3° simulado ENEM - matematica e linguagens

2.517 visualizações

Publicada em

Simulado ENem, matemática e linguagens

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.517
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3° simulado ENEM - matematica e linguagens

  1. 1. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 1 INSTRUÇÃO: Para responder às questões, identifique APENAS UMA alternativa correta e marque a letra correspondente na Folha de Respostas. LINGUAGENS A partir da leitura dos textos motivadores a seguir e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre a questão da corrupção no Brasil. Apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista. Texto 1 A corrupção, para JOHNSTON (2002), não é algo que acontece em uma sociedade como um desastre natural. Para esse autor, trata-se da atividade de pessoas e grupos reais que traficam influências em um dado ambiente de oportunidades, de recursos e de limitações. Essas ações e escolhas costumam, muitas vezes, provocar estragos em governos e regimes inteiros, mas quase sempre afetam a política de maneira mais específica, refletindo a natureza e a continuidade do desenvolvimento das sociedades em que ocorrem. Assim, a corrupção depende fortemente das relações entre Estado e sociedade, e dos modos pelos quais riqueza e poder são mantidos e utilizados. (Disponível em <http://www.revistas.usp.br/rege/article/view/36514/39235>. Acesso em: 14 ago. 2015) Texto 2 A ideia de que o Estado reflete as práticas incorporadas em âmbitos sociais mais amplos é uma questão delicada, conforme explica o antropólogo e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF) Marcos Otávio Bezerra. “Muitas vezes as mesmas pessoas que são extremamente críticas em relação aos comportamentos corruptos não deixam de pedir a políticos ou conhecidos dentro da administração pública para agilizarem seus processos”, aponta. “As pessoas incorporaram a concepção de que o Estado serve para isso mesmo, e não é possível outra relação senão essa de conseguir viabilizar benefícios específicos.” Mas o argumento de que a prática é uma herança cultural que remonta aos tempos da colonização tem um entendimento controverso. A transferência de uma cultura do privilégio e da desigualdade para o funcionamento do Estado é reconhecida por pesquisadores, mas os seus efeitos práticos são questionados. “Não acredito que a corrupção no Brasil seja uma herança cultural ou mesmo algo que esteja preso ao sangue do brasileiro. Seria um tipo de determinismo muito inocente e que não apresenta soluções para este problema. Penso que as causas da corrupção estão na manutenção de um padrão tradicional e personalista de se fazer política no Brasil”, opina o professor do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Fernando Filgueiras. “Precisamos compreender que o enfrentamento da corrupção é um processo, que teve início com a democratização em 1988, e que demanda a construção de instituições sólidas.” (Disponível em http://www.gazetadopovo.com.br/caderno-g/o-mito-do-brasil-corrupto-245hjbup4ivp5drdt60osu5hq. Acesso em: 14 ago. 2015)
  2. 2. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 2 Texto 3 (Disponível em <http://www.mp.pi.gov.br/internet/index.php?option=com_content&view=category&id=61&Itemid=121&limitstart=50>. Acesso em: 14 ago. 2015)
  3. 3. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 3 INGLÊS 01. TEXT I Os criadores de anúncios publicitários de temas variados preocupam-se em transmitir as informações necessárias de forma criativa e atraente. O objetivo do criador do anúncio acima é: A) mostrar detalhes da vida e da luta dos ursos-polares pela sobrevivência. B) divulgar a adoção de animais selvagens por empresas patrocinadoras. C) incentivar as pessoas a adotarem ursos-polares a fim de colaborar com a sobrevivência deles. D) apresentar dados estatísticos sobre a diminuição do número de ursos-polares no planeta. E) sensibilizar e atrair doadores de recursos para a criação de um centro de conservação dos ursos-polares. 02. TEXT II About Black Friday When it comes to your online shopping, you want the hottest products at the lowest prices. BlackFriday.com has always been the authority on Black Friday and holiday deals, and our goal is to make your shopping experience simple and stress free. We feature thousands of deals that are worth lining up for, but because many of the deals are available online, you can skip the crowds and save money without leaving the house. (Personally, we like staying home with a cup of coffee, in our PJs and avoiding the stress of the lines!) We work with a huge number of stores to bring you the best Black Friday deals just as soon as they become available. You can plan your shopping and keep track of the best deals by saving your products in your Wishlists. Sign up for our mailing list and we’ll notify you as soon as we receive scans of the next Black Friday ads, when new products become available, or when there is breaking news. We now give you even more ways to save by offering both coupons and Cashback. (Fonte: http://blackfriday.com. (Adaptado)) As enormes liquidações e promoções especiais da “Black Friday” em novembro têm atraído mais compradores a cada ano. Fazendo as compras pelo site sugerido é possível: A) economizar, evitar as filas e fugir do estresse. B) ter mais opções de escolha do que nas lojas. C) ter acesso a todas as mesmas ofertas das lojas. D) enviar para as lojas as suas listas de compras. E) comprar os últimos lançamentos por preços mais baixos.
  4. 4. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 4 03. TEXT III The person who reads too much and uses his brain too little will fall into lazy habits of thinking. (Albert Einstein) Assim como tantas outras figuras influentes por suas realizações intelectuais, Albert Einstein é autor de muitos pensamentos e dizeres marcantes. A ideia transmitida pelo texto é que: A) excesso de leitura pode ser prejudicial à saúde, pois afeta a função cerebral. B) pessoas que leem demais têm tendência a serem preguiçosas. C) o uso insuficiente do cérebro é consequência de muita leitura. D) de nada adianta ler muito se não refletir a partir do que é lido. E) todos devem ler muito, assim como Einstein fazia. 04. TEXT IV Masters Of War Come you masters of war You that build all the guns You that build the death planes You that build the big bombs You that hide behind walls You that hide behind desks I just want you to know I can see through your masks You that never done nothin' But build to destroy You play with my world Like it's your little toy You put a gun in my hand And you hide from my eyes And you turn and run farther When the fast bullets fly Like Judas of old You lie and deceive A world war can be won You want me to believe But I see through your eyes And I see through your brain Like I see through the water That runs down my drain (Fonte: http://www.vagalume.com.br/bob-dylan/masters-of-war.html#ixzz3iMsHvMUb) Na letra da música Masters of War, vêem-se questionamentos e reflexões que aparecem na forma de protesto contra: A) o envio de jovens à guerra para promover a expansão territorial dos EUA. B) o comportamento dos soldados norte-americanos nas guerras das quais participaram C) o desinteresse do governo pelas famílias dos soldados mortos em campos de batalha. D) o sistema que recruta soldados para guerras motivadas por interesses econômicos. E) as Forças Armadas norte-americanas, que enviavam homens despreparados para as guerras.
  5. 5. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 5 05. TEXT V MERCOSUR The four mercosur countries may be steadily stitching their economies together but their putative common market is fraying round edges. For all the warm talk, that was the evidence from their latest presidential meeting in Montevideo, Uruguay´s capital, on December 14th and 15th. In opting to go beyond mere free trade towards a customs union, Mercosur´s founders intended the group to have a common foreign-trade policy, as the European Union does. That is proving hard to achieve. In 1995, when the Mercosur four began to put in place a common external tariff (ranging from zero to 20%, with an average of 12%), several hundred products were exempted. Now even more will be. Last month, for reasons of their own, Brazil and Argentina agreed to increase external tariffs by 3%. Paraguay and Uruguay, more dependent on imports, were unhappy. In Montevideo, they reluctantly agreed to the rise – but each will be allowed to exempt up to 600 further items from it. (Fonte: www.comciencia.br) De acordo com o texto, os quatro países membros do Mercosul objetivavam: A) enfraquecer suas estratégias de comércio exterior. B) adotar políticas distintas de comércio exterior. C) seguir uma política externa conjunta. D) colocar em prática uma tarifa externa de 3%. E) adotar uma moeda comum imediatamente. ESPANHOL 01. TEXTO 01 DIETA: UNA MODA Estar delgado no sólo es una moda y un deseo de muchas personas, sino que también es útil para gozar de una buena salud y alargar la vida. La pregunta que, ya en el estricto terreno de la realidad, trae locos a los médicos e investigadores de medio mundo es: ¿Por qué la misma comida engorda a unos sí y a otros no, incluso cuando lleven un modo de vida semejante? No hay día en que no aparezca una noticia sobre lo que es bueno para comer y lo que no lo es, qué dieta funciona y cuál no. Pero, esta acumulación de noticias es absolutamente contradictoria y no hace sino provocar desaliento, desánimo y angustia en quienes miran hacia abajo y sólo ven un vientre desmesurado que les impide atisbar la punta de sus zapatos. Mientras, el negocio de la dieta alcanza cifras multimillonarias. Y es que hacer dieta es una de las grandes obsesiones del mundo civilizado. Es una batalla a la que millones de personas dedican toda su voluntad y cantidades ingentes de dinero, muchas veces, de forma infructuosa. (Masip / Vasconcelos / Miranda: ¡Acércate al Mundo Hispánico!, p. 246-247.) O autor do texto fala sobre as modas da dieta. Após a leitura, é possível afirmar que a afirmação que melhor representa o sentido global do mesmo é: A) Trata-se de uma interpretação literária a respeito das modas gastronômicas. B) Seguir uma dieta é uma moda que não representa as necessidades da saúde. C) Manter-se magro é uma moda para alguns, um negócio para outros e uma incógnita para os médicos. D) Gastar elevadas somas de dinheiro nas dietas garante sempre um bom resultado. E) Acumular informações sobre que alimentos fazem bem ou não potencializa os efeitos da dieta.
  6. 6. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 6 02.TEXTO 02 Ser un dinosaurio. O un ratón. O un negro si se es blanco. O una mujer si se es hombre. La nueva era de la realidad virtual que invadirá los hogares ofrece al usuario la posibilidad de reinventar su vida. Con solo ajustarse un casco, la realidad quedará suplantada por cualquier otra dimensión que los artistas del entretenimiento hayan creado para él. Y esa posibilidad se ve como un negocio de entretenimiento que puede dejar pequeñas a otras industrias culturales. Titanes de la industria como Facebook, Sony, Valve o Samsung se han lanzado a una carrera con miles de millones de euros en inversión y un botín aún mayor supuestamente en juego. La consultora tecnológica Digi-Capital, especializada en nuevas tecnologías, ha estimado en un estudio que la industria de la realidad virtual y aumentada generará en 2020 unos 140.000 millones de euros, casi cuatro veces lo que recauda la taquilla del cine mundial al año y cerca del doble de lo que facturan los videojuegos (unos 70.000 millones de euros). A tecnologia segue em constante avanço e trazendo novidades para a indústria do entretenimento. Do texto acima, é possível extrai-se a seguinte ideia: A) Tendo em vista a realidade aumentada, grandes indústrias já começaram a fazer investimentos na área. B) A realidade virtual, através dos avanços da tecnologia, suplantará a realidade física das pessoas já que pode implantar uma realidade alternativa nas mentes dos usuários. C) Em pouco tempo será possível mudar de papel social, de sexo e até de identidade através da realidade aumentada, o que irá configurar um desajuste social. D) A indústria da realidade aumentada gera quase quatro vezes mais do que arrecada a indústria cinematográfica. E) A realidade aumentada usada nos videogames já fatura 70 milhões de euros. 03.TEXTO 03 As tirinhas têm como sentido final o objetivo de expressar ironia, humor, crítica ou o que se proponha. Na charge em questão, o humor se dá: A) no conhecimento prévio entre os personagens da história. B) no modo desdenhoso como Condorito trata aos outros. C) na forma como foram feitos os desenhos expondo a comicidade da tira. D) na confusão com a palavra “aumentar” já que os empregados entenderam como aumento salarial. E) na não surpresa por parte dos empregados já que sabem que Condorito é sempre zombeteiro. 04.TEXTO 04 Edwin sueña con retornar Edwin camina todas las mañanas hasta la sede de la Cruz Roja en Carabanchel Alto y pregunta si ya tienen listo el billete para regresar a Bolivia. Dos años después de su llegada a Madrid, su sueño es retornar. Está desempleado desde hace casi un año, pero como no tiene papeles no forma parte de los 87.348 extranjeros que aparecen en las listas del paro. Llegó en enero de 2007. Aterrizó en Barajas con dos maletas de ropa y 1.800 euros que le había prestado una cooperativa de su barrio en Santa Cruz. Venía sin contrato de trabajo. “Quería darle un futuro mejor a mis hijos”, dice. Es padre de dos chavales de 14 y 12 años. Pero en Madrid no encontró la tierra prometida. Su primer trabajo fue de vigilante en un pueblo. Le pagaban 600 euros. Vivía en una caseta. Allí sólo tenía una radio. Después consiguió trabajo en la construcción. Le pagaban 35 euros el día, luego le bajaron a 30 y al final no había euros para pagarle. Desde hace seis meses vive con una compatriota que le presta un cuarto en su casa y le da de comer. Espera que la Cruz Roja de Madrid le pague el billete para volver. “Aunque allá no tengo nada, al menos estaré con mi familia”, asegura. (www.elpais.com)
  7. 7. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 7 Com a leitura do texto Edwin sueña con retornar, nota-se a intenção do protagonista em obter sucesso fora de sua terra natal. Tal ideia está expressada na seguinte frase: A) Volto a minha terra com os sonhos destruídos. B) Ele vinha sem contrato de trabalho. C) Pelo menos voltará para sua família. D) Queria dar uma vida melhor a seus filhos. E) Não sei como sobreviverei lá. 05. TEXTO 05 Os movimentos migratórios são temas atuais e relevantes no mundo. O infográfico acima nos traz informações sobre esses movimentos relacionados ao Peru. Da leitura do mesmo, é possível depreender a seguinte informação: A) Os chineses são os estrangeiros que vivem no Peru em maior quantidade. B) Dos Estados Unidos é que vem a maior parte dos estrangeiros que entram no Peru buscando trabalho. C) A quantidade de peruanos que saíram do país e regressaram é menor do que aqueles que saíram e não voltaram. D) A maior quantidade de emigrantes peruanos tem acima de 50 anos. E) As mulheres são as que mais migram de acordo com o infográfico acima.
