SlideShare uma empresa Scribd logo
EstoquesEstoques
Os estoques são uma forma da organizaçãoOs estoques são uma forma da organização
proteger-se da imprevisibilidade dos processosproteger-se da imprevisibilidade dos processos
com os quais lida ou está envolvida, a falta decom os quais lida ou está envolvida, a falta de
qualidade de seus processos internos bemqualidade de seus processos internos bem
como dos externos dos quais dependecomo dos externos dos quais depende
pressionam no sentido de elevar o volume depressionam no sentido de elevar o volume de
estoques. Conclui-se que níveis elevados deestoques. Conclui-se que níveis elevados de
estoques tendem a gerar conformidade com oestoques tendem a gerar conformidade com o
erro e as causas dos problemas não sãoerro e as causas dos problemas não são
atacadas.atacadas.
Administração de EstoquesAdministração de Estoques
– Os estoques são compostos de:Os estoques são compostos de:
– matéria-prima,matéria-prima,
– material auxiliar,material auxiliar,
– material de manutenção,material de manutenção,
– material de escritório,material de escritório,
– material e peças em processos e produtosmaterial e peças em processos e produtos
acabados.acabados.
Eles são necessários para compensar a imprevisibilidade dosEles são necessários para compensar a imprevisibilidade dos
processos organizacionais e ambientais.processos organizacionais e ambientais.
Justificativas para os estoquesJustificativas para os estoques
internas:internas:
– quebras de equipamentos,quebras de equipamentos,
– não cumprimento de prazos e condições denão cumprimento de prazos e condições de
fornecimentos pelos fornecedores,fornecimentos pelos fornecedores,
– fragilidade dos processos gerenciais – especialmentefragilidade dos processos gerenciais – especialmente
planejamento;planejamento;
Externas:Externas:
– variação da demanda,variação da demanda,
– condições climáticas,condições climáticas,
– sócio-econômicas, entre outros, são eventos externossócio-econômicas, entre outros, são eventos externos
à organização e que podem demandar estoques deà organização e que podem demandar estoques de
proteção para regular o processo de produção eproteção para regular o processo de produção e
entrega de produtos.entrega de produtos.
Funções associadas ao controle deFunções associadas ao controle de
estoquesestoques
determinar “o quê” deve permanecer em estoque. Número dedeterminar “o quê” deve permanecer em estoque. Número de
itens;itens;
determinar “quando” se devem reabastecer os estoques.determinar “quando” se devem reabastecer os estoques.
Periodicidade;Periodicidade;
determinar “quanto” de estoque será necessário para um períododeterminar “quanto” de estoque será necessário para um período
determinado;determinado;
acionar o Departamento de compras para executar a aquisiçãoacionar o Departamento de compras para executar a aquisição
de estoque;de estoque;
receber, armazenar e atender os materiais estocados de acordoreceber, armazenar e atender os materiais estocados de acordo
com as necessidades;com as necessidades;
controlar os estoques em termos de quantidade e valor econtrolar os estoques em termos de quantidade e valor e
fornecer informações sobre a posição do estoque;fornecer informações sobre a posição do estoque;
manter inventários periódicos para avaliação das quantidades emanter inventários periódicos para avaliação das quantidades e
estados dos materiais estocados; eestados dos materiais estocados; e
identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados.identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados.
Atitudes operacionais envolvendoAtitudes operacionais envolvendo
planejamento e controle de estoquesplanejamento e controle de estoques
Assegurar o suprimento de matéria prima, material auxiliar, peças eAssegurar o suprimento de matéria prima, material auxiliar, peças e
insumos ao processo de fabricação de acordo com as necessidadesinsumos ao processo de fabricação de acordo com as necessidades
organizacionais (quantidade, tempo e qualidade desejados);organizacionais (quantidade, tempo e qualidade desejados);
Manter níveis de estoques que otimizem os custos de atendimento daManter níveis de estoques que otimizem os custos de atendimento da
demanda e manutenção de estoques;demanda e manutenção de estoques;
Identificar e eliminar os materiais obsoletos;Identificar e eliminar os materiais obsoletos;
Não aceitar erros quanto à condição de falta ou excesso em relação àsNão aceitar erros quanto à condição de falta ou excesso em relação às
vendas.vendas.
Precaver-se quanto a perdas, danos, extravios ou mau uso;Precaver-se quanto a perdas, danos, extravios ou mau uso;
Manter as quantidades em relação às necessidades e aos registros;Manter as quantidades em relação às necessidades e aos registros;
Fornecer informações adequadas ao planejamento de curto, médio eFornecer informações adequadas ao planejamento de curto, médio e
longo prazo, das necessidades de materiais e estoques;longo prazo, das necessidades de materiais e estoques;
Manter os custos em níveis econômicos, levando em conta os volume deManter os custos em níveis econômicos, levando em conta os volume de
vendas, prazos, recursos e seu efeito sobre o custo de venda dovendas, prazos, recursos e seu efeito sobre o custo de venda do
produto.produto.
Objetivos do planejamento doObjetivos do planejamento do
estoquesestoques
Objetivo de custoObjetivo de custo: tem como objetivo determinar o ponto ótimo: tem como objetivo determinar o ponto ótimo
dos custos de armazenagem, de pedidos e de falta, para melhordos custos de armazenagem, de pedidos e de falta, para melhor
atender à demanda de mercado e aos acionistas.atender à demanda de mercado e aos acionistas.
Objetivo de Nível de ServiçoObjetivo de Nível de Serviço: Visa atender as necessidades do: Visa atender as necessidades do
cliente em relação a datas de entrega dos pedidos. Esse modelocliente em relação a datas de entrega dos pedidos. Esse modelo
procura considerar os estoques para atender a qualquer solicitaçãoprocura considerar os estoques para atender a qualquer solicitação
do mercado, através da definição de percentual de grau dedo mercado, através da definição de percentual de grau de
atendimento. Quanto maior for o grau de atendimento, maior será oatendimento. Quanto maior for o grau de atendimento, maior será o
custo de manutenção de estoque.custo de manutenção de estoque.
Objetivo de Retorno de Capital:Objetivo de Retorno de Capital: Este objetivo procura reduzir osEste objetivo procura reduzir os
volume financeiro empenhado em estoque e ao mesmo tempovolume financeiro empenhado em estoque e ao mesmo tempo
maximizar a relação lucro/estoque médio. Aliás, a relação entre omaximizar a relação lucro/estoque médio. Aliás, a relação entre o
lucro das vendas anuais e o capital investido em estoques élucro das vendas anuais e o capital investido em estoques é
utilizada como um dos indicadores do processo de gerenciamentoutilizada como um dos indicadores do processo de gerenciamento
de estoquesde estoques
Custos dos estoquesCustos dos estoques
Custo de pedidoCusto de pedido
Custo de falta no estoqueCusto de falta no estoque
Custo de manutenção dos estoques ouCusto de manutenção dos estoques ou
custo de Armazenagemcusto de Armazenagem
Custo de pedidoCusto de pedido
São custos fixos e variáveis referentes aoSão custos fixos e variáveis referentes ao
processo de emissão de um pedido. Os fixosprocesso de emissão de um pedido. Os fixos
são os salários do pessoal envolvidos nasão os salários do pessoal envolvidos na
emissão dos pedidos e os variáveis estão nasemissão dos pedidos e os variáveis estão nas
fichas de pedidos e nos processos de enviarfichas de pedidos e nos processos de enviar
esses pedidos aos fornecedores, bem como,esses pedidos aos fornecedores, bem como,
todos os recursos necessários para taltodos os recursos necessários para tal
procedimento. Portanto, o custo de pedido estáprocedimento. Portanto, o custo de pedido está
diretamente relacionado com o volume dasdiretamente relacionado com o volume das
requisições ou pedidos que ocorrem no período.requisições ou pedidos que ocorrem no período.
Custo de falta no estoqueCusto de falta no estoque
no caso de não cumprir o prazo deno caso de não cumprir o prazo de
entrega de um pedido colocado, poderáentrega de um pedido colocado, poderá
ocorrer ao infrator o pagamento de umaocorrer ao infrator o pagamento de uma
multa ou até o cancelamento do pedido,multa ou até o cancelamento do pedido,
reduzindo o volume de vendas ereduzindo o volume de vendas e
prejudicando a imagem da empresa. Esteprejudicando a imagem da empresa. Este
problema acarretará um custo elevado eproblema acarretará um custo elevado e
de difícil medição relacionado com ade difícil medição relacionado com a
imagem, custos, confiabilidade,imagem, custos, confiabilidade,
concorrência etc.concorrência etc.
Custo de manutenção dosCusto de manutenção dos
estoquesestoques
são as despesas de armazenamento (altossão as despesas de armazenamento (altos
volumes, demasiados controles, enormesvolumes, demasiados controles, enormes
espaços físicos, sistema de armazenagem eespaços físicos, sistema de armazenagem e
movimentação e pessoal envolvido no processo,movimentação e pessoal envolvido no processo,
equipamentos e sistemas de informaçãoequipamentos e sistemas de informação
específicos). Há ainda os custos relativos aosespecíficos). Há ainda os custos relativos aos
impostos e aos seguros de incêndio e roubo.impostos e aos seguros de incêndio e roubo.
Além disso, os itens estão sujeitos a perdas,Além disso, os itens estão sujeitos a perdas,
roubos e obsolescências, aumentando aindaroubos e obsolescências, aumentando ainda
mais os custos de mantê-los em estoques.mais os custos de mantê-los em estoques.
Estima-se que o custo de manutenção dosEstima-se que o custo de manutenção dos
estoques representa aproximadamente 25% doestoques representa aproximadamente 25% do
valor médio dos produtos.valor médio dos produtos.
Custo de ArmazenagemCusto de Armazenagem
Custos de Materiais:Custos de Materiais: Valor de todos os materiais que estãoValor de todos os materiais que estão
estocados na empresa (é importante observar que com o crescenteestocados na empresa (é importante observar que com o crescente
processo de terceirização parte destes estoques pode estar emprocesso de terceirização parte destes estoques pode estar em
poder de terceiro e poderá ser contabilizada como consignação oupoder de terceiro e poderá ser contabilizada como consignação ou
estoque em trânsito).estoque em trânsito).
Custo de Pessoal:Custo de Pessoal: é o custo mensal de toda mão- de- obraé o custo mensal de toda mão- de- obra
envolvida na atividade de estoques (manutenção, controle eenvolvida na atividade de estoques (manutenção, controle e
gerenciamento, inclusive os encargos trabalhistas).gerenciamento, inclusive os encargos trabalhistas).
Custos de Equipamentos e Manutenção:Custos de Equipamentos e Manutenção: São as despesasSão as despesas
mensais para manter estoques, incluindo a depreciação dosmensais para manter estoques, incluindo a depreciação dos
equipamentos, máquinas e instalações e despesas a elesequipamentos, máquinas e instalações e despesas a eles
associados.associados.
