SlideShare uma empresa Scribd logo
Recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no
aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 Apesar da diversidade e relativa abundância dos recursos do
subsolo português, o setor debate-se com problemas…
• tanto no que respeita à sua exploração;
• como à sua colocação no mercado;
• além dos impactes ambientais que deve prevenir e resolver.
 A sua potencialização implica um conjunto de medidas que promovam a
solução dos problemas e a sua correta gestão.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 A natureza geológica do território português é, como verificou, propícia
à ocorrência de uma grande variedade de recursos com potencial para
serem explorados, o que constitui um desafio, sabendo que a maioria são
não renováveis.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Fig. Mobiliário em mármore.
…bem como de indústrias
de transformação a
jusante que valorizam os
produtos e lhes
acrescentam valor.
 A indústria extrativa contribui para promover o desenvolvimento das
comunidades e regiões onde se desenvolve, através:
da criação de emprego e de
riqueza…
… favorecendo o
surgimento de
empresas locais que
lhes fornecem bens e
serviços…
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 A exploração dos recursos minerais levanta, contudo, vários problemas
difíceis de gerir que decorrem do facto:
de estes terem de
ser explorados
onde ocorrem
e da sua exploração
produzir impactes
negativos sobre o
ambiente.
e apresentarem
dificuldades em concorrer
no mercado externo.
Acresce o facto de muitas
empresas portuguesas
serem pouco competitivas
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 Decorrente da escassez de recursos energéticos, Portugal apresenta uma
forte dependência energética do exterior
Fig. Origens do petróleo, do carvão e do gás natural, importados por Portugal em 2011.
Com forte impacte económico e ambiental.
maioritariamente de origem fóssil
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 A utilização crescente dos recursos minerais como matérias-primas
essenciais ao desenvolvimento da sociedade
(recursos naturais e humanos existentes
num dado território)
implica a valorização dos recursos endógenos
e exige uma estratégia que integre
as vertentes económica, energética
e ambiental.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 Embora Portugal seja um dos países da União Europeia com maiores
reservas de recursos minerais,
Concorrência difícil para a indústria extrativa…
Ferro
existem alguns aspetos que dificultam a sua exploração e
problemas associados à sua comercialização,
que tornam os custos de produção elevados e os preços pouco competitivos.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Extração difícil e dispendiosa
 A localização das jazidas ocorre, muitas vezes, em áreas de
difícil acesso, o que agrava os custos de produção:
• montanhosas e de relevo acidentado;
• a grande profundidade;
• com falta de infraestruturas viárias adequadas;
• em áreas protegidas, ou com restrições ao uso do solo, o que leva à
inviabilidade da sua exploração.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Fraca competitividade nos mercados
 Muitas das empresas do setor caracterizam-se por:
• pequena dimensão, sobretudo no subsetor das rochas
ornamentais;
• dificuldade na relação com os mercados, sobretudo o externo;
• fraca ligação à indústria transformadora para escoamento da
produção;
• dificuldade no cumprimento das regras de exploração em
termos técnicos, ambientais e de segurança;
• elevado custo da mão de obra, com salários, prevenção e
segurança e assistência na saúde, relativamente a outros países
produtores.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Forte concorrência internacional
 O mercado dos recursos minerais é controlado por
multinacionais que dominam a exploração das principais jazidas
mundiais em países como a China, o Chile e o Brasil e que obtêm
custos de produção bastante mais baixos e muito competitivos
devido a:
• mão de obra barata;
• normas de trabalho, segurança e ambientais menos restritivas.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 Apesar de, em Portugal, estarem definidas normas ambientais que se
aplicam à atividade extrativa
Riscos ambientais…
Explosão numa pedreira Mina abandonada
ocorrem ainda vários impactes ambientais
o mesmo sucedendo
com a produção,
consumo e distribuição
de energia.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
PROBLEMAS AMBIENTAIS
Atividade extrativa
• Contaminação dos solos e das
águas superficiais e subterrâneas
com produtos químicos, tóxicos e
radioativos junto das minas de
minérios metálicos, sobretudo no caso
das minas abandonadas.
• Degradação da paisagem com
grande impacte visual (pedreiras
e minas).
Minas de São Domingos
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
PROBLEMAS AMBIENTAIS
Recursos energéticos
• Acidentes e derrames que ocorrem
durante o transporte de combustíveis,
tanto marítimo como terrestre.
• Emissão de gases poluentes pela
refinação do petróleo, produção de
energia termoelétrica, indústria,
transporte e consumo, em geral.
• Agravamento do efeito de estufa,
podendo conduzir a alterações
climáticas irreversíveis.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 A distribuição e o consumo de produtos energéticos colocam ainda
problemas de segurança para as populações:
• risco de incêndio nos postos de abastecimento, mais graves quando se
localizam em áreas urbanas;
• perigo de derrame ou incêndio nas refinarias, nos oleodutos e gasodutos e
nos parques de armazenamento de combustíveis;
• perigo para as populações em caso de acidentes no transporte de energia,
sobretudo rodoviário.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 Portugal é totalmente dependente do
exterior em relação:
petróleo, gás natural e carvão
Fig. Peso do valor da importação de
produtos energéticos na balança
comercial portuguesa (2011).
Dependência externa…
uma vez que não dispõe desses recursos.
 Na balança comercial portuguesa
mantém-se muito elevado o peso do valor
dos produtos energéticos
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Fig. Evolução do valor das exportações e importações de petróleo, gás natural e carvão,
em Portugal.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 A oscilação dos preços dos produtos energéticos no mercado internacional
tem impactes na economia portuguesa e no dia a dia dos cidadãos.
Fig. Evolução das cotações médias anuais do barril de Brent.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Fig. Evolução dos preços dos combustíveis rodoviários, em Portugal.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 Assim, a forte dependência externa do nosso país face aos combustíveis
fósseis conduz a problemas como:
Dependência externa de recursos energéticos
• Elevado valor da despesa
externa com a importação de
combustíveis, o que contribui
grandemente para o défice da
balança comercial portuguesa.
• Constrangimentos para o
crescimento sustentado da
economia.
• Vulnerabilidade face às oscilações dos
preços dos combustíveis, sobretudo do
petróleo, as quais levam ao aumento
generalizado de todos os produtos.
• Vulnerabilidade relativamente a falhas
no abastecimento, que podem surgir na
sequência de problemas internacionais e
que têm também reflexo no aumento dos
preços dos produtos energéticos.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Fig. 5 Taxa de dependência energética nos países da União Europeia (2009).
A maioria dos países da União Europeia, apresentam dependência
energética, sobretudo em relação ao petróleo e ao gás natural.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 Mais da metade da energia consumida na União provém de países
externos, situação que tem vindo a agravar-se, nos últimos anos.
 Em 2009, dos 27…
• três países tinham uma dependência energética quase total;
