SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof.: Antonio Soares
Série: 6º ao 9º ano
AULA: (Introdução)
ENSINO RELIGIOSO
PRINCÍPIOS PARA VIDA
PRECISAMOS PRIORIZAR
DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS
Introdução
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
 Não tenho dúvida, que termos o bom domínio de dois, três
idiomas, viajar pelo mundo, aprender culturas diversas, dominar
tecnologias, possuir pós-graduações diversas, tem sua importância
notável no contexto hodierno. Mas pergunto:
 Essas questões levantadas
proporcionam mais condição ao
ser humano do que ética,
honestidade, caráter, dá mais
qualidade de vida, integridade,
amor e outros valores e virtudes
semelhantes? Claro que não!
Muitos das causas que afligem, denigrem a humanidade estão na
negação de fato, destes princípios e virtudes como suporte e
inspiração para o desenvolvimento integral do potencial individual e
consequentemente do social do ser humano, pois a vivencia dos
valores alicerça o caráter legando-nos condutas justas.
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
Introdução
Quando uma sociedade séria entende a importância do cultivo dos
valores mais nobre para a vida, os resultados são extremamente
satisfatórios para a sociedade, precisamos com urgência proclamarmos
essas virtudes para termos uma sociedade sadia em todos os aspectos,
bio, psico, social, moral, em fim, uma sociedade mais humana, mais
fraterna, sempre com o desejo que querer o bem do próximo, menos
violenta, mais justa, onde reina a paz e alegria no olhar dia uma criança ao
adulto teremos de fato um mundo bem melhor para todos e menos
conflituoso na jornada humana.
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
Introdução
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
 É dito com muita propriedade, que, sem virtude, a vida não vale nada.
 Certa ocasião expressou Mahatma Gandhi:
 Sem princípios e virtudes o ser humano não pode ter uma vida sadia. Dos
valores depende se minha vida será bem sucedida ou não, é muito bem
dito isto.
 Mas, quais são os alicerces, valores e virtudes que devemos cultivar
para uma humanidade sadia?
Mantenha seus pensamentos positivos,... “Mantenha seus pensamentos
positivos, porque seus pensamentos tornam-se suas palavras. Mantenha
suas palavras positivas, porque suas palavras tornam-se suas atitudes.
Mantenha suas atitudes positivas, porque suas atitudes tornam-se seus
hábitos. Mantenha seus hábitos positivos, porque seus hábitos tornam-se
seus valores. Mantenha seus valores positivos, porque seus valores...
Tornam-se seu destino”.
Introdução
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
Introdução
Dentre os princípios e virtudes que devemos resgatar para
uma humanidade sadia são:
• Os Princípios prioritários.
• As virtudes adquiridos por esforços próprio.
• Os Valores ou virtudes que são adquiridos
pela nossa união para com Deus.
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
Antes de refletirmos sobre os valores e virtudes, vamos DESTACAR alguns aspectos
conceituais sobre alguns termos notáveis do contexto atual dentro desta temática em curso.
I - CONCEITOS IMPORTANTES
1.1 - VALORES
A palavra valor vem do verbo latino “Valere” que significa na verdade, o bem estar,
qualidade que faz estimável alguém ou algo; o ser sadio; o ser humanizado, aquele
que se sente bem; ter valor, ser sólido, saudável, ser válido, ser digno, ter influência.
 Há quem diga que todo ser humano possui certos valores e princípios que
determinam seu pensar, seu falar, seus atos, suas atitudes, suas escolhas e
preferências.
 Valores são princípios ou padrões éticos e sociais aceitos por uma pessoa ou
sociedade, como por exemplo, falar a verdade com o próximo, respeitar o
direito do outro etc. Logo, os valores estão relacionados à nossa maneira de
viver. Valor, portanto, é algo que tem dentro de si sua própria força, e está a
serviço do ser humano
Quanto ao termo “Virtude” o dicionário Aurélio disserta. Disposição firme e
constante para a prática do bem. Força moral; Ato virtuoso. Para o latim virtus.
“Virtus” significa força, capacidade, destreza.
1.2 - VIRTUDES
No grego básico traduzido nas páginas do Novo Testamento virtude é areté. Então o termo
porquanto transmiti a ideia de varonilidade e força. A alma precisa das forças da sua virtude
para dominar a vida. Como citamos sem virtude, a vida não vale nada.
As virtudes são classificadas em sete, a saber:
a) As virtudes cadeias ou fundamentais são: Prudência, Temperança, Justiça e Coragem
(Fortaleza);
b) virtudes teologais são: Fé, Esperança e Amor.
1.3 - PRINCÍPIOS
O dicionário diz que princípios são bons costumes,
educação,alicerces,fundamentos.
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
I - CONCEITOS IMPORTANTES
I - Os Valores prioritários
Valores prioritários são aqueles que referem-se as inestimáveis riquezas, cujo preço excede
todo o ouro que se possa amontoar.
O que nos ensina a Bíblia:
1.1 – Deus - Jesus
Quem é Deus?
Como pode aquele que é
finito compreender Aquele
que é infinito?
“ Deus é espírito; e importa que os seus
adoradores o adorem em espírito e em
verdade” (Jo 4.24)
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
I - Os Valores prioritários
1.1 – Deus - Jesus
Deus quis se revelar à
humanidade através da
Bíblia e ela é a única que nos
diz como compreender o
testemunho que a natureza
dá de Deus.
Podemos compreender Deus?
Hb 1.1-3
Mt 11.27
Jo 1.18
Rm 1.18,19, 21, 25
1Co 1.21
1Co 2.14
2Co 4.3-4
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
I - Os Valores prioritários
A Eternidade de Deus
1.1 – Como compreender Deus - Jesus
Atributos Incomunicáveis
A Bíblia apresenta do principio ao fim, um Deus que existe por Si
mesmo,eternamente,isto é, que não tem principio nem fim de dias, Ele não está
limitado pelo tempo.
Depoimentos bíblicos quanto à eternidade de Deus.
