SlideShare uma empresa Scribd logo
LEAN STARTUPS PARA
DESENVOLVEDORES DE
SOFTWARE
Adailton Magalhães Lima
adailton@ufpa.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Adailton M. Lima
Msc. em Engenharia de Software pela UFPA
Gosta atuar na pesquisa de ferramentas e processos de
apoio à qualidade de software, e também na busca de
integração de metodologias para desenvolvimento de
soluções inovadoras em tecnologia
Profr. na UFPA/Castanhal desde 2011
Empreendedor e “startupeiro”
Ex-aluno do NAE, Aquarela, Escola Integrada, Escolinha
de basquete do Avertino Ramos, etc.. ;)
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Histórico recente
www.executeti.com.br
rotaurbana.net.br
belem.startupweekend.org
acaivalley.org
Minha Startup
www.rotaurbana.net.br
• http://observatoriotech.wordpress.com/2014/10/10/detectando-
cancer-com-uma-gota-de-sangue-quimica-e-software/
• "Outro fato que chama atenção na Miroculus é que ela decidiu
colocar o produto no mercado de imediato, antes mesmo das
pesquisas sobre microRNA, ou mesmo sua base de dados,
estar sólida – um fato possivelmente associado à mentalidade
de startups do Vale do Silício. Em vez de submeter o produto à
aprovação do órgão dos Estados Unidos que regula produtos
médicos, o FDA – algo que talvez demorasse anos – a startup
colocou o Miriam na mão da indústria farmacêutica. A ideia é
usar o dispositivo como medidor de reações a medicamentos,
ampliando a base de dados comparativa necessária para
diagnósticos precisos."
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Motivações
Você já teve uma grande ideia de negócio,
aplicativo ou serviço que pode ser
desenvolvido com alguma solução de
software?
Já ficou perdido sem saber como começar a
desenvolver este projeto?
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Motivações
Começou a fazer algo?
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Motivações
O que fazer?
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Motivações
Reinventar a roda?
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Motivações
Se reinventar, que seja assim
pelo menos :)
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Público Alvo
Nerds que desenvolvem software!
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Público Alvo
Não duvidem do poder dos nerds!
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Dinâmica – Day one
Introdução a Lean Startups
Proposta de Projetos e
Votação
Formação de Equipes
Business Model
Canvas
Mentoria de como
validar meu negócio
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Dinâmica – Day two
Ferramentas de Protipação
Rápida
Projetando um MVP
Mentoria às equipes
Apresentação de cada equipe
(3 minutos)
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Dúvidas?
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Informação Importante!
• http://about.me/adailtonlima
• Grupo no Facebook
• https://www.facebook.com/groups/292384337622195/
Irei postar conteúdos complementares, tais como:
Links de ferramentas
Material em slides
Eventos
Livros
Etc.
Vocês podem (e devem) postar dúvidas e discussões
sobre o assunto do curso para melhorar a interação
durante e após o curso
LEAN STARTUPS
Alguns exemplos de empresas que já foram startups
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Algumas startups paraenses
O que é uma Startup?
Uma empresa de base tecnológica,
com um modelo de negócios repetível e
escalável, que possui elementos de inovação.
(Associação Brasileira de Startups)
Uma startup é uma instituição
humana desenhada para criar um
novo produto ou serviço em
condições de extrema incerteza.
(Eric Ries)
O que é uma Startup ?
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
O que não é uma Startup ?
 “Startups não são simplesmente versões
menores de grandes empresas” (Blank e Dorf,
2012)
 “Nem todo novo negócio é uma startup, apesar
de toda startup ser um novo negócio” (Meira,
2013)
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Mercado
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Investimentos de Sucesso
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Problemas
 75% de todas as startups falham (Pesquisa
realizada pela Havard Business School) (Steve
Blank 2013)
 Métodos tradicionais de administração não se
aplicam às Startups (Eric Ries 2012)
– Inovação
– Incertezas
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Problemas
Motivos:
• Produtos/serviços que não atendem a real
necessidade do cliente
• Uso de métodos tradicionais
• Desmotivação
• E outros
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Metodologias
 Novos modelos de gestão para Startups
– Business Model Canvas [Osterwalder]
– Customer Development [Blank]
– Lean Startup [Ries]
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Lean Startup
O termo Lean Startup (Startup Enxuta) foi criado
em 2008 por Eric Ries a partir de várias
experiências, uma parte de fracassos, em seu blog.
A missão: “melhorar a taxa de sucesso de
novos produtos inovadores no mundo inteiro.”(
Eric Ries 2012)
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Introdução
Os prícipios da Lean Startup:
• Empreendedores estão por toda parte;
• Empreender é administrar;
• Aprendizado validado;
• Construir-medir-aprender;
• Contabilidade para inovação.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
É uma startup meu negócio?
Está iniciando seu negócio?
O produto/serviço em criação não é inovador?
Dispensa a idéia de riscos e de incerteza?
Esse tipo de empresa não é uma Startup.
“Nem todo novo negócio é uma Startup,
apesar de toda Startup ser um novo
negócio.” (Silvio Meira, 2013)
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Considerem a metáfora:
Um carro tem dois ciclos de feedback importantes e
distintos.
 O primeiro ocorre no motor de combustão interna.
 Cada explosão gera força motriz para tudo funcionar.
 Se o timing desse ciclo não for gerenciado precisamente,
o motor engasga e para de funcionar.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Considerem a metáfora:
As startups tem um motor semelhante, que Ries denomina
de motor de crescimento.
Os mercados e os clientes para as startups são
diferentes, mas possuem o mesmo motor de crescimento.
Uma nova versão do produto, uma novo recurso e um
novo programa de marketing são tentativas de melhorar o
motor de crescimento.
CRESCIMENTO
CLIENTE
MARKETING
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Considerem a metáfora:
O segundo ciclo de feedback importante para um
carro fica entre o motorista e o volante.
Esse feedback é totalmente espontâneo que nem
notamos, mas é a condução que diferencia o ato de
dirigir dos outros tipos de transporte.
Em constraste, a construção de um foguete requer
todos os detalhes previamente calibrados para o
seu lançamento.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Considerem a metáfora:
Diversas Startups fazem isso em seu plano de negócio:
parecem mais que estão planejando lançar um
foguete do que condução de um carro.
O método do Lean Startup foi criado com o intuito de
ensinar você a dirigir uma Startup.
Ao invés de pensar em inúmeras hipóteses para o seu
plano, você poderá fazer ajustes constantes com o
controle do “volante”.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo de Feedback
Esse controle é o ciclo de feedback :
Construir
Medir
Aprender
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Um norte verdadeiro
Por meio desse ciclo, podemos aprender quando é o
momento certo para mudar a direção (pivotar), ou
quando devemos perseverar.
Toda Startup tem um destino em mente, que é seu
norte verdadeiro. Ries chama isso de Visão de uma
Startup.
Para alcançar a visão, é empregada uma estratégia
que nos leve a um produto final. E o produto sofre
mudanças constantes, que é a otimização.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Pivotar?
Exemplos: http://mashable.com/2011/07/08/startups-change-direction/
APRENDIZAGEM
CONTINUADA
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo de Aprendizado
MÉTODOLOGIA LEAN
METOLOGIA TRADICIONAL
IDEIAS LANÇAMENTO
FALHA
APRENDIZAGEM
CONTINUA
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Aprender
Na Lean Startup, Ries adapta a aprendizagem
para outro denominado aprendizagem validada.
Aprendizagem validada “é o processo de
demonstrar empriricamente que uma equipe
descobriu verdades valiosas acerca das
perspectivas de negócio presentes e futuras de
uma startup.” (Ries, 2012)
A aprendizagem validada é mais concreta, mais
exata e mais rápida.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Aprendizagem validada
Produto que combinava as MI’s(Mensagens
Instatâneas) com a alta de clientes de videogames 3D e
mundos virtuais.
O produto seria um add-on (extensão) para os serviços
de MI.
A estratégia era de que esse add-on seria utilizado
pelos clientes com seus amigos.
O produto tinha 6 meses para ser lançado.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Aprendizagem validada
Conforme o avanço do projeto, a equipe ficava
mais temorosa, pois estavam com medo de
lançar um produto ruim.
E então chegou o lançamento... Nada aconteceu.
Os clientes sequer fizeram donwload.
Convidaram amigos e familiares a utilizar o IMVU,
mas eles acabaram.
Então, partiram para a conversa com os possíveis
clientes.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Aprendizagem validada
Após varias mudanças no IMVU e muitas
conversas com os clientes, a equipe conseguiu
descobrir o que de fato eles queriam.
Eles alinharam-se as necessidades reais dos
clientes assim aprimorando cada vez mais o
produto.
Importante! A Lean Startup não é um conjunto de
táticas individuais, mas uma abordagem com
princípios para o desenvolvimento de novos
produtos.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Aprendizagem validada
EXPERIMENTAR
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Experimentar
“Então vamos lançar um produto e ver o que acontece.”
Essa é a escola de empreendedorismo “simplesmente
faça” (just do it).
O sucesso é garantido em “ver o que acontece”, mas
não será adquirido necessariamente aprendizagem
validada.
A lição do método científico é: se você não puder
fracassar, não poderá aprender.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ou seja …
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Experimentar
• Pense grande, comece pequeno
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Experimentar
Maior loja de sapatos online do mundo, com vendas anuais
de mais de 1 bilhão de dólares.
Conhecida como um dos negócios de comércio eletrônico
mais amigável aos clientes. Mas não começou dessa
maneira...
Motivação:
• Frustração por não existir nenhum site com grande seleção de
sapatos.
• Necessidade de uma experiência de varejo nova e superior.
• Poderia ter esperado um longo tempo, insistindo em testar sua
visão completa de como seria o produto.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Experimentar
Em vez disso, começou-se
realizando um experimento:
• Sua hipótese era que os clientes estavam prontos e
dispostos a comprar sapatos online.
• Para testá-la, procurou-se as lojas de sapatos locais
e perguntou se podiam tirar fotos do estoque delas.
• Em troca da permissão, eles postariam as fotos
online e voltariam para comprar os sapatos pelo
preço de varejo se os clientes as comprassem online.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Experimentar
Assim, a Zappos começou com um produto simples
e pequeno;
E foi idealizado para responder sobretudo a uma
pergunta:
“Já existe demanda suficiente para uma
experiência superior de compra online de
sapatos?”
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Experimentar
Ao construir um produto, apesar
de simples, a empresa aprendeu
muito mais:
