SlideShare uma empresa Scribd logo
TOTALITARISMOS
“a diferença fundamental entre as ditaduras
modernas e as tiranias do
passado está no uso do terror não como meio
de extermínio e amedrontamento
dos oponentes, mas como instrumento
corriqueiro para governar as massas
perfeitamente obedientes” (Arendt, 1989, p. 26)
O totalitarismo nasceu do imperialismo, do
antissemitismo e foi uma novidade em relação aos
fatores históricos que o originaram
9 de novembro de 1938, os
nazistas cometeram o pior
massacre de judeus na Alemanha
desde a Idade Média: a Noite dos
Cristais
Fachada de uma loja de propriedade de judeus destruída durante a Noite dos Cristais.
Berlim, Alemanha, 10 de novembro de 1938.
O imperialismo
produziu racismo,
massacres
“administrativos” e
nenhuma consideração
ética, como os Direitos
do Homem, sobre os
povos dominados.
o totalitarismo
cria uma
igualdade que
recusa a
diferença,
Os regimes totalitários buscam incansáveis
inimigos a serem destruídos; minorias a serem
liquidadas pelo simples fato de existirem.
A figura do líder está no centro do regime totalitário e
a mentira é a pedra fundamental do totalitarismo,
não importando seu caráter absurdo
A propaganda totalitária cria um mundo fictício
capaz de competir com o mundo real e
a mentira tem grande chance de ser bem
sucedida.
O totalitarismo cria sua própria realidade e destrói
o senso comum.
Assim como a mentira, a suspeita forma a base
do totalitarismo.
Albert Speer, arquiteto nazista
No regime totalitário, a categoria dos suspeitos compreende
toda a população; todo pensamento que se desvia da linha
oficialmente prescrita já é suspeito, não importa o campo da
atividade humana em que ocorra
1933: Grande queima de livros pelos nazistas
A falência dos conteúdos morais
tradicionais, a persistência do caráter
obediente e a ausência de reflexão
formam a combinação básica do
indivíduo capaz de levar o mal a
extremos impensáveis: os campos de
concentração, o genocídio, a destruição
da humanidade do homem.
Nazismo na Alemanha
Em 1918, ao fim da Primeira Guerra, uma revolução instalou
uma República Democrática na Alemanha.
Em 1919, o Tratado de Versalhes obrigou a jovem
República a arcar com pesadas obrigações devido à
Guerra
Os conflitos sociais foram se intensificando e o crescimento dos
movimentos de trabalhadores e do socialismo motivaram a reação
ultra conservadora e o surgimento de partidos nacionalistas radicais.
A crise econômica de 1929 atingiu com tal força a
Alemanha, que, em 1932, já havia no país mais de 6
milhões de desempregados.
Nesse contexto de crise, nas eleições
parlamentares de 1932, o Partido Nazista
conseguiu obter 38% dos votos (230
deputados), mais do que qualquer outro
partido.
Em 27 de fevereiro de 1933, Hitler promoveu o incêndio do
Reichstag (Parlamento), atribuindo-o aos comunistas, como
pretexto para decretar o fechamento da imprensa, a suspensão
das atividades dos partidos de esquerda e o estado de
emergência.
Hitler começou a governar sem dar
satisfação de seus atos a ninguém.
Em agosto de 1934 Hitler passou a
ser o presidente da Alemanha, com
o título de Führer (guia, condutor).
O Führer lançou mão
de uma propaganda
sedutora e de
violência policial para
implantar a mais
cruel ditadura que a
humanidade já
conhecera
Além da propaganda, o
regime usou um rígido
controle sobres os
meios de comunicação,
escolas e universidades ,
a produção de
discursos, hinos,
símbolos, saudações e
palavras de ordem
Goebbels (Ministro da Educação
e Propaganda) tinha o seguinte
princípio: Uma mentira dita cem
vezes torna-se verdade.
Já a violência policial e o racismo extremado
marcavam as ações da SS (tropas de elite), das SA
(tropas de choque) e da Gestapo (polícia secreta de
Estado) para prender, torturar e eliminar os inimigos
do nazismo e os grupos considerados indesejáveis.
No plano econômico, o governo hitlerista
estimulou o crescimento da agricultura, da
indústrias de base e sobretudo, da indústria
bélica.Com isso, o desemprego diminuiu, o
regime ganhou novos adeptos e a Alemanha
voltou a se equipar militarmente, ignorando
os termos do Tratado de Versalhes.
Atualmente , a recessão e
o desemprego; o
ressurgimento de velhos
preconceitos étnicos e
raciais contra os
imigrantes favorecem a
movimentos autoritários
e conservadores
denominados
neonazistas.
STALINISMO
