SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
Área - Matemática
Ensino Fundamental II
CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS:
operações, propriedades e aplicações
Profº: Antônio Soares
MATEMÁTICA
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
A NECESSIDADE DE OUTROS NÚMEROS
NÚMEROS INTEIROS (Z)
A partir do momento em que o ser humano teve a necessidade
de contar e registrar as quantidades das coisas ao seu redor,
ele começou a criar símbolos para representar essas
quantidades, o que deu surgimento aos números naturais.
Porém, os números naturais não são suficientes para
representar todas as situações do cotidiano, e, em alguns
momentos, usamos os números representados na forma de
fração e na forma decimal.
Neste bimestre vamos estudar outros tipos de números que nos
permitirão fazer subtrações como 5 – 9,além de nos auxiliar em
algumas situações do dia a dia. Vejamos alguns exemplos:
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
 NÚMEROS INTEIROS (Z)
Antes de conhecer os números inteiros, precisamos conhecer os
números negativos.
 Situação -1
- Um termômetro pode registrar
temperaturas “acima de zero grau”
(temperatura positiva) e temperatura
“abaixo de zero grau” (temperatura
negativa).
- O termômetro ao lado está marcando
3 graus negativos, este um exemplo de
números inteiros.
Observe as situações:
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Situação -2
Considera-se zero a altitude ao nível do mar.
 O Everest é o monte de maior altitude da Terra e atinge 8.844 m acima do nível do mar.
 Podemos indicar essa altitude como + 8.844m.
 Alguns bairros da cidade de Haia (Holanda ) estão 1m abaixo do nível do mar.
 Podemos indicar essa altitude como – 1m.
APRENDENDO MATEMÁTICA: UM POUCO DE HISTÓRIA
Os hindus já discutiam a existência dos números negativos. Eles criaram um tipo
de símbolo para representar dívidas, o qual,posteriormente,chamaríamos de
negativo.
A primeira vez que os números negativos apareceram explicitamente em uma
obra foi em 628 d.c, com o matemático Brahmagupta.
Alguns historiadores acreditam que foram problemas relacionados com o uso do
dinheiro que levaram as pessoas a interpretar o número negativo como perda.
A partir do século XVI, os números negativos passaram a integrar os conceitos e as
definições da Matemática, acelerando ainda mais o crescimento dessa ciência.
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
A Origem dos números negativos.
A noção de número negativo levou muito tempo para se
estabelecer na história da Matemática. Passaram mais de 1000
anos entre sua aparição e aceitação, que provocou muitas
discussões.
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Existem números que
vêm antes do zero?
O QUE SÃO NÚMEROS NEGATIVOS?
São números que representam medidas abaixo de zero.
EXEMPLOS:
-4 -35 -1 -2137
Os números acima de zero são chamados de positivos.
E O ZERO?
O ZERO NÃO É POSITIVO NEM NEGATIVO.
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
PARA QUE SERVEM OS NÚMEROS NEGATIVOS?
Dentre várias utilidades veremos as mais comuns:
 Representar temperaturas abaixo de zero.
Indicar um saldo negativo de uma conta bancaria.
Efetuar subtrações onde o subtraendo é maior que o
minuendo.
EXEMPLO:
7 - 10
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Vamos pensar...
Que números podemos
usar para responder aos
seguintes problemas?
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
1. Maria Eduarda tem 80 reais no banco e
realiza uma compra no valor de 110 reais.
Como vai ficar a situação financeira de Maria
Eduarda?
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
2. Até o momento o Sport marcou 40 gols e
sofreu 48 no Campeonato Brasileiro. Qual o
saldo de gols do Sport?
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
3. Garanhuns-PE, localizada no agreste do
Estado, chega a registrar temperatura de 7° C
nas madrugadas. Suponha que, numa certa
madrugada de inverno, a temperatura variou
de 2° C para 7° C, de quanto foi a variação de
temperatura?
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
4. Qual o resultado da subtração 2 – 10?
