SlideShare uma empresa Scribd logo
ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO DOMICILIAR RELATO DE EXPERIÊNCIA Denise Rodovalho Scussel Vanessa C. Prudente Araújo
RELATO DE EXPERIÊNCIA CONTEXTUALIZAÇÃO: A SEMEC por meio do Departamento de Inclusão Educacional e Diversidade vem desenvolvendo o trabalho de atendimento às necessidades educacionais das crianças – AEE, em 27 instituições (Escolas e CEMEIs). 2. DESAFIO: Atender as necessidades educacionais e pedagógicas de uma criança de 5 anos com diagnóstico de “Amiotrofia” e ainda inseri-la em uma escola regular com o propósito de convívio, socialização com outras crianças da mesma idade e a busca da melhoria da qualidade de vida. Fomos chamados a realizar um trabalho pedagógico bem diferenciado, que se configurou em atendimento educacional especializado, sob a forma de atendimento domiciliar.
RELATO DE EXPERIÊNCIA 3. AÇÕES: A equipe do departamento reuniu-se para analisar o caso e estabelecer a proposta de trabalho, bem como, as diretrizes a serem seguidas ao longo deste. Ao analisarmos o caso concluímos que haveria a necessidade de uma equipe multiprofissional para atuar juntamente com os profissionais do departamento para o atendimento às necessidades gerais da criança. Por meio da  fundamentação teórico-metodológica  e a  busca das potencialidades de cada pessoa , o trabalho tornou-se mola propulsora para o crescimento da equipe profissional envolvida nesse processo.  EQUIPE DE TRABALHO: diretora, pedagoga, Departamento de Inclusão - Pedagoga SEMEC, professora do A. E. E., Terapeuta Ocupacional e família. POPULAÇÃO BENEFICIADA: criança com deficiência, professora do AEE, equipe do Departamento de Inclusão Educacional e Diversidade, crianças da sala de ensino regular, pais, comunidade.
RELATO DE EXPERIÊNCIA 4. DESCRIÇÃO DA CRIANÇA: Apresenta distúrbio no desenvolvimento psicomotor  Reage positivamente a diferentes padrões de sons e músicas, é curiosa e muito carinhosa. Nunca tinha freqüentado escola devido às suas condições físicas, porém o desenvolvimento do pensamento, questões neurológicas estão preservadas. Em relação à linguagem A. V. P. P. balbucia alguns sons que somente as pessoas do seu convívio a compreendem. A criança apresenta muitas limitações e sua rotina é estabelecida pela família e enfermeiras. A única medicação que utiliza é cálcio para os ossos. A comunicação de A.V.P.P. é feita por movimentos faciais (sim e não), recebe terapias em sua casa. Segundo as observações da professora do AEE – Atendimento Educacional Especializado, A. V. P. P. é uma criança inteligente, esperta, feliz, quer saber de tudo que está acontecendo a sua volta, quando conversa gosta que a pessoa fique ao lado dela.
RELATO DE EXPERIÊNCIA 4. DESCRIÇÃO DA CRIANÇA: Reconhece quase todo o alfabeto, conhece várias músicas, brinca de massinha, faz contagem de 0 à 20. Percebe os dois lados do corpo, adora assistir TV, filmes, novelas e desenhos;  Reconhece seu nome completo e quase todas as letras do alfabeto e logo poderá estar alfabetizada se fizer o uso de recursos adaptativos e concretos. Segundo as observações da profissional de Terapia Ocupacional, A. V. P. P. apresenta o cognitivo preservado, com limitação funcional motora em decorrência da patologia.  Apresenta preservação de movimento de extensão de polegar (esquerdo e direito), e expressão facial.
RELATO DE EXPERIÊNCIA 5. INTERVENÇÕES PEDAGÓGICAS: Exploro ar concreto, utilizando-se dos brinquedos, e dos recursos pedagógicos como: miniaturas, blocos lógicos, quebra-cabeça, cubos de madeira, jogos de encaixe. Disponibilizar recursos para a comunicação alternativa por meio de: pranchas, fichários, pranchas, Proporcionar diferentes experiências de estimulação percepção (paladar, visão, audição, tato, olfato).  Descobrir e estimular outros gestos para a sinalização do pensamento, no estabelecimento da comunicação (de acordo com as possibilidades da criança). Estimular o uso dos recursos tecnológicos adaptados para desenvolvimento da aprendizagem e AVDs. Providenciar o ingresso e a adaptação progressiva da criança na escola de educação infantil regular.