• e 17 apresentavam uma taxa de dependência superior a 50%.
• Portugal, apesar de vir a reduzir, gradualmente, a sua dependência
posicionava-se no sexto lugar.
•No espaço comunitário, a Dinamarca é o único país autossuficiente,
com exportações de energia superiores às importações.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Valorizar os recursos do subsolo…
 Os recursos do subsolo português apresentam potencial capaz de contribuir
para a criação de emprego para o desenvolvimento das regiões
pelo que deverão ser valorizados do ponto
vista económico, social e ambiental.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
A valorização desses recursos implica:
• a procura de soluções para os principais problemas do setor;
• a mobilização de meios políticos, financeiros, científicos e tecnológicos
para a inventariação e localização de recursos ainda não aproveitados;
• a implementação de políticas integradas de desenvolvimento que
incluam estes recursos;
• a realização de estudos e a definição de medidas que levem a uma
relação de equilíbrio entre a indústria extrativa e a preservação
ambiental;
• a utilização dos recursos de forma mais racional e eficiente;
• a sua promoção nos mercados interno e externo.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 As medidas a tomar deverão respeitar as linhas de orientação da política
sobre recursos naturais e proteção do ambiente definidas a nível da União
Europeia,
promovendo a integração ambiental do setor e o
seu contributo para o desenvolvimento
económico-social.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
… minas e pedreiras.
Melhorar as condições de exploração
• Criar ou melhorar as infraestruturas, como estradas, ligações
telefónicas e redes de distribuição de eletricidade e água, para colmatar as
dificuldades da localização desfavorável de muitas jazidas e viabilizar a sua
exploração.
• Utilizar novas tecnologias que permitam a exploração de jazidas de
maior profundidade e o aproveitamento de minérios de baixo teor e outros
de grande valor unitário, como o ouro e a prata, associados ao volfrâmio,
ao cobre e ao estanho.
• Inventariar, avaliar e localizar os recursos do subsolo nacional,
continental e oceânico, através de novos métodos e técnicas de
prospeção e investigação.
• Reativar minas de riqueza considerável e implementar medidas de
apoio às que ainda estão em atividade.
• Implementar estratégias e políticas de recursos minerais de suporte
à indústria extrativa.
• Desenvolver e implementar políticas de ordenamento do território
que incluam os recursos minerais e que evitem conflitos no uso do solo.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Racionalizar o processo de produção
• Promover o redimensionamento das empresas, para que ganhem
capacidades técnicas e de gestão que as tornem mais competitivas no
mercado externo.
• Incentivar uma maior ligação às atividades a jusante da indústria
extrativa e a valorização dos produtos, gerando maior valor
acrescentado.
• Promover a certificação das empresas, garantindo a qualidade dos
processos de produção e dos produtos obtidos.
• Fomentar a elaboração de planos integrados de exploração, que
tenham em conta o desenvolvimento sustentável.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Minimizar os impactes ambientais
• Fomentar uma adequada gestão dos resíduos, através da sua
redução e reutilização.
• Garantir que a exploração de recursos minerais não coloca em risco o
equilíbrio ambiental e a sustentabilidade do desenvolvimento das áreas
onde se desenvolve.
• Promover a recuperação e requalificação ambiental das minas e
pedreiras desativadas.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 As águas minerais e de nascente constituem um recurso natural que,
embora renovável, é cada vez mais raro na sua forma pura e muito vulnerável
às agressões ambientais.
… águas...
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 Em Portugal, a sua exploração tem registado uma evolução positiva
que pode e deve ser potencializada através de:
• garantir a disponibilidade e características das águas através do
cumprimento efetivo das restrições ao uso do solo, nos perímetros
alargados de proteção dos aquíferos e das zonas de captação;
• utilização racional dos recursos, segundo normas técnicas que
garantam processos de exploração adequados e sustentáveis;
• realização de estudos hidrológicos que permitam conhecer e
aproveitar melhor os recursos existentes;
• modernização das indústrias de captação e engarrafamento de
águas, para garantir a qualidade e a competitividade no mercado
internacional.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 As estâncias termais localizam-se,
de um modo geral, em áreas pouco
industrializadas e são um fator de
desenvolvimento regional, dada a
importância do turismo de saúde.
… e termas.
 É um setor que importa valorizar através de medidas como:
• a criação de infraestruturas que diversifiquem a oferta de lazer e de
atividades turísticas paralelas;
• o aproveitamento energético do calor das águas;
• o alargamento do período de funcionamento, de modo a diminuir a
sazonalidade associada às termas;
• a diversificação da oferta para abarcar um público mais vasto.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 O consumo energético, em Portugal, está muito dependente de recursos
exógenos – provenientes do exterior.
 A potencialização dos recursos energéticos passa pela implementação de
uma política energética que incentive:
• a eficiência energética através da racionalização e redução dos
consumos e contribuindo para a diminuição dos impactes ambientais;
• o aumento da produção de energia a partir de fontes renováveis e
endógenas, de modo a atingir a meta comunitária de que 31% do consumo,
em 2020, seja de energia produzida a partir de fontes renováveis;
Política energética
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
• a investigação científica e a avaliação do potencial de aplicação da
energia geotérmica para geração de energia elétrica e para o
aproveitamento térmico da energia associada aos aquíferos ou em
formações geológicas;
• a diversificação das origens, no que respeita à variedade dos
parceiros comerciais e dos produtos energéticos;
• o desenvolvimento de novas tecnologias, menos poluentes e que não
impliquem a utilização de combustíveis fósseis;
• a prospeção de novas áreas do território para a identificação de
reservas nacionais de combustíveis fósseis.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Doc.2
Metas para 2020
 Portugal assumiu para 2020, no quadro dos seus
compromissos europeus, uma meta de consumo de energia
final de 31% a partir de fontes renováveis. Pretende-se
obter:
• Energia hídrica: 8600 MW de capacidade instalada em
2020;
• Energia eólica: 8500 MW de potência instalada em 2020.
• Solar: 1500 MW de potência instalada em 2020;
• Biomassa: instalação da potência já atribuída (250 MW);
promoção da produção de biomassa florestal.
• Biocombustíveis e biogás: exploração do potencial associado
aos resíduos e efluentes e ao biogás proveniente da digestão
anaeróbia de resíduos.
• Geotermia, ondas, e hidrogénio: promoção de uma nova
fileira na área da geotermia (250 MW em 2020); 250 MW de
potência instalada em 2020; desenvolvimento das tecnologias de
pilhas de combustível a hidrogénio até 2020.
Adaptado de Estratégia Nacional para a Energia – ENE 2020, Resolução do
Conselho de Ministros n.0 29/2010.
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
 Os grandes objetivos da política energética nacional e comunitária têm
em conta todos estes aspetos,
Fonte:Portal"NorteemRede"
visando também a concretização do
mercado interno da energia, através da
interconexão das redes e da construção de
novas ligações,
de modo a constituir uma rede
transeuropeia da energia.
Fim da apresentação

