SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
ASCENSÃO DOS
ESTADOS TOTALITÁRIOS
• Regime ou sistema político no qual o
governo da sociedade está concentrado
nas mãos de um partido único, não raro
com uma liderança carismática, que age
no intuito de inibir a oposição e suprimir
as liberdades democráticas. Em estados
totalitário, o governo busca controlar
todos os aspectos da vida dos cidadãos
mediante violência e propaganda política
e/ou religiosa.
• Ex.: URSS de Stálin, Itália Fascista,
Alemanha Nazista, a Espanha de Franco,
o Japão em sua fase expansionista.
2
TOTALITARISMO
Valéria Fernandes
• “A grande força do estado totalitário é
que ele força aqueles que o temem a
imitá-lo.” Adolf Hitler
• As décadas de 1920 e 1930 foram
marcadas pela ascensão de Estados
Totalitários. Esse modelo politico é uma
resposta à crise econômica e política
pós I Guerra Mundial, ou à Grande
Depressão.
• Um Regime Totalitário pode ser
capitalista ou socialista, sua marca é a
pesada intervenção do Estado na
economia.
3
TOTALITARISMO
Valéria Fernandes
• Contra o liberalismo
político e econômico, mas,
não, contra o capitalismo;
• Contra o socialismo e o
comunismo → ateísmo,
internacionalismo,
questionamento da família
tradicional etc.
• Criação do grande Inimigo
(comunistas, judeus, ...);
• (Ultra) Nacionalismo;
• Militarismo;
• Culto a personalidade do
líder carismático;
4
CARACTERÍSTICAS GERAIS
Valéria Fernandes
Fascismo, um
Estilo de Vida.
Ontem, Hoje,
Amanhã, pela
Honra da Itália.
FASCISMO ITALIANO
 ANTECEDENTES
• Instabilidade econômica e política após
a primeira Guerra Mundial.
• Monarquia Parlamentar fragilizada.
• Itália Irredenta → “ganhou e não
levou”.
• Liderança carismática de Benito
Mussolini Il Duce (líder).
• Apoio da burguesia industrial, dos
proprietários de terras e de setores da
Igreja Católica aos métodos violentos
do fascistas contra os liberais e
comunistas.
5Valéria Fernandes
FASCISMO ITALIANO
 Por meio da violência
e da fraude o Partido
Fascista assume o
controle do país nas
eleições de 1924.
 Acordo de São João
de Latrão, de 1929 →
a Igreja Católica
reconhece o Estado
Italiano → pendência
da Unificação (1861).
6Valéria Fernandes
 Marcha sobre
Roma (1922).
 Mussolini se
impõe ao rei.
FASCISMO ITALIANO
• Nacionalismo +
Expansionismo → política
do Mare Nostrum.
• Militarismo.
• Autoritarismo.
• Anticomunismo.
• Slogans políticos fascistas:
“Crer, obedecer e
combater”
"Tudo no Estado, nada fora
do Estado, nada contra o
Estado"
7Valéria Fernandes
Benito
Mussolini in
1923
FASCISMO ITALIANO
• FASCIO LITTORIO →
símbolo fundamental → a
união faz a força.
• “Fim” da luta de classes →
CORPORATIVISMO →
sindicatos de patrões e de
empregados deveriam
cooperar com o Estado
para a grandeza da nação
→ Fim do direito de greve.
• CARTA DEL LAVORO
(1927). 8Valéria Fernandes
CARACTERÍSTICAS DO
NAZISMO
 O que diferenciava o
nazismo do fascismo
italiano, sua fonte de
inspiração?
• Política do Espaço Vital
(Lebensraum).
• Racismo Militante →
“raça ariana”, mundo
dividido em humanos e
sub-humanos → Prática
da Eugenia. 9Valéria Fernandes
Perfeito exemplar
ariano: louro, olhos
claros, rosto
alongado, alto.
INFLUÊNCIA DO FACISMO E DO
NAZISMO
• Japão.
• Espanha.
• Portugal.
• Polônia.
• Áustria.
• Países Bálticos.
• Bulgária.
• Brasil,
Argentina, etc.
10Valéria Fernandes
A ASCENSÃO DO
NAZISMO
12
ASCENSÃO DO NAZISMO
República de Weimar → 1918-33.
• Caos econômico marca a Alemanha no
pós I Guerra e proliferação de grupos
paramilitares de extrema-direita →
Freikorps.
• Revolução Spartakista (1919) → Rosa
Luxemburgo e Karl Liebknecht.
• 1920 → Fundação do NSDAP → Partido
Nacional Socialista dos Trabalhadores
Alemães → Anton Drexler.
• 1921 → Hitler filia-se ao NSDAP e começa
a projetar-se como líder → Influência de
Alfred Rosemberg → conspiração judaica
internacional associada ao comunismo.4/24/2017
13
O MITO DA TRAIÇÃO
(Dolchstoßlegende)
4/24/2017
14
ASCENSÃO DO NAZISMO
• 1923 → Tentativa de
Golpe (Putsch de
Munique), 16 nazistas
mortos. Na prisão, Hitler
escreve o Mein Kampf.
• A inspiração de Hitler é
Mussolini. Ex.: Camisas
Negras → Camisas
Marrons.
• São contra o Diktat de
Versalhes e culpam os
judeus pela crise.
4/24/2017
TOMADA DE PODER PELOS
NAZISTAS
• A Grande Depressão
(1929) ajuda no avanço
do nazismo → Vitória
eleitoral em 1932.
• Hitler torna-se
chanceler → Hindenburg
(1847-1934), o
presidente era muito
popular, só com a morte
dele, Hitler passou a
governar sozinho.
• Incêndio do Reichstag –
os comunistas são
acusados. 154/24/2017
16
NAZISTAS NO PODER
• Eliminação dos opositores
dentro e fora do Partido.