  8. 8. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 8 PORTUGUÊS E SUAS TECNOLOGIAS 06. Texto I: O CAPOEIRA “ - Qué apanhá sordado? - O quê? - Qué apanhá? Pernas e cabeças na calçada.” (ANDRADE, Oswald de. Pau-Brasil. 6a . edição. Globo. 1998. p. 87) Texto II: “O Arnesto nos convidou pra um samba, ele mora no Brás Nós fumos não encontremos ninguém Nós voltermos com uma baita de uma reiva Da outra vez nós num vai mais Nós não semos tatu! No outro dia encontremo com o Arnesto Que pediu desculpas mais nós não aceitemos Isso não se faz, Arnesto, nós não se importa Mas você devia ter ponhado um recado na porta” (Link: http://www.vagalume.com.br/adoniran-barbosa/samba-do-arnesto.html#ixzz2OK98Cdsd) Texto III: “Quando oiei a terra ardendo Co’a fogueira de São João Eu perguntei a Deus do céu, ai Por que tamanha judiação Eu perguntei a Deus do céu, ai Por que tamanha judiação Que braseiro, que fornaia Nem um pé de prantação Por farta d'água perdi meu gado Morreu de sede meu alazão” (Asa Branca - Luiz Gonzaga) Os textos acima manifestam aspectos culturais de um povo, dentre os quais se inclui sua forma de falar, além de registrar um momento histórico. Depreende-se disso que a importância em preservar a produção cultural de uma nação consiste no fato de que essas produções evidenciam a (o): A) renovação da realidade brasileira através de textos ficcionais. B) incorporação de neologismos no âmbito da língua portuguesa. C) construção da identidade nacional por meio da tradição oral. D) descuido no uso da língua portuguesa falada no Nordeste brasileiro. E) normatização de palavras com variações regionais, mas de idênticos significados.
  9. 9. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 9 07. Cárcere das Almas “Ah! Toda a alma num cárcere anda presa, Soluçando nas trevas, entre as grades Do calabouço olhando imensidades, Mares, estrelas, tardes, natureza. Tudo se veste de uma igual grandeza Quando a alma entre grilhões as liberdades Sonha e, sonhando, as imortalidades Rasga no etéreo o Espaço da Pureza. Ó almas presas, mudas e fechadas Nas prisões colossais e abandonadas, Da Dor no calabouço, atroz, funéreo! Nesses silêncios solitários, graves, Que chaveiro do Céu possui as chaves Para abri-vos as portas do Mistério?! (CRUZ E SOUSA, J. Poesia completa. Florianópolis. Fundação Catarinense de Cultura / Fundação Banco do Brasil, 1993.) Os elementos formais e temáticos relacionados ao contexto cultural do Simbolismo encontrados no texto acima são: A) a opção pela abordagem, em linguagem simples e direta, de temas filosóficos. B) o refinamento estético de forma poética e o tratamento metafísico de temas universais. C) a prevalência do lirismo amoroso e intimista em relação à temática nacionalista. D) a evidente preocupação do eu-lírico com a realidade social expressa em imagens poéticas inovadoras. E) a liberdade formal da estrutura poética que dispensa a rima e a métrica tradicionais em favor de temas do cotidiano. 08. (...) É som de preto de favelado mas quando toca ninguém fica parado (...) O nosso som não tem idade, não tem raça E não tem cor Mas a sociedade pra gente não dá valor Só querem nos criticar pensam que somos animais Se existia o lado ruim hoje não existe mais Porque o funkeiro de hoje em dia caiu na real (...) (MC Amilcka. letras.mus.br. Projeto de lei 4124/2008.) O movimento funk do Brasil constitui-se, hoje, em atividade das mais relevantes. Consagrado como voz da periferia, o funk põe em evidência, mais do que um mero estilo musical, um modo de vida — a linguagem, os signos e os emblemas — de uma parte da juventude brasileira que até então foi praticamente invisível aos olhos da nossa sociedade. (Adaptado de camara.gov.br.) A lei que transforma o funk em patrimônio cultural imaterial do Rio de Janeiro foi aprovada em 2009. A principal razão para esse reconhecimento legal está associada à política de: A) defesa de ritmos brasileiros. B) inclusão de grupos políticos. C) projeção de jovens intérpretes. D) valorização de manifestações populares. E) discriminação de subculturas brasileiras.
  10. 10. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 10 09. A morte do lápis e da caneta Boa notícia para as crianças americanas. Vai ficando optativo, nos Estados Unidos, escrever em letra de mão. Um dos últimos a se renderem aos novos tempos é o Estado de Indiana, que aposentou os cadernos de caligrafia agora em julho. O argumento é que ninguém precisa mais disso: as crianças fazem tudo no computador e basta ensinar-lhes um pouco de digitação. Depois do fim do papel, o fim do lápis e da caneta! Tem lógica, mas acho demais. Sou o primeiro a reclamar das inutilidades impostas aos alunos durante toda a vida escolar, mas o fim da escrita cursiva me deixa horrorizado. A máquina de calcular não eliminou a necessidade de se aprender, ao menos, a tabuada; não aceito que o teclado termine com a letra de mão. A questão vai além do seu aspecto meramente prático. A letra de uma pessoa é como o seu rosto. Como todo mundo, gosto de ver como é a cara de um escritor, de um político, de qualquer personalidade com quem estou travando contato – e logo os e-mails virão com o retrato do remetente, como já acontece no Facebook. (COELHO, Marcelo. Folha de São Paulo, 20/7/2011) Nesse artigo, o autor se propõe a contradizer a tese de que escrita cursiva: A) represente um traço de identidade dos indivíduos. B) seja obsoleta num mundo imerso na cultura digital. C) constitua importante ferramenta pedagógica que estimula o raciocínio. D) ainda apresente alguma utilidade no mundo moderno, imerso na tecnologia. E) continue a ser ensinada nas escolas porque os cadernos foram substituídos pelo computador. 10.As figuras de linguagem são recursos muito expressivos e largamente utilizados em textos literários e em nossa comunicação cotidiana. Veja o que significa uma delas: Metonímia é a figura de linguagem que consiste no emprego de um termo por outro, dada a relação de semelhança ou a possibilidade de associação entre eles. A propósito, o texto em que ela predomina é: A) (BORGATTO, Ana Maria Trinconi e outros. Tudo é linguagem. 9o ano. São Paulo, Ática, 2010, p. 65) B) (LAERTE. Suriá. Folha de S. Paulo, 12 jul. 2003. Folhinha. p. F8.)
  11. 11. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 11 C) BROWNE, Chris. Hagar. In: Folha de S. Paulo, 3 abr. 2005, p. E17. D) (QUINO, Toda Mafalda. São Paulo, Martins Fontes, 1993, p. 72) E) (QUINO, Mafalda. São Paulo, Martins Fontes, 1990, v. 1. p. 28
  12. 12. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 12 11. (Disponível em http://www.willtirando.com.br/?c=2&Pagina=1. Acesso em: 28 jul. 2015) A adequada seleção lexical é uma das condições para que um texto produza sentidos e circule socialmente. Na tirinha acima, ironiza-se o comportamento de certos falantes, os quais escolhem vocábulos em função: A) dos sentidos históricos que, ao longo do tempo, as palavras assumem nas diferentes comunidades de fala, mesmo que esses sentidos já tenham se perdido na evolução do idioma. B) do ajuste semântico que se deve construir entre produtores e leitores dos discursos, apesar das exigências sociais que preveem certo rigor nos usos linguísticos. C) da necessidade de produção de certa imagem pessoal, ainda que, em nome disso, sejam desconsiderados os sentidos usuais de certas expressões. D) da preservação de expressões linguísticas que remontam a momentos pretéritos do idioma, mesmo que essas expressões sejam desconhecidas da maioria dos falantes. E) da imposição social de que os discursos sejam revestidos de formalidade em situações mais monitoradas de uso da língua, ainda que, nessas mesmas situações, palavras mais simples produzam os mesmos sentidos que palavras mais rebuscadas. 12. Múltiplos conteúdos ou conteúdos multiplicados? (Por Vítor Hugo dos Santos Anastácio em 07/07/2015 na edição 858) A Internet, com sua infinidade de sites e blogs, costuma parecer um universo com grande quantidade de conteúdo. E, de fato, é. A questão é que, por trás dessa aparente diversidade de informações disponíveis, muitas delas são paráfrases de matérias já publicadas nos portais mais acessados (e de maior credibilidade), ou até mesmo cópias explícitas de conteúdo – o que, inclusive, configura crime de violação de direitos autorais. A Folha de S.Paulo, por exemplo, já adota um mecanismo que proíbe a cópia dos textos de sua página – afinal, quando uma informação pode ser acessada por diversos caminhos, na rede, a quantidade de cliques na fonte originária é dividida com as demais fontes e, então, reduzida, gerando menos receitas publicitárias. Além disso, cabe ressaltar que, no Brasil, esses portais mais acessados geralmente estão associados aos grandes grupos de comunicação, os quais fazem parte da “velha mídia” descrita por Ken Doctor (2011) no livro Newsonomics, como as páginas da Globo.com, R7, Folha de S.Paulo, Estadão e Veja. “É claro que aqui existe uma enorme ironia. A maior parte do conteúdo de notícias na rede é proveniente da ‘mídia convencional’. Ele está apenas sendo distribuído de outra forma e, com frequência, em sites da rede que não são de propriedade dos jornais” (DOCTOR, 2011: 120). Há também o caso de sites vinculados a provedores de Internet, como Terra, UOL e iG, com grande abrangência virtual. (Disponível em <http://observatoriodaimprensa.com.br/e-noticias/multiplos-conteudos-ou- conteudos-multiplicados/>. Acesso em: 28 jul. 2015.) O título do texto acima se estrutura em uma inversão da posição dos termos que se referem ao substantivo “conteúdos”. Essa inversão, que anuncia e antecipa a provocação mais fundamental da argumentação proposta pelo autor, está justificada pela necessidade de se defender que, em verdade: A) os conteúdos que circulam na Internet são oriundos de fontes múltiplas e se proliferam em uma velocidade inimaginável. B) as informações produzidas na Internet apresentam pouca credibilidade, uma vez que são produto de autoria múltipla e compartilhada. C) a dificuldade em se atestar veracidade dos conteúdos lidos na Internet está relacionada ao fato de ser impossível atribuir a responsabilidade pela produção dos enunciados a um autor específico. D) os conteúdos lidos na Internet, embora localizáveis em diferentes endereços, são normalmente oriundos das mesmas fontes. E) as informações disponíveis na Internet são, em geral, produtos de cópias heterogêneas que mesclam diferentes e múltiplas fontes textuais.
