SlideShare uma empresa Scribd logo
Avaliação de Sociologia -A Democracia -3º ano do Ensino Médio.
01. A alternativa que não está ligado à características de regimes democráticos
contemporâneos é:
a) Criação de direitos reais.
b) Ampliação de direitos existentes.
c) Criação de novos direitos.
d) Legitimação de conflitos ideológicos.
e) Valor absoluto e vitalício das leis.
02. O ato de um grupo de pessoas serem eleitos, por meio de um regime de votação onde os
cidadãos escolhe a melhor pessoa de acordo com as suas necessidades para governar alguma
instância política é denominado de:
a) Democracia Direta.
b) Democracia Governamental.
c) Democracia Popular.
d) Democracia Representativa.
e) Oligarquia.
03. Democracia:governo no qual o povo toma as decisões importantes a respeito das políticas
públicas, não de forma ocasional ou circunstancial, mas segundo princípios permanentes de
legalidade. (Dicionário Houaiss de Lingua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2007)
O conceito de democracia apresentado acima se relaciona diretamente com a prática de:
a) unidade sindical.
b) socialização da riqueza.
c) estabilidade constitucional.
d) autodeterminação das minorias.
04. Nesse tipo de democracia o povo participa diretamente, propondo, aprovando ou
autorizando a elaboração de uma lei ou a tomada de uma decisão relevante pelo Estado. A
atuação do povo não é exclusiva, pois age em conjunto com os representantes eleitos, que vão
discutir, elaborar ou aprovar a lei. O texto faz referências a:v
a) Democracia Direta.
b) Democracia Representativa.
c) Democracia Semidireta.
d) Democracia Moderna.
e) Democracia Pura.
05. "A Democracia é dar aos piolhos o poder de comer o leão" (Barão de Itararé). Sobre a
citação lida podemos concluir que a democracia:
a) Restringe a participação popular e privilegia apenas uma minoria, relegando à periferia a grande
maioria dos cidadãos.
b) Pode ser considerado uma ferramenta eficaz para a garantia dos direitos das minorias sociais.
c) Não existe de fato, apenas de direito.
d) É uma regra do jogo político, que deve ser restrita apenas ao ato de votar.
e) De uma certa forma, diminui o poder e a legitimação do Estado em relação aos cidadãos.
06. O voto livre a todos os cidadãos é denominado de:
a) Voto Universal.
b) Voto Livre.
c)Voto Censitário.
d) Voto Exclusivista.
e) Voto das Elites.
07. A democracia representativa marca o sistema político do Brasil contemporâneo. Essa
realidade se concretizou:
a) com a ascensão de Getúlio Vargas ao poder em 1930.
b) após a abolição legal da escravidão em fins do século XIX.
c) desde a colonização portuguesa.
d) só no Sudeste, em princípios do século XX.
e) após o fim da ditadura militar, com o advento da Nova República.
08. Segundo Robert Dahl, a democracia necessita de certas condições para que a sua existência
seja plena. Das alternativas relacionadasmarque a que não se enquadra como um componente
pertinente à democracia:
a) Liberdade de criar e associar-sea organizações.
b) Direito de voto.
c) Criação de espaços destinados à participação política dos cidadãos.
09–Qual é o regime de governoem que o poder de tomar importantes decisões políticas está
com os cidadãos (povo), diretaou indiretamente, por meiode representantes eleitos —forma
mais usual, podendo existir numsistemapresidencialistaouparlamentarista, republicanoou
monárquico?
a) Democracia
b) Cidadania.
c) Política