RELATO DE EXPERIÊNCIA 6. INTERVENÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL: Implantar as técnicas da Tecnologia Assistiva. Usar de programa de comunicação alternativa e suplementar para o acesso do aprendizado da escrita adaptada. Utilizar o mouse adaptado,que permite através da extensão do polegar da criança o acionamento do programa de comunicação alternativa para a alfabetização. Adquirir a cadeira de rodas especializada para suas necessidades, com o sistema de adequação postural e inclinação de assento, em assertividade ao tamanho atual da criança. Assessorar o professor da criança, no acesso ao programa, uso do acionador, adaptação do mobiliário e dos materiais frente às necessidades da mesma.
RELATO DE EXPERIÊNCIA 7. RESULTADOS: Os avanços de A.V.P.P estão diretamente relacionados com a aquisição das habilidades do processo de leitura e escrita – alfabetização e letramento, habilidades dos conhecimentos básicos da matemática, desenvolvimento do raciocínio lógico, participação de jogos pedagógicos e recreativos por meio de softwares, manifestação de prazer e satisfação no trabalho com músicas e histórias, desenvolvimento dos conhecimentos do esquema corporal, orientação espacial e temporal. A grande aquisição de A.V.P P. e o aspecto mais evidente em relação à  edificação do processo inclusivo se deu quanto o momento da ida da criança na escola de educação infantil regular, onde a aluna está regularmente matriculada .
8 . ANTES E DEPOIS   ANTES : A  aluna  tinha pouco conhecimento em relação ao aprendizado, reconhecia algumas letras do alfabeto e  o seu primeiro nome, não identificava consoante de vogais, não tinha prontidão para a leitura e não reconhecia as palavras. Não sabia identificar os dias da semana. Confundia direita - esquerda. Compreende muito pouco nas relações espaço - temporais, a lateralidade, discriminação auditiva e visual. Dificuldade ao reconhecer algumas partes do corpo; cotovelo, calcanhar, nuca, tornozelo, sobrancelhas, cílios. Em relação ao raciocínio lógico matemático, a aluna identificava os numerais de 0 à 9, e mesmo usando recursos, fazia confusão e demorava compreender o que era pedido.  DEPOIS:  A aluna  não tem mais interessa  com as atividades  relacionadas de Educação Infantil, já avançou. Hoje a aluna está  bem segura e interessada pela alfabetização, para aprender a ler.  Vick já reconhece todo o seu nome, faz  leitura  de várias palavras  e reconhece  todo o alfabeto, está no nível  silábico . Uma aluna muito esperta, fica atenta com tudo que é mostrado nas atividades propostas. Faz contagem de 0 à 30 e sempre usando recursos materiais, reconhece formas e cores. Gosta das atividades da Tecnologia Assistiva, e é onde envolve atividades para alfabetização, tem grande interesse. E, agora Vick faz uso do notebook para uso do mouse, foi de grande vitória para ela, em saber que pode fazer algo, e que nesse dia que ela conseguiu dar toque e  arrastar no mouse ela ficou tão emocionada que suas mãos suavam, precisavam ver sua alegria quando mudava a atividade. Sua sala de televisão  se transforma em uma sala de aula, faz uso de uniforme, fica na expectativa da  minha chegada e das atividades que serão desenvolvidas no dia. Vick é uma menina muito feliz, tem força de vontade para aprender.
RELATO DE EXPERIÊNCIA 9. RESULTADOS: Observação:  Ressalta-se que houve todo um trabalho de sensibilização junto à comunidade escolar a qual a criança foi inserida. Antes mesmo de ser conhecida pessoalmente todos os colega já a conhecia e a reconhecia como aluna da turma de 5 anos, mesmo não podendo desfrutar o mesmo ambiente diariamente com eles. Esse momento foi muito rico para todos os envolvidos, desde as crianças até a comunidade escolar como um todo. Foi percebido que as crianças da escola lidam muito melhor com as diferenças do que as pessoas adultas e ainda a inclusão é possível de ser realizada desde que nos predispomos a fazê-la, estudamos para tal e busquemos parcerias para a efetivação do trabalho em rede.
RELATO DE EXPERIÊNCIA 10. CONCLUSÃO: São nesses momentos que afirmamos e comprovamos que a inclusão é sim, possível de ser viabilizada mediante a quebra de paradigmas, de preconceitos e da arrogância do saber. O ser humano é um ser inigualável, pois ele tem a capacidade de superar-se sempre diante dos desafios. Esse é um movimento dinâmico, gradativo, cíclico e contínuo. Isso se concretiza mediante a visão de si mesmo como um ser eternamente aprendente.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
Luúh Reis
 