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
manjosp
 
Diversidade dos Recursos do Subsolo
Diversidade dos Recursos do SubsoloDiversidade dos Recursos do Subsolo
Diversidade dos Recursos do Subsolo
Catarina Castro
 
Variabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarVariabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solar
Ilda Bicacro
 
Conceitos subsolo 10ºse
Conceitos subsolo 10ºseConceitos subsolo 10ºse
Conceitos subsolo 10ºse
mariajosantos
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
Ilda Bicacro
 
As regiões agrárias: Entre Douro e Minho
As regiões agrárias: Entre Douro e MinhoAs regiões agrárias: Entre Douro e Minho
As regiões agrárias: Entre Douro e Minho
Sara Guerra
 
Atividade piscatória
Atividade piscatóriaAtividade piscatória
Atividade piscatória
Ilda Bicacro
 
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos HídricosGeografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Raffaella Ergün
 
Recursos do Subsolo
Recursos do SubsoloRecursos do Subsolo
Recursos do Subsolo
ana pinho
 
Agricultura: fatores condicionantes
Agricultura: fatores condicionantesAgricultura: fatores condicionantes
Agricultura: fatores condicionantes
Idalina Leite
 
1.agricultura 1 conceitos_2010-2011
1.agricultura 1 conceitos_2010-20111.agricultura 1 conceitos_2010-2011
1.agricultura 1 conceitos_2010-2011
Helena Saraiva
 
Geografia A 10 ano - Radiação Solar
Geografia A 10 ano - Radiação SolarGeografia A 10 ano - Radiação Solar
Geografia A 10 ano - Radiação Solar
Raffaella Ergün
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
Ilda Bicacro
 
A gestão do espaço marítimo
A gestão do espaço marítimoA gestão do espaço marítimo
A gestão do espaço marítimo
Oxana Marian
 
As áreas rurais - geografia 11ºano
As áreas rurais - geografia 11ºanoAs áreas rurais - geografia 11ºano
As áreas rurais - geografia 11ºano
Rita Pontes
 
Valorização da radiação solar
Valorização da radiação solarValorização da radiação solar
Valorização da radiação solar
Catarina Castro
 
A Politica AgríCola Comum
A Politica AgríCola ComumA Politica AgríCola Comum
A Politica AgríCola Comum
Maria Adelaide
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
Ilda Bicacro
 
A agricultura portuguesa e a política agrícola comum
A agricultura portuguesa e a política agrícola comumA agricultura portuguesa e a política agrícola comum
A agricultura portuguesa e a política agrícola comum
Ilda Bicacro
 
Problemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosProblemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursos
manjosp
 

Mais procurados (20)

Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
 
Diversidade dos Recursos do Subsolo
Diversidade dos Recursos do SubsoloDiversidade dos Recursos do Subsolo
Diversidade dos Recursos do Subsolo
 
Variabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarVariabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solar
 
Conceitos subsolo 10ºse
Conceitos subsolo 10ºseConceitos subsolo 10ºse
Conceitos subsolo 10ºse
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
 
As regiões agrárias: Entre Douro e Minho
As regiões agrárias: Entre Douro e MinhoAs regiões agrárias: Entre Douro e Minho
As regiões agrárias: Entre Douro e Minho
 
Atividade piscatória
Atividade piscatóriaAtividade piscatória
Atividade piscatória
 
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos HídricosGeografia A 10 ano - Recursos Hídricos
Geografia A 10 ano - Recursos Hídricos
 
