SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
EIXOV
INCLUSÃO E DIVERSIDADE
DÉLIA LADEIA
DIVERSIDADE
Construção histórica, cultural e social
(econômica) que se dá no processo de
adaptação homem e mulher ao meio
social e no contexto das relações de
poder. São os sujeitos históricos nestas
relações (sociais, no contexto da cultura
e do trabalho) que os nomearam e
identificaram, ocasionando em muitos
casos a EXCLUSÃO
INCLUSÃO
Cria mecanismos que torne a sociedade um lugar viável para a
convivência entre pessoas de todos os tipos e inteligências na
realização de seus direitos, necessidades e potencialidades.
Inclusivistas (adeptos e defensores do processo de inclusão
social) trabalham para mudar a sociedade, a estrutura dos
seus sistemas sociais comuns e atitudes em todos os aspecto,
tais como educação, trabalho, saúde e lazer.
Inclusão social é uma questão de políticas públicas, pois cada
política pública é formulada e basicamente executada por
decretos e leis, assim como em declarações e recomendações
de âmbito internacional (como o Tratado de Madrid)
necessidade de uma atualização de diversas políticas sociais.
DEBATE:
Negros;
Quilombos;
Feministas;
Indígenas;
Trabalhadores do Campo;
Pessoas portadoras de necessidades;
Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis, Transexuais e
Transgêneros (GLBTTT);
Povos da floresta;
Sem-terra;
Povos tradicionais;
Socioambientalistas.
DESAFIOS:
Não hierarquização das diferenças – Nenhum
grupo humano e social é melhor que o outro.
Avançar na construção dos direitos sociais,
humanos, culturais, econômicos para todos
os sujeitos.
Superação da visão assistencialista: garantir
o respeito às diferenças e lutar pelo fim das
desigualdades sociais.
Políticas Públicas que concorram para a
inclusão.
INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO
BÁSICA
Vai além da incorporação de pessoas excluídas
dos espaços e tempos escolares, requer:
1.Posicionamentos, práticas, políticas;
2.Reorganização do trabalho na escola e no tempo
escolar (PPP);
3.Formação adequada de professores e funcionários;
4.Relação dialógica, comunidade escolar e sociedade
civil;
5.Convívio ético e democrático alunos e seus
familiares;
6.Postura democrática face ao diverso.
AS POLÍTICAS EDUCACIONAIS
Devem antes de tudo fomentar discussões e ações
voltadas para:
1. Promoção da equidade de gênero;
2. Diversidade regional;
3. Educação indígena / afrodescendência /
quilombola / do campo / pessoas com necessidades
especiais / super dotação / altas habilidades e
transtornos globais do desenvolvimento /
diversidade sexual e cultural / pessoas privadas de
liberdade;
4. Combate à desigualdade, descriminação,
etnocentrismo, racismo, sexismo, homofobia e
xenofobia.
EDUCAÇÃO
INDÍGENA DO
MUNICIPIO DE
ITAMARAJU
Registra-se uma comunidade no
município – Trevo do Parque BR 101,
trevo de acesso ao Parque Monte
Pascoal (42 famílias – base econômica:
agricultura, artesanato e trabalho rotativo)
Construção do Centro de Referência:
visibilidade da comunidade, agregação de
valores culturais e históricos do povo
pataxó.
ESCOLA INDÍGENA MUNICIPAL DA
COMUNIDADE DO TREVO
Autorizada em 1993, atende educação
infantil, BIA I e II, 1ª etapa do Ensino
Fundamental (1º ao 4º ano), 1ª etapa do
EJA.
Incorporada a educação do campo da SMEC.
Quadro funcional atual: 01 coordenação, 02
professores e 01 auxiliar de serviços gerais.
CLIENTELA ATENDIDA EM 2008:
ETAPA ALUNOS
Matutino Ensino Fundamental de 9 anos -
Multisseriada 12
Matutino Educação Infantil - Multiserriada
06
Vespertino Ensino Fundamental de 8 anos -
Multisseriada 24
Noturno EJA – Presencial 1ª a 4ª Série
16
⇒ TOTAL
58
PANORAMA ATUAL
A escola não atende à demanda da comunidade – 60
jovens saem para estudar na cidade.
A língua materna Patxohã é trabalhada de maneira
informal.
Currículo da Escola desarticulado com as especificidades
da educação indígena.
O município não tem lei que garante a legitimidade da
educação indígena (reconhecimento da escola, concurso
público, quadro funcional habilitado).
Inexistência de uma proposta pedagógica municipal
voltada para a educação infantil indígena.
Capacitação dos professores voltada para a demanda da
educação indígena.
Escola não construiu o seu PPP.
OBRIGADO!DÉLIA DE OLIVEIRA LADEIA
TÉCNICA DA SMEC
COORD. PÓLO DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL DE ITAMARAJU
E-MAIL: deliaeducadora@gmail.com
Colaboração: José Conceição Santana Braz – Itajá
Diagramação: Geanderson Silva