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
Coordenação Pedagógica, Entre Rios-BA
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
Gislaine
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Arivaldom
 
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Joelson Honoratto
 
Projeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e ValoresProjeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e Valores
Jhonatan Stürmer
 
O lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantilO lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantil
lucileabergamaschiflegler
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escola
Rosana Leite
 
Apresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplinaApresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplina
bernadetefischerkrauze
 
Slide ludicidade 3
Slide ludicidade 3Slide ludicidade 3
Slide ludicidade 3
santosmarciafiais
 
Indisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de AulaIndisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de Aula
Raquel Camacho
 
METODOLOGIAS ATIVAS (1).pptx
METODOLOGIAS ATIVAS (1).pptxMETODOLOGIAS ATIVAS (1).pptx
METODOLOGIAS ATIVAS (1).pptx
patricia220724
 
Plano de Aula de Ciências Inclusiva - Aluno com Deficiência Visual
Plano de Aula de Ciências Inclusiva - Aluno com Deficiência VisualPlano de Aula de Ciências Inclusiva - Aluno com Deficiência Visual
Plano de Aula de Ciências Inclusiva - Aluno com Deficiência Visual
Carla Cristina Alves
 
Cartaz: Dia Mundial de Conscientização do Autismo
Cartaz: Dia Mundial de Conscientização do AutismoCartaz: Dia Mundial de Conscientização do Autismo
Cartaz: Dia Mundial de Conscientização do Autismo
sindiconet
 
Projeto de Estagio - Educação Especial
Projeto de Estagio - Educação EspecialProjeto de Estagio - Educação Especial
Projeto de Estagio - Educação Especial
Fábio Ribeiro Silva
 
Tcc - Escola e Família - Parceria Necessária
Tcc - Escola e Família -  Parceria NecessáriaTcc - Escola e Família -  Parceria Necessária
Tcc - Escola e Família - Parceria Necessária
Cirlei Santos
 
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Flávia Rahal
 
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Alexandre Bandoch
 
Extensão a comunidade
Extensão a comunidadeExtensão a comunidade
Extensão a comunidade
Paulo Wanderson
 
Contação de histórias
Contação de históriasContação de histórias
Contação de histórias
Escola Municipal Jesus Cristo
 

Mais procurados (20)

Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
 
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
REELABORAÇÃO DO PPP - REUNIÃO 29.04.16
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
Tcc - O lúdico na aprendizagem escolar
 
Projeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e ValoresProjeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e Valores
 
O lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantilO lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantil
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escola
 
Apresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplinaApresentação projeto indisciplina
Apresentação projeto indisciplina
 
Slide ludicidade 3
Slide ludicidade 3Slide ludicidade 3
Slide ludicidade 3
 
Indisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de AulaIndisciplina na Sala de Aula
Indisciplina na Sala de Aula
 
METODOLOGIAS ATIVAS (1).pptx
METODOLOGIAS ATIVAS (1).pptxMETODOLOGIAS ATIVAS (1).pptx
METODOLOGIAS ATIVAS (1).pptx
 
Plano de Aula de Ciências Inclusiva - Aluno com Deficiência Visual
Plano de Aula de Ciências Inclusiva - Aluno com Deficiência VisualPlano de Aula de Ciências Inclusiva - Aluno com Deficiência Visual
Plano de Aula de Ciências Inclusiva - Aluno com Deficiência Visual
 
Cartaz: Dia Mundial de Conscientização do Autismo
Cartaz: Dia Mundial de Conscientização do AutismoCartaz: Dia Mundial de Conscientização do Autismo
Cartaz: Dia Mundial de Conscientização do Autismo
 
Projeto de Estagio - Educação Especial
Projeto de Estagio - Educação EspecialProjeto de Estagio - Educação Especial
Projeto de Estagio - Educação Especial
 
Tcc - Escola e Família - Parceria Necessária
Tcc - Escola e Família -  Parceria NecessáriaTcc - Escola e Família -  Parceria Necessária
Tcc - Escola e Família - Parceria Necessária
 
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação InfantilProjeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
Projeto Brinquedos e Brincadeiras na Educação Infantil
 
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
Relatorios individuais do desempenho ed infantil 2ºsemestre_mundinhodacrianca...
 
