SlideShare uma empresa Scribd logo
Módulo 5 – Cultura do
Palácio
Pintura do
Renascimento
Carlos Jorge Canto Vie
Pintura do Renascimento
• Renascimento
– finalidade e conteúdo da Arte
• representação precisa da realidade
– atingida com o conhecimento e a cópia da Natureza.
Prof. Carlos Vieira 2
Pintura do Renascimento
• Pintura renascentista
– uma arte racional e
científica:
• procura do equilíbrio, da
dimensão humana;
– realismo anatómico;
– correcta e rigorosa
representação da
perspectiva.
Prof. Carlos Vieira 3
Pintura do Renascimento
• Fonte de Inspiração
– Arte da Antiguidade Clássica:
• Apogeu
– a partir do final do séc. XV
• pela maior emoção e sentimento contida nas obras.
Prof. Carlos Vieira 4
Pintura do Renascimento
• Novos materiais
– pintura a óleo -> já usada no Gótico final, foi amplamente trabalhada no
Renascimento:
• apesar de possuir um maior tempo de secagem, permite a elaboração de:
– modelados (gradação cromática para obter a ilusão de volume);
– velaturas (técnica que simula as transparências)
fornece à pintura um maior pormenor e verismo.
– divulgação do uso do papel;
– aparecimento das telas e dos cavaletes;
– utilização de novos aglutinantes;
• tornam as tintas mais homogéneas e pastosas;
• possibilitou uma maior gradação de cor que produzia uma atmosfera e
luminosidade corpóreas que envolvia os objectos
• ajudava a construir os espaços e a modelar as figuras.
Prof. Carlos Vieira 5
Pintura do Renascimento
• Temas
– ;
– ;
– :
Prof. Carlos Vieira 6
Religioso Mitológico Ligados à literatura Retrato
de acordo com o
individualismo e
afirmação pessoal do
Renascimento
Pintura do Renascimento
• Fases do Renascimento
– 1ª Fase Séc. XV
Prof. Carlos Vieira 7
Pintores marcados pela
tradição gótica, líricos e
místicos, cuja figuração
mantinham um tratamento
naturalista e pouco
explícito;
Pintores voltados para o estudo
da anatomia, da perspectiva e
do volume, que entendiam a
pintura como um objecto de
aprendizagem, reflexão e
procura constantes.
Fra Angelico
Fra Fillippo Lippi
Sandro Botticelli
Masaccio
Luca Signorelli
Paolo Uccello
Piero della Francesca
Andrea Mantegna
Pintura do Renascimento
• Fra Angelico (1395-1455)
– intenso cromatismo;
– cores luminosas
– fundos dourados.
– As suas figuras eram delicadas e
estilizadas.
Prof. Carlos Vieira 8
Guido di Pietro da Mugello
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 9
Anunciação, 1450.
Fresco, 230 x 297 cm
Museu de São Marcos. Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 10
Noli Me Tangere
1450
Fresco
166 x 125 cm
Museu de São Marcos
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 11
Crucificação
1450
Pormenor do Altar da
Prata.
Têmpera sobre Madeira
38,5 x 37 cm.
Museu de São Marcos
Florença, Itália.
Pintura do Renascimento
• Fra Fillippo Lippi (1406-1469)
– Era protegido dos Médicis
– Entrou aos 8 anos para o
mosteiro, mas…
– invés de estudar passava o
tempo a pintar;
– apaixonou-se por uma noviça
chamada Lucrezia Buti. Com ela
teve um filho, Filippino Lippi,
que também se tornou pintor.
Prof. Carlos Vieira 12
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 13
Madonna com o Menino e Anjos
1464.
Têmpera sobre Madeira
95 x 62 cm.
Galeria dos Uffizi
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 14
Anunciação
1440
Óleo sobre madeira
155 x 144 cm
Galeria Nacional de Arte Antiga Roma,
Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 15
Anunciação
1443
Óleo sobre madeira
203 x 185,3 cm
Alte Pinakothek
Munique, Alemanha
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 16
Virgem e o menino
1440-1445
Museu do Louvre
Paris, França
Pintura do Renascimento
• Sandro Botticelli (1445-1510)
– defendeu a prevalência do desenho
sobre a modelação;
– criava corpos esguios e graciosos,
integrados em harmoniosas
composições.
– As suas pinturas eram
principalmente de carácter
mitológico e algumas de inspiração
religiosa.
Prof. Carlos Vieira 17
Alessandro di Mariano di
Vanni Filipepi
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 18
O Nascimento de Vénus
1484-1485. Têmpera sobre tela. 172,5 x 278,5 cm.
Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 19
O Nascimento de Vénus, pormenores
1484-1485. Têmpera sobre tela. 172,5 x 278,5 cm.
Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 20
Alegoria da Primavera,
1480-1482, Têmpera sobre Madeira, 203 x 314 cm
Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 21
Retrato de Dante
1495
Óleo sobre tela
54,7 x 47,5 cm
Colecção particular
Genebra, Suiça
Pintura do Renascimento
• Masaccio (1401-1428)
– exerceu um papel revolucionário na
pintura;
– Combinou a espiritualidade realista de
Giotto, com a aplicação da perspectiva
empírica, servindo-se da luz e da sombra
para obter o volume e as massas dos
corpos solenes que pintou.
Prof. Carlos Vieira 22
Tommaso Cassai
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 23
O Pagamento do Tributo, 1427
Fresco, 247 x 597 cm, Capela Brancacci. Santa Maria del Carmine
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 24
Expulsão do Paraíso
1424-1425
Fresco
208 x 88 cm
Igreja Santa Maria del Carmine de Florença
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 25
São Pedro cura os doentes com a sua sombra
1424-1425
230 x 162 cm
Fresco
Capela Brancacci. Santa Maria del Carmine
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 26
Adoração dos Magos
Altar de Pisa, 1426, 21 x 61 cm
Gemäldegalerie, Berlim, Alemanha
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 27
Tríptico de São Juvenal, 1422
Têmpera sobre Madeira
110 x 65 cm. Igreja de São Juvenal
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 28
Trindade
1426-1428
Fresco
667 x 317 cm
Igreja de Santa María Novella
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 29
Trindade
pormenor
1426-1428
Fresco
667 x 317 cm
Igreja de Santa María Novella
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
• Luca Signorelli (1441-1523)
– representação de cenas religiosas;
– utilização da perspectiva de um modo realista.
– as suas personagens são super humanizadas e plenas de
verismo e correcção anatómica.
Prof. Carlos Vieira 30
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 31
Anunciação
Pinacoteca Cívica,
Volterra, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 32
A Sagrada Família
1490
Óleo sobre madeira
Diámetro: 124 cm
Galeria dos Uffizi
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 33
María Madalena junto à Cruz
1500
Óleo sobre tela
247 x 165 cm
Galeria dos Uffizi
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 34
Retrato de Dante
1499-1504.
Fresco
Capela de São Brizio
Catedral de Orvieto
Orvieto, Itália
Pintura do Renascimento
• Paolo Uccello (1397-1475)
– as obras denotam um estudo
científico da perspectiva:
• as figuras e os objectos têm uma certa
geometrização e ocupam todo o espaço numa
composição cénica complexa.
– Utilizou o escorço e as suas pinturas
eram plenas de ritmo.
Prof. Carlos Vieira 35
Paolo di Dono Uccello
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 36
A Batalla de San Romano, 1456
Têmpera sobre Madeira
182 x 323 cm.
Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 37
A Batalla de San Romano: o contrataque de Micheletto da Cotignola, 1456
Têmpera sobre Madeira
182 x 317 cm
Museu do Louvre
Paris, França
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 38
Crucificação
1460-1465
Têmpera sobre Madeira
45 x 67 cm
Museo Thyssen-Bornemisza.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 39
A instituição da Eucaristia
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 40
Monumento funerario a Giovanni Acuto
1436
Fresco
820 x 515 cm
Catedral de Santa María de la Flores
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 41
S. Jorge e o Dragão
1456
Têmpera sobre tela
57 x 73 cm
The National Gallery
Londres. Inglaterra.
Pintura do Renascimento
• Piero della Francesca (1415-1492)
– criou uma pintura própria:
• a sua linguagem imagética, estilizada, apresenta:
figuras monumentais, solenes e hieráticas, em
paisagens quase líricas, mas de grande rigor na
representação geométrica.
Prof. Carlos Vieira 42
Pietro de Benedetto dei
Franceschi
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 43
O Baptismo de Cristo
c. 1450
Têmpera sobre Madeira
167 x 116 cm
The National Gallery
Londres. Inglaterra.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 44
O Baptismo de Cristo
c. 1450
Têmpera sobre Madeira
167 x 116 cm
The National Gallery
Londres. Inglaterra.
Pintura do Renascimento
45
A Flagelação, 1470