• Noite das Facas Longas → 30
/06-01/07/1934 → eliminação
dos S.A. e outros freikorps.
• Leis de Nuremberg → 14/11/
1935.
• Noite dos Vidros Quebrados
→ 09/11/1938 → Destruição
de sinagogas, lojas e outros
negócios de judeus → Judeus
para Dachau.
4/24/2017
17
BÜCHERVERBRENNUNG
• Queima de Livros contrários ao regime
(10/05-21/06/1933). 4/24/2017
18
PROPAGANDA ANTISSEMITA
4/24/2017
“Uma mentira
repetida mil vezes
torna-se verdade”
― Joseph Goebbels
Desumanizar
os judeus.
Associá-los a
todos os
males
possíveis.
194/24/2017
Semanário popular de propriedade de Julius
Streicher circulou entre 1923 e 1945. Barato
atacava, também, católicos, monarquistas,
comunistas, anarquistas, socialistas,
liberais. Era amplamente divulgado em
países como Argentina, EUA e Brasil.
Capas do
“Der
Stürmer”,
principal
veículo de
propaganda
antissemita.
20
NAZISTAS NO PODER
• Economia → inspiração
soviética → criação dos
Planos Quadrienais.
• Acordos com as grandes
corporações alemães.
• Uso de Plebiscitos,
quebra do Tratado de
Versalhes: rearmamento,
expansão do efetivo das
Forças Armadas, fim do
pagamento das dívidas
de guerra etc.
• Demandas territoriais.
4/24/2017
Propaganda de 1939:
alemães compram
produtos alemães. Em
destaque as palavras
trabalho, produtos, e
produção.
21
Entartete Kunst
• Era considerada “arte
degenerada”, qualquer
manifestação artística
ou musical
considerada não-
germânica ou de
influência judia ou
comunista.
• Praticamente toda
Arte Moderna foi
banida, assim como o
jazz (Entartete Musik).
4/24/2017
22
NAZISTAS NO PODER
• Eram considerados
indesejáveis, segundo
as diretrizes nazistas:
judeus, Testemunhas
de Jeová, eslavos,
homossexuais,
ciganos, deficientes
físicos e mentais,
comunistas,
socialistas,
prostitutas, pacifistas,
etc.
4/24/2017
23
EXPANSÃO NAZISTA
• Pacto Anti-Komintern → 1936
Comintern ou Komintern → do alemão
Kommunistische Internationale → é o
termo com que se designa a Terceira
Internacional ou Internacional
Comunista (1919-1943), isto é, a
organização internacional fundada
por Vladimir Lênin e pelo PCUs
(bolchevique), em março de 1919,
para reunir os partidos comunistas de
diferentes países.
4/24/2017
EXPANSÃO NAZISTA
• Eixo Berlim-Roma-
Tokyo → Novembro de
1936
• Anexação da Aústria
→ Anschluss → 12 de
março 1938.
• Anexação dos
Sudetos área mais
industrializada da
Tchecoslováquia com
grande população
germânica → 26 de
setembro de 1938.
244/24/2017
25
Pacto de Munique (Alemanha, Itália, Reino
Unido, França) → 29 de Setembro de 1938 →
“Paz para o nosso tempo.” (Neville
Chamberlain) 4/24/2017
EXPANSÃO NAZISTA
Crítica do
Cartunista
brasileiro
Belmonte à
Política de
Apaziguamento.
26
“Entre a desonra e a guerra, eles escolheram
a desonra, e terão a guerra.” - De Churchill
para Neville Chamberlain
4/24/2017
EXPANSÃO NAZISTA
• Anexação de total da
Tchecoslováquia →
Março de 1939.
• O Pacto Ribbentrop-
Molotov ou Germano-
Soviético → 23/08/1939
→ Não agressão e
partilha do Leste Europeu
e dos países do Báltico,
além da manutenção de
acordos comerciais.
• Invasão da Polônia → 01
de setembro de 1939. 274/24/2017
AS SS: “LEGIÃO
ESTRANGEIRA” NAZISTA
• Tropa de elite do partido
nazista, criada em 1925,
liderada por Heinrich
Himmler.
• Aceitavam estrangeiros
desde que fossem
arianos.
• As SS tiveram grande
atuação na Frente
Oriental durante a
Operação Barbarossa. 284/24/2017
AS SS : “LEGIÃO
ESTRANGEIRA” NAZISTA
• Em 1934, a SS foi
dividida em três:
Totenkopf-SS
(guardas dos campos
de concentração),
Waffen-SS (as tropas
combatentes),
Allgemeine-SS (o
braço político-
administrativo).
294/24/2017
AS SS : “LEGIÃO
ESTRANGEIRA” NAZISTA
• Cartaz de
recrutamento belga
para as tropas
Waffen SS → O
dragão representa a
ameaça judaico-
comunista que é
massacrado pelas
SS.
304/24/2017
31
POR TRÁS DOS INIMIGOS DA
ALEMANHA: OS JUDEUS
4/24/2017
32
A IMPORTÂNCIA DA
PROPAGANDA
4/24/2017
“A Propaganda funciona melhor quando
aqueles que estão sendo manipulados estão
confiantes de que estão agindo por sua livre
vontade.”
"A essência da propaganda é ganhar as
pessoas para uma idéia de forma tão sincera,
com tal vitalidade, que, no final, elas
sucumbam a essa idéia completamente, de
modo a nunca mais escaparem dela. A
propaganda quer impregnar as pessoas com
suas idéias. É claro que a propaganda tem um
propósito. Contudo, este deve ser tão
inteligente e virtuosamente escondido que
aqueles que venham a ser influenciados por tal
propósito NEM O PERCEBAM."
Joseph Goebbels – Ministro da
Propaganda Nazista de 1933-45.
KINDER, KÜCHE,
KIRCHE
33
As mulheres têm
direito a 3 “K”:
Crianças,
Cozinha e
Igreja.
4/24/2017
