SlideShare uma empresa Scribd logo
Gestão e valorização do litoral e
do espaço marítimo
Recursos marítimos
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
Problemas do litoral
A sobre-exploração dos
recursos piscícolas.
A poluição das águas.
A pressão humana, que
conduz à degradação da
linha de costa.
Poderão ser minimizados
e prevenidos através:
ordenamento do litoral
• implementação dos
Planos de Ordenamento
da Orla Costeira
• e outros instrumentos
de gestão integrada
das zonas costeiras
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
tendo em conta a resolução e prevenção de
problemas e situações de risco e a
valorização das suas potencialidades.
Os problemas e as soluções
Fig. Limites da aplicação da Estratégia
Nacional de Gestão Integrada da Zona
Costeira (ENGIZC).
 A intensa litoralização…
no padrão de ocupação humana
e o papel da zona costeira como
interface entre a terra e o espaço
marítimo português
tornam indispensável que a gestão do
litoral se faça de forma integrada,
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
 O facto de a frota de pesca portuguesa:
• ser constituída, sobretudo, por embarcações de pesca local e de
pequena dimensão…
 constitui uma vantagem em termos ambientais (doc.1).
A sobre-exploração dos recursos
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimosFig.Recrutamentoebiomassa
desovantedapescadaeda
sardinha,naságuasportuguesas.
Pesca
Portuguesa
• incide em
pesqueiros a curta
distância da costa;
• captura um
reduzido número
de espécies;
• contribui para a
progressiva
diminuição dos
stocks de
espécies como:
• sardinha;
• tamboril, pescada
e lagostim.
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
• ao esforço pesca, definindo
a dimensão das frotas e o
período de capturas;
 No âmbito:
• da Política Comum da Pesca,
• e do Plano Estratégico Nacional
para a Pesca,
• com o objetivo de garantir a
sustentabilidade da pesca e das
comunidades que dela vivem,
 são definidos três tipos de regras, que respeitam:
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
 No âmbito:
• da Política Comum da Pesca,
• e do Plano Estratégico Nacional
para a Pesca,
• com o objetivo de garantir a
sustentabilidade da pesca e das
comunidades que dela vivem,
 são definidos três tipos de regras, que respeitam:
• às quantidades, fixando, por
espécie, o total autorizado de
captura (TAC) e quotas de
pesca;
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
 No âmbito:
• da Política Comum da Pesca,
• e do Plano Estratégico Nacional
para a Pesca,
• com o objetivo de garantir a
sustentabilidade da pesca e das
comunidades que dela vivem,
 são definidos três tipos de regras, que respeitam:
• às técnicas utilizadas:
 indicando como e onde se pode pescar;
 definindo períodos e áreas de defeso;
tamanhos mínimos de desembarque e
malhagens mínimas das redes;
 exigindo o uso de artes de pesca seletivas,
que reduzem as capturas acessórias e os
danos no ambiente marinho.
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
• ao longo dos nossos corredores
marítimos, navegam em média,
mais de 200 navios por dia (cerca
de ¼ são petroleiros).
A poluição das águas
 As águas portuguesas apresentam
um risco considerável de poluição.
devido:
• geram efluentes com elevadas
cargas de nutrientes e
poluentes de origem agrícola,
industrial e urbana.
• grande concentração de
população e atividades
económicas no litoral;
• intensa atividade portuária e
grande intensidade de tráfego
marítimo
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
 A poluição provocada pela navegação resulta:
• de despejos ilegais das lavagens dos porões no mar;
• de derrames de petróleo;
que originam as marés negras – derrame de hidrocarbonetos
no mar.
Fig. Efeitos das marés negrasFig. Transporte de petróleo
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
• o reforço da capacidade de vigilância;
• intervenção em caso de acidente
 A enorme extensão da ZEE portuguesa dificulta o controlo do espaço
marítimo português, por isso:
• é fundamental para a
otimização e sustentabilidade
dos nossos recursos
marinhos (doc. 2).
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
 Portugal tem melhorado os esforços de fiscalização…
• utilizando tecnologia de satélite em conjugação com meios
navais e aéreos.
• O uso de satélites tem a vantagem:
 de reduzir custos;
 de cobrir permanentemente uma área considerável;
 ter um carácter dissuasor para os potenciais infratores.
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
• tem deixado marcas em
todo o litoral português,
colocando em risco o seu
equilíbrio.
A pressão urbanística
Fig. Vilamoura, Algarve.
 A forte litoralização da
distribuição da população e das
aglomerações urbanas
contribuiu para
ocupação desordenada em
muitas áreas do litoral.
A degradação da
paisagem
• com a construção
desenfreada nas áreas
envolventes
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
Para a degradação do
litoral português…
Degradação do litoral e erosão costeira
impede a fixação
de vegetação,
fatores humanos
contribuem
fatores naturais
• pressão humana
sobre as dunas