Custos de Edificação:Custos de Edificação: Refere-se ao custo anual do m2 deRefere-se ao custo anual do m2 de
armazenamento.armazenamento.
Cálculo do custo de armazenagemCálculo do custo de armazenagem
Q=quantidade deQ=quantidade de
material emmaterial em
estoque no tempoestoque no tempo
considerado,considerado,
P=preço unitário,P=preço unitário,
I=taxa deI=taxa de
armazenamentoarmazenamento
expressaexpressa
geralmente emgeralmente em
termos determos de
porcentagem doporcentagem do
custo unitário e,custo unitário e,
T=tempoT=tempo
considerado deconsiderado de
armazenagem.armazenagem.
* * *
2
Q
CA T P I=
Cálculo da taxa de armazenagemCálculo da taxa de armazenagem
Taxa de retornoTaxa de retorno
de capitalde capital
Taxa deTaxa de
armazenamentoarmazenamento
físicofísico
Taxa de seguroTaxa de seguro
Taxa deTaxa de
transporte,transporte,
manuseio emanuseio e
distribuiçãodistribuição
Taxa deTaxa de
obsolescênciaobsolescência
Outras taxasOutras taxas
a b c d e fI I I I I I I= + + + + +
taxa de retorno de capitaltaxa de retorno de capital
..
100
_
a
Lucro
I
Valor Estoques
=
Taxa de armazenamento físicoTaxa de armazenamento físico
S = Área ocupadaS = Área ocupada
pelo estoquepelo estoque
A = custo anual doA = custo anual do
mm22
dede
armazenamentoarmazenamento
C = Consumo anualC = Consumo anual
P = Preço Unitário.P = Preço Unitário.
*
100*
*
b
S A
I
C P
=
Taxa de seguroTaxa de seguro
..
_ _ _
100*
_
c
custo anual do seguro
I
valor estoque edificios
=
+
Taxa de transporte, manuseio eTaxa de transporte, manuseio e
distribuiçãodistribuição
..
_ _ _
100*
_
d
depreciacao anual do equipamento
I
valor estoque
=
Taxa de obsolescênciaTaxa de obsolescência
..
_ _ _
100*
_
e
perdas anuais por obsolescencia
I
valor estoque
=
Outras taxasOutras taxas
..
_
100*
_
f
despesas anuais
I
valor estoque
=
Efeito financeiro do estoqueEfeito financeiro do estoque
Custos das Vendas = US$ 25.000.000,00Custos das Vendas = US$ 25.000.000,00 dede
uma empresa com as mesmas condições euma empresa com as mesmas condições e
operando no Brasil, nos EUA e no Japão.operando no Brasil, nos EUA e no Japão.
Índices de 97 (médias) Brasil
Mundial (EUA, Europa e
Ásia)
Japão
Rotatividade (giros do estoque ao
ano)
14 80 160
Tempo em dias 26 dias 5 dias 2 dias
Calculando o capital investidoCalculando o capital investido
(parado) em estoques(parado) em estoques
BrasilBrasil
EUAEUA
JapãoJapão
20,714.785.1
14
00,000.000.25$
==
US
E
00,500.312
80
00,000.000.25$
==
US
E
00,250.156
160
00,000.000.25$
==
US
E
PREVISÃO DE ESTOQUESPREVISÃO DE ESTOQUES
Informações quantitativas :Informações quantitativas :
– Influência da propaganda.Influência da propaganda.
– Evolução das vendas no tempo.Evolução das vendas no tempo.
– Variações decorrentes de modismos.Variações decorrentes de modismos.
– Variações decorrentes de situações econômicas.Variações decorrentes de situações econômicas.
– Crescimento populacional.Crescimento populacional.
Informações QualitativasInformações Qualitativas
– Opinião de gerentes.Opinião de gerentes.
– Opinião de vendedores.Opinião de vendedores.
– Opinião de compradores.Opinião de compradores.
– Pesquisa de mercado.Pesquisa de mercado.
Reposição instantânea semReposição instantânea sem
estoque de segurançaestoque de segurança
t
Quantidade
tempo
Q
Q
C
t
=
FormulaçãoFormulação
Considerando que o pedido é colocado quando o estoque atingeConsiderando que o pedido é colocado quando o estoque atinge
um valor mínimo, tem-se:um valor mínimo, tem-se:
Portanto, todas as vezes que o estoque chega ao seu valor mínimoPortanto, todas as vezes que o estoque chega ao seu valor mínimo
(deve ser suficiente para cobrir o consumo do lead time de(deve ser suficiente para cobrir o consumo do lead time de
encomendar e receber o material), encomenda-se uma quantidadeencomendar e receber o material), encomenda-se uma quantidade
Q do material. Neste caso específico o estoque mínimo é zero eQ do material. Neste caso específico o estoque mínimo é zero e
faz-se um novo pedido todas as vezes o material é recebido e entrafaz-se um novo pedido todas as vezes o material é recebido e entra
no estoque.no estoque.
min.PP C t E= +
Reposição instantânea comReposição instantânea com
estoque de segurançaestoque de segurança
t
tempo
Q
ES
Emáx
Tempo máximo de
atraso permitido
FormulaçãoFormulação
Nestas condições, tem-se:Nestas condições, tem-se:
maximoE ES Q= +
min imoE ES=
Método com Grau deMétodo com Grau de
Atendimento DefinidoAtendimento Definido
Neste caso tem-se:Neste caso tem-se:
*ES S K=
( )
2
1
¨ 1
n
md i
i
C C
S
n
=
−
=
−
∑
Previsão 13º. mêsPrevisão 13º. mês (média simples)(média simples)
MÊS
PRODUTOS
P1 P2 P3 P4
jan 6.894 4.000 1.469 642
fev 6.552 4.254 1.729 911
mar 7.085 5.045 1.368 889
abr 7.210 5.000 1.599 1.013
mai 7.150 4.900 1.295 951
jun 7.218 4.851 1.325 819
jul 6.395 4.700 1.629 1.023
ago 6.918 4.900 1.806 978
set 6.758 4.800 1.487 1.059
out 6.831 4.500 1.673 1.072
nov 7.383 4.700 1.562 1.134
dez 7.606 4.750 1.778 1.245
13º mês 7.000 4.700 1.560 978
Valores tabelados de K paraValores tabelados de K para
diversos graus de atendimentodiversos graus de atendimento
Tabela: Valores do coeficiente K para graus de atendimento com riscos percentuais
Risco % K Risco % K Risco % K
52,00 0,102 80,00 0,842 90,00 1,282
55,00 0,126 85,00 1,036 95,00 1,645
60,00 0,253 86,00 1,085 97,50 1,960
65,00 0,385 87,00 1,134 98,00 2,082
70,00 0,524 87,50 1,159 99,00 2,326
75,00 0,674 88,00 1,184 99,50 2,576
78,00 0,775 89,00 1,233 99,90 3,090
345 309 174 155
Reposição de EstoquesReposição de Estoques
Revisão PermanenteRevisão Permanente (Perpetual Inventory System)(Perpetual Inventory System)
– Continuamente faz-se a verificação eContinuamente faz-se a verificação e
reposição de estoque, se necessário.reposição de estoque, se necessário.
Método das duas gavetasMétodo das duas gavetas
– O estoque é dividido em duas gavetas.O estoque é dividido em duas gavetas.
Findando a primeira, faz-se o pedido. AFindando a primeira, faz-se o pedido. A
segunda deve ser suficiente para atender asegunda deve ser suficiente para atender a
demanda até o pedido ser atendido.demanda até o pedido ser atendido.
Reposição de estoquesReposição de estoques
Reposição PeriódicaReposição Periódica (Periodic Inventory System)(Periodic Inventory System)
– É feito o pedido de uma quantidadeÉ feito o pedido de uma quantidade
determinada em períodos regulares.determinada em períodos regulares.
Reposição por ponto de pedidoReposição por ponto de pedido (Order Point(Order Point
Policies)Policies)
– Define-se um nível de estoque que, seDefine-se um nível de estoque que, se
atingido, define o momento de ser fazer umatingido, define o momento de ser fazer um
novo pedido.novo pedido.
Reposição de estoquesReposição de estoques
Lote Econômico de CompraLote Econômico de Compra (Economic Order Point)(Economic Order Point)
– No sistema do lote econômico de compra oNo sistema do lote econômico de compra o
objetivo é determinar as quantidades maisobjetivo é determinar as quantidades mais
que geram mais economia no processo deque geram mais economia no processo de
aquisição de material.aquisição de material.
Lote Econômico de CompraLote Econômico de Compra
EOQ (Economic Order Quantity) => suposições doEOQ (Economic Order Quantity) => suposições do
modelo:modelo:
– Demanda conhecida e constante.Demanda conhecida e constante.
– Não há restrições para tamanho de lote (capacidade deNão há restrições para tamanho de lote (capacidade de
produção, tamanho dos modais de transporte, fornecimentoprodução, tamanho dos modais de transporte, fornecimento
infinito...)infinito...)
– Somente os custos de set up ou de pedido e de guarda deSomente os custos de set up ou de pedido e de guarda de
estoque são relevantes.estoque são relevantes.
– Decisões tomadas para um item não afetam os demais.Decisões tomadas para um item não afetam os demais.
– Não há incerteza no lead time.Não há incerteza no lead time.
Lote Econômico de CompraLote Econômico de Compra
Nestas condições a quantidadeNestas condições a quantidade
econômica a comprar é dada por:econômica a comprar é dada por:
iC
AD
Q
2*
= Onde: A – Custo do pedido
D – Demanda anual
i – custo de armazenagem
C – Custo unitário do item
-Nível médio de estoque
max( , )
2
AD Q
CT Q S CD iC
Q
= + +
I
Cálculos com LEC (EOQ)Cálculos com LEC (EOQ)
– PPR (PPR (ponto de pedido de reposição)ponto de pedido de reposição)
– d taxa de consumo diáriod taxa de consumo diário
Quanto há variação do lead time (LT)Quanto há variação do lead time (LT)
( _ )
Q D
d ou demanda diária
t T
=
( )
1
i md
d
PPR dLT ES
C C
PPR dLT kS dLT k
n
= +
−
= + = +
−
22 2
* *dLT d LT
PPR dLT ES
ES d LT kS d LT k LT S d S
= +
= + = + +
CálculosCálculos
_ _
_ _ ( )
_ _ ( ) ( )
f
f e
f
e
dLT
C NúmeroNãoAtendidos
NívelServiço
C C NúmeroAtendidos
C Custo de falta
C Custo de excedentes estocagem
D D
Expectativa de falta E n S E z
Q Q
= =
+
=
=
= =
ExemploExemplo
• Uma loja vende 18 unidades semanais de um secador
de cabelos p/ viagem, que custa $ 60/unidade e tem
custo de colocação de pedido de $ 45. Manter o
secador em estoque durante um ano custa 25% do
valor do produto e a loja opera 52 semanas por ano.
São colocados pedidos de 390 unidades, para reduzir
o número de pedidos.
• Qual o custo da política de estoques adotada?Qual o custo da política de estoques adotada?
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
Nível At K Nível At K Nível At K
52 0,102 80 0,842 90 1,2820
55 0,126 85 1,036 95 1,6450
60 0,253 86 1,085 97,5 1,9600
65 0,385 87 1,134 98 2,0820
70 0,524 87,5 1,159 99 2,3260
75 0,674 88 1,184 99,5 2,5760
78 0,775 89 1,233 99,9 3,0900
Custo total do modelo EOQCusto total do modelo EOQ
( *)
2
AD Q
CT Q CD iC
Q
= + +
390
2
45(18 52)
(390) 60(18 52) (0,25 60 )
390
CT
×
= + × + × ×
(390) $59193CT =
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
Exemplo (Exemplo (ContinuaçãoContinuação))
• Calcule o lote econômico de compra dos
secadores e o custo total da política econômica
de compras.
• Com qual frequência os pedidos são colocados
quando o EOQ é utilizado?
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
ExemploExemplo ((Cont.Cont.))
Cálculo do lote econômico deCálculo do lote econômico de
compra, EOQcompra, EOQ
2 2(45 18 52)
* 75
0,25 60
AD
Q unidd
iC
× ×
= = =
×
75
2
45(18 52)
(75) 60(18 52) (0,25 60 ) $57284,1
75
CT
×
= + × + × × =
75
(52 ) 52 4,17
936
sem
EOQ ano
EOQ
F sem
D
= = × =
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
Modelo de Estoque na ausência deModelo de Estoque na ausência de
incerteza (demanda é conhecida)incerteza (demanda é conhecida)
• Suposições:
– Taxa de demanda constante;
– Taxa de produção, P, finita (ou seja, unidades
produzidas acrescentadas ao estoque uma por
vez);
• Objetivos da análise:
– Determinar tamanho ótimo do pedido (Q*
) e
estoque negativo ótimo permitido (S*
max) que
minimize custo total anual dos estoques.
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
Reposição de estoques semReposição de estoques sem
faltas (produção)faltas (produção)
QuantidadeQuantidade
Lead time
T3
Ponto de
pedido
Tempo
ES
Q
Tp
T2T1
Estoque médio
Tp
Lead time
Expressões para cálculo deExpressões para cálculo de
lotes de produçãolotes de produção
Fundations of Production and Operations Management (STARR, M.K., THOMSON, 2007)Fundations of Production and Operations Management (STARR, M.K., THOMSON, 2007)
2
_ _ _
s
s
iCQ p d D
CTV C
p Q
onde C Custo set up
   − 
= + ÷  ÷ ÷
    