Técnica mista sobre tabla
58,4 x 81,5 cm
Galería Nacional das Marcas, Urbino, Itália
Pintura do Renascimento
46
Pintura do Renascimento
47
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 48
A Senhora do duque de Urbino
1472-1474
Óleo sobre madeira
248 x 170 cm
Pinacoteca de Brera
Milão, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 49
Retrato de Battista Sforza e Federico II de Montefeltro
1465-1466. Têmpera sobre Madeira
47 x 33 cm. Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
Pintura do Renascimento
• Andrea Mantegna (1431-1506)
– Destaca-se o volume escultural das figuras;
– Domínio do conhecimento anatómico
– Pela aplicação da perspectiva.
– Representou formas arquitectónicas de modo
majestoso e em construções perspécticas
imponentes.
Prof. Carlos Vieira 50
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 51
Baptismo de Cristo
1506
Óleo sobre tela
228 x 175 cm
Igreja de S. André de Mântua
Mântua, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 52
Calvário
1457-1460
Têmpera sobre Madeira
67 x 93 cm. Museu do Louvre, Paris, França
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 53
Cristo no monte das Oliveiras, 1455
Óleo sobre madeira
63 x 80 cm. The National Gallery. Londres. Inglaterra.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 54
Cristo morto, 1464-1500
Têmpera sobre tela, 66 x 81 cm
Pinacoteca de Brera. Milão, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 55
Francesco Gonzaga
1460-1462.
Têmpera sobre Madeira
25,5 x 18 cm
Museo e Gallerie Nazionali di
Capodimonte.
Nápoles, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 56
Virgem das grutas
1488-1490.
Têmpera sobre Madeira
29 x 21,5 cm
Galeria dos Uffizi
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 57
Ressurreição, pormenor
1457-1460, Têmpera sobre Madeira
Museu de Belas Artes, Tours, França
Pintura do Renascimento
2ª fase Séc. XVI
designada como Alto Renascimento,
Perfeito Renascimento ou Classicismo
Atingiu-se o auge das pesquisas e inovações,
do equilíbrio e da maturidade,
assim como uma linguagem sistematizada.
Prof. Carlos Vieira 58
Leonardo da Vinci, Miguel Ângelo e Rafael
Pintura do Renascimento
• Características
– harmonia;
– graciosidade;
– proporções com base na forma humana e pela relação com a ciência;
– maior conhecimento e compreensão da anatomia humana com
consequências no modo de representar o Homem e em particular o
nu;
– progressos na pintura a óleo que permitiram o uso mais subtil da cor,
da luz e da sombra, assim como as ilusões de óptica;
– melhor compreensão da perspectiva, da matemática e da óptica que
conduziram a pintura a um maior domínio das relações espaciais e a
uma grande aproximação da realidade.
Prof. Carlos Vieira 59
Pintura do Renascimento
• Rafael (1483-1520)
– Obras com um desenho com grande carga
expressiva, equilíbrio, elegância e serenidade.
– Dedicou-se a pinturas de carácter religioso;
– As suas Madonnas, com olhos cândidos e leves
sorrisos, são obras poéticas, serenas, refinadas
e doces.
– Foi ainda um excelente retratista.
Prof. Carlos Vieira 60
Rafael Sanzio de Urbino
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 61
O sono do cavaleiro
1504
Óleo sobre madeira
17 x 17 cm
The National Gallery,
Londres, Inglaterra.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 62
As três Graças
1503-1504
Óleo sobre madeira
17 x 17 cm
Museo Condé
Chantilly, França
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 63
A pequena Sagrada Família
Óleo sobre madeira
39 x 30 cm
Museu do Louvre
Paris, França.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 64
A coroação da Virgem
1502-1504.
Óleo sobre madeira transferido para tela
267 x 163 cm.
Pinacoteca Vaticana.
Roma, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 65
O casamento da Virgem
1504
Óleo sobre madeira
174 x 121 cm
Pinacoteca de Brera
Milão, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira
O casamento da Virgem
1504
Óleo sobre madeira
174 x 121 cm
Pinacoteca de Brera
Milão, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 67
S. Jorge e o Dragão
1504
Óleo sobre madeira
31 x 27 cm
Museu do Louvre
Paris, França.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 68
David and Bathsheba
Fresco.
Vaticano
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 69
Papa Leão X com os Cardeais Giulio
de Medici e Luigi de Rossi
1517-1518.
Óleo sobre madeira
155,2 x 118,9 cm.
Galeria Palatina. Palácio Pitti.
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 70
Retrato de Baltasar Castiglione
1514-1515.
Óleo sobre tela
82 x 67 cm
Museu do Louvre
Paris, França.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 71
A dama coberta
1515 -1516
Óleo sobre tela
82 x 60,5 cm
Galeria Palatina, Palácio Pitti
Florença, Itália
Prof. Carlos Vieira 72
A Escola de Atenas
1509
Fresco
770 cm
Estância de la Signatura
Palácios Vaticanos
Roma, Itália.
Pintura do Renascimento
• Pintura veneziana
– grande notoriedade, principalmente na decoração dos interiores dos
palácios, já há muito construídos:
• a espectacularidade das festas organizadas pela rica burguesia de Veneza
muito contribuíram para uma grande produção artística que valorizava a cor
brilhante, que exaltava a riqueza e que contemplava a paisagem em detrimento de
outras temáticas.
– Os pintores venezianos desempenharam um papel fundamental para o
desenvolvimento da pintura maneirista, pelas suas composições
complexas, vivacidade cromática e pela exaltação do movimento e da
cor.
Prof. Carlos Vieira 73
Pintura do Renascimento
• Giorgione (1477-1510)
– Perito no tratamento da paisagem, real
e humanizada, tornada assunto
principal e explorada através do
deslumbramento da cor e da técnica
do sfumato;
– Nas suas obras as figuras são
secundárias e apenas povoam a
paisagem, envoltas numa atmosfera
misteriosa e até enigmática.
Prof. Carlos Vieira 74
Giorgio Barbarelli
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 75
Guerreiro e escudeiro
Óleo sobre madeira
90 x 73 cm
Galeria dos Uffizi
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 76
As três idades do Homem
1567-1569. Óleo sobre madeira
62 x 77 cm. Galeria Palatina. Palácio Pitti. Florença, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 77
Madona de Castelfranco
1506
Óleo sobre madeira
200 x 152 cm
Duomo
Castelfranco Veneto
Veneza, Itália
Prof. Carlos Vieira 78
O justiça de Salomão
1495-1496
Óleo sobre madeira
89 x 72 cm
Galeria dos Uffizi
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 79
A Tempestade
1508
Óleo sobre tela
82 x 73 cm
Galería de la Academia
Florença, Itália
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 80
Vénus adormecida
1508-1515, Óleo sobre tela
108,5 x 175 cm
Gemäldegalerie de Dresden. Dresden, Alemanha.
Pintura do Renascimento
• Ticiano (1490-1576)
– Retratista.
– Foi um dos primeiros pintores a dar mais
importância à luz e à cor do que à construção
perspéctica.
– As suas obras têm principalmente um
carácter mitológico, onde ressalta a forma
sensual e a luminosidade dos corpos
femininos nus, pintados com grande força
fisionómica.
– Ticiano passou pelo Classicismo e Maneirismo
e anunciou o a arte Barroca.
Prof. Carlos Vieira 81
Tiziano Vecellio di Gregorio
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 82
Isabel de Portugal
1548
Óleo sobre tela
117 x 98 cm
Museu do Prado
Madrid, Espanha
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 83
Retrato de Clarissa Strozzi
1542
Óleo sobre tela
115 x 98 cm.
Gemäldegalerie.
Berlim, Alemanha
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 84
Auto-retrato
1566
Óleo sobre tela
86 x 65 cm
Museu do Prado
Madrid, Espanha
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 85
Imperador Carlos V a caballo
em Mühlberg
1548
Óleo sobre tela
332 x 279 cm
Museu do Prado
Madrid, Espanha
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 86
Cardenal Alessandro Farnese
1545-1546
Óleo sobre madeira
99 x 79 cm
Museu e Galleria Nacional de
Capodimonte
Nápoles, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 87
A Virgem com o menino
1540
Óleo sobre madeira
37,5 x 31 cm
Museo Thyssen-Bornemisza.
Madrid, Espanha
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 88
Maria Madalena
1533-1535
Óleo sobre madeira
84 x 69 cm
Palácio Pitti
Florença, Itália.
Pintura do Renascimento
Prof. Carlos Vieira 89
Vénus de Urbino
1538, Óleo sobre tela
119 x 165 cm
Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
Prof. Carlos Vieira 90
Vénus e Cúpido
1550, Óleo sobre tela
195 x 139 cm
Galeria dos Uffizi, Florença, Itália

