SlideShare uma empresa Scribd logo
A ESCOLA QUE ENSINA: A PRÁTICA DOS NOVOS SABERES
NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZADO PARA AS SÉRIES
                      INICIAIS.
                           
Apresentação Pessoal.

Apresentação do Cronograma:
     - Tempestade de Ideias.
  - Desenvolvimento do tema.
TEMPESTADE
 DE IDEIAS
Quais as dificuldades
enfrentadas em sala de
       aula que
   comprometem o
 processo de ensino e
     aprendizado?

Recomendado para você

Planejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPlanejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantil

O documento discute diferentes abordagens para planejamento na educação infantil, criticando aqueles focados em atividades ou datas comemorativas. Defende um planejamento baseado em contextos educativos que favoreçam a exploração e aprendizagem das crianças, considerando interações qualitativas e espaços significativos.

ed infantil
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2  projeto ludico simone helen drumondOtpei 2  projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumond

1) O documento discute a importância dos jogos, brinquedos e brincadeiras na construção do processo de aprendizagem na educação infantil. 2) Ele apresenta os objetivos gerais e específicos de um projeto desenvolvido com 11 alunos do Maternal III sobre o tema. 3) O documento também fornece fundamentação teórica sobre como o lúdico contribui para o desenvolvimento das crianças.

artigos ensino infantil simone helen drumond
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil

1) A brincadeira e o jogo são fundamentais na educação infantil, pois é através deles que as crianças desenvolvem habilidades e aprendem sobre o mundo. 2) Embora alguns educadores vejam o uso de jogos e brincadeiras como "perda de tempo", na verdade eles podem ser excelentes ferramentas de aprendizagem se direcionados corretamente. 3) Tanto na educação infantil quanto na formação de professores, é importante que a dimensão lúdica seja valorizada, uma vez que o aprendizado por me

Que fazer ou qual
  os métodos que
 podem facilitar no
    processo de
      ensino e
   aprendizado?
A ESCOLA DE ONTEM
Há 30 anos: o professor era
 o centro do processo de
         ensino.
Alunos apenas como
meros receptores de
     saberes.

Recomendado para você

Unidade 4 - PNAIC - Ludicidade
Unidade 4 - PNAIC - LudicidadeUnidade 4 - PNAIC - Ludicidade
Unidade 4 - PNAIC - Ludicidade

Este documento discute a importância da ludicidade e das brincadeiras na sala de aula. Ele apresenta várias atividades lúdicas que podem ser usadas para ensinar diferentes matérias de forma divertida e engajada, como contar histórias, cantar músicas, jogos, entre outras. O documento também discute como as brincadeiras podem ser adaptadas para incluir todas as crianças, independentemente de deficiências.

Projeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criançaProjeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criança

Este documento descreve um projeto pedagógico para a turma Maternal 3 na Escola Municipal de Educação Infantil Amarelinha. O projeto se concentrará em brincadeiras infantis, música e literatura para permitir que as crianças aprendam sobre o mundo ao seu redor e desenvolvam habilidades sociais e emocionais. As atividades incluirão narração de histórias, confecção de materiais educativos, brincadeiras, dança e passeios. A avaliação do progresso das crianças será contínua.

O jogo e_a_aprendizagem
O jogo e_a_aprendizagemO jogo e_a_aprendizagem
O jogo e_a_aprendizagem

Este trabalho analisa como o jogo influencia a aprendizagem de crianças entre 0 e 6 anos. A autora observou salas de aula e aplicou questionários a professores para coletar dados sobre como as crianças aprendem através do brincar. O trabalho está dividido em três capítulos que abordam a justificativa do tema, revisão teórica sobre o desenvolvimento infantil e análise dos dados coletados.

