SlideShare uma empresa Scribd logo
A pintura do Quattrocento
A Trindade com a Virgem,
S. João Evangelista e
doadores. Masaccio
A Flagelação de Cristo,
Piero della Francesca
Lamentações sobre
Cristo Morto, Andrea
Mantegna Primavera, Botticelli
 Nova conceção do espaço:
 Perspetiva como criação mental:
 Definição de um conjunto de normas e regras:
 Rutura com Idade Média:
 Principais teóricos:
As alterações da pintura do Quattrocento
 Nova conceção do espaço: representação rigorosa do
espaço (mimesis)
 representação do espaço com as deformações próprias
do olhar e da perspetiva
 Perspetiva como criação mental:
 Definição de um conjunto de normas e regras:
 Rutura com Idade Média:
 Principais teóricos:
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
 Nova conceção do espaço: representação rigorosa do
espaço (mimesis)
 representação do espaço com as deformações próprias
do olhar e da perspetiva
 Perspetiva como criação mental: as linhas formam uma
pirâmide, cujo vértice é o ponto de fuga
 Definição de um conjunto de normas e regras
 Rutura com Idade Média:
 Principais teóricos:
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
 Nova conceção do espaço: representação rigorosa do
espaço (mimesis)
 representação do espaço com as deformações próprias
do olhar e da perspetiva
 Perspetiva como criação mental: as linhas formam uma
pirâmide, cujo vértice é o ponto de fuga
 Definição de um conjunto de normas e regras( o
programa da pintura renascentista
 Conceitos clássicos de proporção, harmonia e
equilíbrio
 Desenho como meio ideal para aplicar a
perspetiva
 Cor como ideal para definição da dimensão
psicológica
 Claro-escuro essencial para dar volume às
personagens (modelado)
 Rutura com Idade Média:
 Principais teóricos:
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
 Nova conceção do espaço: representação rigorosa do
espaço (mimesis)
 representação do espaço com as deformações próprias
do olhar e da perspetiva
 Perspetiva como criação mental: as linhas formam uma
pirâmide, cujo vértice é o ponto de fuga
 Definição de um conjunto de normas e regras( o
programa da pintura renascentista
 Conceitos clássicos de proporção, harmonia e
equilíbrio
 Desenho como meio ideal para aplicar a
perspetiva
 Cor como ideal para definição da dimensão
psicológica
 Claro-escuro essencial para dar volume às
personagens (modelado)
 Rutura com Idade Média: enquadramento do Homem
no espaço (Racionalismo, Humanismo,
Antropocentrismo); novo estatuto do artista (génio
criador)
 Principais teóricos:
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
 Nova conceção do espaço: representação rigorosa do
espaço (mimesis)
 representação do espaço com as deformações próprias
do olhar e da perspetiva
 Perspetiva como criação mental: as linhas formam uma
pirâmide, cujo vértice é o ponto de fuga
 Definição de um conjunto de normas e regras( o
programa da pintura renascentista
 Conceitos clássicos de proporção, harmonia e
equilíbrio
 Desenho como meio ideal para aplicar a
perspetiva
 Cor como ideal para definição da dimensão
psicológica
 Claro-escuro essencial para dar volume às
personagens (modelado)
 Rutura com Idade Média: enquadramento do Homem
no espaço (Racionalismo, Humanismo,
Antropocentrismo); novo estatuto do artista (génio
criador)
 Principais teóricos: Alberti, De Pictura, 1435; Piero
della Francesca, De Prospectiva Pigendi, 1472
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
Masaccio, O Pagamento do Tributo, c. 1427, fresco na Capela Brancacci, Florença
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
Introdução da pintura a óleo,
importada da Flandres
Tempo de secagem mais lento
Execução de modelados (ilusão
de volumetria) e de velaturas
(simulação de transparências)
Divulgação do uso do papel
Estudos projetuais
Aparecimento de telas e de cavaletes
Facilidade na criação, execução e tranporte
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
Temas
A Trindade com a
Virgem, S. João
Evangelista e
doadores. Masaccio
Primavera, Botticelli
Díptico dos Duques de Urbino, Piero della Francesca
Religiosos
Mitologia
clássica
Retratos
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
Naturalismo Perspetiva empírica
Fra Angélico, A Anunciação, c. 1450
Fra Angélico
- Austeridade religiosa nos temas
- Delicadeza nas figuras estilizadas
- Cromatismo intenso
- Perspetiva empírica
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
Naturalismo Perspetiva empírica
Botticelli, Primavera, c. 1482
Botticelli
- Prevalência do desenho
sobre a modelação
- Corpos esguios e graciosos
- Composições harmoniosas
- Temas mitológicos
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
Naturalismo Perspetiva empírica
Masaccio
- Espiritualidade realista
- Perspetiva empírica
- Utilização ddo jogo luz-sombra para obter volumes e massas
Masaccio, O Pagamento do
Tributo, c. 1427, fresco na
Capela Brancacci, Florença
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
Naturalismo Perspetiva empírica
Piero della Francesca
- Escreveu o primeiro tratado sobre
perspetiva na pintura
- Figurascom caráter monumental,
estáticas e solenes
- Ambientes com grande rigor
geométrico
A Flagelação de Cristo, Piero della Francesca
As caracterísicas da pintura do Quattrocento
Naturalismo Perspetiva empírica
Mantegna, Cristo Mortoc. 1480
Mantegna
- Figuras com forte volume escultórico
- Domínio total da anatonia e da aplicação
da perspetiva
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
cattonia
 