PROJETO LEBENSBORN
• Projeto criado em
1935, visava reproduzir
a “raça superior”,
fazendo procriar moças
selecionadas e homens
das SS.
• Foi estendido aos
países ocupados pelos
nazistas.
• A primeira casa no
exterior foi aberta na
Noruega em 1941. 344/24/2017
JUVENTUDE A SERVIÇO
DE HITLER
• Bund Deutscher
Mädel → Liga de
Moças Alemãs.
• Hitler-Jugend →
Juventude
Hitlerista →
adesão obrigatória
a partir de 1939
para todos os
meninos com mais
de 9 anos.
354/24/2017
OLIMPÍADAS DE BERLIM 1936
• Organizada para exaltar a
“raça ariana” viu o triunfo
do atleta negro Jesse
Owens.
364/24/2017
• Leni Riefenstahl, principal cineasta do
Governo de Hitler. Um dos seus principais
filmes foi Olympia. 374/24/2017
38
Die Weiße Rose – A Rosa
Branca
• Grupo de estudantes alemães que fez uma
campanha anti-nazista de panfletos
anônimos entre 06/1942 e 02/1943.
• Liderados pelos irmãos Sophie e Hans
Scholl e Christoph Probost. Foram presos
em 18/02, julgados, condenados e
executados em 22/02. 4/24/2017
 Em 1928, o General Carmona entrega a
economia portuguesa a Oliveira Salazar.
 Ministro de 1928-29, retorna como
“salvador da pátria” e governa Portugal
por 36 anos (1932–68).
 Estado Novo → Da Constituição de 1933
até a Revolução dos Cravos de 25 de
Abril de 1974.
 Características: Nacionalismo
extremado, Corporativismo, Valores
tradicionais, Guerra Colonial, censura e
forte repressão política, criação da
Polícia Internacional e de Defesa do
Estado (PIDE).
 Crítica ao antissemitismo germânico.
 Neutralidade durante a II Guerra.
Salazarismo em Portugal
 Salazar consegue sanear as contas
portuguesas seguindo receitas
ortodoxas, flerta com o nazismo e o
fascismo, e governa com mão de ferro.
Guerra Civil Espanhola
(1936-39)
 A República da Espanha
foi fundada em 1931.
 As forças fascistas,
aliadas a instituições
tradicionais da Espanha,
dentre elas o Exército, a
Igreja Católica e os
Latifundiários, reagem.
 A Frente Popular, base do
Governo Republicano,
unia os sindicatos,
partidos de esquerda e
liberais partidários da
democracia.
Generalíssimo Franco,
líder da Falange.
42Valéria Fernandes
 Nas eleições de 1935,
→ vitória dos liberais
reformistas e sociais
democratas →
General Franco tenta
um golpe de Estado →
início da Guerra Civil.
 A Internacional
Comunista de 1935
havia instado os PCs
a se aliarem aos
partidos
democráticos
progressistas.
Guerra Civil Espanhola
(1936-39)
Até hoje não há consenso
sobre o número de mortos.
43Valéria Fernandes
Guerra Civil Espanhola
(1936-39)
 A Itália, Alemanha e
Portugal → apoio
logístico e militar →
homens, armas,
alimentos e remédios.
 Grã-Bretanha, EUA e
França → Neutros.
 As Forças Fascistas
usaram o Marrocos como
sua base de operações.
Mapa do
conflito.
44Valéria Fernandes
Guerra Civil Espanhola
(1936-39)
 A URSS apoiou os republicanos e
voluntários de todo o mundo chegaram
para lutar na guerra formando as
chamadas Brigadas Internacionais.
 A maioria dos membros das Brigadas
eram franceses (26%), mas havia inclusive
italianos e alemães. Brasileiros também
integraram o grupo.
 As Brigadas foram dissolvidas em 1938, o
acordo previa a retirada dos estrangeiros,
mas só foi cumprido pelos republicanos.
45
Guernica, obra prima de Pablo Picasso
mostra o bombardeio nazista à cidade. A
Guerra Civil Espanhola serviu de campo
de testes para as armas e força aérea da
Alemanha Nazista.
Valéria Fernandes
46
Marina Ginesta, uma
militante comunista
de 17 anos, atuando
em Barcelona durante
a Guerra Civil
Espanhola, em 1936.
Valéria Fernandes
Dolores Ibárruri, “La
Pasionaria” →"Para
viver de joelhos, é
melhor morrer de
pé!" e "Não
passarão!” (“¡No
pasarán!”).
47
Dentre os “notáveis”
que participaram das
Brigadas temos o
romancista americano
Ernest Hemingway, o
escritor inglês George
Orwell, e a
matemática, filósofa e
ativista francesa,
Simone Weil.
Valéria Fernandes
“¡No pasarán!” → Madri
será o Túmulo do
Fascismo (1937).
 Vitória do General Franco → a Ditadura
franquista se estendeu até 1975.
 As baixas da Guerra Civil Espanhola
oscilam entre 330 e 405 mil mortos.
Durante o conflito, metade do gado
espanhol foi morto, e a renda per
capita reduziu em 30%, afundando o
país em uma estagnação econômica
que se prolongou por quase 30 anos.
48Valéria Fernandes
Guerra Civil Espanhola
(1936-39)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
9º ano história rafa - era vargas
9º ano   história   rafa  - era vargas9º ano   história   rafa  - era vargas
9º ano história rafa - era vargas
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas SociaisMovimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
 