O excelente professor era o que mais sabia.
A APRENDIZAGEM
     ERA UMA
RESPONSABILIDADE
    DO ALUNO.
A ESCOLA DE ONTEM



O lúdico é visto como uma infração
às disciplinas ou às tarefas que são
   necessárias para a prática da
    existência de todo homem.
A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e aprendizado para as séries iniciais

Recomendado para você

Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013

Este documento descreve as atividades realizadas com uma criança chamada Helena em uma sala de aula de educação infantil. As atividades incluem projetos musicais, jogos matemáticos, desenhos, pinturas e atividades para desenvolver a linguagem oral e escrita da criança. O documento também discute o desenvolvimento da identidade, autonomia e habilidades motoras de Helena.

Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escolaResgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola

Este projeto visa resgatar jogos e brincadeiras tradicionais nas aulas de recreação para promover a saúde física e emocional das crianças. Atualmente, as crianças passam muito tempo em frente às telas e precisam ser estimuladas a praticar atividades ao ar livre. O projeto objetiva socializar brincadeiras do passado e estimular valores como respeito e solidariedade.

PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS

Este documento discute a importância das brincadeiras, jogos e brinquedos para o desenvolvimento das crianças. Ele explica como as atividades lúdicas estimulam a imaginação, socialização e autonomia das crianças, e ajuda-nas a distinguir a realidade da fantasia. Além disso, ressalta que as brincadeiras tradicionais devem ser preservadas e repassadas entre gerações.

A ESCOLA DE HOJE
Rotinização do saber.
Professores como reprodutores de
   informações = PROFESSORES
             CD/DVD.
Falta de interesse dos alunos.

Recomendado para você

Projeto brincando no intervalo
Projeto brincando no intervaloProjeto brincando no intervalo
Projeto brincando no intervalo

O projeto propõe introduzir novos jogos como dominó, dama e xadrez nos intervalos escolares para desenvolver habilidades cognitivas dos alunos como raciocínio, concentração e memória. Serão realizadas aulas práticas sobre as regras dos jogos e campeonatos envolvendo a comunidade escolar. Espera-se que essa mudança dinamize o ensino e melhore a interação entre os estudantes.

Ludicidade nos espaços/tempos escolares
Ludicidade nos espaços/tempos escolaresLudicidade nos espaços/tempos escolares
Ludicidade nos espaços/tempos escolares

Resenha do texto: A Criança no Ciclo de Alfabetização: ludicidade nos espaços/tempos escolares, PNAIC 2015, caderno 2, p. 23 - 33.

Projeto anual jogos e brincadeiras
Projeto anual jogos e brincadeirasProjeto anual jogos e brincadeiras
Projeto anual jogos e brincadeiras

O documento apresenta o projeto anual "Jogos e Brincadeiras" do Centro Municipal de Educação Infantil Sonho Feliz, com objetivos de promover o desenvolvimento das crianças por meio de atividades lúdicas que estimulem diferentes capacidades como motora, cognitiva, social e emocional. O projeto será implementado por meio de brincadeiras planejadas pelas professoras considerando a fundamentação teórica de que brincar é essencial para o aprendizado na infância.

Falta de apoio e participação da família.
Falta de interesse dos professores.
A ESCOLA QUE QUEREMOS
Parceira do professor em sua formação.

Recomendado para você

P curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletasP curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletas

Este documento descreve o projeto curricular para o ano letivo de 2009/2010 da sala dos dois anos do Centro Bem Estar Infantil de Monte Real. O projeto delineia os objetivos e atividades planejados para as três principais áreas de desenvolvimento das crianças - Formação Pessoal e Social, Conhecimento do Mundo e Expressão e Comunicação. O projeto visa apoiar o desenvolvimento holístico das crianças de acordo com as suas idades e características individuais.

A importância do jogo no desenvolvimento da criança
A importância do jogo no desenvolvimento da criançaA importância do jogo no desenvolvimento da criança
A importância do jogo no desenvolvimento da criança

O documento discute a importância do jogo na aprendizagem das crianças, classificando os tipos de jogos de acordo com a idade da criança e teóricos como Piaget e Vygotsky. Também fornece sugestões de atividades lúdicas que podem ser usadas no processo de alfabetização.

