SlideShare uma empresa Scribd logo
Centro de Ensino Urbano Rocha 
Imperatriz, _____ de outubro de 2014. 
Aluno (a): __________________________________________________________ nº ________ 
Professora: Mary Alvarenga Série: 1º ano A Turno: matutino 
Verificação de Filosofia 
1. Sobre consumo e consumismo, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir. 
a) No consumo, o ato de comprar está diretamente relacionado à necessidade ou à sobrevivência. (V) 
b) O consumismo é o ato de consumir (comprar) produtos de forma exagerada. As pessoas consumistas adquirem produtos (roupas, produtos eletrônicos, joias, carros, imóveis) sem ter a necessidade destes. (V) 
c) Pelo consumo consciente participamos como pessoas inteiras, movidas pela sensibilidade, imaginação, inteligência e liberdade. (V) 
d) O consumo alienado utiliza a mídia para provocar o desejo da pessoa que está vendo o produto, eles utilizam propagandas (fantasias) e promoções tentadoras para o consumidor. (V) 
2. Assinale o que for correto sobre o "trabalho". 
a) A palavra trabalhar deriva do latim tripaliare, que nomeava o tripálio, um instrumento formado por três paus, próprio para atar os condenados ou para manter presos os animais difíceis de ferrar. 
b) Na Grécia e em Roma, o trabalho era considerado uma atividade que dignificava o ser humano, pois fortalecia o caráter dos indivíduos. 
c) Na Idade Média, o conceito de trabalho foi alterado pelas influências do catolicismo, que considerava o trabalho manual degradante. 
d) Com as influências dos ideais luteranos sobre o capitalismo, o trabalho passou a ser considerado uma forma de purificação de faltas cometidas. 
3. Alienação do Consumo 
O ato do consumo é um ato humano por excelência, no qual o homem atende a suas necessidades orgânicas (de subsistência), culturais (educação e aperfeiçoamento) e estéticas. 
Quando nos referimos às necessidades, não se trata apenas das que facilitam o crescimento humano em suas múltiplas e imprevisíveis direções e dão condições para a transcendência. Nesse sentido, as necessidades de consumo variam conforme a cultura e também dependem de cada indivíduo. 
No ato do consumo, participamos como pessoas inteiras, movidas pela sensibilidade, imaginação, inteligência e liberdade. Por exemplo, quando adquirimos uma roupa, diversos fatores são considerados: precisamos proteger nosso corpo: ou ocultá-lo por pudor; ou “revelá-lo” deforma erótica: usamos de imaginação na combinação das peças, mesmo quando seguimos as tendências da moda; desenvolvemos um estilo próprio de vestir; não compramos apenas uma peça, pois gostamos de variar as cores e os modelos. 
Enfim, o consumo não alienado supõe, mesmo diante de influências externas, que o indivíduo mantenha a possibilidade de escolha autônoma, não só para estabelecer suas preferências como para optar por consumir ou não. 
Além disso, o consumo consciente nunca é um fim em si, mas sempre um meio para outra coisa qualquer. 
(ARANHA, Maria Lúcia de Arruda; MARTINS, Maria Helena Pires. Filosofando: introdução à filosofia. São Paulo: Moderna, 1993) 
 De acordo com o texto, o consumo pode ser alienado ou não. Depende de ele ser exercido com liberdade ou sem ela. O problema é como ser livre e autônomo na sociedade em que vivemos, na qual o consumo é induzido e necessidades artificiais são criadas pela propaganda. 
Analise as sentenças abaixo e assinale a correta. 
a) A moda apresenta sempre as novidades de consumo, ela coloca muitas possibilidades, mesmo assim o consumidor alienado sabe escolher o melhor para satisfazer suas necessidades de consumo.
b) O problema da sociedade de consumo é que as necessidades são artificialmente estimuladas, sobretudo pelos meios de comunicação de massa, levando as pessoas a consumirem de maneira alienada. 
c) A obsolescência dos objetos é cada vez mais rápida, fala-se inclusive em obsolescência programada, mas isso não pode ser visto como uma forma de induzir ao consumo alienado, pois se deve unicamente à alta concorrência no mercado e à evolução constante da tecnologia. 
d) A liberdade, para o filósofo Sartre, é o que de fato distingue o ser humano dos outros seres no mundo; e o consumo alienado, por defender a liberdade de escolha, vem afirmando esse aspecto da condição humana. 
4. “Etimologicamente a palavra alienação vem do latim alienare, alienus, „que pertence a um outro‟. Alius é o outro. Portanto, sob determinado aspecto, alienar é tornar alheio, transferir para outrem o que é seu”. 
(ARANHA, M. L. de A.; MARTINS, M. H. P. Filosofando: introdução à filosofia. 4. ed. São Paulo: Moderna, 2009, p. 70). 
 Em relação à citação acima, assinale o que for correto com “C” e o que for errado com “E”. 
a) A alienação acontece numa forma de divisão social do trabalho em que o produto do trabalho deixa de pertencer a quem o produziu. (C) 
b) O homem aliena-se na religião, pois o homem religioso confere ao ente sobrenatural sua própria essência e qualidades, como se fossem atributos do ser sobrenatural. (E) 
c) Na sociedade capitalista, as necessidades são artificialmente estimuladas, sobretudo pelos meios de comunicação de massa, os quais levam os indivíduos a consumirem de maneira alienada. (C) 
d) A arte abstrata é alienada, pois perpetua os paradigmas da concepção estética sem sentido. (E) 
e) O processo de trabalho obrigatoriamente acaba com a alienação do trabalhador. (C) 
5. O que é felicidade para você? Em que situações concretas de sua vida você experimentou esse estado? 
_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________ 
6. O que significa dizer que o trabalho é uma atividade tipicamente humana? 
_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________ 
7. O trabalhador só sente feliz em dias de folga, enquanto no trabalho permanece aborrecido. . Interprete essa frase de Max. 
_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 
8. Que papel tem a propaganda no processo de alienação no consumo? 
_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________
9. Após o período da Revolução Industrial começou-se a detectar graves problemas ambientais, resultantes do funcionamento inapropriado das grandes indústrias, afetando sensivelmente a qualidade de vida e dos recursos naturais existentes. Uma das principais causas da deterioração do meio ambiente é o individualismo, a alienação e a falta de compromisso do homem com o meio em que ele vive. 
 Karl Marx utiliza o termo alienação para designar: 
a) o processo em que os indivíduos contribuem com as suas potencialidades, com os objetos por eles criados. 
b) a criatividade humana em produzir cultura através da arte, materiais inéditos e conhecimento. 
c) as relações humanas de consumo, lazer e relações sócio-afetivas, como o amor e a felicidade. 
d) a venda do trabalho humano como mercadoria, tornando o homem escravo do capitalismo. 
e) o isolamento do individuo na sociedade, impossibilitado de interagir com o meio ambiente em que vive 
10. Relacione as colunas de acordo com o tema “os tipos de amor”. 
 Filía 
 Ágape 
 Eros 
 Refere-se às relações que costumamos chamar de amorosas propriamente ditas. Diferentemente das outras expressões de amor a paixão amorosa está associada á exclusividade e à reciprocidade. 
 Significa “amor fraterno”. Entre os cristãos primitivos, terno designava as refeições fraternais, em que se reuniam ricos e pobres, daí o sentido de “caridade”, de “amar ao próximo como a si mesmo”. 
 Geralmente é traduzido por “amizade”. Trata-se do amor vivido na família ou entre os membros de uma comunidade. 
A maior recompensa do nosso trabalho não é o que nos pagam por ele, mas 
aquilo em que ele nos transforma. 
(John Ruskin) 
Boa Sorte !!!!
Centro de Ensino Urbano Rocha 
Imperatriz, _____ de outubro de 2014. 
Aluno (a): __________________________________________________________ nº ________ 
Professora: Mary Alvarenga Série: 2º ano A Turno: matutino 
Verificação de Filosofia 
