SlideShare uma empresa Scribd logo
Gestão Educacional
Questões atuais
Termos relacionados
 Planejamento
 Organização
 Liderança
 Orientação      Aprendizagem
  e
 Mediação        formação dos
 Coordenação     alunos
 Monitoramento
 Avaliação
Conceitos
   Gestão educacional corresponde ao
    processo de gerir a dinâmica do
    sistema de ensino como um todo e de
    coordenação      das    escolas     em
    específico, afinado com as diretrizes e
    políticas educacionais públicas, para a
    implementação        das      políticas
    educacionais, e projetos pedagógicos
    das escolas,
Cont.
   compromissado com os princípios da
    democracia e com métodos que organizem
    e criem condições para um ambiente
    educacional autônomo (soluções próprias
    no âmbito de suas competências), de
    participação e compartilhamento (tomada
    conjunta de decisões e efetivação de
    resultados), autocontrole (acompanhamento
    e avaliação com retorno de informações) e
    transparência (demonstração pública de
    seus projetos e resultados) (LUCK, 2006, p.
    36).
Cont.
   A gestão, portanto, é que permite
    superar a limitação da fragmentação e
    da descontextualização e
    construir, pela óptica abrangente e
    interativa, a visão e orientação de
    conjunto, a partir da qual se
    desenvolvem ações articuladas e
    mais consistentes.
    Necessariamente, portanto, constitui
    ação conjunta de trabalho participativo
    em equipe (LUCK, 2006, p. 43).
Temáticas
 A concepção predominante da
  administração na área de estudos
  educacionais.
 Gestão e administração: há diferenças
  entre as duas?
 Planejamento dinâmico e participativo:
  é possível realizá-lo e implementá-lo?
 Autonomia para as escolas: relação
  com a estratégia. As questões de
  legitimidade.
 Tomada de decisões coletiva: mas e a
  questão do poder?
 Gestão e planejamento: só gerencia
  na escola quem formula e implementa
  projetos educacionais?
Administração x gestão
   O termo administração na educação
    foi      associado    às       formas
    antidemocráticas de trabalho, ao
    individualismo, à hierarquia e à
    centralização das decisões; ao
    segundo designou-se a possibilidade
    de horizontalidade das relações, da
    coletividade, da participação e da
    descentralização das ações no
    sistema educacional e nas unidades
    escolares (MAIA, 2008, p. 40).
Administração x qualidade
   Neste    período          também         foi
    contemplada    a         relação       entre
    educação/administração/qualidade, sendo
    criticado   o    sentido   de     qualidade
    estabelecido pelo modelo político neoliberal
    e destacada a importância de se buscar a
    especificidade da qualidade da educação
    (MAIA, 2008, p. 40).
Administração x Planejamento
   Não separaram a atividade de
    planejamento da atividade política,
    detectaram que a prática tradicional
    do planejamento tem secundarizado o
    papel dos atores sociais responsáveis
    pela condução da educação e das
    ações nas escolas e, por fim,
    sinalizaram    na       direção   do
    planejamento participativo.
Especificidade da organização
escolar
   “Neste sentido, os autores valorizaram
    a especificidade das organizações
    escolares, a importância delas serem
    consideradas     como     construções
    humanas ...
Especificidade
   ... a necessidade de se estabelecerem
    processos informais de participação e,
    principalmente, a adoção do princípio
    da diversidade de práticas de gestão
    escolar, em função das características
    dos estabelecimentos de ensino e de
    suas comunidades” (MAIA, 2008, p.
    42).
Escola
 Entendida como instituição social, tem
  sua lógica organizativa e suas
  finalidades demarcadas pelos fins
  político-pedagógicos que extrapolam
  o horizonte custo-benefício;
 Natureza das instituições educativas e
  suas finalidades;
 Prioridades;
 Processos de participação e decisão;
Democratização
      Pensarmos a democratização
    implica, portanto, compreendermos a
    cultura da escola e dos seus
    processos, bem como articulá-los com
    as relações sociais mais amplas. A
    compreensão dos processos culturais
    na escola envolve diretamente os
    diferentes        segmentos       das
    comunidades local e escolar, seus
    valores, atitudes e comportamentos.
Cont.
   Ou seja, a escola é um espaço de
    contradições e diferenças. Nesse
    sentido, quando buscamos construir na
    escola um processo de participação baseado
    em relações de cooperação, no trabalho
    coletivo e no partilhamento do
    poder, precisamos exercitar a pedagogia do
    diálogo, do respeito às diferenças, garantindo
    a liberdade de expressão, a vivência de
    processos de convivência democrática, a
    serem efetivados no cotidiano, em busca da
    construção de projetos coletivos.
Participação
   Para que a tomada de decisão seja
    partilhada, é necessária a implementação de
    vários mecanismos de participação, tais
    como: o aprimoramento dos processos de
    provimento ao cargo de diretor, a criação
    e consolidação de órgãos colegiados na
    escola (Conselhos Escolares, Conselho de
    Classe...), o fortalecimento da participação
    estudantil por meio da criação e
    consolidação de grêmios estudantis, a
    construção coletiva do projeto político-
    pedagógico da escola
Cont.
   a progressiva autonomia da escola e,
    conseqüentemente, a discussão e a
    implementação de novas formas de
    organização e de gestão escolar e a
    garantia de financiamento público da
    educação e da escola nos diferentes níveis
    e modalidades de ensino. Toda essa
    dinâmica se efetiva como um processo de
    aprendizado político fundamental para a
    construção de uma cultura de participação e
    de gestão democrática na escola e,
    conseqüentemente, para a instituição de uma
    nova cultura na escola.
Educação
   Educação compreende o conjunto dos
    processos, influências, estruturas e
    ações       que      intervêm       no
    desenvolvimento       humano         de
    indivíduos e grupos na sua relação
    ativa com o meio natural e social, num
    determinado contexto de relações
    entre grupos e classes sociais,
    visando a formação do ser humano.
Cont.
   A educação é, assim, uma prática
    humana, uma prática social, que
    modifica os seres humanos nos seus
    estados
    físicos, mentais, espirituais, culturais,
    que dá uma configuração à nossa
    existência humana individual e grupal.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slides gestão escolar
Slides gestão escolarSlides gestão escolar
Slides gestão escolar
Ricardo Jorge Araújo Sousa Peres
 
