SlideShare uma empresa Scribd logo
LETRAS
REDAÇÃO
AULA DE HOJE:

ÃO:
LUS
EM
NC
CO
NDO
MU
RO
LVA
SA
AFO
MO
GR
O
C
RÁ
PA
UM
TEMAS ABORDADOS:

ü  ELABORAÇÃO DA POPOSTA
ü  INTERVENÇÃO PARA O PROBLEMA
PROFESSOR

NORIVAL LEME
NORIVAL	
  LEME	
  JUNIOR	
  É	
  FORMADO	
  EM	
  LETRAS	
  PELA	
  
USP.	
  LECIONA	
  LÍNGUA	
  PORTUGUESA,	
  LITERATURA	
  E	
  
REDAÇÃO.	
  POETA	
  E	
  BLOGUEIRO,	
  É	
  AUTOR	
  DO	
  LIVRO	
  
POEMAS	
  INCOMPLETOS	
  E	
  OUTROS	
  TEXTOS.	
  	
  
SEMPRE	
  QUE	
  PODE	
  FOGE	
  PARA	
  O	
  SAMBA	
  PARA	
  
RECARREGAR	
  AS	
  BATERIAS.	
  
ro.pos.ta)
(p
sf. 1.  Ação ou resultado de propor
2. Aquilo que se propõe, que se oferece; PROPOSIÇÃO; MOÇÃO; OFERTA
ro.pos.ta)
(p
sf.
Projeto, plano que se submete à apreciação de outrem [+ de, para, sobre:
Discutiu-se a proposta de negociação: Fez uma proposta para o chefe:
Sua proposta sobre a reforma era a mais viável.]
so.lu.ção)
(
sf. Aquilo que encerra um assunto; CONCLUSÃO; DESENLACE; DESFECHO: Chegara,
afinal, à solução do conflito [ antôn.: Antôn.: começo, início. ]

[Pl.: -ções]
[F.: Do lat. solutio,onis. Ideia de 'solução', usar suf. - sol]
MAIS

Visando aproveitar tais benefícios, o ARREDAÇÃO
DO INSS
governo poderia começar a
implantar, nas regiões por onde
chegam os imigrantes, mais órgãos e
agências que oferecessem serviços
de regularização do visto e da carteira
de trabalho, posto que ainda há
muita deficiência de controle nesse
setor. 

Além disso, nos destinos finais
desses imigrantes poderiam ser
oferecidos cursos de português e
cursos qualificantes voltados para
os mesmos. Isso facilitaria muito a
inserção dessas pessoas no
mercado de trabalho formal e
poderia inclusive suprir a alta
demanda por mão-de-obra em
setores como o da construção civil,
por exemplo.
Nesse sentido, é preciso que atitudes
mais energéticas sejam tomadas a fim
de que o país não deixe escapar essa
oportunidade: a de transformar o
problema da imigração crescente em
uma solução para outros. A questão
merece mais atenção do governo,
portanto, pois não deve ser a toa que
o Brasil , além de ser conhecido pela
hospitalidade, também o é pelo modo
criativo de resolver problemas. 

Prestemos mais atenção aos
olhares que nos cercam; deles
podem vir novas oportunidades.

REDAÇÃO DE: CAROLINE LOPES DOS SANTOS
Santa Maria/RS – P.32 – GUIA 2013
CONCLUSÃO

O Brasil é destino cobiçado na mente
de empresários, trabalhadores e
turistas hoje. Para aproveitar esse
momento, o governo deve inserir
esses imigrantes no mercado de
trabalho, aproveitar sua qualificação e
incentivar o intercâmbio cultural .
Dessa forma, a herança das
imigrações será bem utilizada. 

Redação de PEDRO IGOR DA SILVA FARIAS
Teresina/PI – p. 34 – Guia 2013
EXCESSO
Diante disso, é necessária a 
aplicação de medidas visando a um
maior controle da internet. A
implantação, na grade escolar
brasileira , do estudo dessas novas
tecnologias de informação, incluindo
as redes sociais, e a , consequente ,
formação crítica dos brasileiros, seria
um bom começo.

DE EXPOSIÇÃO,
FALTA DE
PRIVACIDADE

Só assim, poderemos negar as
previsões feitas por George Orwell
e ter um futuro livre do controle e
da alienação.

REDAÇÃO DE: ISABELA CARVALHO LEME VIEIRA DA CRUZ
RIO DE JANEIRO (RJ). P. 32 – GUIA 2012
INTRODUÇÃO
Têm sido alvo de muitas polêmicas no
Brasil, o assunto sobre a redução, ou não
da maioridade penal. O seu objetivo
principal é a diminuição dos índices de
criminalidade, muita das vezes cometida
pelos menores infratores. Contudo, será
mesmo que é essa a melhor saída?! Não
teriam outras soluções para essa
problemática?