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
Ana Barreiros
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Carlos Vieira
 
Rococó
RococóRococó
Rococó
Ana Barreiros
 
Cultura da catedral
Cultura da catedralCultura da catedral
Cultura da catedral
Ana Barreiros
 
Escultura barroca
Escultura barrocaEscultura barroca
Escultura barroca
Ana Barreiros
 
A cultura do palacio
A cultura do palacioA cultura do palacio
A cultura do palacio
Ana Barreiros
 
A Cultura do Salão
A Cultura do SalãoA Cultura do Salão
A Cultura do Salão
Tânia Domingos
 
Módulo 6 caso prático 3 trono de são pedro
Módulo 6   caso prático 3 trono de são pedroMódulo 6   caso prático 3 trono de são pedro
Módulo 6 caso prático 3 trono de são pedro
Carla Freitas
 
Pintura barroca
Pintura barrocaPintura barroca
Pintura barroca
Hca Faro
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
Carla Freitas
 
A cultura da catedral escultura e pintura
A cultura da catedral   escultura e pinturaA cultura da catedral   escultura e pintura
A cultura da catedral escultura e pintura
cattonia
 
Módulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto HistóricoMódulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto Histórico
Carla Freitas
 
04 escultura renascentista
04 escultura renascentista04 escultura renascentista
04 escultura renascentista
Vítor Santos
 
Arquitetura barroca
Arquitetura barrocaArquitetura barroca
Arquitetura barroca
Ana Barreiros
 
Módulo 5 – Cultura do Palácio
Módulo 5 – Cultura do PalácioMódulo 5 – Cultura do Palácio
Módulo 5 – Cultura do Palácio
Carlos Vieira
 
Arte do Renascimento - Escultura
Arte do Renascimento - EsculturaArte do Renascimento - Escultura
Arte do Renascimento - Escultura
Carlos Vieira
 
Módulo 3 a arte românica
Módulo 3   a arte românicaMódulo 3   a arte românica
Módulo 3 a arte românica
cattonia
 
A Cultura Do PaláCio I
A Cultura Do PaláCio IA Cultura Do PaláCio I
A Cultura Do PaláCio I
luisant
 
Casamento D. Leonor e frederico III
Casamento D. Leonor e frederico IIICasamento D. Leonor e frederico III
Casamento D. Leonor e frederico III
Ana Barreiros
 
MóDulo 5 A Cultura Do Palacio
MóDulo 5  A Cultura Do PalacioMóDulo 5  A Cultura Do Palacio
MóDulo 5 A Cultura Do Palacio
Goreti Quaresma
 

