SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
Módulo 6
A Cultura do Palco
PINTURA BARROCA
11º Ano HCA Curso Profissional de Design de Moda Prof. Carla Freitas
PINTURA BARROCA
Origem: Itália
Objectivo: servir os princípios da
Contra-Reforma
Influência: Miguel Ângelo e o
maneirismo
2 tipos:
Pintura móvel sobre tela
Pintura mural
A sagrada família com o infante S. João Batista,
Caravaggio, c. 1602–04, Óleo sobre tela
PINTURA BARROCA
O Martírio de São
Mateus, Caravaggio,
1599–1600, Óleo sobre
tela
PINTURA BARROCA
Características Gerais
Busca de efeitos óticos
Distorção das formas
Descentralização do olhar
Efeitos forçados e/ou violentos
Fortes contrastes de luz e sombra (luz
cénica)
Tentativa de deslumbrar/encantar ou
surpreender
Encenação
Dramatismo
Conversão de São Paulo, a caminho de Damasco,
Caravaggio, 1600–1601, Óleo sobre tela
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
Michelangelo Merisi da
Caravaggio
(Milão, 29 de Setembro de 1571 –
Porto Ercole, 18 de Julho de 1610)
Pintor italiano
Pintou em Roma, Nápoles,
malta e Sicília
Pintou fundamentalmente
temas religiosos mas usou
modelos reais do povo
As suas obras eram
provocadoras
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
Baco, c. 1593, óleo sobre tela, 67 x 53 cm
Galleria Borghese, Roma
Baco, c. 1596, óleo sobre tela, 95 x 85 cm
Galleria degli Uffizi, Florença
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
Jogadores de
cartas, c. 1594.
óleo sobre tela,
107 x 99 cm,
Museu de arte
Kimbell Fort
Worth.
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
Os músicos, c. 1595, Óleo sobre tela,
92x118,5, Metropolitan Museum of Art,
Nova Iorque
O tocador de alaúde, 1594, óleo sobre
tela, 100 cm x 126 cm, Hermitage, São
Petersburgo
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
Cesta de fruta, 1594,
óleo sobre tela, 31 x 47
cm, Pinacoteca
Ambrosiana de Milão
Natureza morta com fruta, 1605-1610, óleo
sobre tela, 87,2 x135,4 cm, Coleção Privada
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
Morte da Virgem.
1599. óleo, 144 x
195 cm. Galeria
Nacional de Arte
Antiga, Roma
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
A Ceia de
Emaús, c.
1600-01,
óleo e
têmpera
sobre tela,
141 cm x
196,2 cm,
National
Gallery,
Londres.
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
A ceia em
Emaús,
1606, óleo
sobre tela,
141x175
cm,
Pinacoteca
de Brera,
Milão
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
Crucificação de São Pedro, 1601.
Capela Cerasi, Igreja de Santa
Maria del Popolo, Roma
A inspiração de S.
Mateus. 1602. óleo
sobre tela, 292 x
186 cm, Capela
Contarelli da Igreja
de São Luís dos
Franceses, Roma
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
Morte da Virgem. 1601 - 1606. óleo sobre tela,
396 x 245 cm. Louvre, Paris.
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
O Amor triunfa tudo, 1601-1602,
óleo sobre tela, 156x113 cm,
Gemäldegalerie, Berlim
Medusa. 1597. óleo sobre madeira coberta de
tela, 60 x 55 cm. Galeria Uffizi, Florença
PINTURA BARROCA -
CARAVAGGIO
Características
Temas: históricos, mitológicos, religiosos, naturezas mortas e cenas
de género
Procura da realidade concreta:
Modelos: pessoas vulgares → carácter rude → escândalo
Inovação: o profano entra no sagrado
Luz rasante e descontínua = chiaroscuro ou tenebrismo
ilumina pormenores ou personagens importantes
deixa outros na penumbra
Cores terrosas
Dualismo : Luz e trevas / bem e mal / vida e morte
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
ARTEMÍSIA GENTILESCHI (1597-1651)
Nascimento de
João Baptista,
óleo sobre tela,
1635, Museu do
Prado, Madrid
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
ARTEMÍSIA GENTILESCHI (1597-1651)
Judite a degolar Holofernes, 1614–20, óleo
sobre tela 199 x 162 cm Galleria degli Uffizi,