Recursos do Subsolo
Recursos do SubsoloRecursos do Subsolo
Recursos do Subsolo
 
Agricultura: fatores condicionantes
Agricultura: fatores condicionantesAgricultura: fatores condicionantes
Agricultura: fatores condicionantes
 
1.agricultura 1 conceitos_2010-2011
1.agricultura 1 conceitos_2010-20111.agricultura 1 conceitos_2010-2011
1.agricultura 1 conceitos_2010-2011
 
Geografia A 10 ano - Radiação Solar
Geografia A 10 ano - Radiação SolarGeografia A 10 ano - Radiação Solar
Geografia A 10 ano - Radiação Solar
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
 
A gestão do espaço marítimo
A gestão do espaço marítimoA gestão do espaço marítimo
A gestão do espaço marítimo
 
As áreas rurais - geografia 11ºano
As áreas rurais - geografia 11ºanoAs áreas rurais - geografia 11ºano
As áreas rurais - geografia 11ºano
 
Valorização da radiação solar
Valorização da radiação solarValorização da radiação solar
Valorização da radiação solar
 
A Politica AgríCola Comum
A Politica AgríCola ComumA Politica AgríCola Comum
A Politica AgríCola Comum
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
 
A agricultura portuguesa e a política agrícola comum
A agricultura portuguesa e a política agrícola comumA agricultura portuguesa e a política agrícola comum
A agricultura portuguesa e a política agrícola comum
 
Problemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursosProblemas na exploração dos recursos
Problemas na exploração dos recursos
 

Destaque

Variabilidade da radiação solar(3)
Variabilidade da radiação solar(3)Variabilidade da radiação solar(3)
Variabilidade da radiação solar(3)
Ilda Bicacro
 
Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)
Ilda Bicacro
 
Variabilidade da radiação solar(i)
Variabilidade da radiação solar(i)Variabilidade da radiação solar(i)
Variabilidade da radiação solar(i)
Ilda Bicacro
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Ilda Bicacro
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Ilda Bicacro
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
Ilda Bicacro
 
Vaiacao anual temperatura
Vaiacao anual temperaturaVaiacao anual temperatura
Vaiacao anual temperatura
Ilda Bicacro
 
Território português
Território portuguêsTerritório português
Território português
Ilda Bicacro
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
Ilda Bicacro
 
10º gestão curr 3_recur_subsolo
10º gestão curr 3_recur_subsolo10º gestão curr 3_recur_subsolo
10º gestão curr 3_recur_subsolo
Ilda Bicacro
 
2 recursos do-subsolo-aguaspptx
2 recursos do-subsolo-aguaspptx2 recursos do-subsolo-aguaspptx
2 recursos do-subsolo-aguaspptx
Ilda Bicacro
 
Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)
Ilda Bicacro
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficos
Ilda Bicacro
 
10 atual populacao
10 atual populacao10 atual populacao
10 atual populacao
Ilda Bicacro
 
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).pptAs estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
Ilda Bicacro
 
Inserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaçosInserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaços
Ilda Bicacro
 
Trab grupo pais_ alemanha.ppt
Trab grupo pais_ alemanha.pptTrab grupo pais_ alemanha.ppt
Trab grupo pais_ alemanha.ppt
Ilda Bicacro
 
Fluxos informacao
Fluxos informacaoFluxos informacao
Fluxos informacao
Ilda Bicacro
 
A reorganização da rede urbana
A reorganização da rede urbanaA reorganização da rede urbana
A reorganização da rede urbana
Ilda Bicacro
 
A inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeiasA inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeias
Ilda Bicacro
 

Destaque (20)

Variabilidade da radiação solar(3)
Variabilidade da radiação solar(3)Variabilidade da radiação solar(3)
Variabilidade da radiação solar(3)
 
Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)Variabilidade da radiação solar(2)
Variabilidade da radiação solar(2)
 
Variabilidade da radiação solar(i)
Variabilidade da radiação solar(i)Variabilidade da radiação solar(i)
Variabilidade da radiação solar(i)
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficos
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
 
Vaiacao anual temperatura
Vaiacao anual temperaturaVaiacao anual temperatura
Vaiacao anual temperatura
 
Território português
Território portuguêsTerritório português
Território português
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
 
10º gestão curr 3_recur_subsolo
10º gestão curr 3_recur_subsolo10º gestão curr 3_recur_subsolo
10º gestão curr 3_recur_subsolo
 
2 recursos do-subsolo-aguaspptx
2 recursos do-subsolo-aguaspptx2 recursos do-subsolo-aguaspptx
2 recursos do-subsolo-aguaspptx
 
Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)
 
As estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficosAs estruturas e os comportamentos demográficos
As estruturas e os comportamentos demográficos
 
10 atual populacao
10 atual populacao10 atual populacao
10 atual populacao
 
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).pptAs estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
As estruturas e os comportamentos demográficos (1).ppt
 
Inserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaçosInserção de portugal em diferentes espaços
Inserção de portugal em diferentes espaços
 
Trab grupo pais_ alemanha.ppt
Trab grupo pais_ alemanha.pptTrab grupo pais_ alemanha.ppt
Trab grupo pais_ alemanha.ppt
 
Fluxos informacao
Fluxos informacaoFluxos informacao
Fluxos informacao
 
A reorganização da rede urbana
A reorganização da rede urbanaA reorganização da rede urbana
A reorganização da rede urbana
 
A inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeiasA inserção nas redes transeuropeias
A inserção nas redes transeuropeias
 

Semelhante a Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)

Recursos Energéticos
Recursos EnergéticosRecursos Energéticos
Recursos Energéticos
Catarina Castro
 
Recursos energéticos.ppt com materia para exame nacional
Recursos energéticos.ppt com materia para exame nacionalRecursos energéticos.ppt com materia para exame nacional
Recursos energéticos.ppt com materia para exame nacional
Cecília Gomes
 