Proposta do berçário educação infantil
Proposta do berçário   educação infantilProposta do berçário   educação infantil
Proposta do berçário educação infantil

1) O documento apresenta uma proposta curricular para a educação infantil berçário com foco no desenvolvimento sensório-motor. 2) A proposta inclui eixos curriculares como movimento, música, artes visuais, linguagem, natureza e sociedade e matemática. 3) O documento também aborda expectativas de aprendizagem, conteúdos, atividades lúdicas e a importância do brincar para o desenvolvimento infantil nessa faixa etária.

proposta curriculareducação infantil
A produção e construção de
uma escola ocorrem por meios
      de ações coletivas
O professor como um técnico de futebol.
Espaço de socialização e construção do saber.
A escola e o professor como orientadores
              do aprendizado.

Recomendado para você

Ações da emei ovídio decroly em 2012
Ações da emei ovídio decroly em 2012Ações da emei ovídio decroly em 2012
Ações da emei ovídio decroly em 2012

Resumo de algumas ações que ocorreram na Escola Municipal de Educação Infantil Ovídio Decroly,da rede municipal do ensino da cidade de São Paulo

educação infantil
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outroraProjeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora

O documento discute como as crianças brincavam no passado com brinquedos simples em comparação com as crianças de hoje, que preferem passar tempo com tecnologia. O projeto tem como objetivo resgatar brincadeiras tradicionais para promover o desenvolvimento físico e emocional das crianças.

O uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantilO uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantil

O documento discute a importância do lúdico na educação infantil. Ele explica que as crianças nesta idade aprendem principalmente por meio de ver, pegar e ouvir. Também destaca o papel fundamental do professor em explorar seu potencial criativo para despertar o interesse dos alunos em aprender de forma prazerosa por meio de brincadeiras, jogos e atividades físicas.

OS TIPOS DE PROFESSORES.




REATIVO: Forma suas expectativas a partir
     do comportamento dos alunos; é
   sensível as mudanças; mas nada faz
  para compensar as diferenças iniciais.
PROATIVO: Forma expectativas; é sensível aos
     comportamentos; suas interações são
   conduzidas pelos objetivos educacionais, a
 fim de compensar as diferenças iniciais entre
  os estudantes e favorecer o crescimento dos
              alunos mais fracos
SUPER-REATIVO: Produz “profecias”
auto- realizadoras; expectativas menos
 acuradas; interação conduzida pelas
  suas expectativas; comportamento
 menos afetivo; ignora as mudanças
   positivas dos alunos e diminui as
 oportunidades de aprendizagem dos
           alunos mais fracos.
Não seja um
professor, seja
  um mestre.

Recomendado para você

A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...
A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...
A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...

Apresentação sobre a importância do ensino de Matemática nas séries iniciais do Ensino Fundamental. Contendo teoria e sugestões de atividades.

ensino de matemáticaensino fundamentalséries iniciais
Tutorial planilhas de avaliação 2014
Tutorial planilhas de avaliação 2014Tutorial planilhas de avaliação 2014
Tutorial planilhas de avaliação 2014

O documento fornece instruções sobre como acessar e preencher planilhas de avaliação de turmas compartilhadas no Google Drive. Ele explica como acessar o Google Drive pelo Gmail, encontrar a pasta compartilhada correta, selecionar a turma e disciplina certas, e preencher a planilha on-line ou imprimir uma cópia em branco para preenchimento manual.

google drive - planilhas de avaliação
Exposição oral guião para leitura de cartoons
Exposição oral   guião para leitura de cartoonsExposição oral   guião para leitura de cartoons
Exposição oral guião para leitura de cartoons

O documento fornece instruções para uma exposição oral sobre a leitura e análise de cartoons, sugerindo que os alunos planejem cuidadosamente suas apresentações descrevendo os elementos visuais, clarificando a intenção, discutindo temas e valores culturais, e explicando a relevância da mensagem. O documento também fornece uma tabela para os professores classificarem as apresentações dos alunos.

