SlideShare uma empresa Scribd logo
Gestão de Estoques


     Carlos melo
Introdução

  O principal objetivo de uma empresa é, sem
 dúvida, maximizar o lucro sobre o capital
 investido em: fábrica, equipamentos,
 financiamentos, reserva de caixa e estoques.


 Podemos então esperar que o dinheiro que
 está investido em estoques seja o lubrificante
 necessário para a produção e bom
 atendimento das vendas
Gestão de Estoques

      O objetivo, portanto, da gestão de estoques é
  otimizar o investimento em estoques, aumentando
  o uso eficiente dos meios da empresa,
  minimizando as necessidades de capital investido.


     Uma das principais dificuldades dentro da
  gestão de estoques está em buscar conciliar da
  melhor maneira possível os diferentes objetivos de
  cada departamento da empresa para os estoques,
  sem prejudicar a operacionalidade da empresa.
Quadro 1 - Conflitos Interdepartamentais

                           DEPTO. DE COMRAS            DEPTO. FINANCEIRO
  Matéria - Prima      Desconto sobre as quantidades Capital investido
  ( Alto - estoque )   a serem compradas             Perda Financeira


  Matéria - Prima         DEPTO. PRODUÇÃO              DEPTO. FINANCEIRO
  ( Alto - estoque )   Nenhum risco de falta de     Maior custo de armazenagem e
                       material                     perdas por obsolescência


                            DEPTO. VENDAS              DEPTO. FINANCEIRO
  Matéria - Prima      Entregas rápidas, boa imagem, Capital investido
  ( Alto - estoque )   melhores vendas               Maior custo de armazenagem
Gestão de Estoques
  Sintomas que evidenciam    deficiências no
controle de estoque:


  periódicas e grandes dilatações dos prazos
  de entregas para os produtos acabados e
  dos tempos de reposição de matéria -prima;

 quantidades maiores de estoque, enquanto a
  produção permanece constante;
• elevação do número de cancelamento de
  pedidos ou mesmo devoluções de produtos
  acabados;
• variação excessiva da quantidade a ser
  produzida;
• produção parada freqüentemente por falta
  de material;
• falta de espaço para armazenamento;
• baixa rotação de estoques.
Políticas de Estoque
   Visa estabelecer certos padrões que sirvam
 de guias aos programadores e controladores e
 também de critérios para medir a performance
 do departamento de gestão de estoques.
  definir metas da empresa quanto ao tempo
 de entrega dos produtos ao cliente;
definição do número de depósitos e/ou
 almoxarifes e da lista de materiais a serem
 estocados neles;
definir o nível de flutuação dos estoques para
 atender uma alto ou baixa nas vendas;
Políticas de Estoque
• qual o grau de especulação dos estoques a ser utilizado;
• definição da rotatividade dos estoques.
• O principal problema de um dimensionamento de estoques
  reside na relação entre:
                              Capital
                           Investido em
                             estoques

                   Custos
                incorridos da       Disponibilidade
                  demanda


                            Consumo
Políticas de Estoque
Analisando o problema sobre o enfoque
 financeiro, o retorno de capital (RC) pode ser
 escrito da seguinte forma:

    RC = Lucro x Vendas
            Vendas    Capital
 ou seja,

 RC = rentabilidade das vendas x giro de
 capital
Políticas de Estoque
Princípios Básicos para o Controle de Estoques

 Funções principais:
• determinar permanência dos itens;
• determinar      a      periodicidade       de
  reabastecimento;
• determinar o volume necessário de estoque
  para um determinado período;
• acionar o Departamento de Compras;
• receber, armazenar e atender os materiais
  estocados de acordo com as necessidades;

• controlar os estoques em termos de
  quantidade e valor e fornecer informações
  sobre a posição do estoque;

• manter inventários periódicos para avaliação
  das quantidades e estado dos materiais
  estocados;

• identificar e retirar do estoque os itens
  obsoletos e danificados.
Previsão de Estoques
baseado em previsões de consumo de material;
•estabelece estimativas futuras dos produtos acabados;
•definem quais, quantos e quando os produtos serão
comprados.


