SlideShare uma empresa Scribd logo
CAMPUS CARACARAÍ
CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA
DISCIPLINA: FUNDAMENTO DA GESTÃO ESCOLAR
ACADÊMICOS:
ANDERSON LEITÃO
ANA MARIA DOS SANTOS
DAIANE A. COSTA
EDIVÂNDA DOS SANTOS
MAYKSANDRO J. MORAES
MARIA SONIA G. MACEDO
REGINA FREITAS
REGINA LUCIA
RUTE SALES
O SISTEMA DE
ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO
DA ESCOLA: TEORIA E
PRÁTICA
José Carlos Libâneo.
2
O SISTEMA DE ORGANIZAÇÃO E DE
GESTÃO DA ESCOLA: TEORIA E PRÁTICA
 Quais os objetivo da instituição escolar ?
 Alguns princípios e métodos da organização escolar
originam- se da experiência administrativa em geral;
tem características muito diferentes dos das
empresas industriais, comerciais e de serviços.
3
OS CONCEITOS DE ORGANIZAÇÃO,
GESTÃO, DIREÇÃO E CULTURA
ORGANIZACIONAL
 A organização escolar refere-se a princípios e procedimentos
relacionados a ação de planejar o trabalho da escola, o uso de
recursos. (matérias, financeiros, intelectuais.).
 Em sentindo geral, podemos afirmar que a administração é a
utilização racional de recursos para a realização de fins
determinados.
 A gestão é, pois, a atividade pela qual são mobilizados meios e
procedimentos para atingir os objetivos da organização,
envolvendo basicamente os aspectos gerenciais e técnico-
administrativo. A várias concepções e modalidade de gestão:
Centralizada, colegiada e participativa.4
A ORGANIZAÇÃO INFORMAL: A CULTURA
ORGANIZACIONAL.
 A organização formal: Isto é a organização
planejada a estrutura organizacional, os papéis
desempenhados.
 A organização informal: Diz respeito aos
comportamentos, opiniões, ações e formas de
relacionamento que sugerem espontaneamente entre
membros do grupo.
5
 Destacar a cultura organizacional como um
conceito central na análise da organização das
escolas significa buscar compreender a influência
das práticas culturais dos indivíduos e sua
subjetividade sobre as formas de organização e
gestão escolar.
 A cultura instituída: Refere-se a normas legais, á
estrutura organizacional definida pelos órgãos
oficiais, as rotinas, a grade curricular, aos horários,
as normas disciplinares.
 A cultura instituinte: É aquela que os membros da
escola criam, recriam, em suas relações e na
Vicência cotidiana. Cada escola tem, pois uma
cultura própria que possibilita entender muitos
acontecimentos de seu cotidiano.6
AS CONCEPÇÃO DE ORGANIZAÇÃO E
DE GESTÃO ESCOLAR
Existem duas concepções diferenciadas em relação às
finalidades sociais e políticas da educação: a
concepção científico-racional e a concepção sócio-crítica.
7
Na concepção sócio-crítica, a
organização escolar é
concebida como um sistema
que agrega pessoas,
destacando-se o caráter
intencional de suas ações, a
importância das interações
sociais no seio do grupo e as
relações da escola com o
contexto sociocultural e
político.
Para além desta dualidade
epistemológica, alguns estudos
abordam uma divisão mais
abrangente do fenômeno
organização e gestão escolar.
Esquematicamente, podemos
considerar quatro concepções:
a técnico-científica (tradicional),
a autogestionária, a
interpretativa e a democrático-
participativa.
8
A GESTÃO PARTICIPATIVA
 A gestão participativa fundamenta-se no princípio da
autonomia, que significa a capacidade das pessoas para a
livre determinação. A participação significa a intervenção
dos profissionais da educação e dos usuários ( alunos e
pais) na gestão escolar.
HÁ DOIS SENTIDOS DE PARTICIPAÇÃO
ARTICULADOS ENTRE SÍ:
A) a de caráter mais interno: como meio de conquista da
autonomia da escola, dos professores, dos alunos e etc.