d) Republicanismo
e) Socialismo
10–Que conceitoestáfortemente"ligado"à noção de direitos, especialmente os direitos
políticos, que permitemaoindivíduointervir nadireçãodos negócios públicos do Estado,
participandode modo diretoou indiretonaformação do governoe na sua administração, sejaao
votar (direto), sejaao concorrer a um cargo público(indireto)?
a) Democracia
b) Cidadania.
c) Política
d) Presidencialismo
e) Anarquismo
11- Que documento foi inspiradonos pensamentos dos iluministas, bemcomona Revolução
Americana(1776), aAssembléiaNacional ConstituintedaFrançarevolucionáriaaprovouem 26
de agostode 1789 e votoudefinitivamentea2 de outubro, sendo reformuladono contextodo
processorevolucionárionumasegundaversão, de 1793. Serviude inspiraçãoparaas
constituiçõesfrancesas de 1848(SegundaRepúblicaFrancesa) e para a atual?
a) Constituição Cidadã
b) Pacto de Genebra
c) Paz de Vestfalia
d) Estatuto da Criançae do Adolescente
e) Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão
12- Em relação às Constituições anteriores, aConstituiçãobrasileirade 1988 representaum
avanço. Dentre as modificações mais significativas estão:
+ Direitode votopara os analfabetos;
+ Votofacultativopara jovens entre 16 e 18 anos;
+ Reduçãodo mandato do presidentede 5 para 4 anos;
+ Eleições emdois turnos (paraos cargos de presidente, governadores e prefeitos de cidades com
mais de 200 mil habitantes);
+ Os direitos trabalhistas passaramaser aplicados, alémde aos trabalhadores urbanos e rurais,
também aos domésticos;
+ Direitoagreve;
EstaConstituiçãoficouconhecidacomo
a) Democrática
b) Republicana
c) Revolucionária
d) Cidadã
e) Moderna
13 - No sistemade três poderes propostopor Montesquieu, estainstânciaé representadapelos
que devemelaborar as leis que regulamo Estado. Na maioria das repúblicas e monarquias é
constituídopor um congresso, parlamento, assembléias oucâmaras. Esta instânciaé o
a) Poder Centralizado
b) Poder Executivo
c) Poder Legislativo
d) Poder Moderador
e) Poder Judiciário
14 - Possui a capacidade de julgar, de acordo com as leis criadas e de acordo com as regras
constitucionais emdeterminadopaís. Ministros, desembargadorese Juízes formama classe dos
magistrados (os que julgam). Há ainda, nos países com justiçaprivada, o Tribunal Arbitral
compostode Juízes Arbitrais, Conciliadores e Mediadores. NoBrasil os Juízes Arbitrais são
considerados juízes de fatoe de direitoe a Lei 9.307/96 regulamentaofuncionamentodesses
tribunais privados, muitocomum nos países de "primeiromundo". Esta instânciadenomina-se
a) Poder Centralizado
b) Poder Executivo
c) Poder Legislativo
d) Poder Moderador
e) Poder Judiciário
15 - O AnalfabetoPolítico(TextoAdaptado)
Bertolt Brecht
O pior analfabeto é o analfabetopolítico. Ele não ouve, não fala, nem participados
acontecimentos políticos. Ele nãosabe o custode vida, o preçodo feijão, do peixe, dafarinha, do
aluguel, do sapato e do remédiodependemdas decisões políticas.
O analfabetopolíticoé tão ignorante que se orgulha e estufao peitodizendoque odeiaa
política. Nãosabe o toloque, da sua ignorânciapolítica, nasce a prostituta, omenor
abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o políticovigarista, pilantra, corruptoe lacaio
das empresas nacionais e multinacionais.
A partir do textopode-se afirmar que
a) quem vota em branco é um analfabeto político.
b) o voto é única forma de se mudar a realidade de um país.