coloca em risco a
sua estabilidade
facilitando o avanço
das areias e do mar;
• e favorecem o avanço
do mar;
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
• diminuição da
quantidade de sedimentos
que atingem a costa
devido à ação
das barragens
à extração de
areias dos rios
• alteram a quantidade e o
percurso dos sedimentos
Fig. Barragem de
castelo de bode Fig. Extração de areias
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
provocada pelo
aquecimento global
• construção
sobre as arribas,
estruturas em erosão
mais rápido
desmoronamento e recuo
• subida do nível médio
das águas do mar
e consequente recuo da
linha da costa;
Fig.AzenhasdoMar
-Sintra
Fig.Subidadonível
médiodaságuas
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
Fig.ZonasderisconaorlacosteiradePortugalContinental.
Fig. Taxa média de recuo em algumas áreas da
zona costeira, em Portugal (2006).
maior exposição à
ação erosiva do mar
predominantemente
regular
• configuração da
linha de costa
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
 As obras de proteção e
sustentação da costa
esporões
paredões
• utilizadas para
minimizar os
riscos
• além de serem
dispendiosas
• induzem a erosão a
sul dos locais onde
são construídos.
Fig.VistaaéreaEspinho(Silvalde)
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
Gestão integrada do litoral
Plano de
Ordenamento do
Espaço Marítimo –
POEM
Estratégia Nacional de
Gestão Integrada
da Zona Costeira –
ENGIZC
Planos de
Ordenamento
da Orla Costeira –
POOC
instrumentos que se
articulam e complementam
Gestão integrada da orla costeira
está definida e é aplicada através de diversos
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
• Ordenar e orientar os usos e atividades
específicas da orla costeira.
• Classificar, valorizar e qualificar as praias
estratégicas em termos ambientais e
turísticos.
• Garantir a defesa e conservação da
Natureza.
• Promover a sustentabilidade da orla
costeira.
Planos de Ordenamento
da Orla Costeira – POOC (1992)
Nove troços que incluem toda a costa,
exceto as áreas portuárias.
Fig.Planosdeordenamentodaorlacosteira.
Principais objetivos
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
Estratégia Nacional de Gestão Integrada
da Zona Costeira – ENGIZC (2009)
• Conservar e valorizar os recursos e o património natural,
paisagístico e cultural.
• Antecipar, prevenir e gerir situações de risco e de impactes de
natureza ambiental, social e económica.
• Promover o desenvolvimento sustentável de atividades
geradoras de riqueza e que contribuam para a valorização de
recursos específicos da zona costeira.
• Aprofundar o conhecimento científico sobre os sistemas, os
ecossistemas e as paisagens costeiras.
Principais objetivos
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo – POEM
(fase de conclusão – 2013)
• Enumerar e cartografar as atividades do espaço marítimo,
identificando o grau de dependência das comunidades locais e
delimitando os espaços já consignados.
• Ordenar os usos e atividades do espaço marítimo.
• Garantir a preservação, recuperação e utilização sustentável
dos recursos, potenciando a utilização eficiente do espaço
marítimo.
Principais objetivos
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
 falta de um projeto
de desenvolvimento
sustentado.
Atividades turísticas e de lazer
• inegáveis capacidades
turísticas
Litoral português
 potencializadas pela
amenidade do clima.
• grande
desenvolvimento do
turismo de sol e praia
 a partir da década
de sessenta.
• efeitos negativos, em
particular no Algarve
Fig. Carvoeiro - Algarve
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
Fig. Evolução da qualidade das águas balneares costeiras.
 É importante que a atividade turística continue a desenvolver-se, mas…
• de forma sustentável, preservando e valorizando os recursos
ambientais do litoral.
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
 Devem ser desincentivadas:
Exemplo: mergulho e observação
de cetáceos (doc.1).
• as ações que implicam a sobrecarga
de regiões já saturadas;
• ou a ocupação de áreas sensíveis
do ponto de vista ambiental,
• promovendo novos
motivos de interesse
• atividades de lazer
ligadas à Natureza
Fig.Açores
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
• a produção de energias
renováveis, a partir das
ondas, das marés ou dos
ventos (doc.2);
Valorização de outros recursos
• constitui uma fonte de enorme
quantidade e diversidade de
recursos.
 O mar…
São exemplos:
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
 estudo e preservação
da riqueza arqueológica
e biológica
 exploração de recursos
naturais como
hidrocarbonetos e
minerais úteis à indústria;
 para a indústria,
alimentação humana,
fertilização dos solos,
etc.;
 pela sua
dessalinização,
como ocorre no
Porto Santo;
• a extração de sal e
a recolha de algas
• a obtenção de
água potável
• a valorização dos
fundos marinhos
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
• a promoção de eventos e atividades desportivas, como são as provas de vela,
de surf, etc. (doc.3).
Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
Fim da apresentação

