SlideShare uma empresa Scribd logo
NUTRIÇÃO NORMAL E DIETÉTICA
ALIMENTAÇÃO DO ADULTO E DO IDOSO
Prof. Mestra Eurídice Farias Falcão
ALMENTAÇÃO DO ADULTO
PIRÂMIDE ALIMENTAR
GUIA ALIMENTAR BRASILEIRO
Carboidratos: 50 a 60%
Proteínas: 15 a 20%
Gorduras: 25 a 35%
ADEQUAÇÕES DOS
REQUERIMENTOS
DE ACORDO COM A
FAIXA ETÁRIA E
NECESSIDADES
GERAIS
MACRONUTRIENTES
Ingestão dietética de nutrientes suficiente para
atender a recomendação de quase todos (97 a 98%)
indivíduos saudáveis em determinado estágio de vida,
estado fisiológico e gênero.
Ingestão < RDA: não necessariamente está
inadequada, com ressalvas.
MACRONUTRIENTES
Ingestão = RDA: baixa probabilidade de
inadequação.
Valor a ser usado como metade ingestão
dietética de indivíduos saudáveis.
Não usar para avaliação ou planejamento
da dieta de indivíduos ou grupos.
MACRONUTRIENTES
ALMENTAÇÃO DO IDOSO
Importante estabelecer cuidados
Idosos possuem tabus e hábitos alimentares arraigados
Pequenas melhoras
refletem positivamente à
saúde dos idosos.
Diversos fatores contribuem para o
↑ do RISCO NUTRICIONAL em idosos.
Equipe multidisciplinar
cuidado à saúde geral e nutricional de idosos
IDOSO
ENERGIA
Necessidade de energia geralmente ↓↓↓↓ com a idade
Mas doenças catabólicas e altos
níveis de atividade física podem aumentar
a demanda energética.
Atender as necessidades nutricionais do
idoso é um desafio
↓ das
necessidades de
energia
↑ das
necessidades de
micronutrientes
Energia necessária para manter peso adequado
Dietas com muitas restrições devem ser evitadas
Indivíduos acima dos 60 anos
Desnutrição está associada a uma
taxa de mortalidade próxima daquela
observada na obesidade moderada.
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
ENERGIA
• Alimentos que ↑ a densidade energética:
• Farinhas, açúcar e derivados, óleos, leite em pó.
Suplementação Energética
Pode ser necessária
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
ENERGIA
CARBOIDRATOS
50 a 60 % do VET
Recomendações Nutricionais Carboidratos
Intolerância
à lactose
Observar presença de:
Tolerância reduzida
à glicose
INTOLERÊNCIA À GLICOSE e Diabetes mellitus
Pela alteração nas percepção gustativa, idosos
tendem a preferir alimentos mais doces.
Restrição de sacarose:
avaliar pros e contras
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
CARBOIDRATOS
INTOLERÂNCIA À LACTOSE
Leite isento de lactose ou leite de soja
Retirar todos os alimentos com lactose
Podem ser utilizados leites de soja enriquecidos
com Ca
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
CARBOIDRATOS
PROTEÍNA
1 – 1,25 g de proteína / dia/ Kg peso
Para manter o equilíbrio nitrogenado
positivo
> 10 % do VET
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
PROTEÍNAS
Em determinadas condições clínicas podem:
−catabolismo protéico e excreção urinária de nitrogênio ou
↓ absorção de proteínas:
Infecções Enteropatia perdedora de
proteína
IRC
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
PROTEÍNAS
Doenças
catabólicas
Nefropatias
↑↑↑↑ Necessidade
proteína