Em 1920, depois de vencer seus opositores e os exércitos
invasores de 11 países, terminava a Guerra Civil na União
Soviética, com a vitória do Exército Vermelho.
Para os dirigentes da
URSS a esperança de
vitória do projeto
socialista estava na
expansão da
revolução aos países
capitalistas da Europa,
como na Alemanha
em 1918.
Porém as revoluções foram
derrotadas uma a uma.
Rosa Luxemburgo, 1918
A URSS venceu a Guerra Civil, mas ficou isolada. A
economia estava em crise e a fome era uma
realidade. Boa parte da vanguarda operária morreu
na guerra e os sovietes, principais instituições do
regime, deixaram de funcionar regularmente.
Lênin alertava para o perigo que a Revolução
corria, mas após sua morte, em 1924, o
Partido Bolchevique encheu-se de
funcionários e carreiristas como meio de
garantir privilégios inexistentes para a
maioria da população.
Stálin,
desconhecido das
massas, foi o líder
dessa nova
burocracia.
Stálin- Leonid Sokov,
O stalinismo, foi uma contra-revolução no coração do
partido Bolchevique. Para consolidar seu poder, Stálin
eliminou fisicamente os outros dirigentes revolucionários
de outubro de 1917.
Stálin no poder
adotou a teoria
do “socialismo num
só país”. A revolução
no resto do mundo
tornou-se apenas
um aspecto da
defesa da URSS,
mais precisamente,
da sustentação da
burocracia dirigente
e de seus privilégios
Stalin lançou o
primeiro plano
quinquenal em 1928,
com o objetivo de
priorizar a rápida
industrialização . O
trabalho foi
militarizado,
promovendo assim a
brutal exploração do
operariado soviético.
Também realizou a coletivização forçada
na agricultura, que resultou na morte de
10 milhões de camponeses(executados
por resistir a coletivização ou pela fome
causada pela coletivização), e na
deportação em massa de camponeses
com suas famílias.
Em agosto de
1939, Stalin
assinou um pacto
de não agressão
com a Alemanha
nazista. Nesse
pacto havia
clausulas secretas
que dividiam o
Leste Europeu
entre as duas
nações.
FASCISMO: ITÁLIA
Regime político
de caráter
autoritário
implantado por
Benito Mussolini
, no período de
1919 a 1943.
Suas principais características são:
subordinação dos interesses do
indivíduo ao Estado; o nacionalismo e o
corporativismo, em que os sindicatos
patronais e trabalhistas são os
mediadores das relações entre o capital
e o trabalho.
Opondo-se ao socialismo e utilizando métodos violentos e
inescrupulosos contra seus opositores, desenvolveram-se,
transformando-se no Partido Nacional Fascista
O governo de Mussolini pode ser dividido em duas grandes
fases:
Consolidação do Fascismo (1922 a 1924) : nacionalismo
extremado, defesa do capitalismo., fortalecimento das
milícias fascistas .
Ditadura Fascista (1925 a 1939) –
sindicatos controlados pelo Estado por
meio do sistema corporativista.; criação
de um tribunal de exceção; .censura e
fechamento de jornais, os partidos de
oposição dissolvidos, milhares de pessoas
foram presas e outras foram expulsas do
país.
Mussolini empenhou-se
em fazer da Itália uma
grande potência
capitalista mundial. Para
isso promoveu a
conquista da Etiópia, em
1936, e o revigoramento
industrial. Mussolini
tornou-se conhecido
como o Duce, em italiano,
aquele que dirige .
FRANQUISMO ESPANHOL
O franquismo foi um
regime de ditadores
fascistas que surgiu na
Espanha depois do
término da Guerra
Civil.
A Guerra Civil Espanhola (1936-1939) teve início quando a
monarquia da Espanha foi substituída pelo regime
republicano de tendência socialista.
Os falangistas, que lutavam contra o
socialismo, tiveram o apoio militar e financeiro
dos governos italiano e alemão.
O pintor Pablo Picasso retratou em sua obra
"Guernica" a violência dos bombardeios.
A ditadura franquista durou até 1975
O Salazarismo
Ditadura de inspiração
fascista que vigorou em
Portugal de 1933 até
1975, também chamado
de Estado Novo.
O salazarismo é uma
referência a Antônio de
Oliveira Salazar, que
ocupou a chefia do
governo durante a maior
parte desse período.
Propaganda salazarista que relaciona a imagem
de Salazar com a de D. Afonso Henriques,
considerado herói nacional português.
O Estado Novo
salazarista
caracterizou-se
como um período
autoritário,
nacionalista,
tradicionalista e
corporativista
O Salazarismo inventou
os três F's como forma
de gerar uma falsa
identidade para o país:
Fátima, Futebol e Fado
Propaganda Salazarista