1. Sobre a filosofia pré-socrática, assinale a alternativa certa. 
a) Os Pré-Socráticos foram os primeiros Filósofos gregos que viveram entre os séculos VII a V a.C. Habitaram a cidade de Atenas antes dos sofistas e nomeadamente antes de Sócrates. 
b) O período pré-socrático inicia-se por volta do século VI a.C, quando aparecem os primeiros filósofos nas colônias gregas da Jônia e na Magna Grécia. 
c) a) O período pré-socrático caracteriza-se como uma nova forma de analisar e ver a realidade. Antes esta era analisada e entendida, apenas do ponto de vista mítico, agora é proposto o uso da razão, o que não significa dizer que a filosofia vem para romper radicalmente com o mito, mas sim para suscitar o uso da razão no esclarecimento, sobretudo da origem do mundo. 
d) Todas as alternativas estão certas. 
2. No período socrático ou clássico (séc. V e IV a.C), o centro cultural deslocou-se das colônias para a cidade de Atenas. Desse período fazem parte __________ e seu discípulo __________, que posteriormente foi mestre de Aristóteles. 
 As palavras que completam corretamente as lacunas são, respectivamente: 
a) Sócrates e Platão 
b) Sócrates e Parmênides 
c) Platão e Parmênides 
d) Péricles e Sócrates. 
3. Com relação à filosofia medieval, é correto afirmar: 
a) Foi marcada pelo dualismo entre fé e razão. 
b) Comprovava que a existência de Deus somente poderia ser comprovada pela fé. 
c) Condenava a punição dos cidadãos, pois eram imagem e semelhança de Deus. 
d) Identificava a incompatibilidade entre fé e razão na busca do conhecimento. 
4. O que é conhecimento científico? 
a) é aquele que, por meio de uma investigação sistemática procura generalidades. 
b) é aquele que, por meio de uma investigação sistemática não procura particularidades. 
c) é aquele que procura fatos ocasionais. 
d) é aquele que, por meio de uma investigação sistemática, procura conhecer um determinado aspecto da realidade. 
5. Cético é: 
a) aquele que considera tudo como verdade, certeza. 
b) aquele que considera a mente humana incapaz de alcançar, com certeza absoluta, qualquer mentira. 
c) aquele que considera a mente humana incapaz de alcançar, com certeza absoluta, qualquer verdade. 
d) aquele que considera a mente humana incapaz de alcançar, com clareza
6. A filosofia é uma constante busca pela: 
a) mentira 
b) incerteza 
c) medo 
d) verdade 
7. No período Socrático, além de Sócrates também se destacaram nesse período: 
a) Platão e Aristóteles. 
b) Platão e Tales de Mileto. 
c) Tales de Mileto e Newton. 
d) Newton e Aristóteles. 
8. A Filosofia nasceu de uma necessidade em explicar o mundo com explicações reais, sem buscar explicações no mitológico, no incompreensível; derrubando assim o mito para introduzir uma nova forma de analisar o mundo e seus fenômenos. O primeiro filósofo foi: 
a) Tales de Mileto. 
b) Sócrates. 
c) Platão. 
d) Aristóteles. 
9. A palavra Filosofia é de origem Grega e significa: 
a) razão pelo conhecimento. 
b) lealdade pela sabedoria. 
c) amor e respeito pelo saber. 
d) busca pela sabedoria. 
10. Analise as sentenças abaixo e assinale as corretas. 
a) No conjunto de obras denominado Metafísica, Aristóteles buscou investigar o “ser enquanto ser”. Significa que buscou compreender o que tornava as coisas o que elas são. 
b) Chamamos modernidade ao período que se esboça no Renascimento, desenvolve-se na Idade Moderna e atinge seu auge na ilustração, no século XVIII. 
c) Descartes é considerado o “pai da filosofia moderna”, porque, ao tomar a consciência como ponto de partida, abriu caminho para discussão sobre ciências e ética, sobretudo ao enfatizar a capacidade humana de construir o próprio conhecimento. 
d) O ceticismo é uma filosofia que tem como fundamento o fato de não acreditar em absolutamente nada do que é “mostrado”, buscando sempre por novas respostas partindo do pressuposto de que não existe nenhuma verdade absoluta 
e) Todas estão corretas. 
Boa Sorte!!
Centro de Ensino Urbano Rocha 
Imperatriz, _____ de outubro de 2014. 
Aluno (a): __________________________________________________________ nº ________ 
Professora: Mary Alvarenga Série: 3º ano A Turno: matutino 
Verificação de Filosofia 
1. A palavra Filosofia é de origem Grega e significa: 
a) razão pelo conhecimento. 
b) lealdade pela sabedoria. 
c) amor e respeito pelo saber. 
d) busca pela sabedoria. 
2. Descreva como se dá o método das Ciências da Natureza. 
_______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 
3. Compreendendo o desafio do método das Ciências da Natureza, assinale V (verdadeiro) e F (falso): 
a) As ciências avançam a partir dos problemas que desafiam a compreensão dos cientistas. (V) 
b) Nas ciências naturais o objeto de estudo é a própria natureza. (V) 
c) A definição rigorosa do método cientifico aumentou a confiança na possibilidade de se conhecer pela ciência, os segredos da natureza. (V) 
d) O método científico não é rigoroso (F) 
4. Sobre o método das ciências da natureza, assinale a alternativa certa. 
a) A investigação científica inicialmente era restrito à física e à astronomia. 
b) À medida que as ciências se tornavam autônomas, surgiu à necessidade de uma classificação. 
c) Para alcançar um objetivo determinado, seja uma ação, seja a explicação de um fenômeno, precisamos agir com método, desenvolvendo um conjunto de procedimentos racionais, ordenados que nos encaminhem em direção à ação procurada. 
d) Observação científica: é rigorosa, metódica, precisa, orientada para a explicação dos fatos, orientada por uma teoria. 
e) Todas as alterativas estão corretas. 
5. Método - Etimologia da palavra: 
a) do grego meta, “ao longo de” e hodós, “via, caminho”. 
b) do latim meta, “ao longo de” e hodós, “via, caminho”. 
c) do grego meta, “ próximo de” “via, caminho”. 
d) N.D.A 
6. Tipos de raciocínio usados pelo cientista ao propor uma hipótese. 
a) A indução, o raciocínio hipotético-dedutivo e analogia 
b) o raciocínio hipotético-dedutivo, coleta de dados e biologia 
c) Analogia, indução e relevância 
d) Todas as alternativas estão certas.
7. Critérios para julgar o valor ou a aceitabilidade das hipóteses: 
a) Relevância 
b) Possibilidade de ser submetida a testes 
c) Compatibilidade com outras hipóteses já confirmadas 
d) Todas as alternativas estão certas. 
8. As generalizações podem ser de dois tipos. Generalizações empíricas (ou particulares) e Leis Teóricas 
 Analise as sentenças abaixo e assinale a correta. 
a) Leis Teóricas – são leis mais gerais e abrangentes que reúnem as diversas leis particulares sob uma perspectiva mais ampla. 
b) Generalizações empíricas (ou particulares) - são inferidas da observação de alguns casos particulares. 
c) Leis Teóricas – são leis especificas que não reúnem as diversas leis particulares sob uma perspectiva mais ampla. 
d) Generalizações empíricas (ou particulares) - são abrangentes que reúnem as diversas leis particulares sob uma perspectiva mais ampla. 
9. Sobre a ambiguidade do progresso científico, é correto afirmar: 
a) Não há como negar o risco dos seus efeitos maléficos, como a guerra ou a poluição. 
b) É inegável que houve um incrível impulso no desenvolvimento científico durante o século XX. 
c) Não há risco maléficos. 
d) Todas estão certas. 
10. O termo cidadania é explicado pelo seguinte conceito: 
a) É a condição de um indivíduo como membro de um Estado e portador de direitos e de obrigações. 
b) Encerra uma ação recíproca de ideias, atos ou sentimentos entre indivíduos, entre grupo, ou entre ambos. 
c) Expressa maneiras de agir, sentir e pensar, próprias de um grupo, da sociedade ou da civilização a que um indivíduo pertence. 
d) Constitui um agrupamento de indivíduos envolvidos em um esforço organizado para promover ou resistir a mudanças na sociedade. 
Boa Sorte!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades filosofia mito
Atividades filosofia mitoAtividades filosofia mito
Atividades filosofia mito
Atividades Diversas Cláudia
 