Mais procurados (20)

Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
 
Cultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura BarrocaCultura do Palco - Escultura Barroca
Cultura do Palco - Escultura Barroca
 
Rococó
RococóRococó
Rococó
 
Cultura da catedral
Cultura da catedralCultura da catedral
Cultura da catedral
 
Escultura barroca
Escultura barrocaEscultura barroca
Escultura barroca
 
A cultura do palacio
A cultura do palacioA cultura do palacio
A cultura do palacio
 
A Cultura do Salão
A Cultura do SalãoA Cultura do Salão
A Cultura do Salão
 
Módulo 6 caso prático 3 trono de são pedro
Módulo 6   caso prático 3 trono de são pedroMódulo 6   caso prático 3 trono de são pedro
Módulo 6 caso prático 3 trono de são pedro
 
Pintura barroca
Pintura barrocaPintura barroca
Pintura barroca
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
 
A cultura da catedral escultura e pintura
A cultura da catedral   escultura e pinturaA cultura da catedral   escultura e pintura
A cultura da catedral escultura e pintura
 
Módulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto HistóricoMódulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto Histórico
 
04 escultura renascentista
04 escultura renascentista04 escultura renascentista
04 escultura renascentista
 
Arquitetura barroca
Arquitetura barrocaArquitetura barroca
Arquitetura barroca
 
Módulo 5 – Cultura do Palácio
Módulo 5 – Cultura do PalácioMódulo 5 – Cultura do Palácio
Módulo 5 – Cultura do Palácio
 
Arte do Renascimento - Escultura
Arte do Renascimento - EsculturaArte do Renascimento - Escultura
Arte do Renascimento - Escultura
 
Módulo 3 a arte românica
Módulo 3   a arte românicaMódulo 3   a arte românica
Módulo 3 a arte românica
 
A Cultura Do PaláCio I
A Cultura Do PaláCio IA Cultura Do PaláCio I
A Cultura Do PaláCio I
 
Casamento D. Leonor e frederico III
Casamento D. Leonor e frederico IIICasamento D. Leonor e frederico III
Casamento D. Leonor e frederico III
 
MóDulo 5 A Cultura Do Palacio
MóDulo 5  A Cultura Do PalacioMóDulo 5  A Cultura Do Palacio
MóDulo 5 A Cultura Do Palacio
 

Destaque

Cultura do Palácio - Arquitectura renascentista
Cultura do Palácio - Arquitectura renascentistaCultura do Palácio - Arquitectura renascentista
Cultura do Palácio - Arquitectura renascentista
Carlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Carlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Humanismo
Cultura do Palácio - HumanismoCultura do Palácio - Humanismo
Cultura do Palácio - Humanismo
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Carlos Vieira
 
Arte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - PinturaArte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - Pintura
Carlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacionalCultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
Carlos Vieira
 
Teste de HCA " A cultura do Palácio"
Teste de HCA " A cultura do Palácio"Teste de HCA " A cultura do Palácio"
Teste de HCA " A cultura do Palácio"
João Couto
 
Arte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em PortugalArte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em Portugal
Carlos Vieira
 
Ficha cultura do palacio
Ficha cultura do palacioFicha cultura do palacio
Ficha cultura do palacio
Ana Barreiros
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocento
Ana Barreiros
 
Pintura renascentista
Pintura renascentistaPintura renascentista
Pintura renascentista
Karyn XP
 
A Arte Renascentista
A  Arte RenascentistaA  Arte Renascentista
A Arte Renascentista
Hist8
 
O renascimento e a formação da mentalidade moderna
O renascimento e a formação da mentalidade modernaO renascimento e a formação da mentalidade moderna
O renascimento e a formação da mentalidade moderna
Rainha Maga
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
Carlos Pinheiro
 
Arquitetura renascentista
Arquitetura renascentistaArquitetura renascentista
Arquitetura renascentista
Ana Barreiros
 
Quatrocentismo
QuatrocentismoQuatrocentismo
Quatrocentismo
Bruno Conti
 
O quattrocento
O  quattrocentoO  quattrocento
O quattrocento
Jose Luis Lopez Lopez
 
Botticelli
BotticelliBotticelli
Botticelli
tomaso
 
Pintura La Primavera de Sandro Botticelli
Pintura La Primavera de  Sandro BotticelliPintura La Primavera de  Sandro Botticelli
Pintura La Primavera de Sandro Botticelli
estefavalencia
 
Sandro Botticelli - Prof. Altair Aguilar
Sandro Botticelli - Prof. Altair AguilarSandro Botticelli - Prof. Altair Aguilar
Sandro Botticelli - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 

Destaque (20)

Cultura do Palácio - Arquitectura renascentista
Cultura do Palácio - Arquitectura renascentistaCultura do Palácio - Arquitectura renascentista
Cultura do Palácio - Arquitectura renascentista
 
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em PortugalCultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
Cultura do Palácio - Renascimento e Maneirismo em Portugal
 
Cultura do Palácio - Humanismo
Cultura do Palácio - HumanismoCultura do Palácio - Humanismo
Cultura do Palácio - Humanismo
 
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalinaCultura do Salão – Lisboa pombalina
Cultura do Salão – Lisboa pombalina
 
Arte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - PinturaArte do Renascimento - Pintura
Arte do Renascimento - Pintura
 
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacionalCultura do Palácio - Maneirismo internacional
Cultura do Palácio - Maneirismo internacional
 
Teste de HCA " A cultura do Palácio"
Teste de HCA " A cultura do Palácio"Teste de HCA " A cultura do Palácio"
Teste de HCA " A cultura do Palácio"
 
Arte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em PortugalArte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em Portugal
 
Ficha cultura do palacio
Ficha cultura do palacioFicha cultura do palacio
Ficha cultura do palacio
 
Pintura do quattrocento
Pintura do quattrocentoPintura do quattrocento
Pintura do quattrocento
 
Pintura renascentista
Pintura renascentistaPintura renascentista
Pintura renascentista
 
A Arte Renascentista
A  Arte RenascentistaA  Arte Renascentista
A Arte Renascentista
 
O renascimento e a formação da mentalidade moderna
O renascimento e a formação da mentalidade modernaO renascimento e a formação da mentalidade moderna
O renascimento e a formação da mentalidade moderna
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
 
Arquitetura renascentista
Arquitetura renascentistaArquitetura renascentista
Arquitetura renascentista
 
Quatrocentismo
QuatrocentismoQuatrocentismo
Quatrocentismo
 
O quattrocento
O  quattrocentoO  quattrocento
O quattrocento
 
Botticelli
BotticelliBotticelli
Botticelli
 
Pintura La Primavera de Sandro Botticelli
Pintura La Primavera de  Sandro BotticelliPintura La Primavera de  Sandro Botticelli
Pintura La Primavera de Sandro Botticelli
 