 Durante muito tempo problemas desse tipo foram
considerados sem solução, porque só se admitia a
subtração a – b entre dois números naturais desde que
Porém, nem todas as subtrações envolvendo dois
números naturais têm como resultado um número natural.
Para solucionar problemas como esses, homens e
mulheres do passado precisaram pensar em outro
conjunto de números, já que os naturais não eram
suficientes para responder a questões como as
relacionadas.
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Depois de um trabalho de muitos séculos, os
matemáticos organizaram o Conjunto dos
Números Inteiros, que representamos pela letra
Z.
A letra Z corresponde à letra inicial da
palavra alemã Zahl, que quer dizer
“número”.
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
O conjunto dos números inteiros (Z) é a união
dos números naturais (N) com os números
negativos.
N = {0 , 1, 2, 3, 4, 5, 6, ...}
números negativos: ..., - 4, - 3, - 2, - 1
Z = {..., - 4, - 3, -2, - 1, 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, ...}
Observação:
Na verdade o zero não é um número natural, pois ele, por si só, não serve para contar,
que é a principal função dos números naturais. Porém, optamos por mantê-lo no
conjunto N.
NÚMEROS INTEIROS (Z)
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
N
Z
COMO É FORMADO O CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS?
É formado pelo conjunto dos números naturais, mais os números negativos.
Representações:
N = 0,1,2,3,4,5.....
Z = ....-5,-4,-3,-2,-1,0,1,2,3,4,5,....
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Agora que já sabemos o que é um número
inteiro, vamos pensar nas seguintes questões:
 É melhor dever 5 reais ou 30 reais ao Banco?
 Está mais quente quando a temperatura é de
– 5° C ou quando é de 1° C?
 O que é mais satisfatório para um time de
futebol, um saldo negativo de 8 gols ou um
saldo nulo?
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Representação e Comparação de
Números Inteiros
Vamos observar a reta numérica abaixo:
Agora, vamos responder:
a) Quem é maior 2 ou 3?
b) Quem é maior -2 ou – 3?
c) Quem é maior -4 ou 1?
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Sistematizando a comparação
entre números inteiros
Quando comparamos dois números inteiros
a) negativos, como definir qual deles é o maior?
b) positivos, como definir qual deles é o maior?
c) sendo um positivo e outro negativo, como definir
qual deles é o maior?
d) sendo um negativo e outro nulo, qual é o maior?
e) Sendo um nulo e o outro positivo, qual é o maior?
Números Opostos ou Simétricos
Veja a representação geométrica dos números
inteiros na reta abaixo:
- 4 - 3 - 2 - 1 0 + 1 + 2 + 3 + 4
é o oposto (ou simétrico) de .
Os dois números estão à mesma distância do
zero (origem).
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Módulo ou valor absoluto de um número inteiro
Chama-se de módulo ou valor absoluto de um
número inteiro a distância entre esse número e o
zero (0) na reta numérica. Indica-se o módulo
com o símbolo| |
Exemplos:
| - 9 | = 9
| 13 | = 13
| 2 - 10 | = 8
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Operações com números inteiros
Tanto no conjunto dos números naturais como
no conjunto dos números inteiros, temos 6
operações:
 Adição e Subtração;
 Multiplicação e Divisão;
 Potenciação e Radiciação.
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Resolvendo alguns problemas
1. Para cobrir um saldo negativo de R$725,00
em sua conta bancária, Davi fez um depósito
de R$900,00. Qual é o saldo atual de Davi?
Resposta: R$ 175,00
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Resolvendo alguns problemas
2. O dado vermelho representa pontos perdidos
e o verde, pontos ganhos. Qual é o total de
pontos em cada jogada?
Respostas: a) – 2 b) 2 c) 5 d) - 1
a)
b)
c)
d)
(BONJORNO, AYRTON, 2006, adaptado)
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Resolvendo alguns problemas
3. A turma está animada, jogando no tabuleiro. A
tabela mostra os pontos ganhos e os pontos
perdidos dos cinco participantes.
a) Qual jogador fez mais pontos no total? Quantos?