↓↓↓↓ Necessidade
proteína
Então, importante avaliar presença de:
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
PROTEÍNAS
Suplementação de Proteínas
Pode ser necessária!
Mais comum em:
condições catabólicas
estresse
diarreia
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
PROTEÍNAS
LIPÍDIOS
25 a 30 % do VET
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
LIPÍDIOS
ω-6: 5 – 10 % do VET
ω-3: 0,6 – 1,2 % do VET
Melhorar o perfil dos lipídeos da dieta
↑ácidos graxos
insaturados
(mono e poli)
↓ ácidos graxos
saturados e
colesterol
↓ ácidos graxos
trans / gorduras
hidrogenadas
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
LIPÍDIOS
Observar presença de dislipidemias
Se houver hipercolesterolemia: utilizar as recomendações de
<200mg de colesterol/dia;
Se houver hipertrigliceridemia: reduzir a ingestão de
gordura total da dieta;
Restrição total do consumo de álcool.
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
LIPÍDIOS
VITAMINAS E MINERAIS
Deficiências subclínicas são comuns
Vitaminas e Minerais
Atenção especial no idoso
Menor absorção, aumento de excreção e maior
demanda dos nutrientes
Naturais do
envelhecimento
Doenças e
medicamentos
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
Minerais
Atenção especial
• Cálcio
• Ferro
• Zinco
• Selênio
Adequar Na e K à condição clínica do paciente
A suplementação pode ser indicada: mas ter
cuidado com toxicidade e interações entre nutrientes
Vitaminas
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
Atenção especial:
• Vitamina B2, B6 e B12 e Ácido fólico
(por redução da ingestão e interações drogas x
nutrientes)
• Antioxidantes (vit. C e E e beta-caroteno)
• Hipervitaminose-A
RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS
Suplementação pode ser indicada, mas observar a
superdosagem e interações.
Incentivar aumento no consumo de líquidos: água,
chás, sucos naturais, água de coco.
Normalmente, idosos apresentam
ingestão hídrica inadequada
Recomendação: 1 a 1,5ml / kcal
ÁGUA E LÍQUIDOS
Fontes de fibras solúveis e insolúveis
Normalmente, idosos apresentam
ingestão de fibras insuficiente
Recomendação: 1 a 1,5ml / kcal
FIBRAS
Depende da condição
clínica do idoso
Condição dentária
precária
Disfagia
Odinofagia
Refluxo
gastroesofágico
Manter consistência normal sempre que possível
Respeitar a consistência de acordo com a
aceitação do idoso
CONSISTÊNCIA, FRACIONAMENTO, VOLUME
O momento da realização das refeições deve ser
tranquilo e agradável.
A consistência da dieta deve ser adaptada às condições
do idoso.
Adequar temperatura do alimento para se tornar
agradável o ato de se alimentar.
RECOMENDAÇÕES NA ORIENTAÇÃO
NUTRICIONAL
A dieta deve ser bem fracionada.
Promover o consumo adequado de líquidos.
RECOMENDAÇÕES NA
ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL
OBRIGADA!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Livro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdfLivro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdf
Marcela Cardoso
 
