SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Baixar para ler offline
Doença de Chagas
Paulo Roberto
Doença de Chagas
– Histórico
• 1909 =>Carlos Chagas
–a) agente etiológico,
–b) agente transmissor,
–c) reservatório silvestre,
–d) agente sensível,
Prevalência global (milhões)
0 200 400 600 800 1000
Ascaridíase
Trachoma
Oncocercose
Leishmaniose
Doença de Chagas
Hanseníase
Tripanossomíase Africana
Tricuríase
Ancilostomíase
Esquistossomose
Filariose linfática
807
84
37
12
8-9
0,4
0,3
604
576
207
120
Situação atual da Doença de Chagas no
Brasil
Regiões originalmente
de risco para a
transmissão vetorial
Doença de Chagas
• Agente Etiológico=> Trypanosoma cruzi
– Reino Protista
– Família Trypanosomatidae
– Gênero Trypanosoma
– Espécie Trypanosoma cruzi
(Cardiopatia chagásica,dilatação de órgãos cavitários,
megaesôfago, megacolon)
Vetores do Trypanosoma cruzi
• Vetor (Hospedeiro Invertebrado)
• Ordem Hemiptera
• Família Reduviidae
• Subfamília Triatominae
• Gêneros Triatoma
Panstrongylus
Rhodnius
Vetores do Trypanosoma cruzi
Gênero
Panstrongylus
Gênero
Triatoma
Gênero Rhodnius
Vetores
Reservatórios do Trypanosoma cruzi
• Ciclo silvestre =>
– Gambás, tatus,
tamanduá, roedores
• Ciclo doméstico =>
– Homem, mamíferos de médio e pequeno
porte
• Reservatórios ciclo Silvestre
Masurpiais
(Gambá)
Trypanosoma cruzi
Formas Evolutivas
• Amastigota
– Intracelular
– Ovalada
– 4um
– Fissão binária
– H. vertebrado
Trypanosoma cruzi
Formas Evolutivas
• Tripomastigota sanguineo
– Alongados 20-25um
– membrana ondulante
– flagelo
– Não se multiplicam
• Epimastigota
– Presente no intestino do vetor
– Cultura no laboratório (20μm)
- Flagelo
– Multiplicação por fissão binária
Trypanosoma cruzi
Formas Evolutivas
• Tripomastigota metacílico
– Presente no vetor
– Finos, 20-25 μm
– Flagelo
– Movimentação rápida
– Fezes e urina do vetor
– Forma infectante para o hospedeiro vertebrado
Trypanosoma cruzi
Formas Evolutivas
Ciclo biológico
• Heteroxeno
– Hospedeiro vertebrado
• Amastigota
• Tripomastigota sangüíneo
– Hospedeiro Invertebrado
• Epimastigota
• Tripomastigota metacíclico
Ciclo biológico do Trypanosoma cruzi
Trypanosoma cruzi
Formas de Transmissão
• Transmissão Vetorial
• TransmissãoTransfusional
• Transmissão Congênita
• Transmissão Acidental, Oral
• Transplante de Órgãos
Trypanosoma cruzi
• Processos patológicos induzido pelo
parasito no hospedeiro;
– Resposta Inflamatória
– Lesões celulares
– Fibrose
• Onde ocorrem?
Coração, Sistema digestório e nervoso
Desenvolvimento da Doença de Chagas
T. cruzi
Fase
aguda
Tratamento
(cura)
Fase crônica
indeterminada
Morte
Evolução
benigna
Evolução
maligna
Formas crônicas:
Cardíaca,
digestiva
ou mista
Morte
Trypanosoma cruzi
Doença
• Fase Aguda ( parasitemia elevada)
– Maior parte Assintomática
– Sintomática
• Local de Inoculação do parasito
– Sinal de Romanã
– Chagoma de Inoculação
– Incubação=> 3 semanas
Trypanosoma cruzi
Sinais e Sintomas
• Fase Aguda ( Elevada parasitemia)