A organização Escola
A organização EscolaA organização Escola
A organização Escola
viviprof
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
UBIRAJARA COUTO LIMA
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
guestba32bfa
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola
Ulisses Vakirtzis
 
Formação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercícioFormação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercício
Shirley Lauria
 
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
Paulo Lima
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
eliasdemoch
 
Gestao escolar
Gestao escolarGestao escolar
Gestao escolar
Magno Oliveira
 
Planejamento de Ensino
Planejamento de EnsinoPlanejamento de Ensino
Planejamento de Ensino
Lene Reis
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
Magda Marques
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Planejamento Educacional
Planejamento EducacionalPlanejamento Educacional
Planejamento Educacional
Simone Lucas
 
OPGEAENE AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolar
OPGEAENE  AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolarOPGEAENE  AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolar
OPGEAENE AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolar
profamiriamnavarro
 
Gestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da EducaçãoGestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da Educação
regicenci
 
04 o papel do coordenador e supervisor
04  o papel do coordenador e supervisor04  o papel do coordenador e supervisor
04 o papel do coordenador e supervisor
Joao Balbi
 
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
Paulo Lima
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
Marcelo Assis
 
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolarSistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sonia Garrido
 

Mais procurados (20)

Slides gestão escolar
Slides gestão escolarSlides gestão escolar
Slides gestão escolar
 
A organização Escola
A organização EscolaA organização Escola
A organização Escola
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Currículo escolar
 
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola
 
Formação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercícioFormação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercício
 