(Gn 21.33;Dt 33.27; Sl 9.7; Sl 90.2; Sl 92.2;8;Is 40.28).
Deus é eterno. Isso significa que Ele não sofre a influencia do tempo, não perde
seu poder, não sofre mudança alguma através dos séculos.
Sl 90.2; Sl 102.27; Is 57.15;1Tm 1.17
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
I - Os Valores prioritários
Atributos Incomunicáveis
A Imutabilidade de Deus
A Imutabilidade de Deus é compatível com a atividade
constante e com a liberdade perfeita. Deus é imutável no
sentido íntimo, atributos ,propósito, motivos de ação e
promessas.
Depoimentos bíblicos quanto à eternidade de Deus.
(Ml 3.6; Tg 1.17;Sl 102.27).
Eles perecerão, mas tu permanecerás; todos eles se envelhecerão como um vestido; como
roupa os mudarás, e ficarão mudados. Porém tu és o mesmo, e os teus anos nunca terão fim.
Salmos 102:26-27
E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Êxodo 3:14
Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.
Malaquias 3:6
Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem
não há mudança nem sombra de variação. Tiago 1:17
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
I - Os Valores prioritários
Atributos Incomunicáveis
A Onisciêndade de Deus
O Deus da Bíblia é não só um Ser pessoal, existente em Si mesmo, eterno e imutável; Ele
é também o Deus perfeito em ciência e sabedoria. Isaias (40.28). A Onisciência de Deus
tem haver com sua capacidade de tudo saber. Ele sabe todas as coisas.
Depoimentos bíblicos quanto à Onisciência de Deus.
(Jó 11.7,8; Sl 147.5; Rm 11.33;Jo 3.12; Ef 1.9-12).
1. Deus conhece tudo na natureza, cada estrela e cada passarinho (Sl 147.4;Mt 10.29)
2. Deus conhece tudo no terreno do procedimento humano (Sl 139.1-4; 1Cr 29.19;Hb 4.13)
• Porventura alcançarás os caminhos de Deus, ou chegarás à perfeição do Todo-Poderoso?
Como as alturas dos céus é a sua sabedoria; que poderás tu fazer? E mais profunda do
que o inferno, que poderás tu saber? Jó 11:7-8
• Grande é o nosso Senhor, e de grande poder; o seu entendimento é infinito. Sl 147:5
• Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se
cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento. Isaías 40:28
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
I - Os Valores prioritários
Atributos Incomunicáveis
A Onipotência de Deus
A palavra onipotência deriva de dois termos latinos,omnis e potencia que, juntos, significam
todo poder. Este atributo exclusivo de Deus, mostra que Seu poder é ilimitado; Ele tem poder
de fazer qualquer coisa que queira. A Onipotência de Deus é aquele atributo pelo qual Ele
pode levar a efeito qualquer coisa que deseje.
 O que a Onipotência de DEUS não é.
A Onipotência de Deus não significa o exercício de Seu poder para fazer aquilo que é
incoerente aos Seus atributos e à Sua natureza.
 Observação, quanto a Onipotência de Deus:
- A questão não é o que Deus pode fazer, mas o que Ele quer fazer.
Depoimentos bíblicos quanto à Onipotência de Deus.
(Gn 18.14; Jó 42.2; Sl 93.4; Sl 115.3; Jr 32.17).
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
A Onipresença de Deus É aquela qualidade perfeita de Deus , pela qual Ele, em todo o
seu Ser, está em toda parte ou lugar igualmente.
Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.
Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a
luz são para ti a mesma coisa;
Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe.
Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas
são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.
Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas
profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas
estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda
uma delas havia. Salmos 139:7-16
I - Os Valores prioritários
Atributos Incomunicáveis
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
“Disse Deus a Moises: Eu Sou O Que Sou. (Êx 3.14)
“O Deus Eterno é a tua
habitação e,por baixo de ti,
estende os braços eternos”.
(Dt 33.27).
C) DEUS É ETERNO.
“ Antes que os montes nascessem e se formassem a terra
e o mundo, de eternidade a eternidade,tu és Deus” (Sl 90.8).
I - Os Valores prioritários
Atributos Incomunicáveis
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
I - Os Valores prioritários 1.2 – A Família
Definindo o Termo Família
• FAMILIA é a célula da sociedade, é a célula primária
ou primeira, é o começo, é a gênesis.
• FAMILIA é uma instituição divina, que se compõe de
pessoas humanas, mas tem a sua origem em Deus.
• FAMILIA é onde nossos alicerces de toda uma existencia,de
uma caminhada são fundamentados, enraizados, somente
a família é capaz de criar laços profundos de amor
sentimentos este que transforma tudo.
O que nos ensina a Bíblia:
E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea
para ele. Gênesis 2:18
Obs.: Outros textos sobre a Família – (Sl 127;Ef 5.24-33;Ef.6.1-3;Rute 4.9-11,13,14;1Pe 3.1-6;1Rs 2.1-
4;Col3.21;Êx 20.12; Êx 21.15,17; Pv 15.20; Pv 30.17;Pv 31.10;2Tm 1.1-5; Gn 28.1,34).
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
“ E disse o homem: Esta,afinal,é ossos dos meus ossos e
carne da minha carne; chamar-se-á varoa,porquanto do
varão foi tomada. Por isso. Deixa o homem pai e mãe e se
une a sua mulher,tornando-se os dois uma só carne. (Gn
2.23,24).
“Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem
esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea”
(Gn 2.18).
I - Os Valores prioritários 1.2 – A Família
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
“ E Deus os abençoou: Sedes fecundos, multiplicai-
vos e enchei as águas dos mares;e,na terra,se
multipliquem. (Gn 1.22)
I - Os Valores prioritários 1.2 – A Família
DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO
SÉRIE: 6º ANO
TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA.
AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O homem e o pecado
O homem e o pecadoO homem e o pecado
O homem e o pecado
andremagela
 
Apostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligiosoApostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligioso
Ronaldo Russou
 
Avaliação de Ensino Religioso
Avaliação de Ensino ReligiosoAvaliação de Ensino Religioso
Avaliação de Ensino Religioso
Éder Oliveira
 
Ensino religioso 3 ano
Ensino religioso 3 anoEnsino religioso 3 ano
Ensino religioso 3 ano
Patricia Fernandes
 
Crescer em cristo juniores
Crescer em cristo   junioresCrescer em cristo   juniores
Crescer em cristo juniores
Sandra Fuso
 
Manual escola de lideres
Manual escola de lideresManual escola de lideres
Manual escola de lideres
Roberto Wagner Fernandes
 
FUGINDO DE DEUS
FUGINDO DE DEUSFUGINDO DE DEUS
FUGINDO DE DEUS
Lc Passold
 
Aula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento ReencarnatórioAula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento Reencarnatório
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
( Espiritismo) # - adesio a machado - ser, crer e crescer
( Espiritismo)   # - adesio a machado - ser, crer e crescer( Espiritismo)   # - adesio a machado - ser, crer e crescer
( Espiritismo) # - adesio a machado - ser, crer e crescer
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Espiritualidade: O que é isso?
Espiritualidade: O que é isso?Espiritualidade: O que é isso?
Espiritualidade: O que é isso?
marivalim
 
Ensino religioso 2 ano
Ensino religioso 2 anoEnsino religioso 2 ano
Ensino religioso 2 ano
Antonio de Jesus Freitas Fernandes
 
Ensino religioso 7ano
Ensino religioso 7anoEnsino religioso 7ano
Ensino religioso 7ano
Ana Alves de Souza
 
Curso de provérbios estudo 01
Curso de provérbios   estudo 01Curso de provérbios   estudo 01
Curso de provérbios estudo 01
Joao Franca
 
Aula de religião 4
Aula de religião 4Aula de religião 4
Aula de religião 4
Pollyana Andrade
 
A formação-do-líder-servo web
A formação-do-líder-servo webA formação-do-líder-servo web
A formação-do-líder-servo web
Luiza Dayana
 
A vida de davi
A vida de daviA vida de davi
A vida de davi
Giovani Messias da Rosa
 
A obra de deus (watchman nee)
A obra de deus (watchman nee)A obra de deus (watchman nee)
A obra de deus (watchman nee)
Deusdete Soares
 
Eae 108 - o cristão no meio religioso e profano
Eae   108 - o cristão no meio religioso e profanoEae   108 - o cristão no meio religioso e profano
Eae 108 - o cristão no meio religioso e profano
Norberto Scavone Augusto
 
Projeto 1° bimestre Ensino Religioso
Projeto 1° bimestre Ensino ReligiosoProjeto 1° bimestre Ensino Religioso
Projeto 1° bimestre Ensino Religioso
Lucimar Das Graças Soares
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
Jessé Lopes
 