  13. 13. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 13 13. No contexto do letramento digital, acrescentamos que ser letrado é poder interagir em ambientes digitais, isto é, realizando práticas de leitura e escrita que diferem das práticas tradicionais. É saber pesquisar, selecionar, utilizar as diversas ferramentas disponíveis para cumprir propósitos variados, é se relacionar com seus pares, aprender constantemente, construir, transformar, reconstruir, exercer autoria, compartilhar conhecimento, sempre utilizando os recursos da Web, quer para sua vida pessoal ou profissional. Nesse contexto, Marcelo El Khouri Buzato, na dissertação de mestrado intitulada “O letramento eletrônico e o uso do computador no ensino de língua estrangeira: contribuição para a formação de professores” (Unicamp, 2001), salienta que a especificidade do letramento eletrônico está em “ele incluir o conhecimento e habilidade necessários para fazer marcas numa era eletrônica com dispositivos eletrônicos”. (Disponível em <http://observatoriodaimprensa.com.br/e-noticias/da-onomatopeia-grafica-a-cauda- longa-2/>. Acesso em: 28 jul. 2015) Em certo sentido e em medidas variadas, todos os textos são dotados de heterogeneidade discursiva, isto é, há diferentes vozes que, de forma marcada ou não, se encenam na superfície textual. Na argumentação acima, a discussão sobre letramento digital está sustentada em, pelo menos, duas vozes, a do enunciador e a do pesquisador Marcelo El Khouri Buzato. Essa última voz é incorporada à reflexão para: A) garantir que os leitores do texto compreendam melhor os sentidos das palavras do enunciador, uma vez que a fala de Buzato explica o sentido da noção de “poder interagir em ambientes digitais”. B) sustentar a compreensão de que o conceito de letramento digital está diretamente relacionado ao trabalho com línguas estrangeiras, assumindo um papel de menor relevância nos estudos da língua materna. C) contrapor a orientação argumentativa incialmente proposta pelo autor do texto, gerando um discurso marcado pela polêmica e pela dissonância. D) reforçar as reflexões teóricas apresentadas pelo autor, validando-as a partir de um discurso reconhecido no universo cientifico, a partir de uma transcrição direta de certa passagem de seu pensamento. E) apresentar diretrizes para o trabalho com o letramento digital em sala de aula, propondo caminhos práticos que complementam as provocações teóricas inicialmente apresentadas. 14. As tecnologias digitais permitem a manipulação da imagem dos indivíduos, apresentando-os, em certos contextos, de uma forma bastante diferente do modo como esses indivíduos são. Diante disso, é possível considerar que a expressão “Photoshop”, no contexto da tirinha: A) ilustra a tendência à manipulação da autoimagem, observada entre os indivíduos que se relacionam pela mediação das redes sociais digitais. B) evidencia que as mídias digitais apresentam encenações de seus usuários, os quais exploram seus traços positivos, omitindo sempre aquilo que pode afastar contatos. C) explica o fato de o equivalente real ser bastante diferente de sua representação imagética. D) sugere que a realidade prática desmistifica aquilo que os indivíduos dizem de si nas representações que produzem para viverem melhor em sociedade. E) reforça o papel das plataformas digitais da mediação das relações humanas, questionando os efeitos da supervalorização da autoimagem para os contatos cotidianos.
  14. 14. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 14 15. Os quadrinhos acima apresentam concepções diversas para a definição de “livros”. Dentre elas, destaca-se aquela que considera a perspectiva: A) material, que valoriza os aspectos físicos e estéticos das obras escritas. B) linguística, que entende os livros como documentos confiáveis para o estudo histórico do idioma. C) gramatical, que compreende que os textos escritos são os melhores referenciais para a definição dos modelos na norma padrão. D) narrativa, que define o valor dos livros a partir das histórias e do potencial ficcional que eles arquivam. E) interativa, que defende que os livros só cumprem seu papel com plenitude quando se encontram com sentidos de um leitor. 16. As variedades nacionais de uma língua não apresentam uma uniformidade interna, mas são constituídas por variantes geográficas que denominamos dialectos. Os dialectos do português europeu não são muito distintos entre si, talvez por razões de carácter histórico nas quais ressalta o facto de Portugal ser o país europeu com as fronteiras mais antigas. Essa aparente uniformidade fez com que, durante muito tempo se considerasse o mirandês como o único dialecto do português, dada a estranheza que as pessoas sentiam nessa forma de falar. Afinal, essa estranheza era devida ao facto de o mirandês ser um dialecto de uma língua diferente, o asturiano ou asturo-leonês, que tem características distintas do português. A confusão desapareceu a partir de 1997, ano em que o mirandês foi considerado oficialmente uma língua minoritária com estatuto reconhecido no território linguístico português. Do mesmo passo, Portugal deixou de ser um país monolingue e os mirandeses passaram a ser indivíduos bilíngues. (Disponível em http://www.iltec.pt/pdf/wpapers/2005-mhmateus-mudanca_lingua.pdf. Acesso em: 28 jul. 2015) O processo de transformação de um dialeto em língua é motivado, conforme a reflexão linguística acima, por razões: A) históricas, que levam em conta as etapas de evolução dos hábitos linguísticos de uma comunidade. B) quantitativas, que tomam como referência o número de falantes que fazem uso de uma certa norma linguística. C) culturais, que consideram a produção artística e literária arquivada em determinada norma regional. D) sociais, que se manifestam nas práticas de atribuição externa de um ou outro valor aos hábitos linguísticos de uma comunidade. E) geográficas, que levam em conta as fronteiras e os limites territoriais dos usos linguísticos de um povo.
  15. 15. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 15 17. As histórias em quadrinhos (HQs) floresceram no final do século XIX, nos Estados Unidos, devido à ambientação favorável ao seu surgimento como: a comunicação de massa, a evolução da indústria gráfica e o aparecimento de grandes cadeias jornalísticas. Esses fatores tornaram possível uma maior e mais rápida disseminação, transmissão e circulação dos quadrinhos, em meio impresso, o que facilitou também a agilidade na distribuição e nas vendas das HQs. Após a Segunda Guerra Mundial (1939 a 1945), cresce a popularidade das histórias em quadrinhos com o aparecimento de heróis ficcionais no conflito bélico. Posteriormente, surgem os gêneros de terror e suspense, que dão continuidade à popularidade entre o público juvenil e adulto, pois as HQs representam de maneira lúdica e patriótica a defesa da ordem e da justiça no período sócio-histórico e ideológico vivido pelos adolescentes e jovens da época. (Disponível em https://periodicos.utfpr.edu.br/rl/article/view/2784/2146. Acesso em: 11 ago. 2015) O uso de elementos concretos, como fatos, exemplos e alusões históricas, pode ser servir como estratégia para um processo de convencimento e validação do discurso produzido por um autor. Diante disso, nesse texto, a referência à Segunda Guerra Mundial funciona como um marco para: A) ilustrar o contexto de surgimento das históricas em quadrinhos, que nasceram em função de uma necessidade de ressignificação afetiva da imagem nos heróis bélicos. B) reforçar o quadro de ambientação favorável ao florescimento das histórias em quadrinhos, o qual ainda inclui a comunicação de massa, a evolução da indústria gráfica e o aparecimento das grandes cadeiras jornalísticas. C) justificar a disseminação e popularização das histórias em quadrinhos, relacionando esse movimento à apropriação ficcional de figuras envolvidas em conflitos. D) confirmar a preferência dos jovens e adolescentes por narrativas terror e suspense, defendendo que essas histórias fantásticas serviam como alternativa para fuga dos medos provocados pelo conflito mundial. E) evidenciar a relação entre as histórias em quadrinhos e o patriotismo, visto que esse sentimento é despertado pelas narrativas nacionais e pela produção e reconhecimento de heróis comuns. 18. A linguagem começa com um sopro. O ar que vem dos pulmões é modelado por inúmeras possibilidades de abertura da boca e movimento dos lábios e da língua. Sobe, desce, entorta, recolhe. A cada mexida são formadas vogais, consoantes, sílabas, palavras. Se você tivesse nascido e crescido isolado de outros seres humanos, provavelmente emitiria apenas gemidos. Apesar de ninguém saber exatamente quando surgiram os idiomas, há algumas certezas: a língua é viva, acompanha um povo ao longo dos tempos, expressando uma maneira de organizar o mundo em nomes e estruturas linguísticas, mudando e reinventando-se com as pessoas. As transformações acontecem nas ruas e nos prédios de grandes instituições, na linguagem dos sermões, das palestras, dos discursos de políticos e advogados (com seus vocabulários tão particulares). As mudanças também ocorrem na escrita, seja aquela feita com a ponta do lápis, na máquina de escrever ou no computador. Das poesias aos documentos, nada permanece igual por muito tempo. (Disponível em <http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/pratica-pedagogica/lingua-viva-423717.shtml>. Acesso em: 28 jul. 2015) A compreensão de que um idioma é caracterizado pela variação e está exposto, historicamente, a mudanças fundamenta-se, na discussão acima, em uma entendimento de que a língua é um produto: A) social, que nasce nas tensões históricas e se impõe ao indivíduos, sem uma interferência significativa dos traços naturais. B) cultural, que se define a partir da relação entre a vida em comunidade e as predisposições biológicas. C) biológico, que remete à predisposição natural para a produção de sons e textos e exclui a dimensão coletiva da convivência humana. D) político, que produz e distribui valores sociais, os quais significam o modo como os sujeitos avaliam os hábitos linguísticos de uma comunidade. E) identitário, que revela os modos como cada comunidade de fala expõe sua visão de mundo através das palavras da língua.
  16. 16. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 16 19. Linguistas preveem que metade das mais de 6 mil línguas faladas no mundo desaparecerá em um século – uma taxa de extinção que supera as estimativas mais pessimistas quanto à extinção de espécies biológicas. Há até conexão entre a diversidade linguística e a biodiversidade: os países com a maior diversidade biológica têm em geral também a maior diversidade linguística. Tanto que a Unesco propôs, por analogia com a palavra "biosfera", o termo "logosfera" para o conjunto de línguas do mundo. Segundo a entidade, 96% da população mundial falam só 4% das línguas existentes. E apenas 4% da humanidade partilha o restante dos idiomas, metade dos quais se encontra em perigo de extinção. Entre 20 e 30 idiomas desaparecem por ano – uma média de uma língua a cada duas semanas. A menos que cientistas e líderes políticos façam um esforço mundial para deter o declínio das línguas locais, provavelmente 90% da atual diversidade linguística da humanidade se extinguirão. (Disponível em http://revistalingua.com.br/textos/116/a-morte-anunciada-355517-1.asp. Acesso em: 11 ago. 2015) As escolhas lexicais do texto acima remetem o leitor a um efeito de objetividade. Apesar disso, há também algumas marcas que permitem a percepção de que as informações apresentadas não se mostram neutras, mas atravessadas pela visão particular daquele que formulou o discurso. Dentre as essas marcas, destaca-se: A) a expressão nominal “linguistas”, a qual indica que o enunciador pertence a essa categoria de cientistas e tem, portanto, autoridade para discutir o assunto em questão. B) a forma verbal “há”, que permite o reconhecimento discursivo do responsável intelectual pela articulação entre Linguística e Biologia, projetando, mesmo de modo elíptico, sua presença na construção do texto. C) o termo “entidade”, que remete, de modo genérico, o leitor do texto à validação dos dados numéricos ativados como estratégia na argumentação. D) a expressão “línguas locais”, que indica o interesse particular do autor pelas línguas observadas em sua região de fala. E) a forma adverbial “provavelmente”, que atesta o nível de crença na previsão de extinção de uma parte significativa da diversidade linguística da humanidade. 20. (Disponível em http://atividadesparaprofessores.com.br/caderno-de-receitas-para-dia-das-maes/. Acesso em: 11 ago. 2015) PANQUECA Ingredientes: 2 copos de farinha de trigo 2 copos de água 2 ovos 1 colher de queijo ralado 1 tablete de caldo de carne Modo de fazer: Bater todos os ingredientes e fritar em frigideira apenas untada com óleo quente. Uma concha por panqueca Rendimento: 12 panquecas
  17. 17. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 17 Na etapa do “Modo de fazer”, a receita de panqueca da Turma da Mônica apresenta verbos na forma infinitiva. O uso de palavras como “bater” e “fritar” mostra-se produtivo, neste contexto de enunciação, pois: A) evidencia que as ações podem ser realizadas por quaisquer interlocutores, já que o endereçamento textual das ações não é definido. B) indica que as ações apresentadas são mais importantes para o sucesso da receita que a seleção adequada dos ingredientes. C) subordina o leitor, leigo, à obediência irrestrita aos comandos propostos pelas personagens dos quadrinhos, que se mostram conhecedoras das práticas de produção de doces. D) reforça o caráter apelativo do gênero receita, no sentido de que interpela e define o interlocutor de modo direto e incisivo. E) mostra o caráter dialógico da linguagem, a partir da marcação específica de um público-alvo para o qual se destinam as orientações da receita. 21. O anúncio acima é uma produção do Senado Federal Brasileiro, que visa a conscientizar os brasileiros a respeito do problemas das vendas casadas. No corpo do texto, a tensão entre as formas verbais “pode” e “deve”: A) mostra uma incoerência discursiva, já que, no contexto, as referidas ações são antagônicas. B) revela a importância da publicação, pois indica que os brasileiros não exercem seus direitos porque não costumam se interessar pela leitura dos manuais e documentos legais. C) reforça a ideia da força do consumidor, a partir da compreensão de que ele tem a possibilidade e fazer valer seus direitos, os quais as empresas precisam respeitar. D) salienta a importância do Poder Judiciário, no sentido de que mostra os caminhos a partir dos quais o consumidor tem a possibilidade e a obrigação de garantir o cumprimento dos seus deveres. E) sugere que o povo brasileiro desconhece seus direitos, uma vez que indica que a população não sabe das possibilidades e das obrigações relacionadas a esses direitos.