Ensino religioso ética
Ensino religioso  éticaEnsino religioso  ética
Ensino religioso ética
Atividades Diversas Cláudia
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
Mary Alvarenga
 
Atividades senso cumum topico 1 e 2 sociologia
Atividades senso cumum   topico 1 e 2 sociologiaAtividades senso cumum   topico 1 e 2 sociologia
Atividades senso cumum topico 1 e 2 sociologia
Atividades Diversas Cláudia
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Aula 1- O que e alienação? Prof. Noe Assunção
Aula 1-  O que e alienação? Prof. Noe AssunçãoAula 1-  O que e alienação? Prof. Noe Assunção
Aula 1- O que e alienação? Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
Prof. Noe Assunção
 
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científicoAtividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Doug Caesar
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Adriana Ruas Lacerda
 
Texto filosofia - Indagar
Texto filosofia - Indagar Texto filosofia - Indagar
Texto filosofia - Indagar
Mary Alvarenga
 
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
Avaliação de filosofia   1º ano    2º bimetreAvaliação de filosofia   1º ano    2º bimetre
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
ananiasdoamaral
 
Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano - IV bimestre
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano  -  IV bimestreAtividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano  -  IV bimestre
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano - IV bimestre
Mary Alvarenga
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Darlan Campos
 
