SlideShare uma empresa Scribd logo
PRÉ NATAL
Dra Silvia Luanda Rezende
CRM: 17628
PRÉ-NATAL
 OBJETIVO
 manter a integridade das condições de
saúde materna e fetal.
 identificar e prevenir intercorrências
clínicas, cirúrgicas e obstétricas
PRÉ-NATAL
 OBJETIVO
 oferecer informações
 hábitos de vida
 orientação alimentar
 atividade física
 noções do parto e aleitamento materno
 oferecer testes de screening para o diagnóstico e
tratamento precoce de patologias
PRÉ-NATAL
 ORIENTAÇÃO PRÉ CONCEPCIONAL
 Exposição a drogas
 História pessoal e familiar do casal de doenças
relacionadas à reprodução;
 Pesquisar doenças maternas e orientar sobre as
possíveis repercussões de uma gestação sobre a
saúde da mãe e do bebê. Discutir sobre os
cuidados para diminuir tais riscos;
PRÉ-NATAL
ORIENTAÇÃO PRÉ CONCEPCIONAL
 Solicitar sorologia para rubéola, toxoplasmose
e hepatite
 Solicitar hemograma, glicemia de jejum,
sumário de urina, tipagem sangüínea do casal e
VDRL.
 Iniciar suplementação de ácido fólico
(400ug/dia)
PRÉ-NATAL
 1ª consulta do pré-natal : 1º trimestre
 Consultas mensais até a 34ª semana
 Consultas no intervalo de 2 semanas até a 38ª
semana
 Consultas semanais até o parto ou 41ª
semana
PRÉ-NATAL
 Os dados clínicos dos exames e resultados
laboratoriais devem ser, em cada consulta,
cuidadosamente anotados e arquivados em
fichas na Instituição (ou consultório) e
repassado ao cartão da gestante.
PRÉ-NATAL
 ANAMENESE
 Identificação da paciente
 Queixas clínicas atuais
 História Familiar
 História Patológica Pregressa
 História Ginecológica
 História Obstétrica pregressa e atual
PRÉ-NATAL
 EXAME FÍSICO
 1ª. Consulta
 mucosas
 varizes
 peso
 pressão arterial (PA)
 pulso
 Tireóide
 ausculta cardíaca
 exame ginecológico.
PRÉ-NATAL
 Demais consultas
 Ganho de peso durante a gestação
 Controle da PA
 Medida da altura uterina (para avaliar
crescimento fetal)
 Ausculta dos batimentos cardíacos fetais (bcf)
Manobras de Leopold
PRÉ-NATAL
 EXAMES LABORATORIAIS
 HEMOGRAMA
 Hb > 11g/dl
 Ausência de anemia. Administrar 300mg (1 drágea) de
sulfato ferroso a partir da 20ª semana
 Hb > 8g/dl e < 11g/dl
 Anemia leve ou moderada.Tratar com 900 mg/dia.
Repetir Hb e Ht após 4 a 8 semanas. Se mantiver ou
diminuir os níveis, referir para pré-natal de alto risco
 Hb < 8 g/dl Anemia grave
 referir para pré-natal de alto risco
PRÉ-NATAL
 TIPAGEM SANGUÍNEA
 Se gestante for Rh (+): ESTUDO
ENCERRADO
 Se gestante for Rh (- ): Pesquisar fator DU
 Rh( -) e DU (+) : conduzir como Rh ( +)
 Rh(- )e DU(- ) + Parceiro Rh ( + ) ou
desconhecido >
 COOMBS INDIRETO positivo >
PROTOCOLO DE IMUNIZAÇÃO
 Negativo >repetir mensalmente
PRÉ-NATAL
 SUMÁRIO DE URINA
 PROTEINÚRIA (traços): repetir com 15 dias
 PIÚRIA (> 10 piócitos/ campo): urocultura +
antibiograma
 BACTERIÚRIA: tratar
 VDRL
 NEGATIVO: repetir com 28 semanas e no parto
 POSITIVO: ver protocolo para sífilis
PRÉ-NATAL
 GLICEMIA DE JEJUM
 Se < 85 mg/dl: normal
 Se > 85 mg/dl: realizarTTGO 50g (ver protocolo
para Diabetes)
 Obs: OTTGO 50g deve ser solicitado entre 24 -28
semanas nas pacientes com antecedentes de fetos
macrossômicos, abortos repetidos, anomalias
congênitas,diabetes gestacional, morte perinatal
inexplicada, história familiar de diabetes
emacrossomia e/ou polidrâmnio na gestação atual.
PRÉ-NATAL
 HIV 1 E 2 (*)
 Se reagente: pré-natal de alto-risco (ver protocolo de
HIV na gestação)
 SOROLOGIA PARA RUBÉOLA
 IgG ( + ) e IgM ( - ) : infecção passada (pré-natal de
baixo risco)
 IgG ( - ) e IgM ( +) : pré-natal de alto risco
 IgG ( + ) e IgM ( +) : pré-natal de alto risco