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

valorizacao_da_radiacao_solar[1]
valorizacao_da_radiacao_solar[1]valorizacao_da_radiacao_solar[1]
valorizacao_da_radiacao_solar[1]
Ministério da Educação
 
Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
manjosp
 
Principais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesaPrincipais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesa
Thepatriciamartins12
 
As disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricasAs disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricas
Ilda Bicacro
 
Pesca
PescaPesca
Pesca
PescaPesca
As fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agráriosAs fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agrários
Ilda Bicacro
 
Agricultura Transmontana
Agricultura TransmontanaAgricultura Transmontana
Agricultura Transmontana
Oxana Marian
 
Produção agrícola nacional- Alentejo
Produção agrícola nacional- AlentejoProdução agrícola nacional- Alentejo
Produção agrícola nacional- Alentejo
Davide Ferreira
 
Características da população agrícola
Características da população agrícolaCaracterísticas da população agrícola
Características da população agrícola
Maria Adelaide
 
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas UrbanasGeografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Raffaella Ergün
 
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
713773
 
Geografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Geografia A 10 ano - Recursos do SubsoloGeografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Geografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Raffaella Ergün
 
Variabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarVariabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solar
Ilda Bicacro
 
Tipos de Pesca
Tipos de PescaTipos de Pesca
Tipos de Pesca
Geografia .
 
As novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas ruraisAs novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas rurais
Ilda Bicacro
 
A Agricultura
A AgriculturaA Agricultura
A Agricultura
Maria Adelaide
 
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
Ilda Bicacro
 
Geografia A 11 ano - União Europeia
Geografia A 11 ano - União EuropeiaGeografia A 11 ano - União Europeia
Geografia A 11 ano - União Europeia
Raffaella Ergün
 
Geografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - PopulaçãoGeografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - População
Raffaella Ergün
 

Mais procurados (20)

valorizacao_da_radiacao_solar[1]
valorizacao_da_radiacao_solar[1]valorizacao_da_radiacao_solar[1]
valorizacao_da_radiacao_solar[1]
 
Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
 
Principais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesaPrincipais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesa
 
As disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricasAs disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricas
 
Pesca
PescaPesca
Pesca
 
Pesca
PescaPesca
Pesca
 
As fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agráriosAs fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agrários
 
Agricultura Transmontana
Agricultura TransmontanaAgricultura Transmontana
Agricultura Transmontana
 
Produção agrícola nacional- Alentejo
Produção agrícola nacional- AlentejoProdução agrícola nacional- Alentejo
Produção agrícola nacional- Alentejo
 
Características da população agrícola
Características da população agrícolaCaracterísticas da população agrícola
Características da população agrícola
 
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas UrbanasGeografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
 
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia ...
 
Geografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Geografia A 10 ano - Recursos do SubsoloGeografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Geografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
 
Variabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarVariabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solar
 
Tipos de Pesca
Tipos de PescaTipos de Pesca
Tipos de Pesca
 
As novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas ruraisAs novas oportunidades para as áreas rurais
As novas oportunidades para as áreas rurais
 
A Agricultura
A AgriculturaA Agricultura
A Agricultura
 
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)
 
Geografia A 11 ano - União Europeia
Geografia A 11 ano - União EuropeiaGeografia A 11 ano - União Europeia
Geografia A 11 ano - União Europeia
 
Geografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - PopulaçãoGeografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - População
 

Destaque

Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)
Ilda Bicacro
 
Variabilidade da radiação solar(3)
Variabilidade da radiação solar(3)Variabilidade da radiação solar(3)
Variabilidade da radiação solar(3)
Ilda Bicacro
 
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsoloOs problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Ilda Bicacro
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
Ilda Bicacro
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
Ilda Bicacro
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
Ilda Bicacro
 
Variabilidade da radiação solar(i)
Variabilidade da radiação solar(i)Variabilidade da radiação solar(i)
Variabilidade da radiação solar(i)
Ilda Bicacro
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Ilda Bicacro
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
Ilda Bicacro
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
Ilda Bicacro
 
Inserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaçosInserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaços
Ilda Bicacro
 
Inserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaçosInserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaços
Ilda Bicacro
 
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).pptAs estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
Ilda Bicacro
 
Território português
Território portuguêsTerritório português
Território português
Ilda Bicacro
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficos
Ilda Bicacro
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Ilda Bicacro
 
Evolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaEvolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesa
Ilda Bicacro
 
Encontro com antónio mota
Encontro com antónio motaEncontro com antónio mota
Encontro com antónio mota
poletef
 
Recursos Marinhos
Recursos MarinhosRecursos Marinhos
Recursos Marinhos
martapereiraaa
 
Np votacao 2017
Np votacao 2017Np votacao 2017
Np votacao 2017
Ilda Bicacro
 

Destaque (20)

Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)
 
Variabilidade da radiação solar(3)
Variabilidade da radiação solar(3)Variabilidade da radiação solar(3)
Variabilidade da radiação solar(3)
 
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsoloOs problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
 
Variabilidade da radiação solar(i)
Variabilidade da radiação solar(i)Variabilidade da radiação solar(i)
Variabilidade da radiação solar(i)
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficos
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
 
Inserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaçosInserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaços
 
Inserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaçosInserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaços
 
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).pptAs estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
 
Território português
Território portuguêsTerritório português
Território português
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficos
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
 
Evolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesaEvolução da população portuguesa
Evolução da população portuguesa
 
Encontro com antónio mota
Encontro com antónio motaEncontro com antónio mota
Encontro com antónio mota
 
Recursos Marinhos
Recursos MarinhosRecursos Marinhos
Recursos Marinhos
 
Np votacao 2017
Np votacao 2017Np votacao 2017
Np votacao 2017
 

Semelhante a Gestão e valorização do litoral e do espaço marítimo (1)

Geografia 10ºC/BE
Geografia 10ºC/BEGeografia 10ºC/BE
Geografia 10ºC/BE
Biblioteia
 
Os desafios do ordenamento da orla costeira e do espaço marinho - Ideias para...
Os desafios do ordenamento da orla costeira e do espaço marinho - Ideias para...Os desafios do ordenamento da orla costeira e do espaço marinho - Ideias para...
Os desafios do ordenamento da orla costeira e do espaço marinho - Ideias para...
Development Workshop Angola
 
Projecto de execução de eSPaçoS exterioreS - Praia daS avencaS, Parede requal...
Projecto de execução de eSPaçoS exterioreS - Praia daS avencaS, Parede requal...Projecto de execução de eSPaçoS exterioreS - Praia daS avencaS, Parede requal...
Projecto de execução de eSPaçoS exterioreS - Praia daS avencaS, Parede requal...
Cláudio Carneiro
 
Conguefu
ConguefuConguefu
Conguefu
José Cabaço
 
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia PortuguesaApresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Rui Santos Camelo
 
Geografia 10ºC/BE2
Geografia 10ºC/BE2Geografia 10ºC/BE2
Geografia 10ºC/BE2
Biblioteia
 