Banco de questões de sociologia
Banco de questões de sociologiaBanco de questões de sociologia
Banco de questões de sociologia
José Luiz Costa
 
Atividades de filosofia
Atividades de filosofiaAtividades de filosofia
Atividades de filosofia
Renata Vieira de Melo
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
Mary Alvarenga
 
At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Atividades Diversas Cláudia
 

Mais procurados (20)

Atividades filosofia mito
Atividades filosofia mitoAtividades filosofia mito
Atividades filosofia mito
 
Ensino religioso ética
Ensino religioso  éticaEnsino religioso  ética
Ensino religioso ética
 
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores   A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
A ética e a moral – o problema da ação e dos valores
 
Atividades senso cumum topico 1 e 2 sociologia
Atividades senso cumum   topico 1 e 2 sociologiaAtividades senso cumum   topico 1 e 2 sociologia
Atividades senso cumum topico 1 e 2 sociologia
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
 
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe AssunçãoAula 3   a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
Aula 3 a felicidade é coletiva - texto e atividade - Prof. Noe Assunção
 
Aula 1- O que e alienação? Prof. Noe Assunção
Aula 1-  O que e alienação? Prof. Noe AssunçãoAula 1-  O que e alienação? Prof. Noe Assunção
Aula 1- O que e alienação? Prof. Noe Assunção
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científicoAtividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
Atividades filosofia mito, senso comum e pensamento filosófico e científico
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
 
Texto filosofia - Indagar
Texto filosofia - Indagar Texto filosofia - Indagar
Texto filosofia - Indagar
 
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
Avaliação de filosofia   1º ano    2º bimetreAvaliação de filosofia   1º ano    2º bimetre
Avaliação de filosofia 1º ano 2º bimetre
 
Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2
 
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano - IV bimestre
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano  -  IV bimestreAtividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano  -  IV bimestre
Atividade de Filosofia -1º, 2º e 3º ano - IV bimestre
 
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - ObjetivaQuestões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
Questões de Filosofia - Ensino Médio - Discursiva - Objetiva
 
Banco de questões de sociologia
Banco de questões de sociologiaBanco de questões de sociologia
Banco de questões de sociologia
 
Atividades de filosofia
Atividades de filosofiaAtividades de filosofia
Atividades de filosofia
 
Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
 
At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
At cidadania-pav
 
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
 

Destaque

Avaliação filosofia 1
Avaliação filosofia 1Avaliação filosofia 1
Avaliação filosofia 1
orim84
 
Avaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 bAvaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 b
Marcia Oliveira
 
Redemocratização
RedemocratizaçãoRedemocratização
Redemocratização
Elizabeth
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
Barao do Pirapora
 
Trabalho, alienação e consumo - Capítulo 6 - Filosofando
Trabalho, alienação e consumo - Capítulo 6 - FilosofandoTrabalho, alienação e consumo - Capítulo 6 - Filosofando
Trabalho, alienação e consumo - Capítulo 6 - Filosofando
Abraão Carvalho
 
Política
PolíticaPolítica
Política
Elizabeth
 
2 simulado 5º ano
2 simulado 5º ano2 simulado 5º ano
2 simulado 5º ano
Cida Carvalho
 
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
emanuel
 
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano   3º e 4º bimestreApostila do 1º ano   3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Duzg
 
Filosofia 3ª série - felicidade
Filosofia   3ª série - felicidadeFilosofia   3ª série - felicidade
Filosofia 3ª série - felicidade
Karoline Rodrigues de Melo
 
Filosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro anoFilosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro ano
Fabio Santos
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades Diversas Cláudia
 

Destaque (12)

Avaliação filosofia 1
Avaliação filosofia 1Avaliação filosofia 1
Avaliação filosofia 1
 
Avaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 bAvaliação de filosofia 2 b
Avaliação de filosofia 2 b
 
Redemocratização
RedemocratizaçãoRedemocratização
Redemocratização
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Trabalho, alienação e consumo - Capítulo 6 - Filosofando
Trabalho, alienação e consumo - Capítulo 6 - FilosofandoTrabalho, alienação e consumo - Capítulo 6 - Filosofando
Trabalho, alienação e consumo - Capítulo 6 - Filosofando
 
Política
PolíticaPolítica
Política
 
2 simulado 5º ano
2 simulado 5º ano2 simulado 5º ano
2 simulado 5º ano
 
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
3º simulado ENEM (sábado)- Gabarito comentado
 
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano   3º e 4º bimestreApostila do 1º ano   3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
 
Filosofia 3ª série - felicidade
Filosofia   3ª série - felicidadeFilosofia   3ª série - felicidade
Filosofia 3ª série - felicidade
 
Filosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro anoFilosofia apostila terceiro ano
Filosofia apostila terceiro ano
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
 

Semelhante a Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014

Revisao produção pibid
Revisao produção pibidRevisao produção pibid
Revisao produção pibid
Renally Arruda
 
Slides aula de ética
Slides aula de éticaSlides aula de ética
Slides aula de ética
Faculdade Promove
 
Globalização, Mercado e Produções simbólicas
Globalização, Mercado e Produções simbólicasGlobalização, Mercado e Produções simbólicas
Globalização, Mercado e Produções simbólicas
ALCIONE
 
Consumismo e o ambiente
Consumismo e o ambienteConsumismo e o ambiente
Consumismo e o ambiente
turma12c1617
 
1 socio prov. especifica 3 bimestral
1 socio  prov. especifica 3 bimestral1 socio  prov. especifica 3 bimestral
1 socio prov. especifica 3 bimestral
Felipe Serra
 
cultura, estratégia e poder
cultura, estratégia e podercultura, estratégia e poder
cultura, estratégia e poder
AG Malhaartificial
 
atividade 2 ano.pdf
atividade 2 ano.pdfatividade 2 ano.pdf
atividade 2 ano.pdf
OtaviojuniorLaranjei
 