 IgG ( - ) e IgM ( -) : realizar imunização no puerpério
PRÉ-NATAL
 SOROLOGIA PARATOXOPLASMOSE
 IgG ( + ) e IgM ( -) : infecção passada
 IgG ( + ) e IgM ( +) : pré-natal de alto risco (ver protocolo
de toxoplasmose e gravidez)
 IgG ( - ) e IgM ( +) : pré-natal de alto risco (ver protocolo
de toxoplasmose egravidez)
 IgG ( - ) e IgM ( - ) : paciente susceptível repetir
trimestralmente + orientações higienodietéticas ( evitar
ingestão de carnes mal cozidas, proteger as mãos ao
lidarno jardim, lavar bem frutas e verduras, evitar
contatos com gatos ).
PRÉ-NATAL
 COLPOCITOLOGIA ONCÓTICA
 Realizar nas pacientes cujo último exame tenha
ocorrido há mais de 1 ano.
 SOROLOGIA PARA HEPATITE B
 HbsAg ( + ) : pré- natal de alto risco
PRÉ-NATAL
 ULTRA-SONOGRAFIA OBSTÉTRICA
 1 ºTRIMESTRE: 10/ 14 SEMANAS
 - Determinar idade gestacional
 - Avaliar translucência nucal
 - Determinar número de fetos
PRÉ-NATAL
 ULTRA-SONOGRAFIA OBSTÉTRICA
 2ºTRIMESTRE: 24/ 28 SEMANAS
 - Avaliar morfologia fetal
 - Localização placentária
 - Avaliar crescimento fetal
PRÉ-NATAL
 ULTRA-SONOGRAFIA OBSTÉTRICA
 3ºTRIMESTRE: 34/ 36 SEMANAS
 - Avaliar crescimento fetal e volume de líquido
amniótico
 - Doppler (se houver fator de risco, p. ex: CIUR,
DHEG, Diabetes, etc)
PRÉ-NATAL
 CULTURA CERVICAL PARA
ESTREPTOCOCOS DO GRUPO B
 Toda gestante deve ser submetida ao
rastreamento do SGB entre 35 - 37 semanas.
Aquelas com cultura positiva devem ser tratadas
quando entrarem em trabalho de parto.
PRÉ-NATAL
 ROTINA PRÉ NATAL
 Até 12 semanas
 Identificar mulheres que necessitem de cuidados
especiais
 Solicitar exames de rotina pré-natal
 Dar informações e discutir questões sobre dieta,
benefícios maternos,importância do pré-natal, etc.
 Anamnese e exame físico
 Dar informações sobre os benefícios do ácido fólico
PRÉ-NATAL
 16 semanas
 Revisar e discutir sobre os resultados dos exames
 Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
PRÉ-NATAL
 20 semanas
 Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
 Prescrever sulfato ferroso se Hb < 11
PRÉ-NATAL
 24 semanas
 TTGO 50g
 USG morfológico
 Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
 Urinocultura
PRÉ-NATAL
 28 semanas
 RepetirVDRL
 Repetir Hematócrito e hemoglobina
 Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
PRÉ-NATAL
 31 semanas
 Oferecer cultura cervical para estreptococos do
grupo B em pacientes de risco
 Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
PRÉ NATAL
 34 semanas
 Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
 36 semanas
 Urinocultura
 USG Obstétrico
 Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
PRÉ-NATAL
 38 semanas
 Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
 Verificar vitalidade fetal
 40 semanas
 Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
 Oferecer descolamento de membranas
 Oferecer indução do parto
 Verificar vitalidade fetal
PRÉ NATAL
 INFORMAÇÕESCOMPLEMENTARES
 Imunização antitetânica
 Imunização para hepatite B
 Febre amarela
 Vacinas com vírus atenuados
PRÉ-NATAL
 EXERCÍCIOS FÍSICOS
 Deve-se incentivar a manutenção da atividade
habitual e ginástica orientada, evitando exercícios
violentos.(Evitar alto impacto)
PRÉ-NATAL
 PRINCIPAIS QUEIXAS
 Náuseas e vomitos
 Pirose
 Constipação
 Hemorróidas
 Varizes
 Leucorréias
 Dores lombares
 Parestesias
PRÉ-NATAL
 SITUAÇÕES ESPECIAIS
 Viagens
 Trabalho
 Atividade sexual
 Tratamento dentário
 Nutrição
 Suplementação vitamínica
 Estética
MUITO OBRIGADA
 ( Posso ir embora???)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natalLASM_UIT
 