  18. 18. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 18 22. O Cortiço Aluísio Azevedo “Na verdade, o cortiço parece adquirir vida própria, determinando o comportamento dos que ali moram, como é o caso, por exemplo, de Pombinha, menina pura e simples que, não resistindo às pressões do meio, acaba por se prostituir, ou ainda de Jerônimo, aldeão português que, vindo morar no cortiço com a mulher, Piedade, e a filha, é arrebatado por uma paixão sensual por Rita Baiana, abandonando a família e a vida regrada que então levava.” Segure o Tchan É o Tchan “Pau que nasce torto Nunca se endireita Menina que requebra A mãe pega na cabeça Pau que nasce torto nunca se endireita Menina que requebra A mãe pega na cabeça” Fazendo uma leitura comparativa entre o fragmento do livro de Aluísio Azevedo e a canção do É o Tchan, observa-se que ambos sugerem uma situação de: A) irreversibilidade. B) inumanidade. C) invulnerabilidade. D) inventividade. E) efemeridade. 23. “José de Alencar (1829-1877) foi romancista, dramaturgo, jornalista, advogado e político brasileiro. Nasceu em 1o de maio de 1829, em Mecejana, CE, e faleceu dia 12 de dezembro de 1877, no Rio de Janeiro, RJ. Era filho de José Martiniano de Alencar e Ana Josefina de Alencar. Desde a infância, Alencar apreciava a leitura, a vida sertaneja e a natureza, sob a influência do sentimento nativista que o pai revolucionário lhe passava.” (Disponível em: http//www.passeiweb.com. Acesso em: 24 de maio 2014.) O texto citado constitui-se de: A) uma amálgama de afirmações reais e ficcionais, relativos à biografia do famoso escritor cearense. B) conclusões generalizadas a respeito da vida de pessoas e costumes da sociedade imperial. C) citações esporádicas sobre o destacado romancista, amparadas na argumentação e em seus relevantes feitos. D) exposição da biografia do renomado ficcionista, formada pela estrutura narrativa e por uma linguagem objetiva. E) polêmicas relativas à vida política do escritor brasileiro em detrimento de sua enorme produção literária.
  19. 19. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 19 24.“A literatura sempre se vale da palavra escrita, mas nem tudo que é escrito é sempre literatura. Há uma preocupação importante na linguagem literária: a elaboração especial das palavras num texto. Por isso, existe uma diferença enorme entre um texto escrito para constar como instrução de montagem de uma máquina e um texto literário; entre uma notícia de jornal e uma página de romance; entre uma receita de bolo e um poema.” Pode-se afirmar que a literatura é uma forma artística de representação da realidade, por isso: A) devemos confundir o conteúdo de uma obra literária com cenas da vida real. B) acreditamos que o escritor cuida de tudo, independente da reação do leitor. C) a leitura de um texto literário permite comprovar que os episódios realmente aconteceram. D) a realidade artística deve ser analisada como se estivéssemos diante de situações verídicas. E) o escritor, ao elaborar um texto, acaba criando outra realidade. 25. AssaltaramaGramática Os Paralamas do Sucesso “Assaltaram a gramática Assassinaram a lógica Meteram a poesia, na bagunça do dia a dia Sequestraram a fonética Violentaram a métrica Meteram poesia onde devia e não devia Lá vem o poeta com sua coroa de louro Agrião, pimentão, boldo O poeta é a pimenta do planeta” (Malagueta!) A letra da canção está coerente com os pressupostos teóricos apresentados pelos poetas do: A) Simbolismo. B) Parnasianismo. C) Realismo. D) Naturalismo. E) Modernismo de 22. 26.A identificação de distintos sistemas de avaliação social de variantes linguísticas e processos independentes de variação e mudança dentro do cenário linguístico brasileiro foi o fundamento da visão de uma realidade linguística brasileira polarizada, distinguindo, como unidades autônomas de análise, os padrões de comportamento linguístico dos segmentos funcionalmente escolarizados, que ocupam o topo da pirâmide social, frente às variedades linguísticas da grande maioria da população brasileira, alijada da educação e demais direitos sociais. Define-se, assim, uma oposição entre uma norma linguística culta e uma norma linguística popular, ou vernácula, no grande e complexo diassistema do português brasileiro. Vale ressaltar que essa distinção é pertinente tanto para a atual configuração estrutural da realidade linguística do país quanto para o processo sociolinguístico da sua formação histórica. (Disponível em <LUCCHESI, Dante. Parâmetros Sociolinguísticos do Português Brasileiro. Revista da ABRALIN, v.5, n. 1 e 2, p. 83-112, dez. 2006. Disponível em <http://www.abralin.org/revista/RV5N1_2/RV5N1_2_art4.pdf>. Acesso em: 11 ago. 2015) A manutenção de uma mesma lógica temporal é um dos princípios de coerência textual. Na argumentação acima, o professor Dante Lucchesi, em uma discussão sobre Parâmetros Sociolinguísticos do Português Brasileiro, produz uma argumentação caracterizada por uma significativa mudança temporal. Ele começa o texto em uma perspectiva pretérita e, na sequência, passa a assumir o tempo do presente. Essa mudança está justificada pela: A) necessidade de marcar que a oposição entre norma linguística culta e norma linguística popular parte de uma postura anteriormente produzida e aceita entre especialistas. B) possibilidade de evidenciar que a identificação de distintos sistemas de avaliação social de variantes linguísticas foi superada pelos especialistas e não deve ser tomada como referência. C) limitação do conceito passado de polarização linguística e necessidade de ajuste temporal e conceitual desse operador do pensamento da Sociolinguística. D) busca de um ajuste na compreensão de que o conceito de polarização pode ser aplicado tanto para a atual configuração do Português Brasileiro quanto para sua evolução histórica. E) defesa de que os valores conservadores do passado devem ser superados por uma compreensão linguística que defenda a potência da heterogeneidade da língua.
  20. 20. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 20 27."Quando sinto a impulsão lírica, escrevo sem pensar tudo o que meu inconsciente me grita.” (Mário de Andrade) Pintura de Vladimir Kush A teoria freudiana tem um grande peso na constituição do ideário dessa vanguarda europeia, que valoriza acima de tudo o desempenho da esfera do inconsciente no processo da criação. O texto e a pintura acima procuram expressar a ausência de racionalidade humana e as manifestações do subconsciente. O movimento artístico que se orienta de acordo com esses princípios chama-se: A) Futurismo. B) Expressionismo. C) Cubismo. D) Dadaísmo. E) Surrealismo. 28. “Café expresso – está escrito na porta Entro com muita pressa. Meio tonto, por haver acordado tão cedo... E pronto! parece um brinquedo cai o café na xícara pra gente Maquinalmente” (fragmentos) Vários nomes importantes da literatura brasileira, entre eles Cassiano Ricardo, autor dos versos acima, imortalizaram em suas palavras a magia do café e sua importância em diferentes aspectos. Na tentativa de valorizar a cultura nacional, uniram forma e conteúdo, na busca de uma vertente brasileira do idioma português ao aproximar a língua literária escrita da língua falada pelo nosso povo. Essa postura pode ser confirmada na seguinte afirmativa abaixo: A) Equilíbrio entre o verso livre e o metrificado como uma maneira de propor um novo caminho para a literatura. B) Presença de uma inovação temática e formal na utilização dos poemas curtos numa reverência aos moldes poéticos tradicionais. C) Profundo endeusamento dos temas apoéticos de larga utilização na literatura passadista. D) Total ênfase aos aspectos comuns do cotidiano das pessoas, elemento indicador da abertura temática dos primeiros modernistas. E) Denúncia de um mundo conturbado, atitude adotada pelos autores parnasianos e simbolistas.
  21. 21. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 21 29. Erro de Português (Oswald de Andrade) “Quando o português chegou Debaixo duma bruta chuva Vestiu o índio Que pena! Fosse uma manhã de sol O índio tinha despido o português” (ANDRADE, Oswald de. Poesias reunidas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978) A poesia de Oswald de Andrade é um exemplo vigoroso de renovação da linguagem literária. Através de coloquialismos, do humor e da ironia, o poeta surpreende pelos achados e pela maestria com que soube utilizar as potencialidades da língua portuguesa. No texto acima, o autor: A) não renega o passado acadêmico nem tem preocupações literárias. B) aceita passivamente a influência da cultura portuguesa na formação de nosso povo. C) destrói o tradicionalismo literário, mas acomoda as suas formas convencionais. D) propõe uma reavaliação crítica dos aspectos culturais mais autenticamente representativos da nação brasileira. E) valoriza a pureza gramatical como uma forma de consolidar o projeto de renovação modernista. 30. Voo das Andorinhas – Giacomo Balla (1913) O movimento do qual é representativo o quadro acima revelou-se como uma vertente do Modernismo, caracterizando-se pela exaltação da velocidade, energia e da força, a par de uma inquestionável crença no progresso científico-tecnológico, anunciando paralelamente uma nova concepção estética, simbolizada por exemplo no automóvel: “Nós afirmamos que a magnificência do mundo se enriqueceu de uma beleza nova: a beleza da velocidade. Um automóvel de corrida com o seu cofre enfeitado com tubos grossos, semelhantes a serpentes de hálito explosivo… um automóvel rugidor, que parece correr sobre a metralha...” Esse movimento ao qual o texto se refere ficou conhecido como: A) Surrealismo. B) Futurismo. C) Expressionismo. D) Dadaísmo. E) Cubismo.
  22. 22. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 22 31. Pintura Rupestre A arte rupestre possui a característica de expressar elementos da cultura do homem pré-histórico. Dentre esses elementos, destacam-se, nas pinturas rupestres: A) o retrato das famílias, feito de forma realista, com o uso de carvão. B) a descrição de cenas relacionadas com a vida política da pólis. C) a descrição das trocas comercias intercontinentais. D) a descrição de cenas de caça, rituais e símbolos cosmológicos. E) o retrato das personalidades da tribo. 32. No artigo “Velha praga”, publicado em 1014, Monteiro Lobato apresenta uma imagem negativa do caipira, que é reforçada no artigo “Urupês”, que dá nome ao livro: “Este funesto parasita da terra é o CABLOCO, espécie de homem, baldio, inadaptável à civilização, mas que vive à beira dela na penumbra das zonas fronteiriças. À medida que o progresso vem chegando com a via férrea, o italiano, o arado, a valorização da propriedade, vai ele refugindo em silêncio, com o seu cachorro, o seu pilão, a pica-pau e o isqueiro, de modo a sempre conservar-se fronteiriço, mudo e soma. Encoscorado numa rotina de pedra, recua para não adaptar-se.” A obra de Monteiro Lobato, especialmente Urupês: A) analisa o conflito entre os rebeldes de Conselheiro e as tropas federais no sertão baiano. B) através de uma visão mais realista, retrata o ambiente urbano e suburbano da sociedade carioca. C) analise o choque de ideias entre dois imigrantes alemães no interior do Espírito Santo. D) tem como ênfase a vida cotidiana do caipira no interior paulista, através de seus costumes, crenças e tradições. E) através de uma poesia evolucionista e determinista, coloca o homem condicionado, em sua atuação, a fatores como o meio e a raça.