01 cultura da catedral
01 cultura da catedral01 cultura da catedral
01 cultura da catedral
Vítor Santos
 
A escultura gótica
A escultura góticaA escultura gótica
A escultura gótica
Ana Barreiros
 
A Cultura do Salão
A Cultura do SalãoA Cultura do Salão
A Cultura do Salão
Tânia Domingos
 
Pintura barroca
Pintura barrocaPintura barroca
Pintura barroca
Hca Faro
 
Cultura da catedral
Cultura da catedralCultura da catedral
Cultura da catedral
Ana Barreiros
 
Módulo 6 caso prático 3 trono de são pedro
Módulo 6   caso prático 3 trono de são pedroMódulo 6   caso prático 3 trono de são pedro
Módulo 6 caso prático 3 trono de são pedro
Carla Freitas
 
Escultura barroca
Escultura barrocaEscultura barroca
Escultura barroca
Ana Barreiros
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
Carla Freitas
 
A Arte Rococó
A Arte RococóA Arte Rococó
A Arte Rococó
Carlos Pinheiro
 
Módulo 8 contextualização histórica
Módulo 8   contextualização históricaMódulo 8   contextualização histórica
Módulo 8 contextualização histórica
Carla Freitas
 
A Cultura do Salão: tempo, espaço e local
A Cultura do Salão: tempo, espaço e localA Cultura do Salão: tempo, espaço e local
A Cultura do Salão: tempo, espaço e local
Hca Faro
 
Módulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto HistóricoMódulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto Histórico
Carla Freitas
 
A cultura da gare
A cultura da gareA cultura da gare
A cultura da gare
Ana Barreiros
 
Cultura da Catedral - Introdução ao Módulo
Cultura da Catedral - Introdução ao MóduloCultura da Catedral - Introdução ao Módulo
Cultura da Catedral - Introdução ao Módulo
Carlos Vieira
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
Ana Barreiros
 
Neoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalNeoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugal
Ana Barreiros
 
A cultura da catedral contexto
A cultura da catedral   contextoA cultura da catedral   contexto
A cultura da catedral contexto
cattonia
 
Módulo 4 - Pintura Gótica
Módulo 4 - Pintura GóticaMódulo 4 - Pintura Gótica
Módulo 4 - Pintura Gótica
Carla Freitas
 
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIXPintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Carlos Pinheiro
 

Mais procurados (20)

Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
 
01 cultura da catedral
01 cultura da catedral01 cultura da catedral
01 cultura da catedral
 
A escultura gótica
A escultura góticaA escultura gótica
A escultura gótica
 
A Cultura do Salão
A Cultura do SalãoA Cultura do Salão
A Cultura do Salão
 
Pintura barroca
Pintura barrocaPintura barroca
Pintura barroca
 
Cultura da catedral
Cultura da catedralCultura da catedral
Cultura da catedral
 
Módulo 6 caso prático 3 trono de são pedro
Módulo 6   caso prático 3 trono de são pedroMódulo 6   caso prático 3 trono de são pedro
Módulo 6 caso prático 3 trono de são pedro
 
Escultura barroca
Escultura barrocaEscultura barroca
Escultura barroca
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
 
A Arte Rococó
A Arte RococóA Arte Rococó
A Arte Rococó
 
Módulo 8 contextualização histórica
Módulo 8   contextualização históricaMódulo 8   contextualização histórica
Módulo 8 contextualização histórica
 
A Cultura do Salão: tempo, espaço e local
A Cultura do Salão: tempo, espaço e localA Cultura do Salão: tempo, espaço e local
A Cultura do Salão: tempo, espaço e local
 
Módulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto HistóricoMódulo 5 - Contexto Histórico
Módulo 5 - Contexto Histórico
 