• Tinham dados preciosos acerca da demanda do cliente,
pois observava o comportamento do cliente real em vez
de formular perguntas hipotéticas;
• Colocou-se numa posição para interagir com clientes
reais a aprender a respeito de suas necessidades;
• Surpreendeu-se quando os clientes se comportavam
de maneiras inesperadas, revelando informações que a
Zappos talvez não tivesse sabido perguntar a respeito.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Experimentar
O experimento inicial
proporcionou um resultado
claro e quantificável.
Colocou a empresa na posição de observar,
interagir e aprender a partir de clientes e parceiros
reais.
Essa aprendizagem qualitativa é uma parceira
necessária para os testes quantitativos.
Embora os primeiros esforços fossem de
pequena escala, não impediram a visão maior da
Zappos de ser realizada.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Experimentar
Uma hipótese bem definida guia a Startup a
identificar e criar valores aos clientes.
Sendo que inicialmente intenção não é achar o
cliente comum, mas achar os adotantes iniciais
(early adopters):
•Os clientes que sentem a necessidade
pelo produto de modo mais aguçado.
E os experimentos iniciais fornecem um indicador
mais exato dessas hipóteses.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Early Adopters ?
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Early Adopters ?
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Early Adopters !!!
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Experimentar
“Um experimento é um produto”
Um experimento é mais do que apenas uma
pesquisa teórica: também é o primeiro produto.
A partir de um experimento bem-sucedido, é
possível ter as especificações detalhadas para:
• Identificar o que precisa ser desenvolvido;
• Identificar os adotantes iniciais;
• Adicionar funcionalidades para cada novo
experimento;
• Por fim, começar a construir um produto.
CICLO DE VIDA DO
PRODUTO
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Uma startup é uma catalisadora que transforma
ideias em produtos.
• As interações dos clientes, que geram feedback
(tanto qualitativos como quantitavos) e dados.
• Os produtos de uma startup são experimentos, os
resultados deles levam o desenvolvimento
sustentável da empresa.
Essas informações podem influenciar e reformular o
próximo conjunto de ideias.
Esse processo é vizualizado em três etapas:
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Ideias
Descrição do negócio:
• Definir a visão do negócio para identificar a
estratégia, assim definindo onde se pretende
chegar com a ideia.
Identificar o perfil dos possíveis usuários:
• O perfil identificado serve para ajudar a começar a
definir e analisar hipóteses.
Transformando a visão:
• Decompor a visão em hipóteses de valor e
crescimento.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Esse ciclo de feedback construir-medir-aprender está
no centro do modelo da startup enxuta.
Muitos empreendedores concentram energia em:
• ter a melhor ideia de produto; ou
• ter o produto inicial mais bem projetado; ou
• ter a obsessão por dados e métricas.
Porém, a ideia proposta é minimizar o tempo total
gasto nesse ciclo de feedback.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
• A estratégia se baseia nas suposições
• Plano de negócios tradicional:
• Baseia-se em uma estratégia de um conjunto de
suposições verdadeiras.
• Mas, por serem suposições, muitas vezes se
mostram falsas.
• Os esforços iniciais de uma Startup deve ser de
testar essas suposições o mais rápido possível.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
• Os atos de fé de uma Startup
Hipóteses de valor:
• “São formuladas para testar se o produto ou serviço
de fato fornece valor aos clientes no momento em
que estão utilizando” (RIES, 2012).
Hipóteses de crescimento:
• “Têm a finalidade de verificar se o crescimento do
produto ou serviço está dentro do esperado para o
negócio, serve também para testar como os novos
clientes descobrirão um produto ou serviço” (RIES,
2012).
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Os atos de fé de uma Startup
Uma vez evidentes essas suposições do tipo ato de
fé, o primeiro passo é entrar na fase desenvolver o
mais rápido possível com um produto mínimo viável
(MVP).
O MVP é aquela versão do produto que permite
um volta completa no ciclo construir-medir-
aprender, com o mínimo de esforço e o menor
tempo de desenvolvimento.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Atos de fé do Facebook
• Lançado em 4 de feveiro de 2004
• Nessa época eles conseguiram 500 mil dólares e
em menos de um ano depois levantaram mais 12,7
milhões de dólares.
Eles conseguiram levantar dinheiro quando a
utilização real do Facebook era tão pequena.
Não possuia nenhum modelo de negócios.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Hipótese de valor do Facebook:
• Os usuários despediam uma grande quantidade de
tempo no site. Além de mais da metade desses
usuários retornar ao site todos os dias.
Hipótese de Crescimento do Facebook:
• Ao final do mês de lançamento, quase 75% dos
alunos de graduação de Harvard estavam usando,
sem terem gasto sequer um único dólar em
marketing ou propraganda.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Get out of the building
Números mostram dados bem convicentes, mas vale
recordar que as métricas também são pessoas.
Fatos que deve ser coletados a respeito de clientes,
mercados, fornecedores e canais existem apenas “fora
do prédio”.
Um passo muito importante é confirmar que as
questões de ato de fé são baseadas na realidade,
que o cliente possui um problema real e a solução
vale a pena.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Get out of the building
•Técnicas associadas
•Design Thinking
•Mapa de empatia
•Entrevistas de campo
•Etc.....
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Mapa de Empatia
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Dúvidas?
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Apresentação de Ideias
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Apresentação de Ideias
1 minuto
Escolha será no voto popular
ou escolha do professor
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Formação de Equipes
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Formação de Equipes
Até X pessoas por equipe
Equipes complementares:
nerd
bom de papo
organizado
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Mentorias
LEAN STARTUPS PARA
DESENVOLVEDORES DE
SOFTWARE
Adailton Magalhães Lima
adailton@ufpa.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Dinâmica – Day two
Ferramentas de Protipação
Rápida
Projetando um MVP
Mentoria às equipes
Apresentação de cada equipe
(3 minutos)
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Informação Importante!
• http://about.me/adailtonlima
• Grupo no Facebook
• https://www.facebook.com/groups/292384337622195/
Irei postar conteúdos complementares, tais como:
Links de ferramentas
Material em slides
Eventos
Livros
Etc.
Vocês podem (e devem) postar dúvidas e discussões
sobre o assunto do curso para melhorar a interação
durante e após o curso
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
ANOTEM ESTAS URLS
•goo.gl/v1BWK5
• - Formulário de avaliação do curso
•goo.gl/FmtxSD
•- Grupo do facebook
PROTOTIPAÇÃO
RÁPIDA DE SOFTWARE
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Objetivos
• Diminuir o tempo de
construção e geração de
códigos fontes
• Conseguir uma
aprendizagem validada
com maior público
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Categorias de Ferramentas
Coleta de opiniões de usuários
 Google Forms
 MailChimp
Criação rápida de aplicativos (Android, iOS, Windows Phone)
 Fabrica de aplicativos
 Como
Criacão de Land Page
 Launch Rock
 kickofflabs.com
 launcheffectapp.com
Prototipação de Telas / Interface Gráfica
 Pencil
 Invision App
 Balsamiq
Compra de aplicações prontas ou templates
 Chupamobile
 CodeCanyon
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
• http://www.shutterstock.com/pt/blog/nao-pense-faca-4-
excelentes-plataformas-para-a-criacao-de-prototipos
• https://www.dreamspark.com/
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
OPINIÕES DE
USUÁRIOS
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
drive.google.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Mailchimp.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Typeforms.com
CRIAÇÃO DE
APLICATIVOS
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
fabricadeaplicativos.com.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
como.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
como.com
LANDING PAGE
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
launchrock.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
kickofflabs.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
launcheffectapp.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
marvelapp.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
http://www.justinmind.com/
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
onepagerapp.com
PROTOTIPAÇÃO DE
TELAS
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
pencil.evolus.vn
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
invisionapp.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
invisionapp.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
invisionapp.com/tethr
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
balsamiq.com
COMPRA DE APLICAÇÕES
OU TEMPLATES
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
chupamobile.com
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
codecanyon.com
PROGRAMAÇÃO
ANDROID ONLINE
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
beta.appinventor.mit.edu
CRIAÇÃO DE VÍDEOS
EXPLICATIVOS
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
www.powtoon.com
DEFININDO UM MÍNIMO
PRODUTO VIÁVEL
(MVP)
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
MVP – Mínimo Produto Viável
O MVP ajuda os empreendedores a iniciar o
processo de aprendizagem e a percorrer o ciclo
construir-medir-aprender de feedback o mais
rápido possível com o menor esforço possível.
O seu objetivo é validar ou invalidar as hipóteses
fundamentais do negócio.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
O MVP visa atingir os early adoters (adotantes
iniciais)
São clientes especiais, não precisam de uma
solução perfeita para capturar o interesse deles.
Exemplo:
• O CEO do Dropbox fez um vídeo explicando como
funcionava a ferramenta.
• 75 mil pessoas se cadastraram na lista de espera do
beta.
MVP – Mínimo Produto Viável
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Early Adopters !!!
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
MVP do DropBox
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
“Criamos um blog para o Groupon com Wordpress e todos os dias
colocávamos um novo post. Era “gueto” total. Vendíamos
camisetas na primera versão do Groupon. Dizíamos na descricão:
“Essa camiseta será entregue na cor vermelha, no tamanho
grande. Se você quiser uma cor ou tamanho diferente, mande um
e-mail para nós”. Não tínhamos sequer um formulário para
adicionar isso. Foi tudo feito às pressas.
Era o suficiente para testar o conceito e mostrar que era algo
que as pessoas de fato gostavam. A geração real do cupom que
fazíamos era toda baseada em FileMaker. Executamos um script
que enviaria, via e-mail, o cupom em PDF para as pessoas. Foi
direto ao ponto quando vendemos 500 cupons de sushi num
dia e enviamos ao mesmo tempo 500 PDFs para as pessoas
via Apple Mail. Na realidade, até julho do primeiro ano, foi uma
luta nos mantermos à tona. Era tentar colocar em dia e juntar os
pedaços de um produto.”
MVP do Groupon
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