Nutrição aplicada à enfermagem (1)
Nutrição aplicada à enfermagem (1)Nutrição aplicada à enfermagem (1)
Nutrição aplicada à enfermagem (1)
deboradamata
 
Apresentação dieta e nutrição
Apresentação dieta e nutriçãoApresentação dieta e nutrição
Apresentação dieta e nutrição
Nadia Morais Tonussi
 
Nutrição no Ensino da Enfermagem
Nutrição no Ensino da EnfermagemNutrição no Ensino da Enfermagem
Nutrição no Ensino da Enfermagem
Abilio Cardoso Teixeira
 
Apostila de dietoterapia
Apostila de dietoterapiaApostila de dietoterapia
Apostila de dietoterapia
Jefferson Costa
 
Nutrição na terceira idade workshop
Nutrição na terceira idade workshopNutrição na terceira idade workshop
Nutrição na terceira idade workshop
Sil Metelo
 
Nutrientes nos diferentes ciclos da vida
Nutrientes nos diferentes  ciclos da vidaNutrientes nos diferentes  ciclos da vida
Nutrientes nos diferentes ciclos da vida
Marcelo Silva
 
Apresentação - Estudo de Caso Clínico
Apresentação - Estudo de Caso ClínicoApresentação - Estudo de Caso Clínico
Apresentação - Estudo de Caso Clínico
Letícia Gonzaga
 
Aula alimentos funcionais
Aula   alimentos funcionaisAula   alimentos funcionais
Aula alimentos funcionais
nivia mac
 
Dietoterapia doenças gastro intestinais
Dietoterapia doenças gastro intestinaisDietoterapia doenças gastro intestinais
Dietoterapia doenças gastro intestinais
Luciana Moura Abreu Prieto
 
Aula 1.pptx
Aula 1.pptxAula 1.pptx
Aula 1.pptx
NataliaLuz7
 
Nutrição normal e dietética: introdução a dietoterapia
Nutrição normal e dietética: introdução a dietoterapiaNutrição normal e dietética: introdução a dietoterapia
Nutrição normal e dietética: introdução a dietoterapia
KetlenBatista
 
Estado nutricional
Estado nutricionalEstado nutricional
Estado nutricional
Paulo Tsuneta
 
Slide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdf
Slide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdfSlide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdf
Slide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdf
pastoraAna
 
Allimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idosoAllimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idoso
Universidade Federal de São Paulo- UNIFESP
 
Aulas de nutrição e dietética
Aulas de nutrição e dietéticaAulas de nutrição e dietética
Aulas de nutrição e dietética
Fabiano de Carvalho
 
Definição, classificação, composição e conservação aula 2
Definição, classificação, composição e conservação aula 2Definição, classificação, composição e conservação aula 2
Definição, classificação, composição e conservação aula 2
UERGS
 
Palestra Nutricao
Palestra NutricaoPalestra Nutricao
Palestra Nutricao
Walquiria Dutra
 
Terapia nutricional com vídeo
Terapia nutricional com vídeoTerapia nutricional com vídeo
Terapia nutricional com vídeo
Jamille Salvador
 
Aula 03 hábitos alimentares
Aula 03   hábitos alimentaresAula 03   hábitos alimentares
Aula 03 hábitos alimentares
Ticiane Aragão da Silveira Gomes
 

Mais procurados (20)

Livro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdfLivro dietas hospitalares pdf
Livro dietas hospitalares pdf
 
Nutrição aplicada à enfermagem (1)
Nutrição aplicada à enfermagem (1)Nutrição aplicada à enfermagem (1)
Nutrição aplicada à enfermagem (1)
 
Apresentação dieta e nutrição
Apresentação dieta e nutriçãoApresentação dieta e nutrição
Apresentação dieta e nutrição
 
Nutrição no Ensino da Enfermagem
Nutrição no Ensino da EnfermagemNutrição no Ensino da Enfermagem
Nutrição no Ensino da Enfermagem
 
Apostila de dietoterapia
Apostila de dietoterapiaApostila de dietoterapia
Apostila de dietoterapia
 
Nutrição na terceira idade workshop
Nutrição na terceira idade workshopNutrição na terceira idade workshop
Nutrição na terceira idade workshop
 
Nutrientes nos diferentes ciclos da vida
Nutrientes nos diferentes  ciclos da vidaNutrientes nos diferentes  ciclos da vida
Nutrientes nos diferentes ciclos da vida
 
Apresentação - Estudo de Caso Clínico
Apresentação - Estudo de Caso ClínicoApresentação - Estudo de Caso Clínico
Apresentação - Estudo de Caso Clínico
 
Aula alimentos funcionais
Aula   alimentos funcionaisAula   alimentos funcionais
Aula alimentos funcionais
 
Dietoterapia doenças gastro intestinais
Dietoterapia doenças gastro intestinaisDietoterapia doenças gastro intestinais
Dietoterapia doenças gastro intestinais
 