b) Qual jogador fez menos pontos no total? Quantos?
c) Represente na reta numérica o saldo de pontos de cada um
dos jogadores. Respostas: a) Márcia; + 12 b) Pedro; - 12 pontos
Jogador Vera Márcia Cláudia Pedro Jorge
Pontos
ganhos
10 19 0 3 15
Pontos
perdidos
16 7 6 15 18
(BONJORNO, AYRTON, 2006, adaptado)
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Resolvendo alguns problemas
4. Desenhe uma reta numerada do 10 a – 10
numa folha milimetrada e dobre-a no 0, de
modo que uma parte da reta fique sobre a
outra. Agora:
a) escreva 4 pares de números cujos pontos coincidam;
b) registre a soma dos números de cada um desses pares;
c) escreva o nome que se dá a esses pares de números;
d) abra a tira e faça uma nova dobra, dessa vez no – 2. Escolha 4 pares
de números cujos pontos coincidam e calcule a soma dos números
de cada par;
e) responda: o que você observou nos resultados obtidos no item
anterior? (BONJORNO, AYRTON, 2006, adaptado)
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Resolvendo alguns problemas
5. Numa cidade brasileira, um termômetro
registrou – 6° C num dia e 2° C no outro. Qual
foi a variação de temperatura de um dia para
o outro?
Resposta: variação de 8° C
Resolvendo alguns problemas
6. Aricelmo tem uma certa quantia num banco
que lhe cobra todo mês uma mensalidade de
22 reais. Há um ano, quanto a mais ele tinha
no banco?
Situações como essa, embora possam ser resolvidas com números naturais,
podemos resolvê-la também tratando os números envolvidos como inteiros.
Vejamos:
A dívida mensal de Aricelmo pode ser representada por – 22 e o tempo decorrido
por – 12. Dessa forma, termos:
(- 22).(- 12) = + 264
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Resolvendo alguns problemas
7. Durante um passeio, Mônica registrou a
temperatura máxima de cada dia, como
mostra o quadro abaixo:
Qual a média de temperatura registrada durante esses dias?
1° DIA 8 graus negativos
2° DIA 3 graus positivos
3° DIA 1 grau positivo
4° DIA 12 graus negativos
Resposta: (-16° C)/4 = - 4° C
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Exercícios
1. Resolva as operações indicadas, considerando
o conjuntos dos números inteiros:
a) 5 + 12
b) 125 - 3
c) (- 36) + (- 6)
d) (- 8) + ( + 2)
e) (- 200) – ( - 50)
f) - 125 – 3
g) 195 + (- 13)
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Exercícios
2. Resolva as operações indicadas, considerando
o conjuntos dos números inteiros:
a) 36 : 6
b) (-195) : (- 15)
c) (+ 50) x ( - 4)
d) (- 19) x ( + 3)
e) (- 57) : (+ 3)
f) (- 32) x (- 12)
g) (+ 420) : (- 70)
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Exercícios
3. Resolva as operações indicadas, considerando
o conjuntos dos números inteiros:
a) 53
b) (- 4)2
c) (- 5)3
d) (+ 2)5
e)
f)
g)
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Propriedades
existência do elemento oposto: a + ( –a ) = 0
Para todos os elementos a, b e c do conjunto dos números
inteiros vale a:
propriedade comutativa: a + b = b + a
propriedade associativa: (a + b ) + c = a + ( b + c )
existência do elemento neutro: a + 0 = 0 + a = a
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Existem números que vêm antes
do zero?
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
Referências
• Bianchini, Eduardo, Matemática: Bianchini/Edwaldo Bianchini – 7-ed-São
Paulo:Moderna,2011.
• SMOLE, Kátia Cristina Stocco; DINIZ, Maria Ignez de Souza Vieira.
Matemática: Ensino Médio. 5ª edição. 1º ano Ensino Médio. São Paulo:
Editora Saraiva, 2005.
• BONJORNO, José Roberto; AYRTON, Olivares. Fazendo a Diferença. 7°
ano.1ª ed. São Paulo, 2006.
• PAIVA, M. Matemática. 2.ed. volume único. São Paulo: Moderna, 2006.
• PERNAMBUCO. Base Curricular Comum para as redes públicas de ensino:
Matemática. Recife: SE, 2008.
• PERNAMBUCO. Orientações teórico-metodológicas. Matemática. Ensino
Médio. Recife: SE, 2008.
MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II
Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Operações com Números Naturais
Operações com Números NaturaisOperações com Números Naturais
Operações com Números Naturais
rubensdiasjr07
 