  23. 23. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 23 33. “Policarpo era patriota. Desde moço, aí pelos vinte anos, o amor da pátria tomou-o todo inteiro. Não fora o amor comum, palrador e vazio; fora um sentimento sério, grave e absorvente. (...) o que o patriotismo o fez pensar foi num conhecimento inteiro do Brasil, levando-o a meditações sobre os seus recursos, para depois então apontar os remédios, as medidas progressivas, com pleno conhecimento de causa.(...) Não se sabia bem onde nascera, mas não fora decerto em São Paulo, nem no Rio Grande do Sul, nem no Pará. Errava quem quisesse encontrar nele qualquer regionalismo: Quaresma era antes de tudo brasileiro.” O fragmento acima, extraído da obra Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto, ilustra algumas das características mais marcantes da fase pré-modernista, que são: A) o nacionalismo crítico, analítico e a tentativa de compreender a nossa complexa realidade. B) o nacionalismo ufanista extremado e o intenso subjetivismo herdados dos poetas românticos. C) o resgate de padrões estéticos do Parnasianismo e a visão espiritualista adotada no Simbolismo. D) nacionalismo utópico consagrado pelo parnasiano Alberto de Oliveira e pelo romântico Castro Alves. E) a visão escapista e ilusória do mundo, bastante frequente na poesia dos últimos autores românticos. 34.A crônica muitas vezes constitui um espaço para reflexão sobre aspectos da sociedade em que vivemos. "Eu, na rua, com pressa, e o menino segurou no meu braço, falou qualquer coisa que não entendi. Fui logo dizendo que não tinha, certa de que ele estava pedindo dinheiro. Não estava. Queria saber a hora. Talvez não fosse um Menino De Família, mas também não era um Menino De Rua. É assim que a gente divide. Menino De Família é aquele bem-vestido com tênis da moda e camiseta de marca, que usa relógio e a mãe dá outro se o dele for roubado por um Menino De Rua. Menino De Rua é aquele que quando a gente passa perto segura a bolsa com força porque pensa que ele é pivete, trombadinha, ladrão. (...) Na verdade não existem meninos De rua. Existem meninos NA rua. E toda vez que um menino está NA rua é porque alguém o botou lá. Os meninos não vão sozinhos aos lugares. Assim como são postos no mundo, durante muitos anos também são postos onde quer que estejam. Resta ver quem os põe na rua. E por quê." (COLASSANTI, Marina. In: "Eu sei, mas não devia". Rio de Janeiro: Rocco, 1999.) No terceiro parágrafo em "... não existem meninos De rua. Existem meninos NA rua.", a troca de De pelo Na determina que a relação de sentido entre "menino" e "rua" seja: A) de localização e não de qualidade. B) de origem e não de posse. C) de origem e não de localização. D) de qualidade e não de origem. E) de posse e não de localização.
  24. 24. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 24 35. Mulheres e crianças: prisioneiros da Guerra de Canudos “Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda a história, resistiu até ao esgotamento completo. Expugnado palmo a palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5 ao entardecer, quando caíram os seus últimos defensores, que todos morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens feitos e uma criança, na frente dos quais rugiam raivosamente cinco mil soldados.” O trecho acima foi extraído do livro Os Sertões, de Euclides da Cunha. O autor, no livro: A) revela-se entre a literatura e a sociologia naturalista de forma idealizada e sentimental. B) deteve o seu olhar nos determinismos raciais por meio de uma linguagem muito acessível. C) mostra um relativo conhecimento da verdadeira situação da terra e dos costumes baianos, mas em nenhum momento se preocupa com o homem sertanejo. D) tenta desvendar o mistério da terra e do homem brasileiro com todas as armas da ciência e da sensibilidade. E) apresenta uma coletânea de contos, que destacam o sertanejo baiano no procedimento e na linguagem. 36. “A literatura desses escritores era feita para levar o leitor à reflexão de problemas que atingiam profundamente a sociedade brasileira. Eles souberam enxergar mais longe que seus contemporâneos e, embora ainda ligados à linguagem literária do século XIX, a postura crítica que demonstram em face da sociedade brasileira permite que sejam considerados pré-modernistas.” Com base na afirmação, assinale os versos musicais que estabelecem uma relação de correspondência com o fragmento acima. A) “Tente! / Levante sua mão sedenta e comece a andar / Não pense / Que a cabeça agüenta / Se você parar / Não! Não! Não!” (Raul Seixas) B) “O brasileiro, quando é do choro, / É entusiasmado quando cai no samba / Não fica abafado e é um desacato / Quando chega no salão / Não há quem possa resistir / Quando o chorinho brasileiro faz sentir, / Ainda mais de cavaquinho, / Com um pandeiro e um violão / Na marcação”. (Ademilde Fonseca) C) “Isto aqui ô ô / É um pouquinho do Brasil iá iá / Deste Brasil que canta e é feliz / Feliz, feliz, / É, também, um pouco de uma raça / Que não tem medo de fumaça ai, ai / Que não se entrega, não.” (Ary Barroso) D) “Nas favelas, no Senado / Sujeira pra todo lado / Ninguém respeita a constituição / Mas todos acreditam no futuro da nação / Que país é esse? Que país é esse? / Que país é esse? / Que país é esse? / (Renato Russo) E) “Brasil / Meu Brasil brasileiro / Meu mulato inzoneiro / Vou cantar-te nos meus versos / Ô Brasil, samba que dá / Bamboleio que faz gingar / Ô Brasil do meu amor / Terra de Nosso Senhor / Brasil, Brasil / Pra mim, pra mim”. (Ary Barroso)
  25. 25. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 25 37. A aparição (1875) – Gustave Moreau (pintura ilustrativa) “E dessa música e dessa cor, dessa harmonia e desse virginal azul vem então alvorando, através de penetrante, de sutil influência dos rubros Cânticos altos do sol e das soluçadas lágrimas noturnas da lua, a grande Flor original, maravilhosa e sensibilizada da Alma, mais azul que toda a irradiação azul e em torno à qual as águias e os astros, nas majestades e delicadezas das asas e das chamas, descrevem claros, largos giros ondeantes e sempiternos...”. Para o Simbolismo, tudo pode assumir um significado simbólico: elementos da natureza, construções do homem, formas abstratas, etc. O Simbolismo se manifestou na literatura, porém também teve grande expressão nas artes plásticas. O texto em evidência pode ser considerado simbolista: A) pela supervalorização da realidade. B) pela sua excessiva preocupação com o mundo natural. C) pela predominância da linguagem denotativa. D) pelo uso de abstrações e sinestesias. E) devido à subjetividade em relação ao tema. 38. TEXTO I (http://www.mapatur.com.br/ceara/internas/estabelecimentos/detalhes.php?id=575. Acesso em 10/4/2013)
  26. 26. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 26 TEXTO II (http://www.brasil.gov.br/imagens/noticias/imagens- 2012/dezembro/parada-pacto-nacional-pela-reducao-de-acidentes- no-transito/view. Acesso em 8/4/2012.) Comparando-se os dois textos, é lícito constatar que: A) pertencem a gêneros textuais distintos embora haja semelhanças temáticas e estilísticas. B) predomina em ambos a função conativa da linguagem e a variedade padrão da língua. C) são semelhantes na seleção lexical, haja vista a intenção comunicativa de denunciar os agentes transgressores do problema. D) o primeiro texto é mais expressivo ao observarmos os recursos estilísticos bem como os elementos verbais e não verbais. E) o segundo texto é mais conciso, o que garantirá melhor resultado acerca da causa anunciada. 39.Em nossos dias o sentimento do belo foi reduzido à mera apreciação de mercadorias. Ninguém se preocupa com o que é “belo” para si mesmo, ou com o que “parece belo”. Dizemos que algo é bonito sem muita reflexão. Sem grandes investigações internas e pessoais sobre o modo como “eu mesmo” sou capaz de formular este juízo sobre alguma coisa ou mesmo uma pessoa. Como posso julgar a beleza de algo? E como posso dizer que alguém é ou não belo, ou “bonito”? Esta questão nascida com a cultura até hoje não foi resolvida. (TIBURI, Márcia. o que é bonito para mim?) Pelo modo como o fragmento está escrito é possível classificá-lo como: A) um parágrafo argumentativo, pois o enunciador não se posiciona. B) um trecho descritivo, pois a preocupação é caracterizar o belo. C) um fragmento opinativo, pois o enunciador assume pontos de vista. D) um parágrafo narrativo, pois há ações e personagens. E) um trecho dissertativo, pois parte de um tema e não traz argumentos. 40. A questão étnica no Brasil tem provocado diferentes atitudes: I.Instituiu-se o "Dia Nacional da Consciência Negra" em 20 de novembro, ao invés da tradicional celebração do 13 de maio. Essa nova data é o aniversário da morte de Zumbi, que hoje simboliza a crítica à segregação e à exclusão social. II. Um turista estrangeiro que veio ao Brasil, no carnaval, afirmou que nunca viu tanta convivência harmoniosa entre as diversas etnias. Também sobre essa questão, estudiosos fazem diferentes reflexões: “Entre nós [brasileiros], (...) a separação imposta pelo sistema de produção foi a mais fluida possível. Permitiu constante mobilidade de classe para classe e até de uma raça para outra. Esse amor, acima de preconceitos de raça e de convenções de classe, do branco pela cabocla, pela cunhã, pela índia (...) agiu poderosamente na formação do Brasil, adoçando-o.” (Gilberto Freire. "O mundo que o português criou".)
  27. 27. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 27 [Porém] o fato é que ainda hoje a miscigenação não faz parte de um processo de integração das "raças" em condições de igualdade social. O resultado foi que (...) ainda são pouco numerosos os segmentos da "população de cor" que conseguiram se integrar, efetivamente, na sociedade competitiva. (Florestan Fernandes. "O negro no mundo dos brancos".) Considerando as atitudes expostas acima e os pontos de vista dos estudiosos, é correto aproximar: A) a posição de Gilberto Freire e a de Florestan Fernandes igualmente às duas atitudes. B) a posição de Gilberto Freire à atitude I e a de Florestan Fernandes à atitude II. C) a posição de Florestan Fernandes à atitude I e a de Gilberto Freire à atitude II. D) somente a posição de Gilberto Freire a ambas as atitudes. E) somente a posição de Florestan Fernandes a ambas as atitudes. 41. Círio de Nazaré ganha título de patrimônio cultural da humanidade A inscrição na lista da Unesco foi feita em 4 de dezembro do ano passado e contribui para dar visibilidade aos patrimônios culturais imateriais do mundo inteiro. A festividade religiosa de Belém também foi o primeiro bem cultural paraense inscrito pelo IPHAN no Livro de Registro das Celebrações como Patrimônio Cultural do Brasil. Além do Círio de Nazaré outros ritmos e expressões brasileiras, como o frevo, o samba de roda do Recôncavo Baiano e a pintura corporal da arte Kusiwa também são considerados patrimônio cultural imaterial. (http://www.cultura.gov.br/noticias-destaques/-/asset_publisher/OiKX3xlR9iTn/content/id/1220701) Ao se tornar um patrimônio da humanidade, o bem cultural: A) passa a ser protegido pelo IPHAN e a ser uma referência para a aquisição de lucro por parte do Estado. B) passa a ser uma referência cultural no país e no mundo, além de ser protegido pela Unesco. C) passa a ser protegido pelo governo do Estado e, esporadicamente, conta com a proteção do IPHAN. D) passa a ser protegido pela comunidade do Estado e a influenciar o patrimônio local. E) passa a ser protegido pela Unesco apenas com a concessão do IPHAN. 42. Em relação à arte do Egito Antigo, assinale a alternativa correta. A) Visava à valorização individual do artista. B) Manifestava as ideias estéticas com representações da natureza, evitando a representação da figura humana. C) Estava destinada à glorificação do faraó e à representação da vida de além-túmulo. D) Aproveitava os hieróglifos como ornamentação. E) Era um arte abstrata de difícil interpretação.