A cultura da gare
A cultura da gareA cultura da gare
A cultura da gare
 
Cultura da Catedral - Introdução ao Módulo
Cultura da Catedral - Introdução ao MóduloCultura da Catedral - Introdução ao Módulo
Cultura da Catedral - Introdução ao Módulo
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
 
Neoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugalNeoclassicismo em portugal
Neoclassicismo em portugal
 
A cultura da catedral contexto
A cultura da catedral   contextoA cultura da catedral   contexto
A cultura da catedral contexto
 
Módulo 4 - Pintura Gótica
Módulo 4 - Pintura GóticaMódulo 4 - Pintura Gótica
Módulo 4 - Pintura Gótica
 
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIXPintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
Pintura e escultura em Portugal nos finais do século XIX
 

Semelhante a Pintura do quattrocento

Do renascimento ao Barroco
Do renascimento ao BarrocoDo renascimento ao Barroco
Do renascimento ao Barroco
Aline Raposo
 
Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
Maria Gomes
 
Arte renascentista
Arte renascentista Arte renascentista
Arte renascentista
Maria Gomes
 
Renascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e CulturalRenascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e Cultural
Zé Knust
 
A reinvenção das formas.ppsx
A reinvenção das formas.ppsxA reinvenção das formas.ppsx
A reinvenção das formas.ppsx
cattonia
 
A PINTURA RENASCENTISTA.pptx
A PINTURA RENASCENTISTA.pptxA PINTURA RENASCENTISTA.pptx
A PINTURA RENASCENTISTA.pptx
TeresaLopes78
 
Renascimento intelectual
Renascimento intelectualRenascimento intelectual
Renascimento intelectual
Ócio do Ofício
 
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Rafaelaguimaraes
 
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Camila Mirka
 
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aulaarte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
keilalima67
 
3 renascimento e arte grega
3 renascimento e arte grega3 renascimento e arte grega
3 renascimento e arte grega
Clarice Dall Acqua
 
A Arte renascentista
A Arte renascentista A Arte renascentista
A Arte renascentista
Miryan Carneiro
 
arte
artearte
A arte renascentista power-point de história. iva leão.
A arte renascentista   power-point de história. iva leão.A arte renascentista   power-point de história. iva leão.
A arte renascentista power-point de história. iva leão.
Iva Leão
 
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºBEscola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Priscila Barbosa
 
1182
11821182
1182
Pelo Siro
 
Trabalho de hostoria
Trabalho de hostoriaTrabalho de hostoria
Trabalho de hostoria
guest2153a9c
 
Renascimento e o barroco
 Renascimento e o barroco Renascimento e o barroco
Renascimento e o barroco
Ingrid Papasidio
 
B Arroco E Maneirismo
B Arroco E ManeirismoB Arroco E Maneirismo
B Arroco E Maneirismo
Isidro Santos
 
A arte do renascimento_8ºano (arquitetura, escultura e pintura)
A arte do renascimento_8ºano (arquitetura, escultura e pintura)A arte do renascimento_8ºano (arquitetura, escultura e pintura)
A arte do renascimento_8ºano (arquitetura, escultura e pintura)
Carla Valente
 

Semelhante a Pintura do quattrocento (20)

Do renascimento ao Barroco
Do renascimento ao BarrocoDo renascimento ao Barroco
Do renascimento ao Barroco
 
Arte Renascentista
Arte RenascentistaArte Renascentista
Arte Renascentista
 
Arte renascentista
Arte renascentista Arte renascentista
Arte renascentista
 
Renascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e CulturalRenascimento Artístico e Cultural
Renascimento Artístico e Cultural
 
A reinvenção das formas.ppsx
A reinvenção das formas.ppsxA reinvenção das formas.ppsx
A reinvenção das formas.ppsx
 
A PINTURA RENASCENTISTA.pptx
A PINTURA RENASCENTISTA.pptxA PINTURA RENASCENTISTA.pptx
A PINTURA RENASCENTISTA.pptx
 
Renascimento intelectual
Renascimento intelectualRenascimento intelectual
Renascimento intelectual
 
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
 
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
Arterenascentista2 110226062956-phpapp01
 
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aulaarte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
arte renascentista.pdf slide para usar em sala de aula
 
3 renascimento e arte grega
3 renascimento e arte grega3 renascimento e arte grega
3 renascimento e arte grega
 
A Arte renascentista
A Arte renascentista A Arte renascentista
A Arte renascentista
 
arte
artearte
arte
 
A arte renascentista power-point de história. iva leão.
A arte renascentista   power-point de história. iva leão.A arte renascentista   power-point de história. iva leão.
A arte renascentista power-point de história. iva leão.
 