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoAula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoViviane da Silva
 
Diagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
Diagnóstico de Gravidez na Atenção BásicaDiagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
Diagnóstico de Gravidez na Atenção Básicamarianagusmao39
 
Aula 13 saúde da mulher - diagnóstico gestacional
Aula 13   saúde da mulher - diagnóstico gestacionalAula 13   saúde da mulher - diagnóstico gestacional
Aula 13 saúde da mulher - diagnóstico gestacionalhervora araujo
 
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natalAula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natalGustavo Henrique
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAmanda Corrêa
 
Aula sobre parto seguro
Aula sobre parto seguroAula sobre parto seguro
Aula sobre parto seguroProqualis
 
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)SMS - Petrópolis
 
Pré-Natal Baixo Risco
Pré-Natal Baixo RiscoPré-Natal Baixo Risco
Pré-Natal Baixo RiscoHIURYGOMES
 
Aula 4 - OBSTETRÍCIA - Alterações fisiológicas da gravidez, gravidez ectópica...
Aula 4 - OBSTETRÍCIA - Alterações fisiológicas da gravidez, gravidez ectópica...Aula 4 - OBSTETRÍCIA - Alterações fisiológicas da gravidez, gravidez ectópica...
Aula 4 - OBSTETRÍCIA - Alterações fisiológicas da gravidez, gravidez ectópica...Caroline Reis Gonçalves
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Riscochirlei ferreira
 

Mais procurados (20)

Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Abortamento
AbortamentoAbortamento
Abortamento
 
Planejamento familiar
Planejamento familiarPlanejamento familiar
Planejamento familiar
 
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditatoAula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
Aula assistência de enfermagem no puerperio imeditato
 
AssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao PartoAssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao Parto
 
Diagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
Diagnóstico de Gravidez na Atenção BásicaDiagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
Diagnóstico de Gravidez na Atenção Básica
 
Pre Natal
Pre NatalPre Natal
Pre Natal
 
Aula 13 saúde da mulher - diagnóstico gestacional
Aula 13   saúde da mulher - diagnóstico gestacionalAula 13   saúde da mulher - diagnóstico gestacional
Aula 13 saúde da mulher - diagnóstico gestacional
 
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natalAula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
 
Exames de Rotina do Pré-Natal
Exames de Rotina do Pré-NatalExames de Rotina do Pré-Natal
Exames de Rotina do Pré-Natal
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
 
Puerpério
PuerpérioPuerpério
Puerpério
 
Aula sobre parto seguro
Aula sobre parto seguroAula sobre parto seguro
Aula sobre parto seguro
 
AIDIPI Criança
AIDIPI CriançaAIDIPI Criança
AIDIPI Criança
 
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
 
Pré-Natal Baixo Risco
Pré-Natal Baixo RiscoPré-Natal Baixo Risco
Pré-Natal Baixo Risco
 
Aula 4 - OBSTETRÍCIA - Alterações fisiológicas da gravidez, gravidez ectópica...
Aula 4 - OBSTETRÍCIA - Alterações fisiológicas da gravidez, gravidez ectópica...Aula 4 - OBSTETRÍCIA - Alterações fisiológicas da gravidez, gravidez ectópica...
Aula 4 - OBSTETRÍCIA - Alterações fisiológicas da gravidez, gravidez ectópica...
 
Coleta e Indicações para o Exame Citopatológico do Colo Uterino
Coleta e Indicações para o Exame Citopatológico do Colo UterinoColeta e Indicações para o Exame Citopatológico do Colo Uterino
Coleta e Indicações para o Exame Citopatológico do Colo Uterino
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
 
Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?
Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?
Planejamento Reprodutivo: o que há de novo e além do planejamento familiar?
 