  28. 28. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 28 43.Conforme pesquisas, quanto mais rica se torna uma nação, maior a quantidade de idosos e menor a de jovens. Pelas projeções, a população mundial vai crescer até chegar a 10 bilhões de pessoas. Em países como o Brasil, aumenta o número de idosos e diminui o de crianças. Analise a charge abaixo. (http://www.4shared.com/all-images/M8L7Sv_A/_online.html) Pela análise dos elementos verbais e não verbais nela existentes, é possível inferir que: A) à proporção que há o aumento da expectativa de vida do brasileiro ocorre também a melhoria da qualidade de vida. B) o fato de a expectativa de vida aumentar não revela, necessariamente, melhoria nas condições de vida da população. C) envelhecer é, no Brasil, certamente vantajoso, pois possibilita a contemplação das mudanças no país. D) a elevação da expectativa de vida do brasileiro vem acompanhada de muitos benefícios e de alguns problemas. E) o brasileiro nem sempre recebe algo inversamente proporcional àquilo que lhe é merecido ou prometido. 44.Levando-se em consideração os aspectos semânticos da tira, assinale a alternativa correta. A) Mafalda, personagem resignada, não entende o comportamento do amigo sentado na calçada. B) Existe, na tira, por meio de Miguelito, um caráter passivo, não-transformador, já que ele “aguarda” da vida um sinal transformador. C) Não há, por parte das personagens, sinal algum de preocupação com o futuro. D) Há uma postura irônica por parte de Mafalda, no momento em que questiona Miguelito acerca do seu comportamento. E) A tira é atemporal, não apresentando qualquer nenhuma alusão ao tempo. 45.Torna-se claro que quem descobriu a África no Brasil, muito antes dos europeus, foram os próprios africanos trazidos como escravos. E esta descoberta não se restringia apenas ao reino linguístico, estendia-se também a outras áreas culturais, inclusive à da religião. Há razões para pensar que os africanos, quando misturados e transportados ao Brasil, não demoraram em perceber a existência entre si de elos culturais mais profundos. (SLENES, R. Malungu, ngoma vem! África coberta e descoberta do Brasil. Revista USP, n.º 12, dez./jan./fev. 1991-92 (adaptado).) Com base no texto, ao favorecer o contato de indivíduos de diferentes partes da África, a experiência da escravidão no Brasil tornou possível a: A) formação de uma identidade cultural afro-brasileira. B) superação de aspectos culturais africanos por antigas tradições europeias. C) reprodução de conflitos entre grupos étnicos africanos. D) manutenção das características culturais específicas de cada etnia. E) resistência à incorporação de elementos culturais indígenas.
  29. 29. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 29 MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 46.O gráfico mostra, em função do tempo, a evolução do número em bactérias em certa cultura. Dentre as alternativas abaixo, decorridos 30 minutos do início das observações, o valor mais próximo desse número é: A) 18.000 B) 20.000 C) 32.000 D) 14.000 E) 40.000 47.Numa aula sobre Geometria Analítica, o professor Arthur pediu aos alunos Pedro e Ângelo que marcassem no plano cartesiano os pontos A(–2, –5) e B(–1, –3). Em seguida, também pediu ao aluno Lucas que marcasse no mesmo plano o ponto C(m, 3) de forma que este ponto estivesse alinhado com os pontos marcados por Pedro e Ângelo. Para que Lucas acertasse as coordenadas do ponto, o valor de m é igual a: A) –2 B) –1 C) 1 D) 2 E) 3 48.Oscar Niemeyer, ilustre arquiteto brasileiro, foi um profissional respeitadíssimo pela beleza e complexidade de suas obras, e pela utilização de formas geométricas em muitos de seus trabalhos. Para um projeto realizado em Niterói, Niemeyer abusou das poligonais, utilizando dois polígonos diferentes para compor todo o seu projeto. Sabe-se que esses dois polígonos possuem números de lados representados por números pares e consecutivos, e que a soma dos ângulos internos dos dois polígonos, juntos, é igual a 2520 graus. Desta forma, o número de diagonais do polígono com menor número de lados entre estes dois polígonos é: A) 20 B) 35 C) 9 D) 5 E) 54 49.Em época de feriados prolongados, como a Semana Santa, a procura por hotéis e resorts em lugares com praia aumenta bastante. É um bom período para passear com a família e descansar um pouco. A família de Abelardino viajou para um hotel no qual a piscina tinha o formato de um trapézio retângulo, de base maior medindo 15 m, base menor 10 m e altura 12 m. O contorno da piscina desse hotel vale: A) 55 m B) 50 m C) 53 m D) 51 m E) 54 m 50.O pH de uma solução é definido por pH = log(1/H+) onde H+ é a concentração de hidrogênio em íons-grama por litro de solução. O pH de uma solução tal que H+ = 1,0 × 10-8 é: A) 7 B) 10-8 C) 1,0 D) 8 E) 0
  30. 30. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 30 51.Os pontos notáveis dos triângulos facilitam as análises de questões que envolvem as relações angulares desses polígonos, o que, inclusive, auxilia também as análises dos demais polígonos. Dentre os pontos notáveis dos triângulos, o único que pode ser interior, exterior ou estar sobre o vétrice do triângulo é o: A) Incentro B) Ortocentro C) Circuncentro D) Baricentro E) Centro 52.O tempo mínimo necessário para que um capital inicial empregado a taxa de 2% ao mês de juros compostos, que são capitalizados mensalmente, dobre de valor é de: (Considere: log 1,02 = 0,0086; log 2 = 0,3010) A) 3 anos B) 2 anos e 11 meses C) 2 anos e 10 meses D) 2 anos e 6 meses E) 2 anos 53.Uma quadra de tênis tem o formato de um retângulo com dimensões iguais a 20 m e 15 m. Dessa forma, a distância de um vértice dessa quadra até a diagonal da mesma que não contenha tal vértice, em metros, é igual a: A) 10 B) 13 C) 11 D) 12 E) 15 54.A circunferência máxima de uma bola de basquete oficial é de, aproximadamente, 78 cm. Assim, desprezando a espessura das paredes dessa bola, ela comporta, no máximo, uma quantidade de ar igual a: 3)π(Adote  A) 8788 cm³ B) 8712 cm³ C) 8701 cm³ D) 8698 cm³ E) 8675 cm³ 55.O IDH – Índice de Desenvolvimento Humano – é um número entre 0 e 1, calculado pela média aritmética de três índices: de educação, de expectativa de vida ao nascer e do PIB em dólares. Com base nesses dados e na comparação entre os países, é possível analisar a qualidade de vida e o desenvolvimento humano no planeta. O cálculo do índice do PIB é feito através da seguinte fórmula: Índice do PIB = 100log40000log log100capita)per(PIBlog   onde PIB per capita é o valor da renda per capita do país analisado, em dólar; 40000 dólares é o valor máximo de renda per capita no mundo. Um país que tenha o índice do PIB igual a 0,79, possui um PIB per capita aproximado de: A) 100 dólares. B) 500 dólares. C) 1000 dólares. D) 5000 dólares. E) 10000 dólares. Dado: log 2  0,30; log 3  0,41; log 5  0,70.
  31. 31. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 31 56.Uma pessoa investiu R$ 5000,00 em uma aplicação financeira, por um prazo de 4 anos, ao fim do qual teve um saldo total de R$ 20000,00. Sabendo-se que, durante esse período, essa pessoa não fez saques nem depósitos e que a aplicação teve rendimento anual segundo uma progressão geométrica, pode-se afirmar que o rendimento, em reais, obtido no primeiro ano foi de, aproximadamente: A) 950,00 B) 1500,00 C) 1620,00 D) 2000,00 E) 2500,00 57.Numa cidade, a cada ano, o número de novos profissionais de uma certa área é de 10 a mais do que o número de novos profissionais do ano anterior. Se, durante 9 anos, o número de profissionais dessa área teve um aumento de 396 profissionais, pode-se afirmar que, no 3o ano, o número de novos profissionais foi igual a: A) 15 B) 24 C) 35 D) 40 E) 45 58.As zonas horárias ou fusos horários são cada uma das vinte e quatro regiões em que se divide a Terra e que seguem a mesma definição de tempo. O termo fuso denomina a porção de superfície esférica compreendida entre dois semiplanos que partem de um diâmetro da esfera, assemelhando-se à superfície externa de um gomo de laranja. Considerando a terra com o formato de uma esfera cujo raio aproximado é de 6360 km, a área da região de um fuso horário vale em Km²: (Considere π = 3) A) 30600000 B) 20224800 C) 20446400 D) 30644800 E) 24482400 59.Um homem pesando 256 kg se submete a um regime alimentar, de modo que, a cada 3 meses, seu peso fica reduzido em 25%. A completar 1 ano de regime, ele pesa P kg, tal que: A) 120 < P  140 B) 100 < P  120 C) 80 < P  100 D) 60 < P  80 E) 40 < P  60 60.Uma das coisas mais gostosas do verão é se deliciar, principalmente nos dias mais quentes, com um saboroso sorvete. E como resistir a casquinha? Que também é uma delícia. Se um indivíduo ao comer uma casquinha de sorvete no formato de um cone circular reto de diâmetro da base 12 cm e altura 24 cm resolve comer a casquinha até que o raio da base seja reduzido a 2 cm, a altura da casquinha ficará reduzido a: A) 8 cm B) 7 cm C) 6 cm D) 4 cm E) 2 cm
  32. 32. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 32 61.Em uma aula de Matemática sobre Geometria no Plano Cartesiano, professor Cleverson localizou o ponto P(4 – m , m + 6 ) na primeira bissetriz e o ponto Q( a + 1, 3 + a ) sobre o eixo OY. Com base nesses pontos, verificou que a distância entre os pontos P e Q é igual a: A) u.c22 B) u.c23 C) u.c26 D) u.c30 E) u.c34 62.(Fuvest-1999) A distribuição das idades dos alunos de uma classe é dada pelo seguinte gráfico: Qual das alternativas representa melhor a média de idades dos alunos? A) 16 anos e 10 meses B) 17 anos e 1 mês. C) 17 anos e 5 meses. D) 18 anos e 6 meses. E) 19 anos e 2 meses. 63.Se um recipiente em forma de cubo, usado para armazenar bolinhas de tênis de mesa, tiver sua aresta aumentada em 10%, a sua capacidade sofrerá um aumento igual a: A) 22,2% B) 12,1% C) 33,1% D) 25% E) 42,1%
  33. 33. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 33 64.As ilustrações a seguir apresentam as dimensões da casa, a quantidade média mensal de chuva na região, em milímetros, e a forma do reservatório a ser construído. Sabendo que 100 milímetros de chuva equivalem ao acúmulo de 100 litros de água em uma superfície plana horizontal de um metro quadrado, a profundidade (p) do reservatório deverá medir: A) 4 m B) 5 m C) 6 m D) 7 m E) 8 m 65. Pedra sobre pedra Cerca de 2,3 milhões de blocos ajudaram a botar de pé a pirâmide de Quéops. As pedras foram o começo de tudo – cada bloco pesava em média 2,5 toneladas e tinha 10 m de comprimento 5 m de largura e 5 m de altura, mas isso variava: o tamanho diminuía de acordo com a altura, e em lugares específicos, como a câmara do rei, havia pedras gigantes, estimadas em até 80 toneladas. Depois de cortados nas pedreiras, os blocos eram lixados e catalogados: escrevia-se o nome do faraó e o do grupo de trabalhadores responsáveis. No total, 2,3 milhões de blocos teriam sido usados na construção da pirâmide de Quéops. Considerando o peso médio dos blocos e o seu formato de um paralelepípedo retângulo, a densidade do bloco em kg/m³ vale: (Densidade = massa/volume) A) 25 B) 20 C) 15 D) 10 E) 8