DESENVOLVIMENTO
Uma parcela significativa da população
apoia a redução da maioridade, que
passaria de dezoito anos para dezesseis.
Eles firmam-se nessa opinião, crendo que
os jovens não têm devida punição e que o
Estatuto da Criança e do Adolescente
(ECA) “passa muito a mão na cabeça
deles.”
DESENVOLVIMENTO
Entretanto, aprisionar mais quantidades de
jovens sem sequer um regimento interno
dos presídios adequado, é tentar resolver
um problema sem que realmente essa seja
a solução; com isso haveria superlotação
do sistema penitenciário, que geraria fuga
dos detentos, etc. É como pessoas que
possuem gastrite tomarem leite na tentativa
de amenizar a sua dor e passando-se um
tempo essa dor volta com mais
intensidade.

Cabe mencionar ainda que esses
menores, não dispuseram de educação de
qualidade, muitos deles não tiveram a
figura paterna ao seu lado para aconselhálos, e cresceram indignados com a sua
situação. Eles viram no mundo do crime
uma “luz no fim do túnel”. O fato de eles
terem vivenciado tais situações não impede
que eles sejam “punidos”, pelo contrário,
mas que isso ocorra de uma forma
didática.
CONCLUSÃO
A solução para a não redução da maioridade penal seria a base de tudo, ou seja, a educação.
Medidas preventivas, como maiores investimentos na educação, aulas mais interessantes, que
incentivem o raciocínio do aluno, que farão com que esses adolescentes não tenham como única
opção na vida, o crime. 

E as corretivas que seriam a socialização dessas pessoas, através da cultura, dos esportes,
cursos profissionalizantes, ou seja, atividades interessantes que ocupem o tempo desses
menores com coisas produtivas, e que os incentivem a continuarem estudando e se preparando
para o mercado de trabalho.
NTÁRIO GERAL
COME
ü  O tema de fato é polêmico, mas começar destacando a polêmica cai no clichê. Não raro, a polêmica já passou e ainda estamos
falando como se ela estivesse aí.
ü  Citar o ECA como exemplo de legislação que “passa a mão na cabeça”, ficaria melhor se houvesse um exemplo.
ü  O redator demonstra conhecimento dos recursos discursivos do gênero dissertativo- argumentativo ao utilizar “Cabe dizer ainda”,
“Entretanto”., “ou seja” entre outros
ü  Os trechos destacados merecem revisão: Em vermelho, a expressão deve ser substituída por equivalente. Já as partes em marrom,
podem reformuladas sem maiores prejuízos.
ü  A solução passa inevitavelmente pela educação, mas é preciso ser simples e tentar não ficar apenas no óbvio.
A generalização sobre o crime como única opção é limitada.
TÍTULO: Saúde Pública: a fronteira entre o discurso e a ação.

INTRODUÇÃO
Em nosso dia a dia ouvimos, lemos e
assistimos nos mais variados meios de
comunicação sobre as mazelas do serviço
público de saúde oferecido pelo governo
brasileiro à sua população. Determinada
como direito a todos e dever do Estado pela
Constituição de 1988, muitas vezes não é
disponibilizada com a qualidade necessária.
Um grave problema que tem provocado
indignação por parte da população e a
esperança de uma solução urgente vinda
dos nossos governantes. 

DESENVOLVIMENTO
A prestação do serviço público de saúde obteve
avanço considerável nas ultimas décadas,
principalmente após a criação do SUS ( Sistema
Único de Saúde ). Mas as conquistas obtidas pelo
setor muitas vezes são esquecidas em vista a
precariedade de alguns serviços oferecido pelo
sistema, especialmente no que diz respeito a
infraestrutura de hospitais e postos de saúde, nas
condições dos profissionais da área exercerem
suas funções e nos longos períodos de espera
em alguns setores de atendimento ( deficiências
estas, escancaradas pelos veículos de mídia ).
DESENVOLVIMENTO
Vale ainda ressaltar e relacionar o descaso na
prestação do serviço de saúde com a sua
grande importância na economia ( setor
farmacêutico e cirúrgico, principalmente ) do
país e nos jogos de interesses políticos e
individuas de uma minoria detentora do poder.
Também, consideravelmente a ‘’transposição’’
de atendimentos que deveriam ser de
disponibilização estatal para o setor privado
gera lucros extraordinários a empresários do
ramo, provocando uma privatização
maquiada do SUS.