A transferência da corte portuguesa para o Brasil
A transferência da corte portuguesa para o BrasilA transferência da corte portuguesa para o Brasil
A transferência da corte portuguesa para o Brasil
 
PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917PPT - Revolução Russa de 1917
PPT - Revolução Russa de 1917
 
O governo Jânio Quadros (1961)
O governo Jânio Quadros (1961)O governo Jânio Quadros (1961)
O governo Jânio Quadros (1961)
 
O período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismo
O período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismoO período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismo
O período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismo
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
A Guerra Fria (1945-1989)
A Guerra Fria (1945-1989)A Guerra Fria (1945-1989)
A Guerra Fria (1945-1989)
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
O golpe de 1964
O golpe de 1964O golpe de 1964
O golpe de 1964
 
BRASIL 1945 a 64 - Republica populista - democratica
BRASIL 1945 a 64 - Republica populista - democraticaBRASIL 1945 a 64 - Republica populista - democratica
BRASIL 1945 a 64 - Republica populista - democratica
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 

Destaque

Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Valéria Shoujofan
 
Governos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
Governos Dutra e Vargas: O Populismo DemocráticoGovernos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
Governos Dutra e Vargas: O Populismo DemocráticoValéria Shoujofan
 
República dos Generais - Parte 2
República dos Generais - Parte 2República dos Generais - Parte 2
República dos Generais - Parte 2Valéria Shoujofan
 
Era vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo ConstitucionalEra vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo ConstitucionalValéria Shoujofan
 
República dos Generais - Parte 1
República dos Generais - Parte 1República dos Generais - Parte 1
República dos Generais - Parte 1Valéria Shoujofan
 
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)Valéria Shoujofan
 
Descolonização da Ásia e da África
Descolonização da Ásia e da ÁfricaDescolonização da Ásia e da África
Descolonização da Ásia e da ÁfricaValéria Shoujofan
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteValéria Shoujofan
 
I GUERRA MUNDIAL (versão 2017)
I GUERRA MUNDIAL (versão 2017)I GUERRA MUNDIAL (versão 2017)
I GUERRA MUNDIAL (versão 2017)Valéria Shoujofan
 
Eua década de 1920 - Dos "Golden Years" à Grande Depressão
Eua década de 1920 - Dos "Golden Years" à Grande DepressãoEua década de 1920 - Dos "Golden Years" à Grande Depressão
Eua década de 1920 - Dos "Golden Years" à Grande DepressãoValéria Shoujofan
 

Destaque (20)

Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
 
Independência da índia
Independência da índiaIndependência da índia
Independência da índia
 
Governos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
Governos Dutra e Vargas: O Populismo DemocráticoGovernos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
Governos Dutra e Vargas: O Populismo Democrático
 
República dos Generais - Parte 2
República dos Generais - Parte 2República dos Generais - Parte 2
República dos Generais - Parte 2
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Era vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo ConstitucionalEra vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
 
Brasil nos anos 1920
Brasil nos anos 1920Brasil nos anos 1920
Brasil nos anos 1920
 
República dos Generais - Parte 1
República dos Generais - Parte 1República dos Generais - Parte 1
República dos Generais - Parte 1
 
Governo JK
Governo JKGoverno JK
Governo JK
 
Guerra do Vietnã
Guerra do VietnãGuerra do Vietnã
Guerra do Vietnã
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
 
Descolonização da Ásia e da África
Descolonização da Ásia e da ÁfricaDescolonização da Ásia e da África
Descolonização da Ásia e da África
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Guerra da Coréia (1950-1953)
Guerra da Coréia (1950-1953)Guerra da Coréia (1950-1953)
Guerra da Coréia (1950-1953)
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
 
I GUERRA MUNDIAL (versão 2017)
I GUERRA MUNDIAL (versão 2017)I GUERRA MUNDIAL (versão 2017)
I GUERRA MUNDIAL (versão 2017)
 
Eua década de 1920 - Dos "Golden Years" à Grande Depressão
Eua década de 1920 - Dos "Golden Years" à Grande DepressãoEua década de 1920 - Dos "Golden Years" à Grande Depressão
Eua década de 1920 - Dos "Golden Years" à Grande Depressão
 
Ascensão do Nazismo
Ascensão do NazismoAscensão do Nazismo
Ascensão do Nazismo
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 

Semelhante a Expansão dos Estados Totalitários Fascistas (20)

Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
A era dos extremos
A era dos extremosA era dos extremos
A era dos extremos
 
Sit 4 vol 1 regimes totalitarismos
Sit 4 vol 1   regimes totalitarismosSit 4 vol 1   regimes totalitarismos
Sit 4 vol 1 regimes totalitarismos
 
Slide nazismo
Slide nazismoSlide nazismo
Slide nazismo
 
A era dos extremos
A era dos extremosA era dos extremos
A era dos extremos
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
O Tempo Das Ditaduras
O Tempo Das DitadurasO Tempo Das Ditaduras
O Tempo Das Ditaduras
 
O tempo-das-ditaduras
O tempo-das-ditadurasO tempo-das-ditaduras
O tempo-das-ditaduras
 
O nazifascimo
O nazifascimoO nazifascimo
O nazifascimo
 
FACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITA
FACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITAFACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITA
FACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITA
 
Nazi fascismo
Nazi fascismoNazi fascismo
Nazi fascismo
 
Nazi fascismo
Nazi fascismoNazi fascismo
Nazi fascismo
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Nazi-fascismo
Nazi-fascismoNazi-fascismo
Nazi-fascismo
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
 

Mais de Valéria Shoujofan

Segundo Reinando: Escravidão e Imigração
Segundo Reinando: Escravidão e ImigraçãoSegundo Reinando: Escravidão e Imigração
Segundo Reinando: Escravidão e ImigraçãoValéria Shoujofan
 