  34. 34. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 34 66. Por que as latas de Óleo sumiram? As embalagens de lata são muito recicladas, decompõem-se em pouco tempo e são menos prejudiciais ao ambiente. Ainda assim, a indústria de óleos de cozinhas as substituiu pelas de PET. A lata perdeu mercado porque o plástico é mais barato, resistente e deixa o produto à mostra. (Extraído de www.northshoppingfortaleza.com.br. Acesso em 04 de junho de 2014) Sabendo que a lata de óleo da marca SOYA tinha capacidade para 900 m de óleo, sendo que a altura dessa lata é de 30 cm, o raio da base desse recipiente era igual a: (Adote  = 3) A) cm10 B) cm3 C) cm103 D) cm310 E) cm102 67.Duas empresas A e B têm ônibus com 50 assentos. Em uma excursão para Balneário Camboriú, as duas empresas adotam os seguintes critérios de pagamento: A empresa A cobra $25,00 por passageiro mais uma taxa fixa de $400,00. A empresa B cobra $29,00 por passageiro mais uma taxa fixa de $250,00. O número mínimo de excursionistas para que o contrato com a empresa A fique mais barato do que o contrato da empresa B é: A) 37 B) 38 C) 35 D) 40 E) 41 68.(VUNESP–2009). Durante o ano letivo, um professor de matemática aplicou cinco provas para seus alunos. A Tabela apresenta as notas obtidas por um determinado aluno em quatro das cincos provas realizadas e os pesos estabelecidos pelo professor para cada prova. Se o aluno foi aprovado com média final ponderada igual a 7,3, calculada entre as cinco provas, a nota obtida por esse aluno na prova IV foi: A) 9,0 B) 8,5 C) 8,3 D) 8,0 E) 7,5 Prova I II III IV V Nota 6,5 7,3 7,5 ? 6,2 Peso 1 2 3 2 2
  35. 35. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 35 69.O cubo de Rubik, também conhecido como cubo mágico, é um quebra- cabeça tridimensional, inventado pelo húngaro Ernő Rubik em 1974. Originalmente foi chamado o "cubo Mágico" pelo seu inventor, mas o nome foi alterado pela Ideal Toys para "cubo de Rubik". Nesse mesmo ano, ganhou o prémio alemão do "Jogo do Ano" (Spiel des Jahres). Ernő Rubik demorou um mês para resolver o cubo pela primeira vez. O cubo de Rubik tornou-se um ícone da década de 1980, década em que foi mais difundido. O Cubo de Rubik é um cubo geralmente confeccionado em plástico e possui várias versões, sendo a versão 3x3x3 a mais comum, composta por 6 faces de 6 cores diferentes, com arestas de 5,4 cm. A área da região relativa as seis cores sabendo que o espaçamento entre cada quadrado que compõe as faces é de 0,2 cm, em cm² é: A) 150 B) 100 C) 250 D) 200 E) 50 70.(IBMEC–2005). Chama-se mediana de um conjunto de 50 dados ordenados em ordem crescente o número x dado pela média aritmética entre os 25o – e o 26o – dado. Observe no gráfico a seguir uma representação para as notas de 50 alunos do primeiro semestre de Ciências Econômicas numa determinada prova. A mediana das notas dos 50 alunos de Ciências Econômicas nesta prova é igual a: A) 3. B) 4. C) 5. D) 6. E) 7. 71.Numa loja para artigos religiosos, lia-se o seguinte anúncio: “Velas cilíndricas lisas ou com acabamento riscadas medida de 50 centímetros de altura x 10 centímetros de diâmetro, utilização para decorações em castiçal, mesas e chão, utilizadas em igrejas como ciro pascoal, maciça fabricada com parafina 100% pura.” Para fabricar a vela do anúncio, a quantidade de parafina necessária será em litros aproximadamente: A) 4,35 B) 3,93 C) 5,15 D) 3,55 E) 4,15
  36. 36. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 36 72.A figura mostra a planificação de um cubo, que apresenta imagens em suas faces. O cubo montado a partir dessa planificação é: a) d) b) e) c) 73.O ouvido humano pode perceber uma extensa faixa de intensidades de ondas sonoras (som), desde cerca 10 -12 w/m2 (que se toma usualmente como o limiar de audição) até cerca de 1w/m2 (que provoca a sensação de dor na maioria das pessoas). Em virtude da enorme faixa de intensidades a que o ouvido é sensível e também em virtude de a sensação psicológica da intensidade sonora não variar diretamente com a intensidade mas, com melhor aproximação, com o logaritmo da intensidade (Lei de Weber-Fechner), usa-se uma escala logarítmica para descrever o nível de intensidade de uma onda sonora. O nível de intensidade G medido em decibéis (db) se define por G = 10 log (I / 10-12), onde I é a intensidade do som. Nessa escala, o limiar de audição e o limiar de audição dolorosa são respectivamente: A) 0 decibéis e 100 decibéis B) 5 decibéis e 120 decibéis C) 0 decibéis e 120 decibéis D) 5 decibéis e 100 decibéis E) 0 decibéis e 130 decibéis
  37. 37. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 37 74.O Temaki é uma febre entre os jovens brasileiros. Mas, o que poucos sabem é que, essa iguaria da culinária asiática tem uma origem interessante no Japão: ele era vendido em barracas nas ruas da capital japonesa no século 19 e foi feito especialmente para refeições rápidas (uma vez que te significa mão e maki enrolado, ou seja, enrolado com a mão), o cone de algas recheado foi criado desta forma para evitar que o shoyu caísse na roupa das pessoas enquanto elas andassem. (Extraído de http://www.acasadoyakisoba.com.br/ Acesso em 20 de agosto de 2014) Considerando que o formato de um temaki seja exatamente o de um cone de revolução de área da base aproximadamente igual a 28,26 cm² e geratriz 5 cm, a altura desse temaki em cm, é igual a: A) 1 B) 2 C) 3 D) 4 E) 5 75.(UERJ) Um fruticultor, no primeiro dia da colheita de sua safra anual, vende cada fruta por R$ 2,00. A partir daí, o preço de cada fruta decresce R$ 0,02 por dia. Considere que esse fruticultor colheu 80 frutas no primeiro dia e a colheita aumenta uma fruta por dia. O ganho do fruticultor com a venda das frutas em função do dia de colheita pode ser representada por : A) g(d) = – 0,02d² + 0,4d + 160 B) g(d) = 0,02d² – 1,60d + 160 C) g(d) = 0,2d² + 0,4d – 160 D) g(d) = –0,02d² + 1,60 – 160 E) g(d) = –0,2d² – 0,4d + 160 76.A tangerina é uma fruta importante para adolescentes, pois contém pequenas quantidades de açúcares e seu principal componente é especialmente a água. É uma boa alternativa para substituir o fluido e os minerais após a atividade física, graças à quantidade de vitamina C, potássio, carotenoides e outros nutrientes que possui. Considere uma tangerina como sendo uma esfera perfeita de raio R, formada por doze gomos idênticos. Assim, o volume de cada gomo é dado por: A) 9 πR³ B) 3 πR³ C) 4 πR³ D) 2 πR³ E) 10 πR³ 77.Um software muito utilizado por engenheiros para a análise da viabilidade de projetos para a construção civil permite a colocação de coordenadas cartesianas nos seus itens. Dessa forma, um canteiro de formato triangular foi colocado nesse programa, e seus vértices ficaram representados pelas seguintes coordenadas: P(–1; 2); Q(3; –2) e T(4; 0). Assim, a área limitada por esse canteiro no software, em u.a., é igual a: A) 6 B) 7 C) 8 D) 9 E) 10
  38. 38. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 38 78.Para conseguir impressionar seus amigos da escola que não conheciam as sequências numéricas, Luquita afirmou a eles que conseguia calcular a soma dos termos da sequência (0,7; 0,07; 0,007;...). Como a sequência possui infinitos termos, a galera de Luquita deu risada do seu comentário, apenas parando quando ele chegou ao resultado correto de: A) 7 1 B) 7 9 C) 9 7 D) 1 E) 9 79.Define–se custo médio de produção Cm(x) o valor de produção de uma peça de um lote de x peças. Assim, o custo médio é calculado dividindo–se o custo total pelo número de peças produzidas: Cm (x) =   x xC . Se o custo médio de produção de certa mercadoria é dado por Cm (x) = – x + 3 + x 10 e a função receita é dada por R(x) = 10x – 2x2 (x é dado em milhares): O número de peças a serem produzidas para que o lucro seja máximo é de : A) 1,5 B) 2,0 C) 2,5 D) 3,0 E) 3,5 80.O alpinismo é um esporte de aventura extremo, que envolve uma série de fatores de risco para os seus praticantes. Mesmo assim, o seu número de adeptos cresce ano após ano, assim como o número de vítimas fatais das “escaladas”. Um alpinista escalou 1024 m de uma montanha no primeiro dia de escalada, 512 m no segundo, 256 m no terceiro, e assim sucessivamente. Nestas condições, o número de dias que o alpinista levou para completar 2040 m escalados foi: (Extraído de http: // g1.globo.com / Acessado em 24 de agosto de 2014) A) 6 B) 7 C) 8 D) 10 E) 12 81.O governador Jaques Wagner assinou, na manhã desta terça-feira (16), uma ordem de serviço que autoriza a construção de três viadutos sobre a Avenida Luiz Viana Filho, mais conhecida como Paralela, em Salvador, e uma via marginal, no bairro de Narandiba. As obras farão parte do Complexo Viário do Imbuí. Considerando que o projeto para a construção de um viaduto foi colocado num plano de coordenadas cartesianas, nota-se que dois pontos distintos de uma viga são dados por P(2, 3) e Q(k, 1). Se a distância entre esses dois pontos no plano é igual a 2 u.c., então o valor de k é igual a: A) –2 B) –1 C) 0 D) 1 E) 2
  39. 39. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 39 82.Uma pessoa corre em uma planície, com velocidade de 350 m/min, em direção a um penhasco. Em determinado ponto, avista o cume do penhasco sob um ângulo de 30º e, após correr durante 4 minutos, o avista sob um ângulo de 45º. Com base nesses dados, pode-se concluir que a altura do penhasco, em metros, é aproximadamente, igual a: A) 1200 B) 1500 C) 1830 D) 2200 E) 2400 83.Uma brincadeira entre amigos da faculdade de Matemática consistia em montar uma sequência na qual cada termo era obtido somando ao seu antecessor uma constante. Dessa forma, um dos amigos disse ao resto da turma que a sua sequência tinha a soma dos 12 primeiros termos igual a 150, com a constante sendo igual a 15. Dessa forma, o primeiro termo dessa sequência é igual a: A) 70 B) –70 C) 60 D) –60 E) –50 84.O preço de um certo automóvel hoje é R$ 40 000,00 e estima-se que seu valor y, daqui a x anos, seja dado por y = a . bx . Considerando-se que o valor desse automóvel daqui a 2 anos é R$ 24 000,00, pode-se afirmar que seu valor, em reais, daqui a 4 anos, é igual a: A) 14 600 B) 14 400 C) 14 000 D) 12 000 E) 8 000 85.Rodeado por grandes montes verdejantes, o Ehime Science Museum foi inaugurado em 1994 na cidade Niihama Ehime. Composto por cinco edificações espaçosas, o complexo foi concebido pelo famoso arquiteto japonês, Kisho Kurokawa. O complexo consiste em um grupo de estruturas separadas (uma elipse, um cubo, uma esfera, um triângulo e um cone). O seu hall, em forma de cone equilátero com 30 m de diâmetro de base, simboliza o mecanismo da natureza e da mente humana, caracterizado por diferentes formas geométricas e paredes exteriores feitas com materiais diferentes, Kisho cria uma atmosfera semi- futurista expressando forma e beleza. Ehime Prefectural Science Museum Com relação ao hall do museu, podemos afirmar que a area lateral vale em m² aproximadamente: A) 1430 B) 1434 C) 1513 D) 1530 E) 1413