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
Creusa Lima
 
Fascismo e nazismo
Fascismo e nazismoFascismo e nazismo
Fascismo e nazismo
Fabiana Tonsis
 
Nazismo Fascismo
Nazismo Fascismo Nazismo Fascismo
Nazismo Fascismo
Adail Silva
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
Daniel Alves Bronstrup
 
Doutrinas sociais do séc xix
Doutrinas  sociais do séc xix Doutrinas  sociais do séc xix
Doutrinas sociais do séc xix
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Lucas Farias
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Douglas Barraqui
 
Totalitarismo e Autoritarismo
Totalitarismo e AutoritarismoTotalitarismo e Autoritarismo
Totalitarismo e Autoritarismo
ThaliaMagalhaes
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
eiprofessor
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
Edenilson Morais
 
Franquismo e salazarismo
Franquismo e salazarismoFranquismo e salazarismo
Franquismo e salazarismo
Lucas Molinari
 
Ditadura militar brasileira 1964 1985
Ditadura militar brasileira 1964   1985Ditadura militar brasileira 1964   1985
Ditadura militar brasileira 1964 1985
Ócio do Ofício
 
SLIDES – ESTADO NOVO.
SLIDES – ESTADO NOVO.SLIDES – ESTADO NOVO.
SLIDES – ESTADO NOVO.
Tissiane Gomes
 
Napoleão Bonaparte
Napoleão BonaparteNapoleão Bonaparte
Napoleão Bonaparte
Edenilson Morais
 
PPT - Crise de 29
PPT - Crise de 29PPT - Crise de 29
PPT - Crise de 29
josafaslima
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
dmflores21
 
O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)
Edenilson Morais
 
Slide totalitarismo
Slide totalitarismoSlide totalitarismo
Slide totalitarismo
aygres
 
Periodo entre guerras
Periodo entre guerrasPeriodo entre guerras
Periodo entre guerras
Italo Colares
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Elaine Bogo Pavani
 

Mais procurados (20)

Regimes totalitarios
Regimes totalitariosRegimes totalitarios
Regimes totalitarios
 
Fascismo e nazismo
Fascismo e nazismoFascismo e nazismo
Fascismo e nazismo
 
Nazismo Fascismo
Nazismo Fascismo Nazismo Fascismo
Nazismo Fascismo
 
3º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 19173º ano - Revolução Russa 1917
3º ano - Revolução Russa 1917
 
Doutrinas sociais do séc xix
Doutrinas  sociais do séc xix Doutrinas  sociais do séc xix
Doutrinas sociais do séc xix
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
Totalitarismo e Autoritarismo
Totalitarismo e AutoritarismoTotalitarismo e Autoritarismo
Totalitarismo e Autoritarismo
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
 
Franquismo e salazarismo
Franquismo e salazarismoFranquismo e salazarismo
Franquismo e salazarismo
 
Ditadura militar brasileira 1964 1985
Ditadura militar brasileira 1964   1985Ditadura militar brasileira 1964   1985
Ditadura militar brasileira 1964 1985
 
SLIDES – ESTADO NOVO.
SLIDES – ESTADO NOVO.SLIDES – ESTADO NOVO.
SLIDES – ESTADO NOVO.
 