=
2
_ _
_ _
Q p d
p
número médio de
unidades no estoque
 − 
 ÷ ÷
  
Lead time
t1
t2
t
1
Q
t
p
=
d-taxa
de
consum
o
da
dem
anda
p-d–taxadereposição
Q
t
d
=
2 1
Q Q p d
t t t Q
d p pd
−
= − = − =
2 sC D p
Q
iC p d
=
−
Lote econômico de produçãoLote econômico de produção
sem faltassem faltas
Define-seDefine-se
– p=taxa de produçãop=taxa de produção
– d=consumod=consumo
– CCss =custo de preparação (set up)=custo de preparação (set up)
– iC=Custo de armazenagemiC=Custo de armazenagem
– D=Demanda a ser atendida.D=Demanda a ser atendida.
2 sC D p
Q
iC p d
=
−
2
1
sC D
Q
d
iC
p
=
 
− ÷
 
Reposição de estoques comReposição de estoques com
faltas (produção)faltas (produção)
QuantidadeQuantidade
Lead
time
T3
Ponto de
pedido
Tempo
SmáxImáx
T
Tp
T2
T1
T40
Estoque médio
ES
p-d–taxadereposição
d-taxadeconsumodademanda
Expressão matemáticaExpressão matemática
QQ**
e Se Smáxmáx são derivados da expressão do custo total:são derivados da expressão do custo total:
( )
2
max ˆ( , )
2 2
fix máxmáx
máx
F S DQ S SAD
CT Q S CD iC P
Q Q
−
= + + + +
Custo
do
pedido
ou setup
Custo do
produto
(consumo)
Custo
de
guarda Custo de escassez
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
NotaçãoNotação
C preço de compra unitário ou unidade de custo variável de produção.C preço de compra unitário ou unidade de custo variável de produção.
D taxa de demanda, unidades/ano.D taxa de demanda, unidades/ano.
A custo fixo de pedido de reposição (custo de pedido) ou custo de setup de produção.A custo fixo de pedido de reposição (custo de pedido) ou custo de setup de produção.
Pr Taxa de reposição ou produção, unidades/ano.Pr Taxa de reposição ou produção, unidades/ano.
h Custo de guarda do estoque por unidade por ano ($/unid/ano), normalmente expresso porh Custo de guarda do estoque por unidade por ano ($/unid/ano), normalmente expresso por
h=iC, onde i é taxa de guarda anual de estoque.h=iC, onde i é taxa de guarda anual de estoque.
IImáxmáx Nível máximo de estoque disponível, unidades.Nível máximo de estoque disponível, unidades.
Nível médio de estoque disponível, unidades.Nível médio de estoque disponível, unidades.
SSmáxmáx Falta máxima de estoque permitida, unidades.Falta máxima de estoque permitida, unidades.
S Falta de estoque média permitida, unidades==>S Falta de estoque média permitida, unidades==>
r Ponto de reposição, unidades.r Ponto de reposição, unidades.
Q Quantidade total pedida, unidades.Q Quantidade total pedida, unidades.
P Taxa de reposição ou produção, unidades/ano.P Taxa de reposição ou produção, unidades/ano.
Custo variável unitário anual médio de falta.Custo variável unitário anual médio de falta.
Custo fixo da falta de uma unidade em estoque.Custo fixo da falta de uma unidade em estoque.
T tamanho do ciclo ou tempo entre rodadas de produçãoT tamanho do ciclo ou tempo entre rodadas de produção
TC Custo total anual (função da política de estoques adotadas)TC Custo total anual (função da política de estoques adotadas)
LT lead timeLT lead time
máxS
=
2
S =
2
Q
Pˆ
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
fixF
Determinação de QDeterminação de Q**
e Se Smáxmáx
Q* => quantidade ótima a pedirQ* => quantidade ótima a pedir
SSmáxmáx => falta máxima permitida.=> falta máxima permitida.
( )
( )
2
*
ˆ2
ˆˆ
1
fixF DAD iC P
Q
D PiC iC PiC
P
+
= −
  +− ÷
 