3 Exames nacionais Recursos Subsolo.pdf
3 Exames nacionais Recursos Subsolo.pdf3 Exames nacionais Recursos Subsolo.pdf
3 Exames nacionais Recursos Subsolo.pdf
Guilherme20061
 
2.1 Os recursos do subsolo (Geografia A, 11ºano - resumos)
2.1 Os recursos do subsolo (Geografia A, 11ºano - resumos)2.1 Os recursos do subsolo (Geografia A, 11ºano - resumos)
2.1 Os recursos do subsolo (Geografia A, 11ºano - resumos)
TostaMalik1
 
Problemas subsolo 10º se
Problemas subsolo 10º seProblemas subsolo 10º se
Problemas subsolo 10º se
mariajosantos
 
Tes ava 2
Tes ava 2Tes ava 2
Tes ava 2
Ana Pinto
 
Energia- Geografia
Energia- GeografiaEnergia- Geografia
Energia- Geografia
Joyce Micielle
 
Correção teste 3 dez-07
Correção teste 3 dez-07Correção teste 3 dez-07
Correção teste 3 dez-07
manjosp
 
D - Como tem evoluído a atividade agrícola em Portugal.pdf
D - Como tem evoluído a atividade agrícola em Portugal.pdfD - Como tem evoluído a atividade agrícola em Portugal.pdf
D - Como tem evoluído a atividade agrícola em Portugal.pdf
DomingosSantos40
 
Recuperação de Áreas Degradadas usando mecanismos de créditos de carbono
Recuperação de Áreas Degradadas usando mecanismos de créditos de carbonoRecuperação de Áreas Degradadas usando mecanismos de créditos de carbono
Recuperação de Áreas Degradadas usando mecanismos de créditos de carbono
Instituto IDEIAS
 
ae_geo_pt_ppt14.pptx geografia 10 ano recursos energeticos no subsolo
ae_geo_pt_ppt14.pptx geografia 10 ano recursos energeticos no subsoloae_geo_pt_ppt14.pptx geografia 10 ano recursos energeticos no subsolo
ae_geo_pt_ppt14.pptx geografia 10 ano recursos energeticos no subsolo
Francisco636144
 
FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: "As potencialidades do Alentejo no campo dos Bio...
FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: "As potencialidades do Alentejo no campo dos Bio...FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: "As potencialidades do Alentejo no campo dos Bio...
FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: "As potencialidades do Alentejo no campo dos Bio...
Associação Nacional de Jovens Empresários
 
Educação e desenvolvimento sustentável no século xxi
Educação e desenvolvimento sustentável no século xxiEducação e desenvolvimento sustentável no século xxi
Educação e desenvolvimento sustentável no século xxi
Fernando Alcoforado
 
João lé
João léJoão lé
Slides final 7
Slides   final 7Slides   final 7
Slides final 7
Tuan Pedro
 
Gestao Recursos Hídricos
Gestao Recursos HídricosGestao Recursos Hídricos
Gestao Recursos Hídricos
Anabela Gonçalves
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
eunamahcado
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
eunamahcado
 
10º subsolo
10º subsolo10º subsolo
10º subsolo
Idalina Leite
 
PROPOSTA TEMÁTICA - O Alentejo é Futuro
PROPOSTA TEMÁTICA - O Alentejo é Futuro PROPOSTA TEMÁTICA - O Alentejo é Futuro
PROPOSTA TEMÁTICA - O Alentejo é Futuro
Cláudio Carneiro
 

Semelhante a Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1) (20)

Recursos Energéticos
Recursos EnergéticosRecursos Energéticos
Recursos Energéticos
 
Recursos energéticos.ppt com materia para exame nacional
Recursos energéticos.ppt com materia para exame nacionalRecursos energéticos.ppt com materia para exame nacional
Recursos energéticos.ppt com materia para exame nacional
 
3 Exames nacionais Recursos Subsolo.pdf
3 Exames nacionais Recursos Subsolo.pdf3 Exames nacionais Recursos Subsolo.pdf
3 Exames nacionais Recursos Subsolo.pdf
 
2.1 Os recursos do subsolo (Geografia A, 11ºano - resumos)
2.1 Os recursos do subsolo (Geografia A, 11ºano - resumos)2.1 Os recursos do subsolo (Geografia A, 11ºano - resumos)
2.1 Os recursos do subsolo (Geografia A, 11ºano - resumos)
 
Problemas subsolo 10º se
Problemas subsolo 10º seProblemas subsolo 10º se
Problemas subsolo 10º se
 
Tes ava 2
Tes ava 2Tes ava 2
Tes ava 2
 
Energia- Geografia
Energia- GeografiaEnergia- Geografia
Energia- Geografia
 
Correção teste 3 dez-07
Correção teste 3 dez-07Correção teste 3 dez-07
Correção teste 3 dez-07
 
D - Como tem evoluído a atividade agrícola em Portugal.pdf
D - Como tem evoluído a atividade agrícola em Portugal.pdfD - Como tem evoluído a atividade agrícola em Portugal.pdf
D - Como tem evoluído a atividade agrícola em Portugal.pdf
 
Recuperação de Áreas Degradadas usando mecanismos de créditos de carbono
Recuperação de Áreas Degradadas usando mecanismos de créditos de carbonoRecuperação de Áreas Degradadas usando mecanismos de créditos de carbono
Recuperação de Áreas Degradadas usando mecanismos de créditos de carbono
 
ae_geo_pt_ppt14.pptx geografia 10 ano recursos energeticos no subsolo
ae_geo_pt_ppt14.pptx geografia 10 ano recursos energeticos no subsoloae_geo_pt_ppt14.pptx geografia 10 ano recursos energeticos no subsolo
ae_geo_pt_ppt14.pptx geografia 10 ano recursos energeticos no subsolo
 
FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: "As potencialidades do Alentejo no campo dos Bio...
FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: "As potencialidades do Alentejo no campo dos Bio...FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: "As potencialidades do Alentejo no campo dos Bio...
FÓRUM PORTUGAL ENERGY POWER: "As potencialidades do Alentejo no campo dos Bio...
 