Maria Madalena, óleo sobre tela, 1613-1620,
146.5 x 108 cm, Galleria Palatina, Florença
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
JOSÉ DE RIBERA(1591-1652)
Pietà, 1637, óleo sobre tela, Certosa di San
Martino, Nápoles
Martirio de San Andrés, 1628, Museo de Bellas
Artes de Budapest.
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
JOSÉ DE RIBERA(1591-1652)
S. Sebastião atendido por
Santa Irene e uma
criada, 1640-50?, óleo
sobre tela, 208 x 157 cm,
Museu de Belas Artes de
Valência
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
GIUSEPPE RECCO (1634-1694)
Os 5 sentidos, 1676
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
GIUSEPPE RECCO (1634-1695)
Bodegón con peces, óleo
tela, 53,2 x 64 cm, Museu
de Belas Artes de
Córdoba.
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
GIOVANNI BATTISTA RUOPOLLO (1634-1695)
Natureza
morta com
fruta; óleo
sobre tela, 87
x 116 cm.
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
GIOVANNI BATTISTA RUOPOLLO (1634-1695)
Natureza morta com fruta e um vaso de flores; óleo sobre tela.
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
LUCA GIORDANO (1634-1705)
Jesus a ser posto no túmulo; óleo sobre tela, 1655.
ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO
LUCA GIORDANO (1634-1705)
Êxtase de S. Francisco; 1665, Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa.
PINTURA BARROCA
PINTURA SOBRE TELA
Variedade estilística e temática (natureza-morta, retrato, paisagem,
mitologia, religião, cenas de género…)
Representação / composição:
Representação do momento
Composição aberta – movimentos centrífugos; de dentro para fora;
linhas oblíquas, curvas ou retas
Forma dinâmica, sinuosa
Linha do horizonte baixa
Luz/sombra + cor
luz rasante
Cores quentes e fortes
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Annibale Carracci (1560-1609)
Galeria Farnese,
Fresco, 1597-1602
Palazzo Farnese, Roma
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Homenagem a Diana
Fresco, 1597-1602
Palazzo Farnese, Roma
Triunfo de Baco e Ariadne; 1597-1602; Fresco;
Palazzo Farnese, Roma
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Lodovico Carracci(1555-1619) ;
História de jasão (detalhe) ;
Fresco, 1584; Palazzo Fava,
Bologna
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Guido Reni, (1575-1642); Aurora; Fresco, c.1614; Palazzo Pallavicini, Rome
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Guido Reni (1575-1642); A glória de S. Domingos; Fresco, 1613; 81 x 62 cm; San
Domenico, Bolonha
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Pietro Da Cortona (1596-1669); Apoteose de Eneias (detalhe); Fresco, 1651-1654
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Pietro Da Cortona (1596-1669); Landing of the Trojans at the Mouth of Tiberis; fresco,
1651-1654
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Pietro Da Cortona (1596-1669) Triunfo da Divina Providência, Fresco, 1633-1639
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Andrea Pozzo (1642-1709); Apoteose de Santo Inácio; Fresco, 1688-1690
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Giovanni Lanfranco, O concílio dos deuses; 1624-25; Fresco; Galleria Borghese, Roma
PINTURA BARROCA
PINTURA MURAL
Paredes e tectos de Palácios e Igrejas
Temáticas sobretudo religiosas ou mitológicas
Teatralidade e grandiosidade
Trompe l’oeil:
• Movimento
• dilatação do espaço
• Confusão de elementos arquitetónicos reais e falsos
Composições dinâmicas com perspetiva
BARROCO
IRREGULARIDADE
Técnicas
Composições
Linguagem expressiva
Cores
Temas
Suportes, etc..
Objetivos
Caracterizar em linhas gerais a pintura barroca
Identificar os diferentes tipos de pintura barroca
Identificar os principais pintores e temas
Caracterizar a pintura de Caravaggio
Caracterizar a pintura sobre tela
Caracterizar a pintura mural