• Febre que pode persistir por 12 semanas,
• mal estar, cefaleía, perda do apetite
Hipertrofia dos linfonodos
• Manifestações cardíacas ou neurológicas
• Fase Crônica
Parasitemia baixa, sorologia positiva
Cardiopatia
28,0%
Megas
8,0%
Indeterminada
64,0%
Sinais e Sintomas
Trypanosoma cruzi
Sinais e Sintomas
• Fase Crônica (Parasito escasso)
– Assintomática (Fase Crônica Indeterminada)
– Sintomática
• Fase Crônica Indeterminada (10 a 20 anos)
– Exames sorológicos =>positivos
– Eletrocardiograma normal
– Parasitismo escasso
Trypanosoma cruzi
Sinais e Sintomas
• Fase Crônica =>
• Forma Cardíaca
– Inflamação crônica
– Fibrose
– Arritmia
– Cardiopatia Crônica => Insuficiência cardíaca ( ICC)
morte súbita
Trypanosoma cruzi
Sinais e Sintomas
• Fase Crônica- Forma Digestiva
– Lesões no esôfago,cólon e sigmóide
(int/reto)
– Formação de granulomas (nódulos
inflamatórios)
– Destruição dos plexos nervosos
– Hipertrofia muscular => (constipação
intestinal) (dor epigástrica, regurgitação
Trypanosoma cruzi
Doença de Chagas
• Conclusão
– 60 a 70%=> assintomáticos
– 20 a 30% =>forma cardíaca
– 8 a 10% =>dilatação do esôfago
– 3% => sistema nervoso
Trypanosoma cruzi
Diagnóstico Parasitológico
• Fase Aguda
• Métodos diretos
Exame a fresco
Gota espessa
Métodos Diretos
Trypanosoma cruzi
Diagnóstico Parasitológico
• Métodos Indiretos
– Xenodiagnóstico
– Hemocultura (LIT)
Trypanosoma cruzi
Diagnóstico Parasitológico
• Métodos Indiretos
– Xenodiagnóstico
• Imunodiagnóstico
Trypanosoma cruzi
Diagnóstico Parasitológico
• Fase Crônica
–Métodos Indiretos
• Xenodiagnóstico
• Hemocultura
• Inoculação em animais
• PCR
FASE AGUDA FASE CRÔNICA
Parasitemia
Anticorpos
Dias, semanas Anos
Perfil da resposta de anticorpos IgG
Diagnóstico parasitológico
MÉTODO SENSIBILIDA
DE
(Fase Aguda)
SENSIBILIDA
DE
(Fase Crônica)
Microscopia 50 - 90% 
Xenodiagnóstico 85 - 100% ~ 50%
Hemocultura 100% ~ 50%
Doença de Chagas
Tratamento
• Indicações do Tratamento
– Casos agudos e congênitos
– Crianças menores de 10 anos com infecção
recente
– Quimioprofilaxia em casos de acidentes em
laboratório e em transplante de órgãos
Doença de Chagas
Tratamento
• Benzonidazol ( Rochagan®)
– Adulto=>5mg//kg/dia
– Criança=>7 a 10 mg/kg/dia (12/12h) 60 dias
• Efeitos Colaterais
– Dermatopatia urticariforme
– Leucopenia
– Neuropatia periférica
– Náusea
– Diminuição do apetite
Doença de Chagas
Tratamento
• Nifurtimox (Lampit®)
– Adulto=> dose única, 10mg/kg/dia
– Criança=> 15 mg/kg/dia ( 8/8h) por 90 dias
• Efeitos Colaterais
– Perda de peso
– Anorexia
– Vômitos
– Insônia
• Há vários anos não é comercializado no nosso país
Países do Cone Sul (1991-2001)
(Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai)
Eliminação de T. infestans das casas e do ambiente
peridomiciliar
Redução e eliminação da infestação domiciliar por
outros triatomíneos
Interrupção da transmissão de T. cruzi por
transfusão de sangue – triagem eficiente de doadores
de sangue
Controle