Educação e desenvolvimento sustentável no século xxi
Educação e desenvolvimento sustentável no século xxiEducação e desenvolvimento sustentável no século xxi
Educação e desenvolvimento sustentável no século xxi
 
João lé
João léJoão lé
João lé
 
Slides final 7
Slides   final 7Slides   final 7
Slides final 7
 
Gestao Recursos Hídricos
Gestao Recursos HídricosGestao Recursos Hídricos
Gestao Recursos Hídricos
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
 
10º subsolo
10º subsolo10º subsolo
10º subsolo
 
PROPOSTA TEMÁTICA - O Alentejo é Futuro
PROPOSTA TEMÁTICA - O Alentejo é Futuro PROPOSTA TEMÁTICA - O Alentejo é Futuro
PROPOSTA TEMÁTICA - O Alentejo é Futuro
 

Mais de Ilda Bicacro

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Ilda Bicacro
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Ilda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
Ilda Bicacro
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
Ilda Bicacro
 
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptxProjeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Ilda Bicacro
 
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Ilda Bicacro
 
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptxESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
Ilda Bicacro
 
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! SertãConstrução (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Ilda Bicacro
 
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfunicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
Ilda Bicacro
 
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfA nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
Ilda Bicacro
 
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
Ilda Bicacro
 
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxEB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
Ilda Bicacro
 
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfProjeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Ilda Bicacro
 
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxInterculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Ilda Bicacro
 
Direitos das crianças
Direitos das criançasDireitos das crianças
Direitos das crianças
Ilda Bicacro
 

Mais de Ilda Bicacro (20)

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptxProjeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
Projeto Nós propomos! Sertã, 2024 - Chupetas Eletrónicas.pptx
 
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
Nós Propomos! Autocarros Elétricos - Trabalho desenvolvido no âmbito de Cidad...
 
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
Rota das Ribeiras Camp, Projeto Nós Propomos!
 
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
Nós Propomos! " Pinhais limpos, mundo saudável"
 
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptxESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
ESSertã - Nós Propomos! De mãos dadas com Rwanda.pptx
 
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! SertãConstrução (C)erta - Nós Propomos! Sertã
Construção (C)erta - Nós Propomos! Sertã
 
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdfunicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
unicef_convenc-a-o_dos_direitos_da_crianca.pdf
 
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdfA nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
A nossa escola precisa ... Nós Propomos 2 - Maria Luz Belo.pdf
 
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
PROJETO_Eu _pedalo_tu corres_ele conduz_nós andamos_ Não _arriscamos_2A_EB SE...
 
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptxEB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
EB1_Cumeada_ NP_Interculturalidade - Matilde Mateus.pptx
 
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdfProjeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
Projeto - Aprender a Viver Juntos - 3.ºSN - Sara Correia.pdf
 
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptxInterculturalidade EB1 Cumeada.pptx
Interculturalidade EB1 Cumeada.pptx
 
Direitos das crianças
Direitos das criançasDireitos das crianças
Direitos das crianças
 

Último

- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 

Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo (1)