Extensão a comunidade
Extensão a comunidadeExtensão a comunidade
Extensão a comunidade
 
Contação de histórias
Contação de históriasContação de histórias
Contação de histórias
 

Destaque

Palestra aee 2016 - anamnese
Palestra aee  2016 - anamnesePalestra aee  2016 - anamnese
Palestra aee 2016 - anamnese
Rosemary Batista
 
Palestra aee -2016_-avaliação
Palestra aee -2016_-avaliaçãoPalestra aee -2016_-avaliação
Palestra aee -2016_-avaliação
Rosemary Batista
 
Deficiencia Fisica
Deficiencia FisicaDeficiencia Fisica
Deficiencia Fisica
guest5fedaea
 
Aee apresentacao
Aee apresentacaoAee apresentacao
Aee apresentacao
luiscmf
 
AEE
AEEAEE
Relato de caso clínico
Relato de caso clínicoRelato de caso clínico
O Atendimento Educacional Especializado- AEE nas Escolas
O Atendimento Educacional Especializado- AEE nas EscolasO Atendimento Educacional Especializado- AEE nas Escolas
O Atendimento Educacional Especializado- AEE nas Escolas
guest3d615bd
 
Plano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEEPlano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEE
Patricia Bampi
 

Destaque (8)

Palestra aee 2016 - anamnese
Palestra aee  2016 - anamnesePalestra aee  2016 - anamnese
Palestra aee 2016 - anamnese
 
Palestra aee -2016_-avaliação
Palestra aee -2016_-avaliaçãoPalestra aee -2016_-avaliação
Palestra aee -2016_-avaliação
 
Deficiencia Fisica
Deficiencia FisicaDeficiencia Fisica
Deficiencia Fisica
 
Aee apresentacao
Aee apresentacaoAee apresentacao
Aee apresentacao
 
AEE
AEEAEE
AEE
 
Relato de caso clínico
Relato de caso clínicoRelato de caso clínico
Relato de caso clínico
 
O Atendimento Educacional Especializado- AEE nas Escolas
O Atendimento Educacional Especializado- AEE nas EscolasO Atendimento Educacional Especializado- AEE nas Escolas
O Atendimento Educacional Especializado- AEE nas Escolas
 
Plano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEEPlano de Ação do AEE
Plano de Ação do AEE
 

Semelhante a Apresentacao seminario educacao inclusiva

Roteiro para inclus
Roteiro para inclusRoteiro para inclus
Roteiro para inclus
sandraroserodriguescruz
 
Roteiro para inclusão
Roteiro para inclusãoRoteiro para inclusão
Roteiro para inclusão
sandraroserodriguescruz
 
Organização e metodologia da educação infantil marilda
Organização e metodologia da educação infantil   marildaOrganização e metodologia da educação infantil   marilda
Organização e metodologia da educação infantil marilda
Regina Gidzinski
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
UFMA e UEMA
 
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseiaProjeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
grupodisseia
 
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
grupodisseia
 
Alfabetizao educaçao na ed infantl
Alfabetizao educaçao na ed infantlAlfabetizao educaçao na ed infantl
Alfabetizao educaçao na ed infantl
Alice Soares
 
Projeto interdisciplinar fundamentos da ed. infantil
Projeto interdisciplinar   fundamentos da ed. infantilProjeto interdisciplinar   fundamentos da ed. infantil
Projeto interdisciplinar fundamentos da ed. infantil
Valewska
 
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVMProjeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Suelilaranja
 
Trabalho de educação infantil AVM
Trabalho de educação infantil  AVMTrabalho de educação infantil  AVM
Trabalho de educação infantil AVM
Suelilaranja
 
Projeto teoria e prática da alfabetização
Projeto teoria e prática da alfabetizaçãoProjeto teoria e prática da alfabetização
Projeto teoria e prática da alfabetização
AlineGarotti
 
Características comunicativas e linguísticas
Características comunicativas e linguísticasCaracterísticas comunicativas e linguísticas
Características comunicativas e linguísticas
Diana Sousa
 
Libras2
Libras2Libras2
Libras2
Lily Levy
 
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Aline free
 
Apresentação ano 1 unidade 4
Apresentação ano 1 unidade 4Apresentação ano 1 unidade 4
Apresentação ano 1 unidade 4
Ione Dolzane
 
II reunião técnica bebês1 [modo de compatibilidade]
II reunião técnica   bebês1 [modo de compatibilidade]II reunião técnica   bebês1 [modo de compatibilidade]
II reunião técnica bebês1 [modo de compatibilidade]
claudia_4051
 
Alfabetização slides
Alfabetização slidesAlfabetização slides
Alfabetização slides
AVM
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
AVM
 
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
Capacitações Pedagógicas
 
Boletim Informativo - 3ª Edição
Boletim Informativo - 3ª EdiçãoBoletim Informativo - 3ª Edição
Boletim Informativo - 3ª Edição
CeiDirceMigliaccio
 

Semelhante a Apresentacao seminario educacao inclusiva (20)

Roteiro para inclus
Roteiro para inclusRoteiro para inclus
Roteiro para inclus
 
Roteiro para inclusão
Roteiro para inclusãoRoteiro para inclusão
Roteiro para inclusão
 