Entre Negociações, Reiterações e Transgressões.pptx
Entre Negociações, Reiterações e Transgressões.pptxEntre Negociações, Reiterações e Transgressões.pptx
Entre Negociações, Reiterações e Transgressões.pptxValéria Shoujofan
 
Iluminismo e Déspotas Esclarecidos
Iluminismo e Déspotas EsclarecidosIluminismo e Déspotas Esclarecidos
Iluminismo e Déspotas EsclarecidosValéria Shoujofan
 
Primeira e Segunda Revolução Industrial
Primeira e Segunda Revolução IndustrialPrimeira e Segunda Revolução Industrial
Primeira e Segunda Revolução IndustrialValéria Shoujofan
 
Absolutismo Monárquico e a Crítica dos Contratualistas
Absolutismo Monárquico e a Crítica dos ContratualistasAbsolutismo Monárquico e a Crítica dos Contratualistas
Absolutismo Monárquico e a Crítica dos ContratualistasValéria Shoujofan
 
Inglaterra: Revolução Científica e Revolução Agrícola
Inglaterra: Revolução Científica e Revolução AgrícolaInglaterra: Revolução Científica e Revolução Agrícola
Inglaterra: Revolução Científica e Revolução AgrícolaValéria Shoujofan
 
Revoluções Inglesas - século XVII
Revoluções Inglesas - século XVIIRevoluções Inglesas - século XVII
Revoluções Inglesas - século XVIIValéria Shoujofan
 
CONSTRUÇÃO DO MUNDO MODERNO (XIV-XVII): ÁFRICA ATLÂNTICA
CONSTRUÇÃO DO MUNDO MODERNO (XIV-XVII): ÁFRICA ATLÂNTICACONSTRUÇÃO DO MUNDO MODERNO (XIV-XVII): ÁFRICA ATLÂNTICA
CONSTRUÇÃO DO MUNDO MODERNO (XIV-XVII): ÁFRICA ATLÂNTICAValéria Shoujofan
 
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)Valéria Shoujofan
 
Independência do Brasil e Primeiro Reinado
Independência do Brasil e Primeiro ReinadoIndependência do Brasil e Primeiro Reinado
Independência do Brasil e Primeiro ReinadoValéria Shoujofan
 
Renascimento Urbano e Comercial e Cruzadas
Renascimento Urbano e Comercial e CruzadasRenascimento Urbano e Comercial e Cruzadas
Renascimento Urbano e Comercial e CruzadasValéria Shoujofan
 
Sistema feudal - Igreja Católica - Parte 2
Sistema feudal - Igreja Católica - Parte 2Sistema feudal - Igreja Católica - Parte 2
Sistema feudal - Igreja Católica - Parte 2Valéria Shoujofan
 
Formação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e AbsolutismoFormação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e AbsolutismoValéria Shoujofan
 
Reformas religiosas do Século XVI
Reformas religiosas do Século XVIReformas religiosas do Século XVI
Reformas religiosas do Século XVIValéria Shoujofan
 

Mais de Valéria Shoujofan (20)

Segundo Reinando: Escravidão e Imigração
Segundo Reinando: Escravidão e ImigraçãoSegundo Reinando: Escravidão e Imigração
Segundo Reinando: Escravidão e Imigração
 
Entre Negociações, Reiterações e Transgressões.pptx
Entre Negociações, Reiterações e Transgressões.pptxEntre Negociações, Reiterações e Transgressões.pptx
Entre Negociações, Reiterações e Transgressões.pptx
 
Revolução Americana
Revolução AmericanaRevolução Americana
Revolução Americana
 
Iluminismo e Déspotas Esclarecidos
Iluminismo e Déspotas EsclarecidosIluminismo e Déspotas Esclarecidos
Iluminismo e Déspotas Esclarecidos
 
Primeira e Segunda Revolução Industrial
Primeira e Segunda Revolução IndustrialPrimeira e Segunda Revolução Industrial
Primeira e Segunda Revolução Industrial
 
Absolutismo Monárquico e a Crítica dos Contratualistas
Absolutismo Monárquico e a Crítica dos ContratualistasAbsolutismo Monárquico e a Crítica dos Contratualistas
Absolutismo Monárquico e a Crítica dos Contratualistas
 
Inglaterra: Revolução Científica e Revolução Agrícola
Inglaterra: Revolução Científica e Revolução AgrícolaInglaterra: Revolução Científica e Revolução Agrícola
Inglaterra: Revolução Científica e Revolução Agrícola
 
Reformas Religiosas (novo)
Reformas Religiosas (novo)Reformas Religiosas (novo)
Reformas Religiosas (novo)
 
Revoluções Inglesas - século XVII
Revoluções Inglesas - século XVIIRevoluções Inglesas - século XVII
Revoluções Inglesas - século XVII
 
CONSTRUÇÃO DO MUNDO MODERNO (XIV-XVII): ÁFRICA ATLÂNTICA
CONSTRUÇÃO DO MUNDO MODERNO (XIV-XVII): ÁFRICA ATLÂNTICACONSTRUÇÃO DO MUNDO MODERNO (XIV-XVII): ÁFRICA ATLÂNTICA
CONSTRUÇÃO DO MUNDO MODERNO (XIV-XVII): ÁFRICA ATLÂNTICA
 
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
Conquista e Colonização das Américas (1º ano)
 
Revoltas Emancipacionistas
Revoltas EmancipacionistasRevoltas Emancipacionistas
Revoltas Emancipacionistas
 
Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)
 
Independência do Brasil e Primeiro Reinado
Independência do Brasil e Primeiro ReinadoIndependência do Brasil e Primeiro Reinado
Independência do Brasil e Primeiro Reinado
 