Antropologia e Sociologia do consumo (Aula 1)
Antropologia e Sociologia do consumo (Aula 1) Antropologia e Sociologia do consumo (Aula 1)
Antropologia e Sociologia do consumo (Aula 1)
Fernanda Silvestre
 
Prova de sociologa industria cultural 2
Prova de sociologa industria cultural 2Prova de sociologa industria cultural 2
Prova de sociologa industria cultural 2
Atividades Diversas Cláudia
 
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron IsherwoodO mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
Filipe Campelo Xavier da Costa
 
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron IsherwoodO mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
Filipe Campelo Xavier da Costa
 
Geografia as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Geografia   as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...Geografia   as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Geografia as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Gustavo Soares
 
Classe e Estilo De Vida
Classe e Estilo De VidaClasse e Estilo De Vida
Classe e Estilo De Vida
roberto mosca junior
 
Prova 4º período 2º ano - 2012
Prova 4º período   2º ano - 2012Prova 4º período   2º ano - 2012
Prova 4º período 2º ano - 2012
Daiane Silveira
 
Revisão enem 2013
Revisão enem 2013Revisão enem 2013
Revisão enem 2013
FABRÍCIO FERREIRA FEIO
 
O capitalismo e a sociedade do consumo
O capitalismo e a sociedade do consumoO capitalismo e a sociedade do consumo
O capitalismo e a sociedade do consumo
Isabel Vitória
 
1 soc prov. especifica. 2 chamada 3 bimestre
1 soc prov. especifica. 2 chamada 3 bimestre1 soc prov. especifica. 2 chamada 3 bimestre
1 soc prov. especifica. 2 chamada 3 bimestre
Felipe Serra
 
Totem e consumo
Totem e consumoTotem e consumo
Totem e consumo
Luci Bonini
 
A Indústria Cultural e o Consumismo
A Indústria Cultural e o ConsumismoA Indústria Cultural e o Consumismo
A Indústria Cultural e o Consumismo
João Marcelo
 
2 socio prov. especifica 3 bimestre
2 socio prov. especifica 3 bimestre 2 socio prov. especifica 3 bimestre
2 socio prov. especifica 3 bimestre
Felipe Serra
 

Semelhante a Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014 (20)

Revisao produção pibid
Revisao produção pibidRevisao produção pibid
Revisao produção pibid
 
Slides aula de ética
Slides aula de éticaSlides aula de ética
Slides aula de ética
 
Globalização, Mercado e Produções simbólicas
Globalização, Mercado e Produções simbólicasGlobalização, Mercado e Produções simbólicas
Globalização, Mercado e Produções simbólicas
 
Consumismo e o ambiente
Consumismo e o ambienteConsumismo e o ambiente
Consumismo e o ambiente
 
1 socio prov. especifica 3 bimestral
1 socio  prov. especifica 3 bimestral1 socio  prov. especifica 3 bimestral
1 socio prov. especifica 3 bimestral
 
cultura, estratégia e poder
cultura, estratégia e podercultura, estratégia e poder
cultura, estratégia e poder
 
atividade 2 ano.pdf
atividade 2 ano.pdfatividade 2 ano.pdf
atividade 2 ano.pdf
 
Antropologia e Sociologia do consumo (Aula 1)
Antropologia e Sociologia do consumo (Aula 1) Antropologia e Sociologia do consumo (Aula 1)
Antropologia e Sociologia do consumo (Aula 1)
 
Prova de sociologa industria cultural 2
Prova de sociologa industria cultural 2Prova de sociologa industria cultural 2
Prova de sociologa industria cultural 2
 
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron IsherwoodO mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
 
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron IsherwoodO mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
O mundo dos bens Mary Douglas e Baron Isherwood
 
Geografia as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Geografia   as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...Geografia   as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Geografia as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
 
Classe e Estilo De Vida
Classe e Estilo De VidaClasse e Estilo De Vida
Classe e Estilo De Vida
 
Prova 4º período 2º ano - 2012
Prova 4º período   2º ano - 2012Prova 4º período   2º ano - 2012
Prova 4º período 2º ano - 2012
 
Revisão enem 2013
Revisão enem 2013Revisão enem 2013
Revisão enem 2013
 
O capitalismo e a sociedade do consumo
O capitalismo e a sociedade do consumoO capitalismo e a sociedade do consumo
O capitalismo e a sociedade do consumo
 
1 soc prov. especifica. 2 chamada 3 bimestre
1 soc prov. especifica. 2 chamada 3 bimestre1 soc prov. especifica. 2 chamada 3 bimestre
1 soc prov. especifica. 2 chamada 3 bimestre
 
Totem e consumo
Totem e consumoTotem e consumo
Totem e consumo
 
A Indústria Cultural e o Consumismo
A Indústria Cultural e o ConsumismoA Indústria Cultural e o Consumismo
A Indústria Cultural e o Consumismo
 
2 socio prov. especifica 3 bimestre
2 socio prov. especifica 3 bimestre 2 socio prov. especifica 3 bimestre
2 socio prov. especifica 3 bimestre
 

Mais de Mary Alvarenga

Caça-palavras e cruzadinha com Dígrafos.
Caça-palavras  e cruzadinha  com Dígrafos.Caça-palavras  e cruzadinha  com Dígrafos.
Caça-palavras e cruzadinha com Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
Atividade - Letra da música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade  - Letra da  música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade  - Letra da  música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade - Letra da música Xote da Alegria - Falamansa
Mary Alvarenga
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
Mary Alvarenga
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
Mary Alvarenga
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
Mary Alvarenga
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Mary Alvarenga
 
Atividade - Letra da música Esperando na Janela.
Atividade -  Letra da música Esperando na Janela.Atividade -  Letra da música Esperando na Janela.
Atividade - Letra da música Esperando na Janela.
Mary Alvarenga
 