( )
PiC
P
D
DFiCQ
S
fix
máx
ˆ
1*
+






−−
=
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
ExemploExemplo
• A empresa XYZ compra 350 filtros de ar por ano. O custo de
cada filtro é $30 e o custo da colocação do pedido é $10. O
custo de guarda anual do estoque é 0.18 (18% do custo do
produto).
• A escassez é dividida em dois componentes:
– Custo fixo: $0.30/unidade
– Custo variável: $5 por unidade de escassez ao ano.
• Determine o tamanho ótimo do pedido e a escassez ótima a
ser admitida.
Modelo de Estoque na ausência deModelo de Estoque na ausência de
incerteza (demanda é conhecida)incerteza (demanda é conhecida)
• Suposições:
– Taxa de demanda constante;
– Taxa de produção, P, finita (ou seja, unidds
produzidas acrescentadas ao estoque uma por
vez);
• Objetivos da análise:
– Determinar tamanho ótimo do pedido (Q*
) e
estoque negativo ótimo permitido (S*
max) que
minimize custo total anual dos estoques.
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
ResultadosResultados
* 51 /Q unidades ano=
*
max 17S unidds=
* *
max( , ) $10784,5CT Q S =
2
2(10)350 (0,30 350) 0,18 30 5
*
0,18(30)(1 350/ ) 0,18 30(0,18 30 5) 5
Q
× × +
= −
− ∞ × × +
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
( )
( )
2
*
ˆ2
ˆˆ
1
fixF DAD iC P
Q
D PiC iC PiC
P
+
= −
  +− ÷
 
*
max
(0,18 30 52 0,3 350)(1 350 )
0,18 30 5
S
× × − × − ∞
=
× +
( )*
1
ˆ
fix
máx
D
iCQ F D
P
S
iC P
 
− − ÷
 =
+
Encontre a melhor política de
gestão do estoque do produto
abaixo
• Um departamento de tornoaria encomenda uma peça
necessária p/ suas CNCs.
• A peça custa $60. A demanda anual é de 400 peças/ano. O
custo da colocação do pedido é $20. O custo de guarda
anual do estoque é 0.24 (24% do custo do produto).
• Sabe-se que a falta da peça custa ao departamento $20 por
peça escassa ao ano.
• Determine o tamanho ótimo do pedido, a escassez ótima a
ser admitida e o custo total da política adotada.
<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
ExercícioExercício
Itens comprados de um fornecedorItens comprados de um fornecedor
custam $ 20 cada, e a previsão para acustam $ 20 cada, e a previsão para a
demanda do próximo ano é de 1.000demanda do próximo ano é de 1.000
unidades. Se custa $ 5 cada vez que éunidades. Se custa $ 5 cada vez que é
feito um pedido por mais unidades e ofeito um pedido por mais unidades e o
custo de manuseio é de $4 por unidadecusto de manuseio é de $4 por unidade
por ano, qual quantidade deveria serpor ano, qual quantidade deveria ser
pedida de cada vez? A) Qual é o custopedida de cada vez? A) Qual é o custo
total do pedido para um ano? B) Qual é ototal do pedido para um ano? B) Qual é o
custo total de manuseio para um ano?custo total de manuseio para um ano?
SoluçãoSolução
( )
( ) 00,100$4
2
50
2
)
00,100$5
50
1000
)
50
4
510002
==
==
==
iC
Q
b
A
Q
D
a
unidadesQ
ExercícioExercício
Um gerente está tentando encontrar oUm gerente está tentando encontrar o
número ótimo de botas de pele de ovelhanúmero ótimo de botas de pele de ovelha
a produzir numa rodada de fábrica,a produzir numa rodada de fábrica,
sabendo que:sabendo que:
Demanda anual=12000paresDemanda anual=12000pares
Dias em que indústria trabalha=240/ano.Dias em que indústria trabalha=240/ano.
Capacidade diária da fábrica=200 paresCapacidade diária da fábrica=200 pares
Custo de preparação=$ 800,00Custo de preparação=$ 800,00
Custo anual de armazenagem=$ 60,00Custo anual de armazenagem=$ 60,00
SoluçãoSolução
( )( ) 653
50200
200
60
800120002
50
240
12000
=
−
=
==
Q
riaDemandaDiá
( )
D p d
CT SC S Q iC
Q p
−
= + +
MEDIDAS DE DESEMPENHOMEDIDAS DE DESEMPENHO
Com o objetivo de melhorar oCom o objetivo de melhorar o
gerenciamento empresarial, algunsgerenciamento empresarial, alguns
indicadores relacionados a estoque,indicadores relacionados a estoque,
vendas, finanças e vendas foramvendas, finanças e vendas foram
desenvolvidos. A seguir são apresentadosdesenvolvidos. A seguir são apresentados
alguns deles.alguns deles.
Cálculo do retorno sobre capitalCálculo do retorno sobre capital
..
C
L
estoqueemCapital
Lucro
RC ==
__
ROTATIVIDADE OU GIRO DOSROTATIVIDADE OU GIRO DOS
ESTOQUESESTOQUES
..
_ _ _Custos das vendas Anuais CV
R
Estoque E
= =
Medida de AcuráciaMedida de Acurácia
itensdetotalNúmero
corretositensdeNúmero
Acurácia
___
___
=
itensdostotalValor
corretositensdosValor
Acurácia
___
___
=
Nível de serviçoNível de serviço
atendidassrequisiçõedeNúmero
efetuadassrequisiçõedeNúmeros
ServiçodeNível =
Giro de estoquesGiro de estoques
períodonomédioestoquedoValor
períodonoconsumidoValor
estoquesdeGiro =

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
Gilberto Freitas
 
Administração de materiais
Administração de materiaisAdministração de materiais
Administração de materiais
Denis Carlos Sodré
 
03 aula armazenagem
03 aula armazenagem03 aula armazenagem
03 aula armazenagem
Homero Alves de Lima
 
Aula de introdução a curva abc
Aula de introdução a curva abcAula de introdução a curva abc
Aula de introdução a curva abc
Moises Ribeiro
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Silva Jorge R Gonçalves
 
Exercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABCExercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABC
Faculdade Cidade Verde
 
Inventários
InventáriosInventários
Inventários
Jeverson Perin
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
Studiesfree
 
Armazenagem e Estoque
Armazenagem e EstoqueArmazenagem e Estoque
Armazenagem e Estoque
TamiresSerafim
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
Adeildo Caboclo
 
07 aula armazenagem l
07 aula armazenagem l07 aula armazenagem l
07 aula armazenagem l
Homero Alves de Lima
 
01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística
Homero Alves de Lima
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
Felippi Perez
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
Denis Carlos Sodré
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
HealthMinds Academy
 
Sistema de estoque
Sistema de estoqueSistema de estoque
Sistema de estoque
Elvis Bruno
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
Danilo Pires
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
UEMA
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de Materiais
Robson Costa
 
Armazenagem de materiais
Armazenagem de materiaisArmazenagem de materiais
Armazenagem de materiais
Jares Petros
 

Mais procurados (20)

Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
 
Administração de materiais
Administração de materiaisAdministração de materiais
Administração de materiais
 
03 aula armazenagem
03 aula armazenagem03 aula armazenagem
03 aula armazenagem
 
Aula de introdução a curva abc
Aula de introdução a curva abcAula de introdução a curva abc
Aula de introdução a curva abc
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
 
Exercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABCExercício - Análise Curva ABC
Exercício - Análise Curva ABC
 
Inventários
InventáriosInventários
Inventários
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
 
Armazenagem e Estoque
Armazenagem e EstoqueArmazenagem e Estoque
Armazenagem e Estoque
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
 
07 aula armazenagem l
07 aula armazenagem l07 aula armazenagem l
07 aula armazenagem l
 
01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Sistema de estoque
Sistema de estoqueSistema de estoque
Sistema de estoque
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de Materiais
 
Armazenagem de materiais
Armazenagem de materiaisArmazenagem de materiais
Armazenagem de materiais
 

Destaque

4853 planejamento programacaocontroleproducao_rsp
4853 planejamento programacaocontroleproducao_rsp4853 planejamento programacaocontroleproducao_rsp
4853 planejamento programacaocontroleproducao_rsp
DougPabiton
 
Lote economico - Fabio Boiani
Lote economico - Fabio BoianiLote economico - Fabio Boiani
Lote economico - Fabio Boiani
fabioboiani
 
Gestão de stocks- 4º trabalho SM
Gestão de stocks- 4º trabalho SMGestão de stocks- 4º trabalho SM
Gestão de stocks- 4º trabalho SM
triudus
 
Gestão de stocks 4º Trabalho de SM
Gestão de stocks 4º Trabalho de SMGestão de stocks 4º Trabalho de SM
Gestão de stocks 4º Trabalho de SM
Edgar Varela Gonçalves
 
Gestao de stocks
Gestao de stocksGestao de stocks
Gestao de stocks
warier96
 
Gestao De Estoques
Gestao De EstoquesGestao De Estoques
Gestao De Estoques
ogerente
 

Destaque (6)

4853 planejamento programacaocontroleproducao_rsp
4853 planejamento programacaocontroleproducao_rsp4853 planejamento programacaocontroleproducao_rsp
4853 planejamento programacaocontroleproducao_rsp
 
Lote economico - Fabio Boiani
Lote economico - Fabio BoianiLote economico - Fabio Boiani
Lote economico - Fabio Boiani
 