Algumas características da previsão são:


•ponto de partida de todo planejamento de estoques;
•eficácia dos métodos empregados;
•qualidade das hipóteses que se utilizou no raciocínio.
Previsão de Estoques

 As informações básicas que permitem decidir sobre
 dimensões e a distribuição no tempo da demanda dos
 produtos acabados podem ser classificadas em:
 Quantitativas
evolução das vendas no passado;
variáveis com evolução e explicação baseada nas vendas;
influência da propaganda.
 Qualitativas
opinião dos gerentes, vendedores, compradores;
pesquisas de mercado.
Previsão de Estoques
As técnicas de previsão podem ser classificadas em três
grupos:
projeção, explicação e predileção;


Podemos representar as formas de evolução de consumo
pelas seguintes formas:


método de evolução horizontal de consumo;
modelo de evolução de consumo sujeito a tendência;
modelo de evolução sazonal de consumo
Previsão de Estoques

Técnicas quantitativas para calcular a previsão de consumo:


método do último período;
método da média móvel;
método da média móvel ponderada;
método da média com ponderação exponencial;
método dos mínimos quadrados.
Estoques como ativo

      Os estoques formam uma das variedades de
  investimentos de recursos pelas empresas, podendo
  representar elevada proporção dos ativos totais. No
  quadro 12, pode-se
visualizar a conta Estoques como parte do Ativo Circulante.
Gestão de estoques

    Para estabelecer os níveis desejados de estoques, é
 imprescindível ter uma noção em relação à previsão das
 vendas. Dependendo do montante que a empresa
 programa vender em um determinado período, serão
 determinados os níveis de estoque, ou seja, o que é
 necessário manter na empresa para assegurar as vendas
 programadas.
Referências

• http://www2.videolivraria.com.br/pdfs/14625.pdf
• http://www.administracao.ufcg.edu.br/adm_rec_mat_pat/A
  postila%20Gestao%20de%20Estoques%202009.2.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução à gestão de estoques
Introdução à gestão de estoquesIntrodução à gestão de estoques
Introdução à gestão de estoques
ProfessorRogerioSant
 
Grupo Estoques[1]
Grupo Estoques[1]Grupo Estoques[1]
Grupo Estoques[1]
fabrina29rs
 
Gestao De Estoques
Gestao De EstoquesGestao De Estoques
Gestao De Estoques
ogerente
 
Logística Aula 8
Logística Aula 8Logística Aula 8
Logística Aula 8
robsonnasc
 
Inventário e acuracidade trabalho completo versão cleber
Inventário e acuracidade trabalho completo versão cleberInventário e acuracidade trabalho completo versão cleber
Inventário e acuracidade trabalho completo versão cleber
CLEBER CÂNDIDO
 
Gestao estoques mestrado
Gestao estoques mestradoGestao estoques mestrado
Gestao estoques mestrado
HelenJully
 
Gestao de materiais para concurso
Gestao de materiais para concursoGestao de materiais para concurso
Gestao de materiais para concurso
leo850
 
Aula de controle de estoques
Aula de controle de estoquesAula de controle de estoques
Aula de controle de estoques
Moises Ribeiro
 
Como uma Armazenagem Perfeita permite o atendimento do Pedido Perfeito
Como uma Armazenagem Perfeita permite o atendimento do Pedido PerfeitoComo uma Armazenagem Perfeita permite o atendimento do Pedido Perfeito
Como uma Armazenagem Perfeita permite o atendimento do Pedido Perfeito
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Estoque
EstoqueEstoque
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giroO reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
Ricardo Pinheiro
 