c) o analfabeto político não sabe ler.
d) o analfabeto político entende de política, mas não se envolve.
e) a falta de efetiva participação política produz males sociais.
16- (UNICENTRO 2012) O termo cidadania é explicado pelo seguinte conceito:
a) Exprime a afirmação de um indivíduo diante da sociedade e do Estado.
b) É a condição de um indivíduo como membro de um Estado e portador de direitos e de
obrigações.
c) Encerra uma ação recíproca de ideias, atos ou sentimentos entre indivíduos, entre grupo, ou
entre ambos.
d) Expressa maneiras de agir, sentir e pensar, próprias de um grupo, da sociedade ou da civilização
a que um indivíduo pertence.
e) Constitui um agrupamento de indivíduos envolvidos em um esforço organizado para promover
ou resistir a mudanças na sociedade.
17- (PITÁGORAS) Assinale a alternativa que CONTÉM os poderes que compõem o Estado
brasileiro.
a) Executivo, Distributivo e Legislativo.
b) Prefeitura municipal, Governo do estado e Governo federal.
c) Governo Federal, Senado Federal e Câmara dos deputados.
d) Executivo, Legislativo e Judiciário.
e) Policial, Secretariado e Judiciário.
18- (PITÁGORAS) Analiseaimagema seguir.
Disponível em:
http://2.bp.blogspot.com/_SjBUFj3jDSY/SHVNYLg4nI/AAAAAAAAIQs/bm_ceRc77zY/s1600/chargeSI
MCHqui10.jpg.
A charge
a) mostra que com o passar dos tempos os meios de comunicação de massa tornaram-se o poder
com mais força para influenciar os indivíduos.
b) mostra a cumplicidade entre os poderes estabelecidos na sociedade, que pode facilitar no
momento de se prover benefícios aos cidadãos.
c) demonstra a desinformação do cidadão comum, que é incapaz de reconhecer as instâncias de
poder da sociedade moderna.
d) retrata a divergência entre os poderes estabelecidos na sociedade moderna, que proporciona
muitos conflitos e desconfiança aos cidadãos.
e) relata que os poderes da sociedade democrática são distribuídos de forma hierárquica,
identificando quem terá maior poder de decisão.
19- Dali avistamos homens que andavam pela praia, obra de sete ou oito. Eram pardos, todos
nus. Nas mãos traziam arcos com suas setas. Não fazem o menor caso de encobrir ou de mostrar
suas vergonhas; e nisso têm tanta inocência como em mostrar o rosto. Ambos traziam os beiços
de baixo furados e metidos neles seus ossos brancos e verdadeiros. Os cabelos seus são
corredios.
(CAMINHA, P. V. Carta. RIBEIRO, D. et al. Viagem pela históriado Brasil: documentos).
O texto é parteda famosa Carta de Pero Vaz de Caminha, documento fundamental para a
formação da identidadebrasileira. Tratando da relação que, desde esse primeiro contato, se
estabeleceu entreportugueses e indígenas, esse trecho da carta revela a:
a) preocupação em garantir a integridade do colonizador diante da resistência dos índios à
ocupação da terra.
b) postura etnocêntrica do europeu diante das características físicas e práticas culturais do
indígena.
c) orientação da política da Coroa Portuguesa quanto à utilização dos nativos como mão de obra
para colonizar a nova terra.
d) oposição de interesses entre portugueses e índios, que dificultava o trabalho catequético e
exigia amplos recursos para a defesa recursos para a defesa da posseda nova terra.
e) abundância da terra descoberta, o que possibilitou a sua incorporação aos interesses mercantis
portugueses, por meio da exploração econômica dos índios.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Mary Alvarenga
 
Avaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 bAvaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 b
Marcia Oliveira
 
Exercício sobre a democracia no Brasil 3º ano
Exercício sobre a democracia no Brasil   3º anoExercício sobre a democracia no Brasil   3º ano
Exercício sobre a democracia no Brasil 3º ano
Antônio Marques Sobrinho
 
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e chargesAtividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades Diversas Cláudia
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Prof. Noe Assunção
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Darlan Campos
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Adriana Ruas Lacerda
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Avaliação de recuperação sociologia 2 ano
Avaliação de recuperação sociologia 2 anoAvaliação de recuperação sociologia 2 ano
Avaliação de recuperação sociologia 2 ano
Prof. Noe Assunção
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
Mary Alvarenga
 
Aula 2 Sociedade civil e democracia - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 2  Sociedade civil e democracia - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAula 2  Sociedade civil e democracia - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 2 Sociedade civil e democracia - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Tópico 3 cidadania e direitos sociais
Tópico 3 cidadania e direitos sociaisTópico 3 cidadania e direitos sociais
Tópico 3 cidadania e direitos sociais
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades filosofia mito
Atividades filosofia mitoAtividades filosofia mito
Atividades filosofia mito
Atividades Diversas Cláudia
 
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Exercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano greciaExercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano grecia
Mila E Wlamir
 
Atividades de Reflexão - Sociologia 1
Atividades de Reflexão - Sociologia 1Atividades de Reflexão - Sociologia 1
Atividades de Reflexão - Sociologia 1
Miro Santos
 
Apostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º anoApostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º ano
Duzg
 
Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)
Paula Meyer Piagentini
 
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Prof. Noe Assunção
 

Mais procurados (20)

Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014
 
Avaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 bAvaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 b
 
Exercício sobre a democracia no Brasil 3º ano
Exercício sobre a democracia no Brasil   3º anoExercício sobre a democracia no Brasil   3º ano
Exercício sobre a democracia no Brasil 3º ano
 
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e chargesAtividades de sociologia interpretação de textos e charges
Atividades de sociologia interpretação de textos e charges
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
 
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Sociologia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
 
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe AssunçãoATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
ATIVIDADE - INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção
 
Avaliação de recuperação sociologia 2 ano
Avaliação de recuperação sociologia 2 anoAvaliação de recuperação sociologia 2 ano
Avaliação de recuperação sociologia 2 ano
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
 
Aula 2 Sociedade civil e democracia - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 2  Sociedade civil e democracia - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAula 2  Sociedade civil e democracia - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Aula 2 Sociedade civil e democracia - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
 
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
Interpretação texto arnaldojabor democracia, cidadania, direitos (1)
 
Tópico 3 cidadania e direitos sociais
Tópico 3 cidadania e direitos sociaisTópico 3 cidadania e direitos sociais
Tópico 3 cidadania e direitos sociais
 
Atividades filosofia mito
Atividades filosofia mitoAtividades filosofia mito
Atividades filosofia mito
 
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
 
Exercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano greciaExercicios 6 ano grecia
Exercicios 6 ano grecia
 
Atividades de Reflexão - Sociologia 1
Atividades de Reflexão - Sociologia 1Atividades de Reflexão - Sociologia 1
Atividades de Reflexão - Sociologia 1
 
Apostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º anoApostila de filosofia 3º ano
Apostila de filosofia 3º ano
 
Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)
 
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...Aula 1  A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
Aula 1 A nossa identidade brasileira- Sociologia - 1º ano EM - Prof. Noe Ass...
 

Semelhante a Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção

Estado contemporâneo
Estado contemporâneoEstado contemporâneo
Estado contemporâneo
roberto mosca junior
 
Exerc2 aula3
Exerc2 aula3Exerc2 aula3
Exerc2 aula3
Will Tkd
 
Cidadania e democracia
Cidadania e democraciaCidadania e democracia
Cidadania e democracia
Lucas Justino
 
1ª Série_democracia contemporãnea aula 32.pptx
1ª Série_democracia contemporãnea aula 32.pptx1ª Série_democracia contemporãnea aula 32.pptx
1ª Série_democracia contemporãnea aula 32.pptx
CelimaraTiski
 
Estado contemporâneo_02 (atualizado)
Estado contemporâneo_02 (atualizado)Estado contemporâneo_02 (atualizado)
Estado contemporâneo_02 (atualizado)
roberto mosca junior
 
2014 concurso da policia 2
2014 concurso da policia 22014 concurso da policia 2
2014 concurso da policia 2
Jorge Marcos Oliveira
 
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdfSlides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
LeandroBrando21
 
a2.pdf
a2.pdfa2.pdf
a2.pdf
ribeiro55
 
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Trablho para pdf novo
Trablho para pdf novoTrablho para pdf novo
Trablho para pdf novo
fernando_tavora
 
Decisões autoritárias e o exercício da democracia no brasil
Decisões autoritárias e o exercício da democracia no brasilDecisões autoritárias e o exercício da democracia no brasil
Decisões autoritárias e o exercício da democracia no brasil
Fernando Alcoforado
 