Napoleão Bonaparte
Napoleão BonaparteNapoleão Bonaparte
Napoleão Bonaparte
 
PPT - Crise de 29
PPT - Crise de 29PPT - Crise de 29
PPT - Crise de 29
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
 
O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)
 
Slide totalitarismo
Slide totalitarismoSlide totalitarismo
Slide totalitarismo
 
Periodo entre guerras
Periodo entre guerrasPeriodo entre guerras
Periodo entre guerras
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 

Destaque

Totalitarismo]
Totalitarismo]Totalitarismo]
Totalitarismo]
Geovana Lacerda
 
FACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITA
FACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITAFACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITA
FACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITA
Antonio Marcos Nunes dos Reis Marcos
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Rita Quaresma Avellar
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
Jorge Almeida
 
Ditadura Salazarista
Ditadura SalazaristaDitadura Salazarista
Ditadura Salazarista
Luciano André
 
Salazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- NovoSalazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- Novo
bandeirolas
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
Rainha Maga
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
Escoladocs
 

Destaque (8)

Totalitarismo]
Totalitarismo]Totalitarismo]
Totalitarismo]
 
FACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITA
FACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITAFACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITA
FACISMO - REGIME TOTALITÁRIO DE DIREITA
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
Ditadura Salazarista
Ditadura SalazaristaDitadura Salazarista
Ditadura Salazarista
 
Salazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- NovoSalazar e o Estado- Novo
Salazar e o Estado- Novo
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 

Semelhante a Totalitarismo

Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
Fatima Freitas
 
Governos totalitários
Governos totalitáriosGovernos totalitários
Governos totalitários
matheusdesamarins
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
jbmaxdesigner
 
Nazismo
NazismoNazismo
Periodo Entre Guerras
Periodo Entre Guerras Periodo Entre Guerras
Periodo Entre Guerras
Carlos Teles de Menezes Junior
 
Estados Totalitários (anti-liberais)
Estados Totalitários (anti-liberais)Estados Totalitários (anti-liberais)
Estados Totalitários (anti-liberais)
Matheus Santos
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Slide totalitarismo
Slide totalitarismoSlide totalitarismo
Slide totalitarismo
aygres
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazi fascismo
Nazi fascismoNazi fascismo
Nazi fascismo
Ericka Bastos
 
Nazi fascismo
Nazi fascismoNazi fascismo
Nazi fascismo
Paulo Henrique
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e Nazi
Rui Neto
 
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Braulio Santos Pereira
 
1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa
Pelo Siro
 
21a
21a21a
21a
21a21a
22
2222
Roteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
Roteiro de Aula - Fascismo e NazismoRoteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
Roteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
josafaslima
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
Nelia Salles Nantes
 

Semelhante a Totalitarismo (20)

Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Governos totalitários
Governos totalitáriosGovernos totalitários
Governos totalitários
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Periodo Entre Guerras
Periodo Entre Guerras Periodo Entre Guerras
Periodo Entre Guerras
 
Estados Totalitários (anti-liberais)
Estados Totalitários (anti-liberais)Estados Totalitários (anti-liberais)
Estados Totalitários (anti-liberais)
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
 
Slide totalitarismo
Slide totalitarismoSlide totalitarismo
Slide totalitarismo
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
Nazi fascismo
Nazi fascismoNazi fascismo
Nazi fascismo
 
Nazi fascismo
Nazi fascismoNazi fascismo
Nazi fascismo
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e Nazi
 
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
Osregimesfascistaenazi 100213195928-phpapp02
 
1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa
 
21a
21a21a
21a
 
21a
21a21a
21a
 
22
2222
22
 
Roteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
Roteiro de Aula - Fascismo e NazismoRoteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
Roteiro de Aula - Fascismo e Nazismo
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
 

Mais de MargarethFranklim

Revolucao francesa
Revolucao francesaRevolucao francesa
Revolucao francesa
MargarethFranklim
 
Revolucao americana
Revolucao americanaRevolucao americana
Revolucao americana
MargarethFranklim
 
Revolucao inglesa
Revolucao inglesaRevolucao inglesa
Revolucao inglesa
MargarethFranklim
 