Mais procurados (20)

O homem e o pecado
O homem e o pecadoO homem e o pecado
O homem e o pecado
 
Apostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligiosoApostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligioso
 
Avaliação de Ensino Religioso
Avaliação de Ensino ReligiosoAvaliação de Ensino Religioso
Avaliação de Ensino Religioso
 
Ensino religioso 3 ano
Ensino religioso 3 anoEnsino religioso 3 ano
Ensino religioso 3 ano
 
Crescer em cristo juniores
Crescer em cristo   junioresCrescer em cristo   juniores
Crescer em cristo juniores
 
Manual escola de lideres
Manual escola de lideresManual escola de lideres
Manual escola de lideres
 
FUGINDO DE DEUS
FUGINDO DE DEUSFUGINDO DE DEUS
FUGINDO DE DEUS
 
Aula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento ReencarnatórioAula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento Reencarnatório
 
( Espiritismo) # - adesio a machado - ser, crer e crescer
( Espiritismo)   # - adesio a machado - ser, crer e crescer( Espiritismo)   # - adesio a machado - ser, crer e crescer
( Espiritismo) # - adesio a machado - ser, crer e crescer
 
Espiritualidade: O que é isso?
Espiritualidade: O que é isso?Espiritualidade: O que é isso?
Espiritualidade: O que é isso?
 
Ensino religioso 2 ano
Ensino religioso 2 anoEnsino religioso 2 ano
Ensino religioso 2 ano
 
Ensino religioso 7ano
Ensino religioso 7anoEnsino religioso 7ano
Ensino religioso 7ano
 
Curso de provérbios estudo 01
Curso de provérbios   estudo 01Curso de provérbios   estudo 01
Curso de provérbios estudo 01
 
Aula de religião 4
Aula de religião 4Aula de religião 4
Aula de religião 4
 
A formação-do-líder-servo web
A formação-do-líder-servo webA formação-do-líder-servo web
A formação-do-líder-servo web
 
A vida de davi
A vida de daviA vida de davi
A vida de davi
 
A obra de deus (watchman nee)
A obra de deus (watchman nee)A obra de deus (watchman nee)
A obra de deus (watchman nee)
 
Eae 108 - o cristão no meio religioso e profano
Eae   108 - o cristão no meio religioso e profanoEae   108 - o cristão no meio religioso e profano
Eae 108 - o cristão no meio religioso e profano
 
Projeto 1° bimestre Ensino Religioso
Projeto 1° bimestre Ensino ReligiosoProjeto 1° bimestre Ensino Religioso
Projeto 1° bimestre Ensino Religioso
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
 

Semelhante a Princípios para vida

SLIDES DA ESCOLA DE LÍDERES DA EBGET MESTRE ALESANDRO.pptx
SLIDES DA ESCOLA DE LÍDERES DA EBGET MESTRE ALESANDRO.pptxSLIDES DA ESCOLA DE LÍDERES DA EBGET MESTRE ALESANDRO.pptx
SLIDES DA ESCOLA DE LÍDERES DA EBGET MESTRE ALESANDRO.pptx
ALEXDELIMAGOMES
 
Principios e valores - Pastor Reis
Principios e valores - Pastor ReisPrincipios e valores - Pastor Reis
Principios e valores - Pastor Reis
Vanguarda Cristã
 
10 Mandamentos: 1ª Palavra
10 Mandamentos: 1ª Palavra 10 Mandamentos: 1ª Palavra
10 Mandamentos: 1ª Palavra
Daniel Faria Jr.
 
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Dalila Melo
 
13 espiritualidade na familia
13   espiritualidade na familia13   espiritualidade na familia
13 espiritualidade na familia
PIB Penha
 
Treinamento facilitadores
Treinamento facilitadores Treinamento facilitadores
Treinamento facilitadores
Priscila Assumpção
 
AULA 1 A 8 - LIVROS POÉTICOS.pptx
AULA 1 A 8 - LIVROS POÉTICOS.pptxAULA 1 A 8 - LIVROS POÉTICOS.pptx
AULA 1 A 8 - LIVROS POÉTICOS.pptx
angeloduarte15
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
guestc5d870
 
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindoGenese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
Fernando A. O. Pinto
 
"A Gênese," de Allan Kardec.
"A Gênese," de Allan Kardec."A Gênese," de Allan Kardec.
"A Gênese," de Allan Kardec.
Rodrigo Curado
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
IRINEU FILHO
 
Curso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deusCurso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deus
Presbítero Neves Leal
 
Espiritualidade 1
Espiritualidade  1Espiritualidade  1
Espiritualidade 1
Luiz Januario
 
Apostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemáticaApostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemática
Rita de Cássia Souza Santos
 