RESSALVA / REFUTAÇÃO / CONTRA ARGUMENTAÇÃO

Contudo, a saúde pública oferecida pelo
governo não se apresenta apenas dos
pontos negativos. Programas de
prevenção, como os das DST’s, dengue, a
oferta de fármacos de forma gratuita a
população carente tem reduzido casos
de epidemias e mortes e elevado a
expectativa de vida do brasileiro,
atingindo grande parcela populacional.
CONCLUSÃO
Porém, algumas soluções para os problemas do setor precisam de providencias. O descaso
claramente ofende os direitos do cidadão definidos pela Constituição. Decisões devem ser
tomadas com urgência, como obras de infraestrutura e planos de carreiras aos profissionais da
área, mais programas preventivos oferecidos pelo governo, maior acessibilidade para a
população de regiões de difícil acesso e até ações voluntárias da população. As fronteiras entre o
que se promete e o que se faz precisam ser destruídas
NTÁRIO GERAL
COME
ü  Bom texto. Demonstra desde o início conhecimento do tema e trouxe conhecimentos de outra área, embora pudesse ter traçado
comparações com outros serviços públicos e privados – da saúde e de outras áreas. Pouco termos para reformular e o erros ficaram
pelo esquecimento de alguns acentos e pontuação: nada grave.
ü  A contra argumentação/ refutação foi muito bem explorada e o candidato utilizou muito bem a conjunção adversativa.
ü  A proposta de solução poderia ficar um pouco mais sucinta, mas o assunto chama mesmo ideias. A primeira oração começando com
porém, não é proibido, mas bom evitar, já que estamos encerrando o texto.
HORA DE
PRATICAR!
OBRIGADA

POR PARTICIPAR!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
Luciene Gomes
 
Monografia Lingua Inglesa
Monografia Lingua InglesaMonografia Lingua Inglesa
Monografia Lingua Inglesa
Alessandro Emiliano de Araujo
 
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
Cynthia Funchal
 
7 ano caderno do aluno - volume 1 - 7 ano ef
7 ano   caderno do aluno - volume 1 - 7 ano ef7 ano   caderno do aluno - volume 1 - 7 ano ef
7 ano caderno do aluno - volume 1 - 7 ano ef
Alex Santos
 
18 formas para_voce_comecar_um_texto
18 formas para_voce_comecar_um_texto18 formas para_voce_comecar_um_texto
18 formas para_voce_comecar_um_texto
Maria das Dores Justo
 
Falácia, argumentação e contra argumentação na mídia brasileira
Falácia, argumentação e contra argumentação na mídia brasileiraFalácia, argumentação e contra argumentação na mídia brasileira
Falácia, argumentação e contra argumentação na mídia brasileira
ma.no.el.ne.ves
 
Aula de Revisão para a redação do Enem
Aula de Revisão para a redação do EnemAula de Revisão para a redação do Enem
Aula de Revisão para a redação do Enem
João Mendonça
 
Tecn assuntos educacionais
Tecn assuntos educacionaisTecn assuntos educacionais
Tecn assuntos educacionais
Carmen Machado
 
Aulão para o Enem 2017
 Aulão para o Enem 2017 Aulão para o Enem 2017
Aulão para o Enem 2017
CrisBiagio
 
Caderno ns-tecnicoem assuntoseducacionais
Caderno ns-tecnicoem assuntoseducacionaisCaderno ns-tecnicoem assuntoseducacionais
Caderno ns-tecnicoem assuntoseducacionais
IE Gamp
 
Portal Prof. Jorge - Redação: Introdução
Portal Prof. Jorge - Redação: IntroduçãoPortal Prof. Jorge - Redação: Introdução
Portal Prof. Jorge - Redação: Introdução
Jonathan Azevedo
 
Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slides
nayalves
 
Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
1º simulado ENEM - Matematica e Linguagens
1º simulado ENEM - Matematica e Linguagens1º simulado ENEM - Matematica e Linguagens
1º simulado ENEM - Matematica e Linguagens
emanuel
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
Cynthia Funchal
 
Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.
Thiago Bro
 
Redação para o Enem
Redação para o Enem Redação para o Enem
Redação para o Enem
jovemsenador
 
18 formas de começar um texto
18 formas de começar um texto18 formas de começar um texto
18 formas de começar um texto
Fabio Dos Santos
 
Prova de Língua Portuguesa da Ufop 2006 2 resolvida e comentada
Prova de Língua Portuguesa da Ufop 2006 2 resolvida e comentadaProva de Língua Portuguesa da Ufop 2006 2 resolvida e comentada
Prova de Língua Portuguesa da Ufop 2006 2 resolvida e comentada
ma.no.el.ne.ves
 
3° simulado ENEM - matematica e linguagens
3° simulado ENEM -  matematica e linguagens3° simulado ENEM -  matematica e linguagens
3° simulado ENEM - matematica e linguagens
emanuel
 

Mais procurados (20)

redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
 
Monografia Lingua Inglesa
Monografia Lingua InglesaMonografia Lingua Inglesa
Monografia Lingua Inglesa
 
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
 
7 ano caderno do aluno - volume 1 - 7 ano ef
7 ano   caderno do aluno - volume 1 - 7 ano ef7 ano   caderno do aluno - volume 1 - 7 ano ef
7 ano caderno do aluno - volume 1 - 7 ano ef
 
18 formas para_voce_comecar_um_texto
18 formas para_voce_comecar_um_texto18 formas para_voce_comecar_um_texto
18 formas para_voce_comecar_um_texto
 
Falácia, argumentação e contra argumentação na mídia brasileira
Falácia, argumentação e contra argumentação na mídia brasileiraFalácia, argumentação e contra argumentação na mídia brasileira
Falácia, argumentação e contra argumentação na mídia brasileira
 