B) e caráter mais externo: em que os profissionais da
escola alunos e pais compartilham, institucionalmente certos
processos na tomada de decisão.9
A DIREÇÃO COMO PRINCÍPIO E
ATRIBUITO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA: A
GESTAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO
 Por meio da direção, princípio e atributo da gestão, é
canalizado o trabalho em conjunto das pessoas,
orientando-as e integrando-as no rumo dos
objetivos.
 O diretor é um líder cooperativo, articulador,
participativo, organizador, tendo autonomia e uma
visão global em sua atuação nos aspectos
pedagógicos, administrativos, financeiros e
culturais.10
PRINCÍPIOS E CARACTERÍSTICA DA
GESTÃO ESCOLAR PARTICIPATIVA
• Autonomia da escola e da comunidade educativa;
• Relação orgânica entre a direção e a participação
dos membros da equipe;
• Envolvimento da comunidade no processo escolar;
• Planejamento das atividades;
11
• Formação continuada para o desenvolvimento
pessoal e profissional dos integrantes da
comunidade escolar;
• Utilização de informações concretas e análise de
cada problema em seus múltiplos aspectos, com
ampla democratização das informações;
• Avaliação compartilhada;
• Relações humanas produtivas e criativas,
assentados na busca de objetivos comuns.12
ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA ESCOLA
CONSELHO DE
ESCOLA
DIREÇÃO
SETOR PEDAGÓGICO:
- COORDENAÇÃO
PEDAGÓGICA
- ORIENTAÇÃO
EDUCACIONA
- CONSELHO DE CLASSE
PROFESSORES
ALUNOS
PAIS
COMUNIDADE
APM
AP
SETOR-TECNICO –
ADMINISTRATIVO
- SECRETARIA ESCOLAR
- SERVIÇO ZELADORIA
- MULTIMEIOS (
BIBLIOTECA, LABORATORIO
ETC).
AS FUNÇÕES CONSTITUTIVAS DO
SISTEMA DE ORGANIZAÇÃO E DE
GESTÃO DA ESCOLA.
 A gestão democrática valoriza a participação da
comunidade escolar no processo de tomada de
decisão, concebe a docência como trabalho
interativo e aposta na construção coletiva dos
objetivos e do funcionamento da escola, por meio da
dinâmica intersubjetiva, do diálogo, do consenso.
 O processo de organização escolar dispõe, portanto,
de funções, propriedades comuns ao sistema
organizacional de uma instituição, com base nas
quais se definem ações e operações necessárias ao
funcionamento institucional.14
São quatro as funções constitutivas desse sistema:
1. PLANEJAMENTO: explicitação de objetivos e
antecipação de decisões para orientar a instituição,
prevendo o que se deve fazer para atingi-los; (Projeto
Político-Pedagógico)
2. ORGANIZAÇÃO: racionalização de recursos
humanos, físicos, materiais, financeiros, criando e
viabilizando as condições e modos para realizar o que
foi planejado;
3. DIREÇÃO/COORDENAÇÃO: coordenação dos
esforço humano coletivo do pessoal da escola;
4. AVALIAÇÃO: comprovação e avaliação do
funcionamento da escola.
15
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Portanto os objetivos da instituição escolar
contemplam a aprendizagem escolar, a formação da
cidadania e a de valores e atitudes. O sistema de
organização de gestão da escola é o conjunto de
ações, recursos, meios e procedimentos que propiciam
as condições para alcançar seus objetivos.
16
REFERÊNCIAS
Libâneo, J. Carlos. Educação escolar: políticas,
estruturas e organização / José Carlos Libâneo, João
Ferreira de Oliveira, Mirza Seabra Toschi – 10. ed. rev. e
ampl. – São Paulo: Cortez, 2012. – (Coleção docência
em formação: saberes pedagógicos / coordenação Selma
Garrido Pimenta). ISBN 978-85-249-1860-5
17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A educação no brasil
A educação no brasilA educação no brasil
A educação no brasil
csjmaranhao
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
Profissão Professor
 