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
 
Gestao escolar
Gestao escolarGestao escolar
Gestao escolar
 
Planejamento de Ensino
Planejamento de EnsinoPlanejamento de Ensino
Planejamento de Ensino
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Curriculo
 
Planejamento Educacional
Planejamento EducacionalPlanejamento Educacional
Planejamento Educacional
 
OPGEAENE AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolar
OPGEAENE  AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolarOPGEAENE  AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolar
OPGEAENE AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolar
 
Gestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da EducaçãoGestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da Educação
 
04 o papel do coordenador e supervisor
04  o papel do coordenador e supervisor04  o papel do coordenador e supervisor
04 o papel do coordenador e supervisor
 
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
7. Papel político pedagógico do gestor educacional - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolarSistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolar
 

Destaque

SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
ProfRibamar Campos
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavares
CÉSAR TAVARES
 
Como gerenciar o espaço físico da escola
Como gerenciar o espaço físico da escolaComo gerenciar o espaço físico da escola
Como gerenciar o espaço físico da escola
Ulisses Vakirtzis
 
A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
 A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN... A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
pedrojr444
 
Artigo gestao escolar
Artigo gestao escolarArtigo gestao escolar
Artigo gestao escolar
Kelly Farias
 
2. Financiamento da Educação.
2. Financiamento da Educação.2. Financiamento da Educação.
2. Financiamento da Educação.
Sandra Luccas
 

Destaque (6)

SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavares
 
Como gerenciar o espaço físico da escola
Como gerenciar o espaço físico da escolaComo gerenciar o espaço físico da escola
Como gerenciar o espaço físico da escola
 
A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
 A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN... A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
A GESTÃO EDUCACIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO E O DESENVOLVIMEN...
 
Artigo gestao escolar
Artigo gestao escolarArtigo gestao escolar
Artigo gestao escolar
 
2. Financiamento da Educação.
2. Financiamento da Educação.2. Financiamento da Educação.
2. Financiamento da Educação.
 

Semelhante a Aula 2 gestão educacional

Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)
FERNANDOCSARDOSSANTO1
 
Ensaio modulo ii.
Ensaio modulo ii.Ensaio modulo ii.
Ensaio modulo ii.
mtolentino1507
 
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICAGESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
lissandra pereira
 
Atividade modulo ii respostas
Atividade modulo ii   respostasAtividade modulo ii   respostas
Atividade modulo ii respostas
André Alencar
 
Atividade modulo ii respostas
Atividade modulo ii   respostasAtividade modulo ii   respostas
Atividade modulo ii respostas
André Alencar
 
Ensaio modulo 3
Ensaio modulo 3Ensaio modulo 3
Ensaio modulo 3
mtolentino1507
 
Cap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democraticaCap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democratica
Marjorie Klich Nunes
 
Gestão democrática participativa
Gestão democrática participativaGestão democrática participativa
Gestão democrática participativa
UERN
 
Gestao inclusiva
Gestao inclusivaGestao inclusiva
Gestao inclusiva
borgonha
 
Resumo 1
Resumo  1 Resumo  1
Resumo 1
Delziene Jesus
 
Gestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública municípioGestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública município
nilvacirilo
 
Gestão educacional ii – concepções e fundamentos do ppp
Gestão educacional ii – concepções e fundamentos do pppGestão educacional ii – concepções e fundamentos do ppp
Gestão educacional ii – concepções e fundamentos do ppp
Susanne Messias
 
06 gest edu_esc
06 gest edu_esc06 gest edu_esc
06 gest edu_esc
Bricio29
 
Gestão da educação escolar unieubra
Gestão da educação escolar   unieubraGestão da educação escolar   unieubra
Gestão da educação escolar unieubra
unieubra
 
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivoArtigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
Jose Arnaldo Silva
 
Gestão democrática: caminhos para a consolidação de uma escola participativa
Gestão democrática: caminhos para a consolidação de uma escola participativaGestão democrática: caminhos para a consolidação de uma escola participativa
Gestão democrática: caminhos para a consolidação de uma escola participativa
maisarraffblogspot.com
 
Pacto EM - Gestão
Pacto EM - GestãoPacto EM - Gestão
Pacto EM - Gestão
Adri Ruas
 
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivoArtigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
Jose Arnaldo Silva
 
328 174
328 174328 174
328 174
328 174328 174

Semelhante a Aula 2 gestão educacional (20)

Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)Slide disciplina gestao (4)
Slide disciplina gestao (4)
 
Ensaio modulo ii.
Ensaio modulo ii.Ensaio modulo ii.
Ensaio modulo ii.
 