É atualizado, competente,
  ético e integrado
  relacionalmente.
É aquele que a partir
de episódios práticos
   e cotidianos dos
 alunos, conseguem
     introduzir os
    conhecimentos
       teóricos.
Desperta no aluno o
desejo de aprender
  pelo prazer de
      saber.
Adapta-se as
características dos
   alunos com a
   finalidade de
  estabelecer um
        bom
  relacionamento
para o aprendizado.

Recomendado para você

Módulo 5 - Utilizando o Google Drive
Módulo 5 - Utilizando o Google DriveMódulo 5 - Utilizando o Google Drive
Módulo 5 - Utilizando o Google Drive

Este documento fornece instruções sobre como usar o Google Drive. Explica como armazenar e compartilhar arquivos na nuvem, editar documentos colaborativamente e acessar o controle de versão. Também fornece duas atividades, incluindo a criação de uma apresentação no Google Drive e publicá-la em um blog.

Tutorial Google Drive
Tutorial Google DriveTutorial Google Drive
Tutorial Google Drive

Este documento fornece instruções passo a passo sobre como usar o Google Drive para criar e compartilhar apresentações e incorporá-las em um blog. Explica como acessar o Google Drive, criar ou carregar arquivos, configurar compartilhamento, publicar arquivos na web e incorporá-los em um blog usando o código HTML. O objetivo é ensinar como usar essas ferramentas de forma colaborativa com alunos.

Presentación google drive
Presentación google drivePresentación google drive
Presentación google drive
Valoriza a
   autonomia do
educando e aplaude
 as suas iniciativas
     pessoais.
Reconhece as diferenças
entre seus alunos, por tanto
    aprendem de forma
         autônoma.
Valoriza a
curiosidade natural
  do seu aluno e
   valoriza suas
    respostas.
Age como um ser
    estimulador,
procurando tornar
seus alunos seres
 interrogadores e
 (re) construtores
dos significados.

Recomendado para você

Desenvolvimento da criança e do jovem
Desenvolvimento da criança e do jovemDesenvolvimento da criança e do jovem
Desenvolvimento da criança e do jovem

O documento discute o desenvolvimento da criança e do jovem, dividindo-o em etapas: infância intermediária (7-11 anos), pré-adolescência (11-15 anos), adolescência (15-21 anos). Cada etapa descreve aspectos físicos e comportamentais característicos e destaca a ênfase dos respectivos Ramos do Escotismo: socialização, autonomia e autoconhecimento.

Tutorial formulário google drive
Tutorial formulário google driveTutorial formulário google drive
Tutorial formulário google drive

Este documento fornece instruções passo-a-passo para criar um questionário interativo usando o Google Drive. Explica como criar o questionário, adicionar perguntas e respostas de múltipla escolha, verificar e compartilhar o questionário para coletar respostas.

Apresentação4
Apresentação4Apresentação4
Apresentação4

O documento descreve as principais etapas do desenvolvimento da criança dos 0 aos 10 anos, abordando aspectos como: - Dependência total dos cuidadores nos primeiros meses de vida; - Progressivo desenvolvimento motor, da linguagem e da autonomia; - Aquisição do controlo dos esfíncteres entre os 2 e 3 anos; - Desenvolvimento da imaginação e da criatividade entre os 3 e 5 anos; - Entrada na escola primária entre os 5 e 7 anos.

Leva o
 conhecimento, a
busca, a resposta
  e as ideias dos
seus alunos para
fora/ além da sala
      de aula.
Prepara a aula
pensando em si, ou
    nos seus.
É exemplo em todas
     as áreas =
   PROFESSOR
    ESPELHO.
O professor impõe o aprendizado,
   precisa cobrar a matéria. O
  mestre desperta a vontade de
           aprender”.
                       Içami Tiba.