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Délia eixo3 conf. cultura itamaraju
Délia   eixo3 conf. cultura itamarajuDélia   eixo3 conf. cultura itamaraju
Délia eixo3 conf. cultura itamarajuDelia Ladeia
 
EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.
EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.
EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.Jose Wilson Melo
 
Leitura entre-mundos-metodologia-de-educação-ocareté
Leitura entre-mundos-metodologia-de-educação-ocaretéLeitura entre-mundos-metodologia-de-educação-ocareté
Leitura entre-mundos-metodologia-de-educação-ocaretéFeab Campos Dos Goytacazes
 
Soc 2ºano 1ºt_8_revisão 2
Soc 2ºano 1ºt_8_revisão 2Soc 2ºano 1ºt_8_revisão 2
Soc 2ºano 1ºt_8_revisão 2Rafael Barros
 
Resumo rosi girdano colonização e educação
Resumo rosi girdano   colonização e educaçãoResumo rosi girdano   colonização e educação
Resumo rosi girdano colonização e educaçãojulianevilareal
 
Cidadania e diversidade af 4
Cidadania e diversidade af 4Cidadania e diversidade af 4
Cidadania e diversidade af 4bbetocosta77
 
Diversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades SociaisDiversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades Sociaisculturaafro
 
Multiculturalismo e a Política Educacional Brasileira
Multiculturalismo e a Política Educacional BrasileiraMulticulturalismo e a Política Educacional Brasileira
Multiculturalismo e a Política Educacional BrasileiraAdilson P Motta Motta
 
Etnica Racial
Etnica RacialEtnica Racial
Etnica RacialEdillson
 
Direitos humanos congresso
Direitos humanos congressoDireitos humanos congresso
Direitos humanos congressoWilson Melo
 
2014 seminário formação de gestores e educadores - direito à diversidade (1)
2014 seminário formação de gestores e educadores - direito à diversidade (1)2014 seminário formação de gestores e educadores - direito à diversidade (1)
2014 seminário formação de gestores e educadores - direito à diversidade (1)Cristiane Taveira
 
Concepções e reflexões sobre o Multiculturalismo e Direitos Humanos
Concepções e reflexões sobre o Multiculturalismo e Direitos HumanosConcepções e reflexões sobre o Multiculturalismo e Direitos Humanos
Concepções e reflexões sobre o Multiculturalismo e Direitos HumanosKarla Amaral
 
2ª Conferência Municipal e Regional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis ...
2ª Conferência Municipal e Regional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis ...2ª Conferência Municipal e Regional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis ...
2ª Conferência Municipal e Regional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis ...DiversidadeSexualSP
 
Glossário - Técnicas de Animação de Grupo
Glossário - Técnicas de Animação de GrupoGlossário - Técnicas de Animação de Grupo
Glossário - Técnicas de Animação de Gruposandrinavalente
 

Mais procurados (20)

Conceitocultura
ConceitoculturaConceitocultura
Conceitocultura
 
Délia eixo3 conf. cultura itamaraju
Délia   eixo3 conf. cultura itamarajuDélia   eixo3 conf. cultura itamaraju
Délia eixo3 conf. cultura itamaraju
 
EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.
EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.
EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.
 