Expressões algébricas
Expressões algébricasExpressões algébricas
Expressões algébricas
leilamaluf
 
Razões trigonométricas no triângulo retângulo
Razões trigonométricas no triângulo retânguloRazões trigonométricas no triângulo retângulo
Razões trigonométricas no triângulo retângulo
Sandra Barreto
 
Mat utfrs 10. produtos notaveis e fatoracao exercicios
Mat utfrs 10. produtos notaveis e fatoracao exerciciosMat utfrs 10. produtos notaveis e fatoracao exercicios
Mat utfrs 10. produtos notaveis e fatoracao exercicios
trigono_metria
 
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exerciciosMat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
trigono_metria
 
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e ProbabilidadeListão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
Andréia Rodrigues
 

Mais procurados (20)

Exercícios função de 2° grau 2p
Exercícios função de 2° grau 2pExercícios função de 2° grau 2p
Exercícios função de 2° grau 2p
 
Equação do primeiro grau..
Equação do primeiro grau..Equação do primeiro grau..
Equação do primeiro grau..
 
Operações com Números Naturais
Operações com Números NaturaisOperações com Números Naturais
Operações com Números Naturais
 
âNgulos
âNgulosâNgulos
âNgulos
 
Expressões algébricas
Expressões algébricasExpressões algébricas
Expressões algébricas
 
Função afim
Função afimFunção afim
Função afim
 
Apresentação geometria analítica
Apresentação geometria analíticaApresentação geometria analítica
Apresentação geometria analítica
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
 
Conjuntos numéricos
Conjuntos numéricosConjuntos numéricos
Conjuntos numéricos
 
Razões trigonométricas no triângulo retângulo
Razões trigonométricas no triângulo retânguloRazões trigonométricas no triângulo retângulo
Razões trigonométricas no triângulo retângulo
 
Mat utfrs 10. produtos notaveis e fatoracao exercicios
Mat utfrs 10. produtos notaveis e fatoracao exerciciosMat utfrs 10. produtos notaveis e fatoracao exercicios
Mat utfrs 10. produtos notaveis e fatoracao exercicios
 
Triângulos
TriângulosTriângulos
Triângulos
 
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exerciciosMat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
 
Plano cartesiano ppt
Plano cartesiano pptPlano cartesiano ppt
Plano cartesiano ppt
 
Matrizes
MatrizesMatrizes
Matrizes
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
 
Aula 14 números irracionais
Aula 14   números irracionaisAula 14   números irracionais
Aula 14 números irracionais
 
Conjuntos dos números racionais
Conjuntos dos números racionaisConjuntos dos números racionais
Conjuntos dos números racionais
 
Probabilidade. 3º ano
Probabilidade. 3º anoProbabilidade. 3º ano
Probabilidade. 3º ano
 
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e ProbabilidadeListão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
Listão 9º ano - Função de 1º e 2º grau e Probabilidade
 

Semelhante a Aulas de matemática(soares)números inteiros (2)

1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp021atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
NILDA Leite Leite
 
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp021atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
NILDA Leite Leite
 
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp021atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
NILDA Leite Leite
 
7ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
7ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre7ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre
7ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
PROFESSOR FABRÍCIO
 
7ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
7ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre7ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre
7ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
PROFESSOR FABRÍCIO
 
02 = Forma-algebrica-dos-numeros-complexos-ppt.pptx
02 = Forma-algebrica-dos-numeros-complexos-ppt.pptx02 = Forma-algebrica-dos-numeros-complexos-ppt.pptx
02 = Forma-algebrica-dos-numeros-complexos-ppt.pptx
Jorginho2000
 
6ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
6ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre6ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre
6ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
PROFESSOR FABRÍCIO
 
6ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
6ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre6ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre
6ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
PROFESSOR FABRÍCIO
 
Lista af1 - 3º bimestre - 7º ano - 2015
Lista   af1 - 3º bimestre - 7º ano - 2015Lista   af1 - 3º bimestre - 7º ano - 2015
Lista af1 - 3º bimestre - 7º ano - 2015
proffelipemat
 
Www.colegiopaulovi.com.br wp content-uploads_2_lista_exercicios_complementares
Www.colegiopaulovi.com.br wp content-uploads_2_lista_exercicios_complementaresWww.colegiopaulovi.com.br wp content-uploads_2_lista_exercicios_complementares
Www.colegiopaulovi.com.br wp content-uploads_2_lista_exercicios_complementares
Hudson Amarau Oliveira
 

Semelhante a Aulas de matemática(soares)números inteiros (2) (20)

Conjuntos dos números inteiros operações, propriedades e aplicações.pptx
Conjuntos dos números inteiros operações, propriedades e aplicações.pptxConjuntos dos números inteiros operações, propriedades e aplicações.pptx
Conjuntos dos números inteiros operações, propriedades e aplicações.pptx
 
Conjunto Dos Números Inteiros.ppt - Os números inteiros são os números positi...
Conjunto Dos Números Inteiros.ppt - Os números inteiros são os números positi...Conjunto Dos Números Inteiros.ppt - Os números inteiros são os números positi...
Conjunto Dos Números Inteiros.ppt - Os números inteiros são os números positi...
 