CRUZADINHA - Leitura e escrita dos números
CRUZADINHA   -   Leitura e escrita dos números CRUZADINHA   -   Leitura e escrita dos números
CRUZADINHA - Leitura e escrita dos números
Mary Alvarenga
 
Música Meu Abrigo - Texto e atividade
Música   Meu   Abrigo  -   Texto e atividadeMúsica   Meu   Abrigo  -   Texto e atividade
Música Meu Abrigo - Texto e atividade
Mary Alvarenga
 
Bullying, sai pra lá
Bullying,  sai pra láBullying,  sai pra lá
Bullying, sai pra lá
Mary Alvarenga
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavras
Mary Alvarenga
 

Mais de Mary Alvarenga (20)

Caça-palavras e cruzadinha com Dígrafos.
Caça-palavras  e cruzadinha  com Dígrafos.Caça-palavras  e cruzadinha  com Dígrafos.
Caça-palavras e cruzadinha com Dígrafos.
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
Atividade - Letra da música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade  - Letra da  música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade  - Letra da  música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade - Letra da música Xote da Alegria - Falamansa
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Atividade - Letra da música Esperando na Janela.
Atividade -  Letra da música Esperando na Janela.Atividade -  Letra da música Esperando na Janela.
Atividade - Letra da música Esperando na Janela.
 
CRUZADINHA - Leitura e escrita dos números
CRUZADINHA   -   Leitura e escrita dos números CRUZADINHA   -   Leitura e escrita dos números
CRUZADINHA - Leitura e escrita dos números
 
Música Meu Abrigo - Texto e atividade
Música   Meu   Abrigo  -   Texto e atividadeMúsica   Meu   Abrigo  -   Texto e atividade
Música Meu Abrigo - Texto e atividade
 
Bullying, sai pra lá
Bullying,  sai pra láBullying,  sai pra lá
Bullying, sai pra lá
 
Bullying - Atividade com caça- palavras
Bullying   - Atividade com  caça- palavrasBullying   - Atividade com  caça- palavras
Bullying - Atividade com caça- palavras
 

Último

OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 

Último (20)

OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 

Atividades de Filosofia - III bimestre - 2014

  • 1. Centro de Ensino Urbano Rocha Imperatriz, _____ de outubro de 2014. Aluno (a): __________________________________________________________ nº ________ Professora: Mary Alvarenga Série: 1º ano A Turno: matutino Verificação de Filosofia 1. Sobre consumo e consumismo, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir. a) No consumo, o ato de comprar está diretamente relacionado à necessidade ou à sobrevivência. (V) b) O consumismo é o ato de consumir (comprar) produtos de forma exagerada. As pessoas consumistas adquirem produtos (roupas, produtos eletrônicos, joias, carros, imóveis) sem ter a necessidade destes. (V) c) Pelo consumo consciente participamos como pessoas inteiras, movidas pela sensibilidade, imaginação, inteligência e liberdade. (V) d) O consumo alienado utiliza a mídia para provocar o desejo da pessoa que está vendo o produto, eles utilizam propagandas (fantasias) e promoções tentadoras para o consumidor. (V) 2. Assinale o que for correto sobre o "trabalho". a) A palavra trabalhar deriva do latim tripaliare, que nomeava o tripálio, um instrumento formado por três paus, próprio para atar os condenados ou para manter presos os animais difíceis de ferrar. b) Na Grécia e em Roma, o trabalho era considerado uma atividade que dignificava o ser humano, pois fortalecia o caráter dos indivíduos. c) Na Idade Média, o conceito de trabalho foi alterado pelas influências do catolicismo, que considerava o trabalho manual degradante. d) Com as influências dos ideais luteranos sobre o capitalismo, o trabalho passou a ser considerado uma forma de purificação de faltas cometidas. 3. Alienação do Consumo O ato do consumo é um ato humano por excelência, no qual o homem atende a suas necessidades orgânicas (de subsistência), culturais (educação e aperfeiçoamento) e estéticas. Quando nos referimos às necessidades, não se trata apenas das que facilitam o crescimento humano em suas múltiplas e imprevisíveis direções e dão condições para a transcendência. Nesse sentido, as necessidades de consumo variam conforme a cultura e também dependem de cada indivíduo. No ato do consumo, participamos como pessoas inteiras, movidas pela sensibilidade, imaginação, inteligência e liberdade. Por exemplo, quando adquirimos uma roupa, diversos fatores são considerados: precisamos proteger nosso corpo: ou ocultá-lo por pudor; ou “revelá-lo” deforma erótica: usamos de imaginação na combinação das peças, mesmo quando seguimos as tendências da moda; desenvolvemos um estilo próprio de vestir; não compramos apenas uma peça, pois gostamos de variar as cores e os modelos. Enfim, o consumo não alienado supõe, mesmo diante de influências externas, que o indivíduo mantenha a possibilidade de escolha autônoma, não só para estabelecer suas preferências como para optar por consumir ou não. Além disso, o consumo consciente nunca é um fim em si, mas sempre um meio para outra coisa qualquer. (ARANHA, Maria Lúcia de Arruda; MARTINS, Maria Helena Pires. Filosofando: introdução à filosofia. São Paulo: Moderna, 1993)  De acordo com o texto, o consumo pode ser alienado ou não. Depende de ele ser exercido com liberdade ou sem ela. O problema é como ser livre e autônomo na sociedade em que vivemos, na qual o consumo é induzido e necessidades artificiais são criadas pela propaganda. Analise as sentenças abaixo e assinale a correta. a) A moda apresenta sempre as novidades de consumo, ela coloca muitas possibilidades, mesmo assim o consumidor alienado sabe escolher o melhor para satisfazer suas necessidades de consumo.
  • 2. b) O problema da sociedade de consumo é que as necessidades são artificialmente estimuladas, sobretudo pelos meios de comunicação de massa, levando as pessoas a consumirem de maneira alienada. c) A obsolescência dos objetos é cada vez mais rápida, fala-se inclusive em obsolescência programada, mas isso não pode ser visto como uma forma de induzir ao consumo alienado, pois se deve unicamente à alta concorrência no mercado e à evolução constante da tecnologia. d) A liberdade, para o filósofo Sartre, é o que de fato distingue o ser humano dos outros seres no mundo; e o consumo alienado, por defender a liberdade de escolha, vem afirmando esse aspecto da condição humana. 4. “Etimologicamente a palavra alienação vem do latim alienare, alienus, „que pertence a um outro‟. Alius é o outro. Portanto, sob determinado aspecto, alienar é tornar alheio, transferir para outrem o que é seu”. (ARANHA, M. L. de A.; MARTINS, M. H. P. Filosofando: introdução à filosofia. 4. ed. São Paulo: Moderna, 2009, p. 70).  Em relação à citação acima, assinale o que for correto com “C” e o que for errado com “E”. a) A alienação acontece numa forma de divisão social do trabalho em que o produto do trabalho deixa de pertencer a quem o produziu. (C) b) O homem aliena-se na religião, pois o homem religioso confere ao ente sobrenatural sua própria essência e qualidades, como se fossem atributos do ser sobrenatural. (E) c) Na sociedade capitalista, as necessidades são artificialmente estimuladas, sobretudo pelos meios de comunicação de massa, os quais levam os indivíduos a consumirem de maneira alienada. (C) d) A arte abstrata é alienada, pois perpetua os paradigmas da concepção estética sem sentido. (E) e) O processo de trabalho obrigatoriamente acaba com a alienação do trabalhador. (C) 5. O que é felicidade para você? Em que situações concretas de sua vida você experimentou esse estado? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________ 6. O que significa dizer que o trabalho é uma atividade tipicamente humana? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________ 7. O trabalhador só sente feliz em dias de folga, enquanto no trabalho permanece aborrecido. . Interprete essa frase de Max. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 8. Que papel tem a propaganda no processo de alienação no consumo? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________
  • 3. 9. Após o período da Revolução Industrial começou-se a detectar graves problemas ambientais, resultantes do funcionamento inapropriado das grandes indústrias, afetando sensivelmente a qualidade de vida e dos recursos naturais existentes. Uma das principais causas da deterioração do meio ambiente é o individualismo, a alienação e a falta de compromisso do homem com o meio em que ele vive.  Karl Marx utiliza o termo alienação para designar: a) o processo em que os indivíduos contribuem com as suas potencialidades, com os objetos por eles criados. b) a criatividade humana em produzir cultura através da arte, materiais inéditos e conhecimento. c) as relações humanas de consumo, lazer e relações sócio-afetivas, como o amor e a felicidade. d) a venda do trabalho humano como mercadoria, tornando o homem escravo do capitalismo. e) o isolamento do individuo na sociedade, impossibilitado de interagir com o meio ambiente em que vive 10. Relacione as colunas de acordo com o tema “os tipos de amor”.  Filía  Ágape  Eros  Refere-se às relações que costumamos chamar de amorosas propriamente ditas. Diferentemente das outras expressões de amor a paixão amorosa está associada á exclusividade e à reciprocidade.  Significa “amor fraterno”. Entre os cristãos primitivos, terno designava as refeições fraternais, em que se reuniam ricos e pobres, daí o sentido de “caridade”, de “amar ao próximo como a si mesmo”.  Geralmente é traduzido por “amizade”. Trata-se do amor vivido na família ou entre os membros de uma comunidade. A maior recompensa do nosso trabalho não é o que nos pagam por ele, mas aquilo em que ele nos transforma. (John Ruskin) Boa Sorte !!!!