Forum biodiversidade nautica_terceira_dram_10_2015
Forum biodiversidade nautica_terceira_dram_10_2015Forum biodiversidade nautica_terceira_dram_10_2015
Forum biodiversidade nautica_terceira_dram_10_2015
PTMacaronesia
 
Potencialidades do Litoral
Potencialidades do LitoralPotencialidades do Litoral
Potencialidades do Litoral
Catarina Castro
 
6 recursos marítimos correção
6 recursos marítimos correção6 recursos marítimos correção
6 recursos marítimos correção
CliaLouro2
 
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
MarianaCombo
 
Geografia A
Geografia AGeografia A
Geografia A
Alcina Barbosa
 
Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3 Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3
Biblioteia
 
Pp a pesca em portugal
Pp a pesca em portugalPp a pesca em portugal
Pp a pesca em portugal
mariasilva3851
 
Turismo e logística portuária (SANTOS, SP)
Turismo e logística portuária (SANTOS, SP)Turismo e logística portuária (SANTOS, SP)
Turismo e logística portuária (SANTOS, SP)
Aristides Faria
 
Grupo de Acção Costeira da Região de Aveiro
Grupo de Acção Costeira da Região de AveiroGrupo de Acção Costeira da Região de Aveiro
Grupo de Acção Costeira da Região de Aveiro
Comunidade Intemunicipal da Região de Aveiro
 
Plano Estratégico para a Margem Ribeirinha de Gondomar (POLIS de Gondomar)
Plano Estratégico para a Margem Ribeirinha de Gondomar (POLIS de Gondomar)Plano Estratégico para a Margem Ribeirinha de Gondomar (POLIS de Gondomar)
Plano Estratégico para a Margem Ribeirinha de Gondomar (POLIS de Gondomar)
Joaquim Flores
 
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continentalSebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Idalina Leite
 
ORDENAMENTO DO LITORAL
ORDENAMENTO DO LITORAL  ORDENAMENTO DO LITORAL
ORDENAMENTO DO LITORAL
Cláudio Carneiro
 
Terminal de Cruzeiros do Porto Grande - Cabo Verde
Terminal de Cruzeiros do Porto Grande -  Cabo Verde Terminal de Cruzeiros do Porto Grande -  Cabo Verde
Terminal de Cruzeiros do Porto Grande - Cabo Verde
aplop
 
Nuno Oliveira Seaconomics Seminário Coastwatch
Nuno Oliveira Seaconomics Seminário Coastwatch Nuno Oliveira Seaconomics Seminário Coastwatch
Nuno Oliveira Seaconomics Seminário Coastwatch
Nuno Gaspar de Oliveira
 

Semelhante a Gestão e valorização do litoral e do espaço marítimo (1) (20)

Geografia 10ºC/BE
Geografia 10ºC/BEGeografia 10ºC/BE
Geografia 10ºC/BE
 
Os desafios do ordenamento da orla costeira e do espaço marinho - Ideias para...
Os desafios do ordenamento da orla costeira e do espaço marinho - Ideias para...Os desafios do ordenamento da orla costeira e do espaço marinho - Ideias para...
Os desafios do ordenamento da orla costeira e do espaço marinho - Ideias para...
 
Projecto de execução de eSPaçoS exterioreS - Praia daS avencaS, Parede requal...
Projecto de execução de eSPaçoS exterioreS - Praia daS avencaS, Parede requal...Projecto de execução de eSPaçoS exterioreS - Praia daS avencaS, Parede requal...
Projecto de execução de eSPaçoS exterioreS - Praia daS avencaS, Parede requal...
 