0000016821
00000168210000016821
0000016821
 
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp021atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
 
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp021atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
 
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp021atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
1atividadeavaliativamatemtica800iiiunid 140328202254-phpapp02
 
M8 4 bim_aluno_2014
M8 4 bim_aluno_2014M8 4 bim_aluno_2014
M8 4 bim_aluno_2014
 
Lista de exercícios extra campos numéricos (1)
Lista de exercícios extra campos numéricos (1)Lista de exercícios extra campos numéricos (1)
Lista de exercícios extra campos numéricos (1)
 
Numeros Inteiros.pptx
Numeros Inteiros.pptxNumeros Inteiros.pptx
Numeros Inteiros.pptx
 
7ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
7ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre7ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre
7ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
 
7ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
7ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre7ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre
7ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
 
02 = Forma-algebrica-dos-numeros-complexos-ppt.pptx
02 = Forma-algebrica-dos-numeros-complexos-ppt.pptx02 = Forma-algebrica-dos-numeros-complexos-ppt.pptx
02 = Forma-algebrica-dos-numeros-complexos-ppt.pptx
 
Raclogico bacen 2010_cesgranrio
Raclogico bacen 2010_cesgranrioRaclogico bacen 2010_cesgranrio
Raclogico bacen 2010_cesgranrio
 
Operações em Z - adição e subtração
Operações em Z - adição e subtraçãoOperações em Z - adição e subtração
Operações em Z - adição e subtração
 
6ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
6ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre6ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre
6ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
 
6ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
6ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre6ª SéRie   MatemáTica   1º Semestre
6ª SéRie MatemáTica 1º Semestre
 
622 apostila01 mb
622 apostila01 mb622 apostila01 mb
622 apostila01 mb
 
Matematica aluno 1 ano vol1
Matematica aluno 1 ano vol1Matematica aluno 1 ano vol1
Matematica aluno 1 ano vol1
 
Lista af1 - 3º bimestre - 7º ano - 2015
Lista   af1 - 3º bimestre - 7º ano - 2015Lista   af1 - 3º bimestre - 7º ano - 2015
Lista af1 - 3º bimestre - 7º ano - 2015
 
Www.colegiopaulovi.com.br wp content-uploads_2_lista_exercicios_complementares
Www.colegiopaulovi.com.br wp content-uploads_2_lista_exercicios_complementaresWww.colegiopaulovi.com.br wp content-uploads_2_lista_exercicios_complementares
Www.colegiopaulovi.com.br wp content-uploads_2_lista_exercicios_complementares
 

Mais de Antonio Filho

O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
Antonio Filho
 
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Antonio Filho
 
A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)
Antonio Filho
 
Inferno – destino eterno dos ímpios
Inferno – destino eterno dos ímpiosInferno – destino eterno dos ímpios
Inferno – destino eterno dos ímpios
Antonio Filho
 
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Antonio Filho
 
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
Antonio Filho
 

Mais de Antonio Filho (20)

Por que crer na bíblia(01)
Por que crer na bíblia(01)Por que crer na bíblia(01)
Por que crer na bíblia(01)
 
A realidade do inferno.
A realidade do inferno.A realidade do inferno.
A realidade do inferno.
 
Exposições bíblicas e temáticas
Exposições bíblicas e temáticasExposições bíblicas e temáticas
Exposições bíblicas e temáticas
 
A importância de conhecer a deus.
A importância de conhecer a deus.A importância de conhecer a deus.
A importância de conhecer a deus.
 
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
 
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
 
Lição 12(o mundo vindouro)2017
Lição 12(o mundo vindouro)2017Lição 12(o mundo vindouro)2017
Lição 12(o mundo vindouro)2017
 
Aula( a segunda vinda de cristo)2017
Aula( a segunda vinda de cristo)2017Aula( a segunda vinda de cristo)2017
Aula( a segunda vinda de cristo)2017
 
Princípios para vida
Princípios para vidaPrincípios para vida
Princípios para vida
 
Cultivar virtudes
Cultivar virtudesCultivar virtudes
Cultivar virtudes
 
A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)
 
A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)
 
Inferno – destino eterno dos ímpios
Inferno – destino eterno dos ímpiosInferno – destino eterno dos ímpios
Inferno – destino eterno dos ímpios
 