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Leishmaniose tegumentar e visceral
Leishmaniose tegumentar e visceral Leishmaniose tegumentar e visceral
Leishmaniose tegumentar e visceral
 
Aula n° 6 toxoplasma
Aula n° 6   toxoplasmaAula n° 6   toxoplasma
Aula n° 6 toxoplasma
 
Ancilostomídeos
AncilostomídeosAncilostomídeos
Ancilostomídeos
 
Parasitologia
ParasitologiaParasitologia
Parasitologia
 
Seminário malária
Seminário maláriaSeminário malária
Seminário malária
 
Apresentação malária
Apresentação maláriaApresentação malária
Apresentação malária
 
Doença de chagas
Doença de chagasDoença de chagas
Doença de chagas
 
Doença de Chagas
Doença de ChagasDoença de Chagas
Doença de Chagas
 
Aula n° 3 tripanossoma
Aula n° 3   tripanossomaAula n° 3   tripanossoma
Aula n° 3 tripanossoma
 
Aula 8 Schistosoma Mansoni 2007 Ok
Aula 8   Schistosoma Mansoni 2007 OkAula 8   Schistosoma Mansoni 2007 Ok
Aula 8 Schistosoma Mansoni 2007 Ok
 
Aula de enterobius vermicularis
Aula de  enterobius vermicularisAula de  enterobius vermicularis
Aula de enterobius vermicularis
 
Protozoários - Parasitologia
Protozoários - ParasitologiaProtozoários - Parasitologia
Protozoários - Parasitologia
 
Aula n° 1
Aula n° 1  Aula n° 1
Aula n° 1
 
Esquistossomose
EsquistossomoseEsquistossomose
Esquistossomose
 
Leishmaniose
LeishmanioseLeishmaniose
Leishmaniose
 
Aula 3 leishmaniose e leishmania sp
Aula 3   leishmaniose e leishmania spAula 3   leishmaniose e leishmania sp
Aula 3 leishmaniose e leishmania sp
 
Leishmaníase Tegumentar Americana e Visceral
Leishmaníase Tegumentar Americana e VisceralLeishmaníase Tegumentar Americana e Visceral
Leishmaníase Tegumentar Americana e Visceral
 
Doença de chagas
Doença de chagasDoença de chagas
Doença de chagas
 
Leishmaniose
Leishmaniose Leishmaniose
Leishmaniose
 
Importância dos fungos
Importância dos fungosImportância dos fungos
Importância dos fungos
 

Destaque

Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Sistema urogenital
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Sistema urogenitalAula de Embriologia e Reprodução Assistida - Sistema urogenital
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Sistema urogenitalJaqueline Almeida
 
Exercício de imagens 1ª a 3ª semana
Exercício de imagens 1ª a 3ª semana Exercício de imagens 1ª a 3ª semana
Exercício de imagens 1ª a 3ª semana Jaqueline Almeida
 
Aula de Parasitologia do dia: 18.08.2016
Aula de Parasitologia do dia: 18.08.2016Aula de Parasitologia do dia: 18.08.2016
Aula de Parasitologia do dia: 18.08.2016Jaqueline Almeida
 
Importância da anamnese e do exame físico
Importância da anamnese e do exame físicoImportância da anamnese e do exame físico
Importância da anamnese e do exame físicoGuilherme Barbosa
 
Slides de reprodução assistida alunos
Slides de reprodução assistida alunosSlides de reprodução assistida alunos
Slides de reprodução assistida alunosJaqueline Almeida
 
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNAAula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNAJaqueline Almeida
 
Aula sobre Papiloma Vírus Humano HPV
Aula sobre Papiloma Vírus Humano HPVAula sobre Papiloma Vírus Humano HPV
Aula sobre Papiloma Vírus Humano HPVJaqueline Almeida
 
Aula de Parasitologia Médica sobre Esquistossomose
Aula de Parasitologia Médica sobre EsquistossomoseAula de Parasitologia Médica sobre Esquistossomose
Aula de Parasitologia Médica sobre EsquistossomoseJaqueline Almeida
 
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida 4ª semana ao nascimento I
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida 4ª semana ao nascimento IAula de Embriologia e Reprodução Assistida 4ª semana ao nascimento I
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida 4ª semana ao nascimento IJaqueline Almeida
 
Estrutura dos acidos nucleicos
Estrutura dos acidos nucleicosEstrutura dos acidos nucleicos
Estrutura dos acidos nucleicosJaqueline Almeida
 
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Gemelação e malformações
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Gemelação e malformaçõesAula de Embriologia e Reprodução Assistida - Gemelação e malformações
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Gemelação e malformaçõesJaqueline Almeida
 

Destaque (20)

Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Sistema urogenital
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Sistema urogenitalAula de Embriologia e Reprodução Assistida - Sistema urogenital
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Sistema urogenital
 
Exercício de imagens 1ª a 3ª semana
Exercício de imagens 1ª a 3ª semana Exercício de imagens 1ª a 3ª semana
Exercício de imagens 1ª a 3ª semana
 