Organização e metodologia da educação infantil marilda
Organização e metodologia da educação infantil   marildaOrganização e metodologia da educação infantil   marilda
Organização e metodologia da educação infantil marilda
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
 
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseiaProjeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
 
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
Projeto interdisciplinar fundamentos educação infantil grupo odisseia
 
Alfabetizao educaçao na ed infantl
Alfabetizao educaçao na ed infantlAlfabetizao educaçao na ed infantl
Alfabetizao educaçao na ed infantl
 
Projeto interdisciplinar fundamentos da ed. infantil
Projeto interdisciplinar   fundamentos da ed. infantilProjeto interdisciplinar   fundamentos da ed. infantil
Projeto interdisciplinar fundamentos da ed. infantil
 
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVMProjeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
 
Trabalho de educação infantil AVM
Trabalho de educação infantil  AVMTrabalho de educação infantil  AVM
Trabalho de educação infantil AVM
 
Projeto teoria e prática da alfabetização
Projeto teoria e prática da alfabetizaçãoProjeto teoria e prática da alfabetização
Projeto teoria e prática da alfabetização
 
Características comunicativas e linguísticas
Características comunicativas e linguísticasCaracterísticas comunicativas e linguísticas
Características comunicativas e linguísticas
 
Libras2
Libras2Libras2
Libras2
 
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
 
Apresentação ano 1 unidade 4
Apresentação ano 1 unidade 4Apresentação ano 1 unidade 4
Apresentação ano 1 unidade 4
 
II reunião técnica bebês1 [modo de compatibilidade]
II reunião técnica   bebês1 [modo de compatibilidade]II reunião técnica   bebês1 [modo de compatibilidade]
II reunião técnica bebês1 [modo de compatibilidade]
 
Alfabetização slides
Alfabetização slidesAlfabetização slides
Alfabetização slides
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
 
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e apre...
 
Boletim Informativo - 3ª Edição
Boletim Informativo - 3ª EdiçãoBoletim Informativo - 3ª Edição
Boletim Informativo - 3ª Edição
 

Mais de Maria Isaltina Santana

Concurso jardim epicuro 2014
Concurso jardim  epicuro 2014 Concurso jardim  epicuro 2014
Concurso jardim epicuro 2014
Maria Isaltina Santana
 
Concurso Jardim Epicuro 2014
Concurso Jardim  Epicuro 2014 Concurso Jardim  Epicuro 2014
Concurso Jardim Epicuro 2014
Maria Isaltina Santana
 
Liturgia 01 12 1 dadvento1a
Liturgia 01 12 1 dadvento1aLiturgia 01 12 1 dadvento1a
Liturgia 01 12 1 dadvento1a
Maria Isaltina Santana
 
Resolução see nº 2.441 13
Resolução see nº 2.441 13Resolução see nº 2.441 13
Resolução see nº 2.441 13
Maria Isaltina Santana
 
Missal Santoral Festa de São Judas Tadeu Uberaba -2013
Missal Santoral  Festa de São Judas Tadeu  Uberaba -2013Missal Santoral  Festa de São Judas Tadeu  Uberaba -2013
Missal Santoral Festa de São Judas Tadeu Uberaba -2013
Maria Isaltina Santana
 
Animação Stop Motion
Animação Stop MotionAnimação Stop Motion
Animação Stop Motion
Maria Isaltina Santana
 
Animacao Stop Motion
Animacao Stop MotionAnimacao Stop Motion
Animacao Stop Motion
Maria Isaltina Santana
 
Curso fotografia e historia 2013
Curso fotografia e historia 2013Curso fotografia e historia 2013
Curso fotografia e historia 2013
Maria Isaltina Santana
 
Exercício 1 criatividade
Exercício 1 criatividadeExercício 1 criatividade
Exercício 1 criatividade
Maria Isaltina Santana
 
SRE Uberaba Participa da Capacitação Reiventando o Ensino Médio
SRE Uberaba Participa da Capacitação Reiventando o Ensino MédioSRE Uberaba Participa da Capacitação Reiventando o Ensino Médio
SRE Uberaba Participa da Capacitação Reiventando o Ensino Médio
Maria Isaltina Santana
 
Orientacoesparaposter
OrientacoesparaposterOrientacoesparaposter
Orientacoesparaposter
Maria Isaltina Santana
 
Ntetecnico
NtetecnicoNtetecnico
Palestraalexandra
PalestraalexandraPalestraalexandra
Palestraalexandra
Maria Isaltina Santana
 