Conguefu
ConguefuConguefu
Conguefu
 
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia PortuguesaApresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
Apresentação Turismo Náutico IX Congresso da Geografia Portuguesa
 
Geografia 10ºC/BE2
Geografia 10ºC/BE2Geografia 10ºC/BE2
Geografia 10ºC/BE2
 
Forum biodiversidade nautica_terceira_dram_10_2015
Forum biodiversidade nautica_terceira_dram_10_2015Forum biodiversidade nautica_terceira_dram_10_2015
Forum biodiversidade nautica_terceira_dram_10_2015
 
Potencialidades do Litoral
Potencialidades do LitoralPotencialidades do Litoral
Potencialidades do Litoral
 
6 recursos marítimos correção
6 recursos marítimos correção6 recursos marítimos correção
6 recursos marítimos correção
 
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
 
Geografia A
Geografia AGeografia A
Geografia A
 
Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3 Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3
 
Pp a pesca em portugal
Pp a pesca em portugalPp a pesca em portugal
Pp a pesca em portugal
 
Turismo e logística portuária (SANTOS, SP)
Turismo e logística portuária (SANTOS, SP)Turismo e logística portuária (SANTOS, SP)
Turismo e logística portuária (SANTOS, SP)
 
Grupo de Acção Costeira da Região de Aveiro
Grupo de Acção Costeira da Região de AveiroGrupo de Acção Costeira da Região de Aveiro
Grupo de Acção Costeira da Região de Aveiro
 
Plano Estratégico para a Margem Ribeirinha de Gondomar (POLIS de Gondomar)
Plano Estratégico para a Margem Ribeirinha de Gondomar (POLIS de Gondomar)Plano Estratégico para a Margem Ribeirinha de Gondomar (POLIS de Gondomar)
Plano Estratégico para a Margem Ribeirinha de Gondomar (POLIS de Gondomar)
 
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continentalSebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
Sebenta de Geo A_ Evolução do litoral continental
 
ORDENAMENTO DO LITORAL
ORDENAMENTO DO LITORAL  ORDENAMENTO DO LITORAL
ORDENAMENTO DO LITORAL
 
Terminal de Cruzeiros do Porto Grande - Cabo Verde
Terminal de Cruzeiros do Porto Grande -  Cabo Verde Terminal de Cruzeiros do Porto Grande -  Cabo Verde
Terminal de Cruzeiros do Porto Grande - Cabo Verde
 
Nuno Oliveira Seaconomics Seminário Coastwatch
Nuno Oliveira Seaconomics Seminário Coastwatch Nuno Oliveira Seaconomics Seminário Coastwatch
Nuno Oliveira Seaconomics Seminário Coastwatch
 

Mais de Ilda Bicacro

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Ilda Bicacro
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Ilda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
Ilda Bicacro
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
Ilda Bicacro
 
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptxProjeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Ilda Bicacro
 
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Ilda Bicacro
 
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptxESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
Ilda Bicacro
 
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! SertãConstrução (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Ilda Bicacro
 
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfunicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
Ilda Bicacro
 
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfA nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
Ilda Bicacro
 
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
Ilda Bicacro
 
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxEB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
Ilda Bicacro
 
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfProjeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Ilda Bicacro
 
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxInterculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Ilda Bicacro
 
Direitos das crianças
Direitos das criançasDireitos das crianças
Direitos das crianças
Ilda Bicacro
 

Mais de Ilda Bicacro (20)

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptxProjeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
 
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
 
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
 
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
 
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptxESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
 
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! SertãConstrução (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
 
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfunicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
 
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfA nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
 
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
 
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxEB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
 
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfProjeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
 
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxInterculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
 
Direitos das crianças
Direitos das criançasDireitos das crianças
Direitos das crianças
 

Último

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 

Último (20)

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 

Gestão e valorização do litoral e do espaço marítimo (1)