Gestão de stocks- 4º trabalho SM
Gestão de stocks- 4º trabalho SMGestão de stocks- 4º trabalho SM
Gestão de stocks- 4º trabalho SM
 
Gestão de stocks 4º Trabalho de SM
Gestão de stocks 4º Trabalho de SMGestão de stocks 4º Trabalho de SM
Gestão de stocks 4º Trabalho de SM
 
Gestao de stocks
Gestao de stocksGestao de stocks
Gestao de stocks
 
Gestao De Estoques
Gestao De EstoquesGestao De Estoques
Gestao De Estoques
 

Semelhante a Gestao estoques apresentação

Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.pptAbraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
AndersonBarbosa629031
 
Gestao estoques mestrado
Gestao estoques mestradoGestao estoques mestrado
Gestao estoques mestrado
Hiana2014
 
Gestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de StocksGestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de Stocks
CLT Valuebased Services
 
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
ValquiriaJaques1
 
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logísticaCap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
FEARP/USP
 
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdfCONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
LC-Contabilidade Consultiva
 
Gestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalhoGestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalho
jorgecs6
 
Gerenciando seu empreendimento e7
Gerenciando seu empreendimento   e7Gerenciando seu empreendimento   e7
Gerenciando seu empreendimento e7
silviofsouza
 
Gest estoques1
Gest estoques1Gest estoques1
Gest estoques1
Carlos Melo
 
Controle de estoques (funcionalidades)
Controle de estoques (funcionalidades)Controle de estoques (funcionalidades)
Controle de estoques (funcionalidades)
Cristiano Ferreira Cesarino
 
Beatriz 9º6
Beatriz 9º6Beatriz 9º6
Beatriz 9º6
Beatriz123Letras
 
Artigo gestao_de_estoques
Artigo gestao_de_estoquesArtigo gestao_de_estoques
Artigo gestao_de_estoques
Antonio Branco
 
Administração de Estoques
Administração de EstoquesAdministração de Estoques
Administração de Estoques
Alison Gabriel
 
Gestão de estoques 01
Gestão de estoques 01Gestão de estoques 01
Gestão de estoques 01
Marissol Soares
 
Gestão de stocks
Gestão de stocks Gestão de stocks
Gestão de stocks
Bruno Andrade
 
Custo de stocks
Custo de stocksCusto de stocks
Custo de stocks
Sabertoth613
 
Logística de Suprimentos
Logística de SuprimentosLogística de Suprimentos
Logística de Suprimentos
Willian dos Santos Abreu
 
Gestão de Stocks
 Gestão de Stocks  Gestão de Stocks
Gestão de Stocks
Tatianadizz99
 
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentasGerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
Nara Oliveira
 
Tcc geovana pdf
Tcc geovana pdfTcc geovana pdf

Semelhante a Gestao estoques apresentação (20)

Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.pptAbraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
Abraao Conceitos de gestao de estoques.ppt
 
Gestao estoques mestrado
Gestao estoques mestradoGestao estoques mestrado
Gestao estoques mestrado
 
Gestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de StocksGestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de Stocks
 
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
07- CONTROLE DE ESTOQUE E INVENTÁRIO.pptx
 
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logísticaCap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
 
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdfCONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
 
Gestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalhoGestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalho
 
Gerenciando seu empreendimento e7
Gerenciando seu empreendimento   e7Gerenciando seu empreendimento   e7
Gerenciando seu empreendimento e7
 
Gest estoques1
Gest estoques1Gest estoques1
Gest estoques1
 
Controle de estoques (funcionalidades)
Controle de estoques (funcionalidades)Controle de estoques (funcionalidades)
Controle de estoques (funcionalidades)
 
Beatriz 9º6
Beatriz 9º6Beatriz 9º6
Beatriz 9º6
 
Artigo gestao_de_estoques
Artigo gestao_de_estoquesArtigo gestao_de_estoques
Artigo gestao_de_estoques
 
Administração de Estoques
Administração de EstoquesAdministração de Estoques
Administração de Estoques
 
Gestão de estoques 01
Gestão de estoques 01Gestão de estoques 01
Gestão de estoques 01
 
Gestão de stocks
Gestão de stocks Gestão de stocks
Gestão de stocks
 
Custo de stocks
Custo de stocksCusto de stocks
Custo de stocks
 
Logística de Suprimentos
Logística de SuprimentosLogística de Suprimentos
Logística de Suprimentos
 
Gestão de Stocks
 Gestão de Stocks  Gestão de Stocks
Gestão de Stocks
 
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentasGerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
 