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Módulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura RenascentistaMódulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura RenascentistaCarla Freitas
 
Arte do Renascimento - Escultura
Arte do Renascimento - EsculturaArte do Renascimento - Escultura
Arte do Renascimento - EsculturaCarlos Vieira
 
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7   caso pratico 1 bodas de figaroMódulo 7   caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaroCarla Freitas
 
Neoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalNeoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalAna Barreiros
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCarlos Vieira
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Carlos Vieira
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXCarla Freitas
 
A cultura do palacio
A cultura do palacioA cultura do palacio
A cultura do palacioAna Barreiros
 
03 escultura barroca
03 escultura barroca03 escultura barroca
03 escultura barrocaVítor Santos
 
04 escultura renascentista
04 escultura renascentista04 escultura renascentista
04 escultura renascentistaVítor Santos
 
Rococó em Portugal
Rococó em PortugalRococó em Portugal
Rococó em PortugalMluzsantos
 
O gótico em portugal
O gótico em portugalO gótico em portugal
O gótico em portugalAna Barreiros
 

Mais procurados (20)

Módulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura RenascentistaMódulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura Renascentista
 
Arte do Renascimento - Escultura
Arte do Renascimento - EsculturaArte do Renascimento - Escultura
Arte do Renascimento - Escultura
 
Rococó
RococóRococó
Rococó
 
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7   caso pratico 1 bodas de figaroMódulo 7   caso pratico 1 bodas de figaro
Módulo 7 caso pratico 1 bodas de figaro
 
A Arte Rococó
A Arte RococóA Arte Rococó
A Arte Rococó
 
Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
 
Rococó, HCA 11º
Rococó, HCA 11ºRococó, HCA 11º
Rococó, HCA 11º
 
Neoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalNeoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugal
 
Cultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura BarrocaCultura do Palco - Pintura Barroca
Cultura do Palco - Pintura Barroca
 
Arquitetura barroca
Arquitetura barrocaArquitetura barroca
Arquitetura barroca
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
 
A Cultura do Salão
A Cultura do SalãoA Cultura do Salão
A Cultura do Salão
 
04 pintura barroca
04 pintura barroca04 pintura barroca
04 pintura barroca
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
 
A cultura do palacio
A cultura do palacioA cultura do palacio
A cultura do palacio
 
Maneirismo
ManeirismoManeirismo
Maneirismo
 
03 escultura barroca
03 escultura barroca03 escultura barroca
03 escultura barroca
 
04 escultura renascentista
04 escultura renascentista04 escultura renascentista
04 escultura renascentista
 
Rococó em Portugal
Rococó em PortugalRococó em Portugal
Rococó em Portugal
 
O gótico em portugal
O gótico em portugalO gótico em portugal
O gótico em portugal
 

Semelhante a Módulo 6 pintura barroca

A Arte Barroca
A Arte BarrocaA Arte Barroca
A Arte Barrocaggmota93
 
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750Professor Gilson Nunes
 
APRESENTAÇAO SOBRE BARROCO EUROPEU ARTES
APRESENTAÇAO SOBRE BARROCO EUROPEU ARTESAPRESENTAÇAO SOBRE BARROCO EUROPEU ARTES
APRESENTAÇAO SOBRE BARROCO EUROPEU ARTESarturferreira50
 
Pintura Barroca
Pintura BarrocaPintura Barroca
Pintura BarrocaHca Faro
 
Arte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - PinturaArte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - PinturaCarlos Vieira
 