Malária
MaláriaMalária
Malária
 
Leishmaniose
LeishmanioseLeishmaniose
Leishmaniose
 
Doença de chagas
Doença de chagasDoença de chagas
Doença de chagas
 
Dreno jp (jackson pratt)
Dreno jp (jackson pratt)Dreno jp (jackson pratt)
Dreno jp (jackson pratt)
 
Aula de Parasitologia do dia: 18.08.2016
Aula de Parasitologia do dia: 18.08.2016Aula de Parasitologia do dia: 18.08.2016
Aula de Parasitologia do dia: 18.08.2016
 
Importância da anamnese e do exame físico
Importância da anamnese e do exame físicoImportância da anamnese e do exame físico
Importância da anamnese e do exame físico
 
Slides de reprodução assistida alunos
Slides de reprodução assistida alunosSlides de reprodução assistida alunos
Slides de reprodução assistida alunos
 
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNAAula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
Aula de Clonagem e Vetores e bibliotecas de DNA
 
Aula sobre Papiloma Vírus Humano HPV
Aula sobre Papiloma Vírus Humano HPVAula sobre Papiloma Vírus Humano HPV
Aula sobre Papiloma Vírus Humano HPV
 
Atividade de IMAGENS
Atividade de IMAGENSAtividade de IMAGENS
Atividade de IMAGENS
 
Dengue 2
Dengue 2Dengue 2
Dengue 2
 
Dengue 1
Dengue 1Dengue 1
Dengue 1
 
Aula de Parasitologia Médica sobre Esquistossomose
Aula de Parasitologia Médica sobre EsquistossomoseAula de Parasitologia Médica sobre Esquistossomose
Aula de Parasitologia Médica sobre Esquistossomose
 
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida 4ª semana ao nascimento I
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida 4ª semana ao nascimento IAula de Embriologia e Reprodução Assistida 4ª semana ao nascimento I
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida 4ª semana ao nascimento I
 
Revisão farmacologia av1
Revisão farmacologia av1Revisão farmacologia av1
Revisão farmacologia av1
 
Estrutura dos acidos nucleicos
Estrutura dos acidos nucleicosEstrutura dos acidos nucleicos
Estrutura dos acidos nucleicos
 
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Gemelação e malformações
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Gemelação e malformaçõesAula de Embriologia e Reprodução Assistida - Gemelação e malformações
Aula de Embriologia e Reprodução Assistida - Gemelação e malformações
 
Plano de aula Parasitologia
Plano de aula ParasitologiaPlano de aula Parasitologia
Plano de aula Parasitologia
 

Semelhante a Aula de Parasitologia do dia: 01.09.2016

Semelhante a Aula de Parasitologia do dia: 01.09.2016 (20)

Micoses pulmonares e sistemicas
Micoses pulmonares e sistemicasMicoses pulmonares e sistemicas
Micoses pulmonares e sistemicas
 
Doença de chagas
Doença de chagas Doença de chagas
Doença de chagas
 
Zoonoses cveni capacita 2012
Zoonoses cveni capacita 2012Zoonoses cveni capacita 2012
Zoonoses cveni capacita 2012
 
DoençAs Causadas Por ProtozoáRios
DoençAs Causadas Por ProtozoáRiosDoençAs Causadas Por ProtozoáRios
DoençAs Causadas Por ProtozoáRios
 
Malária [ETEC KK]
Malária [ETEC KK]Malária [ETEC KK]
Malária [ETEC KK]
 
Denguee
DengueeDenguee
Denguee
 
Malaria
Malaria Malaria
Malaria
 
Aula 2 t cruzi e chagas
Aula 2  t cruzi e chagasAula 2  t cruzi e chagas
Aula 2 t cruzi e chagas
 
DOENÇA DE CHAGAS.pptx
DOENÇA DE CHAGAS.pptxDOENÇA DE CHAGAS.pptx
DOENÇA DE CHAGAS.pptx
 
Malária: Quadro clínico, diagnóstico e tratamento. Atualização
Malária: Quadro clínico, diagnóstico e tratamento. AtualizaçãoMalária: Quadro clínico, diagnóstico e tratamento. Atualização
Malária: Quadro clínico, diagnóstico e tratamento. Atualização
 
Plasmodium e malária
Plasmodium e  malária Plasmodium e  malária
Plasmodium e malária
 
Doenças de chagas marcio
Doenças de  chagas marcioDoenças de  chagas marcio
Doenças de chagas marcio
 
Introdução a Parasitologia
Introdução a ParasitologiaIntrodução a Parasitologia
Introdução a Parasitologia
 