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICAGESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
 
Atividade modulo ii respostas
Atividade modulo ii   respostasAtividade modulo ii   respostas
Atividade modulo ii respostas
 
Atividade modulo ii respostas
Atividade modulo ii   respostasAtividade modulo ii   respostas
Atividade modulo ii respostas
 
Ensaio modulo 3
Ensaio modulo 3Ensaio modulo 3
Ensaio modulo 3
 
Cap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democraticaCap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democratica
 
Gestão democrática participativa
Gestão democrática participativaGestão democrática participativa
Gestão democrática participativa
 
Gestao inclusiva
Gestao inclusivaGestao inclusiva
Gestao inclusiva
 
Resumo 1
Resumo  1 Resumo  1
Resumo 1
 
Gestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública municípioGestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública município
 
Gestão educacional ii – concepções e fundamentos do ppp
Gestão educacional ii – concepções e fundamentos do pppGestão educacional ii – concepções e fundamentos do ppp
Gestão educacional ii – concepções e fundamentos do ppp
 
06 gest edu_esc
06 gest edu_esc06 gest edu_esc
06 gest edu_esc
 
Gestão da educação escolar unieubra
Gestão da educação escolar   unieubraGestão da educação escolar   unieubra
Gestão da educação escolar unieubra
 
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivoArtigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
 
Gestão democrática: caminhos para a consolidação de uma escola participativa
Gestão democrática: caminhos para a consolidação de uma escola participativaGestão democrática: caminhos para a consolidação de uma escola participativa
Gestão democrática: caminhos para a consolidação de uma escola participativa
 
Pacto EM - Gestão
Pacto EM - GestãoPacto EM - Gestão
Pacto EM - Gestão
 
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivoArtigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
 
328 174
328 174328 174
328 174
 
328 174
328 174328 174
328 174
 

Último

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 

Último (20)