Sociologia direitos humanos e a cidadania
Sociologia   direitos humanos e a cidadaniaSociologia   direitos humanos e a cidadania
Sociologia direitos humanos e a cidadania
Gustavo Soares
 
cidadanianobrasil-190605142924.pptx
cidadanianobrasil-190605142924.pptxcidadanianobrasil-190605142924.pptx
cidadanianobrasil-190605142924.pptx
HitaloSantos7
 
HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA CIDADANIA E DEMOCRACIA
HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA  CIDADANIA E DEMOCRACIAHISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA  CIDADANIA E DEMOCRACIA
HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA CIDADANIA E DEMOCRACIA
Allan Vieira
 
Livro cidadania no brasil josé murilo de carvalho
Livro cidadania no brasil josé murilo de carvalhoLivro cidadania no brasil josé murilo de carvalho
Livro cidadania no brasil josé murilo de carvalho
sesouff2014
 
Enem 2011
Enem 2011Enem 2011
Direitos Humanos e Cidadania.ppt
Direitos Humanos e Cidadania.pptDireitos Humanos e Cidadania.ppt
Direitos Humanos e Cidadania.ppt
PaulaMontanari5
 
Direitos Humanos e Cidadania.ppt
Direitos Humanos e Cidadania.pptDireitos Humanos e Cidadania.ppt
Direitos Humanos e Cidadania.ppt
MarcusAurelius54
 
Democracia participativa
Democracia participativaDemocracia participativa
Democracia participativa
Eliene Alves
 
Cidadania no brasil
Cidadania no brasilCidadania no brasil
Cidadania no brasil
Isabela Espíndola
 

Semelhante a Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção (20)

Estado contemporâneo
Estado contemporâneoEstado contemporâneo
Estado contemporâneo
 
Exerc2 aula3
Exerc2 aula3Exerc2 aula3
Exerc2 aula3
 
Cidadania e democracia
Cidadania e democraciaCidadania e democracia
Cidadania e democracia
 
1ª Série_democracia contemporãnea aula 32.pptx
1ª Série_democracia contemporãnea aula 32.pptx1ª Série_democracia contemporãnea aula 32.pptx
1ª Série_democracia contemporãnea aula 32.pptx
 
Estado contemporâneo_02 (atualizado)
Estado contemporâneo_02 (atualizado)Estado contemporâneo_02 (atualizado)
Estado contemporâneo_02 (atualizado)
 
2014 concurso da policia 2
2014 concurso da policia 22014 concurso da policia 2
2014 concurso da policia 2
 
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdfSlides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
 
a2.pdf
a2.pdfa2.pdf
a2.pdf
 
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
 
Trablho para pdf novo
Trablho para pdf novoTrablho para pdf novo
Trablho para pdf novo
 
Decisões autoritárias e o exercício da democracia no brasil
Decisões autoritárias e o exercício da democracia no brasilDecisões autoritárias e o exercício da democracia no brasil
Decisões autoritárias e o exercício da democracia no brasil
 
Sociologia direitos humanos e a cidadania
Sociologia   direitos humanos e a cidadaniaSociologia   direitos humanos e a cidadania
Sociologia direitos humanos e a cidadania
 
cidadanianobrasil-190605142924.pptx
cidadanianobrasil-190605142924.pptxcidadanianobrasil-190605142924.pptx
cidadanianobrasil-190605142924.pptx
 
HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA CIDADANIA E DEMOCRACIA
HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA  CIDADANIA E DEMOCRACIAHISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA  CIDADANIA E DEMOCRACIA
HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA CIDADANIA E DEMOCRACIA
 
Livro cidadania no brasil josé murilo de carvalho
Livro cidadania no brasil josé murilo de carvalhoLivro cidadania no brasil josé murilo de carvalho
Livro cidadania no brasil josé murilo de carvalho
 
Enem 2011
Enem 2011Enem 2011
Enem 2011
 
Direitos Humanos e Cidadania.ppt
Direitos Humanos e Cidadania.pptDireitos Humanos e Cidadania.ppt
Direitos Humanos e Cidadania.ppt
 