Coordenação pedagógica
Coordenação pedagógicaCoordenação pedagógica
Coordenação pedagógica
Grasiela Dourado
 
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
Elizangela Quintela Miranda Costa
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
guestba32bfa
 
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVAGESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
Pedagogo Santos
 
Slide história da educação - pdf
Slide   história da educação - pdfSlide   história da educação - pdf
Slide história da educação - pdf
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 
Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLAR
Andrea Lima
 
O Papel Social da Escola
O Papel Social da EscolaO Papel Social da Escola
O Papel Social da Escola
Heraldo Gonçalves Lima Junior
 
LDB - 9394/96
LDB - 9394/96LDB - 9394/96
LDB - 9394/96
Marcelo Assis
 
Aula historia da educacao
Aula historia da educacaoAula historia da educacao
Aula historia da educacao
Alelis Gomes
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
Ulisses Vakirtzis
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
eliasdemoch
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
Cidinha Professora FALC
 
Projeto político pedagógico ppp
Projeto político pedagógico pppProjeto político pedagógico ppp
Projeto político pedagógico pppgisianevieiraanana
 
Pedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomiaPedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomia
Soares Junior
 
EDUCAÇÃO EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES APOSTILA 1.pdf
EDUCAÇÃO EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES APOSTILA 1.pdfEDUCAÇÃO EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES APOSTILA 1.pdf
EDUCAÇÃO EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES APOSTILA 1.pdf
4444444444ada
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
Marcelo Assis
 
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline VenturaEducação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda
 
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãOGestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
Jaciravila
 

Mais procurados (20)

A educação no brasil
A educação no brasilA educação no brasil
A educação no brasil
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
 
Coordenação pedagógica
Coordenação pedagógicaCoordenação pedagógica
Coordenação pedagógica
 
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
 
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVAGESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
 
Slide história da educação - pdf
Slide   história da educação - pdfSlide   história da educação - pdf
Slide história da educação - pdf
 
Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLAR
 
O Papel Social da Escola
O Papel Social da EscolaO Papel Social da Escola
O Papel Social da Escola
 
LDB - 9394/96
LDB - 9394/96LDB - 9394/96
LDB - 9394/96
 
Aula historia da educacao
Aula historia da educacaoAula historia da educacao
Aula historia da educacao
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
 
Projeto político pedagógico ppp
Projeto político pedagógico pppProjeto político pedagógico ppp
Projeto político pedagógico ppp
 
Pedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomiaPedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomia
 
EDUCAÇÃO EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES APOSTILA 1.pdf
EDUCAÇÃO EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES APOSTILA 1.pdfEDUCAÇÃO EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES APOSTILA 1.pdf
EDUCAÇÃO EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES APOSTILA 1.pdf
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline VenturaEducação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
 
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãOGestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
 

Semelhante a Sistema de Organização e Gestão escolar

Ldb gestão
Ldb gestãoLdb gestão
Ldb gestão
Nina Snape
 
Gestão pedagógica do ensino fundamental II
Gestão pedagógica do ensino fundamental IIGestão pedagógica do ensino fundamental II
Gestão pedagógica do ensino fundamental II
unieubra
 
Libâneo
LibâneoLibâneo
Libâneo
afermartins
 
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
Pibid Letras Português Ufal
 
Administração educacional areas de atuação
Administração educacional areas de atuaçãoAdministração educacional areas de atuação
Administração educacional areas de atuação
Israel serique
 
A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
 A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN... A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
pedrojr444
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Cenpec
 
Concepções de Gestão escolar.potx
Concepções de Gestão escolar.potxConcepções de Gestão escolar.potx
Concepções de Gestão escolar.potx
FabrcioFerreira32
 
As práticas de organização e gestão da escola e a aprendizagem de professores...
As práticas de organização e gestão da escola e a aprendizagem de professores...As práticas de organização e gestão da escola e a aprendizagem de professores...
As práticas de organização e gestão da escola e a aprendizagem de professores...
Maria Pro Info
 
Organização da educação escolar no brasil na perspectiva da gestão democrática
Organização da educação escolar no brasil na perspectiva da gestão democráticaOrganização da educação escolar no brasil na perspectiva da gestão democrática
Organização da educação escolar no brasil na perspectiva da gestão democrática
Pibid Letras Português Ufal
 
Aula 2 gestão educacional
Aula 2 gestão educacionalAula 2 gestão educacional
Aula 2 gestão educacional
Fernando Palácios
 
Desktop
DesktopDesktop
Desktop
mariabraga
 
Gestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública municípioGestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública município
nilvacirilo
 
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivoArtigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
Jose Arnaldo Silva
 
Cap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democraticaCap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democratica
Marjorie Klich Nunes
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola
Ulisses Vakirtzis
 
Ppp 05 Set
Ppp 05 SetPpp 05 Set
Ppp 05 Set
gueste30a4ed
 
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivoArtigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
Jose Arnaldo Silva
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
eliasdemoch
 
Libâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosLibâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlos
Soares Junior
 

Semelhante a Sistema de Organização e Gestão escolar (20)

Ldb gestão
Ldb gestãoLdb gestão
Ldb gestão
 
Gestão pedagógica do ensino fundamental II
Gestão pedagógica do ensino fundamental IIGestão pedagógica do ensino fundamental II
Gestão pedagógica do ensino fundamental II
 
Libâneo
LibâneoLibâneo
Libâneo
 
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
 
Administração educacional areas de atuação
Administração educacional areas de atuaçãoAdministração educacional areas de atuação
Administração educacional areas de atuação
 
A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
 A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN... A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Concepções de Gestão escolar.potx
Concepções de Gestão escolar.potxConcepções de Gestão escolar.potx
Concepções de Gestão escolar.potx
 
As práticas de organização e gestão da escola e a aprendizagem de professores...
As práticas de organização e gestão da escola e a aprendizagem de professores...As práticas de organização e gestão da escola e a aprendizagem de professores...
As práticas de organização e gestão da escola e a aprendizagem de professores...
 