Leptospirose Rodrigo.pptx
Leptospirose  Rodrigo.pptxLeptospirose  Rodrigo.pptx
Leptospirose Rodrigo.pptx
 
Aula 5 toxoplasma plasmódio
Aula 5 toxoplasma plasmódioAula 5 toxoplasma plasmódio
Aula 5 toxoplasma plasmódio
 
Febre amarela (1)
Febre amarela (1)Febre amarela (1)
Febre amarela (1)
 
Qual é o seu diagnostico 2
Qual é o seu diagnostico 2Qual é o seu diagnostico 2
Qual é o seu diagnostico 2
 
Doença de chagas
Doença de chagasDoença de chagas
Doença de chagas
 
Febre chikungunya
Febre chikungunya Febre chikungunya
Febre chikungunya
 
Pneumonias
PneumoniasPneumonias
Pneumonias
 

Mais de Jaqueline Almeida

Aula de Microbiologia Clínica sobre Estrutura, Replicação e Classificação Viral
Aula de Microbiologia Clínica sobre Estrutura, Replicação e Classificação ViralAula de Microbiologia Clínica sobre Estrutura, Replicação e Classificação Viral
Aula de Microbiologia Clínica sobre Estrutura, Replicação e Classificação ViralJaqueline Almeida
 
Aula de Microbiologia Clínica sobre Características Gerais dos Vírus
Aula de Microbiologia Clínica sobre Características Gerais dos VírusAula de Microbiologia Clínica sobre Características Gerais dos Vírus
Aula de Microbiologia Clínica sobre Características Gerais dos VírusJaqueline Almeida
 
Aula de Microbiologia Clínica sobre Patogenia das Viroses e RNA
Aula de Microbiologia Clínica sobre Patogenia das Viroses e RNAAula de Microbiologia Clínica sobre Patogenia das Viroses e RNA
Aula de Microbiologia Clínica sobre Patogenia das Viroses e RNAJaqueline Almeida
 
Aula de Microbiologia Clínica Sobre Micologia Microbiologia
Aula de Microbiologia Clínica Sobre Micologia MicrobiologiaAula de Microbiologia Clínica Sobre Micologia Microbiologia
Aula de Microbiologia Clínica Sobre Micologia MicrobiologiaJaqueline Almeida
 
Aula de Bioética sobre Transplante de Órgãos
Aula de Bioética sobre Transplante de ÓrgãosAula de Bioética sobre Transplante de Órgãos
Aula de Bioética sobre Transplante de ÓrgãosJaqueline Almeida
 
Aula de Bioética sobre Eutanásia
Aula de Bioética sobre EutanásiaAula de Bioética sobre Eutanásia
Aula de Bioética sobre EutanásiaJaqueline Almeida
 
Aula de Microbiologia Clínica sobre Meios de cultura bacteriana
Aula de Microbiologia Clínica sobre Meios de cultura bacterianaAula de Microbiologia Clínica sobre Meios de cultura bacteriana
Aula de Microbiologia Clínica sobre Meios de cultura bacterianaJaqueline Almeida
 
Bacteriologia Clínica E morfologia, Constituintes e o Crescimento Bacteriano
Bacteriologia Clínica E morfologia, Constituintes e o Crescimento BacterianoBacteriologia Clínica E morfologia, Constituintes e o Crescimento Bacteriano
Bacteriologia Clínica E morfologia, Constituintes e o Crescimento BacterianoJaqueline Almeida
 
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)Jaqueline Almeida
 
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos TotaisAula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos TotaisJaqueline Almeida
 
Aula de Bromatologia sobre Lipídios
Aula de Bromatologia sobre Lipídios Aula de Bromatologia sobre Lipídios
Aula de Bromatologia sobre Lipídios Jaqueline Almeida
 
Aula de Bromatologia sobre Lipídios ou Extrato Etéreo
Aula de Bromatologia sobre Lipídios ou Extrato EtéreoAula de Bromatologia sobre Lipídios ou Extrato Etéreo
Aula de Bromatologia sobre Lipídios ou Extrato EtéreoJaqueline Almeida
 
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre UmidadeRoteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre UmidadeJaqueline Almeida
 
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre UmidadeRoteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre UmidadeJaqueline Almeida
 