Semelhante a Pré natal

Prenatal baixo risco
Prenatal baixo riscoPrenatal baixo risco
Prenatal baixo riscoCeça Botelho
 
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo riscoProtocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo riscoProfessor Robson
 
Protocolo de hepatite
Protocolo de hepatiteProtocolo de hepatite
Protocolo de hepatitetvf
 
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptxAssistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptxVitriaMaria56
 
Síndromes Hipertensivas da Gestação.pptx
Síndromes Hipertensivas da Gestação.pptxSíndromes Hipertensivas da Gestação.pptx
Síndromes Hipertensivas da Gestação.pptxRassaC
 
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo riscoAssistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo riscoyasminroriz3
 
Diretrizes de sms pré natal e puerpério
Diretrizes de sms pré natal e puerpérioDiretrizes de sms pré natal e puerpério
Diretrizes de sms pré natal e puerpérioraquelwleal
 
Assist enf prenatal
Assist enf prenatalAssist enf prenatal
Assist enf prenatalDanubia7410
 
Fluxograma para manejo da toxoplasmose adquirida na gravidez e congênita prof...
Fluxograma para manejo da toxoplasmose adquirida na gravidez e congênita prof...Fluxograma para manejo da toxoplasmose adquirida na gravidez e congênita prof...
Fluxograma para manejo da toxoplasmose adquirida na gravidez e congênita prof...Professor Robson
 
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptxNatasha Louise
 
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2Auro Gonçalves
 
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)Davyson Sampaio
 
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdfSlide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdfarymurilo123
 
Icterícia Neonatal
Icterícia NeonatalIcterícia Neonatal
Icterícia Neonatalblogped1
 

Semelhante a Pré natal (20)

Prenatal baixo risco
Prenatal baixo riscoPrenatal baixo risco
Prenatal baixo risco
 
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo riscoProtocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
 
Protocolo de hepatite
Protocolo de hepatiteProtocolo de hepatite
Protocolo de hepatite
 
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptxAssistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
 
Síndromes Hipertensivas da Gestação.pptx
Síndromes Hipertensivas da Gestação.pptxSíndromes Hipertensivas da Gestação.pptx
Síndromes Hipertensivas da Gestação.pptx
 
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo riscoAssistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Diretrizes de sms pré natal e puerpério
Diretrizes de sms pré natal e puerpérioDiretrizes de sms pré natal e puerpério
Diretrizes de sms pré natal e puerpério
 
Assist enf prenatal
Assist enf prenatalAssist enf prenatal
Assist enf prenatal
 
Fluxograma para manejo da toxoplasmose adquirida na gravidez e congênita prof...
Fluxograma para manejo da toxoplasmose adquirida na gravidez e congênita prof...Fluxograma para manejo da toxoplasmose adquirida na gravidez e congênita prof...
Fluxograma para manejo da toxoplasmose adquirida na gravidez e congênita prof...
 
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
 
Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5
 
PNBR 2016
PNBR 2016PNBR 2016
PNBR 2016
 
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
 
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
 
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdfSlide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
 
Rede Viva Vida - Atenção à Saúde da Gestante e da Criança
Rede Viva Vida - Atenção à Saúde da Gestante e da CriançaRede Viva Vida - Atenção à Saúde da Gestante e da Criança
Rede Viva Vida - Atenção à Saúde da Gestante e da Criança
 