Familiamaissegura
FamiliamaisseguraFamiliamaissegura
Familiamaissegura
Maria Isaltina Santana
 
Pautasensibilizacaogestores
PautasensibilizacaogestoresPautasensibilizacaogestores
Pautasensibilizacaogestores
Maria Isaltina Santana
 
Osdesafiosdogestordoseculo
OsdesafiosdogestordoseculoOsdesafiosdogestordoseculo
Osdesafiosdogestordoseculo
Maria Isaltina Santana
 
Eedjosegaspar
EedjosegasparEedjosegaspar
Eedjosegaspar
Maria Isaltina Santana
 
Edital Concurso LogoMarca Simpósio de Tecnologia
Edital Concurso LogoMarca Simpósio de TecnologiaEdital Concurso LogoMarca Simpósio de Tecnologia
Edital Concurso LogoMarca Simpósio de Tecnologia
Maria Isaltina Santana
 

Mais de Maria Isaltina Santana (20)

Concurso jardim epicuro 2014
Concurso jardim  epicuro 2014 Concurso jardim  epicuro 2014
Concurso jardim epicuro 2014
 
Concurso Jardim Epicuro 2014
Concurso Jardim  Epicuro 2014 Concurso Jardim  Epicuro 2014
Concurso Jardim Epicuro 2014
 
Liturgia 01 12 1 dadvento1a
Liturgia 01 12 1 dadvento1aLiturgia 01 12 1 dadvento1a
Liturgia 01 12 1 dadvento1a
 
Resolução see nº 2.441 13
Resolução see nº 2.441 13Resolução see nº 2.441 13
Resolução see nº 2.441 13
 
Missal Santoral Festa de São Judas Tadeu Uberaba -2013
Missal Santoral  Festa de São Judas Tadeu  Uberaba -2013Missal Santoral  Festa de São Judas Tadeu  Uberaba -2013
Missal Santoral Festa de São Judas Tadeu Uberaba -2013
 
Animação Stop Motion
Animação Stop MotionAnimação Stop Motion
Animação Stop Motion
 
Animacao Stop Motion
Animacao Stop MotionAnimacao Stop Motion
Animacao Stop Motion
 
Curso fotografia e historia 2013
Curso fotografia e historia 2013Curso fotografia e historia 2013
Curso fotografia e historia 2013
 
Exercício 1 criatividade
Exercício 1 criatividadeExercício 1 criatividade
Exercício 1 criatividade
 
SRE Uberaba Participa da Capacitação Reiventando o Ensino Médio
SRE Uberaba Participa da Capacitação Reiventando o Ensino MédioSRE Uberaba Participa da Capacitação Reiventando o Ensino Médio
SRE Uberaba Participa da Capacitação Reiventando o Ensino Médio
 
Orientacoesparaposter
OrientacoesparaposterOrientacoesparaposter
Orientacoesparaposter
 
Concursoproducaovideosimposio
ConcursoproducaovideosimposioConcursoproducaovideosimposio
Concursoproducaovideosimposio
 
Ntetecnico
NtetecnicoNtetecnico
Ntetecnico
 
Palestraalexandra
PalestraalexandraPalestraalexandra
Palestraalexandra
 
Familiamaissegura
FamiliamaisseguraFamiliamaissegura
Familiamaissegura
 
Pautasensibilizacaogestores
PautasensibilizacaogestoresPautasensibilizacaogestores
Pautasensibilizacaogestores
 
Osdesafiosdogestordoseculo
OsdesafiosdogestordoseculoOsdesafiosdogestordoseculo
Osdesafiosdogestordoseculo
 
Atividadeseedomjosegaspar
AtividadeseedomjosegasparAtividadeseedomjosegaspar
Atividadeseedomjosegaspar
 
Eedjosegaspar
EedjosegasparEedjosegaspar
Eedjosegaspar
 
Edital Concurso LogoMarca Simpósio de Tecnologia
Edital Concurso LogoMarca Simpósio de TecnologiaEdital Concurso LogoMarca Simpósio de Tecnologia
Edital Concurso LogoMarca Simpósio de Tecnologia
 