Sandro Botticelli - Prof. Altair Aguilar
Sandro Botticelli - Prof. Altair AguilarSandro Botticelli - Prof. Altair Aguilar
Sandro Botticelli - Prof. Altair Aguilar
 

Semelhante a Cultura do Palácio - Pintura do renascimento

Módulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura RenascentistaMódulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura Renascentista
Carla Freitas
 
Cultura do Palácio - Maneirismo
Cultura do Palácio - ManeirismoCultura do Palácio - Maneirismo
Cultura do Palácio - Maneirismo
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Carlos Vieira
 
Renascimento parte 3
Renascimento   parte 3Renascimento   parte 3
Renascimento parte 3
Professor Gilson Nunes
 
Renascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e CulturalRenascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e Cultural
Zé Knust
 
Cultura da Catedral - Pintura Gótica
Cultura da Catedral - Pintura GóticaCultura da Catedral - Pintura Gótica
Cultura da Catedral - Pintura Gótica
Carlos Vieira
 
Plano de Aula - Oficina de Artes - As Pinturas Renascentistas
Plano de Aula  - Oficina de Artes - As Pinturas RenascentistasPlano de Aula  - Oficina de Artes - As Pinturas Renascentistas
Plano de Aula - Oficina de Artes - As Pinturas Renascentistas
PIBID HISTÓRIA
 
Ultima Ceia
Ultima CeiaUltima Ceia
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
Professor Gilson Nunes
 
Herny Duarte nº10 - A pintura do Renascimento
Herny Duarte nº10 - A pintura do RenascimentoHerny Duarte nº10 - A pintura do Renascimento
Herny Duarte nº10 - A pintura do Renascimento
Biblioteca Casa
 
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aulaarte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
keilalima67
 
A PINTURA RENASCENTISTA.pptx
A PINTURA RENASCENTISTA.pptxA PINTURA RENASCENTISTA.pptx
A PINTURA RENASCENTISTA.pptx
TeresaLopes78
 
Alto-renascimento. 1480-1520 - parte 1
Alto-renascimento. 1480-1520 - parte 1Alto-renascimento. 1480-1520 - parte 1
Alto-renascimento. 1480-1520 - parte 1
Professor Gilson Nunes
 
Módulo 6 pintura barroca
Módulo 6   pintura barrocaMódulo 6   pintura barroca
Módulo 6 pintura barroca
Carla Freitas
 
Hd 2016.1 aula 5_vanguardas do início do século xx (1)
Hd 2016.1 aula 5_vanguardas do início do século xx (1)Hd 2016.1 aula 5_vanguardas do início do século xx (1)
Hd 2016.1 aula 5_vanguardas do início do século xx (1)
Ticianne Darin
 
Do renascimento ao Barroco
Do renascimento ao BarrocoDo renascimento ao Barroco
Do renascimento ao Barroco
Aline Raposo
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Gabriel de Oliveira
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
Ana Beatriz Cargnin
 
Rafael
RafaelRafael
arte
artearte

Semelhante a Cultura do Palácio - Pintura do renascimento (20)

Módulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura RenascentistaMódulo 5 - Pintura Renascentista
Módulo 5 - Pintura Renascentista
 
Cultura do Palácio - Maneirismo
Cultura do Palácio - ManeirismoCultura do Palácio - Maneirismo
Cultura do Palácio - Maneirismo
 
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
Cultura do Palco - Pintura barroca internacional
 
Renascimento parte 3
Renascimento   parte 3Renascimento   parte 3
Renascimento parte 3
 
Renascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e CulturalRenascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e Cultural
 
Cultura da Catedral - Pintura Gótica
Cultura da Catedral - Pintura GóticaCultura da Catedral - Pintura Gótica
Cultura da Catedral - Pintura Gótica
 
Plano de Aula - Oficina de Artes - As Pinturas Renascentistas
Plano de Aula  - Oficina de Artes - As Pinturas RenascentistasPlano de Aula  - Oficina de Artes - As Pinturas Renascentistas
Plano de Aula - Oficina de Artes - As Pinturas Renascentistas
 
Ultima Ceia
Ultima CeiaUltima Ceia
Ultima Ceia
 
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750O Barroco na Europa,   Parte 2 - 1563-1750
O Barroco na Europa, Parte 2 - 1563-1750
 
Herny Duarte nº10 - A pintura do Renascimento
Herny Duarte nº10 - A pintura do RenascimentoHerny Duarte nº10 - A pintura do Renascimento
Herny Duarte nº10 - A pintura do Renascimento
 
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aulaarte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
 
A PINTURA RENASCENTISTA.pptx
A PINTURA RENASCENTISTA.pptxA PINTURA RENASCENTISTA.pptx
A PINTURA RENASCENTISTA.pptx
 
Alto-renascimento. 1480-1520 - parte 1
Alto-renascimento. 1480-1520 - parte 1Alto-renascimento. 1480-1520 - parte 1
Alto-renascimento. 1480-1520 - parte 1
 
Módulo 6 pintura barroca
Módulo 6   pintura barrocaMódulo 6   pintura barroca
Módulo 6 pintura barroca
 
Hd 2016.1 aula 5_vanguardas do início do século xx (1)
Hd 2016.1 aula 5_vanguardas do início do século xx (1)Hd 2016.1 aula 5_vanguardas do início do século xx (1)
Hd 2016.1 aula 5_vanguardas do início do século xx (1)
 
Do renascimento ao Barroco
Do renascimento ao BarrocoDo renascimento ao Barroco
Do renascimento ao Barroco
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Rafael
RafaelRafael
Rafael
 
arte
artearte
arte
 

Mais de Carlos Vieira

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Carlos Vieira
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
Carlos Vieira
 
O Patriota
O PatriotaO Patriota
O Patriota
Carlos Vieira
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
Carlos Vieira
 
Madame bovary
Madame bovaryMadame bovary
Madame bovary
Carlos Vieira
 
Cavalo de guerra
Cavalo de guerraCavalo de guerra
Cavalo de guerra
Carlos Vieira
 
Danton
DantonDanton
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Carlos Vieira
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococo
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Carlos Vieira
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Carlos Vieira
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Carlos Vieira
 
Cultura do Palácio - Arquitectura Maneirista
Cultura do Palácio - Arquitectura ManeiristaCultura do Palácio - Arquitectura Maneirista
Cultura do Palácio - Arquitectura Maneirista
Carlos Vieira
 
Cultura do Palácio - O Palácio
Cultura do Palácio - O PalácioCultura do Palácio - O Palácio
Cultura do Palácio - O Palácio
Carlos Vieira
 