Renascimento Urbano e Comercial e Cruzadas
Renascimento Urbano e Comercial e CruzadasRenascimento Urbano e Comercial e Cruzadas
Renascimento Urbano e Comercial e Cruzadas
 
Sistema feudal - Igreja Católica - Parte 2
Sistema feudal - Igreja Católica - Parte 2Sistema feudal - Igreja Católica - Parte 2
Sistema feudal - Igreja Católica - Parte 2
 
Sociedade feudal - Parte 1
Sociedade feudal - Parte 1Sociedade feudal - Parte 1
Sociedade feudal - Parte 1
 
Formação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e AbsolutismoFormação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
Formação das Monarquias Nacionais e Absolutismo
 
Reformas religiosas do Século XVI
Reformas religiosas do Século XVIReformas religiosas do Século XVI
Reformas religiosas do Século XVI
 
Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
 

Último

Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................mariagrave
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSPedro Luis Moraes
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanomarla71199
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxLucasFCapistrano
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreLeandroLima265595
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoCelimaraTiski
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfFbioFerreira207918
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfprofesfrancleite
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxAntonioVieira539017
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 

Último (20)

Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 

Expansão dos Estados Totalitários Fascistas

  • 2. • Regime ou sistema político no qual o governo da sociedade está concentrado nas mãos de um partido único, não raro com uma liderança carismática, que age no intuito de inibir a oposição e suprimir as liberdades democráticas. Em estados totalitário, o governo busca controlar todos os aspectos da vida dos cidadãos mediante violência e propaganda política e/ou religiosa. • Ex.: URSS de Stálin, Itália Fascista, Alemanha Nazista, a Espanha de Franco, o Japão em sua fase expansionista. 2 TOTALITARISMO Valéria Fernandes
  • 3. • “A grande força do estado totalitário é que ele força aqueles que o temem a imitá-lo.” Adolf Hitler • As décadas de 1920 e 1930 foram marcadas pela ascensão de Estados Totalitários. Esse modelo politico é uma resposta à crise econômica e política pós I Guerra Mundial, ou à Grande Depressão. • Um Regime Totalitário pode ser capitalista ou socialista, sua marca é a pesada intervenção do Estado na economia. 3 TOTALITARISMO Valéria Fernandes
  • 4. • Contra o liberalismo político e econômico, mas, não, contra o capitalismo; • Contra o socialismo e o comunismo → ateísmo, internacionalismo, questionamento da família tradicional etc. • Criação do grande Inimigo (comunistas, judeus, ...); • (Ultra) Nacionalismo; • Militarismo; • Culto a personalidade do líder carismático; 4 CARACTERÍSTICAS GERAIS Valéria Fernandes Fascismo, um Estilo de Vida. Ontem, Hoje, Amanhã, pela Honra da Itália.
  • 5. FASCISMO ITALIANO  ANTECEDENTES • Instabilidade econômica e política após a primeira Guerra Mundial. • Monarquia Parlamentar fragilizada. • Itália Irredenta → “ganhou e não levou”. • Liderança carismática de Benito Mussolini Il Duce (líder). • Apoio da burguesia industrial, dos proprietários de terras e de setores da Igreja Católica aos métodos violentos do fascistas contra os liberais e comunistas. 5Valéria Fernandes
  • 6. FASCISMO ITALIANO  Por meio da violência e da fraude o Partido Fascista assume o controle do país nas eleições de 1924.  Acordo de São João de Latrão, de 1929 → a Igreja Católica reconhece o Estado Italiano → pendência da Unificação (1861). 6Valéria Fernandes  Marcha sobre Roma (1922).  Mussolini se impõe ao rei.
  • 7. FASCISMO ITALIANO • Nacionalismo + Expansionismo → política do Mare Nostrum. • Militarismo. • Autoritarismo. • Anticomunismo. • Slogans políticos fascistas: “Crer, obedecer e combater” "Tudo no Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado" 7Valéria Fernandes Benito Mussolini in 1923
  • 8. FASCISMO ITALIANO • FASCIO LITTORIO → símbolo fundamental → a união faz a força. • “Fim” da luta de classes → CORPORATIVISMO → sindicatos de patrões e de empregados deveriam cooperar com o Estado para a grandeza da nação → Fim do direito de greve. • CARTA DEL LAVORO (1927). 8Valéria Fernandes
  • 9. CARACTERÍSTICAS DO NAZISMO  O que diferenciava o nazismo do fascismo italiano, sua fonte de inspiração? • Política do Espaço Vital (Lebensraum). • Racismo Militante → “raça ariana”, mundo dividido em humanos e sub-humanos → Prática da Eugenia. 9Valéria Fernandes Perfeito exemplar ariano: louro, olhos claros, rosto alongado, alto.
  • 10. INFLUÊNCIA DO FACISMO E DO NAZISMO • Japão. • Espanha. • Portugal. • Polônia. • Áustria. • Países Bálticos. • Bulgária. • Brasil, Argentina, etc. 10Valéria Fernandes