Aula 1.pptx
Aula 1.pptxAula 1.pptx
Aula 1.pptx
 
Nutrição normal e dietética: introdução a dietoterapia
Nutrição normal e dietética: introdução a dietoterapiaNutrição normal e dietética: introdução a dietoterapia
Nutrição normal e dietética: introdução a dietoterapia
 
Estado nutricional
Estado nutricionalEstado nutricional
Estado nutricional
 
Slide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdf
Slide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdfSlide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdf
Slide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdf
 
Allimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idosoAllimentacao saudavel idoso
Allimentacao saudavel idoso
 
Aulas de nutrição e dietética
Aulas de nutrição e dietéticaAulas de nutrição e dietética
Aulas de nutrição e dietética
 
Definição, classificação, composição e conservação aula 2
Definição, classificação, composição e conservação aula 2Definição, classificação, composição e conservação aula 2
Definição, classificação, composição e conservação aula 2
 
Palestra Nutricao
Palestra NutricaoPalestra Nutricao
Palestra Nutricao
 
Terapia nutricional com vídeo
Terapia nutricional com vídeoTerapia nutricional com vídeo
Terapia nutricional com vídeo
 
Aula 03 hábitos alimentares
Aula 03   hábitos alimentaresAula 03   hábitos alimentares
Aula 03 hábitos alimentares
 

Semelhante a Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso

Necessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no IdosoNecessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no Idoso
Amanda Thomé
 
Nutrição enteral e parenteral no doente crítico
Nutrição enteral e parenteral no doente críticoNutrição enteral e parenteral no doente crítico
Nutrição enteral e parenteral no doente crítico
Eduardo Tibali
 
13Alimentação Vegetariana.ppt
13Alimentação Vegetariana.ppt13Alimentação Vegetariana.ppt
13Alimentação Vegetariana.ppt
FabyReis5
 
Obesidade
ObesidadeObesidade
Obesidade
Cíntia Costa
 
Vera_DM_dietoterapia
Vera_DM_dietoterapiaVera_DM_dietoterapia
Vera_DM_dietoterapia
comunidadedepraticas
 
Alimentos
AlimentosAlimentos
Alimentos
Joana_Vilela
 
Brasil: Alimentação e Desenvolvimento Humano- Presentación Denise Madi Carrei...
Brasil: Alimentação e Desenvolvimento Humano- Presentación Denise Madi Carrei...Brasil: Alimentação e Desenvolvimento Humano- Presentación Denise Madi Carrei...
Brasil: Alimentação e Desenvolvimento Humano- Presentación Denise Madi Carrei...
FAO
 
Terapia Nutricional no idoso com câncer
Terapia Nutricional no idoso com câncerTerapia Nutricional no idoso com câncer
Terapia Nutricional no idoso com câncer
Brendha Soares
 
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOSDOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
Enfº Ícaro Araújo
 
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/SenisAlimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alice Melo Candido
 
Dislipidemia
DislipidemiaDislipidemia
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
ROSILEIDE
 
Manual 2
 Manual 2 Manual 2
Manual 2
carlosmozer
 
Guia alimentar para a população brasileira ministério da saúde
Guia alimentar para a população brasileira   ministério da saúdeGuia alimentar para a população brasileira   ministério da saúde
Guia alimentar para a população brasileira ministério da saúde
Kamilly Moreira Bicalho
 
AlimentaçãO SaudáVel
AlimentaçãO SaudáVelAlimentaçãO SaudáVel
AlimentaçãO SaudáVel
guest5d158b
 
Manual de nutrição cap.6
Manual de nutrição cap.6Manual de nutrição cap.6
Manual de nutrição cap.6
adrianomedico
 
Dietas da moda
Dietas da modaDietas da moda
Dietas da moda
Saúde Hervalense
 
Desnutrição
DesnutriçãoDesnutrição
Desnutrição
Gladyanny Veras
 
Apresentação pancreatite
Apresentação pancreatite Apresentação pancreatite
Apresentação pancreatite
MaisaDiasSimoes
 