Recomendado para você

Google drive - Planilhas
Google drive - PlanilhasGoogle drive - Planilhas
Google drive - Planilhas

O documento descreve o Google Drive, um serviço de armazenamento em nuvem do Google que permite fazer upload e editar arquivos online. Ele oferece 15GB gratuitos e permite compartilhamento de arquivos com diferentes níveis de permissão. O Google Drive integra-se com outros serviços do Google como Gmail e Google+.

google drivespreadsheetgoogle docs
Formulários Google - Tutorial
Formulários Google - TutorialFormulários Google - Tutorial
Formulários Google - Tutorial

O documento fornece instruções sobre como criar formulários no Google Forms, incluindo como adicionar perguntas, temas, compartilhar formulários e usar suplementos. Explica também como gerir e visualizar respostas, bem como usar suplementos da folha de cálculo para corrigir automaticamente respostas.

google formsformulários googlegoogle apps
1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte
1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte
1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte

O documento discute o desenvolvimento da criança entre 6-12 anos de idade. Nesta fase, a escola desempenha um papel central no desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial da criança. As crianças desenvolvem habilidades motoras, pensamento lógico, julgamento moral e competências sociais. Elas também começam a formar valores e identidade própria nesta idade, apesar da influência contínua dos pais.

A BOA AULA PELO BOM MESTRE.
 

•   Uma gostosa refeição: Visual provocante, cheirosa e saborosa.
•   Coloca o aluno como protagonista, propondo sua participação ativa na
    gestão do processo de aprendizagem e cooperação.
•   Produz no aluno interrogações e o induz a buscar as respostas.
•   Não se limita a simples repetição/ reprodução; não se deixa rotinizar.
•   Mexe com a imaginação dos alunos, arrebata-os do “seu estado inerte”.
•   Promove uma interdisciplinaridade com outras áreas do conhecimento (As
    Ciências).
•    
•   # FREINET: Defendia a aula extra-sala.
•   # CELESTINO: Defendia a exploração do conhecimento prévio do aluno.
•   # PIAGET: Defendia a ideia da construção do saber coletivo.
•   #     J. DEWEY: Defendia o aprendizado continuo a partir de múltiplas
    experiências.
•   # Mª MONTESSORI: O professor como grande incentivador pela busca do
    saber.
  A boa aula na prática: O uso do
  lúdico no processo de ensino e
           aprendizado.
Nas séries inicias, as crianças aprendem de formas
                      diferentes.
ENSINO FUNDAMENTAL             VER – OUVIR-PEGAR .
As séries inicias devem ter seus conteúdos trabalhados e
  relacionados a identidade e autonomia. As experiências
     para esse fim deve está voltadas a: brincar, arte,
                movimento e linguagem oral.

Recomendado para você

DIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR
DIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULARDIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR
DIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

No dia 07 de outubro 2015, às 14h30, no auditório de nossa escola, realizamos o Dia Letivo Temático, no qual o assunto foi a importância da construção da Base Nacional Comum Curricular (BNC). A Base Nacional Comum Curricular (BNC) vai deixar claro os conhecimentos essenciais aos quais todos os estudantes brasileiros têm o direito de ter acesso e se apropriar durante sua trajetória na Educação Básica, ano a ano, desde o ingresso na Creche até o final do Ensino Médio. Com ela os sistemas educacionais, as escolas e os professores terão um importante instrumento de gestão pedagógica e as famílias poderão participar e acompanhar mais de perto a vida escolar de seus filhos. A Base é uma conquista social. Sua construção é crucial para encontrarmos um entendimento nacional em torno do que é importante no processo de desenvolvimento dos estudantes brasileiros da Educação Básica. Entender seu real significado e participar da sua construção é direito e dever de todos.

ced07 escola educaçãobnc dia letivo temático
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiroOrganizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiro

O documento descreve a organização do sistema educacional brasileiro. Ele explica que existem quatro tipos de sistemas de ensino no Brasil - federal, estaduais, distrital e municipais - e define as competências de cada um. Também resume os níveis e modalidades de educação no país, como educação infantil, ensino fundamental, médio, profissional e educação de jovens e adultos.

Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte

O documento discute o desenvolvimento da criança por meio do esporte, descrevendo as fases de desenvolvimento segundo Piaget e os benefícios físicos e psicológicos da prática esportiva para crianças. No entanto, fatores como falta de apoio familiar e pressão podem levar as crianças a interromperem a participação no esporte.

A Organização da sala de aula é super
   importante no processo de ensino
  aprendizado. As salas devem estar
 decoradas de acordo com os saberes
    característicos da idade,ano e do
                segmento.
A Sala de aula deve possuir um espaço
relaxado e descontraído. As aulas devem
            ser prazerosas.
O professor pode criar sua própria historia e
 trabalhar com os alunos o seu texto através
              de encenações.
O MUNDO DE CÂMARA CASCUDO



 Viva Deus e ninguém
mais, quando Deus não
 quer, no mundo nada
        se faz!

Recomendado para você

Jogos para alfabetizar
Jogos para alfabetizarJogos para alfabetizar
Jogos para alfabetizar

Este documento fornece sugestões de jogos para alfabetizar crianças em 3 frases ou menos: 1) Vários jogos são propostos para desenvolver a consciência fonológica e relações grafofônicas, como associar figuras e palavras, formar trincas de rimas ou iniciais idênticas. 2) Os jogos também trabalham a segmentação e contagem de sílabas em palavras e a formação de novas palavras a partir de sílabas. 3) As atividades são sugeridas para serem

O lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantilO lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantil

Este documento discute a importância do lúdico na educação infantil. Ele argumenta que as atividades lúdicas como jogos, brincadeiras e histórias são essenciais para o desenvolvimento integral das crianças, ajudando-as a se comunicar, construir relações sociais e aprender. Seus objetivos são despertar o interesse das crianças por meio do lúdico e desenvolver suas habilidades sociais e interação. Exemplos de atividades lúdicas incluem brincadeiras, jogos, danças, leituras e

Palestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentaçãoPalestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentação

Higiene é importante para prevenir doenças e envolve limpeza, desinfecção e outros métodos. Uma alimentação saudável envolve nutrientes para manter o corpo. No passado, falta de higiene levou a surtos, mas hoje é essencial, especialmente com alimentos.

• Quando uma criança brinca,
  ou mesmo o adulto, inventa
   o mundo para si mesma,
   descobre uma realidade,
  experimenta novas formas,
        novos papéis.
• Os temas devem estar de acordo com
  interesses genuínos da idade, como
  afazeres cotidianos, bichos e etc.
•   Não escolarizar a tarefa e esperar algum resultado da parte das crianças.
                            CONHECIMENTO PRÉVIO
•   Por tanto, nada de questionários.
•   O melhor é bater papo e trocar impressões sem compromissos.
• As atividades físicas dão as crianças experiências de
 prazer muito mais intensas do que o brinquedo. Por isso
         não confundam, lúdico não é brinquedo.

Recomendado para você

Psicologia função simbólica e desenvolvimento da linguagem
Psicologia  função simbólica e desenvolvimento da linguagemPsicologia  função simbólica e desenvolvimento da linguagem
Psicologia função simbólica e desenvolvimento da linguagem

O documento discute a função simbólica e o desenvolvimento da linguagem na criança. Explica que a capacidade simbólica permite que a mente represente a realidade através de símbolos, mesmo na ausência dos objetos reais. Discute que a aquisição da linguagem depende do amadurecimento visual e da representação simbólica. Também descreve que a linguagem é essencial para o pensamento humano, permitindo a comunicação e a consciência reflexiva.

Motivação em sala de aula
Motivação em sala de aulaMotivação em sala de aula
Motivação em sala de aula

O documento discute estratégias para motivar alunos em sala de aula, incluindo atender às suas necessidades básicas, centrar o ensino no aluno, estimular a motivação intrínseca, criar um ambiente agradável, valorizar as contribuições dos alunos e estabelecer metas individuais. Também fornece dicas como mostrar a aplicação prática do conteúdo e despertar a curiosidade dos alunos.

