EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.

1.613 visualizações

Publicada em

A centralidade deste tema diz respeito â concepção de educação democrática que orienta o presente documento e, nesse sentido, ele pode ser considerado o eixo político, prático e pedagógico das políticas educacionais. Pretende-se, portanto, que as questões ligadas à justiça social,ao trabalho e à diversidade estejam presentes nas diversas instituições educativas e em todos os níveis e modalidades de educação (DOC. REF. 252)

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.613
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE, TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL.

  1. 1. CONAE 2010 FASE INTERMUNICIPAL DIANÓPOLIS – TO EIXO TEMÁTICO VI : Justiça Social, Educação e Trabalho: Inclusão, Diversidade e Igualdade Prof. DsC. JOSE WILSON R.DE MELO Universidade Federal Tocantins
  2. 2. DOCUMENTO - REFERÊNCIA  A centralidade deste tema diz respeito â concepção de educação democrática que orienta o presente documento e, nesse sentido, ele pode ser considerado o eixo político, prático e pedagógico das políticas educacionais. Pretende-se, portanto, que as questões ligadas à justiça social,ao trabalho e à diversidade estejam presentes nas diversas instituições educativas e em todos os níveis e modalidades de educação (252)
  3. 3. Algumas questões para reflexão  O que se entende por justiça social ?  Como a discussão acerca do acesso à educação de qualidade perpassa as relações etnoraciais?  Como a inclusão, a diversidade e a igualdade implicam-se com uma educação democrática?  Quais propostas apresentar, com um olhar voltado a um sistema nacional articulado de educação, tendo em consideração a relação entre justiça social, educação e trabalho?
  4. 4. INCLUSÃO SOCIAL  É uma ação que combate a exclusão social geralmente ligada a pessoas de classe social, nível educacional, portadoras de deficiência física, idosas ou minorias raciais entre outras que não têm acesso a várias oportunidades. Inclusão Social é oferecer aos mais necessitados oportunidades de participarem da distribuição de renda do País, dentro de um sistema que beneficie a todos e não somente uma camada da sociedade.
  5. 5. A persistência das desigualdades sociais.  um estudo recente divulgado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República mostra que o risco de ser assassinado no Brasil é 2,6 vezes maior entre adolescentes negros do que entre brancos.
  6. 6. PENSAR POLITICAS PUBLICAS  Direito à diversidade pautado em uma concepção de justiça social,respeito às diferenças e compreensão do mundo do trabalho tenha o combate a todo e qualquer tipo de racismo, preconceito, discriminação e intolerância como eixos de ação (...) em articulaçao com os movimentos sociais. (277 a).
  7. 7. A DIVERSIDADE CULTURAL É UMA RIQUEZA DA HUMANIDADE.
  8. 8. MULTICULTURALISMO Política de Gestão da Diversidade Cultural. Valorização da Diferença.Interação
  9. 9. A DIFERENÇA As pessoas consideradas diferentes pela cor, condição social, econômica, étnica, religiosa, pelo gênero, etc, passam por discrminações e preconceitos.  O processo inclusivo requer uma nova ética de modo que todos sejam respeitados indepentemente de suas diferenças. 
  10. 10. MULTICULTURALISMO DEMOCRATICO DIREITOS HUMANOS Articular Igualdade e Diferença DIGNIDADE CONVIVENCIA PAZ
  11. 11. O MULTICULTURALISMO NO BRASIL        Colonização, imigração e diversidade cultural; Mito da democracia racial. Diferença cultural e desigualdade social; Reconhecimento da diferença no Brasil; Bases legais para atenção à diversidade; Tensões e conflitos socioculturais; Igualdade e justiça social.
  12. 12. DIVERSIDADE CULTURAL DO TOCANTINS         Amazônia Legal e Cerrado Brasileiro; Presença de povos indígenas; Presença de descendentes de africanos; Povos camponeses e ribeirinhos; Correntes migratórias (desigualdades); Locais e forasteiros (aventureiros); Diversidade de variações lingüísticas (sotaques); Lutas de grupos culturais pelo poder.
  13. 13. MARCOS LEGAIS C.F. DE 1988. O Brasil é uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos; Art. 215: Garantia dos direitos culturais;  Lei 9.394/96 – LDBEN. A educação enseja a tolerância como forma de respeito à diferença;  Lei 10.630/2003. “História e Cultura Afro-Brasileira. 
  14. 14. TRATADOS INTERNACIONAIS       Dec.1.904/96 – Prog. Nac. Dir. Humanos; Dec. 63.223/1960 – Luta contra discriminação no campo do ensino; Dec. 99.710/90. Convenção Internacional. s/ os Direitos da Criança. Declaração de Salamanca. Declação de Hamburgo. Educ. de Adultos; Conferência Mundial de Educ. p/ Todos.
  15. 15. DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL 2002Artigo 3 – A diversidade    Artigo 1 – A diversidade cultural, patrimônio comum da humanidade (...) Fonte de intercâmbios, de inovação e de criatividade, a diversidade cultural é, para o gênero humano, tão necessária como a diversidade biológica para a natureza. (...)  cultural, fator de desenvolvimento A diversidade cultural amplia as possibilidades de escolha que se oferecem a todos; é uma das fontes do desenvolvimento, entendido não somente em termos de crescimento econômico, mas também como meio de acesso a uma existência intelectual, afetiva, moral e espiritual satisfatória
  16. 16. EDUCAÇÃO MULTICULTURAL NO BRASIL  ESCOLAR INDIGENA (RECNEI);  DE QUILOMBOLAS (SECAD);  NAO-RACISTA (EQÜIDADE);  NO CAMPO (SECAD);  INCLUSIVA (SEESP);  ESCOLAS ESTRANGEIRAS.  “PLURALIDADE CULTURAL” (PCN).
  17. 17. SISTEMAS  EDUCACIONAIS “Os SS.EE. Podem adotar diferentes estratégias de intervenção para converter a escola, antes MONOCULTURAL, em uma instituição PLURICULTURAL, reflexo da sociedade, onde convivam e aprendam a cooperar estudantes de diferentes culturas e línguas, assim como a inclusão de conteúdos de ensino e aspectos relativos a diferentes culturas em relação. (...)” (ROSALES LOPES, 1994)
  18. 18. Cidadãos/ãs Multiculturais/Intercultu rais. Pessoas que atravessaram, no percurso da sua própria vida,uma diversidade de contextos culturais e que entenderam a importância da dimensão cultural porque foram mediados por adultos pouco etnocêntricos.
  19. 19. Desafios   Falar em fraternidade no Brasil significa enfrentar o peso desse legado, grande desafio para um país em que muitos tomam a ideia de democracia racial como dado, não como projeto. Mas, se o desafio for enfrentado pelas instituições sem que se busque diluir o problema em categorias fluidas como a de "pobres", o país caminhará não só para a consolidação de uma nova ordem constitucional, no plano jurídico, como também para a construção de uma ordem verdadeiramente pós-colonial, no plano sociopolítico. (Boaventura dos Santos, 2009)
  20. 20. EDUCAÇÃO E DEMOCRACIA “(…) A prática preconceituosa de raça, de classe, de gênero ofende a substantividade do ser humano e nega radicalmente a democracia.” P. FREIRE (1996)

×