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºBEscola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila Arte 7 ano A e B 1ºB
 
1182
11821182
1182
 
Trabalho de hostoria
Trabalho de hostoriaTrabalho de hostoria
Trabalho de hostoria
 
Renascimento e o barroco
 Renascimento e o barroco Renascimento e o barroco
Renascimento e o barroco
 
B Arroco E Maneirismo
B Arroco E ManeirismoB Arroco E Maneirismo
B Arroco E Maneirismo
 
A arte do renascimento_8ºano (arquitetura, escultura e pintura)
A arte do renascimento_8ºano (arquitetura, escultura e pintura)A arte do renascimento_8ºano (arquitetura, escultura e pintura)
A arte do renascimento_8ºano (arquitetura, escultura e pintura)
 

Mais de Ana Barreiros

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
Ana Barreiros
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação
Ana Barreiros
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade
Ana Barreiros
 
Casa Sommer
Casa SommerCasa Sommer
Casa Sommer
Ana Barreiros
 
Bairro dos museus
Bairro dos museusBairro dos museus
Bairro dos museus
Ana Barreiros
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura Barroca
Ana Barreiros
 
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinemaCorrecao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Ana Barreiros
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte gotica
Ana Barreiros
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
Ana Barreiros
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ana Barreiros
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"
Ana Barreiros
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
Ana Barreiros
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ana Barreiros
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ana Barreiros
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ana Barreiros
 
As artes na atualidade
As artes na atualidadeAs artes na atualidade
As artes na atualidade
Ana Barreiros
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
Ana Barreiros
 

Mais de Ana Barreiros (20)

Pintura barroca na Europa
Pintura barroca na EuropaPintura barroca na Europa
Pintura barroca na Europa
 
Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação Rubrica de avaliação
Rubrica de avaliação
 
Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade Lista de verificação e-atividade
Lista de verificação e-atividade
 
Casa Sommer
Casa SommerCasa Sommer
Casa Sommer
 
Bairro dos museus
Bairro dos museusBairro dos museus
Bairro dos museus
 
Imagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura BarrocaImagens de Arquitetura Barroca
Imagens de Arquitetura Barroca
 
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinemaCorrecao 2ª ficha formativa cultura do cinema
Correcao 2ª ficha formativa cultura do cinema
 
O aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte goticaO aparecimento da arte gotica
O aparecimento da arte gotica
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
 
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºGA modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
A modernização de Portugal na 2ª metade séc. XIX - trabalho de Beatriz, 6ºG
 
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
Ficha formativa "A Cultura do Cinema 1"
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 2"
 
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
Ficha formativa "A Cultura da Gare 1"
 
Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"Ficha "A Cultura do Palco"
Ficha "A Cultura do Palco"
 
Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"Ficha "A Cultura do Salão"
Ficha "A Cultura do Salão"
 
Ficha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoesFicha formativa grandes_civilizacoes
Ficha formativa grandes_civilizacoes
 
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcaoFicha formativa 1820 e o liberalismo correcao
Ficha formativa 1820 e o liberalismo correcao
 
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º anoFicha formativa 1 HGP 6º ano
Ficha formativa 1 HGP 6º ano
 
As artes na atualidade
As artes na atualidadeAs artes na atualidade
As artes na atualidade
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
 

Último

AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 

Último (20)

AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 

Pintura do quattrocento

  • 1. A pintura do Quattrocento
  • 2.
  • 3. A Trindade com a Virgem, S. João Evangelista e doadores. Masaccio A Flagelação de Cristo, Piero della Francesca Lamentações sobre Cristo Morto, Andrea Mantegna Primavera, Botticelli
  • 4.
  • 5.  Nova conceção do espaço:  Perspetiva como criação mental:  Definição de um conjunto de normas e regras:  Rutura com Idade Média:  Principais teóricos: As alterações da pintura do Quattrocento
  • 6.  Nova conceção do espaço: representação rigorosa do espaço (mimesis)  representação do espaço com as deformações próprias do olhar e da perspetiva  Perspetiva como criação mental:  Definição de um conjunto de normas e regras:  Rutura com Idade Média:  Principais teóricos: As caracterísicas da pintura do Quattrocento
  • 7.  Nova conceção do espaço: representação rigorosa do espaço (mimesis)  representação do espaço com as deformações próprias do olhar e da perspetiva  Perspetiva como criação mental: as linhas formam uma pirâmide, cujo vértice é o ponto de fuga  Definição de um conjunto de normas e regras  Rutura com Idade Média:  Principais teóricos: As caracterísicas da pintura do Quattrocento
  • 8.  Nova conceção do espaço: representação rigorosa do espaço (mimesis)  representação do espaço com as deformações próprias do olhar e da perspetiva  Perspetiva como criação mental: as linhas formam uma pirâmide, cujo vértice é o ponto de fuga  Definição de um conjunto de normas e regras( o programa da pintura renascentista  Conceitos clássicos de proporção, harmonia e equilíbrio  Desenho como meio ideal para aplicar a perspetiva  Cor como ideal para definição da dimensão psicológica  Claro-escuro essencial para dar volume às personagens (modelado)  Rutura com Idade Média:  Principais teóricos: As caracterísicas da pintura do Quattrocento
  • 9.  Nova conceção do espaço: representação rigorosa do espaço (mimesis)  representação do espaço com as deformações próprias do olhar e da perspetiva  Perspetiva como criação mental: as linhas formam uma pirâmide, cujo vértice é o ponto de fuga  Definição de um conjunto de normas e regras( o programa da pintura renascentista  Conceitos clássicos de proporção, harmonia e equilíbrio  Desenho como meio ideal para aplicar a perspetiva  Cor como ideal para definição da dimensão psicológica  Claro-escuro essencial para dar volume às personagens (modelado)  Rutura com Idade Média: enquadramento do Homem no espaço (Racionalismo, Humanismo, Antropocentrismo); novo estatuto do artista (génio criador)  Principais teóricos: As caracterísicas da pintura do Quattrocento
  • 10.  Nova conceção do espaço: representação rigorosa do espaço (mimesis)  representação do espaço com as deformações próprias do olhar e da perspetiva  Perspetiva como criação mental: as linhas formam uma pirâmide, cujo vértice é o ponto de fuga  Definição de um conjunto de normas e regras( o programa da pintura renascentista  Conceitos clássicos de proporção, harmonia e equilíbrio  Desenho como meio ideal para aplicar a perspetiva  Cor como ideal para definição da dimensão psicológica  Claro-escuro essencial para dar volume às personagens (modelado)  Rutura com Idade Média: enquadramento do Homem no espaço (Racionalismo, Humanismo, Antropocentrismo); novo estatuto do artista (génio criador)  Principais teóricos: Alberti, De Pictura, 1435; Piero della Francesca, De Prospectiva Pigendi, 1472 As caracterísicas da pintura do Quattrocento
  • 11. As caracterísicas da pintura do Quattrocento Masaccio, O Pagamento do Tributo, c. 1427, fresco na Capela Brancacci, Florença
  • 12. As caracterísicas da pintura do Quattrocento Introdução da pintura a óleo, importada da Flandres Tempo de secagem mais lento Execução de modelados (ilusão de volumetria) e de velaturas (simulação de transparências) Divulgação do uso do papel Estudos projetuais Aparecimento de telas e de cavaletes Facilidade na criação, execução e tranporte
  • 13. As caracterísicas da pintura do Quattrocento Temas A Trindade com a Virgem, S. João Evangelista e doadores. Masaccio Primavera, Botticelli Díptico dos Duques de Urbino, Piero della Francesca Religiosos Mitologia clássica Retratos
  • 14. As caracterísicas da pintura do Quattrocento Naturalismo Perspetiva empírica Fra Angélico, A Anunciação, c. 1450 Fra Angélico - Austeridade religiosa nos temas - Delicadeza nas figuras estilizadas - Cromatismo intenso - Perspetiva empírica
  • 15. As caracterísicas da pintura do Quattrocento Naturalismo Perspetiva empírica Botticelli, Primavera, c. 1482 Botticelli - Prevalência do desenho sobre a modelação - Corpos esguios e graciosos - Composições harmoniosas - Temas mitológicos
  • 16. As caracterísicas da pintura do Quattrocento Naturalismo Perspetiva empírica Masaccio - Espiritualidade realista - Perspetiva empírica - Utilização ddo jogo luz-sombra para obter volumes e massas Masaccio, O Pagamento do Tributo, c. 1427, fresco na Capela Brancacci, Florença
  • 17. As caracterísicas da pintura do Quattrocento Naturalismo Perspetiva empírica Piero della Francesca - Escreveu o primeiro tratado sobre perspetiva na pintura - Figurascom caráter monumental, estáticas e solenes - Ambientes com grande rigor geométrico A Flagelação de Cristo, Piero della Francesca
  • 18. As caracterísicas da pintura do Quattrocento Naturalismo Perspetiva empírica Mantegna, Cristo Mortoc. 1480 Mantegna - Figuras com forte volume escultórico - Domínio total da anatonia e da aplicação da perspetiva
  • 19. FIM