  • 1. Recursos do subsolo Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
  • 2. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  Apesar da diversidade e relativa abundância dos recursos do subsolo português, o setor debate-se com problemas… • tanto no que respeita à sua exploração; • como à sua colocação no mercado; • além dos impactes ambientais que deve prevenir e resolver.  A sua potencialização implica um conjunto de medidas que promovam a solução dos problemas e a sua correta gestão.
  • 3. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  A natureza geológica do território português é, como verificou, propícia à ocorrência de uma grande variedade de recursos com potencial para serem explorados, o que constitui um desafio, sabendo que a maioria são não renováveis.
  • 4. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Fig. Mobiliário em mármore. …bem como de indústrias de transformação a jusante que valorizam os produtos e lhes acrescentam valor.  A indústria extrativa contribui para promover o desenvolvimento das comunidades e regiões onde se desenvolve, através: da criação de emprego e de riqueza… … favorecendo o surgimento de empresas locais que lhes fornecem bens e serviços…
  • 5. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  A exploração dos recursos minerais levanta, contudo, vários problemas difíceis de gerir que decorrem do facto: de estes terem de ser explorados onde ocorrem e da sua exploração produzir impactes negativos sobre o ambiente. e apresentarem dificuldades em concorrer no mercado externo. Acresce o facto de muitas empresas portuguesas serem pouco competitivas
  • 6. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  Decorrente da escassez de recursos energéticos, Portugal apresenta uma forte dependência energética do exterior Fig. Origens do petróleo, do carvão e do gás natural, importados por Portugal em 2011. Com forte impacte económico e ambiental. maioritariamente de origem fóssil
  • 7. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  A utilização crescente dos recursos minerais como matérias-primas essenciais ao desenvolvimento da sociedade (recursos naturais e humanos existentes num dado território) implica a valorização dos recursos endógenos e exige uma estratégia que integre as vertentes económica, energética e ambiental.
  • 8. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
  • 9. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  Embora Portugal seja um dos países da União Europeia com maiores reservas de recursos minerais, Concorrência difícil para a indústria extrativa… Ferro existem alguns aspetos que dificultam a sua exploração e problemas associados à sua comercialização, que tornam os custos de produção elevados e os preços pouco competitivos.
  • 10. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Extração difícil e dispendiosa  A localização das jazidas ocorre, muitas vezes, em áreas de difícil acesso, o que agrava os custos de produção: • montanhosas e de relevo acidentado; • a grande profundidade; • com falta de infraestruturas viárias adequadas; • em áreas protegidas, ou com restrições ao uso do solo, o que leva à inviabilidade da sua exploração.
  • 11. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Fraca competitividade nos mercados  Muitas das empresas do setor caracterizam-se por: • pequena dimensão, sobretudo no subsetor das rochas ornamentais; • dificuldade na relação com os mercados, sobretudo o externo; • fraca ligação à indústria transformadora para escoamento da produção; • dificuldade no cumprimento das regras de exploração em termos técnicos, ambientais e de segurança; • elevado custo da mão de obra, com salários, prevenção e segurança e assistência na saúde, relativamente a outros países produtores.
  • 12. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Forte concorrência internacional  O mercado dos recursos minerais é controlado por multinacionais que dominam a exploração das principais jazidas mundiais em países como a China, o Chile e o Brasil e que obtêm custos de produção bastante mais baixos e muito competitivos devido a: • mão de obra barata; • normas de trabalho, segurança e ambientais menos restritivas.
  • 13. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
  • 14. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  Apesar de, em Portugal, estarem definidas normas ambientais que se aplicam à atividade extrativa Riscos ambientais… Explosão numa pedreira Mina abandonada ocorrem ainda vários impactes ambientais o mesmo sucedendo com a produção, consumo e distribuição de energia.
  • 15. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo PROBLEMAS AMBIENTAIS Atividade extrativa • Contaminação dos solos e das águas superficiais e subterrâneas com produtos químicos, tóxicos e radioativos junto das minas de minérios metálicos, sobretudo no caso das minas abandonadas. • Degradação da paisagem com grande impacte visual (pedreiras e minas). Minas de São Domingos
  • 16. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo PROBLEMAS AMBIENTAIS Recursos energéticos • Acidentes e derrames que ocorrem durante o transporte de combustíveis, tanto marítimo como terrestre. • Emissão de gases poluentes pela refinação do petróleo, produção de energia termoelétrica, indústria, transporte e consumo, em geral. • Agravamento do efeito de estufa, podendo conduzir a alterações climáticas irreversíveis.
  • 17. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
  • 18. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  A distribuição e o consumo de produtos energéticos colocam ainda problemas de segurança para as populações: • risco de incêndio nos postos de abastecimento, mais graves quando se localizam em áreas urbanas; • perigo de derrame ou incêndio nas refinarias, nos oleodutos e gasodutos e nos parques de armazenamento de combustíveis; • perigo para as populações em caso de acidentes no transporte de energia, sobretudo rodoviário.
  • 19. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  Portugal é totalmente dependente do exterior em relação: petróleo, gás natural e carvão Fig. Peso do valor da importação de produtos energéticos na balança comercial portuguesa (2011). Dependência externa… uma vez que não dispõe desses recursos.  Na balança comercial portuguesa mantém-se muito elevado o peso do valor dos produtos energéticos
  • 20. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Fig. Evolução do valor das exportações e importações de petróleo, gás natural e carvão, em Portugal.
  • 21. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  A oscilação dos preços dos produtos energéticos no mercado internacional tem impactes na economia portuguesa e no dia a dia dos cidadãos. Fig. Evolução das cotações médias anuais do barril de Brent.
  • 22. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Fig. Evolução dos preços dos combustíveis rodoviários, em Portugal.
  • 23. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  Assim, a forte dependência externa do nosso país face aos combustíveis fósseis conduz a problemas como: Dependência externa de recursos energéticos • Elevado valor da despesa externa com a importação de combustíveis, o que contribui grandemente para o défice da balança comercial portuguesa. • Constrangimentos para o crescimento sustentado da economia. • Vulnerabilidade face às oscilações dos preços dos combustíveis, sobretudo do petróleo, as quais levam ao aumento generalizado de todos os produtos. • Vulnerabilidade relativamente a falhas no abastecimento, que podem surgir na sequência de problemas internacionais e que têm também reflexo no aumento dos preços dos produtos energéticos.
  • 24. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Fig. 5 Taxa de dependência energética nos países da União Europeia (2009). A maioria dos países da União Europeia, apresentam dependência energética, sobretudo em relação ao petróleo e ao gás natural.