EBD Revista Palavra e Vida 2T2015.Aula 1: Deus existe?
EBD Revista Palavra e Vida 2T2015.Aula 1: Deus existe?EBD Revista Palavra e Vida 2T2015.Aula 1: Deus existe?
EBD Revista Palavra e Vida 2T2015.Aula 1: Deus existe?
Andre Nascimento
 
1 teologia sistematica - apostilia
1 teologia sistematica - apostilia1 teologia sistematica - apostilia
1 teologia sistematica - apostilia
AndrRicardo86
 
Ativ2 sandra
Ativ2 sandraAtiv2 sandra
Ativ2 sandra
sandrafran
 
Ativ2 sandra
Ativ2 sandraAtiv2 sandra
Ativ2 sandra
sandrafran
 
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
Sergio Silva
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
Abdias Barreto
 

Semelhante a Princípios para vida (20)

SLIDES DA ESCOLA DE LÍDERES DA EBGET MESTRE ALESANDRO.pptx
SLIDES DA ESCOLA DE LÍDERES DA EBGET MESTRE ALESANDRO.pptxSLIDES DA ESCOLA DE LÍDERES DA EBGET MESTRE ALESANDRO.pptx
SLIDES DA ESCOLA DE LÍDERES DA EBGET MESTRE ALESANDRO.pptx
 
Principios e valores - Pastor Reis
Principios e valores - Pastor ReisPrincipios e valores - Pastor Reis
Principios e valores - Pastor Reis
 
10 Mandamentos: 1ª Palavra
10 Mandamentos: 1ª Palavra 10 Mandamentos: 1ª Palavra
10 Mandamentos: 1ª Palavra
 
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
 
13 espiritualidade na familia
13   espiritualidade na familia13   espiritualidade na familia
13 espiritualidade na familia
 
Treinamento facilitadores
Treinamento facilitadores Treinamento facilitadores
Treinamento facilitadores
 
AULA 1 A 8 - LIVROS POÉTICOS.pptx
AULA 1 A 8 - LIVROS POÉTICOS.pptxAULA 1 A 8 - LIVROS POÉTICOS.pptx
AULA 1 A 8 - LIVROS POÉTICOS.pptx
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
 
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindoGenese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
Genese cap 01 2e3 revisão a humanidade está evoluindo
 
"A Gênese," de Allan Kardec.
"A Gênese," de Allan Kardec."A Gênese," de Allan Kardec.
"A Gênese," de Allan Kardec.
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Curso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deusCurso de teologia_doutrina_de_deus
Curso de teologia_doutrina_de_deus
 
Espiritualidade 1
Espiritualidade  1Espiritualidade  1
Espiritualidade 1
 
Apostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemáticaApostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemática
 
EBD Revista Palavra e Vida 2T2015.Aula 1: Deus existe?
EBD Revista Palavra e Vida 2T2015.Aula 1: Deus existe?EBD Revista Palavra e Vida 2T2015.Aula 1: Deus existe?
EBD Revista Palavra e Vida 2T2015.Aula 1: Deus existe?
 
1 teologia sistematica - apostilia
1 teologia sistematica - apostilia1 teologia sistematica - apostilia
1 teologia sistematica - apostilia
 
Ativ2 sandra
Ativ2 sandraAtiv2 sandra
Ativ2 sandra
 
Ativ2 sandra
Ativ2 sandraAtiv2 sandra
Ativ2 sandra
 
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
 

Mais de Antonio Filho

Por que crer na bíblia(01)
Por que crer na bíblia(01)Por que crer na bíblia(01)
Por que crer na bíblia(01)
Antonio Filho
 
A realidade do inferno.
A realidade do inferno.A realidade do inferno.
A realidade do inferno.
Antonio Filho
 
Exposições bíblicas e temáticas
Exposições bíblicas e temáticasExposições bíblicas e temáticas
Exposições bíblicas e temáticas
Antonio Filho
 
A importância de conhecer a deus.
A importância de conhecer a deus.A importância de conhecer a deus.
A importância de conhecer a deus.
Antonio Filho
 
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
Antonio Filho
 
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Antonio Filho
 
Lição 12(o mundo vindouro)2017
Lição 12(o mundo vindouro)2017Lição 12(o mundo vindouro)2017
Lição 12(o mundo vindouro)2017
Antonio Filho
 
Aula( a segunda vinda de cristo)2017
Aula( a segunda vinda de cristo)2017Aula( a segunda vinda de cristo)2017
Aula( a segunda vinda de cristo)2017
Antonio Filho
 
Cultivar virtudes
Cultivar virtudesCultivar virtudes
Cultivar virtudes
Antonio Filho
 
A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)
Antonio Filho
 
A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)
Antonio Filho
 
Inferno – destino eterno dos ímpios
Inferno – destino eterno dos ímpiosInferno – destino eterno dos ímpios
Inferno – destino eterno dos ímpios
Antonio Filho
 
A igreja de cristo
A igreja de cristoA igreja de cristo
A igreja de cristo
Antonio Filho
 