 PDFs feitos à mão, um cupom de pizza e um blog
simples…
 Foram o suficiente para transformar o Groupon num
grande sucesso.
• É a empresa mais rápida da história a
alcançar 1 bilhão de dólares em vendas;
• Revolucionou a maneira pela qual empresas
locais encontram novos clientes;
• Disponibiliza ofertas especiais para os
consumidores em mais de 375 cidades em todo
o mundo.
MVP do Groupon
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
 No caso do Groupon, o MVP possibilitou que suas
hipóteses a respeito do produto fossem validadas.
 Testes como estes ajudam os empreendedores a
começar o processo de aprendizagem o mais rápido
possível.
 O objetivo do MVP é começar o processo de
aprendizagem, não terminá-lo.
MVP do Groupon
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Resumindo
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Agora é …
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Ideias
Descrição do negócio:
• Definir a visão do negócio para identificar a
estratégia, assim definindo onde se pretende
chegar com a ideia.
Identificar o perfil dos possíveis usuários:
• O perfil identificado serve para ajudar a começar a
definir e analisar hipóteses.
Transformando a visão:
• Decompor a visão em hipóteses de valor e
crescimento.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Tarefas
1. Definir seu MVP
2. Criar uma apresentação sobre o seu projeto,
contendo:
a. Descrição do valor que seu
negócio/produto/site/serviço entrega aos clientes
b. Quem são seus usuários alvo (early adopters)
c. MVP
3. Cada equipe terá 3 minutos para apresentar
seu projeto no final.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Mentorias
LEAN STARTUPS PARA
DESENVOLVEDORES DE
SOFTWARE
Adailton Magalhães Lima
adailton@ufpa.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
A fase Medir e os Dados
Uma Startup tem a tarefa de medir onde ela se
encontra no momento (baseline), confrontando o
que foi revelado nas avaliações, e, em seguida,
criar experimentos para mover os números na
direção do ideal da Startup.
Uma das formas de fazer essa medição é através
da contabilidade para inovação.
A contabilidade para inovação permite
transformar as suposições feitas em um modelo
financeiro quantitativo.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
A contabilidade para inovação funciona em três
passos:
• 1º - Utilizando-se do MVP, é estabelecido dados
mostrando onde a startup está naquele exato
momento, a baseline.
• 2º - É feita todos os ajustes e otimizações no
produto startup para mover a baseline rumo ao
ideal. Isso pode requerer várias tentativas.
• 3º - Após ser feito todos os ajustes necessários, a
startup chega ao ponto em que deve ser tomada
uma decisão: pivotar ou perseverar.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Métricas de Vaidade x Métricas Acionáveis
As métricas de vaidades são dados que fazem
uma Startup se sentir bem, mas não mostram a
realidade que ela se encontra.
• São dados fáceis de medir e é ótima para
divulgação na imprensa, mas não mostram como
uma Startup deve otimizar suas ações.
• Pageviews, total de downloads, quantidade bruta
de usuários, etc.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
“SUA STARTUP”
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Métricas de Vaidade x Métricas Acionáveis
Para se ter uma melhor ideia da importância das
boas métricas, consideremos uma empresa
chamada Grockit.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Seu fundador, Farbood Nivi,
passou uma década trabalhando
como professor em duas grandes
empresas do setor educacional.
Ajudava alunos a se preparar para testes
padronizados de admissão em cursos de
administração avançada.
Seu estilo envolvente em sala de aula lhe garantiu
o prêmio de melhor professor do ano da Princeton
Review.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
No entanto, Farb se sentia frustrado
com os métodos tradicionais de
ensino empregados por essas
empresas.
Ao longo do tempo, Farb concluiu que o modelo de
ensino tradicional, com sua abordagem educacional de
um para muitos, era inadequada para os alunos.
Então ele começou a desenvolver uma abordagem
superior, usando diversas metodologias de ensino. Em
particular, o método de aprendizagem orientado a
pares.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Quando os alunos podiam ajudar
uns aos outros, eles se beneficiam
de duas maneiras:
• Podiam obter instruções customizadas
de um colega.
• Podiam reforçar sua aprendizagem
ensinando uns aos outros.
Ao longo do tempo, as aulas de Farb se tornaram cada
vez mais populares... E bem-sucedidas.
Então Farb fez uma conexão importante: ”Tenho esse
modelo de aprendizado social na minha sala de aula.
Há toda essa coisa social acontecendo na Internet.”
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Sua ideia foi levar foi levar a
aprendizagem social entre pares para os
alunos que não podiam bancar um
oneroso curso ou um professor
particular.
A partir dessa percepção nasceu a
Grockit.
Farb é o clássico visionário empreendedor. Ele relata
sua percepção original:
• “Esqueçamos o projeto educacional usado até agora,
esqueçamos o que é possível, e apenas
reestruturemos a aprendizagem com os alunos e a
tecnologia atuais em mente.”
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Hoje, a Grockit oferece diversos
produtos educacionais, mas, no início,
Farb adotou uma abordagem
enxuta.
A empresa construiu um produto mínimo viável, que
era apenas Farb ensinando a preparação para os
testes por meio da WebEx, ferramenta online de
realização de conferências.
Ele não desenvolveu um software personalizado,
tampouco uma nova tecnologia.
Simplesmente procurou levar sua nova abordagem de
ensino aos alunos pela Internet.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
As notícias a respeito de um novo tipo
de ensino privado se espalharam com
rapidez.
Em poucos meses, Farb se sustentava
decentemente por meio do ensino online
com receitas mensais de 10 mil a 15 mil dólares.
A empresa construiu um produto mínimo viável, que era
apenas Farb ensinando a preparação para os testes por
meio da WebEx, ferramenta online de realização de
conferências.
No entanto, Farb não construiu seu MVP só para se
sustentar.
Ele tinha uma visão muito maior sobre como o Grockit
poderia ser eficaz para alunos em todos os lugares.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
O desenvolvimento do produto seguia uma
metodologia de desenvolvimento ágil conhecida como
Extreme Programming (XP).
Seu produto inicial foi saudado pela imprensa como
uma avanço revolucionário.
Havia só um problema: a Grockit não via suficiente
crescimento no uso do produto pelos clientes.
A Grockit é um estudo de caso excelente, pois seus
problemas não eram um questão de falha de
execução ou disciplina.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Farb e sua equipe tinham dúvidas persistentes sobre
o processo geral da empresa:
• O crescimento dos números era mesmo resultado da iniciativa
de desenvolvimento deles?
• Ou podia ser devido a outros fatores, como as menções da
Grockit na imprensa?
Farb acreditava por completo em sua visão, mas
começava a questionar se sua empresa estava no
ritmo de realizá-la.
O produto melhorava todos os dias, mas Farb queria
se certificar de que essas melhorias tinham
importância para os clientes.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
O que Farb e sua equipe não percebiam era que o
progresso da Grockit estava sendo medido por
métricas de vaidade:
• O total de clientes e o total de perguntas
respondidas.
Isso era o que estava fazendo sua equipe gastar
energia:
• As métricas davam à equipe a sensação de
movimento para a frente.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Curiosamente, Farb seguia rigorosamente os
aspectos dos marcos de aprendizagem da startup
enxuta:
• Lançaram um produto inicial e estabeleceram algumas
métricas base.
• Tinham interações curtas, cada uma das quais julgadas
pela própria capacidade de melhorar as métricas do
cliente.
No entanto, como a Grockit utilizava os tipos
errados de métrica, a startup não progredia de
verdade.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
A Grockit mudou as métricas para avaliar o
sucesso de duas maneiras:
• Em vez de considerar as métricas brutas, eles passaram
a adotar as métricas baseadas em coortes.
• E em vez de procurar relações de causa e efeito após o
fato, a empresa lançaria cada novo recurso com um
verdadeiro experimento de teste comparativo.
Um teste comparativo envolve versões diferentes
de um produto oferecidas aos clientes ao mesmo
tempo.
• Também conhecido como teste A/B ou
multivariado.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Essas alterações resultaram em uma mudança
imediata no entendimento de Farb a respeito do
negócio.
Teste comparativos revelam coisas
surpreendentes, por exemplo:
• Diversos recursos que tornam o produto melhor aos
olhos dos engenheiros e designers não causam impacto
no comportamento do cliente.
Na Grockit, esse foi o caso.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Trabalhar com testes comparativos pode ser difícil
porque requer contabilidade e métrica extras, mas
quase sempre economiza muito tempo a longo
prazo, ao eliminar trabalho que não tem
importância para os clientes.
Teste comparativo também ajuda as equipes a
refinar o entendimento do que os clientes querem
ou não.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
O valor dos Três As
Exemplos como o da Grockit demonstram cada
um dos Três As das métricas:
Métrica Acionável
Métrica Acessível
Métrica Auditável
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
Métricas Acionáveis
As métricas acionáveis são aquelas que vão
influenciar diretamente e imediatamente nas
decisões que uma Startup deve ou não tomar.
• Essas métricas devem ser o foco principal das
Startups e tomada como referência, pois,
servem para entender se de fato o negócio está
ou não crescendo como esperado.
• Existem alguns métodos para não cair na
vaidade, como as Pirate Metrics.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
• Pirate Metrics (AARRR)
Conceito criado por Dave McClure.
As Pirate Metrics se dividem em cinco estágios,
que são:
• Acquisition (aquisição): clientes vem de diversos
canais.
• Activation (ativação): cliente satisfeito.
• Retention (retenção): visitas repetidas.
• Referral (recomendação): cliente recomenda o
produto para outros clientes.
• Revenue (receita): cliente gera receita.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
• Testes A/B e Testes Mutltivariados
O método de Teste A/B é uusado para se testar a
efetividade de uma alteração usando dois grupos
de clientes.
 Diferentes versões são mostradas a esses dois
grupos.
Já os Testes Multivariados apresentam diferentes
versões de um produto.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ciclo construir-medir-aprender
• Testes A/B e Testes Mutltivariados
Exemplo de teste A/B em uma landing page, onde
50% dos clientes viram A e 50% viram B.
A taxa de conversão em A foi igual 6.4% e em B foi
de 13.6%.
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Ideias??
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
• http://observatoriotech.wordpress.com/
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
• http://proto.io/en/examples/
• https://marvelapp.com/resources/
• http://www.justinmind.com/
• https://levels.io/index/
Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
• http://www.producthunt.com/e/startup-toolkit
• http://techcrunch.com/2014/11/19/relativewave-gets-
acquired-by-google-and-starts-giving-its-80-design-app-
away-for-free/
• https://itunes.apple.com/us/app/form/id906164672?mt=12
• Fbstart tools