  • 25. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  Mais da metade da energia consumida na União provém de países externos, situação que tem vindo a agravar-se, nos últimos anos.  Em 2009, dos 27… • três países tinham uma dependência energética quase total; • e 17 apresentavam uma taxa de dependência superior a 50%. • Portugal, apesar de vir a reduzir, gradualmente, a sua dependência posicionava-se no sexto lugar. •No espaço comunitário, a Dinamarca é o único país autossuficiente, com exportações de energia superiores às importações.
  • 26. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Valorizar os recursos do subsolo…  Os recursos do subsolo português apresentam potencial capaz de contribuir para a criação de emprego para o desenvolvimento das regiões pelo que deverão ser valorizados do ponto vista económico, social e ambiental.
  • 27. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo A valorização desses recursos implica: • a procura de soluções para os principais problemas do setor; • a mobilização de meios políticos, financeiros, científicos e tecnológicos para a inventariação e localização de recursos ainda não aproveitados; • a implementação de políticas integradas de desenvolvimento que incluam estes recursos; • a realização de estudos e a definição de medidas que levem a uma relação de equilíbrio entre a indústria extrativa e a preservação ambiental; • a utilização dos recursos de forma mais racional e eficiente; • a sua promoção nos mercados interno e externo.
  • 28. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  As medidas a tomar deverão respeitar as linhas de orientação da política sobre recursos naturais e proteção do ambiente definidas a nível da União Europeia, promovendo a integração ambiental do setor e o seu contributo para o desenvolvimento económico-social.
  • 29. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
  • 30. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo … minas e pedreiras. Melhorar as condições de exploração • Criar ou melhorar as infraestruturas, como estradas, ligações telefónicas e redes de distribuição de eletricidade e água, para colmatar as dificuldades da localização desfavorável de muitas jazidas e viabilizar a sua exploração. • Utilizar novas tecnologias que permitam a exploração de jazidas de maior profundidade e o aproveitamento de minérios de baixo teor e outros de grande valor unitário, como o ouro e a prata, associados ao volfrâmio, ao cobre e ao estanho.
  • 31. • Inventariar, avaliar e localizar os recursos do subsolo nacional, continental e oceânico, através de novos métodos e técnicas de prospeção e investigação. • Reativar minas de riqueza considerável e implementar medidas de apoio às que ainda estão em atividade. • Implementar estratégias e políticas de recursos minerais de suporte à indústria extrativa. • Desenvolver e implementar políticas de ordenamento do território que incluam os recursos minerais e que evitem conflitos no uso do solo.
  • 32. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Racionalizar o processo de produção • Promover o redimensionamento das empresas, para que ganhem capacidades técnicas e de gestão que as tornem mais competitivas no mercado externo. • Incentivar uma maior ligação às atividades a jusante da indústria extrativa e a valorização dos produtos, gerando maior valor acrescentado. • Promover a certificação das empresas, garantindo a qualidade dos processos de produção e dos produtos obtidos. • Fomentar a elaboração de planos integrados de exploração, que tenham em conta o desenvolvimento sustentável.
  • 33. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Minimizar os impactes ambientais • Fomentar uma adequada gestão dos resíduos, através da sua redução e reutilização. • Garantir que a exploração de recursos minerais não coloca em risco o equilíbrio ambiental e a sustentabilidade do desenvolvimento das áreas onde se desenvolve. • Promover a recuperação e requalificação ambiental das minas e pedreiras desativadas.
  • 34. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
  • 35. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  As águas minerais e de nascente constituem um recurso natural que, embora renovável, é cada vez mais raro na sua forma pura e muito vulnerável às agressões ambientais. … águas...
  • 36. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  Em Portugal, a sua exploração tem registado uma evolução positiva que pode e deve ser potencializada através de: • garantir a disponibilidade e características das águas através do cumprimento efetivo das restrições ao uso do solo, nos perímetros alargados de proteção dos aquíferos e das zonas de captação; • utilização racional dos recursos, segundo normas técnicas que garantam processos de exploração adequados e sustentáveis; • realização de estudos hidrológicos que permitam conhecer e aproveitar melhor os recursos existentes; • modernização das indústrias de captação e engarrafamento de águas, para garantir a qualidade e a competitividade no mercado internacional.
  • 37. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  As estâncias termais localizam-se, de um modo geral, em áreas pouco industrializadas e são um fator de desenvolvimento regional, dada a importância do turismo de saúde. … e termas.
  • 38.  É um setor que importa valorizar através de medidas como: • a criação de infraestruturas que diversifiquem a oferta de lazer e de atividades turísticas paralelas; • o aproveitamento energético do calor das águas; • o alargamento do período de funcionamento, de modo a diminuir a sazonalidade associada às termas; • a diversificação da oferta para abarcar um público mais vasto.
  • 39. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
  • 40. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  O consumo energético, em Portugal, está muito dependente de recursos exógenos – provenientes do exterior.  A potencialização dos recursos energéticos passa pela implementação de uma política energética que incentive: • a eficiência energética através da racionalização e redução dos consumos e contribuindo para a diminuição dos impactes ambientais; • o aumento da produção de energia a partir de fontes renováveis e endógenas, de modo a atingir a meta comunitária de que 31% do consumo, em 2020, seja de energia produzida a partir de fontes renováveis; Política energética
  • 41. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo • a investigação científica e a avaliação do potencial de aplicação da energia geotérmica para geração de energia elétrica e para o aproveitamento térmico da energia associada aos aquíferos ou em formações geológicas; • a diversificação das origens, no que respeita à variedade dos parceiros comerciais e dos produtos energéticos; • o desenvolvimento de novas tecnologias, menos poluentes e que não impliquem a utilização de combustíveis fósseis; • a prospeção de novas áreas do território para a identificação de reservas nacionais de combustíveis fósseis.
  • 42. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo Doc.2 Metas para 2020  Portugal assumiu para 2020, no quadro dos seus compromissos europeus, uma meta de consumo de energia final de 31% a partir de fontes renováveis. Pretende-se obter: • Energia hídrica: 8600 MW de capacidade instalada em 2020; • Energia eólica: 8500 MW de potência instalada em 2020. • Solar: 1500 MW de potência instalada em 2020;
  • 43. • Biomassa: instalação da potência já atribuída (250 MW); promoção da produção de biomassa florestal. • Biocombustíveis e biogás: exploração do potencial associado aos resíduos e efluentes e ao biogás proveniente da digestão anaeróbia de resíduos. • Geotermia, ondas, e hidrogénio: promoção de uma nova fileira na área da geotermia (250 MW em 2020); 250 MW de potência instalada em 2020; desenvolvimento das tecnologias de pilhas de combustível a hidrogénio até 2020. Adaptado de Estratégia Nacional para a Energia – ENE 2020, Resolução do Conselho de Ministros n.0 29/2010. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo
  • 44. Os problemas e as potencialidades no aproveitamento dos recursos do subsolo  Os grandes objetivos da política energética nacional e comunitária têm em conta todos estes aspetos, Fonte:Portal"NorteemRede" visando também a concretização do mercado interno da energia, através da interconexão das redes e da construção de novas ligações, de modo a constituir uma rede transeuropeia da energia.