Lição 07 (ebd)2017
Lição 07 (ebd)2017Lição 07 (ebd)2017
Lição 07 (ebd)2017
Antonio Filho
 
Aula(sistema de numeração) 6º ano
Aula(sistema de numeração) 6º anoAula(sistema de numeração) 6º ano
Aula(sistema de numeração) 6º ano
Antonio Filho
 
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Antonio Filho
 
Para que serve a religião
Para que serve a religiãoPara que serve a religião
Para que serve a religião
Antonio Filho
 
O verdadeiro sentido da páscoa (2)
O verdadeiro sentido da páscoa (2)O verdadeiro sentido da páscoa (2)
O verdadeiro sentido da páscoa (2)
Antonio Filho
 
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
Antonio Filho
 
Equação 2º grau
Equação 2º grauEquação 2º grau
Equação 2º grau
Antonio Filho
 

Mais de Antonio Filho (20)

Por que crer na bíblia(01)
Por que crer na bíblia(01)Por que crer na bíblia(01)
Por que crer na bíblia(01)
 
A realidade do inferno.
A realidade do inferno.A realidade do inferno.
A realidade do inferno.
 
Exposições bíblicas e temáticas
Exposições bíblicas e temáticasExposições bíblicas e temáticas
Exposições bíblicas e temáticas
 
A importância de conhecer a deus.
A importância de conhecer a deus.A importância de conhecer a deus.
A importância de conhecer a deus.
 
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
O caráter inclusivo da expressão “em cristo”
 
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
Lição 13 (sobre a família e a sua natureza)ebd 2017
 
Lição 12(o mundo vindouro)2017
Lição 12(o mundo vindouro)2017Lição 12(o mundo vindouro)2017
Lição 12(o mundo vindouro)2017
 
Aula( a segunda vinda de cristo)2017
Aula( a segunda vinda de cristo)2017Aula( a segunda vinda de cristo)2017
Aula( a segunda vinda de cristo)2017
 
Cultivar virtudes
Cultivar virtudesCultivar virtudes
Cultivar virtudes
 
A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)
 
A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)A importancia de conhecer a deus (2)
A importancia de conhecer a deus (2)
 
Inferno – destino eterno dos ímpios
Inferno – destino eterno dos ímpiosInferno – destino eterno dos ímpios
Inferno – destino eterno dos ímpios
 
A igreja de cristo
A igreja de cristoA igreja de cristo
A igreja de cristo
 
Lição 07 (ebd)2017
Lição 07 (ebd)2017Lição 07 (ebd)2017
Lição 07 (ebd)2017
 
Aula(sistema de numeração) 6º ano
Aula(sistema de numeração) 6º anoAula(sistema de numeração) 6º ano
Aula(sistema de numeração) 6º ano
 
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
Aula(a importancia de (ere)introdução) (3)
 
Para que serve a religião
Para que serve a religiãoPara que serve a religião
Para que serve a religião
 
O verdadeiro sentido da páscoa (2)
O verdadeiro sentido da páscoa (2)O verdadeiro sentido da páscoa (2)
O verdadeiro sentido da páscoa (2)
 