Último

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 

Apresentacao seminario educacao inclusiva

  • 1. ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO DOMICILIAR RELATO DE EXPERIÊNCIA Denise Rodovalho Scussel Vanessa C. Prudente Araújo
  • 2. RELATO DE EXPERIÊNCIA CONTEXTUALIZAÇÃO: A SEMEC por meio do Departamento de Inclusão Educacional e Diversidade vem desenvolvendo o trabalho de atendimento às necessidades educacionais das crianças – AEE, em 27 instituições (Escolas e CEMEIs). 2. DESAFIO: Atender as necessidades educacionais e pedagógicas de uma criança de 5 anos com diagnóstico de “Amiotrofia” e ainda inseri-la em uma escola regular com o propósito de convívio, socialização com outras crianças da mesma idade e a busca da melhoria da qualidade de vida. Fomos chamados a realizar um trabalho pedagógico bem diferenciado, que se configurou em atendimento educacional especializado, sob a forma de atendimento domiciliar.
  • 3. RELATO DE EXPERIÊNCIA 3. AÇÕES: A equipe do departamento reuniu-se para analisar o caso e estabelecer a proposta de trabalho, bem como, as diretrizes a serem seguidas ao longo deste. Ao analisarmos o caso concluímos que haveria a necessidade de uma equipe multiprofissional para atuar juntamente com os profissionais do departamento para o atendimento às necessidades gerais da criança. Por meio da fundamentação teórico-metodológica e a busca das potencialidades de cada pessoa , o trabalho tornou-se mola propulsora para o crescimento da equipe profissional envolvida nesse processo. EQUIPE DE TRABALHO: diretora, pedagoga, Departamento de Inclusão - Pedagoga SEMEC, professora do A. E. E., Terapeuta Ocupacional e família. POPULAÇÃO BENEFICIADA: criança com deficiência, professora do AEE, equipe do Departamento de Inclusão Educacional e Diversidade, crianças da sala de ensino regular, pais, comunidade.
  • 4. RELATO DE EXPERIÊNCIA 4. DESCRIÇÃO DA CRIANÇA: Apresenta distúrbio no desenvolvimento psicomotor Reage positivamente a diferentes padrões de sons e músicas, é curiosa e muito carinhosa. Nunca tinha freqüentado escola devido às suas condições físicas, porém o desenvolvimento do pensamento, questões neurológicas estão preservadas. Em relação à linguagem A. V. P. P. balbucia alguns sons que somente as pessoas do seu convívio a compreendem. A criança apresenta muitas limitações e sua rotina é estabelecida pela família e enfermeiras. A única medicação que utiliza é cálcio para os ossos. A comunicação de A.V.P.P. é feita por movimentos faciais (sim e não), recebe terapias em sua casa. Segundo as observações da professora do AEE – Atendimento Educacional Especializado, A. V. P. P. é uma criança inteligente, esperta, feliz, quer saber de tudo que está acontecendo a sua volta, quando conversa gosta que a pessoa fique ao lado dela.
  • 5. RELATO DE EXPERIÊNCIA 4. DESCRIÇÃO DA CRIANÇA: Reconhece quase todo o alfabeto, conhece várias músicas, brinca de massinha, faz contagem de 0 à 20. Percebe os dois lados do corpo, adora assistir TV, filmes, novelas e desenhos; Reconhece seu nome completo e quase todas as letras do alfabeto e logo poderá estar alfabetizada se fizer o uso de recursos adaptativos e concretos. Segundo as observações da profissional de Terapia Ocupacional, A. V. P. P. apresenta o cognitivo preservado, com limitação funcional motora em decorrência da patologia. Apresenta preservação de movimento de extensão de polegar (esquerdo e direito), e expressão facial.
  • 6. RELATO DE EXPERIÊNCIA 5. INTERVENÇÕES PEDAGÓGICAS: Exploro ar concreto, utilizando-se dos brinquedos, e dos recursos pedagógicos como: miniaturas, blocos lógicos, quebra-cabeça, cubos de madeira, jogos de encaixe. Disponibilizar recursos para a comunicação alternativa por meio de: pranchas, fichários, pranchas, Proporcionar diferentes experiências de estimulação percepção (paladar, visão, audição, tato, olfato). Descobrir e estimular outros gestos para a sinalização do pensamento, no estabelecimento da comunicação (de acordo com as possibilidades da criança). Estimular o uso dos recursos tecnológicos adaptados para desenvolvimento da aprendizagem e AVDs. Providenciar o ingresso e a adaptação progressiva da criança na escola de educação infantil regular.