Direitos Humanos e Cidadania.ppt
Direitos Humanos e Cidadania.pptDireitos Humanos e Cidadania.ppt
Direitos Humanos e Cidadania.ppt
 
Democracia participativa
Democracia participativaDemocracia participativa
Democracia participativa
 
Cidadania no brasil
Cidadania no brasilCidadania no brasil
Cidadania no brasil
 

Mais de Prof. Noe Assunção

ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoCHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
Prof. Noe Assunção
 
AULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docxAULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docx
Prof. Noe Assunção
 
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxFILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
Prof. Noe Assunção
 
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxAVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
Prof. Noe Assunção
 
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docxAVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
Prof. Noe Assunção
 
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Prof. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1
Prof. Noe Assunção
 
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoAtividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoDocumentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Reflexoes video maria da penha- prof. Noe Assunção
Reflexoes video maria da penha- prof. Noe AssunçãoReflexoes video maria da penha- prof. Noe Assunção
Reflexoes video maria da penha- prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 

Mais de Prof. Noe Assunção (20)

ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
 
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoCHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
 
AULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docxAULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docx
 
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxFILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
 
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxAVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
 
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docxAVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
 
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
 
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
 
Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1
 
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoAtividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
 
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoDocumentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
 
Reflexoes video maria da penha- prof. Noe Assunção
Reflexoes video maria da penha- prof. Noe AssunçãoReflexoes video maria da penha- prof. Noe Assunção
Reflexoes video maria da penha- prof. Noe Assunção
 

Último

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 

Último (20)