Inventários
InventáriosInventários
Inventários
Jeverson Perin
 
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado-130612211743-phpapp02
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado-130612211743-phpapp0261321330 adm-estoque-e-almoxarifado-130612211743-phpapp02
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado-130612211743-phpapp02
Sheila Moreira Bezerra
 
Gestão de materiais e patrimônio aula 5
Gestão de materiais e patrimônio   aula 5Gestão de materiais e patrimônio   aula 5
Gestão de materiais e patrimônio aula 5
josesonny123
 
Estoque
Estoque Estoque
Estoque
Laercio27
 
Logística Operações de Armazenagem
Logística Operações de ArmazenagemLogística Operações de Armazenagem
Logística Operações de Armazenagem
Marcelo Aparecido Sampaio
 
Adm estoque
Adm  estoqueAdm  estoque
Adm estoque
ANA CARLA PEIXOTO
 
T&q
T&qT&q
Conceitos 1
Conceitos   1Conceitos   1
Conceitos 1
Hortênsia Morais
 

Mais procurados (19)

Introdução à gestão de estoques
Introdução à gestão de estoquesIntrodução à gestão de estoques
Introdução à gestão de estoques
 
Grupo Estoques[1]
Grupo Estoques[1]Grupo Estoques[1]
Grupo Estoques[1]
 
Gestao De Estoques
Gestao De EstoquesGestao De Estoques
Gestao De Estoques
 
Logística Aula 8
Logística Aula 8Logística Aula 8
Logística Aula 8
 
Inventário e acuracidade trabalho completo versão cleber
Inventário e acuracidade trabalho completo versão cleberInventário e acuracidade trabalho completo versão cleber
Inventário e acuracidade trabalho completo versão cleber
 
Gestao estoques mestrado
Gestao estoques mestradoGestao estoques mestrado
Gestao estoques mestrado
 
Gestao de materiais para concurso
Gestao de materiais para concursoGestao de materiais para concurso
Gestao de materiais para concurso
 
Aula de controle de estoques
Aula de controle de estoquesAula de controle de estoques
Aula de controle de estoques
 
Como uma Armazenagem Perfeita permite o atendimento do Pedido Perfeito
Como uma Armazenagem Perfeita permite o atendimento do Pedido PerfeitoComo uma Armazenagem Perfeita permite o atendimento do Pedido Perfeito
Como uma Armazenagem Perfeita permite o atendimento do Pedido Perfeito
 
Estoque
EstoqueEstoque
Estoque
 
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giroO reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
 
Inventários
InventáriosInventários
Inventários
 
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado-130612211743-phpapp02
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado-130612211743-phpapp0261321330 adm-estoque-e-almoxarifado-130612211743-phpapp02
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado-130612211743-phpapp02
 
Gestão de materiais e patrimônio aula 5
Gestão de materiais e patrimônio   aula 5Gestão de materiais e patrimônio   aula 5
Gestão de materiais e patrimônio aula 5
 
Estoque
Estoque Estoque
Estoque
 
Logística Operações de Armazenagem
Logística Operações de ArmazenagemLogística Operações de Armazenagem
Logística Operações de Armazenagem
 
Adm estoque
Adm  estoqueAdm  estoque
Adm estoque
 
T&q
T&qT&q
T&q
 
Conceitos 1
Conceitos   1Conceitos   1
Conceitos 1
 

Destaque

Planejamento de Estoque
Planejamento de EstoquePlanejamento de Estoque
Planejamento de Estoque
Nyedson Barbosa
 
gestão de estoques
gestão de estoquesgestão de estoques
gestão de estoques
Walter Moraes
 
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de EstoqueApresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Adélia Aparecida Da Silva Cossoniche
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de Materiais
Robson Costa
 
Materiais e Estoque
Materiais e EstoqueMateriais e Estoque
Materiais e Estoque
Lionel Bethancourt
 