Aula de Revisão para a redação do Enem
Aula de Revisão para a redação do EnemAula de Revisão para a redação do Enem
Aula de Revisão para a redação do Enem
 
Tecn assuntos educacionais
Tecn assuntos educacionaisTecn assuntos educacionais
Tecn assuntos educacionais
 
Aulão para o Enem 2017
 Aulão para o Enem 2017 Aulão para o Enem 2017
Aulão para o Enem 2017
 
Caderno ns-tecnicoem assuntoseducacionais
Caderno ns-tecnicoem assuntoseducacionaisCaderno ns-tecnicoem assuntoseducacionais
Caderno ns-tecnicoem assuntoseducacionais
 
Portal Prof. Jorge - Redação: Introdução
Portal Prof. Jorge - Redação: IntroduçãoPortal Prof. Jorge - Redação: Introdução
Portal Prof. Jorge - Redação: Introdução
 
Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slides
 
Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3
 
1º simulado ENEM - Matematica e Linguagens
1º simulado ENEM - Matematica e Linguagens1º simulado ENEM - Matematica e Linguagens
1º simulado ENEM - Matematica e Linguagens
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.
 
Redação para o Enem
Redação para o Enem Redação para o Enem
Redação para o Enem
 
18 formas de começar um texto
18 formas de começar um texto18 formas de começar um texto
18 formas de começar um texto
 
Prova de Língua Portuguesa da Ufop 2006 2 resolvida e comentada
Prova de Língua Portuguesa da Ufop 2006 2 resolvida e comentadaProva de Língua Portuguesa da Ufop 2006 2 resolvida e comentada
Prova de Língua Portuguesa da Ufop 2006 2 resolvida e comentada
 
3° simulado ENEM - matematica e linguagens
3° simulado ENEM -  matematica e linguagens3° simulado ENEM -  matematica e linguagens
3° simulado ENEM - matematica e linguagens
 

Destaque

Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Mande Bem no ENEM
 
Unidade 1 - Positivo
Unidade 1 - PositivoUnidade 1 - Positivo
Unidade 1 - Positivo
Faell Vasconcelos
 
Aula de Redação nº 11
Aula de Redação nº 11Aula de Redação nº 11
Aula de Redação nº 11
João Mendonça
 
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre ArgumentaçãoSlides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Turma Olímpica
 
Aula 5 CITAÇÃO: evitando o plágio
Aula 5   CITAÇÃO: evitando o plágioAula 5   CITAÇÃO: evitando o plágio
Aula 5 CITAÇÃO: evitando o plágio
Filipe Reis
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
Cleber Reis
 
Feira de ciencias slides
Feira de ciencias   slidesFeira de ciencias   slides
Feira de ciencias slides
felixcunha
 
Projeto feira de ciências
Projeto feira de ciênciasProjeto feira de ciências
Projeto feira de ciências
Ailton Gordiano
 
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° anoAtividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Luciano Mendes
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redação
Sinara Lustosa
 
Plano de ensino religião
Plano de ensino  religiãoPlano de ensino  religião
Plano de ensino religião
simonclark
 
Aula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
Aula de Ensino Religioso - Resgatando ValoresAula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
Aula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
hartmanneli
 
Apostila Para as 40 aulas de Educação Religiosa
Apostila Para as 40 aulas de Educação ReligiosaApostila Para as 40 aulas de Educação Religiosa
Apostila Para as 40 aulas de Educação Religiosa
elias pereira
 

Destaque (15)

Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
 
Unidade 1 - Positivo
Unidade 1 - PositivoUnidade 1 - Positivo
Unidade 1 - Positivo
 
Aula de Redação nº 11
Aula de Redação nº 11Aula de Redação nº 11
Aula de Redação nº 11
 
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre ArgumentaçãoSlides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
 
Aula 5 CITAÇÃO: evitando o plágio
Aula 5   CITAÇÃO: evitando o plágioAula 5   CITAÇÃO: evitando o plágio
Aula 5 CITAÇÃO: evitando o plágio
 
Coesão
CoesãoCoesão
Coesão
 
Feira de ciencias slides
Feira de ciencias   slidesFeira de ciencias   slides
Feira de ciencias slides
 
Projeto feira de ciências
Projeto feira de ciênciasProjeto feira de ciências
Projeto feira de ciências
 
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° anoAtividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redação
 
Plano de ensino religião
Plano de ensino  religiãoPlano de ensino  religião
Plano de ensino religião
 
Aula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
Aula de Ensino Religioso - Resgatando ValoresAula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
Aula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
 
Apostila Para as 40 aulas de Educação Religiosa
Apostila Para as 40 aulas de Educação ReligiosaApostila Para as 40 aulas de Educação Religiosa
Apostila Para as 40 aulas de Educação Religiosa
 