Leitura entre-mundos-metodologia-de-educação-ocareté
Leitura entre-mundos-metodologia-de-educação-ocaretéLeitura entre-mundos-metodologia-de-educação-ocareté
Leitura entre-mundos-metodologia-de-educação-ocareté
 
Soc 2ºano 1ºt_8_revisão 2
Soc 2ºano 1ºt_8_revisão 2Soc 2ºano 1ºt_8_revisão 2
Soc 2ºano 1ºt_8_revisão 2
 
Resumo rosi girdano colonização e educação
Resumo rosi girdano   colonização e educaçãoResumo rosi girdano   colonização e educação
Resumo rosi girdano colonização e educação
 
Cidadania e diversidade af 4
Cidadania e diversidade af 4Cidadania e diversidade af 4
Cidadania e diversidade af 4
 
Direitos da Criança e do Adolescente - Assistentes Sociais Andreia Lima e Mar...
Direitos da Criança e do Adolescente - Assistentes Sociais Andreia Lima e Mar...Direitos da Criança e do Adolescente - Assistentes Sociais Andreia Lima e Mar...
Direitos da Criança e do Adolescente - Assistentes Sociais Andreia Lima e Mar...
 
Diversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades SociaisDiversidade Cultural Desigualdades Sociais
Diversidade Cultural Desigualdades Sociais
 
Desigualdades Socias
Desigualdades SociasDesigualdades Socias
Desigualdades Socias
 
Educação Quilombora - Profª Me Dila Carvalho
Educação Quilombora - Profª Me Dila CarvalhoEducação Quilombora - Profª Me Dila Carvalho
Educação Quilombora - Profª Me Dila Carvalho
 
Multiculturalismo e a Política Educacional Brasileira
Multiculturalismo e a Política Educacional BrasileiraMulticulturalismo e a Política Educacional Brasileira
Multiculturalismo e a Política Educacional Brasileira
 
Etnica Racial
Etnica RacialEtnica Racial
Etnica Racial
 
Direitos humanos congresso
Direitos humanos congressoDireitos humanos congresso
Direitos humanos congresso
 
Slide ações afirmativas
Slide ações afirmativasSlide ações afirmativas
Slide ações afirmativas
 
2014 seminário formação de gestores e educadores - direito à diversidade (1)
2014 seminário formação de gestores e educadores - direito à diversidade (1)2014 seminário formação de gestores e educadores - direito à diversidade (1)
2014 seminário formação de gestores e educadores - direito à diversidade (1)
 
Concepções e reflexões sobre o Multiculturalismo e Direitos Humanos
Concepções e reflexões sobre o Multiculturalismo e Direitos HumanosConcepções e reflexões sobre o Multiculturalismo e Direitos Humanos
Concepções e reflexões sobre o Multiculturalismo e Direitos Humanos
 
2ª Conferência Municipal e Regional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis ...
2ª Conferência Municipal e Regional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis ...2ª Conferência Municipal e Regional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis ...
2ª Conferência Municipal e Regional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis ...
 
Multiculturalismo
MulticulturalismoMulticulturalismo
Multiculturalismo
 
Glossário - Técnicas de Animação de Grupo
Glossário - Técnicas de Animação de GrupoGlossário - Técnicas de Animação de Grupo
Glossário - Técnicas de Animação de Grupo
 

Destaque

3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando NiedersbergWladimir Crippa
 
Curso de Direito da Infraestrutura - Aulas 1 a 3: Infraestrutura, crescimento...
Curso de Direito da Infraestrutura - Aulas 1 a 3: Infraestrutura, crescimento...Curso de Direito da Infraestrutura - Aulas 1 a 3: Infraestrutura, crescimento...
Curso de Direito da Infraestrutura - Aulas 1 a 3: Infraestrutura, crescimento...Mauricio Portugal Ribeiro
 
Desigualdade e exclusão
Desigualdade e exclusãoDesigualdade e exclusão
Desigualdade e exclusãoJones Godinho
 
Desigualdade social na visão socio-politica do brasil
Desigualdade social   na visão socio-politica  do brasilDesigualdade social   na visão socio-politica  do brasil
Desigualdade social na visão socio-politica do brasilDhébora Albuquerque Dias
 
Slides desigualdade social 25 08
Slides desigualdade social 25 08Slides desigualdade social 25 08
Slides desigualdade social 25 08Wagner Menegare
 
Desigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de rendaDesigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de rendaFernando Pinto Coelho
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialTurma Olímpica
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Socialandreatlc
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Edenilson Morais
 
Blocos econômicos
Blocos  econômicosBlocos  econômicos
Blocos econômicosflaviocosac
 

Destaque (14)

Larissa
LarissaLarissa
Larissa
 
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg3º Bloco   2   FormaçãO EconôMica E Social Brasileira   Fernando Niedersberg
3º Bloco 2 FormaçãO EconôMica E Social Brasileira Fernando Niedersberg
 
Curso de Direito da Infraestrutura - Aulas 1 a 3: Infraestrutura, crescimento...
Curso de Direito da Infraestrutura - Aulas 1 a 3: Infraestrutura, crescimento...Curso de Direito da Infraestrutura - Aulas 1 a 3: Infraestrutura, crescimento...
Curso de Direito da Infraestrutura - Aulas 1 a 3: Infraestrutura, crescimento...
 
desigualdade social no brasil
desigualdade social no brasildesigualdade social no brasil
desigualdade social no brasil
 
Desigualdade e exclusão
Desigualdade e exclusãoDesigualdade e exclusão
Desigualdade e exclusão
 
Desigualdade social na visão socio-politica do brasil
Desigualdade social   na visão socio-politica  do brasilDesigualdade social   na visão socio-politica  do brasil
Desigualdade social na visão socio-politica do brasil
 
Slides desigualdade social 25 08
Slides desigualdade social 25 08Slides desigualdade social 25 08
Slides desigualdade social 25 08
 
Desigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de rendaDesigualdade social e distribuição de renda
Desigualdade social e distribuição de renda
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
 
Desigualdades Sociais
Desigualdades SociaisDesigualdades Sociais
Desigualdades Sociais
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade SocialSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Desigualdade Social
 
Desigualdade Social
Desigualdade SocialDesigualdade Social
Desigualdade Social
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
 
Blocos econômicos
Blocos  econômicosBlocos  econômicos
Blocos econômicos
 

Semelhante a Apresentação conferencia municipal 2009

Educacao do campo - um olhar panoramico (1).pdf
Educacao do campo - um olhar panoramico (1).pdfEducacao do campo - um olhar panoramico (1).pdf
Educacao do campo - um olhar panoramico (1).pdfBonfim Queiroz Lima
 
Cartilha indígenas pdf_ final_versão_email
Cartilha indígenas pdf_ final_versão_emailCartilha indígenas pdf_ final_versão_email
Cartilha indígenas pdf_ final_versão_emailnatielemesquita
 
Conae 2014 Eixo II Educação e Diversidade justiça social, inclusão e direito...
Conae 2014 Eixo II Educação e Diversidade  justiça social, inclusão e direito...Conae 2014 Eixo II Educação e Diversidade  justiça social, inclusão e direito...
Conae 2014 Eixo II Educação e Diversidade justiça social, inclusão e direito...Manoel Santhos
 
Os Movimentos Sociais e a Educação no Campo
Os Movimentos Sociais e a Educação no CampoOs Movimentos Sociais e a Educação no Campo
Os Movimentos Sociais e a Educação no CampoJairo Bonfim
 
Pcn história
Pcn históriaPcn história
Pcn históriacmsrial13
 
Desenvolvimento de Competências Para Uma Melhor Inclusão
Desenvolvimento de Competências Para Uma Melhor InclusãoDesenvolvimento de Competências Para Uma Melhor Inclusão
Desenvolvimento de Competências Para Uma Melhor InclusãoAndreiaPinto49
 
Educação e Diversidade
Educação  e DiversidadeEducação  e Diversidade
Educação e Diversidadeculturaafro
 
Aula 2 - CIDADANIA.ppt
Aula 2 - CIDADANIA.pptAula 2 - CIDADANIA.ppt
Aula 2 - CIDADANIA.pptGiseleDias67
 
Texto Da Prof. Regina
Texto Da Prof. ReginaTexto Da Prof. Regina
Texto Da Prof. Reginaculturaafro
 