O Iluminismo
 O Iluminismo  O Iluminismo
O Iluminismo
MargarethFranklim
 
Reforma e contra reforma
Reforma e contra reformaReforma e contra reforma
Reforma e contra reforma
MargarethFranklim
 
Renascimento 1
Renascimento 1Renascimento 1
Renascimento 1
MargarethFranklim
 
As Navegações Portuguesas
As Navegações PortuguesasAs Navegações Portuguesas
As Navegações Portuguesas
MargarethFranklim
 
América
AméricaAmérica
Reinos africanos
Reinos africanosReinos africanos
Reinos africanos
MargarethFranklim
 
A Sociedade Medieval
A Sociedade MedievalA Sociedade Medieval
A Sociedade Medieval
MargarethFranklim
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
MargarethFranklim
 
Segunda guerra
Segunda guerraSegunda guerra
Segunda guerra
MargarethFranklim
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
MargarethFranklim
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
MargarethFranklim
 
Imperialismo2 (1)
Imperialismo2 (1)Imperialismo2 (1)
Imperialismo2 (1)
MargarethFranklim
 
Coronelismo politica dos governadores
Coronelismo politica dos governadoresCoronelismo politica dos governadores
Coronelismo politica dos governadores
MargarethFranklim
 
Contestado
ContestadoContestado
Contestado
MargarethFranklim
 
Canudos
CanudosCanudos
1 guerra
1 guerra1 guerra
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
MargarethFranklim
 

Mais de MargarethFranklim (20)

Revolucao francesa
Revolucao francesaRevolucao francesa
Revolucao francesa
 
Revolucao americana
Revolucao americanaRevolucao americana
Revolucao americana
 
Revolucao inglesa
Revolucao inglesaRevolucao inglesa
Revolucao inglesa
 
O Iluminismo
 O Iluminismo  O Iluminismo
O Iluminismo
 
Reforma e contra reforma
Reforma e contra reformaReforma e contra reforma
Reforma e contra reforma
 
Renascimento 1
Renascimento 1Renascimento 1
Renascimento 1
 
As Navegações Portuguesas
As Navegações PortuguesasAs Navegações Portuguesas
As Navegações Portuguesas
 
América
AméricaAmérica
América
 
Reinos africanos
Reinos africanosReinos africanos
Reinos africanos
 
A Sociedade Medieval
A Sociedade MedievalA Sociedade Medieval
A Sociedade Medieval
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Segunda guerra
Segunda guerraSegunda guerra
Segunda guerra
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Imperialismo2 (1)
Imperialismo2 (1)Imperialismo2 (1)
Imperialismo2 (1)
 
Coronelismo politica dos governadores
Coronelismo politica dos governadoresCoronelismo politica dos governadores
Coronelismo politica dos governadores
 
Contestado
ContestadoContestado
Contestado
 
Canudos
CanudosCanudos
Canudos
 
1 guerra
1 guerra1 guerra
1 guerra
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 