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 

Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção

  • 1. Avaliação de Sociologia -A Democracia -3º ano do Ensino Médio. 01. A alternativa que não está ligado à características de regimes democráticos contemporâneos é: a) Criação de direitos reais. b) Ampliação de direitos existentes. c) Criação de novos direitos. d) Legitimação de conflitos ideológicos. e) Valor absoluto e vitalício das leis. 02. O ato de um grupo de pessoas serem eleitos, por meio de um regime de votação onde os cidadãos escolhe a melhor pessoa de acordo com as suas necessidades para governar alguma instância política é denominado de: a) Democracia Direta. b) Democracia Governamental. c) Democracia Popular. d) Democracia Representativa. e) Oligarquia. 03. Democracia:governo no qual o povo toma as decisões importantes a respeito das políticas públicas, não de forma ocasional ou circunstancial, mas segundo princípios permanentes de legalidade. (Dicionário Houaiss de Lingua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2007) O conceito de democracia apresentado acima se relaciona diretamente com a prática de: a) unidade sindical. b) socialização da riqueza. c) estabilidade constitucional. d) autodeterminação das minorias. 04. Nesse tipo de democracia o povo participa diretamente, propondo, aprovando ou autorizando a elaboração de uma lei ou a tomada de uma decisão relevante pelo Estado. A atuação do povo não é exclusiva, pois age em conjunto com os representantes eleitos, que vão discutir, elaborar ou aprovar a lei. O texto faz referências a:v a) Democracia Direta. b) Democracia Representativa. c) Democracia Semidireta. d) Democracia Moderna. e) Democracia Pura. 05. "A Democracia é dar aos piolhos o poder de comer o leão" (Barão de Itararé). Sobre a citação lida podemos concluir que a democracia: a) Restringe a participação popular e privilegia apenas uma minoria, relegando à periferia a grande maioria dos cidadãos. b) Pode ser considerado uma ferramenta eficaz para a garantia dos direitos das minorias sociais. c) Não existe de fato, apenas de direito. d) É uma regra do jogo político, que deve ser restrita apenas ao ato de votar. e) De uma certa forma, diminui o poder e a legitimação do Estado em relação aos cidadãos. 06. O voto livre a todos os cidadãos é denominado de: a) Voto Universal.
  • 2. b) Voto Livre. c)Voto Censitário. d) Voto Exclusivista. e) Voto das Elites. 07. A democracia representativa marca o sistema político do Brasil contemporâneo. Essa realidade se concretizou: a) com a ascensão de Getúlio Vargas ao poder em 1930. b) após a abolição legal da escravidão em fins do século XIX. c) desde a colonização portuguesa. d) só no Sudeste, em princípios do século XX. e) após o fim da ditadura militar, com o advento da Nova República. 08. Segundo Robert Dahl, a democracia necessita de certas condições para que a sua existência seja plena. Das alternativas relacionadasmarque a que não se enquadra como um componente pertinente à democracia: a) Liberdade de criar e associar-sea organizações. b) Direito de voto. c) Criação de espaços destinados à participação política dos cidadãos. 09–Qual é o regime de governoem que o poder de tomar importantes decisões políticas está com os cidadãos (povo), diretaou indiretamente, por meiode representantes eleitos —forma mais usual, podendo existir numsistemapresidencialistaouparlamentarista, republicanoou monárquico? a) Democracia b) Cidadania. c) Política d) Republicanismo e) Socialismo 10–Que conceitoestáfortemente"ligado"à noção de direitos, especialmente os direitos políticos, que permitemaoindivíduointervir nadireçãodos negócios públicos do Estado, participandode modo diretoou indiretonaformação do governoe na sua administração, sejaao votar (direto), sejaao concorrer a um cargo público(indireto)? a) Democracia b) Cidadania. c) Política d) Presidencialismo e) Anarquismo 11- Que documento foi inspiradonos pensamentos dos iluministas, bemcomona Revolução Americana(1776), aAssembléiaNacional ConstituintedaFrançarevolucionáriaaprovouem 26 de agostode 1789 e votoudefinitivamentea2 de outubro, sendo reformuladono contextodo processorevolucionárionumasegundaversão, de 1793. Serviude inspiraçãoparaas constituiçõesfrancesas de 1848(SegundaRepúblicaFrancesa) e para a atual? a) Constituição Cidadã b) Pacto de Genebra c) Paz de Vestfalia d) Estatuto da Criançae do Adolescente