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
 
Equação 2º grau
Equação 2º grauEquação 2º grau
Equação 2º grau
 

Último

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 

Princípios para vida

  • 1. Prof.: Antonio Soares Série: 6º ao 9º ano AULA: (Introdução) ENSINO RELIGIOSO PRINCÍPIOS PARA VIDA PRECISAMOS PRIORIZAR DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS
  • 2. Introdução DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).  Não tenho dúvida, que termos o bom domínio de dois, três idiomas, viajar pelo mundo, aprender culturas diversas, dominar tecnologias, possuir pós-graduações diversas, tem sua importância notável no contexto hodierno. Mas pergunto:
  • 3.  Essas questões levantadas proporcionam mais condição ao ser humano do que ética, honestidade, caráter, dá mais qualidade de vida, integridade, amor e outros valores e virtudes semelhantes? Claro que não! Muitos das causas que afligem, denigrem a humanidade estão na negação de fato, destes princípios e virtudes como suporte e inspiração para o desenvolvimento integral do potencial individual e consequentemente do social do ser humano, pois a vivencia dos valores alicerça o caráter legando-nos condutas justas. DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS). Introdução
  • 4. Quando uma sociedade séria entende a importância do cultivo dos valores mais nobre para a vida, os resultados são extremamente satisfatórios para a sociedade, precisamos com urgência proclamarmos essas virtudes para termos uma sociedade sadia em todos os aspectos, bio, psico, social, moral, em fim, uma sociedade mais humana, mais fraterna, sempre com o desejo que querer o bem do próximo, menos violenta, mais justa, onde reina a paz e alegria no olhar dia uma criança ao adulto teremos de fato um mundo bem melhor para todos e menos conflituoso na jornada humana. DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS). Introdução
  • 5. DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).  É dito com muita propriedade, que, sem virtude, a vida não vale nada.  Certa ocasião expressou Mahatma Gandhi:  Sem princípios e virtudes o ser humano não pode ter uma vida sadia. Dos valores depende se minha vida será bem sucedida ou não, é muito bem dito isto.  Mas, quais são os alicerces, valores e virtudes que devemos cultivar para uma humanidade sadia? Mantenha seus pensamentos positivos,... “Mantenha seus pensamentos positivos, porque seus pensamentos tornam-se suas palavras. Mantenha suas palavras positivas, porque suas palavras tornam-se suas atitudes. Mantenha suas atitudes positivas, porque suas atitudes tornam-se seus hábitos. Mantenha seus hábitos positivos, porque seus hábitos tornam-se seus valores. Mantenha seus valores positivos, porque seus valores... Tornam-se seu destino”. Introdução
  • 6. DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS). Introdução Dentre os princípios e virtudes que devemos resgatar para uma humanidade sadia são: • Os Princípios prioritários. • As virtudes adquiridos por esforços próprio. • Os Valores ou virtudes que são adquiridos pela nossa união para com Deus.
  • 7. DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS). Antes de refletirmos sobre os valores e virtudes, vamos DESTACAR alguns aspectos conceituais sobre alguns termos notáveis do contexto atual dentro desta temática em curso. I - CONCEITOS IMPORTANTES 1.1 - VALORES A palavra valor vem do verbo latino “Valere” que significa na verdade, o bem estar, qualidade que faz estimável alguém ou algo; o ser sadio; o ser humanizado, aquele que se sente bem; ter valor, ser sólido, saudável, ser válido, ser digno, ter influência.  Há quem diga que todo ser humano possui certos valores e princípios que determinam seu pensar, seu falar, seus atos, suas atitudes, suas escolhas e preferências.  Valores são princípios ou padrões éticos e sociais aceitos por uma pessoa ou sociedade, como por exemplo, falar a verdade com o próximo, respeitar o direito do outro etc. Logo, os valores estão relacionados à nossa maneira de viver. Valor, portanto, é algo que tem dentro de si sua própria força, e está a serviço do ser humano
  • 8. Quanto ao termo “Virtude” o dicionário Aurélio disserta. Disposição firme e constante para a prática do bem. Força moral; Ato virtuoso. Para o latim virtus. “Virtus” significa força, capacidade, destreza. 1.2 - VIRTUDES No grego básico traduzido nas páginas do Novo Testamento virtude é areté. Então o termo porquanto transmiti a ideia de varonilidade e força. A alma precisa das forças da sua virtude para dominar a vida. Como citamos sem virtude, a vida não vale nada. As virtudes são classificadas em sete, a saber: a) As virtudes cadeias ou fundamentais são: Prudência, Temperança, Justiça e Coragem (Fortaleza); b) virtudes teologais são: Fé, Esperança e Amor. 1.3 - PRINCÍPIOS O dicionário diz que princípios são bons costumes, educação,alicerces,fundamentos. DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS). I - CONCEITOS IMPORTANTES