Semelhante a Conclusão: como salvar o mundo em um parágrafo

10 Desafios para a Gestão Pública no Espírito Santo
10 Desafios para a Gestão Pública no Espírito Santo10 Desafios para a Gestão Pública no Espírito Santo
10 Desafios para a Gestão Pública no Espírito Santo
Carlos Tourinho
 
Temas de Atualidades PARA ENEM 2013
Temas de Atualidades PARA ENEM 2013Temas de Atualidades PARA ENEM 2013
Temas de Atualidades PARA ENEM 2013
Colégio Planeta Educacional
 
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Ranieri Muricy Barreto
 
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Ranieri Muricy Barreto
 
Jornal Com Social edição de Agosto 2013 n. 01
Jornal Com Social edição de Agosto 2013 n. 01Jornal Com Social edição de Agosto 2013 n. 01
Jornal Com Social edição de Agosto 2013 n. 01
Lauro Andrade Oliveira
 
Jornal Com Social AGOSTO 2013
Jornal Com Social AGOSTO 2013Jornal Com Social AGOSTO 2013
Jornal Com Social AGOSTO 2013
Carlos Amaro
 
A Era do Governo Cidadão
A Era do Governo CidadãoA Era do Governo Cidadão
A Era do Governo Cidadão
Colaborativismo
 
A juventude e o futuro
A juventude e o futuroA juventude e o futuro
A juventude e o futuro
Paulo Mesquita
 
Revisão e dicas para a Redação/Enem
Revisão e dicas para a Redação/EnemRevisão e dicas para a Redação/Enem
Revisão e dicas para a Redação/Enem
João Mendonça
 
Mercadante Governador 2006
Mercadante Governador 2006Mercadante Governador 2006
Mercadante Governador 2006
Guilherme Moreira
 
04973 Pb
04973 Pb04973 Pb
04973 Pb
gueste885d6a
 
Direitos básicos do consumidor e Educação Financeira
Direitos básicos do consumidor e Educação FinanceiraDireitos básicos do consumidor e Educação Financeira
Direitos básicos do consumidor e Educação Financeira
Lélio Braga Calhau
 
04973 Cor
04973 Cor04973 Cor
04973 Cor
gueste885d6a
 
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São PauloDesenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
guestc76adb0
 
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São PauloDesenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
Aloizio Mercadante
 
Redução da maioridade penal
Redução da maioridade penalRedução da maioridade penal
Redução da maioridade penal
Merencio Silva
 
A sociedade ocupa a tv
A sociedade ocupa a tvA sociedade ocupa a tv
A sociedade ocupa a tv
Matheus Sampaio
 
4. Análise de Textos.pdf competência 3 redação enem
4. Análise de Textos.pdf competência 3 redação enem4. Análise de Textos.pdf competência 3 redação enem
4. Análise de Textos.pdf competência 3 redação enem
rayemanuel2005
 
Revista d mais_midia_kit2016
Revista d mais_midia_kit2016Revista d mais_midia_kit2016
Revista d mais_midia_kit2016
manoelcca
 
Enem redaçao 2013
Enem redaçao 2013Enem redaçao 2013
Enem redaçao 2013
MARCIA REGINA SILVA DE ARAUJO
 

Semelhante a Conclusão: como salvar o mundo em um parágrafo (20)

10 Desafios para a Gestão Pública no Espírito Santo
10 Desafios para a Gestão Pública no Espírito Santo10 Desafios para a Gestão Pública no Espírito Santo
10 Desafios para a Gestão Pública no Espírito Santo
 
Temas de Atualidades PARA ENEM 2013
Temas de Atualidades PARA ENEM 2013Temas de Atualidades PARA ENEM 2013
Temas de Atualidades PARA ENEM 2013
 
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
 
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
Viveret 5 f2d4470 0907-fcf7-2cc013ce09924e7420052009025910
 
Jornal Com Social edição de Agosto 2013 n. 01
Jornal Com Social edição de Agosto 2013 n. 01Jornal Com Social edição de Agosto 2013 n. 01
Jornal Com Social edição de Agosto 2013 n. 01
 
Jornal Com Social AGOSTO 2013
Jornal Com Social AGOSTO 2013Jornal Com Social AGOSTO 2013
Jornal Com Social AGOSTO 2013
 
A Era do Governo Cidadão
A Era do Governo CidadãoA Era do Governo Cidadão
A Era do Governo Cidadão
 
A juventude e o futuro
A juventude e o futuroA juventude e o futuro
A juventude e o futuro
 
Revisão e dicas para a Redação/Enem
Revisão e dicas para a Redação/EnemRevisão e dicas para a Redação/Enem
Revisão e dicas para a Redação/Enem
 
Mercadante Governador 2006
Mercadante Governador 2006Mercadante Governador 2006
Mercadante Governador 2006
 
04973 Pb
04973 Pb04973 Pb
04973 Pb
 
Direitos básicos do consumidor e Educação Financeira
Direitos básicos do consumidor e Educação FinanceiraDireitos básicos do consumidor e Educação Financeira
Direitos básicos do consumidor e Educação Financeira
 