  • 3. e) Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão 12- Em relação às Constituições anteriores, aConstituiçãobrasileirade 1988 representaum avanço. Dentre as modificações mais significativas estão: + Direitode votopara os analfabetos; + Votofacultativopara jovens entre 16 e 18 anos; + Reduçãodo mandato do presidentede 5 para 4 anos; + Eleições emdois turnos (paraos cargos de presidente, governadores e prefeitos de cidades com mais de 200 mil habitantes); + Os direitos trabalhistas passaramaser aplicados, alémde aos trabalhadores urbanos e rurais, também aos domésticos; + Direitoagreve; EstaConstituiçãoficouconhecidacomo a) Democrática b) Republicana c) Revolucionária d) Cidadã e) Moderna 13 - No sistemade três poderes propostopor Montesquieu, estainstânciaé representadapelos que devemelaborar as leis que regulamo Estado. Na maioria das repúblicas e monarquias é constituídopor um congresso, parlamento, assembléias oucâmaras. Esta instânciaé o a) Poder Centralizado b) Poder Executivo c) Poder Legislativo d) Poder Moderador e) Poder Judiciário 14 - Possui a capacidade de julgar, de acordo com as leis criadas e de acordo com as regras constitucionais emdeterminadopaís. Ministros, desembargadorese Juízes formama classe dos magistrados (os que julgam). Há ainda, nos países com justiçaprivada, o Tribunal Arbitral compostode Juízes Arbitrais, Conciliadores e Mediadores. NoBrasil os Juízes Arbitrais são considerados juízes de fatoe de direitoe a Lei 9.307/96 regulamentaofuncionamentodesses tribunais privados, muitocomum nos países de "primeiromundo". Esta instânciadenomina-se a) Poder Centralizado b) Poder Executivo c) Poder Legislativo d) Poder Moderador e) Poder Judiciário 15 - O AnalfabetoPolítico(TextoAdaptado) Bertolt Brecht O pior analfabeto é o analfabetopolítico. Ele não ouve, não fala, nem participados acontecimentos políticos. Ele nãosabe o custode vida, o preçodo feijão, do peixe, dafarinha, do aluguel, do sapato e do remédiodependemdas decisões políticas. O analfabetopolíticoé tão ignorante que se orgulha e estufao peitodizendoque odeiaa
  • 4. política. Nãosabe o toloque, da sua ignorânciapolítica, nasce a prostituta, omenor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o políticovigarista, pilantra, corruptoe lacaio das empresas nacionais e multinacionais. A partir do textopode-se afirmar que a) quem vota em branco é um analfabeto político. b) o voto é única forma de se mudar a realidade de um país. c) o analfabeto político não sabe ler. d) o analfabeto político entende de política, mas não se envolve. e) a falta de efetiva participação política produz males sociais. 16- (UNICENTRO 2012) O termo cidadania é explicado pelo seguinte conceito: a) Exprime a afirmação de um indivíduo diante da sociedade e do Estado. b) É a condição de um indivíduo como membro de um Estado e portador de direitos e de obrigações. c) Encerra uma ação recíproca de ideias, atos ou sentimentos entre indivíduos, entre grupo, ou entre ambos. d) Expressa maneiras de agir, sentir e pensar, próprias de um grupo, da sociedade ou da civilização a que um indivíduo pertence. e) Constitui um agrupamento de indivíduos envolvidos em um esforço organizado para promover ou resistir a mudanças na sociedade. 17- (PITÁGORAS) Assinale a alternativa que CONTÉM os poderes que compõem o Estado brasileiro. a) Executivo, Distributivo e Legislativo. b) Prefeitura municipal, Governo do estado e Governo federal. c) Governo Federal, Senado Federal e Câmara dos deputados. d) Executivo, Legislativo e Judiciário. e) Policial, Secretariado e Judiciário. 18- (PITÁGORAS) Analiseaimagema seguir.
  • 5. Disponível em: http://2.bp.blogspot.com/_SjBUFj3jDSY/SHVNYLg4nI/AAAAAAAAIQs/bm_ceRc77zY/s1600/chargeSI MCHqui10.jpg. A charge a) mostra que com o passar dos tempos os meios de comunicação de massa tornaram-se o poder com mais força para influenciar os indivíduos. b) mostra a cumplicidade entre os poderes estabelecidos na sociedade, que pode facilitar no momento de se prover benefícios aos cidadãos. c) demonstra a desinformação do cidadão comum, que é incapaz de reconhecer as instâncias de poder da sociedade moderna. d) retrata a divergência entre os poderes estabelecidos na sociedade moderna, que proporciona muitos conflitos e desconfiança aos cidadãos. e) relata que os poderes da sociedade democrática são distribuídos de forma hierárquica, identificando quem terá maior poder de decisão. 19- Dali avistamos homens que andavam pela praia, obra de sete ou oito. Eram pardos, todos nus. Nas mãos traziam arcos com suas setas. Não fazem o menor caso de encobrir ou de mostrar suas vergonhas; e nisso têm tanta inocência como em mostrar o rosto. Ambos traziam os beiços de baixo furados e metidos neles seus ossos brancos e verdadeiros. Os cabelos seus são corredios. (CAMINHA, P. V. Carta. RIBEIRO, D. et al. Viagem pela históriado Brasil: documentos). O texto é parteda famosa Carta de Pero Vaz de Caminha, documento fundamental para a formação da identidadebrasileira. Tratando da relação que, desde esse primeiro contato, se estabeleceu entreportugueses e indígenas, esse trecho da carta revela a: a) preocupação em garantir a integridade do colonizador diante da resistência dos índios à ocupação da terra. b) postura etnocêntrica do europeu diante das características físicas e práticas culturais do indígena. c) orientação da política da Coroa Portuguesa quanto à utilização dos nativos como mão de obra para colonizar a nova terra. d) oposição de interesses entre portugueses e índios, que dificultava o trabalho catequético e exigia amplos recursos para a defesa recursos para a defesa da posseda nova terra. e) abundância da terra descoberta, o que possibilitou a sua incorporação aos interesses mercantis portugueses, por meio da exploração econômica dos índios.