Totalitarismo

  • 2. “a diferença fundamental entre as ditaduras modernas e as tiranias do passado está no uso do terror não como meio de extermínio e amedrontamento dos oponentes, mas como instrumento corriqueiro para governar as massas perfeitamente obedientes” (Arendt, 1989, p. 26)
  • 3. O totalitarismo nasceu do imperialismo, do antissemitismo e foi uma novidade em relação aos fatores históricos que o originaram 9 de novembro de 1938, os nazistas cometeram o pior massacre de judeus na Alemanha desde a Idade Média: a Noite dos Cristais
  • 4. Fachada de uma loja de propriedade de judeus destruída durante a Noite dos Cristais. Berlim, Alemanha, 10 de novembro de 1938.
  • 5. O imperialismo produziu racismo, massacres “administrativos” e nenhuma consideração ética, como os Direitos do Homem, sobre os povos dominados.
  • 6. o totalitarismo cria uma igualdade que recusa a diferença,
  • 7. Os regimes totalitários buscam incansáveis inimigos a serem destruídos; minorias a serem liquidadas pelo simples fato de existirem.
  • 8. A figura do líder está no centro do regime totalitário e a mentira é a pedra fundamental do totalitarismo, não importando seu caráter absurdo
  • 9. A propaganda totalitária cria um mundo fictício capaz de competir com o mundo real e a mentira tem grande chance de ser bem sucedida.
  • 10. O totalitarismo cria sua própria realidade e destrói o senso comum.
  • 11. Assim como a mentira, a suspeita forma a base do totalitarismo. Albert Speer, arquiteto nazista
  • 12. No regime totalitário, a categoria dos suspeitos compreende toda a população; todo pensamento que se desvia da linha oficialmente prescrita já é suspeito, não importa o campo da atividade humana em que ocorra 1933: Grande queima de livros pelos nazistas
  • 13. A falência dos conteúdos morais tradicionais, a persistência do caráter obediente e a ausência de reflexão formam a combinação básica do indivíduo capaz de levar o mal a extremos impensáveis: os campos de concentração, o genocídio, a destruição da humanidade do homem.
  • 15. Em 1918, ao fim da Primeira Guerra, uma revolução instalou uma República Democrática na Alemanha.
  • 16. Em 1919, o Tratado de Versalhes obrigou a jovem República a arcar com pesadas obrigações devido à Guerra
  • 17. Os conflitos sociais foram se intensificando e o crescimento dos movimentos de trabalhadores e do socialismo motivaram a reação ultra conservadora e o surgimento de partidos nacionalistas radicais.
  • 18. A crise econômica de 1929 atingiu com tal força a Alemanha, que, em 1932, já havia no país mais de 6 milhões de desempregados.
  • 19. Nesse contexto de crise, nas eleições parlamentares de 1932, o Partido Nazista conseguiu obter 38% dos votos (230 deputados), mais do que qualquer outro partido.
  • 20. Em 27 de fevereiro de 1933, Hitler promoveu o incêndio do Reichstag (Parlamento), atribuindo-o aos comunistas, como pretexto para decretar o fechamento da imprensa, a suspensão das atividades dos partidos de esquerda e o estado de emergência.
  • 21. Hitler começou a governar sem dar satisfação de seus atos a ninguém. Em agosto de 1934 Hitler passou a ser o presidente da Alemanha, com o título de Führer (guia, condutor).
  • 22. O Führer lançou mão de uma propaganda sedutora e de violência policial para implantar a mais cruel ditadura que a humanidade já conhecera
  • 23. Além da propaganda, o regime usou um rígido controle sobres os meios de comunicação, escolas e universidades , a produção de discursos, hinos, símbolos, saudações e palavras de ordem
  • 24. Goebbels (Ministro da Educação e Propaganda) tinha o seguinte princípio: Uma mentira dita cem vezes torna-se verdade.
  • 25. Já a violência policial e o racismo extremado marcavam as ações da SS (tropas de elite), das SA (tropas de choque) e da Gestapo (polícia secreta de Estado) para prender, torturar e eliminar os inimigos do nazismo e os grupos considerados indesejáveis.
  • 26. No plano econômico, o governo hitlerista estimulou o crescimento da agricultura, da indústrias de base e sobretudo, da indústria bélica.Com isso, o desemprego diminuiu, o regime ganhou novos adeptos e a Alemanha voltou a se equipar militarmente, ignorando os termos do Tratado de Versalhes.
  • 27. Atualmente , a recessão e o desemprego; o ressurgimento de velhos preconceitos étnicos e raciais contra os imigrantes favorecem a movimentos autoritários e conservadores denominados neonazistas.
  • 29. Em 1920, depois de vencer seus opositores e os exércitos invasores de 11 países, terminava a Guerra Civil na União Soviética, com a vitória do Exército Vermelho.