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
Lean Startup - Como Validar Ideias de NegociosLean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
Lean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
UFPA
 
Aula 6 - Comportamento social
Aula 6 - Comportamento socialAula 6 - Comportamento social
Aula 6 - Comportamento social
Professor Cristiano Barreto
 
O desafio de manter a motivação em times distribuídos.
O desafio de manter a motivação em times distribuídos.O desafio de manter a motivação em times distribuídos.
O desafio de manter a motivação em times distribuídos.
Marcely Santos
 
Desenvolvendo a Criatividade
Desenvolvendo a CriatividadeDesenvolvendo a Criatividade
Desenvolvendo a Criatividade
tati_spazziano
 
Meu Portfolio - Master Coach
Meu Portfolio - Master CoachMeu Portfolio - Master Coach
Meu Portfolio - Master Coach
Andrea
 
Metodologias Ágeis de Gestão de Projetos
Metodologias Ágeis de Gestão de ProjetosMetodologias Ágeis de Gestão de Projetos
Metodologias Ágeis de Gestão de Projetos
Leandro Faria
 
Feedback e Liderança
Feedback e LiderançaFeedback e Liderança
Feedback e Liderança
Isabella Andrade
 
O universo das startups
O universo das startupsO universo das startups
O universo das startups
Alice Salvo Sosnowski
 
Lean Inception
Lean InceptionLean Inception
Lean Inception
João Grabosque
 
Apresentação de Design Thinking
Apresentação de Design ThinkingApresentação de Design Thinking
Apresentação de Design Thinking
baufaker
 
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da CriatividadeApresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Levi Tancredo
 
Workshop Inception Enxuta
Workshop Inception EnxutaWorkshop Inception Enxuta
Workshop Inception Enxuta
Mayra de Souza
 
Processo criativo
Processo criativoProcesso criativo
Processo criativo
Marcio Duarte
 
Gestão do tempo e produtividade
Gestão do tempo e produtividadeGestão do tempo e produtividade
Gestão do tempo e produtividade
Igor Furniel
 
Concepção de um Product Backlog Efetivo
Concepção de um Product Backlog EfetivoConcepção de um Product Backlog Efetivo
Concepção de um Product Backlog Efetivo
Fábio Aguiar
 
Understand in practice how to prioritize portfolios, projects and products wi...
Understand in practice how to prioritize portfolios, projects and products wi...Understand in practice how to prioritize portfolios, projects and products wi...
Understand in practice how to prioritize portfolios, projects and products wi...
Agile Montréal
 
Gestão Ágil - O RH mais estratégico
Gestão Ágil - O RH mais estratégicoGestão Ágil - O RH mais estratégico
Gestão Ágil - O RH mais estratégico
Daniel de Amaral
 
16 Dicas de Produtividade.
16 Dicas de Produtividade. 16 Dicas de Produtividade.
16 Dicas de Produtividade.
Ricardo Jordão Magalhaes
 
TDC Transformation 2021 | Estruturas Libertadoras para Agilistas - Impulsione...
TDC Transformation 2021 | Estruturas Libertadoras para Agilistas - Impulsione...TDC Transformation 2021 | Estruturas Libertadoras para Agilistas - Impulsione...
TDC Transformation 2021 | Estruturas Libertadoras para Agilistas - Impulsione...
Coletivo AÇÃO | Criando ambientes colaborativos e criativos
 
Metodologia Ágil
Metodologia ÁgilMetodologia Ágil
Metodologia Ágil
Alex Vieira, MBA
 

Mais procurados (20)

Lean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
Lean Startup - Como Validar Ideias de NegociosLean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
Lean Startup - Como Validar Ideias de Negocios
 
Aula 6 - Comportamento social
Aula 6 - Comportamento socialAula 6 - Comportamento social
Aula 6 - Comportamento social
 
O desafio de manter a motivação em times distribuídos.
O desafio de manter a motivação em times distribuídos.O desafio de manter a motivação em times distribuídos.
O desafio de manter a motivação em times distribuídos.
 
Desenvolvendo a Criatividade
Desenvolvendo a CriatividadeDesenvolvendo a Criatividade
Desenvolvendo a Criatividade
 
Meu Portfolio - Master Coach
Meu Portfolio - Master CoachMeu Portfolio - Master Coach
Meu Portfolio - Master Coach
 
Metodologias Ágeis de Gestão de Projetos
Metodologias Ágeis de Gestão de ProjetosMetodologias Ágeis de Gestão de Projetos
Metodologias Ágeis de Gestão de Projetos
 
Feedback e Liderança
Feedback e LiderançaFeedback e Liderança
Feedback e Liderança
 
O universo das startups
O universo das startupsO universo das startups
O universo das startups
 
Lean Inception
Lean InceptionLean Inception
Lean Inception
 
Apresentação de Design Thinking
Apresentação de Design ThinkingApresentação de Design Thinking
Apresentação de Design Thinking
 
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da CriatividadeApresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
Apresentação sobre Gestão da Inovação e da Criatividade
 
Workshop Inception Enxuta
Workshop Inception EnxutaWorkshop Inception Enxuta
Workshop Inception Enxuta
 
Processo criativo
Processo criativoProcesso criativo
Processo criativo
 
Gestão do tempo e produtividade
Gestão do tempo e produtividadeGestão do tempo e produtividade
Gestão do tempo e produtividade
 
Concepção de um Product Backlog Efetivo
Concepção de um Product Backlog EfetivoConcepção de um Product Backlog Efetivo
Concepção de um Product Backlog Efetivo
 
Understand in practice how to prioritize portfolios, projects and products wi...
Understand in practice how to prioritize portfolios, projects and products wi...Understand in practice how to prioritize portfolios, projects and products wi...
Understand in practice how to prioritize portfolios, projects and products wi...
 
Gestão Ágil - O RH mais estratégico
Gestão Ágil - O RH mais estratégicoGestão Ágil - O RH mais estratégico
Gestão Ágil - O RH mais estratégico
 
16 Dicas de Produtividade.
16 Dicas de Produtividade. 16 Dicas de Produtividade.
16 Dicas de Produtividade.
 
TDC Transformation 2021 | Estruturas Libertadoras para Agilistas - Impulsione...
TDC Transformation 2021 | Estruturas Libertadoras para Agilistas - Impulsione...TDC Transformation 2021 | Estruturas Libertadoras para Agilistas - Impulsione...
TDC Transformation 2021 | Estruturas Libertadoras para Agilistas - Impulsione...
 
Metodologia Ágil
Metodologia ÁgilMetodologia Ágil
Metodologia Ágil
 

Semelhante a Lean Startup - Introdução

Inovação com Software usando a metodologia Lean Startups
Inovação com Software usando a metodologia Lean StartupsInovação com Software usando a metodologia Lean Startups
Inovação com Software usando a metodologia Lean Startups
UFPA
 
Gestão Ágil de Produtos na Transformação Digital
Gestão Ágil de Produtos na Transformação DigitalGestão Ágil de Produtos na Transformação Digital
Gestão Ágil de Produtos na Transformação Digital
Gustavo Candido
 
VII Café & CODE - PROVOCAÇÕES do MESTRE
VII Café & CODE - PROVOCAÇÕES do MESTREVII Café & CODE - PROVOCAÇÕES do MESTRE
VII Café & CODE - PROVOCAÇÕES do MESTRE
Cloves da Rocha
 
Startup SP Sebrae: inscrições abertas em 5 cidades!
Startup SP Sebrae: inscrições abertas em 5 cidades!Startup SP Sebrae: inscrições abertas em 5 cidades!
Startup SP Sebrae: inscrições abertas em 5 cidades!
Guilherme Ralisch
 
Lean inception
Lean inceptionLean inception
Lean inception
Mayra de Souza
 
Artigo piramide lean final
Artigo piramide lean   finalArtigo piramide lean   final
Artigo piramide lean final
Startupi
 
Design Sprint e Lean Inception se complementam. Como?
Design Sprint e Lean Inception se complementam. Como?Design Sprint e Lean Inception se complementam. Como?
Design Sprint e Lean Inception se complementam. Como?
Mayra de Souza
 
Paloma costa mba gestao de projetos
Paloma costa   mba gestao de projetosPaloma costa   mba gestao de projetos
Paloma costa mba gestao de projetos
Paloma Costa
 
Academia Bizstart
Academia BizstartAcademia Bizstart
Academia Bizstart
Bizstart
 
Startup SP 2017
Startup SP 2017Startup SP 2017
Startup SP 2017
Guilherme Ralisch
 
Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
 Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
Raphael Donaire Albino
 
Tecnologia e processos
Tecnologia e processosTecnologia e processos
Tecnologia e processos
Alatur
 
Startup weekend guia do participante
Startup weekend guia do participante Startup weekend guia do participante
Startup weekend guia do participante
Raoni Pereira
 
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições AbertasStartup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
Startup Farm
 
Apresentação do vídeo introdutório do workshop inception enxuta
Apresentação do vídeo introdutório do workshop inception enxutaApresentação do vídeo introdutório do workshop inception enxuta
Apresentação do vídeo introdutório do workshop inception enxuta
Mayra de Souza
 
Caderno de ferramentas negócio a negócio
Caderno de ferramentas   negócio a negócioCaderno de ferramentas   negócio a negócio
Caderno de ferramentas negócio a negócio
Tânia Abiko
 
Palestra Lean Startup - Stand Sebrae - Campus Party 2012
Palestra Lean Startup - Stand Sebrae - Campus Party 2012Palestra Lean Startup - Stand Sebrae - Campus Party 2012
Palestra Lean Startup - Stand Sebrae - Campus Party 2012
Bizstart
 
Programa de modelagem de negócios digitais
Programa de modelagem de negócios digitaisPrograma de modelagem de negócios digitais
Programa de modelagem de negócios digitais
Samuel Moraes
 
Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)
Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)
Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)
CompanyWeb
 
Startup SP - Sebrae São José do Rio Preto
Startup SP - Sebrae São José do Rio PretoStartup SP - Sebrae São José do Rio Preto
Startup SP - Sebrae São José do Rio Preto
Guilherme Ralisch
 

Semelhante a Lean Startup - Introdução (20)

Inovação com Software usando a metodologia Lean Startups
Inovação com Software usando a metodologia Lean StartupsInovação com Software usando a metodologia Lean Startups
Inovação com Software usando a metodologia Lean Startups
 
Gestão Ágil de Produtos na Transformação Digital
Gestão Ágil de Produtos na Transformação DigitalGestão Ágil de Produtos na Transformação Digital
Gestão Ágil de Produtos na Transformação Digital
 
VII Café & CODE - PROVOCAÇÕES do MESTRE
VII Café & CODE - PROVOCAÇÕES do MESTREVII Café & CODE - PROVOCAÇÕES do MESTRE
VII Café & CODE - PROVOCAÇÕES do MESTRE
 
Startup SP Sebrae: inscrições abertas em 5 cidades!
Startup SP Sebrae: inscrições abertas em 5 cidades!Startup SP Sebrae: inscrições abertas em 5 cidades!
Startup SP Sebrae: inscrições abertas em 5 cidades!
 
Lean inception
Lean inceptionLean inception
Lean inception
 
Artigo piramide lean final
Artigo piramide lean   finalArtigo piramide lean   final
Artigo piramide lean final
 
Design Sprint e Lean Inception se complementam. Como?
Design Sprint e Lean Inception se complementam. Como?Design Sprint e Lean Inception se complementam. Como?
Design Sprint e Lean Inception se complementam. Como?
 
Paloma costa mba gestao de projetos
Paloma costa   mba gestao de projetosPaloma costa   mba gestao de projetos
Paloma costa mba gestao de projetos
 
Academia Bizstart
Academia BizstartAcademia Bizstart
Academia Bizstart
 
Startup SP 2017
Startup SP 2017Startup SP 2017
Startup SP 2017
 
Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
 Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
Os desafios de desenvolver uma cultura ágil: eficácia, eficiência e economia
 
Tecnologia e processos
Tecnologia e processosTecnologia e processos
Tecnologia e processos
 
Startup weekend guia do participante
Startup weekend guia do participante Startup weekend guia do participante
Startup weekend guia do participante
 
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições AbertasStartup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
Startup Farm - Florianópolis - Inscrições Abertas
 
Apresentação do vídeo introdutório do workshop inception enxuta
Apresentação do vídeo introdutório do workshop inception enxutaApresentação do vídeo introdutório do workshop inception enxuta
Apresentação do vídeo introdutório do workshop inception enxuta
 
Caderno de ferramentas negócio a negócio
Caderno de ferramentas   negócio a negócioCaderno de ferramentas   negócio a negócio
Caderno de ferramentas negócio a negócio
 
Palestra Lean Startup - Stand Sebrae - Campus Party 2012
Palestra Lean Startup - Stand Sebrae - Campus Party 2012Palestra Lean Startup - Stand Sebrae - Campus Party 2012
Palestra Lean Startup - Stand Sebrae - Campus Party 2012
 
Programa de modelagem de negócios digitais
Programa de modelagem de negócios digitaisPrograma de modelagem de negócios digitais
Programa de modelagem de negócios digitais
 
Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)
Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)
Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)
 
Startup SP - Sebrae São José do Rio Preto
Startup SP - Sebrae São José do Rio PretoStartup SP - Sebrae São José do Rio Preto
Startup SP - Sebrae São José do Rio Preto
 

Mais de Juliano Padilha

A2Lab - WordPress REST API
A2Lab - WordPress REST APIA2Lab - WordPress REST API
A2Lab - WordPress REST API
Juliano Padilha
 
A2Lab - Payment Request API
A2Lab - Payment Request APIA2Lab - Payment Request API
A2Lab - Payment Request API
Juliano Padilha
 
Proposta de redesign dos sites de pós graduação da ufpa
Proposta de redesign dos sites de pós graduação da ufpaProposta de redesign dos sites de pós graduação da ufpa
Proposta de redesign dos sites de pós graduação da ufpa
Juliano Padilha
 
The Lean LaunchPad
The Lean LaunchPadThe Lean LaunchPad
The Lean LaunchPad
Juliano Padilha
 
Sociologia - Comportamento Organizacional como um Diferencial Competitivo
Sociologia - Comportamento Organizacional como um Diferencial CompetitivoSociologia - Comportamento Organizacional como um Diferencial Competitivo
Sociologia - Comportamento Organizacional como um Diferencial Competitivo
Juliano Padilha
 
Psicologia - Tecnologia, infância e desenvolvimento
Psicologia - Tecnologia, infância e desenvolvimentoPsicologia - Tecnologia, infância e desenvolvimento
Psicologia - Tecnologia, infância e desenvolvimento
Juliano Padilha
 
Interação Homem-Computador - Mau design no site do Arctic Monkeys
Interação Homem-Computador - Mau design no site do Arctic MonkeysInteração Homem-Computador - Mau design no site do Arctic Monkeys
Interação Homem-Computador - Mau design no site do Arctic Monkeys
Juliano Padilha
 
Interação Homem-Computador - Interfaces naturais
Interação Homem-Computador - Interfaces naturaisInteração Homem-Computador - Interfaces naturais
Interação Homem-Computador - Interfaces naturais
Juliano Padilha
 
Interação Homem-Computador - Homem x Máquina
Interação Homem-Computador - Homem x MáquinaInteração Homem-Computador - Homem x Máquina
Interação Homem-Computador - Homem x Máquina
Juliano Padilha
 
Gerência de Projeto - Projeto Final sobre Melhoria da Confecção e Gerenciamen...
Gerência de Projeto - Projeto Final sobre Melhoria da Confecção e Gerenciamen...Gerência de Projeto - Projeto Final sobre Melhoria da Confecção e Gerenciamen...
Gerência de Projeto - Projeto Final sobre Melhoria da Confecção e Gerenciamen...
Juliano Padilha
 
Ética - História e cultura afro-brasileira: relações étnico-raciais no ambien...
Ética - História e cultura afro-brasileira: relações étnico-raciais no ambien...Ética - História e cultura afro-brasileira: relações étnico-raciais no ambien...
Ética - História e cultura afro-brasileira: relações étnico-raciais no ambien...
Juliano Padilha
 
Engenharia de Software II - Teste de segurança de software
Engenharia de Software  II - Teste de segurança de softwareEngenharia de Software  II - Teste de segurança de software
Engenharia de Software II - Teste de segurança de software
Juliano Padilha
 
Empreendedorismo em Informática - Tech Mídia Soluções Indoor (Projeto Final)
Empreendedorismo em Informática - Tech Mídia Soluções Indoor (Projeto Final)Empreendedorismo em Informática - Tech Mídia Soluções Indoor (Projeto Final)
Empreendedorismo em Informática - Tech Mídia Soluções Indoor (Projeto Final)
Juliano Padilha
 
Banco de Dados - Transações e Controle de Concorrência
Banco de Dados - Transações e Controle de ConcorrênciaBanco de Dados - Transações e Controle de Concorrência
Banco de Dados - Transações e Controle de Concorrência
Juliano Padilha
 
Arquitetura de Software - Arquiteturas Baseadas em Agentes de Software - Sist...
Arquitetura de Software - Arquiteturas Baseadas em Agentes de Software - Sist...Arquitetura de Software - Arquiteturas Baseadas em Agentes de Software - Sist...
Arquitetura de Software - Arquiteturas Baseadas em Agentes de Software - Sist...
Juliano Padilha
 
Análise de Projeto de Sistemas - Projeto Fazendola
Análise de Projeto de Sistemas - Projeto FazendolaAnálise de Projeto de Sistemas - Projeto Fazendola
Análise de Projeto de Sistemas - Projeto Fazendola
Juliano Padilha
 
Cultura criativa e inovação
Cultura criativa e inovaçãoCultura criativa e inovação
Cultura criativa e inovação
Juliano Padilha
 

Mais de Juliano Padilha (17)

A2Lab - WordPress REST API
A2Lab - WordPress REST APIA2Lab - WordPress REST API
A2Lab - WordPress REST API
 
A2Lab - Payment Request API
A2Lab - Payment Request APIA2Lab - Payment Request API
A2Lab - Payment Request API
 
Proposta de redesign dos sites de pós graduação da ufpa
Proposta de redesign dos sites de pós graduação da ufpaProposta de redesign dos sites de pós graduação da ufpa
Proposta de redesign dos sites de pós graduação da ufpa
 
The Lean LaunchPad
The Lean LaunchPadThe Lean LaunchPad
The Lean LaunchPad
 
Sociologia - Comportamento Organizacional como um Diferencial Competitivo
Sociologia - Comportamento Organizacional como um Diferencial CompetitivoSociologia - Comportamento Organizacional como um Diferencial Competitivo
Sociologia - Comportamento Organizacional como um Diferencial Competitivo
 
Psicologia - Tecnologia, infância e desenvolvimento
Psicologia - Tecnologia, infância e desenvolvimentoPsicologia - Tecnologia, infância e desenvolvimento
Psicologia - Tecnologia, infância e desenvolvimento
 
Interação Homem-Computador - Mau design no site do Arctic Monkeys
Interação Homem-Computador - Mau design no site do Arctic MonkeysInteração Homem-Computador - Mau design no site do Arctic Monkeys
Interação Homem-Computador - Mau design no site do Arctic Monkeys
 
Interação Homem-Computador - Interfaces naturais
Interação Homem-Computador - Interfaces naturaisInteração Homem-Computador - Interfaces naturais
Interação Homem-Computador - Interfaces naturais
 
Interação Homem-Computador - Homem x Máquina
Interação Homem-Computador - Homem x MáquinaInteração Homem-Computador - Homem x Máquina
Interação Homem-Computador - Homem x Máquina
 
Gerência de Projeto - Projeto Final sobre Melhoria da Confecção e Gerenciamen...
Gerência de Projeto - Projeto Final sobre Melhoria da Confecção e Gerenciamen...Gerência de Projeto - Projeto Final sobre Melhoria da Confecção e Gerenciamen...
Gerência de Projeto - Projeto Final sobre Melhoria da Confecção e Gerenciamen...
 
Ética - História e cultura afro-brasileira: relações étnico-raciais no ambien...
Ética - História e cultura afro-brasileira: relações étnico-raciais no ambien...Ética - História e cultura afro-brasileira: relações étnico-raciais no ambien...
Ética - História e cultura afro-brasileira: relações étnico-raciais no ambien...
 
Engenharia de Software II - Teste de segurança de software
Engenharia de Software  II - Teste de segurança de softwareEngenharia de Software  II - Teste de segurança de software
Engenharia de Software II - Teste de segurança de software
 
Empreendedorismo em Informática - Tech Mídia Soluções Indoor (Projeto Final)
Empreendedorismo em Informática - Tech Mídia Soluções Indoor (Projeto Final)Empreendedorismo em Informática - Tech Mídia Soluções Indoor (Projeto Final)
Empreendedorismo em Informática - Tech Mídia Soluções Indoor (Projeto Final)
 
Banco de Dados - Transações e Controle de Concorrência
Banco de Dados - Transações e Controle de ConcorrênciaBanco de Dados - Transações e Controle de Concorrência
Banco de Dados - Transações e Controle de Concorrência
 
Arquitetura de Software - Arquiteturas Baseadas em Agentes de Software - Sist...
Arquitetura de Software - Arquiteturas Baseadas em Agentes de Software - Sist...Arquitetura de Software - Arquiteturas Baseadas em Agentes de Software - Sist...
Arquitetura de Software - Arquiteturas Baseadas em Agentes de Software - Sist...
 
Análise de Projeto de Sistemas - Projeto Fazendola
Análise de Projeto de Sistemas - Projeto FazendolaAnálise de Projeto de Sistemas - Projeto Fazendola
Análise de Projeto de Sistemas - Projeto Fazendola
 
Cultura criativa e inovação
Cultura criativa e inovaçãoCultura criativa e inovação
Cultura criativa e inovação
 

Lean Startup - Introdução

  • 1. LEAN STARTUPS PARA DESENVOLVEDORES DE SOFTWARE Adailton Magalhães Lima adailton@ufpa.br
  • 2. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Adailton M. Lima Msc. em Engenharia de Software pela UFPA Gosta atuar na pesquisa de ferramentas e processos de apoio à qualidade de software, e também na busca de integração de metodologias para desenvolvimento de soluções inovadoras em tecnologia Profr. na UFPA/Castanhal desde 2011 Empreendedor e “startupeiro” Ex-aluno do NAE, Aquarela, Escola Integrada, Escolinha de basquete do Avertino Ramos, etc.. ;)
  • 3. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Histórico recente www.executeti.com.br rotaurbana.net.br belem.startupweekend.org acaivalley.org
  • 5.
  • 6. • http://observatoriotech.wordpress.com/2014/10/10/detectando- cancer-com-uma-gota-de-sangue-quimica-e-software/ • "Outro fato que chama atenção na Miroculus é que ela decidiu colocar o produto no mercado de imediato, antes mesmo das pesquisas sobre microRNA, ou mesmo sua base de dados, estar sólida – um fato possivelmente associado à mentalidade de startups do Vale do Silício. Em vez de submeter o produto à aprovação do órgão dos Estados Unidos que regula produtos médicos, o FDA – algo que talvez demorasse anos – a startup colocou o Miriam na mão da indústria farmacêutica. A ideia é usar o dispositivo como medidor de reações a medicamentos, ampliando a base de dados comparativa necessária para diagnósticos precisos."
  • 7. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Motivações Você já teve uma grande ideia de negócio, aplicativo ou serviço que pode ser desenvolvido com alguma solução de software? Já ficou perdido sem saber como começar a desenvolver este projeto?
  • 8. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Motivações Começou a fazer algo?
  • 9. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Motivações O que fazer?
  • 10. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Motivações Reinventar a roda?
  • 11. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Motivações Se reinventar, que seja assim pelo menos :)
  • 12. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Público Alvo Nerds que desenvolvem software!
  • 13. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Público Alvo Não duvidem do poder dos nerds!
  • 14. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Dinâmica – Day one Introdução a Lean Startups Proposta de Projetos e Votação Formação de Equipes Business Model Canvas Mentoria de como validar meu negócio
  • 15. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Dinâmica – Day two Ferramentas de Protipação Rápida Projetando um MVP Mentoria às equipes Apresentação de cada equipe (3 minutos)
  • 16. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Dúvidas?
  • 17. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Informação Importante! • http://about.me/adailtonlima • Grupo no Facebook • https://www.facebook.com/groups/292384337622195/ Irei postar conteúdos complementares, tais como: Links de ferramentas Material em slides Eventos Livros Etc. Vocês podem (e devem) postar dúvidas e discussões sobre o assunto do curso para melhorar a interação durante e após o curso
  • 19. Alguns exemplos de empresas que já foram startups
  • 20. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Algumas startups paraenses
  • 21. O que é uma Startup? Uma empresa de base tecnológica, com um modelo de negócios repetível e escalável, que possui elementos de inovação. (Associação Brasileira de Startups) Uma startup é uma instituição humana desenhada para criar um novo produto ou serviço em condições de extrema incerteza. (Eric Ries) O que é uma Startup ?
  • 22. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br O que não é uma Startup ?  “Startups não são simplesmente versões menores de grandes empresas” (Blank e Dorf, 2012)  “Nem todo novo negócio é uma startup, apesar de toda startup ser um novo negócio” (Meira, 2013)
  • 23. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Mercado
  • 24. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Investimentos de Sucesso
  • 25. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Problemas  75% de todas as startups falham (Pesquisa realizada pela Havard Business School) (Steve Blank 2013)  Métodos tradicionais de administração não se aplicam às Startups (Eric Ries 2012) – Inovação – Incertezas
  • 26. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Problemas Motivos: • Produtos/serviços que não atendem a real necessidade do cliente • Uso de métodos tradicionais • Desmotivação • E outros
  • 27. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Metodologias  Novos modelos de gestão para Startups – Business Model Canvas [Osterwalder] – Customer Development [Blank] – Lean Startup [Ries]
  • 28. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Lean Startup O termo Lean Startup (Startup Enxuta) foi criado em 2008 por Eric Ries a partir de várias experiências, uma parte de fracassos, em seu blog. A missão: “melhorar a taxa de sucesso de novos produtos inovadores no mundo inteiro.”( Eric Ries 2012)
  • 29. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Introdução Os prícipios da Lean Startup: • Empreendedores estão por toda parte; • Empreender é administrar; • Aprendizado validado; • Construir-medir-aprender; • Contabilidade para inovação.
  • 30. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br É uma startup meu negócio? Está iniciando seu negócio? O produto/serviço em criação não é inovador? Dispensa a idéia de riscos e de incerteza? Esse tipo de empresa não é uma Startup. “Nem todo novo negócio é uma Startup, apesar de toda Startup ser um novo negócio.” (Silvio Meira, 2013)
  • 31. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Considerem a metáfora: Um carro tem dois ciclos de feedback importantes e distintos.  O primeiro ocorre no motor de combustão interna.  Cada explosão gera força motriz para tudo funcionar.  Se o timing desse ciclo não for gerenciado precisamente, o motor engasga e para de funcionar.
  • 32. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Considerem a metáfora: As startups tem um motor semelhante, que Ries denomina de motor de crescimento. Os mercados e os clientes para as startups são diferentes, mas possuem o mesmo motor de crescimento. Uma nova versão do produto, uma novo recurso e um novo programa de marketing são tentativas de melhorar o motor de crescimento. CRESCIMENTO CLIENTE MARKETING
  • 33. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Considerem a metáfora: O segundo ciclo de feedback importante para um carro fica entre o motorista e o volante. Esse feedback é totalmente espontâneo que nem notamos, mas é a condução que diferencia o ato de dirigir dos outros tipos de transporte. Em constraste, a construção de um foguete requer todos os detalhes previamente calibrados para o seu lançamento.
  • 34. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Considerem a metáfora: Diversas Startups fazem isso em seu plano de negócio: parecem mais que estão planejando lançar um foguete do que condução de um carro. O método do Lean Startup foi criado com o intuito de ensinar você a dirigir uma Startup. Ao invés de pensar em inúmeras hipóteses para o seu plano, você poderá fazer ajustes constantes com o controle do “volante”.
  • 35. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo de Feedback Esse controle é o ciclo de feedback : Construir Medir Aprender
  • 36. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Um norte verdadeiro Por meio desse ciclo, podemos aprender quando é o momento certo para mudar a direção (pivotar), ou quando devemos perseverar. Toda Startup tem um destino em mente, que é seu norte verdadeiro. Ries chama isso de Visão de uma Startup. Para alcançar a visão, é empregada uma estratégia que nos leve a um produto final. E o produto sofre mudanças constantes, que é a otimização.
  • 37. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Pivotar? Exemplos: http://mashable.com/2011/07/08/startups-change-direction/
  • 39. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo de Aprendizado MÉTODOLOGIA LEAN METOLOGIA TRADICIONAL IDEIAS LANÇAMENTO FALHA APRENDIZAGEM CONTINUA
  • 40. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Aprender Na Lean Startup, Ries adapta a aprendizagem para outro denominado aprendizagem validada. Aprendizagem validada “é o processo de demonstrar empriricamente que uma equipe descobriu verdades valiosas acerca das perspectivas de negócio presentes e futuras de uma startup.” (Ries, 2012) A aprendizagem validada é mais concreta, mais exata e mais rápida.
  • 41. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Aprendizagem validada Produto que combinava as MI’s(Mensagens Instatâneas) com a alta de clientes de videogames 3D e mundos virtuais. O produto seria um add-on (extensão) para os serviços de MI. A estratégia era de que esse add-on seria utilizado pelos clientes com seus amigos. O produto tinha 6 meses para ser lançado.
  • 42. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Aprendizagem validada Conforme o avanço do projeto, a equipe ficava mais temorosa, pois estavam com medo de lançar um produto ruim. E então chegou o lançamento... Nada aconteceu. Os clientes sequer fizeram donwload. Convidaram amigos e familiares a utilizar o IMVU, mas eles acabaram. Então, partiram para a conversa com os possíveis clientes.
  • 43. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Aprendizagem validada Após varias mudanças no IMVU e muitas conversas com os clientes, a equipe conseguiu descobrir o que de fato eles queriam. Eles alinharam-se as necessidades reais dos clientes assim aprimorando cada vez mais o produto. Importante! A Lean Startup não é um conjunto de táticas individuais, mas uma abordagem com princípios para o desenvolvimento de novos produtos.
  • 44. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Aprendizagem validada
  • 46. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Experimentar “Então vamos lançar um produto e ver o que acontece.” Essa é a escola de empreendedorismo “simplesmente faça” (just do it). O sucesso é garantido em “ver o que acontece”, mas não será adquirido necessariamente aprendizagem validada. A lição do método científico é: se você não puder fracassar, não poderá aprender.
  • 47. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ou seja …
  • 48. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Experimentar • Pense grande, comece pequeno
  • 49. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Experimentar Maior loja de sapatos online do mundo, com vendas anuais de mais de 1 bilhão de dólares. Conhecida como um dos negócios de comércio eletrônico mais amigável aos clientes. Mas não começou dessa maneira... Motivação: • Frustração por não existir nenhum site com grande seleção de sapatos. • Necessidade de uma experiência de varejo nova e superior. • Poderia ter esperado um longo tempo, insistindo em testar sua visão completa de como seria o produto.
  • 50. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Experimentar Em vez disso, começou-se realizando um experimento: • Sua hipótese era que os clientes estavam prontos e dispostos a comprar sapatos online. • Para testá-la, procurou-se as lojas de sapatos locais e perguntou se podiam tirar fotos do estoque delas. • Em troca da permissão, eles postariam as fotos online e voltariam para comprar os sapatos pelo preço de varejo se os clientes as comprassem online.
  • 51. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Experimentar Assim, a Zappos começou com um produto simples e pequeno; E foi idealizado para responder sobretudo a uma pergunta: “Já existe demanda suficiente para uma experiência superior de compra online de sapatos?”
  • 52. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Experimentar Ao construir um produto, apesar de simples, a empresa aprendeu muito mais: • Tinham dados preciosos acerca da demanda do cliente, pois observava o comportamento do cliente real em vez de formular perguntas hipotéticas; • Colocou-se numa posição para interagir com clientes reais a aprender a respeito de suas necessidades; • Surpreendeu-se quando os clientes se comportavam de maneiras inesperadas, revelando informações que a Zappos talvez não tivesse sabido perguntar a respeito.
  • 53. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Experimentar O experimento inicial proporcionou um resultado claro e quantificável. Colocou a empresa na posição de observar, interagir e aprender a partir de clientes e parceiros reais. Essa aprendizagem qualitativa é uma parceira necessária para os testes quantitativos. Embora os primeiros esforços fossem de pequena escala, não impediram a visão maior da Zappos de ser realizada.
  • 54. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Experimentar Uma hipótese bem definida guia a Startup a identificar e criar valores aos clientes. Sendo que inicialmente intenção não é achar o cliente comum, mas achar os adotantes iniciais (early adopters): •Os clientes que sentem a necessidade pelo produto de modo mais aguçado. E os experimentos iniciais fornecem um indicador mais exato dessas hipóteses.
  • 55. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Early Adopters ?
  • 56. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Early Adopters ?
  • 57. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Early Adopters !!!
  • 58. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Experimentar “Um experimento é um produto” Um experimento é mais do que apenas uma pesquisa teórica: também é o primeiro produto. A partir de um experimento bem-sucedido, é possível ter as especificações detalhadas para: • Identificar o que precisa ser desenvolvido; • Identificar os adotantes iniciais; • Adicionar funcionalidades para cada novo experimento; • Por fim, começar a construir um produto.
  • 59. CICLO DE VIDA DO PRODUTO
  • 60. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Uma startup é uma catalisadora que transforma ideias em produtos. • As interações dos clientes, que geram feedback (tanto qualitativos como quantitavos) e dados. • Os produtos de uma startup são experimentos, os resultados deles levam o desenvolvimento sustentável da empresa. Essas informações podem influenciar e reformular o próximo conjunto de ideias. Esse processo é vizualizado em três etapas:
  • 61. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender
  • 62. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Ideias Descrição do negócio: • Definir a visão do negócio para identificar a estratégia, assim definindo onde se pretende chegar com a ideia. Identificar o perfil dos possíveis usuários: • O perfil identificado serve para ajudar a começar a definir e analisar hipóteses. Transformando a visão: • Decompor a visão em hipóteses de valor e crescimento.
  • 63. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Esse ciclo de feedback construir-medir-aprender está no centro do modelo da startup enxuta. Muitos empreendedores concentram energia em: • ter a melhor ideia de produto; ou • ter o produto inicial mais bem projetado; ou • ter a obsessão por dados e métricas. Porém, a ideia proposta é minimizar o tempo total gasto nesse ciclo de feedback.
  • 64. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender • A estratégia se baseia nas suposições • Plano de negócios tradicional: • Baseia-se em uma estratégia de um conjunto de suposições verdadeiras. • Mas, por serem suposições, muitas vezes se mostram falsas. • Os esforços iniciais de uma Startup deve ser de testar essas suposições o mais rápido possível.
  • 65. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender • Os atos de fé de uma Startup Hipóteses de valor: • “São formuladas para testar se o produto ou serviço de fato fornece valor aos clientes no momento em que estão utilizando” (RIES, 2012). Hipóteses de crescimento: • “Têm a finalidade de verificar se o crescimento do produto ou serviço está dentro do esperado para o negócio, serve também para testar como os novos clientes descobrirão um produto ou serviço” (RIES, 2012).
  • 66. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Os atos de fé de uma Startup Uma vez evidentes essas suposições do tipo ato de fé, o primeiro passo é entrar na fase desenvolver o mais rápido possível com um produto mínimo viável (MVP). O MVP é aquela versão do produto que permite um volta completa no ciclo construir-medir- aprender, com o mínimo de esforço e o menor tempo de desenvolvimento.
  • 67. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Atos de fé do Facebook • Lançado em 4 de feveiro de 2004 • Nessa época eles conseguiram 500 mil dólares e em menos de um ano depois levantaram mais 12,7 milhões de dólares. Eles conseguiram levantar dinheiro quando a utilização real do Facebook era tão pequena. Não possuia nenhum modelo de negócios.
  • 68. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Hipótese de valor do Facebook: • Os usuários despediam uma grande quantidade de tempo no site. Além de mais da metade desses usuários retornar ao site todos os dias. Hipótese de Crescimento do Facebook: • Ao final do mês de lançamento, quase 75% dos alunos de graduação de Harvard estavam usando, sem terem gasto sequer um único dólar em marketing ou propraganda.
  • 69. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Get out of the building Números mostram dados bem convicentes, mas vale recordar que as métricas também são pessoas. Fatos que deve ser coletados a respeito de clientes, mercados, fornecedores e canais existem apenas “fora do prédio”. Um passo muito importante é confirmar que as questões de ato de fé são baseadas na realidade, que o cliente possui um problema real e a solução vale a pena.
  • 70. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Get out of the building •Técnicas associadas •Design Thinking •Mapa de empatia •Entrevistas de campo •Etc.....
  • 71. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Mapa de Empatia
  • 72. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Dúvidas?
  • 73. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Apresentação de Ideias
  • 74. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Apresentação de Ideias 1 minuto Escolha será no voto popular ou escolha do professor
  • 75. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Formação de Equipes
  • 76. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Formação de Equipes Até X pessoas por equipe Equipes complementares: nerd bom de papo organizado
  • 77. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Mentorias
  • 78. LEAN STARTUPS PARA DESENVOLVEDORES DE SOFTWARE Adailton Magalhães Lima adailton@ufpa.br
  • 79. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Dinâmica – Day two Ferramentas de Protipação Rápida Projetando um MVP Mentoria às equipes Apresentação de cada equipe (3 minutos)
  • 80. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Informação Importante! • http://about.me/adailtonlima • Grupo no Facebook • https://www.facebook.com/groups/292384337622195/ Irei postar conteúdos complementares, tais como: Links de ferramentas Material em slides Eventos Livros Etc. Vocês podem (e devem) postar dúvidas e discussões sobre o assunto do curso para melhorar a interação durante e após o curso
  • 81. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br ANOTEM ESTAS URLS •goo.gl/v1BWK5 • - Formulário de avaliação do curso •goo.gl/FmtxSD •- Grupo do facebook
  • 83. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Objetivos • Diminuir o tempo de construção e geração de códigos fontes • Conseguir uma aprendizagem validada com maior público
  • 84. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Categorias de Ferramentas Coleta de opiniões de usuários  Google Forms  MailChimp Criação rápida de aplicativos (Android, iOS, Windows Phone)  Fabrica de aplicativos  Como Criacão de Land Page  Launch Rock  kickofflabs.com  launcheffectapp.com Prototipação de Telas / Interface Gráfica  Pencil  Invision App  Balsamiq Compra de aplicações prontas ou templates  Chupamobile  CodeCanyon
  • 85. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br • http://www.shutterstock.com/pt/blog/nao-pense-faca-4- excelentes-plataformas-para-a-criacao-de-prototipos • https://www.dreamspark.com/
  • 86. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
  • 88. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br drive.google.com
  • 89. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Mailchimp.com
  • 90. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Typeforms.com
  • 92. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br fabricadeaplicativos.com.br
  • 93. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br como.com
  • 94. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br como.com
  • 96. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br launchrock.com
  • 97. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br kickofflabs.com
  • 98. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br launcheffectapp.com
  • 99. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br marvelapp.com
  • 100. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br http://www.justinmind.com/
  • 101. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br onepagerapp.com
  • 103. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br pencil.evolus.vn
  • 104. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br invisionapp.com
  • 105. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br invisionapp.com
  • 106. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br invisionapp.com/tethr
  • 107. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br balsamiq.com
  • 109. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br chupamobile.com
  • 110. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br codecanyon.com
  • 112. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br beta.appinventor.mit.edu
  • 114. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br www.powtoon.com
  • 116. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br MVP – Mínimo Produto Viável O MVP ajuda os empreendedores a iniciar o processo de aprendizagem e a percorrer o ciclo construir-medir-aprender de feedback o mais rápido possível com o menor esforço possível. O seu objetivo é validar ou invalidar as hipóteses fundamentais do negócio.
  • 117. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br O MVP visa atingir os early adoters (adotantes iniciais) São clientes especiais, não precisam de uma solução perfeita para capturar o interesse deles. Exemplo: • O CEO do Dropbox fez um vídeo explicando como funcionava a ferramenta. • 75 mil pessoas se cadastraram na lista de espera do beta. MVP – Mínimo Produto Viável
  • 118. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Early Adopters !!!
  • 119. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br MVP do DropBox
  • 120. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br “Criamos um blog para o Groupon com Wordpress e todos os dias colocávamos um novo post. Era “gueto” total. Vendíamos camisetas na primera versão do Groupon. Dizíamos na descricão: “Essa camiseta será entregue na cor vermelha, no tamanho grande. Se você quiser uma cor ou tamanho diferente, mande um e-mail para nós”. Não tínhamos sequer um formulário para adicionar isso. Foi tudo feito às pressas. Era o suficiente para testar o conceito e mostrar que era algo que as pessoas de fato gostavam. A geração real do cupom que fazíamos era toda baseada em FileMaker. Executamos um script que enviaria, via e-mail, o cupom em PDF para as pessoas. Foi direto ao ponto quando vendemos 500 cupons de sushi num dia e enviamos ao mesmo tempo 500 PDFs para as pessoas via Apple Mail. Na realidade, até julho do primeiro ano, foi uma luta nos mantermos à tona. Era tentar colocar em dia e juntar os pedaços de um produto.” MVP do Groupon
  • 121. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br  PDFs feitos à mão, um cupom de pizza e um blog simples…  Foram o suficiente para transformar o Groupon num grande sucesso. • É a empresa mais rápida da história a alcançar 1 bilhão de dólares em vendas; • Revolucionou a maneira pela qual empresas locais encontram novos clientes; • Disponibiliza ofertas especiais para os consumidores em mais de 375 cidades em todo o mundo. MVP do Groupon
  • 122. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br  No caso do Groupon, o MVP possibilitou que suas hipóteses a respeito do produto fossem validadas.  Testes como estes ajudam os empreendedores a começar o processo de aprendizagem o mais rápido possível.  O objetivo do MVP é começar o processo de aprendizagem, não terminá-lo. MVP do Groupon
  • 123. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Resumindo
  • 124. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Agora é …
  • 125. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Ideias Descrição do negócio: • Definir a visão do negócio para identificar a estratégia, assim definindo onde se pretende chegar com a ideia. Identificar o perfil dos possíveis usuários: • O perfil identificado serve para ajudar a começar a definir e analisar hipóteses. Transformando a visão: • Decompor a visão em hipóteses de valor e crescimento.
  • 126. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Tarefas 1. Definir seu MVP 2. Criar uma apresentação sobre o seu projeto, contendo: a. Descrição do valor que seu negócio/produto/site/serviço entrega aos clientes b. Quem são seus usuários alvo (early adopters) c. MVP 3. Cada equipe terá 3 minutos para apresentar seu projeto no final.
  • 127. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Mentorias
  • 128. LEAN STARTUPS PARA DESENVOLVEDORES DE SOFTWARE Adailton Magalhães Lima adailton@ufpa.br
  • 129. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
  • 130. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
  • 131. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
  • 132. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
  • 133. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
  • 134. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender A fase Medir e os Dados Uma Startup tem a tarefa de medir onde ela se encontra no momento (baseline), confrontando o que foi revelado nas avaliações, e, em seguida, criar experimentos para mover os números na direção do ideal da Startup. Uma das formas de fazer essa medição é através da contabilidade para inovação. A contabilidade para inovação permite transformar as suposições feitas em um modelo financeiro quantitativo.
  • 135. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender A contabilidade para inovação funciona em três passos: • 1º - Utilizando-se do MVP, é estabelecido dados mostrando onde a startup está naquele exato momento, a baseline. • 2º - É feita todos os ajustes e otimizações no produto startup para mover a baseline rumo ao ideal. Isso pode requerer várias tentativas. • 3º - Após ser feito todos os ajustes necessários, a startup chega ao ponto em que deve ser tomada uma decisão: pivotar ou perseverar.
  • 136. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Métricas de Vaidade x Métricas Acionáveis As métricas de vaidades são dados que fazem uma Startup se sentir bem, mas não mostram a realidade que ela se encontra. • São dados fáceis de medir e é ótima para divulgação na imprensa, mas não mostram como uma Startup deve otimizar suas ações. • Pageviews, total de downloads, quantidade bruta de usuários, etc.
  • 137. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender “SUA STARTUP”
  • 138. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Métricas de Vaidade x Métricas Acionáveis Para se ter uma melhor ideia da importância das boas métricas, consideremos uma empresa chamada Grockit.
  • 139. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender
  • 140. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Seu fundador, Farbood Nivi, passou uma década trabalhando como professor em duas grandes empresas do setor educacional. Ajudava alunos a se preparar para testes padronizados de admissão em cursos de administração avançada. Seu estilo envolvente em sala de aula lhe garantiu o prêmio de melhor professor do ano da Princeton Review.
  • 141. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender No entanto, Farb se sentia frustrado com os métodos tradicionais de ensino empregados por essas empresas. Ao longo do tempo, Farb concluiu que o modelo de ensino tradicional, com sua abordagem educacional de um para muitos, era inadequada para os alunos. Então ele começou a desenvolver uma abordagem superior, usando diversas metodologias de ensino. Em particular, o método de aprendizagem orientado a pares.
  • 142. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Quando os alunos podiam ajudar uns aos outros, eles se beneficiam de duas maneiras: • Podiam obter instruções customizadas de um colega. • Podiam reforçar sua aprendizagem ensinando uns aos outros. Ao longo do tempo, as aulas de Farb se tornaram cada vez mais populares... E bem-sucedidas. Então Farb fez uma conexão importante: ”Tenho esse modelo de aprendizado social na minha sala de aula. Há toda essa coisa social acontecendo na Internet.”
  • 143. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Sua ideia foi levar foi levar a aprendizagem social entre pares para os alunos que não podiam bancar um oneroso curso ou um professor particular. A partir dessa percepção nasceu a Grockit. Farb é o clássico visionário empreendedor. Ele relata sua percepção original: • “Esqueçamos o projeto educacional usado até agora, esqueçamos o que é possível, e apenas reestruturemos a aprendizagem com os alunos e a tecnologia atuais em mente.”
  • 144. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Hoje, a Grockit oferece diversos produtos educacionais, mas, no início, Farb adotou uma abordagem enxuta. A empresa construiu um produto mínimo viável, que era apenas Farb ensinando a preparação para os testes por meio da WebEx, ferramenta online de realização de conferências. Ele não desenvolveu um software personalizado, tampouco uma nova tecnologia. Simplesmente procurou levar sua nova abordagem de ensino aos alunos pela Internet.
  • 145. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender As notícias a respeito de um novo tipo de ensino privado se espalharam com rapidez. Em poucos meses, Farb se sustentava decentemente por meio do ensino online com receitas mensais de 10 mil a 15 mil dólares. A empresa construiu um produto mínimo viável, que era apenas Farb ensinando a preparação para os testes por meio da WebEx, ferramenta online de realização de conferências. No entanto, Farb não construiu seu MVP só para se sustentar. Ele tinha uma visão muito maior sobre como o Grockit poderia ser eficaz para alunos em todos os lugares.
  • 146. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender O desenvolvimento do produto seguia uma metodologia de desenvolvimento ágil conhecida como Extreme Programming (XP). Seu produto inicial foi saudado pela imprensa como uma avanço revolucionário. Havia só um problema: a Grockit não via suficiente crescimento no uso do produto pelos clientes. A Grockit é um estudo de caso excelente, pois seus problemas não eram um questão de falha de execução ou disciplina.
  • 147. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Farb e sua equipe tinham dúvidas persistentes sobre o processo geral da empresa: • O crescimento dos números era mesmo resultado da iniciativa de desenvolvimento deles? • Ou podia ser devido a outros fatores, como as menções da Grockit na imprensa? Farb acreditava por completo em sua visão, mas começava a questionar se sua empresa estava no ritmo de realizá-la. O produto melhorava todos os dias, mas Farb queria se certificar de que essas melhorias tinham importância para os clientes.
  • 148. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender O que Farb e sua equipe não percebiam era que o progresso da Grockit estava sendo medido por métricas de vaidade: • O total de clientes e o total de perguntas respondidas. Isso era o que estava fazendo sua equipe gastar energia: • As métricas davam à equipe a sensação de movimento para a frente.
  • 149. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Curiosamente, Farb seguia rigorosamente os aspectos dos marcos de aprendizagem da startup enxuta: • Lançaram um produto inicial e estabeleceram algumas métricas base. • Tinham interações curtas, cada uma das quais julgadas pela própria capacidade de melhorar as métricas do cliente. No entanto, como a Grockit utilizava os tipos errados de métrica, a startup não progredia de verdade.
  • 150. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender A Grockit mudou as métricas para avaliar o sucesso de duas maneiras: • Em vez de considerar as métricas brutas, eles passaram a adotar as métricas baseadas em coortes. • E em vez de procurar relações de causa e efeito após o fato, a empresa lançaria cada novo recurso com um verdadeiro experimento de teste comparativo. Um teste comparativo envolve versões diferentes de um produto oferecidas aos clientes ao mesmo tempo. • Também conhecido como teste A/B ou multivariado.
  • 151. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Essas alterações resultaram em uma mudança imediata no entendimento de Farb a respeito do negócio. Teste comparativos revelam coisas surpreendentes, por exemplo: • Diversos recursos que tornam o produto melhor aos olhos dos engenheiros e designers não causam impacto no comportamento do cliente. Na Grockit, esse foi o caso.
  • 152. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Trabalhar com testes comparativos pode ser difícil porque requer contabilidade e métrica extras, mas quase sempre economiza muito tempo a longo prazo, ao eliminar trabalho que não tem importância para os clientes. Teste comparativo também ajuda as equipes a refinar o entendimento do que os clientes querem ou não.
  • 153. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender O valor dos Três As Exemplos como o da Grockit demonstram cada um dos Três As das métricas: Métrica Acionável Métrica Acessível Métrica Auditável
  • 154. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender Métricas Acionáveis As métricas acionáveis são aquelas que vão influenciar diretamente e imediatamente nas decisões que uma Startup deve ou não tomar. • Essas métricas devem ser o foco principal das Startups e tomada como referência, pois, servem para entender se de fato o negócio está ou não crescendo como esperado. • Existem alguns métodos para não cair na vaidade, como as Pirate Metrics.
  • 155. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender • Pirate Metrics (AARRR) Conceito criado por Dave McClure. As Pirate Metrics se dividem em cinco estágios, que são: • Acquisition (aquisição): clientes vem de diversos canais. • Activation (ativação): cliente satisfeito. • Retention (retenção): visitas repetidas. • Referral (recomendação): cliente recomenda o produto para outros clientes. • Revenue (receita): cliente gera receita.
  • 156.
  • 157. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender • Testes A/B e Testes Mutltivariados O método de Teste A/B é uusado para se testar a efetividade de uma alteração usando dois grupos de clientes.  Diferentes versões são mostradas a esses dois grupos. Já os Testes Multivariados apresentam diferentes versões de um produto.
  • 158. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ciclo construir-medir-aprender • Testes A/B e Testes Mutltivariados Exemplo de teste A/B em uma landing page, onde 50% dos clientes viram A e 50% viram B. A taxa de conversão em A foi igual 6.4% e em B foi de 13.6%.
  • 159. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br Ideias??
  • 160. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br
  • 161. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br • http://observatoriotech.wordpress.com/
  • 162.
  • 163. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br • http://proto.io/en/examples/ • https://marvelapp.com/resources/ • http://www.justinmind.com/ • https://levels.io/index/
  • 164. Lean Startups para Desenvolvedores de Software / adailton@ufpa.br • http://www.producthunt.com/e/startup-toolkit • http://techcrunch.com/2014/11/19/relativewave-gets- acquired-by-google-and-starts-giving-its-80-design-app- away-for-free/ • https://itunes.apple.com/us/app/form/id906164672?mt=12 • Fbstart tools