Os três porquinhos
Os três porquinhosOs três porquinhos
Os três porquinhos
Carlos Vieira
 

Mais de Carlos Vieira (18)

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
O Patriota
O PatriotaO Patriota
O Patriota
 
As sufragistas
As sufragistasAs sufragistas
As sufragistas
 
Madame bovary
Madame bovaryMadame bovary
Madame bovary
 
Cavalo de guerra
Cavalo de guerraCavalo de guerra
Cavalo de guerra
 
Danton
DantonDanton
Danton
 
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao NeoclassicoCultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
Cultura do Salão – Introdução ao Neoclassico
 
Cultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococóCultura do Salão – Pintura do rococó
Cultura do Salão – Pintura do rococó
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
 
Cultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococoCultura do Salão – Escultura do rococo
Cultura do Salão – Escultura do rococo
 
Cultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococoCultura do Salão - Origens do rococo
Cultura do Salão - Origens do rococo
 
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal Cultura do Palco - Barroco em Portugal
Cultura do Palco - Barroco em Portugal
 
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura BarrocaCultura do Palco - Arquitectura Barroca
Cultura do Palco - Arquitectura Barroca
 
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de VersalhesCultura do Barroco - Palácio de Versalhes
Cultura do Barroco - Palácio de Versalhes
 
Cultura do Palácio - Arquitectura Maneirista
Cultura do Palácio - Arquitectura ManeiristaCultura do Palácio - Arquitectura Maneirista
Cultura do Palácio - Arquitectura Maneirista
 
Cultura do Palácio - O Palácio
Cultura do Palácio - O PalácioCultura do Palácio - O Palácio
Cultura do Palácio - O Palácio
 
Os três porquinhos
Os três porquinhosOs três porquinhos
Os três porquinhos
 

Último

A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 

Último (20)