2º Conferência Municipal e Regional de Gays, lesbicas, Bissexuais, Travestis ...
2º Conferência Municipal e Regional de Gays, lesbicas, Bissexuais, Travestis ...2º Conferência Municipal e Regional de Gays, lesbicas, Bissexuais, Travestis ...
2º Conferência Municipal e Regional de Gays, lesbicas, Bissexuais, Travestis ...DiversidadeSexualSP
 
Artigo de Educação do Campo
Artigo de Educação do CampoArtigo de Educação do Campo
Artigo de Educação do CampoDudetistt
 
Artigo Educação do campo
Artigo Educação do campoArtigo Educação do campo
Artigo Educação do campoDudetistt
 
C+¦pia de artigo ed do campo.m+¦dulo
C+¦pia de artigo ed do campo.m+¦duloC+¦pia de artigo ed do campo.m+¦dulo
C+¦pia de artigo ed do campo.m+¦duloDudetistt
 
O processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasO processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasMaira Conde
 

Semelhante a Apresentação conferencia municipal 2009 (20)

DECL. II CONFERENCIA EDUC. DO CAMPO
DECL. II CONFERENCIA EDUC. DO CAMPODECL. II CONFERENCIA EDUC. DO CAMPO
DECL. II CONFERENCIA EDUC. DO CAMPO
 
Apresentação diversidade 2013
Apresentação diversidade 2013Apresentação diversidade 2013
Apresentação diversidade 2013
 
Educacao do campo - um olhar panoramico (1).pdf
Educacao do campo - um olhar panoramico (1).pdfEducacao do campo - um olhar panoramico (1).pdf
Educacao do campo - um olhar panoramico (1).pdf
 
Apresentação Diversidade 2013
Apresentação Diversidade 2013Apresentação Diversidade 2013
Apresentação Diversidade 2013
 
Cartilha indígenas pdf_ final_versão_email
Cartilha indígenas pdf_ final_versão_emailCartilha indígenas pdf_ final_versão_email
Cartilha indígenas pdf_ final_versão_email
 
Conae 2014 Eixo II Educação e Diversidade justiça social, inclusão e direito...
Conae 2014 Eixo II Educação e Diversidade  justiça social, inclusão e direito...Conae 2014 Eixo II Educação e Diversidade  justiça social, inclusão e direito...
Conae 2014 Eixo II Educação e Diversidade justiça social, inclusão e direito...
 
Os Movimentos Sociais e a Educação no Campo
Os Movimentos Sociais e a Educação no CampoOs Movimentos Sociais e a Educação no Campo
Os Movimentos Sociais e a Educação no Campo
 
Pcn história
Pcn históriaPcn história
Pcn história
 
Pcn história
Pcn históriaPcn história
Pcn história
 
Desenvolvimento de Competências Para Uma Melhor Inclusão
Desenvolvimento de Competências Para Uma Melhor InclusãoDesenvolvimento de Competências Para Uma Melhor Inclusão
Desenvolvimento de Competências Para Uma Melhor Inclusão
 
Educação e Diversidade
Educação  e DiversidadeEducação  e Diversidade
Educação e Diversidade
 
Aula 2 - CIDADANIA.ppt
Aula 2 - CIDADANIA.pptAula 2 - CIDADANIA.ppt
Aula 2 - CIDADANIA.ppt
 
Texto Da Prof. Regina
Texto Da Prof. ReginaTexto Da Prof. Regina
Texto Da Prof. Regina
 
ARTIGO 3.pdf
ARTIGO 3.pdfARTIGO 3.pdf
ARTIGO 3.pdf
 
ARTIGO 3a.pdf
ARTIGO 3a.pdfARTIGO 3a.pdf
ARTIGO 3a.pdf
 
2º Conferência Municipal e Regional de Gays, lesbicas, Bissexuais, Travestis ...
2º Conferência Municipal e Regional de Gays, lesbicas, Bissexuais, Travestis ...2º Conferência Municipal e Regional de Gays, lesbicas, Bissexuais, Travestis ...
2º Conferência Municipal e Regional de Gays, lesbicas, Bissexuais, Travestis ...
 