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)Paula Poiet
 
A Arte Barroca
A Arte BarrocaA Arte Barroca
A Arte Barrocaggmota93
 
A Arte Barroca
A Arte BarrocaA Arte Barroca
A Arte Barrocaggmota93
 
Tendências da pintura barroca apresentação julho 2009
Tendências da pintura barroca apresentação julho 2009Tendências da pintura barroca apresentação julho 2009
Tendências da pintura barroca apresentação julho 2009angeldenis21
 
slides arte barroca.pptx
slides arte barroca.pptxslides arte barroca.pptx
slides arte barroca.pptxAntonio256988
 
História da Arte Barroco
História da Arte BarrocoHistória da Arte Barroco
História da Arte BarrocoCelso Napoleon
 
B Arroco E Maneirismo
B Arroco E ManeirismoB Arroco E Maneirismo
B Arroco E ManeirismoIsidro Santos
 

Semelhante a Módulo 6 pintura barroca (20)

Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
A Arte Barroca
A Arte BarrocaA Arte Barroca
A Arte Barroca
 
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
 
APRESENTAÇAO SOBRE BARROCO EUROPEU ARTES
APRESENTAÇAO SOBRE BARROCO EUROPEU ARTESAPRESENTAÇAO SOBRE BARROCO EUROPEU ARTES
APRESENTAÇAO SOBRE BARROCO EUROPEU ARTES
 
Pintura Barroca
Pintura BarrocaPintura Barroca
Pintura Barroca
 
Pintura
PinturaPintura
Pintura
 
Arte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - PinturaArte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - Pintura
 
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
História da arte ii - Introdução (Recapitulação: séculos XVI, XVII e XVIII)
 
A Arte Barroca
A Arte BarrocaA Arte Barroca
A Arte Barroca
 
Aula barroco
Aula barrocoAula barroco
Aula barroco
 
A Arte Barroca
A Arte BarrocaA Arte Barroca
A Arte Barroca
 
Tendências da pintura barroca apresentação julho 2009
Tendências da pintura barroca apresentação julho 2009Tendências da pintura barroca apresentação julho 2009
Tendências da pintura barroca apresentação julho 2009
 
slides arte barroca.pptx
slides arte barroca.pptxslides arte barroca.pptx
slides arte barroca.pptx
 
Ultima Ceia
Ultima CeiaUltima Ceia
Ultima Ceia
 
História da Arte Barroco
História da Arte BarrocoHistória da Arte Barroco
História da Arte Barroco
 
Arte barroca
Arte barroca Arte barroca
Arte barroca
 
B Arroco E Maneirismo
B Arroco E ManeirismoB Arroco E Maneirismo
B Arroco E Maneirismo
 
Barroco atualizado
Barroco atualizadoBarroco atualizado
Barroco atualizado
 
Barroco 2019ok
Barroco 2019okBarroco 2019ok
Barroco 2019ok
 
Barroco 2019ok
Barroco 2019okBarroco 2019ok
Barroco 2019ok
 

Mais de Carla Freitas (20)

11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
 
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
 
11 ha m5 u2
11 ha m5 u211 ha m5 u2
11 ha m5 u2
 
11 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 311 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 3
 
11 ha m5 u1
11 ha m5 u111 ha m5 u1
11 ha m5 u1
 
11 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 311 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 3
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
 
11 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 111 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 1
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
 
11 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 111 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 1
 
11 ha m4 u1
11 ha m4 u111 ha m4 u1
11 ha m4 u1
 
11 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 311 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 3
 
Módulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto HistóricoMódulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto Histórico
 

Último

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 

Último (20)