07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf
07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf
07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf

O documento discute a importância do brincar na educação infantil, definindo o lúdico como inerente à infância e meio de aprendizagem. Aponta que brincar contribui para o desenvolvimento cognitivo, social e emocional das crianças.

O prazer de aprender através do lúdico não
     é uma característica definidora do
                brinquedo.
O prazer derivado do brinquedo na idade
   escolar é controlado por motivações
                diferentes.
Nas brincadeiras de fabricação a criança aprende e
     se diverte com o juntar, combinar, modificar,
           transformar e criar novos objetos.
As brincadeiras funcionais podem ser
movimentos muito simples, como: encolher os
 braços ou as pernas, agitar os dedos, tocar
   objetos, produzir ruídos ou sons e etc.

Recomendado para você

Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil

1. O relatório descreve um estágio na educação infantil aplicando o projeto "Brinquedos e Brincadeiras". 2. O estágio ajudou a entender a importância do papel do professor e que teoria e prática devem caminhar juntas. 3. As atividades propostas contribuíram para o desenvolvimento das crianças nos aspectos físico, psicológico, intelectual e social.

Elizangela kenia erika
Elizangela kenia erikaElizangela kenia erika
Elizangela kenia erika

O documento discute a importância do brincar e dos brinquedos no desenvolvimento de crianças na educação infantil. Ele destaca que o brincar ajuda no desenvolvimento físico, social, cultural, afetivo e cognitivo das crianças, mas que as escolas nem sempre dão o devido valor a esses elementos. A pesquisa objetiva analisar a importância dada por escolas ao brincar e como professores podem utilizar brincadeiras como ferramenta pedagógica.

Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3

O documento discute a importância de atividades lúdicas como jogos e brincadeiras no processo de ensino-aprendizagem. Ele ressalta que atividades lúdicas desenvolvem habilidades intelectuais em crianças e devem fazer parte do cotidiano escolar. Além disso, destaca o papel fundamental do professor em mediar as atividades lúdicas e direcioná-las para o aprendizado dos objetivos educacionais.

Nas brincadeiras de Aquisição a criança
percebe, compreende e aprende através do
            olhar e do ouvir.
•    As atividades lúdicas é muito mais do que sentar com as crianças e realizar
    atividades com o brincado.
•    Todas as atividades realizadas que MEXAM fisicamente e mentalmente são
    consideradas lúdicas.
•     Se brincar faz parte da infância e é promotor de desenvolvimento e da
    aprendizagem, então: brincadeira, jogos e os brinquedos são ferramentas
    indispensáveis ao professor.
O PODEROSO CHEFÃO
                           A PROFECIA.




  A VIDA É BELA.    ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ
O GLADIADOR.                    O ARTISTA




O SILÊNCIO DOS INOCENTES.
                            A LISTA DE SCHINDLER.

Recomendado para você

Curso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e LetramentoCurso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e Letramento

1) O documento discute as possibilidades do lúdico na educação e como as atividades lúdicas podem ser usadas como recursos pedagógicos. 2) É destacado que através do brincar a criança aprende, se desenvolve e constrói o mundo ao seu redor. 3) O documento defende que jogos e brincadeiras devem ter um papel mais reconhecido na escola por seu valor pedagógico no desenvolvimento das crianças.

Berçário simone helen drumond
Berçário simone helen  drumondBerçário simone helen  drumond
Berçário simone helen drumond

O documento apresenta um plano de curso anual para a Educação Infantil, com foco no Berçário. Ele descreve os objetivos da Educação Infantil, como estimular o desenvolvimento das crianças. O currículo é organizado em atividades de comunicação, expressão, matemática e meio ambiente. O documento fornece orientações para as professoras planejarem as ações didáticas de acordo com cada faixa etária respeitando o desenvolvimento das crianças.

berrio e maternal
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)