Organização da educação escolar no brasil na perspectiva da gestão democrática
Organização da educação escolar no brasil na perspectiva da gestão democráticaOrganização da educação escolar no brasil na perspectiva da gestão democrática
Organização da educação escolar no brasil na perspectiva da gestão democrática
 
Aula 2 gestão educacional
Aula 2 gestão educacionalAula 2 gestão educacional
Aula 2 gestão educacional
 
Desktop
DesktopDesktop
Desktop
 
Gestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública municípioGestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública município
 
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivoArtigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
 
Cap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democraticaCap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democratica
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola
 
Ppp 05 Set
Ppp 05 SetPpp 05 Set
Ppp 05 Set
 
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivoArtigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
 
Libâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosLibâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlos
 

Último

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 

Último (20)

Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 

Sistema de Organização e Gestão escolar

  • 1. CAMPUS CARACARAÍ CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: FUNDAMENTO DA GESTÃO ESCOLAR ACADÊMICOS: ANDERSON LEITÃO ANA MARIA DOS SANTOS DAIANE A. COSTA EDIVÂNDA DOS SANTOS MAYKSANDRO J. MORAES MARIA SONIA G. MACEDO REGINA FREITAS REGINA LUCIA RUTE SALES
  • 2. O SISTEMA DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO DA ESCOLA: TEORIA E PRÁTICA José Carlos Libâneo. 2
  • 3. O SISTEMA DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO DA ESCOLA: TEORIA E PRÁTICA  Quais os objetivo da instituição escolar ?  Alguns princípios e métodos da organização escolar originam- se da experiência administrativa em geral; tem características muito diferentes dos das empresas industriais, comerciais e de serviços. 3
  • 4. OS CONCEITOS DE ORGANIZAÇÃO, GESTÃO, DIREÇÃO E CULTURA ORGANIZACIONAL  A organização escolar refere-se a princípios e procedimentos relacionados a ação de planejar o trabalho da escola, o uso de recursos. (matérias, financeiros, intelectuais.).  Em sentindo geral, podemos afirmar que a administração é a utilização racional de recursos para a realização de fins determinados.  A gestão é, pois, a atividade pela qual são mobilizados meios e procedimentos para atingir os objetivos da organização, envolvendo basicamente os aspectos gerenciais e técnico- administrativo. A várias concepções e modalidade de gestão: Centralizada, colegiada e participativa.4
  • 5. A ORGANIZAÇÃO INFORMAL: A CULTURA ORGANIZACIONAL.  A organização formal: Isto é a organização planejada a estrutura organizacional, os papéis desempenhados.  A organização informal: Diz respeito aos comportamentos, opiniões, ações e formas de relacionamento que sugerem espontaneamente entre membros do grupo. 5
  • 6.  Destacar a cultura organizacional como um conceito central na análise da organização das escolas significa buscar compreender a influência das práticas culturais dos indivíduos e sua subjetividade sobre as formas de organização e gestão escolar.  A cultura instituída: Refere-se a normas legais, á estrutura organizacional definida pelos órgãos oficiais, as rotinas, a grade curricular, aos horários, as normas disciplinares.  A cultura instituinte: É aquela que os membros da escola criam, recriam, em suas relações e na Vicência cotidiana. Cada escola tem, pois uma cultura própria que possibilita entender muitos acontecimentos de seu cotidiano.6
  • 7. AS CONCEPÇÃO DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO ESCOLAR Existem duas concepções diferenciadas em relação às finalidades sociais e políticas da educação: a concepção científico-racional e a concepção sócio-crítica. 7