  • 7. RELATO DE EXPERIÊNCIA 6. INTERVENÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL: Implantar as técnicas da Tecnologia Assistiva. Usar de programa de comunicação alternativa e suplementar para o acesso do aprendizado da escrita adaptada. Utilizar o mouse adaptado,que permite através da extensão do polegar da criança o acionamento do programa de comunicação alternativa para a alfabetização. Adquirir a cadeira de rodas especializada para suas necessidades, com o sistema de adequação postural e inclinação de assento, em assertividade ao tamanho atual da criança. Assessorar o professor da criança, no acesso ao programa, uso do acionador, adaptação do mobiliário e dos materiais frente às necessidades da mesma.
  • 8. RELATO DE EXPERIÊNCIA 7. RESULTADOS: Os avanços de A.V.P.P estão diretamente relacionados com a aquisição das habilidades do processo de leitura e escrita – alfabetização e letramento, habilidades dos conhecimentos básicos da matemática, desenvolvimento do raciocínio lógico, participação de jogos pedagógicos e recreativos por meio de softwares, manifestação de prazer e satisfação no trabalho com músicas e histórias, desenvolvimento dos conhecimentos do esquema corporal, orientação espacial e temporal. A grande aquisição de A.V.P P. e o aspecto mais evidente em relação à edificação do processo inclusivo se deu quanto o momento da ida da criança na escola de educação infantil regular, onde a aluna está regularmente matriculada .
  • 9. 8 . ANTES E DEPOIS ANTES : A aluna tinha pouco conhecimento em relação ao aprendizado, reconhecia algumas letras do alfabeto e o seu primeiro nome, não identificava consoante de vogais, não tinha prontidão para a leitura e não reconhecia as palavras. Não sabia identificar os dias da semana. Confundia direita - esquerda. Compreende muito pouco nas relações espaço - temporais, a lateralidade, discriminação auditiva e visual. Dificuldade ao reconhecer algumas partes do corpo; cotovelo, calcanhar, nuca, tornozelo, sobrancelhas, cílios. Em relação ao raciocínio lógico matemático, a aluna identificava os numerais de 0 à 9, e mesmo usando recursos, fazia confusão e demorava compreender o que era pedido. DEPOIS: A aluna não tem mais interessa com as atividades relacionadas de Educação Infantil, já avançou. Hoje a aluna está bem segura e interessada pela alfabetização, para aprender a ler. Vick já reconhece todo o seu nome, faz leitura de várias palavras e reconhece todo o alfabeto, está no nível silábico . Uma aluna muito esperta, fica atenta com tudo que é mostrado nas atividades propostas. Faz contagem de 0 à 30 e sempre usando recursos materiais, reconhece formas e cores. Gosta das atividades da Tecnologia Assistiva, e é onde envolve atividades para alfabetização, tem grande interesse. E, agora Vick faz uso do notebook para uso do mouse, foi de grande vitória para ela, em saber que pode fazer algo, e que nesse dia que ela conseguiu dar toque e arrastar no mouse ela ficou tão emocionada que suas mãos suavam, precisavam ver sua alegria quando mudava a atividade. Sua sala de televisão se transforma em uma sala de aula, faz uso de uniforme, fica na expectativa da minha chegada e das atividades que serão desenvolvidas no dia. Vick é uma menina muito feliz, tem força de vontade para aprender.
  • 10. RELATO DE EXPERIÊNCIA 9. RESULTADOS: Observação: Ressalta-se que houve todo um trabalho de sensibilização junto à comunidade escolar a qual a criança foi inserida. Antes mesmo de ser conhecida pessoalmente todos os colega já a conhecia e a reconhecia como aluna da turma de 5 anos, mesmo não podendo desfrutar o mesmo ambiente diariamente com eles. Esse momento foi muito rico para todos os envolvidos, desde as crianças até a comunidade escolar como um todo. Foi percebido que as crianças da escola lidam muito melhor com as diferenças do que as pessoas adultas e ainda a inclusão é possível de ser realizada desde que nos predispomos a fazê-la, estudamos para tal e busquemos parcerias para a efetivação do trabalho em rede.
  • 11. RELATO DE EXPERIÊNCIA 10. CONCLUSÃO: São nesses momentos que afirmamos e comprovamos que a inclusão é sim, possível de ser viabilizada mediante a quebra de paradigmas, de preconceitos e da arrogância do saber. O ser humano é um ser inigualável, pois ele tem a capacidade de superar-se sempre diante dos desafios. Esse é um movimento dinâmico, gradativo, cíclico e contínuo. Isso se concretiza mediante a visão de si mesmo como um ser eternamente aprendente.
  • 12.  
  • 13.  
  • 14.  
  • 15.  
  • 16.  
  • 17.  
  • 18.  
  • 19.  
  • 20.  
  • 21.  
  • 22.  
  • 23.  
  • 24.  
  • 25.  
  • 26.  
  • 27.  
  • 28.  
  • 29.  
  • 30.  
  • 31.  
  • 32.  
  • 33.  
  • 34.  
  • 35.  
  • 36.  
  • 37.  
  • 38.  
  • 39.  
  • 40.  
  • 41.  
  • 42.  
  • 43.  
  • 44.  
  • 45.