Aula de Bromatologia sobre nitrogênio e conteúdo proteico
Aula de Bromatologia sobre nitrogênio e conteúdo proteicoAula de Bromatologia sobre nitrogênio e conteúdo proteico
Aula de Bromatologia sobre nitrogênio e conteúdo proteicoJaqueline Almeida
 
Aula de Microbiologia sobre meios de cultura e características bacterianas
Aula de Microbiologia sobre meios de cultura e características bacterianasAula de Microbiologia sobre meios de cultura e características bacterianas
Aula de Microbiologia sobre meios de cultura e características bacterianasJaqueline Almeida
 
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos AlimentosAula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos AlimentosJaqueline Almeida
 
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia Jaqueline Almeida
 
Aula de Bioética e Exercício Profissional Sobre Plataforma Lattes
Aula de Bioética e Exercício Profissional Sobre Plataforma LattesAula de Bioética e Exercício Profissional Sobre Plataforma Lattes
Aula de Bioética e Exercício Profissional Sobre Plataforma LattesJaqueline Almeida
 
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaAula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaJaqueline Almeida
 

Mais de Jaqueline Almeida (20)

Aula de Microbiologia Clínica sobre Estrutura, Replicação e Classificação Viral
Aula de Microbiologia Clínica sobre Estrutura, Replicação e Classificação ViralAula de Microbiologia Clínica sobre Estrutura, Replicação e Classificação Viral
Aula de Microbiologia Clínica sobre Estrutura, Replicação e Classificação Viral
 
Aula de Microbiologia Clínica sobre Características Gerais dos Vírus
Aula de Microbiologia Clínica sobre Características Gerais dos VírusAula de Microbiologia Clínica sobre Características Gerais dos Vírus
Aula de Microbiologia Clínica sobre Características Gerais dos Vírus
 
Aula de Microbiologia Clínica sobre Patogenia das Viroses e RNA
Aula de Microbiologia Clínica sobre Patogenia das Viroses e RNAAula de Microbiologia Clínica sobre Patogenia das Viroses e RNA
Aula de Microbiologia Clínica sobre Patogenia das Viroses e RNA
 
Aula de Microbiologia Clínica Sobre Micologia Microbiologia
Aula de Microbiologia Clínica Sobre Micologia MicrobiologiaAula de Microbiologia Clínica Sobre Micologia Microbiologia
Aula de Microbiologia Clínica Sobre Micologia Microbiologia
 
Aula de Bioética sobre Transplante de Órgãos
Aula de Bioética sobre Transplante de ÓrgãosAula de Bioética sobre Transplante de Órgãos
Aula de Bioética sobre Transplante de Órgãos
 
Aula de Bioética sobre Eutanásia
Aula de Bioética sobre EutanásiaAula de Bioética sobre Eutanásia
Aula de Bioética sobre Eutanásia
 
Aula de Microbiologia Clínica sobre Meios de cultura bacteriana
Aula de Microbiologia Clínica sobre Meios de cultura bacterianaAula de Microbiologia Clínica sobre Meios de cultura bacteriana
Aula de Microbiologia Clínica sobre Meios de cultura bacteriana
 
Bacteriologia Clínica E morfologia, Constituintes e o Crescimento Bacteriano
Bacteriologia Clínica E morfologia, Constituintes e o Crescimento BacterianoBacteriologia Clínica E morfologia, Constituintes e o Crescimento Bacteriano
Bacteriologia Clínica E morfologia, Constituintes e o Crescimento Bacteriano
 
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
Aula de Bromatologia sobre Rotulagem de Alimentos - Legislação Brasileira (1)
 
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos TotaisAula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
Aula de Bromatologia sobre Umidade e Sólidos Totais
 
Aula de Bromatologia sobre Lipídios
Aula de Bromatologia sobre Lipídios Aula de Bromatologia sobre Lipídios
Aula de Bromatologia sobre Lipídios
 
Aula de Bromatologia sobre Lipídios ou Extrato Etéreo
Aula de Bromatologia sobre Lipídios ou Extrato EtéreoAula de Bromatologia sobre Lipídios ou Extrato Etéreo
Aula de Bromatologia sobre Lipídios ou Extrato Etéreo
 
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre UmidadeRoteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
 
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre UmidadeRoteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
Roteiro de Aula Prática de Bromatologia sobre Umidade
 
Aula de Bromatologia sobre nitrogênio e conteúdo proteico
Aula de Bromatologia sobre nitrogênio e conteúdo proteicoAula de Bromatologia sobre nitrogênio e conteúdo proteico
Aula de Bromatologia sobre nitrogênio e conteúdo proteico
 