AULA - PIRAMIDE ALIMENTAR.pdf
AULA - PIRAMIDE ALIMENTAR.pdfAULA - PIRAMIDE ALIMENTAR.pdf
AULA - PIRAMIDE ALIMENTAR.pdf
JaksonAlmeida5
 

Semelhante a Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso (20)

Necessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no IdosoNecessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no Idoso
 
Nutrição enteral e parenteral no doente crítico
Nutrição enteral e parenteral no doente críticoNutrição enteral e parenteral no doente crítico
Nutrição enteral e parenteral no doente crítico
 
13Alimentação Vegetariana.ppt
13Alimentação Vegetariana.ppt13Alimentação Vegetariana.ppt
13Alimentação Vegetariana.ppt
 
Obesidade
ObesidadeObesidade
Obesidade
 
Vera_DM_dietoterapia
Vera_DM_dietoterapiaVera_DM_dietoterapia
Vera_DM_dietoterapia
 
Alimentos
AlimentosAlimentos
Alimentos
 
Brasil: Alimentação e Desenvolvimento Humano- Presentación Denise Madi Carrei...
Brasil: Alimentação e Desenvolvimento Humano- Presentación Denise Madi Carrei...Brasil: Alimentação e Desenvolvimento Humano- Presentación Denise Madi Carrei...
Brasil: Alimentação e Desenvolvimento Humano- Presentación Denise Madi Carrei...
 
Terapia Nutricional no idoso com câncer
Terapia Nutricional no idoso com câncerTerapia Nutricional no idoso com câncer
Terapia Nutricional no idoso com câncer
 
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOSDOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
 
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/SenisAlimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
Alimentação e Nutrição de Gatos Idosos/Senis
 
Dislipidemia
DislipidemiaDislipidemia
Dislipidemia
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
Manual 2
 Manual 2 Manual 2
Manual 2
 
Guia alimentar para a população brasileira ministério da saúde
Guia alimentar para a população brasileira   ministério da saúdeGuia alimentar para a população brasileira   ministério da saúde
Guia alimentar para a população brasileira ministério da saúde
 
AlimentaçãO SaudáVel
AlimentaçãO SaudáVelAlimentaçãO SaudáVel
AlimentaçãO SaudáVel
 
Manual de nutrição cap.6
Manual de nutrição cap.6Manual de nutrição cap.6
Manual de nutrição cap.6
 
Dietas da moda
Dietas da modaDietas da moda
Dietas da moda
 
Desnutrição
DesnutriçãoDesnutrição
Desnutrição
 
Apresentação pancreatite
Apresentação pancreatite Apresentação pancreatite
Apresentação pancreatite
 
AULA - PIRAMIDE ALIMENTAR.pdf
AULA - PIRAMIDE ALIMENTAR.pdfAULA - PIRAMIDE ALIMENTAR.pdf
AULA - PIRAMIDE ALIMENTAR.pdf
 

Mais de KetlenBatista

Cadeia de suprimentos apostila técnico em administração
Cadeia de suprimentos apostila técnico em administraçãoCadeia de suprimentos apostila técnico em administração
Cadeia de suprimentos apostila técnico em administração
KetlenBatista
 
Tecidoconjuntivo
TecidoconjuntivoTecidoconjuntivo
Tecidoconjuntivo
KetlenBatista
 
Climatologia
ClimatologiaClimatologia
Climatologia
KetlenBatista
 
Geometria plana 2
Geometria plana 2Geometria plana 2
Geometria plana 2
KetlenBatista
 
Probabilidade merged
Probabilidade mergedProbabilidade merged
Probabilidade merged
KetlenBatista
 
Geometria plana
Geometria planaGeometria plana
Geometria plana
KetlenBatista
 
Apostila funcoes i_final
Apostila funcoes i_finalApostila funcoes i_final
Apostila funcoes i_final
KetlenBatista
 