Curso online gestao de estoques e logistica
Curso online gestao de estoques e logisticaCurso online gestao de estoques e logistica
Curso online gestao de estoques e logistica
Unichristus Centro Universitário
 
[Palestra Online] Gerindo Estoques com Maestria
[Palestra Online] Gerindo Estoques com Maestria[Palestra Online] Gerindo Estoques com Maestria
[Palestra Online] Gerindo Estoques com Maestria
Artsoft Sistemas
 
Controle básico e administração de estoques
Controle básico e administração de estoquesControle básico e administração de estoques
Controle básico e administração de estoques
am3solucoes
 
064 pcp e os estoques
064 pcp e os estoques064 pcp e os estoques
064 pcp e os estoques
Carlos Nunes
 
Sistema de Avaliação de Estoques
Sistema de Avaliação de EstoquesSistema de Avaliação de Estoques
Sistema de Avaliação de Estoques
George Maia
 
3a aula gestão de estoques (1)
3a aula gestão de  estoques (1)3a aula gestão de  estoques (1)
3a aula gestão de estoques (1)
Diego Érika
 
Gestão de estoques 01
Gestão de estoques 01Gestão de estoques 01
Gestão de estoques 01
Marissol Soares
 
IntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
IntroduçãO à AdministraçãO De MateriaisIntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
IntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
lvalini
 
1 slides - conceitos logísticos
1   slides - conceitos logísticos1   slides - conceitos logísticos
1 slides - conceitos logísticos
Caio Roberto de Souza Filho
 
Aula 1 administração de materiais
Aula 1 administração de materiaisAula 1 administração de materiais
Aula 1 administração de materiais
Francisco Junior
 
Power Point 2007
Power Point 2007Power Point 2007
Power Point 2007
Andrea Bruzaca
 
Politica de estoque
Politica de estoquePolitica de estoque
Politica de estoque
Marcelo Aparecido Sampaio
 
Apostila gestao de estoques 2009.2
Apostila gestao de estoques 2009.2Apostila gestao de estoques 2009.2
Apostila gestao de estoques 2009.2
Marcelus Rocha
 
Aula 9 avaliação dos estoques controle de estoques
Aula 9 avaliação dos estoques controle de estoquesAula 9 avaliação dos estoques controle de estoques
Aula 9 avaliação dos estoques controle de estoques
Azira Sá
 
Osm aula1
Osm aula1Osm aula1
Osm aula1
Joel Vian
 

Destaque (20)

Planejamento de Estoque
Planejamento de EstoquePlanejamento de Estoque
Planejamento de Estoque
 
gestão de estoques
gestão de estoquesgestão de estoques
gestão de estoques
 
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de EstoqueApresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de Materiais
 
Materiais e Estoque
Materiais e EstoqueMateriais e Estoque
Materiais e Estoque
 
Curso online gestao de estoques e logistica
Curso online gestao de estoques e logisticaCurso online gestao de estoques e logistica
Curso online gestao de estoques e logistica
 
[Palestra Online] Gerindo Estoques com Maestria
[Palestra Online] Gerindo Estoques com Maestria[Palestra Online] Gerindo Estoques com Maestria
[Palestra Online] Gerindo Estoques com Maestria
 
Controle básico e administração de estoques
Controle básico e administração de estoquesControle básico e administração de estoques
Controle básico e administração de estoques
 
064 pcp e os estoques
064 pcp e os estoques064 pcp e os estoques
064 pcp e os estoques
 
Sistema de Avaliação de Estoques
Sistema de Avaliação de EstoquesSistema de Avaliação de Estoques
Sistema de Avaliação de Estoques
 
3a aula gestão de estoques (1)
3a aula gestão de  estoques (1)3a aula gestão de  estoques (1)
3a aula gestão de estoques (1)
 
Gestão de estoques 01
Gestão de estoques 01Gestão de estoques 01
Gestão de estoques 01
 
IntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
IntroduçãO à AdministraçãO De MateriaisIntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
IntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
 