A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 

Cultura do Palácio - Pintura do renascimento

  • 1. Módulo 5 – Cultura do Palácio Pintura do Renascimento Carlos Jorge Canto Vie
  • 2. Pintura do Renascimento • Renascimento – finalidade e conteúdo da Arte • representação precisa da realidade – atingida com o conhecimento e a cópia da Natureza. Prof. Carlos Vieira 2
  • 3. Pintura do Renascimento • Pintura renascentista – uma arte racional e científica: • procura do equilíbrio, da dimensão humana; – realismo anatómico; – correcta e rigorosa representação da perspectiva. Prof. Carlos Vieira 3
  • 4. Pintura do Renascimento • Fonte de Inspiração – Arte da Antiguidade Clássica: • Apogeu – a partir do final do séc. XV • pela maior emoção e sentimento contida nas obras. Prof. Carlos Vieira 4
  • 5. Pintura do Renascimento • Novos materiais – pintura a óleo -> já usada no Gótico final, foi amplamente trabalhada no Renascimento: • apesar de possuir um maior tempo de secagem, permite a elaboração de: – modelados (gradação cromática para obter a ilusão de volume); – velaturas (técnica que simula as transparências) fornece à pintura um maior pormenor e verismo. – divulgação do uso do papel; – aparecimento das telas e dos cavaletes; – utilização de novos aglutinantes; • tornam as tintas mais homogéneas e pastosas; • possibilitou uma maior gradação de cor que produzia uma atmosfera e luminosidade corpóreas que envolvia os objectos • ajudava a construir os espaços e a modelar as figuras. Prof. Carlos Vieira 5
  • 6. Pintura do Renascimento • Temas – ; – ; – : Prof. Carlos Vieira 6 Religioso Mitológico Ligados à literatura Retrato de acordo com o individualismo e afirmação pessoal do Renascimento
  • 7. Pintura do Renascimento • Fases do Renascimento – 1ª Fase Séc. XV Prof. Carlos Vieira 7 Pintores marcados pela tradição gótica, líricos e místicos, cuja figuração mantinham um tratamento naturalista e pouco explícito; Pintores voltados para o estudo da anatomia, da perspectiva e do volume, que entendiam a pintura como um objecto de aprendizagem, reflexão e procura constantes. Fra Angelico Fra Fillippo Lippi Sandro Botticelli Masaccio Luca Signorelli Paolo Uccello Piero della Francesca Andrea Mantegna
  • 8. Pintura do Renascimento • Fra Angelico (1395-1455) – intenso cromatismo; – cores luminosas – fundos dourados. – As suas figuras eram delicadas e estilizadas. Prof. Carlos Vieira 8 Guido di Pietro da Mugello
  • 9. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 9 Anunciação, 1450. Fresco, 230 x 297 cm Museu de São Marcos. Florença, Itália
  • 10. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 10 Noli Me Tangere 1450 Fresco 166 x 125 cm Museu de São Marcos Florença, Itália
  • 11. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 11 Crucificação 1450 Pormenor do Altar da Prata. Têmpera sobre Madeira 38,5 x 37 cm. Museu de São Marcos Florença, Itália.
  • 12. Pintura do Renascimento • Fra Fillippo Lippi (1406-1469) – Era protegido dos Médicis – Entrou aos 8 anos para o mosteiro, mas… – invés de estudar passava o tempo a pintar; – apaixonou-se por uma noviça chamada Lucrezia Buti. Com ela teve um filho, Filippino Lippi, que também se tornou pintor. Prof. Carlos Vieira 12
  • 13. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 13 Madonna com o Menino e Anjos 1464. Têmpera sobre Madeira 95 x 62 cm. Galeria dos Uffizi Florença, Itália
  • 14. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 14 Anunciação 1440 Óleo sobre madeira 155 x 144 cm Galeria Nacional de Arte Antiga Roma, Itália
  • 15. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 15 Anunciação 1443 Óleo sobre madeira 203 x 185,3 cm Alte Pinakothek Munique, Alemanha
  • 16. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 16 Virgem e o menino 1440-1445 Museu do Louvre Paris, França
  • 17. Pintura do Renascimento • Sandro Botticelli (1445-1510) – defendeu a prevalência do desenho sobre a modelação; – criava corpos esguios e graciosos, integrados em harmoniosas composições. – As suas pinturas eram principalmente de carácter mitológico e algumas de inspiração religiosa. Prof. Carlos Vieira 17 Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi
  • 18. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 18 O Nascimento de Vénus 1484-1485. Têmpera sobre tela. 172,5 x 278,5 cm. Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
  • 19. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 19 O Nascimento de Vénus, pormenores 1484-1485. Têmpera sobre tela. 172,5 x 278,5 cm. Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
  • 20. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 20 Alegoria da Primavera, 1480-1482, Têmpera sobre Madeira, 203 x 314 cm Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
  • 21. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 21 Retrato de Dante 1495 Óleo sobre tela 54,7 x 47,5 cm Colecção particular Genebra, Suiça
  • 22. Pintura do Renascimento • Masaccio (1401-1428) – exerceu um papel revolucionário na pintura; – Combinou a espiritualidade realista de Giotto, com a aplicação da perspectiva empírica, servindo-se da luz e da sombra para obter o volume e as massas dos corpos solenes que pintou. Prof. Carlos Vieira 22 Tommaso Cassai
  • 23. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 23 O Pagamento do Tributo, 1427 Fresco, 247 x 597 cm, Capela Brancacci. Santa Maria del Carmine Florença, Itália
  • 24. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 24 Expulsão do Paraíso 1424-1425 Fresco 208 x 88 cm Igreja Santa Maria del Carmine de Florença Florença, Itália
  • 25. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 25 São Pedro cura os doentes com a sua sombra 1424-1425 230 x 162 cm Fresco Capela Brancacci. Santa Maria del Carmine Florença, Itália
  • 26. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 26 Adoração dos Magos Altar de Pisa, 1426, 21 x 61 cm Gemäldegalerie, Berlim, Alemanha
  • 27. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 27 Tríptico de São Juvenal, 1422 Têmpera sobre Madeira 110 x 65 cm. Igreja de São Juvenal Florença, Itália
  • 28. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 28 Trindade 1426-1428 Fresco 667 x 317 cm Igreja de Santa María Novella Florença, Itália
  • 29. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 29 Trindade pormenor 1426-1428 Fresco 667 x 317 cm Igreja de Santa María Novella Florença, Itália
  • 30. Pintura do Renascimento • Luca Signorelli (1441-1523) – representação de cenas religiosas; – utilização da perspectiva de um modo realista. – as suas personagens são super humanizadas e plenas de verismo e correcção anatómica. Prof. Carlos Vieira 30
  • 31. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 31 Anunciação Pinacoteca Cívica, Volterra, Itália
  • 32. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 32 A Sagrada Família 1490 Óleo sobre madeira Diámetro: 124 cm Galeria dos Uffizi Florença, Itália
  • 33. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 33 María Madalena junto à Cruz 1500 Óleo sobre tela 247 x 165 cm Galeria dos Uffizi Florença, Itália
  • 34. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 34 Retrato de Dante 1499-1504. Fresco Capela de São Brizio Catedral de Orvieto Orvieto, Itália
  • 35. Pintura do Renascimento • Paolo Uccello (1397-1475) – as obras denotam um estudo científico da perspectiva: • as figuras e os objectos têm uma certa geometrização e ocupam todo o espaço numa composição cénica complexa. – Utilizou o escorço e as suas pinturas eram plenas de ritmo. Prof. Carlos Vieira 35 Paolo di Dono Uccello
  • 36. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 36 A Batalla de San Romano, 1456 Têmpera sobre Madeira 182 x 323 cm. Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
  • 37. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 37 A Batalla de San Romano: o contrataque de Micheletto da Cotignola, 1456 Têmpera sobre Madeira 182 x 317 cm Museu do Louvre Paris, França
  • 38. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 38 Crucificação 1460-1465 Têmpera sobre Madeira 45 x 67 cm Museo Thyssen-Bornemisza.
  • 39. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 39 A instituição da Eucaristia
  • 40. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 40 Monumento funerario a Giovanni Acuto 1436 Fresco 820 x 515 cm Catedral de Santa María de la Flores Florença, Itália
  • 41. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 41 S. Jorge e o Dragão 1456 Têmpera sobre tela 57 x 73 cm The National Gallery Londres. Inglaterra.
  • 42. Pintura do Renascimento • Piero della Francesca (1415-1492) – criou uma pintura própria: • a sua linguagem imagética, estilizada, apresenta: figuras monumentais, solenes e hieráticas, em paisagens quase líricas, mas de grande rigor na representação geométrica. Prof. Carlos Vieira 42 Pietro de Benedetto dei Franceschi
  • 43. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 43 O Baptismo de Cristo c. 1450 Têmpera sobre Madeira 167 x 116 cm The National Gallery Londres. Inglaterra.