A igreja de cristo
A igreja de cristoA igreja de cristo
A igreja de cristo
 
Lição 07 (ebd)2017
Lição 07 (ebd)2017Lição 07 (ebd)2017
Lição 07 (ebd)2017
 
Aula(sistema de numeração) 6º ano
Aula(sistema de numeração) 6º anoAula(sistema de numeração) 6º ano
Aula(sistema de numeração) 6º ano
 
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
 
Para que serve a religião
Para que serve a religiãoPara que serve a religião
Para que serve a religião
 
O verdadeiro sentido da páscoa (2)
O verdadeiro sentido da páscoa (2)O verdadeiro sentido da páscoa (2)
O verdadeiro sentido da páscoa (2)
 
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 

Último (20)

Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 

Aulas de matemática(soares)números inteiros (2)

  • 1. Área - Matemática Ensino Fundamental II CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS: operações, propriedades e aplicações Profº: Antônio Soares MATEMÁTICA
  • 2. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações A NECESSIDADE DE OUTROS NÚMEROS NÚMEROS INTEIROS (Z) A partir do momento em que o ser humano teve a necessidade de contar e registrar as quantidades das coisas ao seu redor, ele começou a criar símbolos para representar essas quantidades, o que deu surgimento aos números naturais. Porém, os números naturais não são suficientes para representar todas as situações do cotidiano, e, em alguns momentos, usamos os números representados na forma de fração e na forma decimal. Neste bimestre vamos estudar outros tipos de números que nos permitirão fazer subtrações como 5 – 9,além de nos auxiliar em algumas situações do dia a dia. Vejamos alguns exemplos:
  • 3. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações  NÚMEROS INTEIROS (Z) Antes de conhecer os números inteiros, precisamos conhecer os números negativos.  Situação -1 - Um termômetro pode registrar temperaturas “acima de zero grau” (temperatura positiva) e temperatura “abaixo de zero grau” (temperatura negativa). - O termômetro ao lado está marcando 3 graus negativos, este um exemplo de números inteiros. Observe as situações:
  • 4. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Situação -2 Considera-se zero a altitude ao nível do mar.  O Everest é o monte de maior altitude da Terra e atinge 8.844 m acima do nível do mar.  Podemos indicar essa altitude como + 8.844m.  Alguns bairros da cidade de Haia (Holanda ) estão 1m abaixo do nível do mar.  Podemos indicar essa altitude como – 1m.
  • 5. APRENDENDO MATEMÁTICA: UM POUCO DE HISTÓRIA Os hindus já discutiam a existência dos números negativos. Eles criaram um tipo de símbolo para representar dívidas, o qual,posteriormente,chamaríamos de negativo. A primeira vez que os números negativos apareceram explicitamente em uma obra foi em 628 d.c, com o matemático Brahmagupta. Alguns historiadores acreditam que foram problemas relacionados com o uso do dinheiro que levaram as pessoas a interpretar o número negativo como perda. A partir do século XVI, os números negativos passaram a integrar os conceitos e as definições da Matemática, acelerando ainda mais o crescimento dessa ciência. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações A Origem dos números negativos. A noção de número negativo levou muito tempo para se estabelecer na história da Matemática. Passaram mais de 1000 anos entre sua aparição e aceitação, que provocou muitas discussões.
  • 6. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Existem números que vêm antes do zero?
  • 7. O QUE SÃO NÚMEROS NEGATIVOS? São números que representam medidas abaixo de zero. EXEMPLOS: -4 -35 -1 -2137 Os números acima de zero são chamados de positivos. E O ZERO? O ZERO NÃO É POSITIVO NEM NEGATIVO. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 8. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações PARA QUE SERVEM OS NÚMEROS NEGATIVOS? Dentre várias utilidades veremos as mais comuns:  Representar temperaturas abaixo de zero. Indicar um saldo negativo de uma conta bancaria. Efetuar subtrações onde o subtraendo é maior que o minuendo. EXEMPLO: 7 - 10
  • 9. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Vamos pensar... Que números podemos usar para responder aos seguintes problemas?
  • 10. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações 1. Maria Eduarda tem 80 reais no banco e realiza uma compra no valor de 110 reais. Como vai ficar a situação financeira de Maria Eduarda?