1 slides - conceitos logísticos
1   slides - conceitos logísticos1   slides - conceitos logísticos
1 slides - conceitos logísticos
 
Aula 1 administração de materiais
Aula 1 administração de materiaisAula 1 administração de materiais
Aula 1 administração de materiais
 
Power Point 2007
Power Point 2007Power Point 2007
Power Point 2007
 
Politica de estoque
Politica de estoquePolitica de estoque
Politica de estoque
 
Apostila gestao de estoques 2009.2
Apostila gestao de estoques 2009.2Apostila gestao de estoques 2009.2
Apostila gestao de estoques 2009.2
 
Aula 9 avaliação dos estoques controle de estoques
Aula 9 avaliação dos estoques controle de estoquesAula 9 avaliação dos estoques controle de estoques
Aula 9 avaliação dos estoques controle de estoques
 
Osm aula1
Osm aula1Osm aula1
Osm aula1
 

Semelhante a Gest estoques1

Gestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalhoGestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalho
jorgecs6
 
Administração de recursos materiais
Administração de recursos materiaisAdministração de recursos materiais
Administração de recursos materiais
lucasjatem
 
Ppt aprovisionamento -_gestao_da_variaao_da_procura
Ppt aprovisionamento -_gestao_da_variaao_da_procuraPpt aprovisionamento -_gestao_da_variaao_da_procura
Ppt aprovisionamento -_gestao_da_variaao_da_procura
Jorge Oliveira
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
UFCD 5945 Gestão de Stocks.ppt
UFCD 5945 Gestão de Stocks.pptUFCD 5945 Gestão de Stocks.ppt
UFCD 5945 Gestão de Stocks.ppt
MarcusMartins46
 
Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.pptAbraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
AndersonBarbosa629031
 
Noções de administração de material
Noções de administração de materialNoções de administração de material
Noções de administração de material
John Paul John Paul
 
Gestão de stocks fláá
Gestão de stocks   flááGestão de stocks   fláá
Gestão de stocks fláá
flaaviosoares
 
Gestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de StocksGestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de Stocks
CLT Valuebased Services
 
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
carlosdenilson3
 
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdfCONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
LC-Contabilidade Consultiva
 
Indicadores de gestao de estoque
Indicadores de gestao de estoqueIndicadores de gestao de estoque
Indicadores de gestao de estoque
Wagner Garcia.´.
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
mauromartins1999
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
mauromartins1999
 
Administração de Estoques
Administração de EstoquesAdministração de Estoques
Administração de Estoques
Alison Gabriel
 
armazenagem.pdf
armazenagem.pdfarmazenagem.pdf
armazenagem.pdf
ALEXANDREMAGNUSPEREI1
 
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giroO reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
Ricardo Pinheiro
 
Gestao de estoque e reducao de rupturas
Gestao de estoque e reducao de rupturasGestao de estoque e reducao de rupturas
Gestao de estoque e reducao de rupturas
Allan Almeida de Araújo
 
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentasGerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
Nara Oliveira
 
Gestao estoques mestrado
Gestao estoques mestradoGestao estoques mestrado
Gestao estoques mestrado
CleysonCamargo
 

Semelhante a Gest estoques1 (20)

Gestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalhoGestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalho
 
Administração de recursos materiais
Administração de recursos materiaisAdministração de recursos materiais
Administração de recursos materiais
 
Ppt aprovisionamento -_gestao_da_variaao_da_procura
Ppt aprovisionamento -_gestao_da_variaao_da_procuraPpt aprovisionamento -_gestao_da_variaao_da_procura
Ppt aprovisionamento -_gestao_da_variaao_da_procura
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
Aula 3
 
UFCD 5945 Gestão de Stocks.ppt
UFCD 5945 Gestão de Stocks.pptUFCD 5945 Gestão de Stocks.ppt
UFCD 5945 Gestão de Stocks.ppt
 
Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.pptAbraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
 
Noções de administração de material
Noções de administração de materialNoções de administração de material
Noções de administração de material
 
Gestão de stocks fláá
Gestão de stocks   flááGestão de stocks   fláá
Gestão de stocks fláá
 
Gestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de StocksGestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de Stocks
 
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
 
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdfCONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
 
Indicadores de gestao de estoque
Indicadores de gestao de estoqueIndicadores de gestao de estoque
Indicadores de gestao de estoque
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
 
Administração de Estoques
Administração de EstoquesAdministração de Estoques
Administração de Estoques
 
armazenagem.pdf
armazenagem.pdfarmazenagem.pdf
armazenagem.pdf
 
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giroO reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
O reflexo da política de estoque na necessidade de capital de giro
 
Gestao de estoque e reducao de rupturas
Gestao de estoque e reducao de rupturasGestao de estoque e reducao de rupturas
Gestao de estoque e reducao de rupturas
 
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentasGerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
 
Gestao estoques mestrado
Gestao estoques mestradoGestao estoques mestrado
Gestao estoques mestrado
 

Mais de Carlos Melo

Treinamento 1
Treinamento 1Treinamento 1
Treinamento 1
Carlos Melo
 
Zener
ZenerZener
Gestão de projetos introduçao
Gestão de projetos introduçaoGestão de projetos introduçao
Gestão de projetos introduçao
Carlos Melo
 
Capacitancia
CapacitanciaCapacitancia
Capacitancia
Carlos Melo
 
Roteiro da aula prática de sexta à tarde
Roteiro da aula prática de sexta à tardeRoteiro da aula prática de sexta à tarde
Roteiro da aula prática de sexta à tarde
Carlos Melo
 
5a.aulacapacitor
5a.aulacapacitor5a.aulacapacitor
5a.aulacapacitor
Carlos Melo
 
Atividade final acionamentos
Atividade final   acionamentosAtividade final   acionamentos
Atividade final acionamentos
Carlos Melo
 
Questões clp-automação
Questões clp-automaçãoQuestões clp-automação
Questões clp-automação
Carlos Melo
 
Apresentação12
Apresentação12Apresentação12
Apresentação12
Carlos Melo
 
Pneumática
PneumáticaPneumática
Pneumática
Carlos Melo
 
Gestão da manutenção os 2
Gestão da manutenção os 2Gestão da manutenção os 2
Gestão da manutenção os 2
Carlos Melo
 
Gestão da manutenção os 1
Gestão da manutenção os 1Gestão da manutenção os 1
Gestão da manutenção os 1
Carlos Melo
 
Desenho técnico cap1
Desenho técnico   cap1Desenho técnico   cap1
Desenho técnico cap1
Carlos Melo
 
Eletrônica básica
Eletrônica básicaEletrônica básica
Eletrônica básica
Carlos Melo
 
Analise de circuito indutores
Analise de circuito   indutoresAnalise de circuito   indutores
Analise de circuito indutores
Carlos Melo
 
Notas ete jags - destec
Notas ete   jags - destecNotas ete   jags - destec
Notas ete jags - destec
Carlos Melo
 
Ucr3 fundamentos mecanica_sa1_suporte dosador_1_22_mai12
Ucr3 fundamentos mecanica_sa1_suporte dosador_1_22_mai12Ucr3 fundamentos mecanica_sa1_suporte dosador_1_22_mai12
Ucr3 fundamentos mecanica_sa1_suporte dosador_1_22_mai12
Carlos Melo
 
Recuperação descrição
Recuperação   descriçãoRecuperação   descrição
Recuperação descrição
Carlos Melo
 
Recuperação 1
Recuperação 1Recuperação 1
Recuperação 1
Carlos Melo
 
Ete projetos elétricos 2
Ete projetos elétricos 2Ete projetos elétricos 2
Ete projetos elétricos 2
Carlos Melo
 