Artigo de Educação do Campo
Artigo de Educação do CampoArtigo de Educação do Campo
Artigo de Educação do Campo
 
Artigo Educação do campo
Artigo Educação do campoArtigo Educação do campo
Artigo Educação do campo
 
C+¦pia de artigo ed do campo.m+¦dulo
C+¦pia de artigo ed do campo.m+¦duloC+¦pia de artigo ed do campo.m+¦dulo
C+¦pia de artigo ed do campo.m+¦dulo
 
O processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasO processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenas
 

Mais de Delia Ladeia

Epen delia sonia paraiba jp 19 novembro pdf
Epen delia sonia  paraiba jp 19 novembro pdfEpen delia sonia  paraiba jp 19 novembro pdf
Epen delia sonia paraiba jp 19 novembro pdfDelia Ladeia
 
Nalfa.. um dedo de prosa delia ladeia
Nalfa.. um dedo de prosa   delia ladeiaNalfa.. um dedo de prosa   delia ladeia
Nalfa.. um dedo de prosa delia ladeiaDelia Ladeia
 
CONAE 2018 - Conferencia Municipal de Guaratinga - Eixo v planos decenais, ...
CONAE 2018 - Conferencia Municipal de Guaratinga - Eixo v   planos decenais, ...CONAE 2018 - Conferencia Municipal de Guaratinga - Eixo v   planos decenais, ...
CONAE 2018 - Conferencia Municipal de Guaratinga - Eixo v planos decenais, ...Delia Ladeia
 
Memoria.texto poetico ladeia
Memoria.texto poetico ladeiaMemoria.texto poetico ladeia
Memoria.texto poetico ladeiaDelia Ladeia
 
04 texto orsolon coordenador pedagógico transformador atitudes
04  texto orsolon coordenador pedagógico transformador   atitudes04  texto orsolon coordenador pedagógico transformador   atitudes
04 texto orsolon coordenador pedagógico transformador atitudesDelia Ladeia
 
Liderança estudantil delia
Liderança estudantil deliaLiderança estudantil delia
Liderança estudantil deliaDelia Ladeia
 
Jornada pedagógica palestra délia
Jornada pedagógica palestra déliaJornada pedagógica palestra délia
Jornada pedagógica palestra déliaDelia Ladeia
 

Mais de Delia Ladeia (7)

Epen delia sonia paraiba jp 19 novembro pdf
Epen delia sonia  paraiba jp 19 novembro pdfEpen delia sonia  paraiba jp 19 novembro pdf
Epen delia sonia paraiba jp 19 novembro pdf
 
Nalfa.. um dedo de prosa delia ladeia
Nalfa.. um dedo de prosa   delia ladeiaNalfa.. um dedo de prosa   delia ladeia
Nalfa.. um dedo de prosa delia ladeia
 
CONAE 2018 - Conferencia Municipal de Guaratinga - Eixo v planos decenais, ...
CONAE 2018 - Conferencia Municipal de Guaratinga - Eixo v   planos decenais, ...CONAE 2018 - Conferencia Municipal de Guaratinga - Eixo v   planos decenais, ...
CONAE 2018 - Conferencia Municipal de Guaratinga - Eixo v planos decenais, ...
 
Memoria.texto poetico ladeia
Memoria.texto poetico ladeiaMemoria.texto poetico ladeia
Memoria.texto poetico ladeia
 
04 texto orsolon coordenador pedagógico transformador atitudes
04  texto orsolon coordenador pedagógico transformador   atitudes04  texto orsolon coordenador pedagógico transformador   atitudes
04 texto orsolon coordenador pedagógico transformador atitudes
 
Liderança estudantil delia
Liderança estudantil deliaLiderança estudantil delia
Liderança estudantil delia
 
Jornada pedagógica palestra délia
Jornada pedagógica palestra déliaJornada pedagógica palestra délia
Jornada pedagógica palestra délia
 

Último

O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 

Último (20)