  • 9. I - Os Valores prioritários Valores prioritários são aqueles que referem-se as inestimáveis riquezas, cujo preço excede todo o ouro que se possa amontoar. O que nos ensina a Bíblia: 1.1 – Deus - Jesus Quem é Deus? Como pode aquele que é finito compreender Aquele que é infinito? “ Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade” (Jo 4.24) DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 10. I - Os Valores prioritários 1.1 – Deus - Jesus Deus quis se revelar à humanidade através da Bíblia e ela é a única que nos diz como compreender o testemunho que a natureza dá de Deus. Podemos compreender Deus? Hb 1.1-3 Mt 11.27 Jo 1.18 Rm 1.18,19, 21, 25 1Co 1.21 1Co 2.14 2Co 4.3-4 DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 11. I - Os Valores prioritários A Eternidade de Deus 1.1 – Como compreender Deus - Jesus Atributos Incomunicáveis A Bíblia apresenta do principio ao fim, um Deus que existe por Si mesmo,eternamente,isto é, que não tem principio nem fim de dias, Ele não está limitado pelo tempo. Depoimentos bíblicos quanto à eternidade de Deus. (Gn 21.33;Dt 33.27; Sl 9.7; Sl 90.2; Sl 92.2;8;Is 40.28). Deus é eterno. Isso significa que Ele não sofre a influencia do tempo, não perde seu poder, não sofre mudança alguma através dos séculos. Sl 90.2; Sl 102.27; Is 57.15;1Tm 1.17 DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 12. I - Os Valores prioritários Atributos Incomunicáveis A Imutabilidade de Deus A Imutabilidade de Deus é compatível com a atividade constante e com a liberdade perfeita. Deus é imutável no sentido íntimo, atributos ,propósito, motivos de ação e promessas. Depoimentos bíblicos quanto à eternidade de Deus. (Ml 3.6; Tg 1.17;Sl 102.27). Eles perecerão, mas tu permanecerás; todos eles se envelhecerão como um vestido; como roupa os mudarás, e ficarão mudados. Porém tu és o mesmo, e os teus anos nunca terão fim. Salmos 102:26-27 E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Êxodo 3:14 Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos. Malaquias 3:6 Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Tiago 1:17 DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 13. I - Os Valores prioritários Atributos Incomunicáveis A Onisciêndade de Deus O Deus da Bíblia é não só um Ser pessoal, existente em Si mesmo, eterno e imutável; Ele é também o Deus perfeito em ciência e sabedoria. Isaias (40.28). A Onisciência de Deus tem haver com sua capacidade de tudo saber. Ele sabe todas as coisas. Depoimentos bíblicos quanto à Onisciência de Deus. (Jó 11.7,8; Sl 147.5; Rm 11.33;Jo 3.12; Ef 1.9-12). 1. Deus conhece tudo na natureza, cada estrela e cada passarinho (Sl 147.4;Mt 10.29) 2. Deus conhece tudo no terreno do procedimento humano (Sl 139.1-4; 1Cr 29.19;Hb 4.13) • Porventura alcançarás os caminhos de Deus, ou chegarás à perfeição do Todo-Poderoso? Como as alturas dos céus é a sua sabedoria; que poderás tu fazer? E mais profunda do que o inferno, que poderás tu saber? Jó 11:7-8 • Grande é o nosso Senhor, e de grande poder; o seu entendimento é infinito. Sl 147:5 • Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o SENHOR, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento. Isaías 40:28 DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 14. I - Os Valores prioritários Atributos Incomunicáveis A Onipotência de Deus A palavra onipotência deriva de dois termos latinos,omnis e potencia que, juntos, significam todo poder. Este atributo exclusivo de Deus, mostra que Seu poder é ilimitado; Ele tem poder de fazer qualquer coisa que queira. A Onipotência de Deus é aquele atributo pelo qual Ele pode levar a efeito qualquer coisa que deseje.  O que a Onipotência de DEUS não é. A Onipotência de Deus não significa o exercício de Seu poder para fazer aquilo que é incoerente aos Seus atributos e à Sua natureza.  Observação, quanto a Onipotência de Deus: - A questão não é o que Deus pode fazer, mas o que Ele quer fazer. Depoimentos bíblicos quanto à Onipotência de Deus. (Gn 18.14; Jó 42.2; Sl 93.4; Sl 115.3; Jr 32.17). DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 15. A Onipresença de Deus É aquela qualidade perfeita de Deus , pela qual Ele, em todo o seu Ser, está em toda parte ou lugar igualmente. Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá. Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim. Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa; Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe. Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra. Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia. Salmos 139:7-16 I - Os Valores prioritários Atributos Incomunicáveis DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 16. “Disse Deus a Moises: Eu Sou O Que Sou. (Êx 3.14) “O Deus Eterno é a tua habitação e,por baixo de ti, estende os braços eternos”. (Dt 33.27). C) DEUS É ETERNO. “ Antes que os montes nascessem e se formassem a terra e o mundo, de eternidade a eternidade,tu és Deus” (Sl 90.8). I - Os Valores prioritários Atributos Incomunicáveis DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 17. I - Os Valores prioritários 1.2 – A Família Definindo o Termo Família • FAMILIA é a célula da sociedade, é a célula primária ou primeira, é o começo, é a gênesis. • FAMILIA é uma instituição divina, que se compõe de pessoas humanas, mas tem a sua origem em Deus. • FAMILIA é onde nossos alicerces de toda uma existencia,de uma caminhada são fundamentados, enraizados, somente a família é capaz de criar laços profundos de amor sentimentos este que transforma tudo. O que nos ensina a Bíblia: E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Gênesis 2:18 Obs.: Outros textos sobre a Família – (Sl 127;Ef 5.24-33;Ef.6.1-3;Rute 4.9-11,13,14;1Pe 3.1-6;1Rs 2.1- 4;Col3.21;Êx 20.12; Êx 21.15,17; Pv 15.20; Pv 30.17;Pv 31.10;2Tm 1.1-5; Gn 28.1,34). DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 18. “ E disse o homem: Esta,afinal,é ossos dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa,porquanto do varão foi tomada. Por isso. Deixa o homem pai e mãe e se une a sua mulher,tornando-se os dois uma só carne. (Gn 2.23,24). “Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea” (Gn 2.18). I - Os Valores prioritários 1.2 – A Família DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).
  • 19. “ E Deus os abençoou: Sedes fecundos, multiplicai- vos e enchei as águas dos mares;e,na terra,se multipliquem. (Gn 1.22) I - Os Valores prioritários 1.2 – A Família DISCIPLINA: ENSINO RELIGOSO SÉRIE: 6º ANO TEMA GERAL: PRINCÍPIOS PARA UMA HUMANIDADE SADIA. AULA: 01 (OS PRINCÍPIOS PRIORITÁRIOS: DEUS, FAMÍLIA, NATUREZA E AMIGOS).