Icterícia Neonatal
Icterícia NeonatalIcterícia Neonatal
Icterícia Neonatal
 

Pré natal

  • 1. PRÉ NATAL Dra Silvia Luanda Rezende CRM: 17628
  • 2. PRÉ-NATAL  OBJETIVO  manter a integridade das condições de saúde materna e fetal.  identificar e prevenir intercorrências clínicas, cirúrgicas e obstétricas
  • 3. PRÉ-NATAL  OBJETIVO  oferecer informações  hábitos de vida  orientação alimentar  atividade física  noções do parto e aleitamento materno  oferecer testes de screening para o diagnóstico e tratamento precoce de patologias
  • 4. PRÉ-NATAL  ORIENTAÇÃO PRÉ CONCEPCIONAL  Exposição a drogas  História pessoal e familiar do casal de doenças relacionadas à reprodução;  Pesquisar doenças maternas e orientar sobre as possíveis repercussões de uma gestação sobre a saúde da mãe e do bebê. Discutir sobre os cuidados para diminuir tais riscos;
  • 5. PRÉ-NATAL ORIENTAÇÃO PRÉ CONCEPCIONAL  Solicitar sorologia para rubéola, toxoplasmose e hepatite  Solicitar hemograma, glicemia de jejum, sumário de urina, tipagem sangüínea do casal e VDRL.  Iniciar suplementação de ácido fólico (400ug/dia)
  • 6. PRÉ-NATAL  1ª consulta do pré-natal : 1º trimestre  Consultas mensais até a 34ª semana  Consultas no intervalo de 2 semanas até a 38ª semana  Consultas semanais até o parto ou 41ª semana
  • 7. PRÉ-NATAL  Os dados clínicos dos exames e resultados laboratoriais devem ser, em cada consulta, cuidadosamente anotados e arquivados em fichas na Instituição (ou consultório) e repassado ao cartão da gestante.
  • 8. PRÉ-NATAL  ANAMENESE  Identificação da paciente  Queixas clínicas atuais  História Familiar  História Patológica Pregressa  História Ginecológica  História Obstétrica pregressa e atual
  • 9. PRÉ-NATAL  EXAME FÍSICO  1ª. Consulta  mucosas  varizes  peso  pressão arterial (PA)  pulso  Tireóide  ausculta cardíaca  exame ginecológico.
  • 10. PRÉ-NATAL  Demais consultas  Ganho de peso durante a gestação  Controle da PA  Medida da altura uterina (para avaliar crescimento fetal)  Ausculta dos batimentos cardíacos fetais (bcf)
  • 12.
  • 13. PRÉ-NATAL  EXAMES LABORATORIAIS  HEMOGRAMA  Hb > 11g/dl  Ausência de anemia. Administrar 300mg (1 drágea) de sulfato ferroso a partir da 20ª semana  Hb > 8g/dl e < 11g/dl  Anemia leve ou moderada.Tratar com 900 mg/dia. Repetir Hb e Ht após 4 a 8 semanas. Se mantiver ou diminuir os níveis, referir para pré-natal de alto risco  Hb < 8 g/dl Anemia grave  referir para pré-natal de alto risco
  • 14. PRÉ-NATAL  TIPAGEM SANGUÍNEA  Se gestante for Rh (+): ESTUDO ENCERRADO  Se gestante for Rh (- ): Pesquisar fator DU  Rh( -) e DU (+) : conduzir como Rh ( +)  Rh(- )e DU(- ) + Parceiro Rh ( + ) ou desconhecido >  COOMBS INDIRETO positivo > PROTOCOLO DE IMUNIZAÇÃO  Negativo >repetir mensalmente
  • 15. PRÉ-NATAL  SUMÁRIO DE URINA  PROTEINÚRIA (traços): repetir com 15 dias  PIÚRIA (> 10 piócitos/ campo): urocultura + antibiograma  BACTERIÚRIA: tratar  VDRL  NEGATIVO: repetir com 28 semanas e no parto  POSITIVO: ver protocolo para sífilis
  • 16. PRÉ-NATAL  GLICEMIA DE JEJUM  Se < 85 mg/dl: normal  Se > 85 mg/dl: realizarTTGO 50g (ver protocolo para Diabetes)  Obs: OTTGO 50g deve ser solicitado entre 24 -28 semanas nas pacientes com antecedentes de fetos macrossômicos, abortos repetidos, anomalias congênitas,diabetes gestacional, morte perinatal inexplicada, história familiar de diabetes emacrossomia e/ou polidrâmnio na gestação atual.
  • 17. PRÉ-NATAL  HIV 1 E 2 (*)  Se reagente: pré-natal de alto-risco (ver protocolo de HIV na gestação)  SOROLOGIA PARA RUBÉOLA  IgG ( + ) e IgM ( - ) : infecção passada (pré-natal de baixo risco)  IgG ( - ) e IgM ( +) : pré-natal de alto risco  IgG ( + ) e IgM ( +) : pré-natal de alto risco  IgG ( - ) e IgM ( -) : realizar imunização no puerpério