Tcc geovana pdf
Tcc geovana pdfTcc geovana pdf
Tcc geovana pdf
 

Gestao estoques apresentação

  • 1. EstoquesEstoques Os estoques são uma forma da organizaçãoOs estoques são uma forma da organização proteger-se da imprevisibilidade dos processosproteger-se da imprevisibilidade dos processos com os quais lida ou está envolvida, a falta decom os quais lida ou está envolvida, a falta de qualidade de seus processos internos bemqualidade de seus processos internos bem como dos externos dos quais dependecomo dos externos dos quais depende pressionam no sentido de elevar o volume depressionam no sentido de elevar o volume de estoques. Conclui-se que níveis elevados deestoques. Conclui-se que níveis elevados de estoques tendem a gerar conformidade com oestoques tendem a gerar conformidade com o erro e as causas dos problemas não sãoerro e as causas dos problemas não são atacadas.atacadas.
  • 2. Administração de EstoquesAdministração de Estoques – Os estoques são compostos de:Os estoques são compostos de: – matéria-prima,matéria-prima, – material auxiliar,material auxiliar, – material de manutenção,material de manutenção, – material de escritório,material de escritório, – material e peças em processos e produtosmaterial e peças em processos e produtos acabados.acabados. Eles são necessários para compensar a imprevisibilidade dosEles são necessários para compensar a imprevisibilidade dos processos organizacionais e ambientais.processos organizacionais e ambientais.
  • 3. Justificativas para os estoquesJustificativas para os estoques internas:internas: – quebras de equipamentos,quebras de equipamentos, – não cumprimento de prazos e condições denão cumprimento de prazos e condições de fornecimentos pelos fornecedores,fornecimentos pelos fornecedores, – fragilidade dos processos gerenciais – especialmentefragilidade dos processos gerenciais – especialmente planejamento;planejamento; Externas:Externas: – variação da demanda,variação da demanda, – condições climáticas,condições climáticas, – sócio-econômicas, entre outros, são eventos externossócio-econômicas, entre outros, são eventos externos à organização e que podem demandar estoques deà organização e que podem demandar estoques de proteção para regular o processo de produção eproteção para regular o processo de produção e entrega de produtos.entrega de produtos.
  • 4. Funções associadas ao controle deFunções associadas ao controle de estoquesestoques determinar “o quê” deve permanecer em estoque. Número dedeterminar “o quê” deve permanecer em estoque. Número de itens;itens; determinar “quando” se devem reabastecer os estoques.determinar “quando” se devem reabastecer os estoques. Periodicidade;Periodicidade; determinar “quanto” de estoque será necessário para um períododeterminar “quanto” de estoque será necessário para um período determinado;determinado; acionar o Departamento de compras para executar a aquisiçãoacionar o Departamento de compras para executar a aquisição de estoque;de estoque; receber, armazenar e atender os materiais estocados de acordoreceber, armazenar e atender os materiais estocados de acordo com as necessidades;com as necessidades; controlar os estoques em termos de quantidade e valor econtrolar os estoques em termos de quantidade e valor e fornecer informações sobre a posição do estoque;fornecer informações sobre a posição do estoque; manter inventários periódicos para avaliação das quantidades emanter inventários periódicos para avaliação das quantidades e estados dos materiais estocados; eestados dos materiais estocados; e identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados.identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados.
  • 5. Atitudes operacionais envolvendoAtitudes operacionais envolvendo planejamento e controle de estoquesplanejamento e controle de estoques Assegurar o suprimento de matéria prima, material auxiliar, peças eAssegurar o suprimento de matéria prima, material auxiliar, peças e insumos ao processo de fabricação de acordo com as necessidadesinsumos ao processo de fabricação de acordo com as necessidades organizacionais (quantidade, tempo e qualidade desejados);organizacionais (quantidade, tempo e qualidade desejados); Manter níveis de estoques que otimizem os custos de atendimento daManter níveis de estoques que otimizem os custos de atendimento da demanda e manutenção de estoques;demanda e manutenção de estoques; Identificar e eliminar os materiais obsoletos;Identificar e eliminar os materiais obsoletos; Não aceitar erros quanto à condição de falta ou excesso em relação àsNão aceitar erros quanto à condição de falta ou excesso em relação às vendas.vendas. Precaver-se quanto a perdas, danos, extravios ou mau uso;Precaver-se quanto a perdas, danos, extravios ou mau uso; Manter as quantidades em relação às necessidades e aos registros;Manter as quantidades em relação às necessidades e aos registros; Fornecer informações adequadas ao planejamento de curto, médio eFornecer informações adequadas ao planejamento de curto, médio e longo prazo, das necessidades de materiais e estoques;longo prazo, das necessidades de materiais e estoques; Manter os custos em níveis econômicos, levando em conta os volume deManter os custos em níveis econômicos, levando em conta os volume de vendas, prazos, recursos e seu efeito sobre o custo de venda dovendas, prazos, recursos e seu efeito sobre o custo de venda do produto.produto.
  • 6. Objetivos do planejamento doObjetivos do planejamento do estoquesestoques Objetivo de custoObjetivo de custo: tem como objetivo determinar o ponto ótimo: tem como objetivo determinar o ponto ótimo dos custos de armazenagem, de pedidos e de falta, para melhordos custos de armazenagem, de pedidos e de falta, para melhor atender à demanda de mercado e aos acionistas.atender à demanda de mercado e aos acionistas. Objetivo de Nível de ServiçoObjetivo de Nível de Serviço: Visa atender as necessidades do: Visa atender as necessidades do cliente em relação a datas de entrega dos pedidos. Esse modelocliente em relação a datas de entrega dos pedidos. Esse modelo procura considerar os estoques para atender a qualquer solicitaçãoprocura considerar os estoques para atender a qualquer solicitação do mercado, através da definição de percentual de grau dedo mercado, através da definição de percentual de grau de atendimento. Quanto maior for o grau de atendimento, maior será oatendimento. Quanto maior for o grau de atendimento, maior será o custo de manutenção de estoque.custo de manutenção de estoque. Objetivo de Retorno de Capital:Objetivo de Retorno de Capital: Este objetivo procura reduzir osEste objetivo procura reduzir os volume financeiro empenhado em estoque e ao mesmo tempovolume financeiro empenhado em estoque e ao mesmo tempo maximizar a relação lucro/estoque médio. Aliás, a relação entre omaximizar a relação lucro/estoque médio. Aliás, a relação entre o lucro das vendas anuais e o capital investido em estoques élucro das vendas anuais e o capital investido em estoques é utilizada como um dos indicadores do processo de gerenciamentoutilizada como um dos indicadores do processo de gerenciamento de estoquesde estoques
  • 7. Custos dos estoquesCustos dos estoques Custo de pedidoCusto de pedido Custo de falta no estoqueCusto de falta no estoque Custo de manutenção dos estoques ouCusto de manutenção dos estoques ou custo de Armazenagemcusto de Armazenagem
  • 8. Custo de pedidoCusto de pedido São custos fixos e variáveis referentes aoSão custos fixos e variáveis referentes ao processo de emissão de um pedido. Os fixosprocesso de emissão de um pedido. Os fixos são os salários do pessoal envolvidos nasão os salários do pessoal envolvidos na emissão dos pedidos e os variáveis estão nasemissão dos pedidos e os variáveis estão nas fichas de pedidos e nos processos de enviarfichas de pedidos e nos processos de enviar esses pedidos aos fornecedores, bem como,esses pedidos aos fornecedores, bem como, todos os recursos necessários para taltodos os recursos necessários para tal procedimento. Portanto, o custo de pedido estáprocedimento. Portanto, o custo de pedido está diretamente relacionado com o volume dasdiretamente relacionado com o volume das requisições ou pedidos que ocorrem no período.requisições ou pedidos que ocorrem no período.
  • 9. Custo de falta no estoqueCusto de falta no estoque no caso de não cumprir o prazo deno caso de não cumprir o prazo de entrega de um pedido colocado, poderáentrega de um pedido colocado, poderá ocorrer ao infrator o pagamento de umaocorrer ao infrator o pagamento de uma multa ou até o cancelamento do pedido,multa ou até o cancelamento do pedido, reduzindo o volume de vendas ereduzindo o volume de vendas e prejudicando a imagem da empresa. Esteprejudicando a imagem da empresa. Este problema acarretará um custo elevado eproblema acarretará um custo elevado e de difícil medição relacionado com ade difícil medição relacionado com a imagem, custos, confiabilidade,imagem, custos, confiabilidade, concorrência etc.concorrência etc.
  • 10. Custo de manutenção dosCusto de manutenção dos estoquesestoques são as despesas de armazenamento (altossão as despesas de armazenamento (altos volumes, demasiados controles, enormesvolumes, demasiados controles, enormes espaços físicos, sistema de armazenagem eespaços físicos, sistema de armazenagem e movimentação e pessoal envolvido no processo,movimentação e pessoal envolvido no processo, equipamentos e sistemas de informaçãoequipamentos e sistemas de informação específicos). Há ainda os custos relativos aosespecíficos). Há ainda os custos relativos aos impostos e aos seguros de incêndio e roubo.impostos e aos seguros de incêndio e roubo. Além disso, os itens estão sujeitos a perdas,Além disso, os itens estão sujeitos a perdas, roubos e obsolescências, aumentando aindaroubos e obsolescências, aumentando ainda mais os custos de mantê-los em estoques.mais os custos de mantê-los em estoques. Estima-se que o custo de manutenção dosEstima-se que o custo de manutenção dos estoques representa aproximadamente 25% doestoques representa aproximadamente 25% do valor médio dos produtos.valor médio dos produtos.