1554752887 apostila literatura-enem-vol1
1554752887 apostila literatura-enem-vol11554752887 apostila literatura-enem-vol1
1554752887 apostila literatura-enem-vol1
KetlenBatista
 
Caderno adm estoques [2.ed. reimp. - 2019.2 - etepac]
Caderno adm   estoques [2.ed. reimp. - 2019.2 - etepac]Caderno adm   estoques [2.ed. reimp. - 2019.2 - etepac]
Caderno adm estoques [2.ed. reimp. - 2019.2 - etepac]
KetlenBatista
 
1554500699 apostila biologia-enem-volume-1
1554500699 apostila biologia-enem-volume-11554500699 apostila biologia-enem-volume-1
1554500699 apostila biologia-enem-volume-1
KetlenBatista
 
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentosAvaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
KetlenBatista
 
Avaliação nutricional: exames bioquímicos
Avaliação nutricional: exames bioquímicosAvaliação nutricional: exames bioquímicos
Avaliação nutricional: exames bioquímicos
KetlenBatista
 
Avaliação nutricional: princípios da semiologia
Avaliação nutricional: princípios da semiologiaAvaliação nutricional: princípios da semiologia
Avaliação nutricional: princípios da semiologia
KetlenBatista
 
Avaliação nutricional: avaliação do consumo alimentar
Avaliação nutricional: avaliação do consumo alimentarAvaliação nutricional: avaliação do consumo alimentar
Avaliação nutricional: avaliação do consumo alimentar
KetlenBatista
 
Avaliação nutricional: composição corporal
Avaliação nutricional: composição corporalAvaliação nutricional: composição corporal
Avaliação nutricional: composição corporal
KetlenBatista
 
Alimentação saudável: higienização e rotulagem dos alimentos
Alimentação saudável: higienização e rotulagem dos alimentosAlimentação saudável: higienização e rotulagem dos alimentos
Alimentação saudável: higienização e rotulagem dos alimentos
KetlenBatista
 
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das vitaminas e...
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das vitaminas e...Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das vitaminas e...
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das vitaminas e...
KetlenBatista
 
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos lipídios (g...
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos lipídios (g...Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos lipídios (g...
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos lipídios (g...
KetlenBatista
 
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das proteínas
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das proteínasNutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das proteínas
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das proteínas
KetlenBatista
 
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos carboidratos
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos carboidratosNutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos carboidratos
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos carboidratos
KetlenBatista
 

Mais de KetlenBatista (20)

Cadeia de suprimentos apostila técnico em administração
Cadeia de suprimentos apostila técnico em administraçãoCadeia de suprimentos apostila técnico em administração
Cadeia de suprimentos apostila técnico em administração
 
Tecidoconjuntivo
TecidoconjuntivoTecidoconjuntivo
Tecidoconjuntivo
 
Climatologia
ClimatologiaClimatologia
Climatologia
 
Geometria plana 2
Geometria plana 2Geometria plana 2
Geometria plana 2
 
Probabilidade merged
Probabilidade mergedProbabilidade merged
Probabilidade merged
 
Geometria plana
Geometria planaGeometria plana
Geometria plana
 
Apostila funcoes i_final
Apostila funcoes i_finalApostila funcoes i_final
Apostila funcoes i_final
 
1554752887 apostila literatura-enem-vol1
1554752887 apostila literatura-enem-vol11554752887 apostila literatura-enem-vol1
1554752887 apostila literatura-enem-vol1
 
Caderno adm estoques [2.ed. reimp. - 2019.2 - etepac]
Caderno adm   estoques [2.ed. reimp. - 2019.2 - etepac]Caderno adm   estoques [2.ed. reimp. - 2019.2 - etepac]
Caderno adm estoques [2.ed. reimp. - 2019.2 - etepac]
 
1554500699 apostila biologia-enem-volume-1
1554500699 apostila biologia-enem-volume-11554500699 apostila biologia-enem-volume-1
1554500699 apostila biologia-enem-volume-1
 