  • 1. Gestão e valorização do litoral e do espaço marítimo Recursos marítimos
  • 2. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos Problemas do litoral A sobre-exploração dos recursos piscícolas. A poluição das águas. A pressão humana, que conduz à degradação da linha de costa. Poderão ser minimizados e prevenidos através: ordenamento do litoral • implementação dos Planos de Ordenamento da Orla Costeira • e outros instrumentos de gestão integrada das zonas costeiras
  • 3. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos tendo em conta a resolução e prevenção de problemas e situações de risco e a valorização das suas potencialidades. Os problemas e as soluções Fig. Limites da aplicação da Estratégia Nacional de Gestão Integrada da Zona Costeira (ENGIZC).  A intensa litoralização… no padrão de ocupação humana e o papel da zona costeira como interface entre a terra e o espaço marítimo português tornam indispensável que a gestão do litoral se faça de forma integrada,
  • 4. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos  O facto de a frota de pesca portuguesa: • ser constituída, sobretudo, por embarcações de pesca local e de pequena dimensão…  constitui uma vantagem em termos ambientais (doc.1). A sobre-exploração dos recursos
  • 5. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimosFig.Recrutamentoebiomassa desovantedapescadaeda sardinha,naságuasportuguesas. Pesca Portuguesa • incide em pesqueiros a curta distância da costa; • captura um reduzido número de espécies; • contribui para a progressiva diminuição dos stocks de espécies como: • sardinha; • tamboril, pescada e lagostim.
  • 6. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos • ao esforço pesca, definindo a dimensão das frotas e o período de capturas;  No âmbito: • da Política Comum da Pesca, • e do Plano Estratégico Nacional para a Pesca, • com o objetivo de garantir a sustentabilidade da pesca e das comunidades que dela vivem,  são definidos três tipos de regras, que respeitam:
  • 7. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos  No âmbito: • da Política Comum da Pesca, • e do Plano Estratégico Nacional para a Pesca, • com o objetivo de garantir a sustentabilidade da pesca e das comunidades que dela vivem,  são definidos três tipos de regras, que respeitam: • às quantidades, fixando, por espécie, o total autorizado de captura (TAC) e quotas de pesca;
  • 8. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos  No âmbito: • da Política Comum da Pesca, • e do Plano Estratégico Nacional para a Pesca, • com o objetivo de garantir a sustentabilidade da pesca e das comunidades que dela vivem,  são definidos três tipos de regras, que respeitam: • às técnicas utilizadas:  indicando como e onde se pode pescar;  definindo períodos e áreas de defeso; tamanhos mínimos de desembarque e malhagens mínimas das redes;  exigindo o uso de artes de pesca seletivas, que reduzem as capturas acessórias e os danos no ambiente marinho.
  • 9. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos • ao longo dos nossos corredores marítimos, navegam em média, mais de 200 navios por dia (cerca de ¼ são petroleiros). A poluição das águas  As águas portuguesas apresentam um risco considerável de poluição. devido: • geram efluentes com elevadas cargas de nutrientes e poluentes de origem agrícola, industrial e urbana. • grande concentração de população e atividades económicas no litoral; • intensa atividade portuária e grande intensidade de tráfego marítimo
  • 10. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos  A poluição provocada pela navegação resulta: • de despejos ilegais das lavagens dos porões no mar; • de derrames de petróleo; que originam as marés negras – derrame de hidrocarbonetos no mar. Fig. Efeitos das marés negrasFig. Transporte de petróleo
  • 11. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos • o reforço da capacidade de vigilância; • intervenção em caso de acidente  A enorme extensão da ZEE portuguesa dificulta o controlo do espaço marítimo português, por isso: • é fundamental para a otimização e sustentabilidade dos nossos recursos marinhos (doc. 2).
  • 12. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos  Portugal tem melhorado os esforços de fiscalização… • utilizando tecnologia de satélite em conjugação com meios navais e aéreos. • O uso de satélites tem a vantagem:  de reduzir custos;  de cobrir permanentemente uma área considerável;  ter um carácter dissuasor para os potenciais infratores.
  • 13. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos • tem deixado marcas em todo o litoral português, colocando em risco o seu equilíbrio. A pressão urbanística Fig. Vilamoura, Algarve.  A forte litoralização da distribuição da população e das aglomerações urbanas contribuiu para ocupação desordenada em muitas áreas do litoral. A degradação da paisagem • com a construção desenfreada nas áreas envolventes
  • 14. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos Para a degradação do litoral português… Degradação do litoral e erosão costeira impede a fixação de vegetação, fatores humanos contribuem fatores naturais • pressão humana sobre as dunas coloca em risco a sua estabilidade facilitando o avanço das areias e do mar;