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 

Módulo 6 pintura barroca

  • 1. Módulo 6 A Cultura do Palco PINTURA BARROCA 11º Ano HCA Curso Profissional de Design de Moda Prof. Carla Freitas
  • 2. PINTURA BARROCA Origem: Itália Objectivo: servir os princípios da Contra-Reforma Influência: Miguel Ângelo e o maneirismo 2 tipos: Pintura móvel sobre tela Pintura mural A sagrada família com o infante S. João Batista, Caravaggio, c. 1602–04, Óleo sobre tela
  • 3. PINTURA BARROCA O Martírio de São Mateus, Caravaggio, 1599–1600, Óleo sobre tela
  • 4. PINTURA BARROCA Características Gerais Busca de efeitos óticos Distorção das formas Descentralização do olhar Efeitos forçados e/ou violentos Fortes contrastes de luz e sombra (luz cénica) Tentativa de deslumbrar/encantar ou surpreender Encenação Dramatismo Conversão de São Paulo, a caminho de Damasco, Caravaggio, 1600–1601, Óleo sobre tela
  • 5. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO Michelangelo Merisi da Caravaggio (Milão, 29 de Setembro de 1571 – Porto Ercole, 18 de Julho de 1610) Pintor italiano Pintou em Roma, Nápoles, malta e Sicília Pintou fundamentalmente temas religiosos mas usou modelos reais do povo As suas obras eram provocadoras
  • 6. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO Baco, c. 1593, óleo sobre tela, 67 x 53 cm Galleria Borghese, Roma Baco, c. 1596, óleo sobre tela, 95 x 85 cm Galleria degli Uffizi, Florença
  • 7. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO Jogadores de cartas, c. 1594. óleo sobre tela, 107 x 99 cm, Museu de arte Kimbell Fort Worth.
  • 8. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO Os músicos, c. 1595, Óleo sobre tela, 92x118,5, Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque O tocador de alaúde, 1594, óleo sobre tela, 100 cm x 126 cm, Hermitage, São Petersburgo
  • 9. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO Cesta de fruta, 1594, óleo sobre tela, 31 x 47 cm, Pinacoteca Ambrosiana de Milão Natureza morta com fruta, 1605-1610, óleo sobre tela, 87,2 x135,4 cm, Coleção Privada
  • 10. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO Morte da Virgem. 1599. óleo, 144 x 195 cm. Galeria Nacional de Arte Antiga, Roma
  • 11. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO A Ceia de Emaús, c. 1600-01, óleo e têmpera sobre tela, 141 cm x 196,2 cm, National Gallery, Londres.
  • 12. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO A ceia em Emaús, 1606, óleo sobre tela, 141x175 cm, Pinacoteca de Brera, Milão
  • 13. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO Crucificação de São Pedro, 1601. Capela Cerasi, Igreja de Santa Maria del Popolo, Roma A inspiração de S. Mateus. 1602. óleo sobre tela, 292 x 186 cm, Capela Contarelli da Igreja de São Luís dos Franceses, Roma
  • 14. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO Morte da Virgem. 1601 - 1606. óleo sobre tela, 396 x 245 cm. Louvre, Paris.
  • 15. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO O Amor triunfa tudo, 1601-1602, óleo sobre tela, 156x113 cm, Gemäldegalerie, Berlim Medusa. 1597. óleo sobre madeira coberta de tela, 60 x 55 cm. Galeria Uffizi, Florença
  • 16. PINTURA BARROCA - CARAVAGGIO Características Temas: históricos, mitológicos, religiosos, naturezas mortas e cenas de género Procura da realidade concreta: Modelos: pessoas vulgares → carácter rude → escândalo Inovação: o profano entra no sagrado Luz rasante e descontínua = chiaroscuro ou tenebrismo ilumina pormenores ou personagens importantes deixa outros na penumbra Cores terrosas Dualismo : Luz e trevas / bem e mal / vida e morte
  • 17. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO ARTEMÍSIA GENTILESCHI (1597-1651) Nascimento de João Baptista, óleo sobre tela, 1635, Museu do Prado, Madrid