Aula de Microbiologia sobre meios de cultura e características bacterianas
Aula de Microbiologia sobre meios de cultura e características bacterianasAula de Microbiologia sobre meios de cultura e características bacterianas
Aula de Microbiologia sobre meios de cultura e características bacterianas
 
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos AlimentosAula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Ciência dos Alimentos
 
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
Aula de Bromatologia e Tecnologia de Alimentos sobre Bromatologia
 
Aula de Bioética e Exercício Profissional Sobre Plataforma Lattes
Aula de Bioética e Exercício Profissional Sobre Plataforma LattesAula de Bioética e Exercício Profissional Sobre Plataforma Lattes
Aula de Bioética e Exercício Profissional Sobre Plataforma Lattes
 
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia ComputadorizadaAula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
Aula de Imagenologia sobre Tomografia Computadorizada
 

Aula de Parasitologia do dia: 01.09.2016

  • 2. Doença de Chagas – Histórico • 1909 =>Carlos Chagas –a) agente etiológico, –b) agente transmissor, –c) reservatório silvestre, –d) agente sensível,
  • 3.
  • 4. Prevalência global (milhões) 0 200 400 600 800 1000 Ascaridíase Trachoma Oncocercose Leishmaniose Doença de Chagas Hanseníase Tripanossomíase Africana Tricuríase Ancilostomíase Esquistossomose Filariose linfática 807 84 37 12 8-9 0,4 0,3 604 576 207 120
  • 5. Situação atual da Doença de Chagas no Brasil Regiões originalmente de risco para a transmissão vetorial
  • 6. Doença de Chagas • Agente Etiológico=> Trypanosoma cruzi – Reino Protista – Família Trypanosomatidae – Gênero Trypanosoma – Espécie Trypanosoma cruzi (Cardiopatia chagásica,dilatação de órgãos cavitários, megaesôfago, megacolon)
  • 7. Vetores do Trypanosoma cruzi • Vetor (Hospedeiro Invertebrado) • Ordem Hemiptera • Família Reduviidae • Subfamília Triatominae • Gêneros Triatoma Panstrongylus Rhodnius
  • 8. Vetores do Trypanosoma cruzi Gênero Panstrongylus Gênero Triatoma Gênero Rhodnius
  • 10. Reservatórios do Trypanosoma cruzi • Ciclo silvestre => – Gambás, tatus, tamanduá, roedores • Ciclo doméstico => – Homem, mamíferos de médio e pequeno porte
  • 11. • Reservatórios ciclo Silvestre Masurpiais (Gambá)
  • 12. Trypanosoma cruzi Formas Evolutivas • Amastigota – Intracelular – Ovalada – 4um – Fissão binária – H. vertebrado
  • 13. Trypanosoma cruzi Formas Evolutivas • Tripomastigota sanguineo – Alongados 20-25um – membrana ondulante – flagelo – Não se multiplicam
  • 14. • Epimastigota – Presente no intestino do vetor – Cultura no laboratório (20μm) - Flagelo – Multiplicação por fissão binária Trypanosoma cruzi Formas Evolutivas
  • 15. • Tripomastigota metacílico – Presente no vetor – Finos, 20-25 μm – Flagelo – Movimentação rápida – Fezes e urina do vetor – Forma infectante para o hospedeiro vertebrado Trypanosoma cruzi Formas Evolutivas
  • 16. Ciclo biológico • Heteroxeno – Hospedeiro vertebrado • Amastigota • Tripomastigota sangüíneo – Hospedeiro Invertebrado • Epimastigota • Tripomastigota metacíclico
  • 17. Ciclo biológico do Trypanosoma cruzi
  • 18. Trypanosoma cruzi Formas de Transmissão • Transmissão Vetorial • TransmissãoTransfusional • Transmissão Congênita • Transmissão Acidental, Oral • Transplante de Órgãos
  • 19.
  • 20.
  • 21. Trypanosoma cruzi • Processos patológicos induzido pelo parasito no hospedeiro; – Resposta Inflamatória – Lesões celulares – Fibrose • Onde ocorrem? Coração, Sistema digestório e nervoso