  • 15. • e favorecem o avanço do mar; Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos • diminuição da quantidade de sedimentos que atingem a costa devido à ação das barragens à extração de areias dos rios • alteram a quantidade e o percurso dos sedimentos Fig. Barragem de castelo de bode Fig. Extração de areias
  • 16. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos provocada pelo aquecimento global • construção sobre as arribas, estruturas em erosão mais rápido desmoronamento e recuo • subida do nível médio das águas do mar e consequente recuo da linha da costa; Fig.AzenhasdoMar -Sintra Fig.Subidadonível médiodaságuas
  • 17. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos Fig.ZonasderisconaorlacosteiradePortugalContinental. Fig. Taxa média de recuo em algumas áreas da zona costeira, em Portugal (2006). maior exposição à ação erosiva do mar predominantemente regular • configuração da linha de costa
  • 18. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos  As obras de proteção e sustentação da costa esporões paredões • utilizadas para minimizar os riscos • além de serem dispendiosas • induzem a erosão a sul dos locais onde são construídos. Fig.VistaaéreaEspinho(Silvalde)
  • 19. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos Gestão integrada do litoral Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo – POEM Estratégia Nacional de Gestão Integrada da Zona Costeira – ENGIZC Planos de Ordenamento da Orla Costeira – POOC instrumentos que se articulam e complementam Gestão integrada da orla costeira está definida e é aplicada através de diversos
  • 20. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos • Ordenar e orientar os usos e atividades específicas da orla costeira. • Classificar, valorizar e qualificar as praias estratégicas em termos ambientais e turísticos. • Garantir a defesa e conservação da Natureza. • Promover a sustentabilidade da orla costeira. Planos de Ordenamento da Orla Costeira – POOC (1992) Nove troços que incluem toda a costa, exceto as áreas portuárias. Fig.Planosdeordenamentodaorlacosteira. Principais objetivos
  • 21. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos Estratégia Nacional de Gestão Integrada da Zona Costeira – ENGIZC (2009) • Conservar e valorizar os recursos e o património natural, paisagístico e cultural. • Antecipar, prevenir e gerir situações de risco e de impactes de natureza ambiental, social e económica. • Promover o desenvolvimento sustentável de atividades geradoras de riqueza e que contribuam para a valorização de recursos específicos da zona costeira. • Aprofundar o conhecimento científico sobre os sistemas, os ecossistemas e as paisagens costeiras. Principais objetivos
  • 22. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo – POEM (fase de conclusão – 2013) • Enumerar e cartografar as atividades do espaço marítimo, identificando o grau de dependência das comunidades locais e delimitando os espaços já consignados. • Ordenar os usos e atividades do espaço marítimo. • Garantir a preservação, recuperação e utilização sustentável dos recursos, potenciando a utilização eficiente do espaço marítimo. Principais objetivos
  • 23. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos  falta de um projeto de desenvolvimento sustentado. Atividades turísticas e de lazer • inegáveis capacidades turísticas Litoral português  potencializadas pela amenidade do clima. • grande desenvolvimento do turismo de sol e praia  a partir da década de sessenta. • efeitos negativos, em particular no Algarve Fig. Carvoeiro - Algarve
  • 24. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos Fig. Evolução da qualidade das águas balneares costeiras.  É importante que a atividade turística continue a desenvolver-se, mas… • de forma sustentável, preservando e valorizando os recursos ambientais do litoral.
  • 25. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos  Devem ser desincentivadas: Exemplo: mergulho e observação de cetáceos (doc.1). • as ações que implicam a sobrecarga de regiões já saturadas; • ou a ocupação de áreas sensíveis do ponto de vista ambiental, • promovendo novos motivos de interesse • atividades de lazer ligadas à Natureza Fig.Açores
  • 26. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos
  • 27. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos • a produção de energias renováveis, a partir das ondas, das marés ou dos ventos (doc.2); Valorização de outros recursos • constitui uma fonte de enorme quantidade e diversidade de recursos.  O mar… São exemplos:
  • 28. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos  estudo e preservação da riqueza arqueológica e biológica  exploração de recursos naturais como hidrocarbonetos e minerais úteis à indústria;  para a indústria, alimentação humana, fertilização dos solos, etc.;  pela sua dessalinização, como ocorre no Porto Santo; • a extração de sal e a recolha de algas • a obtenção de água potável • a valorização dos fundos marinhos
  • 29. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos • a promoção de eventos e atividades desportivas, como são as provas de vela, de surf, etc. (doc.3).
  • 30. Gestão e valorização do litoral e dos recursos marítimos