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 

Aula 2 gestão educacional

  • 2. Termos relacionados  Planejamento  Organização  Liderança  Orientação Aprendizagem e  Mediação formação dos  Coordenação alunos  Monitoramento  Avaliação
  • 3. Conceitos  Gestão educacional corresponde ao processo de gerir a dinâmica do sistema de ensino como um todo e de coordenação das escolas em específico, afinado com as diretrizes e políticas educacionais públicas, para a implementação das políticas educacionais, e projetos pedagógicos das escolas,
  • 4. Cont.  compromissado com os princípios da democracia e com métodos que organizem e criem condições para um ambiente educacional autônomo (soluções próprias no âmbito de suas competências), de participação e compartilhamento (tomada conjunta de decisões e efetivação de resultados), autocontrole (acompanhamento e avaliação com retorno de informações) e transparência (demonstração pública de seus projetos e resultados) (LUCK, 2006, p. 36).
  • 5. Cont.  A gestão, portanto, é que permite superar a limitação da fragmentação e da descontextualização e construir, pela óptica abrangente e interativa, a visão e orientação de conjunto, a partir da qual se desenvolvem ações articuladas e mais consistentes. Necessariamente, portanto, constitui ação conjunta de trabalho participativo em equipe (LUCK, 2006, p. 43).
  • 6. Temáticas  A concepção predominante da administração na área de estudos educacionais.  Gestão e administração: há diferenças entre as duas?  Planejamento dinâmico e participativo: é possível realizá-lo e implementá-lo?
  • 7.  Autonomia para as escolas: relação com a estratégia. As questões de legitimidade.  Tomada de decisões coletiva: mas e a questão do poder?  Gestão e planejamento: só gerencia na escola quem formula e implementa projetos educacionais?
  • 8. Administração x gestão  O termo administração na educação foi associado às formas antidemocráticas de trabalho, ao individualismo, à hierarquia e à centralização das decisões; ao segundo designou-se a possibilidade de horizontalidade das relações, da coletividade, da participação e da descentralização das ações no sistema educacional e nas unidades escolares (MAIA, 2008, p. 40).
  • 9. Administração x qualidade  Neste período também foi contemplada a relação entre educação/administração/qualidade, sendo criticado o sentido de qualidade estabelecido pelo modelo político neoliberal e destacada a importância de se buscar a especificidade da qualidade da educação (MAIA, 2008, p. 40).
  • 10. Administração x Planejamento  Não separaram a atividade de planejamento da atividade política, detectaram que a prática tradicional do planejamento tem secundarizado o papel dos atores sociais responsáveis pela condução da educação e das ações nas escolas e, por fim, sinalizaram na direção do planejamento participativo.
  • 11. Especificidade da organização escolar  “Neste sentido, os autores valorizaram a especificidade das organizações escolares, a importância delas serem consideradas como construções humanas ...
  • 12. Especificidade  ... a necessidade de se estabelecerem processos informais de participação e, principalmente, a adoção do princípio da diversidade de práticas de gestão escolar, em função das características dos estabelecimentos de ensino e de suas comunidades” (MAIA, 2008, p. 42).
  • 13. Escola  Entendida como instituição social, tem sua lógica organizativa e suas finalidades demarcadas pelos fins político-pedagógicos que extrapolam o horizonte custo-benefício;  Natureza das instituições educativas e suas finalidades;  Prioridades;  Processos de participação e decisão;
  • 14.
  • 15. Democratização  Pensarmos a democratização implica, portanto, compreendermos a cultura da escola e dos seus processos, bem como articulá-los com as relações sociais mais amplas. A compreensão dos processos culturais na escola envolve diretamente os diferentes segmentos das comunidades local e escolar, seus valores, atitudes e comportamentos.
  • 16. Cont.  Ou seja, a escola é um espaço de contradições e diferenças. Nesse sentido, quando buscamos construir na escola um processo de participação baseado em relações de cooperação, no trabalho coletivo e no partilhamento do poder, precisamos exercitar a pedagogia do diálogo, do respeito às diferenças, garantindo a liberdade de expressão, a vivência de processos de convivência democrática, a serem efetivados no cotidiano, em busca da construção de projetos coletivos.
  • 17. Participação  Para que a tomada de decisão seja partilhada, é necessária a implementação de vários mecanismos de participação, tais como: o aprimoramento dos processos de provimento ao cargo de diretor, a criação e consolidação de órgãos colegiados na escola (Conselhos Escolares, Conselho de Classe...), o fortalecimento da participação estudantil por meio da criação e consolidação de grêmios estudantis, a construção coletiva do projeto político- pedagógico da escola
  • 18. Cont.  a progressiva autonomia da escola e, conseqüentemente, a discussão e a implementação de novas formas de organização e de gestão escolar e a garantia de financiamento público da educação e da escola nos diferentes níveis e modalidades de ensino. Toda essa dinâmica se efetiva como um processo de aprendizado político fundamental para a construção de uma cultura de participação e de gestão democrática na escola e, conseqüentemente, para a instituição de uma nova cultura na escola.
  • 19. Educação  Educação compreende o conjunto dos processos, influências, estruturas e ações que intervêm no desenvolvimento humano de indivíduos e grupos na sua relação ativa com o meio natural e social, num determinado contexto de relações entre grupos e classes sociais, visando a formação do ser humano.
  • 20. Cont.  A educação é, assim, uma prática humana, uma prática social, que modifica os seres humanos nos seus estados físicos, mentais, espirituais, culturais, que dá uma configuração à nossa existência humana individual e grupal.