Mais de Carlos Melo (20)

Treinamento 1
Treinamento 1Treinamento 1
Treinamento 1
 
Zener
ZenerZener
Zener
 
Gestão de projetos introduçao
Gestão de projetos introduçaoGestão de projetos introduçao
Gestão de projetos introduçao
 
Capacitancia
CapacitanciaCapacitancia
Capacitancia
 
Roteiro da aula prática de sexta à tarde
Roteiro da aula prática de sexta à tardeRoteiro da aula prática de sexta à tarde
Roteiro da aula prática de sexta à tarde
 
5a.aulacapacitor
5a.aulacapacitor5a.aulacapacitor
5a.aulacapacitor
 
Atividade final acionamentos
Atividade final   acionamentosAtividade final   acionamentos
Atividade final acionamentos
 
Questões clp-automação
Questões clp-automaçãoQuestões clp-automação
Questões clp-automação
 
Apresentação12
Apresentação12Apresentação12
Apresentação12
 
Pneumática
PneumáticaPneumática
Pneumática
 
Gestão da manutenção os 2
Gestão da manutenção os 2Gestão da manutenção os 2
Gestão da manutenção os 2
 
Gestão da manutenção os 1
Gestão da manutenção os 1Gestão da manutenção os 1
Gestão da manutenção os 1
 
Desenho técnico cap1
Desenho técnico   cap1Desenho técnico   cap1
Desenho técnico cap1
 
Eletrônica básica
Eletrônica básicaEletrônica básica
Eletrônica básica
 
Analise de circuito indutores
Analise de circuito   indutoresAnalise de circuito   indutores
Analise de circuito indutores
 
Notas ete jags - destec
Notas ete   jags - destecNotas ete   jags - destec
Notas ete jags - destec
 
Ucr3 fundamentos mecanica_sa1_suporte dosador_1_22_mai12
Ucr3 fundamentos mecanica_sa1_suporte dosador_1_22_mai12Ucr3 fundamentos mecanica_sa1_suporte dosador_1_22_mai12
Ucr3 fundamentos mecanica_sa1_suporte dosador_1_22_mai12
 
Recuperação descrição
Recuperação   descriçãoRecuperação   descrição
Recuperação descrição
 
Recuperação 1
Recuperação 1Recuperação 1
Recuperação 1
 
Ete projetos elétricos 2
Ete projetos elétricos 2Ete projetos elétricos 2
Ete projetos elétricos 2
 