O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 

Apresentação conferencia municipal 2009

  • 2. DIVERSIDADE Construção histórica, cultural e social (econômica) que se dá no processo de adaptação homem e mulher ao meio social e no contexto das relações de poder. São os sujeitos históricos nestas relações (sociais, no contexto da cultura e do trabalho) que os nomearam e identificaram, ocasionando em muitos casos a EXCLUSÃO
  • 3. INCLUSÃO Cria mecanismos que torne a sociedade um lugar viável para a convivência entre pessoas de todos os tipos e inteligências na realização de seus direitos, necessidades e potencialidades. Inclusivistas (adeptos e defensores do processo de inclusão social) trabalham para mudar a sociedade, a estrutura dos seus sistemas sociais comuns e atitudes em todos os aspecto, tais como educação, trabalho, saúde e lazer. Inclusão social é uma questão de políticas públicas, pois cada política pública é formulada e basicamente executada por decretos e leis, assim como em declarações e recomendações de âmbito internacional (como o Tratado de Madrid) necessidade de uma atualização de diversas políticas sociais.
  • 4. DEBATE: Negros; Quilombos; Feministas; Indígenas; Trabalhadores do Campo; Pessoas portadoras de necessidades; Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (GLBTTT); Povos da floresta; Sem-terra; Povos tradicionais; Socioambientalistas.
  • 5. DESAFIOS: Não hierarquização das diferenças – Nenhum grupo humano e social é melhor que o outro. Avançar na construção dos direitos sociais, humanos, culturais, econômicos para todos os sujeitos. Superação da visão assistencialista: garantir o respeito às diferenças e lutar pelo fim das desigualdades sociais. Políticas Públicas que concorram para a inclusão.
  • 6. INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA Vai além da incorporação de pessoas excluídas dos espaços e tempos escolares, requer: 1.Posicionamentos, práticas, políticas; 2.Reorganização do trabalho na escola e no tempo escolar (PPP); 3.Formação adequada de professores e funcionários; 4.Relação dialógica, comunidade escolar e sociedade civil; 5.Convívio ético e democrático alunos e seus familiares; 6.Postura democrática face ao diverso.
  • 7. AS POLÍTICAS EDUCACIONAIS Devem antes de tudo fomentar discussões e ações voltadas para: 1. Promoção da equidade de gênero; 2. Diversidade regional; 3. Educação indígena / afrodescendência / quilombola / do campo / pessoas com necessidades especiais / super dotação / altas habilidades e transtornos globais do desenvolvimento / diversidade sexual e cultural / pessoas privadas de liberdade; 4. Combate à desigualdade, descriminação, etnocentrismo, racismo, sexismo, homofobia e xenofobia.
  • 9. Registra-se uma comunidade no município – Trevo do Parque BR 101, trevo de acesso ao Parque Monte Pascoal (42 famílias – base econômica: agricultura, artesanato e trabalho rotativo) Construção do Centro de Referência: visibilidade da comunidade, agregação de valores culturais e históricos do povo pataxó.
  • 10. ESCOLA INDÍGENA MUNICIPAL DA COMUNIDADE DO TREVO Autorizada em 1993, atende educação infantil, BIA I e II, 1ª etapa do Ensino Fundamental (1º ao 4º ano), 1ª etapa do EJA. Incorporada a educação do campo da SMEC. Quadro funcional atual: 01 coordenação, 02 professores e 01 auxiliar de serviços gerais.
  • 11. CLIENTELA ATENDIDA EM 2008: ETAPA ALUNOS Matutino Ensino Fundamental de 9 anos - Multisseriada 12 Matutino Educação Infantil - Multiserriada 06 Vespertino Ensino Fundamental de 8 anos - Multisseriada 24 Noturno EJA – Presencial 1ª a 4ª Série 16 ⇒ TOTAL 58
  • 12. PANORAMA ATUAL A escola não atende à demanda da comunidade – 60 jovens saem para estudar na cidade. A língua materna Patxohã é trabalhada de maneira informal. Currículo da Escola desarticulado com as especificidades da educação indígena. O município não tem lei que garante a legitimidade da educação indígena (reconhecimento da escola, concurso público, quadro funcional habilitado). Inexistência de uma proposta pedagógica municipal voltada para a educação infantil indígena. Capacitação dos professores voltada para a demanda da educação indígena. Escola não construiu o seu PPP.
  • 13. OBRIGADO!DÉLIA DE OLIVEIRA LADEIA TÉCNICA DA SMEC COORD. PÓLO DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL DE ITAMARAJU E-MAIL: deliaeducadora@gmail.com Colaboração: José Conceição Santana Braz – Itajá Diagramação: Geanderson Silva