  • 8. Na concepção sócio-crítica, a organização escolar é concebida como um sistema que agrega pessoas, destacando-se o caráter intencional de suas ações, a importância das interações sociais no seio do grupo e as relações da escola com o contexto sociocultural e político. Para além desta dualidade epistemológica, alguns estudos abordam uma divisão mais abrangente do fenômeno organização e gestão escolar. Esquematicamente, podemos considerar quatro concepções: a técnico-científica (tradicional), a autogestionária, a interpretativa e a democrático- participativa. 8
  • 9. A GESTÃO PARTICIPATIVA  A gestão participativa fundamenta-se no princípio da autonomia, que significa a capacidade das pessoas para a livre determinação. A participação significa a intervenção dos profissionais da educação e dos usuários ( alunos e pais) na gestão escolar. HÁ DOIS SENTIDOS DE PARTICIPAÇÃO ARTICULADOS ENTRE SÍ: A) a de caráter mais interno: como meio de conquista da autonomia da escola, dos professores, dos alunos e etc. B) e caráter mais externo: em que os profissionais da escola alunos e pais compartilham, institucionalmente certos processos na tomada de decisão.9
  • 10. A DIREÇÃO COMO PRINCÍPIO E ATRIBUITO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA: A GESTAÇÃO DA PARTICIPAÇÃO  Por meio da direção, princípio e atributo da gestão, é canalizado o trabalho em conjunto das pessoas, orientando-as e integrando-as no rumo dos objetivos.  O diretor é um líder cooperativo, articulador, participativo, organizador, tendo autonomia e uma visão global em sua atuação nos aspectos pedagógicos, administrativos, financeiros e culturais.10
  • 11. PRINCÍPIOS E CARACTERÍSTICA DA GESTÃO ESCOLAR PARTICIPATIVA • Autonomia da escola e da comunidade educativa; • Relação orgânica entre a direção e a participação dos membros da equipe; • Envolvimento da comunidade no processo escolar; • Planejamento das atividades; 11
  • 12. • Formação continuada para o desenvolvimento pessoal e profissional dos integrantes da comunidade escolar; • Utilização de informações concretas e análise de cada problema em seus múltiplos aspectos, com ampla democratização das informações; • Avaliação compartilhada; • Relações humanas produtivas e criativas, assentados na busca de objetivos comuns.12
  • 13. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA ESCOLA CONSELHO DE ESCOLA DIREÇÃO SETOR PEDAGÓGICO: - COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA - ORIENTAÇÃO EDUCACIONA - CONSELHO DE CLASSE PROFESSORES ALUNOS PAIS COMUNIDADE APM AP SETOR-TECNICO – ADMINISTRATIVO - SECRETARIA ESCOLAR - SERVIÇO ZELADORIA - MULTIMEIOS ( BIBLIOTECA, LABORATORIO ETC).
  • 14. AS FUNÇÕES CONSTITUTIVAS DO SISTEMA DE ORGANIZAÇÃO E DE GESTÃO DA ESCOLA.  A gestão democrática valoriza a participação da comunidade escolar no processo de tomada de decisão, concebe a docência como trabalho interativo e aposta na construção coletiva dos objetivos e do funcionamento da escola, por meio da dinâmica intersubjetiva, do diálogo, do consenso.  O processo de organização escolar dispõe, portanto, de funções, propriedades comuns ao sistema organizacional de uma instituição, com base nas quais se definem ações e operações necessárias ao funcionamento institucional.14
  • 15. São quatro as funções constitutivas desse sistema: 1. PLANEJAMENTO: explicitação de objetivos e antecipação de decisões para orientar a instituição, prevendo o que se deve fazer para atingi-los; (Projeto Político-Pedagógico) 2. ORGANIZAÇÃO: racionalização de recursos humanos, físicos, materiais, financeiros, criando e viabilizando as condições e modos para realizar o que foi planejado; 3. DIREÇÃO/COORDENAÇÃO: coordenação dos esforço humano coletivo do pessoal da escola; 4. AVALIAÇÃO: comprovação e avaliação do funcionamento da escola. 15
  • 16. CONSIDERAÇÕES FINAIS Portanto os objetivos da instituição escolar contemplam a aprendizagem escolar, a formação da cidadania e a de valores e atitudes. O sistema de organização de gestão da escola é o conjunto de ações, recursos, meios e procedimentos que propiciam as condições para alcançar seus objetivos. 16
  • 17. REFERÊNCIAS Libâneo, J. Carlos. Educação escolar: políticas, estruturas e organização / José Carlos Libâneo, João Ferreira de Oliveira, Mirza Seabra Toschi – 10. ed. rev. e ampl. – São Paulo: Cortez, 2012. – (Coleção docência em formação: saberes pedagógicos / coordenação Selma Garrido Pimenta). ISBN 978-85-249-1860-5 17