  • 11. Custo de ArmazenagemCusto de Armazenagem Custos de Materiais:Custos de Materiais: Valor de todos os materiais que estãoValor de todos os materiais que estão estocados na empresa (é importante observar que com o crescenteestocados na empresa (é importante observar que com o crescente processo de terceirização parte destes estoques pode estar emprocesso de terceirização parte destes estoques pode estar em poder de terceiro e poderá ser contabilizada como consignação oupoder de terceiro e poderá ser contabilizada como consignação ou estoque em trânsito).estoque em trânsito). Custo de Pessoal:Custo de Pessoal: é o custo mensal de toda mão- de- obraé o custo mensal de toda mão- de- obra envolvida na atividade de estoques (manutenção, controle eenvolvida na atividade de estoques (manutenção, controle e gerenciamento, inclusive os encargos trabalhistas).gerenciamento, inclusive os encargos trabalhistas). Custos de Equipamentos e Manutenção:Custos de Equipamentos e Manutenção: São as despesasSão as despesas mensais para manter estoques, incluindo a depreciação dosmensais para manter estoques, incluindo a depreciação dos equipamentos, máquinas e instalações e despesas a elesequipamentos, máquinas e instalações e despesas a eles associados.associados. Custos de Edificação:Custos de Edificação: Refere-se ao custo anual do m2 deRefere-se ao custo anual do m2 de armazenamento.armazenamento.
  • 12. Cálculo do custo de armazenagemCálculo do custo de armazenagem Q=quantidade deQ=quantidade de material emmaterial em estoque no tempoestoque no tempo considerado,considerado, P=preço unitário,P=preço unitário, I=taxa deI=taxa de armazenamentoarmazenamento expressaexpressa geralmente emgeralmente em termos determos de porcentagem doporcentagem do custo unitário e,custo unitário e, T=tempoT=tempo considerado deconsiderado de armazenagem.armazenagem. * * * 2 Q CA T P I=
  • 13. Cálculo da taxa de armazenagemCálculo da taxa de armazenagem Taxa de retornoTaxa de retorno de capitalde capital Taxa deTaxa de armazenamentoarmazenamento físicofísico Taxa de seguroTaxa de seguro Taxa deTaxa de transporte,transporte, manuseio emanuseio e distribuiçãodistribuição Taxa deTaxa de obsolescênciaobsolescência Outras taxasOutras taxas a b c d e fI I I I I I I= + + + + +
  • 14. taxa de retorno de capitaltaxa de retorno de capital .. 100 _ a Lucro I Valor Estoques =
  • 15. Taxa de armazenamento físicoTaxa de armazenamento físico S = Área ocupadaS = Área ocupada pelo estoquepelo estoque A = custo anual doA = custo anual do mm22 dede armazenamentoarmazenamento C = Consumo anualC = Consumo anual P = Preço Unitário.P = Preço Unitário. * 100* * b S A I C P =
  • 16. Taxa de seguroTaxa de seguro .. _ _ _ 100* _ c custo anual do seguro I valor estoque edificios = +
  • 17. Taxa de transporte, manuseio eTaxa de transporte, manuseio e distribuiçãodistribuição .. _ _ _ 100* _ d depreciacao anual do equipamento I valor estoque =
  • 18. Taxa de obsolescênciaTaxa de obsolescência .. _ _ _ 100* _ e perdas anuais por obsolescencia I valor estoque =
  • 20. Efeito financeiro do estoqueEfeito financeiro do estoque Custos das Vendas = US$ 25.000.000,00Custos das Vendas = US$ 25.000.000,00 dede uma empresa com as mesmas condições euma empresa com as mesmas condições e operando no Brasil, nos EUA e no Japão.operando no Brasil, nos EUA e no Japão. Índices de 97 (médias) Brasil Mundial (EUA, Europa e Ásia) Japão Rotatividade (giros do estoque ao ano) 14 80 160 Tempo em dias 26 dias 5 dias 2 dias
  • 21. Calculando o capital investidoCalculando o capital investido (parado) em estoques(parado) em estoques BrasilBrasil EUAEUA JapãoJapão 20,714.785.1 14 00,000.000.25$ == US E 00,500.312 80 00,000.000.25$ == US E 00,250.156 160 00,000.000.25$ == US E
  • 22. PREVISÃO DE ESTOQUESPREVISÃO DE ESTOQUES Informações quantitativas :Informações quantitativas : – Influência da propaganda.Influência da propaganda. – Evolução das vendas no tempo.Evolução das vendas no tempo. – Variações decorrentes de modismos.Variações decorrentes de modismos. – Variações decorrentes de situações econômicas.Variações decorrentes de situações econômicas. – Crescimento populacional.Crescimento populacional. Informações QualitativasInformações Qualitativas – Opinião de gerentes.Opinião de gerentes. – Opinião de vendedores.Opinião de vendedores. – Opinião de compradores.Opinião de compradores. – Pesquisa de mercado.Pesquisa de mercado.
  • 23. Reposição instantânea semReposição instantânea sem estoque de segurançaestoque de segurança t Quantidade tempo Q Q C t =
  • 24. FormulaçãoFormulação Considerando que o pedido é colocado quando o estoque atingeConsiderando que o pedido é colocado quando o estoque atinge um valor mínimo, tem-se:um valor mínimo, tem-se: Portanto, todas as vezes que o estoque chega ao seu valor mínimoPortanto, todas as vezes que o estoque chega ao seu valor mínimo (deve ser suficiente para cobrir o consumo do lead time de(deve ser suficiente para cobrir o consumo do lead time de encomendar e receber o material), encomenda-se uma quantidadeencomendar e receber o material), encomenda-se uma quantidade Q do material. Neste caso específico o estoque mínimo é zero eQ do material. Neste caso específico o estoque mínimo é zero e faz-se um novo pedido todas as vezes o material é recebido e entrafaz-se um novo pedido todas as vezes o material é recebido e entra no estoque.no estoque. min.PP C t E= +
  • 25. Reposição instantânea comReposição instantânea com estoque de segurançaestoque de segurança t tempo Q ES Emáx Tempo máximo de atraso permitido
  • 26. FormulaçãoFormulação Nestas condições, tem-se:Nestas condições, tem-se: maximoE ES Q= + min imoE ES=
  • 27. Método com Grau deMétodo com Grau de Atendimento DefinidoAtendimento Definido Neste caso tem-se:Neste caso tem-se: *ES S K= ( ) 2 1 ¨ 1 n md i i C C S n = − = − ∑
  • 28. Previsão 13º. mêsPrevisão 13º. mês (média simples)(média simples) MÊS PRODUTOS P1 P2 P3 P4 jan 6.894 4.000 1.469 642 fev 6.552 4.254 1.729 911 mar 7.085 5.045 1.368 889 abr 7.210 5.000 1.599 1.013 mai 7.150 4.900 1.295 951 jun 7.218 4.851 1.325 819 jul 6.395 4.700 1.629 1.023 ago 6.918 4.900 1.806 978 set 6.758 4.800 1.487 1.059 out 6.831 4.500 1.673 1.072 nov 7.383 4.700 1.562 1.134 dez 7.606 4.750 1.778 1.245 13º mês 7.000 4.700 1.560 978
  • 29. Valores tabelados de K paraValores tabelados de K para diversos graus de atendimentodiversos graus de atendimento Tabela: Valores do coeficiente K para graus de atendimento com riscos percentuais Risco % K Risco % K Risco % K 52,00 0,102 80,00 0,842 90,00 1,282 55,00 0,126 85,00 1,036 95,00 1,645 60,00 0,253 86,00 1,085 97,50 1,960 65,00 0,385 87,00 1,134 98,00 2,082 70,00 0,524 87,50 1,159 99,00 2,326 75,00 0,674 88,00 1,184 99,50 2,576 78,00 0,775 89,00 1,233 99,90 3,090 345 309 174 155
  • 30. Reposição de EstoquesReposição de Estoques Revisão PermanenteRevisão Permanente (Perpetual Inventory System)(Perpetual Inventory System) – Continuamente faz-se a verificação eContinuamente faz-se a verificação e reposição de estoque, se necessário.reposição de estoque, se necessário. Método das duas gavetasMétodo das duas gavetas – O estoque é dividido em duas gavetas.O estoque é dividido em duas gavetas. Findando a primeira, faz-se o pedido. AFindando a primeira, faz-se o pedido. A segunda deve ser suficiente para atender asegunda deve ser suficiente para atender a demanda até o pedido ser atendido.demanda até o pedido ser atendido.
  • 31. Reposição de estoquesReposição de estoques Reposição PeriódicaReposição Periódica (Periodic Inventory System)(Periodic Inventory System) – É feito o pedido de uma quantidadeÉ feito o pedido de uma quantidade determinada em períodos regulares.determinada em períodos regulares. Reposição por ponto de pedidoReposição por ponto de pedido (Order Point(Order Point Policies)Policies) – Define-se um nível de estoque que, seDefine-se um nível de estoque que, se atingido, define o momento de ser fazer umatingido, define o momento de ser fazer um novo pedido.novo pedido.
  • 32. Reposição de estoquesReposição de estoques Lote Econômico de CompraLote Econômico de Compra (Economic Order Point)(Economic Order Point) – No sistema do lote econômico de compra oNo sistema do lote econômico de compra o objetivo é determinar as quantidades maisobjetivo é determinar as quantidades mais que geram mais economia no processo deque geram mais economia no processo de aquisição de material.aquisição de material.
  • 33. Lote Econômico de CompraLote Econômico de Compra EOQ (Economic Order Quantity) => suposições doEOQ (Economic Order Quantity) => suposições do modelo:modelo: – Demanda conhecida e constante.Demanda conhecida e constante. – Não há restrições para tamanho de lote (capacidade deNão há restrições para tamanho de lote (capacidade de produção, tamanho dos modais de transporte, fornecimentoprodução, tamanho dos modais de transporte, fornecimento infinito...)infinito...) – Somente os custos de set up ou de pedido e de guarda deSomente os custos de set up ou de pedido e de guarda de estoque são relevantes.estoque são relevantes. – Decisões tomadas para um item não afetam os demais.Decisões tomadas para um item não afetam os demais. – Não há incerteza no lead time.Não há incerteza no lead time.
  • 34. Lote Econômico de CompraLote Econômico de Compra Nestas condições a quantidadeNestas condições a quantidade econômica a comprar é dada por:econômica a comprar é dada por: iC AD Q 2* = Onde: A – Custo do pedido D – Demanda anual i – custo de armazenagem C – Custo unitário do item -Nível médio de estoque max( , ) 2 AD Q CT Q S CD iC Q = + + I
  • 35. Cálculos com LEC (EOQ)Cálculos com LEC (EOQ) – PPR (PPR (ponto de pedido de reposição)ponto de pedido de reposição) – d taxa de consumo diáriod taxa de consumo diário Quanto há variação do lead time (LT)Quanto há variação do lead time (LT) ( _ ) Q D d ou demanda diária t T = ( ) 1 i md d PPR dLT ES C C PPR dLT kS dLT k n = + − = + = + − 22 2 * *dLT d LT PPR dLT ES ES d LT kS d LT k LT S d S = + = + = + +
  • 36. CálculosCálculos _ _ _ _ ( ) _ _ ( ) ( ) f f e f e dLT C NúmeroNãoAtendidos NívelServiço C C NúmeroAtendidos C Custo de falta C Custo de excedentes estocagem D D Expectativa de falta E n S E z Q Q = = + = = = =
  • 37. ExemploExemplo • Uma loja vende 18 unidades semanais de um secador de cabelos p/ viagem, que custa $ 60/unidade e tem custo de colocação de pedido de $ 45. Manter o secador em estoque durante um ano custa 25% do valor do produto e a loja opera 52 semanas por ano. São colocados pedidos de 390 unidades, para reduzir o número de pedidos. • Qual o custo da política de estoques adotada?Qual o custo da política de estoques adotada? <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