  • 30. Para os dirigentes da URSS a esperança de vitória do projeto socialista estava na expansão da revolução aos países capitalistas da Europa, como na Alemanha em 1918.
  • 31. Porém as revoluções foram derrotadas uma a uma. Rosa Luxemburgo, 1918
  • 32. A URSS venceu a Guerra Civil, mas ficou isolada. A economia estava em crise e a fome era uma realidade. Boa parte da vanguarda operária morreu na guerra e os sovietes, principais instituições do regime, deixaram de funcionar regularmente.
  • 33. Lênin alertava para o perigo que a Revolução corria, mas após sua morte, em 1924, o Partido Bolchevique encheu-se de funcionários e carreiristas como meio de garantir privilégios inexistentes para a maioria da população.
  • 34. Stálin, desconhecido das massas, foi o líder dessa nova burocracia. Stálin- Leonid Sokov,
  • 35. O stalinismo, foi uma contra-revolução no coração do partido Bolchevique. Para consolidar seu poder, Stálin eliminou fisicamente os outros dirigentes revolucionários de outubro de 1917.
  • 36. Stálin no poder adotou a teoria do “socialismo num só país”. A revolução no resto do mundo tornou-se apenas um aspecto da defesa da URSS, mais precisamente, da sustentação da burocracia dirigente e de seus privilégios
  • 37. Stalin lançou o primeiro plano quinquenal em 1928, com o objetivo de priorizar a rápida industrialização . O trabalho foi militarizado, promovendo assim a brutal exploração do operariado soviético.
  • 38. Também realizou a coletivização forçada na agricultura, que resultou na morte de 10 milhões de camponeses(executados por resistir a coletivização ou pela fome causada pela coletivização), e na deportação em massa de camponeses com suas famílias.
  • 39. Em agosto de 1939, Stalin assinou um pacto de não agressão com a Alemanha nazista. Nesse pacto havia clausulas secretas que dividiam o Leste Europeu entre as duas nações.
  • 41. Regime político de caráter autoritário implantado por Benito Mussolini , no período de 1919 a 1943.
  • 42. Suas principais características são: subordinação dos interesses do indivíduo ao Estado; o nacionalismo e o corporativismo, em que os sindicatos patronais e trabalhistas são os mediadores das relações entre o capital e o trabalho.
  • 43. Opondo-se ao socialismo e utilizando métodos violentos e inescrupulosos contra seus opositores, desenvolveram-se, transformando-se no Partido Nacional Fascista
  • 44. O governo de Mussolini pode ser dividido em duas grandes fases: Consolidação do Fascismo (1922 a 1924) : nacionalismo extremado, defesa do capitalismo., fortalecimento das milícias fascistas .
  • 45. Ditadura Fascista (1925 a 1939) – sindicatos controlados pelo Estado por meio do sistema corporativista.; criação de um tribunal de exceção; .censura e fechamento de jornais, os partidos de oposição dissolvidos, milhares de pessoas foram presas e outras foram expulsas do país.
  • 46. Mussolini empenhou-se em fazer da Itália uma grande potência capitalista mundial. Para isso promoveu a conquista da Etiópia, em 1936, e o revigoramento industrial. Mussolini tornou-se conhecido como o Duce, em italiano, aquele que dirige .
  • 48. O franquismo foi um regime de ditadores fascistas que surgiu na Espanha depois do término da Guerra Civil.
  • 49. A Guerra Civil Espanhola (1936-1939) teve início quando a monarquia da Espanha foi substituída pelo regime republicano de tendência socialista.
  • 50. Os falangistas, que lutavam contra o socialismo, tiveram o apoio militar e financeiro dos governos italiano e alemão.
  • 51. O pintor Pablo Picasso retratou em sua obra "Guernica" a violência dos bombardeios.
  • 52. A ditadura franquista durou até 1975
  • 53. O Salazarismo Ditadura de inspiração fascista que vigorou em Portugal de 1933 até 1975, também chamado de Estado Novo.
  • 54. O salazarismo é uma referência a Antônio de Oliveira Salazar, que ocupou a chefia do governo durante a maior parte desse período. Propaganda salazarista que relaciona a imagem de Salazar com a de D. Afonso Henriques, considerado herói nacional português.
  • 55. O Estado Novo salazarista caracterizou-se como um período autoritário, nacionalista, tradicionalista e corporativista
  • 56. O Salazarismo inventou os três F's como forma de gerar uma falsa identidade para o país: Fátima, Futebol e Fado

Notas do Editor

  1. TOTALITARISMO
  2. Nazismo na Alemanha
  3. Em 1918, ao fim da Primeira Guerra, uma Revolução instalou uma República Democrática na Alemanha
  4. STALINISMO
  5. Rosa Luxemburgo
  6. FASCISMO: ITÁLIA