CENÁRIOS

1.301 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.301
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CENÁRIOS

  1. 1. Prof. Leonardo Rocha
  2. 2. *Prospectar o futuro é uma das mais antigas e intrigantes necessidades humanas. Aquele que antecipa as tendências e age proativamente tem muito mais chances de sucesso que os concorrentes. *Contudo, segundo Michel Godet (2000), todos os que pretendem prever ou predizer o futuro são impostores, porque o futuro não existe e, portanto, não está escrito em parte alguma. *Hoje, qualquer processo de planejamento se escora na construção de Cenários. 
  3. 3. *De acordo com Schwartz (2000), cenários podem ser definidos como uma ferramenta para ordenar as percepções de uma pessoa sobre ambientes futuros alternativos, nos quais as consequências de sua decisão vão acontecer. Representam um conjunto de formas organizadas para “sonharmos” eficazmente sobre nosso futuro. *“Cenários parecem um conjunto de histórias escritas ou faladas e são construídas delicadamente ao redor de enredos que destacam com ousadia os elementos significativos do cenário mundial”.
  4. 4. 1. Preditivos Intuição 1. Previsivos Percepção 1. Prospectivos Compreensão
  5. 5. *Possíveis A reflexão é livre (tudo que a imaginação permitir); *Plausíveis Limites da organização (tempo / recursos); *Desejáveis Necessidades, anseios e expectativas.
  6. 6. *Pertinência Deve guardar relação com o tema em estudo; *Coerência Interna Eventos de um mesmo cenário não podem ser conflitantes; *Plausibilidade Eventos factíveis de ocorrer; *Comunicabilidade Fácil entendimento.
  7. 7. 1.  Avaliação Diagnóstica 2. Seleção das Variáveis Críticas 3. Seleção das Hipóteses 4. Combinação das hipóteses 5. Descrição Dissertativa
  8. 8. DEFINIÇÃO DO OBJETO DE ESTUDO *VARIÁVEIS DE ESTADO (interno) Qual o contexto que a organização se encontra hoje no seu ambiente de negócios?
  9. 9. DEFINIÇÃO DO OBJETO DE ESTUDO *VARIÁVEIS DE INFLUÊNCIA (externo) Aaker (2001), pode-se separar as variáveis em cinco áreas: tecnológica, governamental, econômica, cultural e demográfica.
  10. 10. *Conforme Schwartz (2000) “cenários lidam com dois mundos: o mundo dos fatos e o mundo das percepções”. *Nesta fase deve-se selecionar as variáveis com maior impacto ao ambiente de negócios da organização e classificá-las por grau de impacto crítico.
  11. 11. *A fase de combinação é onde se comparam todas as variáveis críticas para identificar relações de influência ou relações de interdependência. *Uma das formas mais comuns de combinação de variáveis críticas é a análise morfológica
  12. 12. *A última tarefa é transformar a combinação de hipóteses em uma história consistente contextualizando as variáveis criticas juntamente com a análise futura.
  13. 13. TRABALHO DE SALA 1.Contextualizar o objeto de estudo (Empresa) 2.Identificar as variáveis de estado (5 dimensões) 3.Identificar uma variável de influência (notícia) 4.Escolher uma dimensão para variável crítica 5.Construir tabela de hipóteses. 6.Apresentar descrição em texto do cenário

×