  • 38. Nível At K Nível At K Nível At K 52 0,102 80 0,842 90 1,2820 55 0,126 85 1,036 95 1,6450 60 0,253 86 1,085 97,5 1,9600 65 0,385 87 1,134 98 2,0820 70 0,524 87,5 1,159 99 2,3260 75 0,674 88 1,184 99,5 2,5760 78 0,775 89 1,233 99,9 3,0900
  • 39. Custo total do modelo EOQCusto total do modelo EOQ ( *) 2 AD Q CT Q CD iC Q = + + 390 2 45(18 52) (390) 60(18 52) (0,25 60 ) 390 CT × = + × + × × (390) $59193CT = <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
  • 40. Exemplo (Exemplo (ContinuaçãoContinuação)) • Calcule o lote econômico de compra dos secadores e o custo total da política econômica de compras. • Com qual frequência os pedidos são colocados quando o EOQ é utilizado? <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
  • 41. ExemploExemplo ((Cont.Cont.)) Cálculo do lote econômico deCálculo do lote econômico de compra, EOQcompra, EOQ 2 2(45 18 52) * 75 0,25 60 AD Q unidd iC × × = = = × 75 2 45(18 52) (75) 60(18 52) (0,25 60 ) $57284,1 75 CT × = + × + × × = 75 (52 ) 52 4,17 936 sem EOQ ano EOQ F sem D = = × = <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
  • 42. Modelo de Estoque na ausência deModelo de Estoque na ausência de incerteza (demanda é conhecida)incerteza (demanda é conhecida) • Suposições: – Taxa de demanda constante; – Taxa de produção, P, finita (ou seja, unidades produzidas acrescentadas ao estoque uma por vez); • Objetivos da análise: – Determinar tamanho ótimo do pedido (Q* ) e estoque negativo ótimo permitido (S* max) que minimize custo total anual dos estoques. <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
  • 43. Reposição de estoques semReposição de estoques sem faltas (produção)faltas (produção) QuantidadeQuantidade Lead time T3 Ponto de pedido Tempo ES Q Tp T2T1 Estoque médio Tp Lead time
  • 44. Expressões para cálculo deExpressões para cálculo de lotes de produçãolotes de produção Fundations of Production and Operations Management (STARR, M.K., THOMSON, 2007)Fundations of Production and Operations Management (STARR, M.K., THOMSON, 2007) 2 _ _ _ s s iCQ p d D CTV C p Q onde C Custo set up    −  = + ÷  ÷ ÷      = 2 _ _ _ _ Q p d p número médio de unidades no estoque  −   ÷ ÷    Lead time t1 t2 t 1 Q t p = d-taxa de consum o da dem anda p-d–taxadereposição Q t d = 2 1 Q Q p d t t t Q d p pd − = − = − = 2 sC D p Q iC p d = −
  • 45. Lote econômico de produçãoLote econômico de produção sem faltassem faltas Define-seDefine-se – p=taxa de produçãop=taxa de produção – d=consumod=consumo – CCss =custo de preparação (set up)=custo de preparação (set up) – iC=Custo de armazenagemiC=Custo de armazenagem – D=Demanda a ser atendida.D=Demanda a ser atendida. 2 sC D p Q iC p d = − 2 1 sC D Q d iC p =   − ÷  
  • 46. Reposição de estoques comReposição de estoques com faltas (produção)faltas (produção) QuantidadeQuantidade Lead time T3 Ponto de pedido Tempo SmáxImáx T Tp T2 T1 T40 Estoque médio ES p-d–taxadereposição d-taxadeconsumodademanda
  • 47. Expressão matemáticaExpressão matemática QQ** e Se Smáxmáx são derivados da expressão do custo total:são derivados da expressão do custo total: ( ) 2 max ˆ( , ) 2 2 fix máxmáx máx F S DQ S SAD CT Q S CD iC P Q Q − = + + + + Custo do pedido ou setup Custo do produto (consumo) Custo de guarda Custo de escassez <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
  • 48. NotaçãoNotação C preço de compra unitário ou unidade de custo variável de produção.C preço de compra unitário ou unidade de custo variável de produção. D taxa de demanda, unidades/ano.D taxa de demanda, unidades/ano. A custo fixo de pedido de reposição (custo de pedido) ou custo de setup de produção.A custo fixo de pedido de reposição (custo de pedido) ou custo de setup de produção. Pr Taxa de reposição ou produção, unidades/ano.Pr Taxa de reposição ou produção, unidades/ano. h Custo de guarda do estoque por unidade por ano ($/unid/ano), normalmente expresso porh Custo de guarda do estoque por unidade por ano ($/unid/ano), normalmente expresso por h=iC, onde i é taxa de guarda anual de estoque.h=iC, onde i é taxa de guarda anual de estoque. IImáxmáx Nível máximo de estoque disponível, unidades.Nível máximo de estoque disponível, unidades. Nível médio de estoque disponível, unidades.Nível médio de estoque disponível, unidades. SSmáxmáx Falta máxima de estoque permitida, unidades.Falta máxima de estoque permitida, unidades. S Falta de estoque média permitida, unidades==>S Falta de estoque média permitida, unidades==> r Ponto de reposição, unidades.r Ponto de reposição, unidades. Q Quantidade total pedida, unidades.Q Quantidade total pedida, unidades. P Taxa de reposição ou produção, unidades/ano.P Taxa de reposição ou produção, unidades/ano. Custo variável unitário anual médio de falta.Custo variável unitário anual médio de falta. Custo fixo da falta de uma unidade em estoque.Custo fixo da falta de uma unidade em estoque. T tamanho do ciclo ou tempo entre rodadas de produçãoT tamanho do ciclo ou tempo entre rodadas de produção TC Custo total anual (função da política de estoques adotadas)TC Custo total anual (função da política de estoques adotadas) LT lead timeLT lead time máxS = 2 S = 2 Q Pˆ <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008 fixF
  • 49. Determinação de QDeterminação de Q** e Se Smáxmáx Q* => quantidade ótima a pedirQ* => quantidade ótima a pedir SSmáxmáx => falta máxima permitida.=> falta máxima permitida. ( ) ( ) 2 * ˆ2 ˆˆ 1 fixF DAD iC P Q D PiC iC PiC P + = −   +− ÷   ( ) PiC P D DFiCQ S fix máx ˆ 1* +       −− = <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
  • 50. <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008 ExemploExemplo • A empresa XYZ compra 350 filtros de ar por ano. O custo de cada filtro é $30 e o custo da colocação do pedido é $10. O custo de guarda anual do estoque é 0.18 (18% do custo do produto). • A escassez é dividida em dois componentes: – Custo fixo: $0.30/unidade – Custo variável: $5 por unidade de escassez ao ano. • Determine o tamanho ótimo do pedido e a escassez ótima a ser admitida.
  • 51. Modelo de Estoque na ausência deModelo de Estoque na ausência de incerteza (demanda é conhecida)incerteza (demanda é conhecida) • Suposições: – Taxa de demanda constante; – Taxa de produção, P, finita (ou seja, unidds produzidas acrescentadas ao estoque uma por vez); • Objetivos da análise: – Determinar tamanho ótimo do pedido (Q* ) e estoque negativo ótimo permitido (S* max) que minimize custo total anual dos estoques. <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
  • 52. ResultadosResultados * 51 /Q unidades ano= * max 17S unidds= * * max( , ) $10784,5CT Q S = 2 2(10)350 (0,30 350) 0,18 30 5 * 0,18(30)(1 350/ ) 0,18 30(0,18 30 5) 5 Q × × + = − − ∞ × × + <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008 ( ) ( ) 2 * ˆ2 ˆˆ 1 fixF DAD iC P Q D PiC iC PiC P + = −   +− ÷   * max (0,18 30 52 0,3 350)(1 350 ) 0,18 30 5 S × × − × − ∞ = × + ( )* 1 ˆ fix máx D iCQ F D P S iC P   − − ÷  = +
  • 53. Encontre a melhor política de gestão do estoque do produto abaixo • Um departamento de tornoaria encomenda uma peça necessária p/ suas CNCs. • A peça custa $60. A demanda anual é de 400 peças/ano. O custo da colocação do pedido é $20. O custo de guarda anual do estoque é 0.24 (24% do custo do produto). • Sabe-se que a falta da peça custa ao departamento $20 por peça escassa ao ano. • Determine o tamanho ótimo do pedido, a escassez ótima a ser admitida e o custo total da política adotada. <http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008<http://www.producao.ufrgs.br/arquivos/disciplinas/390_390_gp_9_estoques.ppt > Acesso: 03 abr. 2008
  • 54. ExercícioExercício Itens comprados de um fornecedorItens comprados de um fornecedor custam $ 20 cada, e a previsão para acustam $ 20 cada, e a previsão para a demanda do próximo ano é de 1.000demanda do próximo ano é de 1.000 unidades. Se custa $ 5 cada vez que éunidades. Se custa $ 5 cada vez que é feito um pedido por mais unidades e ofeito um pedido por mais unidades e o custo de manuseio é de $4 por unidadecusto de manuseio é de $4 por unidade por ano, qual quantidade deveria serpor ano, qual quantidade deveria ser pedida de cada vez? A) Qual é o custopedida de cada vez? A) Qual é o custo total do pedido para um ano? B) Qual é ototal do pedido para um ano? B) Qual é o custo total de manuseio para um ano?custo total de manuseio para um ano?
  • 55. SoluçãoSolução ( ) ( ) 00,100$4 2 50 2 ) 00,100$5 50 1000 ) 50 4 510002 == == == iC Q b A Q D a unidadesQ
  • 56. ExercícioExercício Um gerente está tentando encontrar oUm gerente está tentando encontrar o número ótimo de botas de pele de ovelhanúmero ótimo de botas de pele de ovelha a produzir numa rodada de fábrica,a produzir numa rodada de fábrica, sabendo que:sabendo que: Demanda anual=12000paresDemanda anual=12000pares Dias em que indústria trabalha=240/ano.Dias em que indústria trabalha=240/ano. Capacidade diária da fábrica=200 paresCapacidade diária da fábrica=200 pares Custo de preparação=$ 800,00Custo de preparação=$ 800,00 Custo anual de armazenagem=$ 60,00Custo anual de armazenagem=$ 60,00
  • 57. SoluçãoSolução ( )( ) 653 50200 200 60 800120002 50 240 12000 = − = == Q riaDemandaDiá ( ) D p d CT SC S Q iC Q p − = + +
  • 58. MEDIDAS DE DESEMPENHOMEDIDAS DE DESEMPENHO Com o objetivo de melhorar oCom o objetivo de melhorar o gerenciamento empresarial, algunsgerenciamento empresarial, alguns indicadores relacionados a estoque,indicadores relacionados a estoque, vendas, finanças e vendas foramvendas, finanças e vendas foram desenvolvidos. A seguir são apresentadosdesenvolvidos. A seguir são apresentados alguns deles.alguns deles.
  • 59. Cálculo do retorno sobre capitalCálculo do retorno sobre capital .. C L estoqueemCapital Lucro RC == __
  • 60. ROTATIVIDADE OU GIRO DOSROTATIVIDADE OU GIRO DOS ESTOQUESESTOQUES .. _ _ _Custos das vendas Anuais CV R Estoque E = =
  • 61. Medida de AcuráciaMedida de Acurácia itensdetotalNúmero corretositensdeNúmero Acurácia ___ ___ = itensdostotalValor corretositensdosValor Acurácia ___ ___ =
  • 62. Nível de serviçoNível de serviço atendidassrequisiçõedeNúmero efetuadassrequisiçõedeNúmeros ServiçodeNível =
  • 63. Giro de estoquesGiro de estoques períodonomédioestoquedoValor períodonoconsumidoValor estoquesdeGiro =