  • 18. PRÉ-NATAL  SOROLOGIA PARATOXOPLASMOSE  IgG ( + ) e IgM ( -) : infecção passada  IgG ( + ) e IgM ( +) : pré-natal de alto risco (ver protocolo de toxoplasmose e gravidez)  IgG ( - ) e IgM ( +) : pré-natal de alto risco (ver protocolo de toxoplasmose egravidez)  IgG ( - ) e IgM ( - ) : paciente susceptível repetir trimestralmente + orientações higienodietéticas ( evitar ingestão de carnes mal cozidas, proteger as mãos ao lidarno jardim, lavar bem frutas e verduras, evitar contatos com gatos ).
  • 19. PRÉ-NATAL  COLPOCITOLOGIA ONCÓTICA  Realizar nas pacientes cujo último exame tenha ocorrido há mais de 1 ano.  SOROLOGIA PARA HEPATITE B  HbsAg ( + ) : pré- natal de alto risco
  • 20. PRÉ-NATAL  ULTRA-SONOGRAFIA OBSTÉTRICA  1 ºTRIMESTRE: 10/ 14 SEMANAS  - Determinar idade gestacional  - Avaliar translucência nucal  - Determinar número de fetos
  • 21. PRÉ-NATAL  ULTRA-SONOGRAFIA OBSTÉTRICA  2ºTRIMESTRE: 24/ 28 SEMANAS  - Avaliar morfologia fetal  - Localização placentária  - Avaliar crescimento fetal
  • 22. PRÉ-NATAL  ULTRA-SONOGRAFIA OBSTÉTRICA  3ºTRIMESTRE: 34/ 36 SEMANAS  - Avaliar crescimento fetal e volume de líquido amniótico  - Doppler (se houver fator de risco, p. ex: CIUR, DHEG, Diabetes, etc)
  • 23. PRÉ-NATAL  CULTURA CERVICAL PARA ESTREPTOCOCOS DO GRUPO B  Toda gestante deve ser submetida ao rastreamento do SGB entre 35 - 37 semanas. Aquelas com cultura positiva devem ser tratadas quando entrarem em trabalho de parto.
  • 24. PRÉ-NATAL  ROTINA PRÉ NATAL  Até 12 semanas  Identificar mulheres que necessitem de cuidados especiais  Solicitar exames de rotina pré-natal  Dar informações e discutir questões sobre dieta, benefícios maternos,importância do pré-natal, etc.  Anamnese e exame físico  Dar informações sobre os benefícios do ácido fólico
  • 25. PRÉ-NATAL  16 semanas  Revisar e discutir sobre os resultados dos exames  Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
  • 26. PRÉ-NATAL  20 semanas  Fazer medida do FU, PA, bcf e peso  Prescrever sulfato ferroso se Hb < 11
  • 27. PRÉ-NATAL  24 semanas  TTGO 50g  USG morfológico  Fazer medida do FU, PA, bcf e peso  Urinocultura
  • 28. PRÉ-NATAL  28 semanas  RepetirVDRL  Repetir Hematócrito e hemoglobina  Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
  • 29. PRÉ-NATAL  31 semanas  Oferecer cultura cervical para estreptococos do grupo B em pacientes de risco  Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
  • 30. PRÉ NATAL  34 semanas  Fazer medida do FU, PA, bcf e peso  36 semanas  Urinocultura  USG Obstétrico  Fazer medida do FU, PA, bcf e peso
  • 31. PRÉ-NATAL  38 semanas  Fazer medida do FU, PA, bcf e peso  Verificar vitalidade fetal  40 semanas  Fazer medida do FU, PA, bcf e peso  Oferecer descolamento de membranas  Oferecer indução do parto  Verificar vitalidade fetal
  • 32. PRÉ NATAL  INFORMAÇÕESCOMPLEMENTARES  Imunização antitetânica  Imunização para hepatite B  Febre amarela  Vacinas com vírus atenuados
  • 33. PRÉ-NATAL  EXERCÍCIOS FÍSICOS  Deve-se incentivar a manutenção da atividade habitual e ginástica orientada, evitando exercícios violentos.(Evitar alto impacto)
  • 34. PRÉ-NATAL  PRINCIPAIS QUEIXAS  Náuseas e vomitos  Pirose  Constipação  Hemorróidas  Varizes  Leucorréias  Dores lombares  Parestesias
  • 35. PRÉ-NATAL  SITUAÇÕES ESPECIAIS  Viagens  Trabalho  Atividade sexual  Tratamento dentário  Nutrição  Suplementação vitamínica  Estética
  • 36. MUITO OBRIGADA  ( Posso ir embora???)