  • 22. Desenvolvimento da Doença de Chagas T. cruzi Fase aguda Tratamento (cura) Fase crônica indeterminada Morte Evolução benigna Evolução maligna Formas crônicas: Cardíaca, digestiva ou mista Morte
  • 23. Trypanosoma cruzi Doença • Fase Aguda ( parasitemia elevada) – Maior parte Assintomática – Sintomática • Local de Inoculação do parasito – Sinal de Romanã – Chagoma de Inoculação – Incubação=> 3 semanas
  • 24. Trypanosoma cruzi Sinais e Sintomas • Fase Aguda ( Elevada parasitemia) • Febre que pode persistir por 12 semanas, • mal estar, cefaleía, perda do apetite Hipertrofia dos linfonodos • Manifestações cardíacas ou neurológicas
  • 25. • Fase Crônica Parasitemia baixa, sorologia positiva Cardiopatia 28,0% Megas 8,0% Indeterminada 64,0% Sinais e Sintomas
  • 26. Trypanosoma cruzi Sinais e Sintomas • Fase Crônica (Parasito escasso) – Assintomática (Fase Crônica Indeterminada) – Sintomática • Fase Crônica Indeterminada (10 a 20 anos) – Exames sorológicos =>positivos – Eletrocardiograma normal – Parasitismo escasso
  • 27. Trypanosoma cruzi Sinais e Sintomas • Fase Crônica => • Forma Cardíaca – Inflamação crônica – Fibrose – Arritmia – Cardiopatia Crônica => Insuficiência cardíaca ( ICC) morte súbita
  • 28. Trypanosoma cruzi Sinais e Sintomas • Fase Crônica- Forma Digestiva – Lesões no esôfago,cólon e sigmóide (int/reto) – Formação de granulomas (nódulos inflamatórios) – Destruição dos plexos nervosos – Hipertrofia muscular => (constipação intestinal) (dor epigástrica, regurgitação
  • 29. Trypanosoma cruzi Doença de Chagas • Conclusão – 60 a 70%=> assintomáticos – 20 a 30% =>forma cardíaca – 8 a 10% =>dilatação do esôfago – 3% => sistema nervoso
  • 30. Trypanosoma cruzi Diagnóstico Parasitológico • Fase Aguda • Métodos diretos Exame a fresco Gota espessa
  • 31.
  • 33. Trypanosoma cruzi Diagnóstico Parasitológico • Métodos Indiretos – Xenodiagnóstico – Hemocultura (LIT)
  • 34. Trypanosoma cruzi Diagnóstico Parasitológico • Métodos Indiretos – Xenodiagnóstico • Imunodiagnóstico
  • 35. Trypanosoma cruzi Diagnóstico Parasitológico • Fase Crônica –Métodos Indiretos • Xenodiagnóstico • Hemocultura • Inoculação em animais • PCR
  • 36. FASE AGUDA FASE CRÔNICA Parasitemia Anticorpos Dias, semanas Anos Perfil da resposta de anticorpos IgG
  • 37. Diagnóstico parasitológico MÉTODO SENSIBILIDA DE (Fase Aguda) SENSIBILIDA DE (Fase Crônica) Microscopia 50 - 90%  Xenodiagnóstico 85 - 100% ~ 50% Hemocultura 100% ~ 50%
  • 38. Doença de Chagas Tratamento • Indicações do Tratamento – Casos agudos e congênitos – Crianças menores de 10 anos com infecção recente – Quimioprofilaxia em casos de acidentes em laboratório e em transplante de órgãos
  • 39. Doença de Chagas Tratamento • Benzonidazol ( Rochagan®) – Adulto=>5mg//kg/dia – Criança=>7 a 10 mg/kg/dia (12/12h) 60 dias • Efeitos Colaterais – Dermatopatia urticariforme – Leucopenia – Neuropatia periférica – Náusea – Diminuição do apetite
  • 40. Doença de Chagas Tratamento • Nifurtimox (Lampit®) – Adulto=> dose única, 10mg/kg/dia – Criança=> 15 mg/kg/dia ( 8/8h) por 90 dias • Efeitos Colaterais – Perda de peso – Anorexia – Vômitos – Insônia • Há vários anos não é comercializado no nosso país
  • 41. Países do Cone Sul (1991-2001) (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai) Eliminação de T. infestans das casas e do ambiente peridomiciliar Redução e eliminação da infestação domiciliar por outros triatomíneos Interrupção da transmissão de T. cruzi por transfusão de sangue – triagem eficiente de doadores de sangue Controle