  • 18. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO ARTEMÍSIA GENTILESCHI (1597-1651) Judite a degolar Holofernes, 1614–20, óleo sobre tela 199 x 162 cm Galleria degli Uffizi, Maria Madalena, óleo sobre tela, 1613-1620, 146.5 x 108 cm, Galleria Palatina, Florença
  • 19. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO JOSÉ DE RIBERA(1591-1652) Pietà, 1637, óleo sobre tela, Certosa di San Martino, Nápoles Martirio de San Andrés, 1628, Museo de Bellas Artes de Budapest.
  • 20. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO JOSÉ DE RIBERA(1591-1652) S. Sebastião atendido por Santa Irene e uma criada, 1640-50?, óleo sobre tela, 208 x 157 cm, Museu de Belas Artes de Valência
  • 21. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO GIUSEPPE RECCO (1634-1694) Os 5 sentidos, 1676
  • 22. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO GIUSEPPE RECCO (1634-1695) Bodegón con peces, óleo tela, 53,2 x 64 cm, Museu de Belas Artes de Córdoba.
  • 23. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO GIOVANNI BATTISTA RUOPOLLO (1634-1695) Natureza morta com fruta; óleo sobre tela, 87 x 116 cm.
  • 24. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO GIOVANNI BATTISTA RUOPOLLO (1634-1695) Natureza morta com fruta e um vaso de flores; óleo sobre tela.
  • 25. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO LUCA GIORDANO (1634-1705) Jesus a ser posto no túmulo; óleo sobre tela, 1655.
  • 26. ARTISTAS INFLUENCIADOS POR CARAVAGGIO LUCA GIORDANO (1634-1705) Êxtase de S. Francisco; 1665, Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa.
  • 27. PINTURA BARROCA PINTURA SOBRE TELA Variedade estilística e temática (natureza-morta, retrato, paisagem, mitologia, religião, cenas de género…) Representação / composição: Representação do momento Composição aberta – movimentos centrífugos; de dentro para fora; linhas oblíquas, curvas ou retas Forma dinâmica, sinuosa Linha do horizonte baixa Luz/sombra + cor luz rasante Cores quentes e fortes
  • 28. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Annibale Carracci (1560-1609) Galeria Farnese, Fresco, 1597-1602 Palazzo Farnese, Roma
  • 29. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Homenagem a Diana Fresco, 1597-1602 Palazzo Farnese, Roma Triunfo de Baco e Ariadne; 1597-1602; Fresco; Palazzo Farnese, Roma
  • 30. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Lodovico Carracci(1555-1619) ; História de jasão (detalhe) ; Fresco, 1584; Palazzo Fava, Bologna
  • 31. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Guido Reni, (1575-1642); Aurora; Fresco, c.1614; Palazzo Pallavicini, Rome
  • 32. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Guido Reni (1575-1642); A glória de S. Domingos; Fresco, 1613; 81 x 62 cm; San Domenico, Bolonha
  • 33. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Pietro Da Cortona (1596-1669); Apoteose de Eneias (detalhe); Fresco, 1651-1654
  • 34. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Pietro Da Cortona (1596-1669); Landing of the Trojans at the Mouth of Tiberis; fresco, 1651-1654
  • 35. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Pietro Da Cortona (1596-1669) Triunfo da Divina Providência, Fresco, 1633-1639
  • 36. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Andrea Pozzo (1642-1709); Apoteose de Santo Inácio; Fresco, 1688-1690
  • 37. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Giovanni Lanfranco, O concílio dos deuses; 1624-25; Fresco; Galleria Borghese, Roma
  • 38. PINTURA BARROCA PINTURA MURAL Paredes e tectos de Palácios e Igrejas Temáticas sobretudo religiosas ou mitológicas Teatralidade e grandiosidade Trompe l’oeil: • Movimento • dilatação do espaço • Confusão de elementos arquitetónicos reais e falsos Composições dinâmicas com perspetiva
  • 40. Objetivos Caracterizar em linhas gerais a pintura barroca Identificar os diferentes tipos de pintura barroca Identificar os principais pintores e temas Caracterizar a pintura de Caravaggio Caracterizar a pintura sobre tela Caracterizar a pintura mural