  • 11. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações 2. Até o momento o Sport marcou 40 gols e sofreu 48 no Campeonato Brasileiro. Qual o saldo de gols do Sport?
  • 12. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações 3. Garanhuns-PE, localizada no agreste do Estado, chega a registrar temperatura de 7° C nas madrugadas. Suponha que, numa certa madrugada de inverno, a temperatura variou de 2° C para 7° C, de quanto foi a variação de temperatura?
  • 13. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações 4. Qual o resultado da subtração 2 – 10?  Durante muito tempo problemas desse tipo foram considerados sem solução, porque só se admitia a subtração a – b entre dois números naturais desde que Porém, nem todas as subtrações envolvendo dois números naturais têm como resultado um número natural. Para solucionar problemas como esses, homens e mulheres do passado precisaram pensar em outro conjunto de números, já que os naturais não eram suficientes para responder a questões como as relacionadas.
  • 14. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Depois de um trabalho de muitos séculos, os matemáticos organizaram o Conjunto dos Números Inteiros, que representamos pela letra Z. A letra Z corresponde à letra inicial da palavra alemã Zahl, que quer dizer “número”.
  • 15. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações O conjunto dos números inteiros (Z) é a união dos números naturais (N) com os números negativos. N = {0 , 1, 2, 3, 4, 5, 6, ...} números negativos: ..., - 4, - 3, - 2, - 1 Z = {..., - 4, - 3, -2, - 1, 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, ...} Observação: Na verdade o zero não é um número natural, pois ele, por si só, não serve para contar, que é a principal função dos números naturais. Porém, optamos por mantê-lo no conjunto N. NÚMEROS INTEIROS (Z)
  • 16. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações N Z COMO É FORMADO O CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS? É formado pelo conjunto dos números naturais, mais os números negativos. Representações: N = 0,1,2,3,4,5..... Z = ....-5,-4,-3,-2,-1,0,1,2,3,4,5,....
  • 17. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Agora que já sabemos o que é um número inteiro, vamos pensar nas seguintes questões:  É melhor dever 5 reais ou 30 reais ao Banco?  Está mais quente quando a temperatura é de – 5° C ou quando é de 1° C?  O que é mais satisfatório para um time de futebol, um saldo negativo de 8 gols ou um saldo nulo?
  • 18. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Representação e Comparação de Números Inteiros Vamos observar a reta numérica abaixo: Agora, vamos responder: a) Quem é maior 2 ou 3? b) Quem é maior -2 ou – 3? c) Quem é maior -4 ou 1?
  • 19. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Sistematizando a comparação entre números inteiros Quando comparamos dois números inteiros a) negativos, como definir qual deles é o maior? b) positivos, como definir qual deles é o maior? c) sendo um positivo e outro negativo, como definir qual deles é o maior? d) sendo um negativo e outro nulo, qual é o maior? e) Sendo um nulo e o outro positivo, qual é o maior?
  • 20. Números Opostos ou Simétricos Veja a representação geométrica dos números inteiros na reta abaixo: - 4 - 3 - 2 - 1 0 + 1 + 2 + 3 + 4 é o oposto (ou simétrico) de . Os dois números estão à mesma distância do zero (origem). MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 21. Módulo ou valor absoluto de um número inteiro Chama-se de módulo ou valor absoluto de um número inteiro a distância entre esse número e o zero (0) na reta numérica. Indica-se o módulo com o símbolo| | Exemplos: | - 9 | = 9 | 13 | = 13 | 2 - 10 | = 8 MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 22. Operações com números inteiros Tanto no conjunto dos números naturais como no conjunto dos números inteiros, temos 6 operações:  Adição e Subtração;  Multiplicação e Divisão;  Potenciação e Radiciação. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 23. Resolvendo alguns problemas 1. Para cobrir um saldo negativo de R$725,00 em sua conta bancária, Davi fez um depósito de R$900,00. Qual é o saldo atual de Davi? Resposta: R$ 175,00 MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 24. Resolvendo alguns problemas 2. O dado vermelho representa pontos perdidos e o verde, pontos ganhos. Qual é o total de pontos em cada jogada? Respostas: a) – 2 b) 2 c) 5 d) - 1 a) b) c) d) (BONJORNO, AYRTON, 2006, adaptado) MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 25. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Resolvendo alguns problemas 3. A turma está animada, jogando no tabuleiro. A tabela mostra os pontos ganhos e os pontos perdidos dos cinco participantes. a) Qual jogador fez mais pontos no total? Quantos? b) Qual jogador fez menos pontos no total? Quantos? c) Represente na reta numérica o saldo de pontos de cada um dos jogadores. Respostas: a) Márcia; + 12 b) Pedro; - 12 pontos Jogador Vera Márcia Cláudia Pedro Jorge Pontos ganhos 10 19 0 3 15 Pontos perdidos 16 7 6 15 18 (BONJORNO, AYRTON, 2006, adaptado)
  • 26. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Resolvendo alguns problemas 4. Desenhe uma reta numerada do 10 a – 10 numa folha milimetrada e dobre-a no 0, de modo que uma parte da reta fique sobre a outra. Agora: a) escreva 4 pares de números cujos pontos coincidam; b) registre a soma dos números de cada um desses pares; c) escreva o nome que se dá a esses pares de números; d) abra a tira e faça uma nova dobra, dessa vez no – 2. Escolha 4 pares de números cujos pontos coincidam e calcule a soma dos números de cada par; e) responda: o que você observou nos resultados obtidos no item anterior? (BONJORNO, AYRTON, 2006, adaptado)
  • 27. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Resolvendo alguns problemas 5. Numa cidade brasileira, um termômetro registrou – 6° C num dia e 2° C no outro. Qual foi a variação de temperatura de um dia para o outro? Resposta: variação de 8° C
  • 28. Resolvendo alguns problemas 6. Aricelmo tem uma certa quantia num banco que lhe cobra todo mês uma mensalidade de 22 reais. Há um ano, quanto a mais ele tinha no banco? Situações como essa, embora possam ser resolvidas com números naturais, podemos resolvê-la também tratando os números envolvidos como inteiros. Vejamos: A dívida mensal de Aricelmo pode ser representada por – 22 e o tempo decorrido por – 12. Dessa forma, termos: (- 22).(- 12) = + 264 MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 29. Resolvendo alguns problemas 7. Durante um passeio, Mônica registrou a temperatura máxima de cada dia, como mostra o quadro abaixo: Qual a média de temperatura registrada durante esses dias? 1° DIA 8 graus negativos 2° DIA 3 graus positivos 3° DIA 1 grau positivo 4° DIA 12 graus negativos Resposta: (-16° C)/4 = - 4° C MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 30. Exercícios 1. Resolva as operações indicadas, considerando o conjuntos dos números inteiros: a) 5 + 12 b) 125 - 3 c) (- 36) + (- 6) d) (- 8) + ( + 2) e) (- 200) – ( - 50) f) - 125 – 3 g) 195 + (- 13) MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 31. Exercícios 2. Resolva as operações indicadas, considerando o conjuntos dos números inteiros: a) 36 : 6 b) (-195) : (- 15) c) (+ 50) x ( - 4) d) (- 19) x ( + 3) e) (- 57) : (+ 3) f) (- 32) x (- 12) g) (+ 420) : (- 70) MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 32. Exercícios 3. Resolva as operações indicadas, considerando o conjuntos dos números inteiros: a) 53 b) (- 4)2 c) (- 5)3 d) (+ 2)5 e) f) g) MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações
  • 33. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Propriedades existência do elemento oposto: a + ( –a ) = 0 Para todos os elementos a, b e c do conjunto dos números inteiros vale a: propriedade comutativa: a + b = b + a propriedade associativa: (a + b ) + c = a + ( b + c ) existência do elemento neutro: a + 0 = 0 + a = a
  • 34. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Existem números que vêm antes do zero?
  • 35. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações Referências • Bianchini, Eduardo, Matemática: Bianchini/Edwaldo Bianchini – 7-ed-São Paulo:Moderna,2011. • SMOLE, Kátia Cristina Stocco; DINIZ, Maria Ignez de Souza Vieira. Matemática: Ensino Médio. 5ª edição. 1º ano Ensino Médio. São Paulo: Editora Saraiva, 2005. • BONJORNO, José Roberto; AYRTON, Olivares. Fazendo a Diferença. 7° ano.1ª ed. São Paulo, 2006. • PAIVA, M. Matemática. 2.ed. volume único. São Paulo: Moderna, 2006. • PERNAMBUCO. Base Curricular Comum para as redes públicas de ensino: Matemática. Recife: SE, 2008. • PERNAMBUCO. Orientações teórico-metodológicas. Matemática. Ensino Médio. Recife: SE, 2008.
  • 36. MATEMÁTICA –Ensino Fundamental – II Conjuntos dos Números Inteiros e Aplicações FIM