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentosAvaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
Avaliação nutricional: Investigação dietética- reações adversas aos alimentos
 
Avaliação nutricional: exames bioquímicos
Avaliação nutricional: exames bioquímicosAvaliação nutricional: exames bioquímicos
Avaliação nutricional: exames bioquímicos
 
Avaliação nutricional: princípios da semiologia
Avaliação nutricional: princípios da semiologiaAvaliação nutricional: princípios da semiologia
Avaliação nutricional: princípios da semiologia
 
Avaliação nutricional: avaliação do consumo alimentar
Avaliação nutricional: avaliação do consumo alimentarAvaliação nutricional: avaliação do consumo alimentar
Avaliação nutricional: avaliação do consumo alimentar
 
Avaliação nutricional: composição corporal
Avaliação nutricional: composição corporalAvaliação nutricional: composição corporal
Avaliação nutricional: composição corporal
 
Alimentação saudável: higienização e rotulagem dos alimentos
Alimentação saudável: higienização e rotulagem dos alimentosAlimentação saudável: higienização e rotulagem dos alimentos
Alimentação saudável: higienização e rotulagem dos alimentos
 
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das vitaminas e...
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das vitaminas e...Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das vitaminas e...
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das vitaminas e...
 
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos lipídios (g...
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos lipídios (g...Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos lipídios (g...
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos lipídios (g...
 
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das proteínas
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das proteínasNutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das proteínas
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo das proteínas
 
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos carboidratos
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos carboidratosNutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos carboidratos
Nutrição normal e dietética: digestão, absorção e metabolismo dos carboidratos
 

Último

000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 

Último (20)