  40. 40. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 40 86.Suponha que no dia 23 de junho de 2015, o Serviço de Meteorologia do Estado da Bahia tenha informado que a temperatura em Salvador atingiu o seu valor máximo às 14 horas, e que nesse dia a temperatura f(t) em graus é uma função do tempo t medido em horas, dada por f(t) = – t² + bt – 156, quando 8 < t < 20. O valor de b é: A) 14 B) 21 C) 28 D) 35 E) 42 87.Um automóvel gasta 10 litros de combustível para percorrer 65 km. Num percurso de 910 km, a quantidade consumida, em litros de combustível, será de: A) 1,4 B) 14 C) 140 D) 240 E) 1400 88.Um prego é constituído por 3 partes: uma cabeça cilíndrica, um corpo também cilíndrico e uma ponta cônica. Em um prego inteiramente constituído de aço, temos as seguintes especificações: Raio (mm) Altura(mm) cabeça 4 1 corpo 3 60 ponta 3 2 Lembre-se: O volume de um cone com raio da base r e altura h é igual a um terço do volume de um cilindro com raio da base r e altura h. O volume mínimo de aço necessário para produzir 100 pregos é, em mm3: A) 57 400 B) 56 200 C) 54 800 D) 48 600 E) 45 400 89.O preço de venda de um livro é de R$ 25,00 a unidade. Sabendo que o custo de cada livro corresponde a um valor fixo de R$ 4,00 mais R$ 6,00 por unidade, o lucro líquido (valor descontado das despesas) na venda de 500 livros é de: A) R$ 9000,00 B) R$ 9396,00 C) R$ 9496,00 D) R$ 9596,00 E) R$ 9696,00 90.Uma pessoa vai escolher um plano de saúde entre duas opções: A e B. Condições dos planos: Plano A: cobra um valor fixo mensal de R$ 140,00 e R$ 20,00 por consulta num certo período. Plano B: cobra um valor fixo mensal de R$ 110,00 e R$ 25,00 por consulta num certo período. Temos que o gasto total de cada plano é dado em função do número de consultas x dentro do período pré–estabelecido. O número mínimo de consultas para que o plano A seja mais econômico que o plano B é: A) 6 consultas B) 7 consultas C) 8 consultas D) 9 consultas E) 10 consultas
  41. 41. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 41 RESOLUÇÃO COMENTADA LINGUAGENS INGLÊS 01.C - Lê-se na pergunta da propaganda: Have you ever thought about adopting a polar bear? A palavra “adopting”, que significa adotar, é a chave para o entendimento do texto. 02.A - O principal objetivo do website é tornar a sua experiência de compras online simples, livre de estresse e com preços baixos. 03.D - A frase diz exatamente o que está exposto na alternativa D. Ou seja, é necessário refletir sobre o que se lê. 04.D - O sistema que recruta soldados para guerras motivadas por interesses econômicos. Bob Dylan escreveu essa letra em protesto contra o sistema que fomenta guerras para sustentar a indústria militarista, o que se encontra, em outras palavras, na alternativa C. 05.C - Segue uma política externa conjunta. O seu conhecimento referente aos objetivos do MERCOSUL permite excluir as outras alternativas. Com a leitura do texto, confirma-se a alternativa C como a correta. ESPANHOL 01.C- Ao fazer uma leitura do texto, extrai-se dele que o fato de se manter magro é uma moda para alguns, para outros trata-se de um negócio e para os médicos é uma verdadeira incógnita. 02.A- O texto relata que grandes indústrias como o Facebook e Sony já iniciaram os investimentos, visando a realidade aumentada. 03.D- O humor da charge se obtém através da duplicidade da palavra “aumentar”, que pode ser entendida como aumento salarial ou também como aumento de pessoal. 04.D- Na frase “Queria dar uma vida melhor aos seus filhos”, é que se percebe o motivo de sua ida a Madrid. 05.C- De acordo com o infográfico, a quantidade de peruanos que saíram do país e regressaram (250 mil) é menor do que aqueles que saíram e não voltaram (mais de 2 milhões). PORTUGUÊS 06.C- A transcrição da linguagem coloquial e a desobediência às normas gramaticais confirmam a oralidade característica da cultura popular. 07.B- A utilização de uma forma fixa como o soneto e a valorização de aspectos transcendentais ligados aos estados de alma são características simbolistas encontradas no texto. 08.D- O texto destaca que a visão sobre o funk ultrapassa sua concepção musical ou elementos individuais como músicas ou cantores, mas destaca sua origem e função social. 09.B- O autor do artigo mostra-se indignado com a tese de que a escrita cursiva esteja ultrapassada num mundo imerso na cultura digital (“Sou o primeiro a reclamar das inutilidades impostas aos alunos durante toda a vida escolar, mas o fim da escrita cursiva me deixa horrorizado”). 10.B- A questão é de média dificuldade porque existe um texto em cada item-resposta, bem como figuras de linguagem distintas. Podemos constatar, por exemplo, ironia, comparação, aliteração nos itens A, C e D, respectivamente. Entretanto, a resposta é a letra B, pois a expressão “sem cabeça” estabelece a ideia da parte pelo todo, já que a mãe está completamente sem condição para ajudar o filho por estar envolvida em outra tarefa. 11.C- Na tirinha, a marca formal “parecer” justifica o raciocínio apresentado na proposição.
  42. 42. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 42 12.D- A partir do título, é possível considerar que, em verdade, o que temos na Internet são conteúdos multiplicados a partir das mesmas fontes. 13.D- A fala de Marcelo El Khouri Buzato é validada pelo fato de ele ser um acadêmico, um pesquisador da questão do letramento digital. Essa fala de autoridade sustenta, por sua vez, a reflexão proposta pelo enunciador do texto. 14.C- O cachorro real é bastante diferente de seu equivalente na versão da placa. 15.E- A tirinha indica que um livro só é um livro quando é tocado e consumido pelo olhar de um leitor. 16.D- Língua e dialeto são estatutos atribuídos a uma variedade linguística. Observemos: “A confusão desapareceu a partir de 1997, ano em que o mirandês foi considerado oficialmente uma língua minoritária com estatuto reconhecido no território linguístico português”. 17.C- A Segunda Guerra Mundial é tomada, na argumentação, como um marco do crescimento da “popularidade das histórias em quadrinhos com o aparecimento de heróis ficcionais no conflito bélico”. 18.B- O texto reconhece as determinações biológicas envolvidas na realização da língua, mas sublinha que, sem a vida em comunidade, essa capacidade natural não se cumpre com plenitude. 19.E- O modalizador “provavelmente” assinala a presença do enunciador no discurso que produz, indicando seu envolvimento no processo argumentativo. 20.A- A opção pelas formas nominais indica que as ações propostas podem ser realizadas por qualquer leitor. 21.C- “pode” e “deve” indicam, respectivamente, direitos do consumidor e deveres das empresas. 22.A- Os dois textos confirmam a tese determinista comum aos naturalistas, segundo a qual, o ser humano é incapaz de superpor-se aos fatos, pois alguns fatores como a hereditariedade e o meio social agem decisivamente sobre ele, condicionando e determinando o seu comportamento. 23.D- A biografia de José de Alencar segue uma estrutura ordenada: seu nascimento e morte, os seus pais, a sua infância; a linguagem do texto é marcada pela objetividade, ou seja, os enunciados foram elaborados para enfatizar o assunto, as informações sobre a vida do autor, não as impressões pessoais do enunciador sobre elas. 24.E- A literatura é um jeito de imitar a vida por meio de palavras arrumadas de modo tal que formem uma suprarrealidade, isto é, uma realidade paralela ao ambiente que foi imitado. 25.E- O projeto modernista defendia a assimilação da língua popular nos textos literários, por isso tornaram-se comuns o desprezo às normas gramaticais, o rompimento com a sintaxe tradicional e a valorização do inconsciente. 26.A- Trata-se da “identificação de distintos sistemas de avaliação social de variantes linguísticas e processos independentes de variação e mudança dentro do cenário linguístico brasileiro”. 27.E- Em contato com a psicanálise, voltaram-se os surrealistas para o subconsciente, os sonhos e a hipnose. Mário de Andrade, também, sofreu forte influência da psicanálise em suas obras. Em literatura, os surrealistas pregavam a “escrita automática”, procedimento que permitia ao autor o registro da obra como esta lhe vinha à mente, sem pontuação, sem ordem e no caos. 28.D- O fragmento, além de se vincular à civilização cafeeira e industrial (1928), enfatiza uma situação corriqueira do cotidiano das pessoas – a merecida xícara de café. 29.D- Oswald, no texto da questão, propõe uma reinterpretação do conceito de nacionalidade ao apresentá-lo sob outra perspectiva, bem distante da ótica ufanista defendida pelos românticos. 30.B- As andorinhas são aves migratórias. A pintura de Balla mostra um bando de andorinhas em sequência precisa, uma atrás da outra, recriando as ideias de movimento e velocidade, características do Futurismo. 31.D- No período pré-histórico não havia técnica de retratos realistas e, tampouco, contato intercontinental via comércio ou o desenvolvimento de cidades, como a pólis grega. O que, em suma, as pinturas rupestres descreviam eram as cenas de caças (que faziam parte do cotidiano do homem primitivo), os vários rituais – desde sacrifício até rituais sexuais – e a simbolização astronômica.
  43. 43. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 43 32.D- A preguiça, a apatia representam, na obra, a ignorância e o atraso do homem do campo. 33.A- Contextualizado no final do século XIX, no Rio de Janeiro, a obra narra os ideais e a frustração do funcionário público Policarpo Quaresma, homem metódico e nacionalista fanático. 34.A- A preposição “de”, em meninos de rua, indica qualidade; a preposição “na”, em meninos na rua, indica localização. 35.D- A obra é uma narrativa com estilo literário, de fundo histórico e de rigor científico. 36.D- Através de uma postura crítica e analítica, esse período representou uma profunda renovação em nossa cultura e se caracterizou pela “redescoberta” do verdadeiro Brasil através do interesse em estudar a nossa realidade política e social. 37.D- O exagero de palavras com iniciais maiúsculas e a mistura de elementos sensoriais caracterizam o texto como simbolista. 38.D- A questão é fácil, exigindo, apenas, a leitura atenta do aluno. Os textos pertencem ao mesmo gênero; daí a linguagem apelativa. Entretanto, o Texto I é mais expressivo tanto nos elementos verbais quanto nos não verbais. A campanha visa atingir até estrangeiros (“Children and teenagers...”). 39.C- Percebe-se claramente que o fragmento é opinativo, já que o enunciador se posiciona diante da questão abordada. 40.C- I se refere à atualposição dos afrodescendentes na luta pela igualdade social. Já II reflete uma posição de integração étnica e racial. As observações de Florestan Fernandes e de Gilberto Freyre concordam, respectivamente, com as atitudes I e II. 41.B- Como foi considerado pela Unesco patrimônio cultural da humanidade, o bem passa a ser referência no país e no mundo e a ser protegido pela própria Unesco. 42.C- A arte egípcia glorificava o faraó e representava a vida depois da “morte”. 43.B- A charge mostra que a expectativa de vida aumenta, mas os problemas continuam. 44.B- Percebe-se claramente a passividade de Miguelito em relação à vida. 45.A- O texto explora o encontro do africano com o Brasil e, portanto, a formação da cultura afro-brasileira.
  44. 44. SARTRE COC — Simulado ENEM — 3/2015 44 Matemática 46.D Do gráfico, temos: Portanto f(t)= 104.2t, onde t é, em horas, o tempo decorrido. f(0) = 104 f(0,5) = 104.20,5 a.b0 = 104a = 104 f(0,5) = 104. 2 f(3) = 8. 104 Com 2  1,4 temos f(0,5)  10000.1,4  f(0,5)  14000 a.b3 = 8. 104 104.b3 = 8. 104 b3 = 8. 4 4 10 10  b = 3 8 b = 2 47.D Condição de Alinhamento –2 –1 m –2 –5 –3 3 –5 6 – 3 – 5m – (5–3m –6) = 0 3 – 5m + 1 + 3m =0 –2m = –4 m = 2 48.A 20= 2 3)8.(8 = 2 3)n.(n =d gono)lados(octó8=2.4 4=n 16=4n 14=24n 180º 2520º =2n+22n 2520º=2].180º2)+[(2n+2).180º(2n 49.B m13x 169x 125x 222    2p = 15 + 12 + 10 + 13 = 50 m 50.D. Sabemos que 1 / 10-8 = 108. Assim, pela definição de pH dada, temos que pH = log(1 / 10-8) = log(108) = 8 log10 = 8(1) = 8. Logo, (D) é a alternativa correta. 51.B. O único ponto que condiz com as condições citadas é o Ortocentro. 52.B. M = C (1 + i)n, onde n é o número de meses. Como queremos M = 2C, segue que 2C = C(1,02)n. Daí, vem que (1,02)n = 2. n = 1,02log 2 = 1,02log 2log n = 0,0086 0,3010 n = 86 3010 n = 35 meses 53.D Hip . alt = cat1 . cat2 25 . x = 20 . 15 x = 12 m = 0

×