDoença de Chagas
Doença de Chagas
 
Aula 2 Amebiase
Aula 2   AmebiaseAula 2   Amebiase
Aula 2 Amebiase
 
Aula 3 Giardia Lamblia
Aula 3   Giardia LambliaAula 3   Giardia Lamblia
Aula 3 Giardia Lamblia
 
Aula 6 Teniase E Cisticercose
Aula 6   Teniase E CisticercoseAula 6   Teniase E Cisticercose
Aula 6 Teniase E Cisticercose
 
Aula 8 Schistosoma Mansoni 2007 Ok
Aula 8   Schistosoma Mansoni 2007 OkAula 8   Schistosoma Mansoni 2007 Ok
Aula 8 Schistosoma Mansoni 2007 Ok
 
Aula 5 Ancylostomidae E Larva Migrans Cutanea
Aula 5   Ancylostomidae E Larva Migrans CutaneaAula 5   Ancylostomidae E Larva Migrans Cutanea
Aula 5 Ancylostomidae E Larva Migrans Cutanea
 
Ascaris Lumbricoides, Trichuris, Enterobios
Ascaris Lumbricoides, Trichuris, EnterobiosAscaris Lumbricoides, Trichuris, Enterobios
Ascaris Lumbricoides, Trichuris, Enterobios
 
ISC V - ITPAC PORTO
ISC V - ITPAC PORTOISC V - ITPAC PORTO
ISC V - ITPAC PORTO
 

Último

Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 

Pre Natal

  • 1. ISC V- Pré- Natal Professor Marcio Academicos:
  • 3. Objetivos Acolher a gestante desde o início da gravidez Assegurar o nascimento de uma criança saudável Garantir o bem-estar materno durante o ciclo grávido-puerperal Diminuir a morbidade e a mortalidade perinatal e materna
  • 4. Assistência Pré- Natal Primeira consulta o mais precoce possível Realização de pelo menos seis consultas na gestação e uma no puerpério Em todas as consultas avaliar o risco gestacional
  • 5. Exames Laboratoriais Grupo sangüíneo e Fator Rh VDRL(1a. Consulta e 30a. Semana) EAS(1a. Consulta e 30a. Semana Glicemia de jejum(1a. Consulta e 30a. Semana) Hemogloblina e Hematócrito Protoparasitológico Colpocitologia oncótica Bacterioscopia da secreção vaginal
  • 6. Sorologias: hepatite – Toxoplasmose e Rubéola Urocultura nos casos de bacteriúria assintomática Ultra-sonografia Obstétrica
  • 7. Consultas Até 28 semanas: 1 por mês De 28 a 34 semanas: 15/15 dias A partir de 34 emanas: 1x por semana
  • 8. Roteiro da Primeira Consulta História Clínica Antecedentes familiares Antecedentes pessoais Antecedentes obstétricos Gestação atual: DUM – Peso – hábitos Medicamentos – Ocupação atual
  • 9. Cálculo da Idade Gestacional Uso do Calendário – Somar o número de dias do intervalo entre a DUM (Data da Ultima Menstruação) e a data da consulta, dividindo o total por sete( semanas de gestação ) Uso de disco Não conhece o dia, mas conhece o período. Início do mês DIA 5 , Meio –DIA 15, FIM – DIA 25 Ultra-sonografia
  • 10. Na 8a. Semana o útero tem o dobro 10a. Semana três vezes o normal 12a. Semana palpável na sínfise púbica 16a. Semana o fundo uterino está entre a sínfise púbica e a cicatriz umbilical 20a. Semana o fundo uterino está na cicatriz umbilicaal Da 20a. até a 30a. Semana há relação direta entre as semanas e a medida da altura uterina
  • 11. Cálculo da Data Provável do Parto Duração média da gestação  280 dias ou 40 semanas a partir da DUM Com o disco Regra de Boerhaave/Nagele  soma-se sete dias ao primeiro dia da DUM e subtrair três meses ao mês em que ocorreu a última menstruação ou adicionar nove meses se a DUM for em janeiro – fevereiro ou março
  • 12. Exame Físico Geral Peso e altura  Estado nutricional Medida da Pressão arterial Inspeção da pele e das mucosas Ausculta cardiopulmonar Determinação da freqüência cardíaca Exame dos membros inferiores Pesquisa de edema
  • 13. Ganho de peso de acordo com a idade gestacional
  • 14. Ganho de peso ao término da gestação de acordo com IMC IMC Ganho de peso Baixo( < 19,8) 12,5 – 18 Normal( 19,8 – 26) 11,5 – 16 Sobrepeso(26,1 – 29) 7,0 – 11,5 Obesidade( > 29) < 7,0(adulta) 7,0 – 9,0 - Adolescente
  • 16. Ganho de peso insuficiente
  • 17. Peso superior ao adequado para a idade gestacional
  • 18. Exame Físico Obstétrico Exame das mamas Palpação Medida da altura uterina Ausculta dos BCF Inspeção dos genitais externos Exame especular( Colpocitologia) Toque vaginal
  • 19. Consultas Subsequentes Revisão da ficha perinatal Anamnese atual sucinta Verificação do calendário de vacinação Verificação dos resultados de exames Controle fetal Ausculta dos BCFs (Batimentos Cardíacos Fetais) Avaliação dos movimentos fetais
  • 20.  
  • 21.  
  • 22.  
  • 23.  
  • 24.  
  • 25. Altura uterina de acordo com a idade gestacional
  • 26. Crescimento Normal Acima do Esperado: Gemelar Abaixo do Esperado: PIG ( Pequeno Para Idade Gestacional), erro de data.
  • 27.  
  • 28.  
  • 29.  
  • 30. Consultas Subsequentes- Conduta De acordo com os resultados do exame físico e laboratorial Suplementação de sulfato ferroso e ácido fólico Orientação alimentar Agendamento das consultas subseqüentes
  • 31. Interpretação dos resultados Rh negativo  solicitar do parceiro – se positivo  Coombs indireto se negativo repetir na 30a. Semana VDRL positivo – solicitar FTA-Abs Na impossibilidade tratar em qualquer titulação como sífilis tardia latente de tempo indeterminado Hb  11g/dl – ausência de anemia Hb < 11g/dl e > 8g/dl – Anemia leve a moderada – Tratar com sulfato ferroso e repetir o exame em 60 dias Hb < 8g/dl – Anemia grave Tratar com sulfato ferroso e Hemácias
  • 32. Complicações Gestacionais Aborto Espontâneo Concepto Natimorto Hipertensão Diabetes Anemias Descolamento Prematuro da Placenta Etc.
  • 33. Vacinação Antitetânica Gestante não vacinada – Três doses 1a. dose 2a. dose 3a. dose Precoce 30 – 60 dias 180 dias Precoce 60 dias 60 dias A segunda dose deve ser aplicada no máximo até 20 dias antes da DPP 3 doses ou mais, sendo a última dose há menos de 5 anos: Não é necessário vacinar 3 doses ou mais, sendo a última dose há mais de 5 anos: administrar 1 dose de reforço
  • 34. Queixas Gestacionais Náuseas – Vômitos – Tonturas Pirose – Sialorréia - Desmaios Dor abdominal – Cólicas – Obstipação Corrimento vaginal – Queixas urinárias Falta de ar – Dor lombar – Cefaléia Sangramento - Varizes - Câimbras
  • 35.