  • 12. 12 ASCENSÃO DO NAZISMO República de Weimar → 1918-33. • Caos econômico marca a Alemanha no pós I Guerra e proliferação de grupos paramilitares de extrema-direita → Freikorps. • Revolução Spartakista (1919) → Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht. • 1920 → Fundação do NSDAP → Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães → Anton Drexler. • 1921 → Hitler filia-se ao NSDAP e começa a projetar-se como líder → Influência de Alfred Rosemberg → conspiração judaica internacional associada ao comunismo.4/24/2017
  • 13. 13 O MITO DA TRAIÇÃO (Dolchstoßlegende) 4/24/2017
  • 14. 14 ASCENSÃO DO NAZISMO • 1923 → Tentativa de Golpe (Putsch de Munique), 16 nazistas mortos. Na prisão, Hitler escreve o Mein Kampf. • A inspiração de Hitler é Mussolini. Ex.: Camisas Negras → Camisas Marrons. • São contra o Diktat de Versalhes e culpam os judeus pela crise. 4/24/2017
  • 15. TOMADA DE PODER PELOS NAZISTAS • A Grande Depressão (1929) ajuda no avanço do nazismo → Vitória eleitoral em 1932. • Hitler torna-se chanceler → Hindenburg (1847-1934), o presidente era muito popular, só com a morte dele, Hitler passou a governar sozinho. • Incêndio do Reichstag – os comunistas são acusados. 154/24/2017
  • 16. 16 NAZISTAS NO PODER • Eliminação dos opositores dentro e fora do Partido. • Noite das Facas Longas → 30 /06-01/07/1934 → eliminação dos S.A. e outros freikorps. • Leis de Nuremberg → 14/11/ 1935. • Noite dos Vidros Quebrados → 09/11/1938 → Destruição de sinagogas, lojas e outros negócios de judeus → Judeus para Dachau. 4/24/2017
  • 17. 17 BÜCHERVERBRENNUNG • Queima de Livros contrários ao regime (10/05-21/06/1933). 4/24/2017
  • 18. 18 PROPAGANDA ANTISSEMITA 4/24/2017 “Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade” ― Joseph Goebbels Desumanizar os judeus. Associá-los a todos os males possíveis.
  • 19. 194/24/2017 Semanário popular de propriedade de Julius Streicher circulou entre 1923 e 1945. Barato atacava, também, católicos, monarquistas, comunistas, anarquistas, socialistas, liberais. Era amplamente divulgado em países como Argentina, EUA e Brasil. Capas do “Der Stürmer”, principal veículo de propaganda antissemita.
  • 20. 20 NAZISTAS NO PODER • Economia → inspiração soviética → criação dos Planos Quadrienais. • Acordos com as grandes corporações alemães. • Uso de Plebiscitos, quebra do Tratado de Versalhes: rearmamento, expansão do efetivo das Forças Armadas, fim do pagamento das dívidas de guerra etc. • Demandas territoriais. 4/24/2017 Propaganda de 1939: alemães compram produtos alemães. Em destaque as palavras trabalho, produtos, e produção.
  • 21. 21 Entartete Kunst • Era considerada “arte degenerada”, qualquer manifestação artística ou musical considerada não- germânica ou de influência judia ou comunista. • Praticamente toda Arte Moderna foi banida, assim como o jazz (Entartete Musik). 4/24/2017
  • 22. 22 NAZISTAS NO PODER • Eram considerados indesejáveis, segundo as diretrizes nazistas: judeus, Testemunhas de Jeová, eslavos, homossexuais, ciganos, deficientes físicos e mentais, comunistas, socialistas, prostitutas, pacifistas, etc. 4/24/2017
  • 23. 23 EXPANSÃO NAZISTA • Pacto Anti-Komintern → 1936 Comintern ou Komintern → do alemão Kommunistische Internationale → é o termo com que se designa a Terceira Internacional ou Internacional Comunista (1919-1943), isto é, a organização internacional fundada por Vladimir Lênin e pelo PCUs (bolchevique), em março de 1919, para reunir os partidos comunistas de diferentes países. 4/24/2017
  • 24. EXPANSÃO NAZISTA • Eixo Berlim-Roma- Tokyo → Novembro de 1936 • Anexação da Aústria → Anschluss → 12 de março 1938. • Anexação dos Sudetos área mais industrializada da Tchecoslováquia com grande população germânica → 26 de setembro de 1938. 244/24/2017
  • 25. 25 Pacto de Munique (Alemanha, Itália, Reino Unido, França) → 29 de Setembro de 1938 → “Paz para o nosso tempo.” (Neville Chamberlain) 4/24/2017 EXPANSÃO NAZISTA
  • 26. Crítica do Cartunista brasileiro Belmonte à Política de Apaziguamento. 26 “Entre a desonra e a guerra, eles escolheram a desonra, e terão a guerra.” - De Churchill para Neville Chamberlain 4/24/2017
  • 27. EXPANSÃO NAZISTA • Anexação de total da Tchecoslováquia → Março de 1939. • O Pacto Ribbentrop- Molotov ou Germano- Soviético → 23/08/1939 → Não agressão e partilha do Leste Europeu e dos países do Báltico, além da manutenção de acordos comerciais. • Invasão da Polônia → 01 de setembro de 1939. 274/24/2017
  • 28. AS SS: “LEGIÃO ESTRANGEIRA” NAZISTA • Tropa de elite do partido nazista, criada em 1925, liderada por Heinrich Himmler. • Aceitavam estrangeiros desde que fossem arianos. • As SS tiveram grande atuação na Frente Oriental durante a Operação Barbarossa. 284/24/2017
  • 29. AS SS : “LEGIÃO ESTRANGEIRA” NAZISTA • Em 1934, a SS foi dividida em três: Totenkopf-SS (guardas dos campos de concentração), Waffen-SS (as tropas combatentes), Allgemeine-SS (o braço político- administrativo). 294/24/2017
  • 30. AS SS : “LEGIÃO ESTRANGEIRA” NAZISTA • Cartaz de recrutamento belga para as tropas Waffen SS → O dragão representa a ameaça judaico- comunista que é massacrado pelas SS. 304/24/2017
  • 31. 31 POR TRÁS DOS INIMIGOS DA ALEMANHA: OS JUDEUS 4/24/2017