000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 

Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso

  • 1. NUTRIÇÃO NORMAL E DIETÉTICA ALIMENTAÇÃO DO ADULTO E DO IDOSO Prof. Mestra Eurídice Farias Falcão
  • 4. Carboidratos: 50 a 60% Proteínas: 15 a 20% Gorduras: 25 a 35% ADEQUAÇÕES DOS REQUERIMENTOS DE ACORDO COM A FAIXA ETÁRIA E NECESSIDADES GERAIS MACRONUTRIENTES
  • 5. Ingestão dietética de nutrientes suficiente para atender a recomendação de quase todos (97 a 98%) indivíduos saudáveis em determinado estágio de vida, estado fisiológico e gênero. Ingestão < RDA: não necessariamente está inadequada, com ressalvas. MACRONUTRIENTES
  • 6. Ingestão = RDA: baixa probabilidade de inadequação. Valor a ser usado como metade ingestão dietética de indivíduos saudáveis. Não usar para avaliação ou planejamento da dieta de indivíduos ou grupos. MACRONUTRIENTES
  • 8. Importante estabelecer cuidados Idosos possuem tabus e hábitos alimentares arraigados Pequenas melhoras refletem positivamente à saúde dos idosos.
  • 9. Diversos fatores contribuem para o ↑ do RISCO NUTRICIONAL em idosos. Equipe multidisciplinar cuidado à saúde geral e nutricional de idosos IDOSO
  • 11. Necessidade de energia geralmente ↓↓↓↓ com a idade Mas doenças catabólicas e altos níveis de atividade física podem aumentar a demanda energética. Atender as necessidades nutricionais do idoso é um desafio ↓ das necessidades de energia ↑ das necessidades de micronutrientes
  • 12. Energia necessária para manter peso adequado Dietas com muitas restrições devem ser evitadas Indivíduos acima dos 60 anos Desnutrição está associada a uma taxa de mortalidade próxima daquela observada na obesidade moderada. RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS ENERGIA
  • 13. • Alimentos que ↑ a densidade energética: • Farinhas, açúcar e derivados, óleos, leite em pó. Suplementação Energética Pode ser necessária RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS ENERGIA
  • 15. 50 a 60 % do VET Recomendações Nutricionais Carboidratos Intolerância à lactose Observar presença de: Tolerância reduzida à glicose
  • 16. INTOLERÊNCIA À GLICOSE e Diabetes mellitus Pela alteração nas percepção gustativa, idosos tendem a preferir alimentos mais doces. Restrição de sacarose: avaliar pros e contras RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS CARBOIDRATOS
  • 17. INTOLERÂNCIA À LACTOSE Leite isento de lactose ou leite de soja Retirar todos os alimentos com lactose Podem ser utilizados leites de soja enriquecidos com Ca RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS CARBOIDRATOS
  • 19. 1 – 1,25 g de proteína / dia/ Kg peso Para manter o equilíbrio nitrogenado positivo > 10 % do VET RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS PROTEÍNAS
  • 20. Em determinadas condições clínicas podem: −catabolismo protéico e excreção urinária de nitrogênio ou ↓ absorção de proteínas: Infecções Enteropatia perdedora de proteína IRC RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS PROTEÍNAS
  • 21. Doenças catabólicas Nefropatias ↑↑↑↑ Necessidade proteína ↓↓↓↓ Necessidade proteína Então, importante avaliar presença de: RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS PROTEÍNAS
  • 22. Suplementação de Proteínas Pode ser necessária! Mais comum em: condições catabólicas estresse diarreia RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS PROTEÍNAS
  • 24. 25 a 30 % do VET RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS LIPÍDIOS ω-6: 5 – 10 % do VET ω-3: 0,6 – 1,2 % do VET
  • 25. Melhorar o perfil dos lipídeos da dieta ↑ácidos graxos insaturados (mono e poli) ↓ ácidos graxos saturados e colesterol ↓ ácidos graxos trans / gorduras hidrogenadas RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS LIPÍDIOS
  • 26. Observar presença de dislipidemias Se houver hipercolesterolemia: utilizar as recomendações de <200mg de colesterol/dia; Se houver hipertrigliceridemia: reduzir a ingestão de gordura total da dieta; Restrição total do consumo de álcool. RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS LIPÍDIOS
  • 28. Deficiências subclínicas são comuns Vitaminas e Minerais Atenção especial no idoso Menor absorção, aumento de excreção e maior demanda dos nutrientes Naturais do envelhecimento Doenças e medicamentos
  • 29. RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS Minerais Atenção especial • Cálcio • Ferro • Zinco • Selênio Adequar Na e K à condição clínica do paciente A suplementação pode ser indicada: mas ter cuidado com toxicidade e interações entre nutrientes
  • 30. Vitaminas RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS Atenção especial: • Vitamina B2, B6 e B12 e Ácido fólico (por redução da ingestão e interações drogas x nutrientes) • Antioxidantes (vit. C e E e beta-caroteno) • Hipervitaminose-A
  • 31. RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS Suplementação pode ser indicada, mas observar a superdosagem e interações.
  • 32. Incentivar aumento no consumo de líquidos: água, chás, sucos naturais, água de coco. Normalmente, idosos apresentam ingestão hídrica inadequada Recomendação: 1 a 1,5ml / kcal ÁGUA E LÍQUIDOS
  • 33. Fontes de fibras solúveis e insolúveis Normalmente, idosos apresentam ingestão de fibras insuficiente Recomendação: 1 a 1,5ml / kcal FIBRAS
  • 34. Depende da condição clínica do idoso Condição dentária precária Disfagia Odinofagia Refluxo gastroesofágico Manter consistência normal sempre que possível Respeitar a consistência de acordo com a aceitação do idoso CONSISTÊNCIA, FRACIONAMENTO, VOLUME
  • 35. O momento da realização das refeições deve ser tranquilo e agradável. A consistência da dieta deve ser adaptada às condições do idoso. Adequar temperatura do alimento para se tornar agradável o ato de se alimentar. RECOMENDAÇÕES NA ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL
  • 36. A dieta deve ser bem fracionada. Promover o consumo adequado de líquidos. RECOMENDAÇÕES NA ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL