SlideShare uma empresa Scribd logo
Teoria da Comunicação
Profa. Thayse Beckner
O que é Teoria da Comunicação?
O que é COMUNICAÇÃO?
Introdução

A comunicação pode ser considerada o processo
social básico, primário, porque é ela que torna
possível a própria vida em sociedade.
 Comunicar = latim communicare, participar,
fazer saber, tornar comum.
 Origem - conceito social: homem e suas
relações, transferência de informações,
propósito (influência) e reciprocidade.
 Situações de comunicação difere de situações
de interpretação.
História da comunicação humana
1. Comunicação corporal
2. Comunicação oral
3. Comunicação manuscrita
4. Comunicação impressa
5. Comunicação eletrônica
Resumo : Cumulação e integração
Modelos de Comunicação
Esquema tricotômico da Comunicação:
1. A pessoa que fala;
2. O discurso que se pronuncia;
3. A pessoa que escuta.

Emissor

mensagem

Receptor
Processo comunicativo: o que aconteceu?
Shannon e Weaver
 Baseado na teoria matemática.
 Eficiência: meios ou canais, mais informações
e menos ruídos.
ruído

EMISSOR

ruído

ruído

ruído

decodificador

ruído
CANAL

ruído

DESTINO

ruído
aparelho
receptor

ruído
aparelho
emissor

mensagem
original

codificador

FONTE

RECEPTOR

mensagem
recuperada
Johnson
 Palavras representam fatos;
 Fatos implicam em linguagem.

1
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.

2

3

4

5

6

7

8

9

10

etc.

Ocorre um evento (estímulo sensorial)
O evento estimula o Sr. A através de qualquer órgão sensorial
Os impulsos nervosos desses estímulo vão ao cérebro do Sr. A produzindo sensações pré-verbais
O Sr. A começa a traduzir essas sensações em palavras
O Sr. A seleciona algumas palavras e as arruma de forma adequada
Por meio de ondas sonoras e luminosas, o Sr. A fala com o Sr. B
Os ouvidos e os olhos do Sr. B são atingidos por esses estímulos físicos
Os impulsos nervosos resultantes desses estímulo se dirigem ao cérebro do Sr. B
Os Sr. B começa a traduzir essas sensações em palavras
O Sr. B seleciona algumas palavras e as arruma de maneira adequada, e então o Sr. B fala ou age
estimulando em consequência o Sr. A ou alguém mais
Laswell
 Comunicação de massa (7 q’s)
Laswell
 Comunicação de massa (7 q’s)
1.
2.
3.
4.
5.

Quem: inicia e guia o ato da comunicação
Diz o quê: análise de conteúdo
Em que canal: análise dos meios
A quem: análise de audiência
Com que efeitos: impacto produzido pela
mensagem
6. Com que intenções: causas
7. Em que condições: como foi recebida (O. Holsti)
Hofstätter
 A mensagem é cifrada pelo emissor e decifrada
pelo receptor.
 Sinais: expressão (intenções), solicitação
influência) e representação (informação).
TRANSMISSOR
conteúdo
da
informação

simbolização

produ
ção
motora
do sinal

RECEPTOR
transmissão
de sinais
condu
ção do
meio
físico

LINGUAGEM COMUM

dessimboli
zação

recep
ção
senso
rial do
sinal

orientação
Schramm
 Baseado em Shannon e Weaver

campo de
experiência

campo de
experiência
fonte

codificador
EMISSOR

sinal

decodificador
RECEPTOR

destino
Glossário da comunicação humana
 Emissor:
quem produz
 Receptor:
destinatário
 Mensagem:
o que é transmitido
 Signos:
elementos da mensagem
(palavra, gesto, imagem)
 Informação:
conteúdo
 Sintonia:
ligação entre emissor/receptor
 Código:
linguagem da mensagem
(visual, sonora, tátil)

 Retorno ou feedback
 Contexto:
interno e externo
 Sinais:
físicos (gráficos, sonoros,
ondas luminosas)
 Canal:
meio físico
 Ruído:
sinal que atrapalha
 Repertório:
código utilizado para
enviar a mensagem
 Redundância:
repetição de signos
dentro de uma
mensagem

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 04 - Teoria Funcionalista
Aula 04 - Teoria FuncionalistaAula 04 - Teoria Funcionalista
Aula 04 - Teoria Funcionalista
Elizeu Nascimento Silva
 
Teoria Da ComunicaçãO I Aula4 Abordagem Da Persuasao
Teoria Da ComunicaçãO I Aula4 Abordagem Da PersuasaoTeoria Da ComunicaçãO I Aula4 Abordagem Da Persuasao
Teoria Da ComunicaçãO I Aula4 Abordagem Da Persuasao
Valéria da Costa
 
Abordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Abordagem Empírica De Campo Efeitos LimitadosAbordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Abordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Valéria da Costa
 
Barreiras á comunicação
Barreiras á comunicaçãoBarreiras á comunicação
Barreiras á comunicação
Joana Lima
 
Comunicação apresentação
Comunicação apresentaçãoComunicação apresentação
Comunicação apresentação
Cassia Dias
 
Barreiras à comunicacao
Barreiras à comunicacaoBarreiras à comunicacao
Barreiras à comunicacao
SaraSantosPinheiro
 
Comunicação interpessoal
Comunicação interpessoalComunicação interpessoal
Comunicação interpessoal
tiagom171
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
Claudio Toldo
 
Comunicação interpessoal e comunicação assertiva
Comunicação interpessoal e comunicação assertivaComunicação interpessoal e comunicação assertiva
Comunicação interpessoal e comunicação assertiva
fernandosantos7272
 
Aula 04 ética e legislação Jornalismo
Aula 04   ética e legislação JornalismoAula 04   ética e legislação Jornalismo
Aula 04 ética e legislação Jornalismo
Elizeu Nascimento Silva
 
O que é comunicar
O que é comunicarO que é comunicar
O que é comunicar
Saul Marques da Silva
 
Aula3 Pesquisa Norte Americana Teoria Hipodermica
Aula3 Pesquisa Norte Americana Teoria HipodermicaAula3 Pesquisa Norte Americana Teoria Hipodermica
Aula3 Pesquisa Norte Americana Teoria Hipodermica
Valéria da Costa
 
Comunicação assertiva
Comunicação assertivaComunicação assertiva
Comunicação assertiva
Marcos Soares Soares
 
comunicação
comunicaçãocomunicação
comunicação
renatawr1
 
Agenda setting
Agenda settingAgenda setting
Agenda setting
Weicker Gutierrez
 
Slides comunicação
Slides comunicaçãoSlides comunicação
Slides comunicação
ciro79
 
O que é a comunicação
O que é a comunicaçãoO que é a comunicação
O que é a comunicação
luisvicente
 
Teoria da comunicação (quadro-resumo)
Teoria da comunicação (quadro-resumo)Teoria da comunicação (quadro-resumo)
Teoria da comunicação (quadro-resumo)
Ana Dall'Agnol
 
Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Conceitos iniciais em comunicação organizacional Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Daniela Ribeiro
 
Aula 3 Teoria Ii Agenda, Newsmaking E Gatekeeper
Aula 3 Teoria Ii Agenda, Newsmaking E GatekeeperAula 3 Teoria Ii Agenda, Newsmaking E Gatekeeper
Aula 3 Teoria Ii Agenda, Newsmaking E Gatekeeper
RTimponi
 

Mais procurados (20)

Aula 04 - Teoria Funcionalista
Aula 04 - Teoria FuncionalistaAula 04 - Teoria Funcionalista
Aula 04 - Teoria Funcionalista
 
Teoria Da ComunicaçãO I Aula4 Abordagem Da Persuasao
Teoria Da ComunicaçãO I Aula4 Abordagem Da PersuasaoTeoria Da ComunicaçãO I Aula4 Abordagem Da Persuasao
Teoria Da ComunicaçãO I Aula4 Abordagem Da Persuasao
 
Abordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Abordagem Empírica De Campo Efeitos LimitadosAbordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Abordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
 
Barreiras á comunicação
Barreiras á comunicaçãoBarreiras á comunicação
Barreiras á comunicação
 
Comunicação apresentação
Comunicação apresentaçãoComunicação apresentação
Comunicação apresentação
 
Barreiras à comunicacao
Barreiras à comunicacaoBarreiras à comunicacao
Barreiras à comunicacao
 
Comunicação interpessoal
Comunicação interpessoalComunicação interpessoal
Comunicação interpessoal
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Comunicação interpessoal e comunicação assertiva
Comunicação interpessoal e comunicação assertivaComunicação interpessoal e comunicação assertiva
Comunicação interpessoal e comunicação assertiva
 
Aula 04 ética e legislação Jornalismo
Aula 04   ética e legislação JornalismoAula 04   ética e legislação Jornalismo
Aula 04 ética e legislação Jornalismo
 
O que é comunicar
O que é comunicarO que é comunicar
O que é comunicar
 
Aula3 Pesquisa Norte Americana Teoria Hipodermica
Aula3 Pesquisa Norte Americana Teoria HipodermicaAula3 Pesquisa Norte Americana Teoria Hipodermica
Aula3 Pesquisa Norte Americana Teoria Hipodermica
 
Comunicação assertiva
Comunicação assertivaComunicação assertiva
Comunicação assertiva
 
comunicação
comunicaçãocomunicação
comunicação
 
Agenda setting
Agenda settingAgenda setting
Agenda setting
 
Slides comunicação
Slides comunicaçãoSlides comunicação
Slides comunicação
 
O que é a comunicação
O que é a comunicaçãoO que é a comunicação
O que é a comunicação
 
Teoria da comunicação (quadro-resumo)
Teoria da comunicação (quadro-resumo)Teoria da comunicação (quadro-resumo)
Teoria da comunicação (quadro-resumo)
 
Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Conceitos iniciais em comunicação organizacional Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Conceitos iniciais em comunicação organizacional
 
Aula 3 Teoria Ii Agenda, Newsmaking E Gatekeeper
Aula 3 Teoria Ii Agenda, Newsmaking E GatekeeperAula 3 Teoria Ii Agenda, Newsmaking E Gatekeeper
Aula 3 Teoria Ii Agenda, Newsmaking E Gatekeeper
 

Destaque

Os modelos de comunicacao
Os modelos de comunicacaoOs modelos de comunicacao
Os modelos de comunicacao
LeYa
 
Modelos de comunicacão
Modelos de comunicacãoModelos de comunicacão
Modelos de comunicacão
LeYa
 
Aula 02 Teoria Hipodérmica da Comunicação
Aula 02   Teoria Hipodérmica da ComunicaçãoAula 02   Teoria Hipodérmica da Comunicação
Aula 02 Teoria Hipodérmica da Comunicação
Elizeu Nascimento Silva
 
Introdução à linguística - linguagem, língua e linguística
Introdução à linguística - linguagem, língua e linguísticaIntrodução à linguística - linguagem, língua e linguística
Introdução à linguística - linguagem, língua e linguística
Maria Glalcy Fequetia Dalcim
 
A comunicação humana - Introdução à Linguística
A comunicação humana - Introdução à LinguísticaA comunicação humana - Introdução à Linguística
A comunicação humana - Introdução à Linguística
Maria Glalcy Fequetia Dalcim
 
As críticas de Karl Popper
As críticas de Karl PopperAs críticas de Karl Popper
As críticas de Karl Popper
FPS Faculdade Pernambucana de Saúde
 
02 prova de ensaio 01
02   prova de ensaio 0102   prova de ensaio 01
A historia da televisão
A historia da televisãoA historia da televisão
A historia da televisão
Jacket25
 
Karl Popper e o Falsificacionismo
Karl Popper e o FalsificacionismoKarl Popper e o Falsificacionismo
Karl Popper e o Falsificacionismo
guestbdb4ab6
 
Apresentação - História da TV
Apresentação - História da TVApresentação - História da TV
Apresentação - História da TV
Layla Balconi
 
Karl popper - Filosofia 11º ano
Karl popper - Filosofia 11º anoKarl popper - Filosofia 11º ano
Karl popper - Filosofia 11º ano
FilipaFonseca
 
A História da Televisão
A História da TelevisãoA História da Televisão
A História da Televisão
guest65f71bd
 
Teoria Da Comunicação Revisão
Teoria Da Comunicação RevisãoTeoria Da Comunicação Revisão
Teoria Da Comunicação Revisão
Luci Bonini
 
Aula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicaçãoAula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicação
Tassiany Pereira
 
Teorias da Comunicacao - Communication Theories
Teorias da Comunicacao - Communication TheoriesTeorias da Comunicacao - Communication Theories
Teorias da Comunicacao - Communication Theories
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Teorias da Comunicação--Conceitos
Teorias da Comunicação--ConceitosTeorias da Comunicação--Conceitos
Teorias da Comunicação--Conceitos
Omec
 
Ética e Comunicação - Trabalho Curso Pascom
Ética e Comunicação - Trabalho Curso Pascom Ética e Comunicação - Trabalho Curso Pascom
Ética e Comunicação - Trabalho Curso Pascom
Marília Simões
 

Destaque (17)

Os modelos de comunicacao
Os modelos de comunicacaoOs modelos de comunicacao
Os modelos de comunicacao
 
Modelos de comunicacão
Modelos de comunicacãoModelos de comunicacão
Modelos de comunicacão
 
Aula 02 Teoria Hipodérmica da Comunicação
Aula 02   Teoria Hipodérmica da ComunicaçãoAula 02   Teoria Hipodérmica da Comunicação
Aula 02 Teoria Hipodérmica da Comunicação
 
Introdução à linguística - linguagem, língua e linguística
Introdução à linguística - linguagem, língua e linguísticaIntrodução à linguística - linguagem, língua e linguística
Introdução à linguística - linguagem, língua e linguística
 
A comunicação humana - Introdução à Linguística
A comunicação humana - Introdução à LinguísticaA comunicação humana - Introdução à Linguística
A comunicação humana - Introdução à Linguística
 
As críticas de Karl Popper
As críticas de Karl PopperAs críticas de Karl Popper
As críticas de Karl Popper
 
02 prova de ensaio 01
02   prova de ensaio 0102   prova de ensaio 01
02 prova de ensaio 01
 
A historia da televisão
A historia da televisãoA historia da televisão
A historia da televisão
 
Karl Popper e o Falsificacionismo
Karl Popper e o FalsificacionismoKarl Popper e o Falsificacionismo
Karl Popper e o Falsificacionismo
 
Apresentação - História da TV
Apresentação - História da TVApresentação - História da TV
Apresentação - História da TV
 
Karl popper - Filosofia 11º ano
Karl popper - Filosofia 11º anoKarl popper - Filosofia 11º ano
Karl popper - Filosofia 11º ano
 
A História da Televisão
A História da TelevisãoA História da Televisão
A História da Televisão
 
Teoria Da Comunicação Revisão
Teoria Da Comunicação RevisãoTeoria Da Comunicação Revisão
Teoria Da Comunicação Revisão
 
Aula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicaçãoAula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicação
 
Teorias da Comunicacao - Communication Theories
Teorias da Comunicacao - Communication TheoriesTeorias da Comunicacao - Communication Theories
Teorias da Comunicacao - Communication Theories
 
Teorias da Comunicação--Conceitos
Teorias da Comunicação--ConceitosTeorias da Comunicação--Conceitos
Teorias da Comunicação--Conceitos
 
Ética e Comunicação - Trabalho Curso Pascom
Ética e Comunicação - Trabalho Curso Pascom Ética e Comunicação - Trabalho Curso Pascom
Ética e Comunicação - Trabalho Curso Pascom
 

Semelhante a Introdução à comunicação

Apostila de comunicac3a7c3a3o_aplicada-soraia-jacob
Apostila de comunicac3a7c3a3o_aplicada-soraia-jacobApostila de comunicac3a7c3a3o_aplicada-soraia-jacob
Apostila de comunicac3a7c3a3o_aplicada-soraia-jacob
maria aparecida alves barbosa de medeiros
 
A comunicação Interpessoal
A comunicação InterpessoalA comunicação Interpessoal
A comunicação Interpessoal
José Affonso Fausto Barbosa
 
Comunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De ComunicaçãoComunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De Comunicação
Adm Pub
 
Rta aula 1 - 2010
Rta   aula 1 - 2010Rta   aula 1 - 2010
Rta aula 1 - 2010
LeYa
 
Aula i. linguagem. ugs
Aula i. linguagem. ugsAula i. linguagem. ugs
Aula i. linguagem. ugs
LeYa
 
Aula i. linguagem. ugs
Aula i. linguagem. ugsAula i. linguagem. ugs
Aula i. linguagem. ugs
LeYa
 
Técnicas de comunicação humana
Técnicas de comunicação humana Técnicas de comunicação humana
Técnicas de comunicação humana
Feliciano Novo
 
GP - Comunicação Interpessoal Julho 08 (aula 1)
GP - Comunicação Interpessoal Julho 08 (aula 1)GP - Comunicação Interpessoal Julho 08 (aula 1)
GP - Comunicação Interpessoal Julho 08 (aula 1)
Vinícius Luiz
 
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
Unip e Uniplan
 
Clc2
Clc2Clc2
Clc2
sararrss
 
- comunicação interpessoal.pdf
- comunicação interpessoal.pdf- comunicação interpessoal.pdf
- comunicação interpessoal.pdf
Carla Fernandes
 
Noções básicas de comunicação
Noções básicas de comunicaçãoNoções básicas de comunicação
Noções básicas de comunicação
Filipa Torres
 
# Slides 8 comunicação
# Slides 8 comunicação# Slides 8 comunicação
# Slides 8 comunicação
renatawr1
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Apostila comun e_relac_interpess
Apostila comun e_relac_interpessApostila comun e_relac_interpess
Apostila comun e_relac_interpess
Patrícia Nantes
 
A comunicação e a construção do ser humano
A comunicação e a construção do ser humanoA comunicação e a construção do ser humano
A comunicação e a construção do ser humano
Nuno Cunha
 
Comunicação como ferramenta de trabalho
Comunicação como ferramenta de trabalhoComunicação como ferramenta de trabalho
Comunicação como ferramenta de trabalho
Celso Frederico Lago
 
A Importância da comunicação
A Importância da comunicação A Importância da comunicação
A Importância da comunicação
Adilson P Motta Motta
 
Comunicacao simone 03_jb_aula1_parte1_finalizado_ead
Comunicacao simone 03_jb_aula1_parte1_finalizado_eadComunicacao simone 03_jb_aula1_parte1_finalizado_ead
Comunicacao simone 03_jb_aula1_parte1_finalizado_ead
Suemi Iarussi
 
Comunicação eficaz parte 1
Comunicação eficaz   parte 1Comunicação eficaz   parte 1
Comunicação eficaz parte 1
Andrea Fiuza
 

Semelhante a Introdução à comunicação (20)

Apostila de comunicac3a7c3a3o_aplicada-soraia-jacob
Apostila de comunicac3a7c3a3o_aplicada-soraia-jacobApostila de comunicac3a7c3a3o_aplicada-soraia-jacob
Apostila de comunicac3a7c3a3o_aplicada-soraia-jacob
 
A comunicação Interpessoal
A comunicação InterpessoalA comunicação Interpessoal
A comunicação Interpessoal
 
Comunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De ComunicaçãoComunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De Comunicação
 
Rta aula 1 - 2010
Rta   aula 1 - 2010Rta   aula 1 - 2010
Rta aula 1 - 2010
 
Aula i. linguagem. ugs
Aula i. linguagem. ugsAula i. linguagem. ugs
Aula i. linguagem. ugs
 
Aula i. linguagem. ugs
Aula i. linguagem. ugsAula i. linguagem. ugs
Aula i. linguagem. ugs
 
Técnicas de comunicação humana
Técnicas de comunicação humana Técnicas de comunicação humana
Técnicas de comunicação humana
 
GP - Comunicação Interpessoal Julho 08 (aula 1)
GP - Comunicação Interpessoal Julho 08 (aula 1)GP - Comunicação Interpessoal Julho 08 (aula 1)
GP - Comunicação Interpessoal Julho 08 (aula 1)
 
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011Disciplina comunicação aplicada   2a aula- 28/02/2011
Disciplina comunicação aplicada 2a aula- 28/02/2011
 
Clc2
Clc2Clc2
Clc2
 
- comunicação interpessoal.pdf
- comunicação interpessoal.pdf- comunicação interpessoal.pdf
- comunicação interpessoal.pdf
 
Noções básicas de comunicação
Noções básicas de comunicaçãoNoções básicas de comunicação
Noções básicas de comunicação
 
# Slides 8 comunicação
# Slides 8 comunicação# Slides 8 comunicação
# Slides 8 comunicação
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Apostila comun e_relac_interpess
Apostila comun e_relac_interpessApostila comun e_relac_interpess
Apostila comun e_relac_interpess
 
A comunicação e a construção do ser humano
A comunicação e a construção do ser humanoA comunicação e a construção do ser humano
A comunicação e a construção do ser humano
 
Comunicação como ferramenta de trabalho
Comunicação como ferramenta de trabalhoComunicação como ferramenta de trabalho
Comunicação como ferramenta de trabalho
 
A Importância da comunicação
A Importância da comunicação A Importância da comunicação
A Importância da comunicação
 
Comunicacao simone 03_jb_aula1_parte1_finalizado_ead
Comunicacao simone 03_jb_aula1_parte1_finalizado_eadComunicacao simone 03_jb_aula1_parte1_finalizado_ead
Comunicacao simone 03_jb_aula1_parte1_finalizado_ead
 
Comunicação eficaz parte 1
Comunicação eficaz   parte 1Comunicação eficaz   parte 1
Comunicação eficaz parte 1
 

Mais de Thayse Beckner

O ambiente de marketing
O ambiente de marketingO ambiente de marketing
O ambiente de marketing
Thayse Beckner
 
Tipos de comunicação humana
Tipos de comunicação humanaTipos de comunicação humana
Tipos de comunicação humana
Thayse Beckner
 
Introdução ao marketing
Introdução ao marketingIntrodução ao marketing
Introdução ao marketing
Thayse Beckner
 
Técnicas fotográficas
Técnicas fotográficasTécnicas fotográficas
Técnicas fotográficas
Thayse Beckner
 
Fotojornalismo
FotojornalismoFotojornalismo
Fotojornalismo
Thayse Beckner
 
Fotografia publicitária
Fotografia publicitáriaFotografia publicitária
Fotografia publicitária
Thayse Beckner
 
Introdução a linguagem fotográfica parte II
Introdução a linguagem fotográfica parte IIIntrodução a linguagem fotográfica parte II
Introdução a linguagem fotográfica parte II
Thayse Beckner
 
Introdução à linguagem fotográfica parte I
Introdução à linguagem fotográfica parte IIntrodução à linguagem fotográfica parte I
Introdução à linguagem fotográfica parte I
Thayse Beckner
 

Mais de Thayse Beckner (8)

O ambiente de marketing
O ambiente de marketingO ambiente de marketing
O ambiente de marketing
 
Tipos de comunicação humana
Tipos de comunicação humanaTipos de comunicação humana
Tipos de comunicação humana
 
Introdução ao marketing
Introdução ao marketingIntrodução ao marketing
Introdução ao marketing
 
Técnicas fotográficas
Técnicas fotográficasTécnicas fotográficas
Técnicas fotográficas
 
Fotojornalismo
FotojornalismoFotojornalismo
Fotojornalismo
 
Fotografia publicitária
Fotografia publicitáriaFotografia publicitária
Fotografia publicitária
 
Introdução a linguagem fotográfica parte II
Introdução a linguagem fotográfica parte IIIntrodução a linguagem fotográfica parte II
Introdução a linguagem fotográfica parte II
 