04973 Cor
04973 Cor04973 Cor
04973 Cor
 
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São PauloDesenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
 
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São PauloDesenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
Desenvolvimento Sustentado e Justiça Social: Um Novo Projeto para São Paulo
 
Redução da maioridade penal
Redução da maioridade penalRedução da maioridade penal
Redução da maioridade penal
 
A sociedade ocupa a tv
A sociedade ocupa a tvA sociedade ocupa a tv
A sociedade ocupa a tv
 
4. Análise de Textos.pdf competência 3 redação enem
4. Análise de Textos.pdf competência 3 redação enem4. Análise de Textos.pdf competência 3 redação enem
4. Análise de Textos.pdf competência 3 redação enem
 
Revista d mais_midia_kit2016
Revista d mais_midia_kit2016Revista d mais_midia_kit2016
Revista d mais_midia_kit2016
 
Enem redaçao 2013
Enem redaçao 2013Enem redaçao 2013
Enem redaçao 2013
 

Mais de Mande Bem no ENEM

Desenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do texto
Desenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do textoDesenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do texto
Desenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do texto
Mande Bem no ENEM
 
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Mande Bem no ENEM
 
Ditadura militar: uma verdade incoveniente
Ditadura militar: uma verdade incovenienteDitadura militar: uma verdade incoveniente
Ditadura militar: uma verdade incoveniente
Mande Bem no ENEM
 
Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?
Mande Bem no ENEM
 
Redação: Proposta, planejamento e introdução
Redação: Proposta, planejamento e introduçãoRedação: Proposta, planejamento e introdução
Redação: Proposta, planejamento e introdução
Mande Bem no ENEM
 
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3DO Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
Mande Bem no ENEM
 
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileirosDissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Mande Bem no ENEM
 
Constituição das Estrelas
Constituição das EstrelasConstituição das Estrelas
Constituição das Estrelas
Mande Bem no ENEM
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
Mande Bem no ENEM
 
Os gráficos de intenção de voto mentem?
Os gráficos de intenção de voto mentem?Os gráficos de intenção de voto mentem?
Os gráficos de intenção de voto mentem?
Mande Bem no ENEM
 
Por que o álccol embriaga?
Por que o álccol embriaga?Por que o álccol embriaga?
Por que o álccol embriaga?
Mande Bem no ENEM
 
Como calcular o imposto por serviço
Como calcular o imposto por serviçoComo calcular o imposto por serviço
Como calcular o imposto por serviço
Mande Bem no ENEM
 
O câncer e o DNA
O câncer e o DNAO câncer e o DNA
O câncer e o DNA
Mande Bem no ENEM
 
Era Vargas: mudando os rumos da história
Era Vargas: mudando os rumos da históriaEra Vargas: mudando os rumos da história
Era Vargas: mudando os rumos da história
Mande Bem no ENEM
 
Sólidos Geométricos
Sólidos GeométricosSólidos Geométricos
Sólidos Geométricos
Mande Bem no ENEM
 
Eletrostatica
EletrostaticaEletrostatica
Eletrostatica
Mande Bem no ENEM
 
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mande Bem no ENEM
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
Mande Bem no ENEM
 

Mais de Mande Bem no ENEM (18)

Desenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do texto
Desenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do textoDesenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do texto
Desenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do texto
 
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
 
Ditadura militar: uma verdade incoveniente
Ditadura militar: uma verdade incovenienteDitadura militar: uma verdade incoveniente
Ditadura militar: uma verdade incoveniente
 
Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?
 
Redação: Proposta, planejamento e introdução
Redação: Proposta, planejamento e introduçãoRedação: Proposta, planejamento e introdução
Redação: Proposta, planejamento e introdução
 
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3DO Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
 
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileirosDissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
 
Constituição das Estrelas
Constituição das EstrelasConstituição das Estrelas
Constituição das Estrelas
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
 
Os gráficos de intenção de voto mentem?
Os gráficos de intenção de voto mentem?Os gráficos de intenção de voto mentem?
Os gráficos de intenção de voto mentem?
 
Por que o álccol embriaga?
Por que o álccol embriaga?Por que o álccol embriaga?
Por que o álccol embriaga?
 
Como calcular o imposto por serviço
Como calcular o imposto por serviçoComo calcular o imposto por serviço
Como calcular o imposto por serviço
 
O câncer e o DNA
O câncer e o DNAO câncer e o DNA
O câncer e o DNA
 
Era Vargas: mudando os rumos da história
Era Vargas: mudando os rumos da históriaEra Vargas: mudando os rumos da história
Era Vargas: mudando os rumos da história
 
Sólidos Geométricos
Sólidos GeométricosSólidos Geométricos
Sólidos Geométricos
 
Eletrostatica
EletrostaticaEletrostatica
Eletrostatica
 
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
 

Último

UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 

Último (20)

UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 

Conclusão: como salvar o mundo em um parágrafo

  • 3. TEMAS ABORDADOS: ü  ELABORAÇÃO DA POPOSTA ü  INTERVENÇÃO PARA O PROBLEMA
  • 4. PROFESSOR NORIVAL LEME NORIVAL  LEME  JUNIOR  É  FORMADO  EM  LETRAS  PELA   USP.  LECIONA  LÍNGUA  PORTUGUESA,  LITERATURA  E   REDAÇÃO.  POETA  E  BLOGUEIRO,  É  AUTOR  DO  LIVRO   POEMAS  INCOMPLETOS  E  OUTROS  TEXTOS.     SEMPRE  QUE  PODE  FOGE  PARA  O  SAMBA  PARA   RECARREGAR  AS  BATERIAS.  
  • 5. ro.pos.ta) (p sf. 1.  Ação ou resultado de propor 2. Aquilo que se propõe, que se oferece; PROPOSIÇÃO; MOÇÃO; OFERTA
  • 6. ro.pos.ta) (p sf. Projeto, plano que se submete à apreciação de outrem [+ de, para, sobre: Discutiu-se a proposta de negociação: Fez uma proposta para o chefe: Sua proposta sobre a reforma era a mais viável.]
  • 7. so.lu.ção) ( sf. Aquilo que encerra um assunto; CONCLUSÃO; DESENLACE; DESFECHO: Chegara, afinal, à solução do conflito [ antôn.: Antôn.: começo, início. ] [Pl.: -ções] [F.: Do lat. solutio,onis. Ideia de 'solução', usar suf. - sol]
  • 8. MAIS Visando aproveitar tais benefícios, o ARREDAÇÃO DO INSS governo poderia começar a implantar, nas regiões por onde chegam os imigrantes, mais órgãos e agências que oferecessem serviços de regularização do visto e da carteira de trabalho, posto que ainda há muita deficiência de controle nesse setor. Além disso, nos destinos finais desses imigrantes poderiam ser oferecidos cursos de português e cursos qualificantes voltados para os mesmos. Isso facilitaria muito a inserção dessas pessoas no mercado de trabalho formal e poderia inclusive suprir a alta demanda por mão-de-obra em setores como o da construção civil, por exemplo.
  • 9. Nesse sentido, é preciso que atitudes mais energéticas sejam tomadas a fim de que o país não deixe escapar essa oportunidade: a de transformar o problema da imigração crescente em uma solução para outros. A questão merece mais atenção do governo, portanto, pois não deve ser a toa que o Brasil , além de ser conhecido pela hospitalidade, também o é pelo modo criativo de resolver problemas. Prestemos mais atenção aos olhares que nos cercam; deles podem vir novas oportunidades. REDAÇÃO DE: CAROLINE LOPES DOS SANTOS Santa Maria/RS – P.32 – GUIA 2013
  • 10. CONCLUSÃO O Brasil é destino cobiçado na mente de empresários, trabalhadores e turistas hoje. Para aproveitar esse momento, o governo deve inserir esses imigrantes no mercado de trabalho, aproveitar sua qualificação e incentivar o intercâmbio cultural . Dessa forma, a herança das imigrações será bem utilizada. Redação de PEDRO IGOR DA SILVA FARIAS Teresina/PI – p. 34 – Guia 2013
  • 11. EXCESSO Diante disso, é necessária a aplicação de medidas visando a um maior controle da internet. A implantação, na grade escolar brasileira , do estudo dessas novas tecnologias de informação, incluindo as redes sociais, e a , consequente , formação crítica dos brasileiros, seria um bom começo. DE EXPOSIÇÃO, FALTA DE PRIVACIDADE Só assim, poderemos negar as previsões feitas por George Orwell e ter um futuro livre do controle e da alienação. REDAÇÃO DE: ISABELA CARVALHO LEME VIEIRA DA CRUZ RIO DE JANEIRO (RJ). P. 32 – GUIA 2012
  • 12.
  • 13. INTRODUÇÃO Têm sido alvo de muitas polêmicas no Brasil, o assunto sobre a redução, ou não da maioridade penal. O seu objetivo principal é a diminuição dos índices de criminalidade, muita das vezes cometida pelos menores infratores. Contudo, será mesmo que é essa a melhor saída?! Não teriam outras soluções para essa problemática? DESENVOLVIMENTO Uma parcela significativa da população apoia a redução da maioridade, que passaria de dezoito anos para dezesseis. Eles firmam-se nessa opinião, crendo que os jovens não têm devida punição e que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) “passa muito a mão na cabeça deles.”
  • 14. DESENVOLVIMENTO Entretanto, aprisionar mais quantidades de jovens sem sequer um regimento interno dos presídios adequado, é tentar resolver um problema sem que realmente essa seja a solução; com isso haveria superlotação do sistema penitenciário, que geraria fuga dos detentos, etc. É como pessoas que possuem gastrite tomarem leite na tentativa de amenizar a sua dor e passando-se um tempo essa dor volta com mais intensidade. Cabe mencionar ainda que esses menores, não dispuseram de educação de qualidade, muitos deles não tiveram a figura paterna ao seu lado para aconselhálos, e cresceram indignados com a sua situação. Eles viram no mundo do crime uma “luz no fim do túnel”. O fato de eles terem vivenciado tais situações não impede que eles sejam “punidos”, pelo contrário, mas que isso ocorra de uma forma didática.