  • 4. Centro de Ensino Urbano Rocha Imperatriz, _____ de outubro de 2014. Aluno (a): __________________________________________________________ nº ________ Professora: Mary Alvarenga Série: 2º ano A Turno: matutino Verificação de Filosofia 1. Sobre a filosofia pré-socrática, assinale a alternativa certa. a) Os Pré-Socráticos foram os primeiros Filósofos gregos que viveram entre os séculos VII a V a.C. Habitaram a cidade de Atenas antes dos sofistas e nomeadamente antes de Sócrates. b) O período pré-socrático inicia-se por volta do século VI a.C, quando aparecem os primeiros filósofos nas colônias gregas da Jônia e na Magna Grécia. c) a) O período pré-socrático caracteriza-se como uma nova forma de analisar e ver a realidade. Antes esta era analisada e entendida, apenas do ponto de vista mítico, agora é proposto o uso da razão, o que não significa dizer que a filosofia vem para romper radicalmente com o mito, mas sim para suscitar o uso da razão no esclarecimento, sobretudo da origem do mundo. d) Todas as alternativas estão certas. 2. No período socrático ou clássico (séc. V e IV a.C), o centro cultural deslocou-se das colônias para a cidade de Atenas. Desse período fazem parte __________ e seu discípulo __________, que posteriormente foi mestre de Aristóteles.  As palavras que completam corretamente as lacunas são, respectivamente: a) Sócrates e Platão b) Sócrates e Parmênides c) Platão e Parmênides d) Péricles e Sócrates. 3. Com relação à filosofia medieval, é correto afirmar: a) Foi marcada pelo dualismo entre fé e razão. b) Comprovava que a existência de Deus somente poderia ser comprovada pela fé. c) Condenava a punição dos cidadãos, pois eram imagem e semelhança de Deus. d) Identificava a incompatibilidade entre fé e razão na busca do conhecimento. 4. O que é conhecimento científico? a) é aquele que, por meio de uma investigação sistemática procura generalidades. b) é aquele que, por meio de uma investigação sistemática não procura particularidades. c) é aquele que procura fatos ocasionais. d) é aquele que, por meio de uma investigação sistemática, procura conhecer um determinado aspecto da realidade. 5. Cético é: a) aquele que considera tudo como verdade, certeza. b) aquele que considera a mente humana incapaz de alcançar, com certeza absoluta, qualquer mentira. c) aquele que considera a mente humana incapaz de alcançar, com certeza absoluta, qualquer verdade. d) aquele que considera a mente humana incapaz de alcançar, com clareza
  • 5. 6. A filosofia é uma constante busca pela: a) mentira b) incerteza c) medo d) verdade 7. No período Socrático, além de Sócrates também se destacaram nesse período: a) Platão e Aristóteles. b) Platão e Tales de Mileto. c) Tales de Mileto e Newton. d) Newton e Aristóteles. 8. A Filosofia nasceu de uma necessidade em explicar o mundo com explicações reais, sem buscar explicações no mitológico, no incompreensível; derrubando assim o mito para introduzir uma nova forma de analisar o mundo e seus fenômenos. O primeiro filósofo foi: a) Tales de Mileto. b) Sócrates. c) Platão. d) Aristóteles. 9. A palavra Filosofia é de origem Grega e significa: a) razão pelo conhecimento. b) lealdade pela sabedoria. c) amor e respeito pelo saber. d) busca pela sabedoria. 10. Analise as sentenças abaixo e assinale as corretas. a) No conjunto de obras denominado Metafísica, Aristóteles buscou investigar o “ser enquanto ser”. Significa que buscou compreender o que tornava as coisas o que elas são. b) Chamamos modernidade ao período que se esboça no Renascimento, desenvolve-se na Idade Moderna e atinge seu auge na ilustração, no século XVIII. c) Descartes é considerado o “pai da filosofia moderna”, porque, ao tomar a consciência como ponto de partida, abriu caminho para discussão sobre ciências e ética, sobretudo ao enfatizar a capacidade humana de construir o próprio conhecimento. d) O ceticismo é uma filosofia que tem como fundamento o fato de não acreditar em absolutamente nada do que é “mostrado”, buscando sempre por novas respostas partindo do pressuposto de que não existe nenhuma verdade absoluta e) Todas estão corretas. Boa Sorte!!
  • 6. Centro de Ensino Urbano Rocha Imperatriz, _____ de outubro de 2014. Aluno (a): __________________________________________________________ nº ________ Professora: Mary Alvarenga Série: 3º ano A Turno: matutino Verificação de Filosofia 1. A palavra Filosofia é de origem Grega e significa: a) razão pelo conhecimento. b) lealdade pela sabedoria. c) amor e respeito pelo saber. d) busca pela sabedoria. 2. Descreva como se dá o método das Ciências da Natureza. _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ 3. Compreendendo o desafio do método das Ciências da Natureza, assinale V (verdadeiro) e F (falso): a) As ciências avançam a partir dos problemas que desafiam a compreensão dos cientistas. (V) b) Nas ciências naturais o objeto de estudo é a própria natureza. (V) c) A definição rigorosa do método cientifico aumentou a confiança na possibilidade de se conhecer pela ciência, os segredos da natureza. (V) d) O método científico não é rigoroso (F) 4. Sobre o método das ciências da natureza, assinale a alternativa certa. a) A investigação científica inicialmente era restrito à física e à astronomia. b) À medida que as ciências se tornavam autônomas, surgiu à necessidade de uma classificação. c) Para alcançar um objetivo determinado, seja uma ação, seja a explicação de um fenômeno, precisamos agir com método, desenvolvendo um conjunto de procedimentos racionais, ordenados que nos encaminhem em direção à ação procurada. d) Observação científica: é rigorosa, metódica, precisa, orientada para a explicação dos fatos, orientada por uma teoria. e) Todas as alterativas estão corretas. 5. Método - Etimologia da palavra: a) do grego meta, “ao longo de” e hodós, “via, caminho”. b) do latim meta, “ao longo de” e hodós, “via, caminho”. c) do grego meta, “ próximo de” “via, caminho”. d) N.D.A 6. Tipos de raciocínio usados pelo cientista ao propor uma hipótese. a) A indução, o raciocínio hipotético-dedutivo e analogia b) o raciocínio hipotético-dedutivo, coleta de dados e biologia c) Analogia, indução e relevância d) Todas as alternativas estão certas.
  • 7. 7. Critérios para julgar o valor ou a aceitabilidade das hipóteses: a) Relevância b) Possibilidade de ser submetida a testes c) Compatibilidade com outras hipóteses já confirmadas d) Todas as alternativas estão certas. 8. As generalizações podem ser de dois tipos. Generalizações empíricas (ou particulares) e Leis Teóricas  Analise as sentenças abaixo e assinale a correta. a) Leis Teóricas – são leis mais gerais e abrangentes que reúnem as diversas leis particulares sob uma perspectiva mais ampla. b) Generalizações empíricas (ou particulares) - são inferidas da observação de alguns casos particulares. c) Leis Teóricas – são leis especificas que não reúnem as diversas leis particulares sob uma perspectiva mais ampla. d) Generalizações empíricas (ou particulares) - são abrangentes que reúnem as diversas leis particulares sob uma perspectiva mais ampla. 9. Sobre a ambiguidade do progresso científico, é correto afirmar: a) Não há como negar o risco dos seus efeitos maléficos, como a guerra ou a poluição. b) É inegável que houve um incrível impulso no desenvolvimento científico durante o século XX. c) Não há risco maléficos. d) Todas estão certas. 10. O termo cidadania é explicado pelo seguinte conceito: a) É a condição de um indivíduo como membro de um Estado e portador de direitos e de obrigações. b) Encerra uma ação recíproca de ideias, atos ou sentimentos entre indivíduos, entre grupo, ou entre ambos. c) Expressa maneiras de agir, sentir e pensar, próprias de um grupo, da sociedade ou da civilização a que um indivíduo pertence. d) Constitui um agrupamento de indivíduos envolvidos em um esforço organizado para promover ou resistir a mudanças na sociedade. Boa Sorte!!!