  • 32. 32 A IMPORTÂNCIA DA PROPAGANDA 4/24/2017 “A Propaganda funciona melhor quando aqueles que estão sendo manipulados estão confiantes de que estão agindo por sua livre vontade.” "A essência da propaganda é ganhar as pessoas para uma idéia de forma tão sincera, com tal vitalidade, que, no final, elas sucumbam a essa idéia completamente, de modo a nunca mais escaparem dela. A propaganda quer impregnar as pessoas com suas idéias. É claro que a propaganda tem um propósito. Contudo, este deve ser tão inteligente e virtuosamente escondido que aqueles que venham a ser influenciados por tal propósito NEM O PERCEBAM." Joseph Goebbels – Ministro da Propaganda Nazista de 1933-45.
  • 33. KINDER, KÜCHE, KIRCHE 33 As mulheres têm direito a 3 “K”: Crianças, Cozinha e Igreja. 4/24/2017
  • 34. PROJETO LEBENSBORN • Projeto criado em 1935, visava reproduzir a “raça superior”, fazendo procriar moças selecionadas e homens das SS. • Foi estendido aos países ocupados pelos nazistas. • A primeira casa no exterior foi aberta na Noruega em 1941. 344/24/2017
  • 35. JUVENTUDE A SERVIÇO DE HITLER • Bund Deutscher Mädel → Liga de Moças Alemãs. • Hitler-Jugend → Juventude Hitlerista → adesão obrigatória a partir de 1939 para todos os meninos com mais de 9 anos. 354/24/2017
  • 36. OLIMPÍADAS DE BERLIM 1936 • Organizada para exaltar a “raça ariana” viu o triunfo do atleta negro Jesse Owens. 364/24/2017
  • 37. • Leni Riefenstahl, principal cineasta do Governo de Hitler. Um dos seus principais filmes foi Olympia. 374/24/2017
  • 38. 38 Die Weiße Rose – A Rosa Branca • Grupo de estudantes alemães que fez uma campanha anti-nazista de panfletos anônimos entre 06/1942 e 02/1943. • Liderados pelos irmãos Sophie e Hans Scholl e Christoph Probost. Foram presos em 18/02, julgados, condenados e executados em 22/02. 4/24/2017
  • 39.  Em 1928, o General Carmona entrega a economia portuguesa a Oliveira Salazar.  Ministro de 1928-29, retorna como “salvador da pátria” e governa Portugal por 36 anos (1932–68).  Estado Novo → Da Constituição de 1933 até a Revolução dos Cravos de 25 de Abril de 1974.  Características: Nacionalismo extremado, Corporativismo, Valores tradicionais, Guerra Colonial, censura e forte repressão política, criação da Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE).  Crítica ao antissemitismo germânico.  Neutralidade durante a II Guerra. Salazarismo em Portugal
  • 40.  Salazar consegue sanear as contas portuguesas seguindo receitas ortodoxas, flerta com o nazismo e o fascismo, e governa com mão de ferro.
  • 41. Guerra Civil Espanhola (1936-39)  A República da Espanha foi fundada em 1931.  As forças fascistas, aliadas a instituições tradicionais da Espanha, dentre elas o Exército, a Igreja Católica e os Latifundiários, reagem.  A Frente Popular, base do Governo Republicano, unia os sindicatos, partidos de esquerda e liberais partidários da democracia. Generalíssimo Franco, líder da Falange.
  • 42. 42Valéria Fernandes  Nas eleições de 1935, → vitória dos liberais reformistas e sociais democratas → General Franco tenta um golpe de Estado → início da Guerra Civil.  A Internacional Comunista de 1935 havia instado os PCs a se aliarem aos partidos democráticos progressistas. Guerra Civil Espanhola (1936-39) Até hoje não há consenso sobre o número de mortos.
  • 43. 43Valéria Fernandes Guerra Civil Espanhola (1936-39)  A Itália, Alemanha e Portugal → apoio logístico e militar → homens, armas, alimentos e remédios.  Grã-Bretanha, EUA e França → Neutros.  As Forças Fascistas usaram o Marrocos como sua base de operações. Mapa do conflito.
  • 44. 44Valéria Fernandes Guerra Civil Espanhola (1936-39)  A URSS apoiou os republicanos e voluntários de todo o mundo chegaram para lutar na guerra formando as chamadas Brigadas Internacionais.  A maioria dos membros das Brigadas eram franceses (26%), mas havia inclusive italianos e alemães. Brasileiros também integraram o grupo.  As Brigadas foram dissolvidas em 1938, o acordo previa a retirada dos estrangeiros, mas só foi cumprido pelos republicanos.
  • 45. 45 Guernica, obra prima de Pablo Picasso mostra o bombardeio nazista à cidade. A Guerra Civil Espanhola serviu de campo de testes para as armas e força aérea da Alemanha Nazista. Valéria Fernandes
  • 46. 46 Marina Ginesta, uma militante comunista de 17 anos, atuando em Barcelona durante a Guerra Civil Espanhola, em 1936. Valéria Fernandes Dolores Ibárruri, “La Pasionaria” →"Para viver de joelhos, é melhor morrer de pé!" e "Não passarão!” (“¡No pasarán!”).
  • 47. 47 Dentre os “notáveis” que participaram das Brigadas temos o romancista americano Ernest Hemingway, o escritor inglês George Orwell, e a matemática, filósofa e ativista francesa, Simone Weil. Valéria Fernandes “¡No pasarán!” → Madri será o Túmulo do Fascismo (1937).
  • 48.  Vitória do General Franco → a Ditadura franquista se estendeu até 1975.  As baixas da Guerra Civil Espanhola oscilam entre 330 e 405 mil mortos. Durante o conflito, metade do gado espanhol foi morto, e a renda per capita reduziu em 30%, afundando o país em uma estagnação econômica que se prolongou por quase 30 anos. 48Valéria Fernandes Guerra Civil Espanhola (1936-39)