  • 15. CONCLUSÃO A solução para a não redução da maioridade penal seria a base de tudo, ou seja, a educação. Medidas preventivas, como maiores investimentos na educação, aulas mais interessantes, que incentivem o raciocínio do aluno, que farão com que esses adolescentes não tenham como única opção na vida, o crime. E as corretivas que seriam a socialização dessas pessoas, através da cultura, dos esportes, cursos profissionalizantes, ou seja, atividades interessantes que ocupem o tempo desses menores com coisas produtivas, e que os incentivem a continuarem estudando e se preparando para o mercado de trabalho.
  • 16. NTÁRIO GERAL COME ü  O tema de fato é polêmico, mas começar destacando a polêmica cai no clichê. Não raro, a polêmica já passou e ainda estamos falando como se ela estivesse aí. ü  Citar o ECA como exemplo de legislação que “passa a mão na cabeça”, ficaria melhor se houvesse um exemplo. ü  O redator demonstra conhecimento dos recursos discursivos do gênero dissertativo- argumentativo ao utilizar “Cabe dizer ainda”, “Entretanto”., “ou seja” entre outros ü  Os trechos destacados merecem revisão: Em vermelho, a expressão deve ser substituída por equivalente. Já as partes em marrom, podem reformuladas sem maiores prejuízos. ü  A solução passa inevitavelmente pela educação, mas é preciso ser simples e tentar não ficar apenas no óbvio. A generalização sobre o crime como única opção é limitada.
  • 17. TÍTULO: Saúde Pública: a fronteira entre o discurso e a ação. INTRODUÇÃO Em nosso dia a dia ouvimos, lemos e assistimos nos mais variados meios de comunicação sobre as mazelas do serviço público de saúde oferecido pelo governo brasileiro à sua população. Determinada como direito a todos e dever do Estado pela Constituição de 1988, muitas vezes não é disponibilizada com a qualidade necessária. Um grave problema que tem provocado indignação por parte da população e a esperança de uma solução urgente vinda dos nossos governantes. DESENVOLVIMENTO A prestação do serviço público de saúde obteve avanço considerável nas ultimas décadas, principalmente após a criação do SUS ( Sistema Único de Saúde ). Mas as conquistas obtidas pelo setor muitas vezes são esquecidas em vista a precariedade de alguns serviços oferecido pelo sistema, especialmente no que diz respeito a infraestrutura de hospitais e postos de saúde, nas condições dos profissionais da área exercerem suas funções e nos longos períodos de espera em alguns setores de atendimento ( deficiências estas, escancaradas pelos veículos de mídia ).
  • 18. DESENVOLVIMENTO Vale ainda ressaltar e relacionar o descaso na prestação do serviço de saúde com a sua grande importância na economia ( setor farmacêutico e cirúrgico, principalmente ) do país e nos jogos de interesses políticos e individuas de uma minoria detentora do poder. Também, consideravelmente a ‘’transposição’’ de atendimentos que deveriam ser de disponibilização estatal para o setor privado gera lucros extraordinários a empresários do ramo, provocando uma privatização maquiada do SUS. RESSALVA / REFUTAÇÃO / CONTRA ARGUMENTAÇÃO Contudo, a saúde pública oferecida pelo governo não se apresenta apenas dos pontos negativos. Programas de prevenção, como os das DST’s, dengue, a oferta de fármacos de forma gratuita a população carente tem reduzido casos de epidemias e mortes e elevado a expectativa de vida do brasileiro, atingindo grande parcela populacional.
  • 19. CONCLUSÃO Porém, algumas soluções para os problemas do setor precisam de providencias. O descaso claramente ofende os direitos do cidadão definidos pela Constituição. Decisões devem ser tomadas com urgência, como obras de infraestrutura e planos de carreiras aos profissionais da área, mais programas preventivos oferecidos pelo governo, maior acessibilidade para a população de regiões de difícil acesso e até ações voluntárias da população. As fronteiras entre o que se promete e o que se faz precisam ser destruídas
  • 20. NTÁRIO GERAL COME ü  Bom texto. Demonstra desde o início conhecimento do tema e trouxe conhecimentos de outra área, embora pudesse ter traçado comparações com outros serviços públicos e privados – da saúde e de outras áreas. Pouco termos para reformular e o erros ficaram pelo esquecimento de alguns acentos e pontuação: nada grave. ü  A contra argumentação/ refutação foi muito bem explorada e o candidato utilizou muito bem a conjunção adversativa. ü  A proposta de solução poderia ficar um pouco mais sucinta, mas o assunto chama mesmo ideias. A primeira oração começando com porém, não é proibido, mas bom evitar, já que estamos encerrando o texto.