  • 44. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 44 O Baptismo de Cristo c. 1450 Têmpera sobre Madeira 167 x 116 cm The National Gallery Londres. Inglaterra.
  • 45. Pintura do Renascimento 45 A Flagelação, 1470 Técnica mista sobre tabla 58,4 x 81,5 cm Galería Nacional das Marcas, Urbino, Itália
  • 48. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 48 A Senhora do duque de Urbino 1472-1474 Óleo sobre madeira 248 x 170 cm Pinacoteca de Brera Milão, Itália.
  • 49. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 49 Retrato de Battista Sforza e Federico II de Montefeltro 1465-1466. Têmpera sobre Madeira 47 x 33 cm. Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
  • 50. Pintura do Renascimento • Andrea Mantegna (1431-1506) – Destaca-se o volume escultural das figuras; – Domínio do conhecimento anatómico – Pela aplicação da perspectiva. – Representou formas arquitectónicas de modo majestoso e em construções perspécticas imponentes. Prof. Carlos Vieira 50
  • 51. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 51 Baptismo de Cristo 1506 Óleo sobre tela 228 x 175 cm Igreja de S. André de Mântua Mântua, Itália.
  • 52. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 52 Calvário 1457-1460 Têmpera sobre Madeira 67 x 93 cm. Museu do Louvre, Paris, França
  • 53. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 53 Cristo no monte das Oliveiras, 1455 Óleo sobre madeira 63 x 80 cm. The National Gallery. Londres. Inglaterra.
  • 54. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 54 Cristo morto, 1464-1500 Têmpera sobre tela, 66 x 81 cm Pinacoteca de Brera. Milão, Itália.
  • 55. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 55 Francesco Gonzaga 1460-1462. Têmpera sobre Madeira 25,5 x 18 cm Museo e Gallerie Nazionali di Capodimonte. Nápoles, Itália.
  • 56. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 56 Virgem das grutas 1488-1490. Têmpera sobre Madeira 29 x 21,5 cm Galeria dos Uffizi Florença, Itália
  • 57. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 57 Ressurreição, pormenor 1457-1460, Têmpera sobre Madeira Museu de Belas Artes, Tours, França
  • 58. Pintura do Renascimento 2ª fase Séc. XVI designada como Alto Renascimento, Perfeito Renascimento ou Classicismo Atingiu-se o auge das pesquisas e inovações, do equilíbrio e da maturidade, assim como uma linguagem sistematizada. Prof. Carlos Vieira 58 Leonardo da Vinci, Miguel Ângelo e Rafael
  • 59. Pintura do Renascimento • Características – harmonia; – graciosidade; – proporções com base na forma humana e pela relação com a ciência; – maior conhecimento e compreensão da anatomia humana com consequências no modo de representar o Homem e em particular o nu; – progressos na pintura a óleo que permitiram o uso mais subtil da cor, da luz e da sombra, assim como as ilusões de óptica; – melhor compreensão da perspectiva, da matemática e da óptica que conduziram a pintura a um maior domínio das relações espaciais e a uma grande aproximação da realidade. Prof. Carlos Vieira 59
  • 60. Pintura do Renascimento • Rafael (1483-1520) – Obras com um desenho com grande carga expressiva, equilíbrio, elegância e serenidade. – Dedicou-se a pinturas de carácter religioso; – As suas Madonnas, com olhos cândidos e leves sorrisos, são obras poéticas, serenas, refinadas e doces. – Foi ainda um excelente retratista. Prof. Carlos Vieira 60 Rafael Sanzio de Urbino
  • 61. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 61 O sono do cavaleiro 1504 Óleo sobre madeira 17 x 17 cm The National Gallery, Londres, Inglaterra.
  • 62. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 62 As três Graças 1503-1504 Óleo sobre madeira 17 x 17 cm Museo Condé Chantilly, França
  • 63. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 63 A pequena Sagrada Família Óleo sobre madeira 39 x 30 cm Museu do Louvre Paris, França.
  • 64. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 64 A coroação da Virgem 1502-1504. Óleo sobre madeira transferido para tela 267 x 163 cm. Pinacoteca Vaticana. Roma, Itália.
  • 65. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 65 O casamento da Virgem 1504 Óleo sobre madeira 174 x 121 cm Pinacoteca de Brera Milão, Itália.
  • 66. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira O casamento da Virgem 1504 Óleo sobre madeira 174 x 121 cm Pinacoteca de Brera Milão, Itália.
  • 67. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 67 S. Jorge e o Dragão 1504 Óleo sobre madeira 31 x 27 cm Museu do Louvre Paris, França.
  • 68. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 68 David and Bathsheba Fresco. Vaticano
  • 69. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 69 Papa Leão X com os Cardeais Giulio de Medici e Luigi de Rossi 1517-1518. Óleo sobre madeira 155,2 x 118,9 cm. Galeria Palatina. Palácio Pitti. Florença, Itália
  • 70. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 70 Retrato de Baltasar Castiglione 1514-1515. Óleo sobre tela 82 x 67 cm Museu do Louvre Paris, França.
  • 71. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 71 A dama coberta 1515 -1516 Óleo sobre tela 82 x 60,5 cm Galeria Palatina, Palácio Pitti Florença, Itália
  • 72. Prof. Carlos Vieira 72 A Escola de Atenas 1509 Fresco 770 cm Estância de la Signatura Palácios Vaticanos Roma, Itália.
  • 73. Pintura do Renascimento • Pintura veneziana – grande notoriedade, principalmente na decoração dos interiores dos palácios, já há muito construídos: • a espectacularidade das festas organizadas pela rica burguesia de Veneza muito contribuíram para uma grande produção artística que valorizava a cor brilhante, que exaltava a riqueza e que contemplava a paisagem em detrimento de outras temáticas. – Os pintores venezianos desempenharam um papel fundamental para o desenvolvimento da pintura maneirista, pelas suas composições complexas, vivacidade cromática e pela exaltação do movimento e da cor. Prof. Carlos Vieira 73
  • 74. Pintura do Renascimento • Giorgione (1477-1510) – Perito no tratamento da paisagem, real e humanizada, tornada assunto principal e explorada através do deslumbramento da cor e da técnica do sfumato; – Nas suas obras as figuras são secundárias e apenas povoam a paisagem, envoltas numa atmosfera misteriosa e até enigmática. Prof. Carlos Vieira 74 Giorgio Barbarelli
  • 75. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 75 Guerreiro e escudeiro Óleo sobre madeira 90 x 73 cm Galeria dos Uffizi Florença, Itália
  • 76. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 76 As três idades do Homem 1567-1569. Óleo sobre madeira 62 x 77 cm. Galeria Palatina. Palácio Pitti. Florença, Itália.
  • 77. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 77 Madona de Castelfranco 1506 Óleo sobre madeira 200 x 152 cm Duomo Castelfranco Veneto Veneza, Itália
  • 78. Prof. Carlos Vieira 78 O justiça de Salomão 1495-1496 Óleo sobre madeira 89 x 72 cm Galeria dos Uffizi Florença, Itália
  • 79. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 79 A Tempestade 1508 Óleo sobre tela 82 x 73 cm Galería de la Academia Florença, Itália
  • 80. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 80 Vénus adormecida 1508-1515, Óleo sobre tela 108,5 x 175 cm Gemäldegalerie de Dresden. Dresden, Alemanha.
  • 81. Pintura do Renascimento • Ticiano (1490-1576) – Retratista. – Foi um dos primeiros pintores a dar mais importância à luz e à cor do que à construção perspéctica. – As suas obras têm principalmente um carácter mitológico, onde ressalta a forma sensual e a luminosidade dos corpos femininos nus, pintados com grande força fisionómica. – Ticiano passou pelo Classicismo e Maneirismo e anunciou o a arte Barroca. Prof. Carlos Vieira 81 Tiziano Vecellio di Gregorio
  • 82. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 82 Isabel de Portugal 1548 Óleo sobre tela 117 x 98 cm Museu do Prado Madrid, Espanha
  • 83. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 83 Retrato de Clarissa Strozzi 1542 Óleo sobre tela 115 x 98 cm. Gemäldegalerie. Berlim, Alemanha
  • 84. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 84 Auto-retrato 1566 Óleo sobre tela 86 x 65 cm Museu do Prado Madrid, Espanha
  • 85. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 85 Imperador Carlos V a caballo em Mühlberg 1548 Óleo sobre tela 332 x 279 cm Museu do Prado Madrid, Espanha
  • 86. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 86 Cardenal Alessandro Farnese 1545-1546 Óleo sobre madeira 99 x 79 cm Museu e Galleria Nacional de Capodimonte Nápoles, Itália.
  • 87. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 87 A Virgem com o menino 1540 Óleo sobre madeira 37,5 x 31 cm Museo Thyssen-Bornemisza. Madrid, Espanha
  • 88. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 88 Maria Madalena 1533-1535 Óleo sobre madeira 84 x 69 cm Palácio Pitti Florença, Itália.
  • 89. Pintura do Renascimento Prof. Carlos Vieira 89 Vénus de Urbino 1538, Óleo sobre tela 119 x 165 cm Galeria dos Uffizi, Florença, Itália
  • 90. Prof. Carlos Vieira 90 Vénus e Cúpido 1550, Óleo sobre tela 195 x 139 cm Galeria dos Uffizi, Florença, Itália