Introdução à linguagem fotográfica parte I
Introdução à linguagem fotográfica parte IIntrodução à linguagem fotográfica parte I
Introdução à linguagem fotográfica parte I
 

Último

Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 

Introdução à comunicação

  • 2. O que é Teoria da Comunicação?
  • 3. O que é COMUNICAÇÃO?
  • 4. Introdução A comunicação pode ser considerada o processo social básico, primário, porque é ela que torna possível a própria vida em sociedade.
  • 5.  Comunicar = latim communicare, participar, fazer saber, tornar comum.  Origem - conceito social: homem e suas relações, transferência de informações, propósito (influência) e reciprocidade.  Situações de comunicação difere de situações de interpretação.
  • 6. História da comunicação humana 1. Comunicação corporal 2. Comunicação oral 3. Comunicação manuscrita 4. Comunicação impressa 5. Comunicação eletrônica Resumo : Cumulação e integração
  • 7. Modelos de Comunicação Esquema tricotômico da Comunicação: 1. A pessoa que fala; 2. O discurso que se pronuncia; 3. A pessoa que escuta. Emissor mensagem Receptor
  • 8. Processo comunicativo: o que aconteceu?
  • 9. Shannon e Weaver  Baseado na teoria matemática.  Eficiência: meios ou canais, mais informações e menos ruídos. ruído EMISSOR ruído ruído ruído decodificador ruído CANAL ruído DESTINO ruído aparelho receptor ruído aparelho emissor mensagem original codificador FONTE RECEPTOR mensagem recuperada
  • 10. Johnson  Palavras representam fatos;  Fatos implicam em linguagem. 1 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 2 3 4 5 6 7 8 9 10 etc. Ocorre um evento (estímulo sensorial) O evento estimula o Sr. A através de qualquer órgão sensorial Os impulsos nervosos desses estímulo vão ao cérebro do Sr. A produzindo sensações pré-verbais O Sr. A começa a traduzir essas sensações em palavras O Sr. A seleciona algumas palavras e as arruma de forma adequada Por meio de ondas sonoras e luminosas, o Sr. A fala com o Sr. B Os ouvidos e os olhos do Sr. B são atingidos por esses estímulos físicos Os impulsos nervosos resultantes desses estímulo se dirigem ao cérebro do Sr. B Os Sr. B começa a traduzir essas sensações em palavras O Sr. B seleciona algumas palavras e as arruma de maneira adequada, e então o Sr. B fala ou age estimulando em consequência o Sr. A ou alguém mais
  • 11. Laswell  Comunicação de massa (7 q’s)
  • 12. Laswell  Comunicação de massa (7 q’s) 1. 2. 3. 4. 5. Quem: inicia e guia o ato da comunicação Diz o quê: análise de conteúdo Em que canal: análise dos meios A quem: análise de audiência Com que efeitos: impacto produzido pela mensagem 6. Com que intenções: causas 7. Em que condições: como foi recebida (O. Holsti)
  • 13. Hofstätter  A mensagem é cifrada pelo emissor e decifrada pelo receptor.  Sinais: expressão (intenções), solicitação influência) e representação (informação). TRANSMISSOR conteúdo da informação simbolização produ ção motora do sinal RECEPTOR transmissão de sinais condu ção do meio físico LINGUAGEM COMUM dessimboli zação recep ção senso rial do sinal orientação
  • 14. Schramm  Baseado em Shannon e Weaver campo de experiência campo de experiência fonte codificador EMISSOR sinal decodificador RECEPTOR destino
  • 15. Glossário da comunicação humana  Emissor: quem produz  Receptor: destinatário  Mensagem: o que é transmitido  Signos: elementos da mensagem (palavra, gesto, imagem)  Informação: conteúdo  Sintonia: ligação entre emissor/receptor  Código: linguagem da mensagem (visual, sonora, tátil)  Retorno ou feedback  Contexto: interno e externo  Sinais: físicos (gráficos, sonoros, ondas luminosas)  Canal: meio físico  Ruído: sinal que atrapalha  Repertório: código utilizado para enviar a mensagem  Redundância: repetição de signos dentro de uma mensagem