Gest estoques1

  • 1. Gestão de Estoques Carlos melo
  • 2. Introdução O principal objetivo de uma empresa é, sem dúvida, maximizar o lucro sobre o capital investido em: fábrica, equipamentos, financiamentos, reserva de caixa e estoques. Podemos então esperar que o dinheiro que está investido em estoques seja o lubrificante necessário para a produção e bom atendimento das vendas
  • 3. Gestão de Estoques O objetivo, portanto, da gestão de estoques é otimizar o investimento em estoques, aumentando o uso eficiente dos meios da empresa, minimizando as necessidades de capital investido. Uma das principais dificuldades dentro da gestão de estoques está em buscar conciliar da melhor maneira possível os diferentes objetivos de cada departamento da empresa para os estoques, sem prejudicar a operacionalidade da empresa.
  • 4. Quadro 1 - Conflitos Interdepartamentais DEPTO. DE COMRAS DEPTO. FINANCEIRO Matéria - Prima Desconto sobre as quantidades Capital investido ( Alto - estoque ) a serem compradas Perda Financeira Matéria - Prima DEPTO. PRODUÇÃO DEPTO. FINANCEIRO ( Alto - estoque ) Nenhum risco de falta de Maior custo de armazenagem e material perdas por obsolescência DEPTO. VENDAS DEPTO. FINANCEIRO Matéria - Prima Entregas rápidas, boa imagem, Capital investido ( Alto - estoque ) melhores vendas Maior custo de armazenagem
  • 5. Gestão de Estoques Sintomas que evidenciam deficiências no controle de estoque: periódicas e grandes dilatações dos prazos de entregas para os produtos acabados e dos tempos de reposição de matéria -prima; quantidades maiores de estoque, enquanto a produção permanece constante;
  • 6. • elevação do número de cancelamento de pedidos ou mesmo devoluções de produtos acabados; • variação excessiva da quantidade a ser produzida; • produção parada freqüentemente por falta de material; • falta de espaço para armazenamento; • baixa rotação de estoques.
  • 7. Políticas de Estoque Visa estabelecer certos padrões que sirvam de guias aos programadores e controladores e também de critérios para medir a performance do departamento de gestão de estoques. definir metas da empresa quanto ao tempo de entrega dos produtos ao cliente; definição do número de depósitos e/ou almoxarifes e da lista de materiais a serem estocados neles; definir o nível de flutuação dos estoques para atender uma alto ou baixa nas vendas;
  • 8. Políticas de Estoque • qual o grau de especulação dos estoques a ser utilizado; • definição da rotatividade dos estoques. • O principal problema de um dimensionamento de estoques reside na relação entre: Capital Investido em estoques Custos incorridos da Disponibilidade demanda Consumo
  • 9. Políticas de Estoque Analisando o problema sobre o enfoque financeiro, o retorno de capital (RC) pode ser escrito da seguinte forma: RC = Lucro x Vendas Vendas Capital ou seja, RC = rentabilidade das vendas x giro de capital
  • 10. Políticas de Estoque Princípios Básicos para o Controle de Estoques Funções principais: • determinar permanência dos itens; • determinar a periodicidade de reabastecimento; • determinar o volume necessário de estoque para um determinado período; • acionar o Departamento de Compras;
  • 11. • receber, armazenar e atender os materiais estocados de acordo com as necessidades; • controlar os estoques em termos de quantidade e valor e fornecer informações sobre a posição do estoque; • manter inventários periódicos para avaliação das quantidades e estado dos materiais estocados; • identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados.
  • 12. Previsão de Estoques baseado em previsões de consumo de material; •estabelece estimativas futuras dos produtos acabados; •definem quais, quantos e quando os produtos serão comprados. Algumas características da previsão são: •ponto de partida de todo planejamento de estoques; •eficácia dos métodos empregados; •qualidade das hipóteses que se utilizou no raciocínio.
  • 13. Previsão de Estoques As informações básicas que permitem decidir sobre dimensões e a distribuição no tempo da demanda dos produtos acabados podem ser classificadas em: Quantitativas evolução das vendas no passado; variáveis com evolução e explicação baseada nas vendas; influência da propaganda. Qualitativas opinião dos gerentes, vendedores, compradores; pesquisas de mercado.
  • 14. Previsão de Estoques As técnicas de previsão podem ser classificadas em três grupos: projeção, explicação e predileção; Podemos representar as formas de evolução de consumo pelas seguintes formas: método de evolução horizontal de consumo; modelo de evolução de consumo sujeito a tendência; modelo de evolução sazonal de consumo
  • 15. Previsão de Estoques Técnicas quantitativas para calcular a previsão de consumo: método do último período; método da média móvel; método da média móvel ponderada; método da média com ponderação exponencial; método dos mínimos quadrados.
  • 16. Estoques como ativo Os estoques formam uma das variedades de investimentos de recursos pelas empresas, podendo representar elevada proporção dos ativos totais. No quadro 12, pode-se visualizar a conta Estoques como parte do Ativo Circulante.
  • 17. Gestão de estoques Para estabelecer os níveis desejados de estoques, é imprescindível ter uma noção em relação à previsão das vendas. Dependendo do montante que a empresa programa vender em um determinado período, serão determinados os níveis de estoque, ou seja, o que é necessário manter na empresa para assegurar as vendas programadas.