1. O documento discute um método de alfabetização desenvolvido por uma professora que ensina crianças a ler e escrever por meio de brincadeiras e atividades lúdicas. 2. O método utiliza técnicas silábicas associadas ao método fônico e atividades como cantigas, jogos e um urso de pelúcia chamado Pipo que visita as casas dos alunos. 3. Os resultados têm sido benéficos, com as crianças aprendendo de forma prazerosa e um aluno tendo

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
“Ensinar não é
transmitir
conhecimento,
mas criar
possibilidades para
a sua produção ou
a sua construção”.
Paulo Freire.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto parque na Escola
Projeto parque na EscolaProjeto parque na Escola
Projeto parque na Escola
escolamuller
 
Atividades para educação infantil
Atividades para educação infantilAtividades para educação infantil
Atividades para educação infantil
Raphaella Bitencourt
 
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do OntemBrinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
Profrochedo
 
Planejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPlanejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantil
Paula Spadoni
 
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2  projeto ludico simone helen drumondOtpei 2  projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
paulocosta
 
Unidade 4 - PNAIC - Ludicidade
Unidade 4 - PNAIC - LudicidadeUnidade 4 - PNAIC - Ludicidade
Unidade 4 - PNAIC - Ludicidade
Elaine Cruz
 
Projeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criançaProjeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criança
danizinha_blog
 
O jogo e_a_aprendizagem
O jogo e_a_aprendizagemO jogo e_a_aprendizagem
O jogo e_a_aprendizagem
oficinadeaprendizagemace
 
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Helena de Brum
 
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escolaResgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Maria Vanderlan Rahal
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
Aline_Lune
 
Projeto brincando no intervalo
Projeto brincando no intervaloProjeto brincando no intervalo
Projeto brincando no intervalo
Eduardo Sousa Silva
 
Ludicidade nos espaços/tempos escolares
Ludicidade nos espaços/tempos escolaresLudicidade nos espaços/tempos escolares
Ludicidade nos espaços/tempos escolares
Daniela Menezes
 
Projeto anual jogos e brincadeiras
Projeto anual jogos e brincadeirasProjeto anual jogos e brincadeiras
Projeto anual jogos e brincadeiras
Shirley Costa
 
P curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletasP curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletas
Maria de lurdes valentim gerardo
 
A importância do jogo no desenvolvimento da criança
A importância do jogo no desenvolvimento da criançaA importância do jogo no desenvolvimento da criança
A importância do jogo no desenvolvimento da criança
Simônica Salgado
 
Proposta do berçário educação infantil
Proposta do berçário   educação infantilProposta do berçário   educação infantil
Proposta do berçário educação infantil
Rosemary Batista
 
Ações da emei ovídio decroly em 2012
Ações da emei ovídio decroly em 2012Ações da emei ovídio decroly em 2012
Ações da emei ovídio decroly em 2012
Solange Das Graças Seno
 
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outroraProjeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora
Edinolia
 

Mais procurados (20)

Projeto parque na Escola
Projeto parque na EscolaProjeto parque na Escola
Projeto parque na Escola
 
Atividades para educação infantil
Atividades para educação infantilAtividades para educação infantil
Atividades para educação infantil
 
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do OntemBrinquedos e Brincadeiras do Ontem
Brinquedos e Brincadeiras do Ontem
 
Planejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantilPlanejamento na educação infantil
Planejamento na educação infantil
 
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2  projeto ludico simone helen drumondOtpei 2  projeto ludico simone helen drumond
Otpei 2 projeto ludico simone helen drumond
 
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
 
Unidade 4 - PNAIC - Ludicidade
Unidade 4 - PNAIC - LudicidadeUnidade 4 - PNAIC - Ludicidade
Unidade 4 - PNAIC - Ludicidade
 
Projeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criançaProjeto brincadeira de criança
Projeto brincadeira de criança
 
O jogo e_a_aprendizagem
O jogo e_a_aprendizagemO jogo e_a_aprendizagem
O jogo e_a_aprendizagem
 
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
Portfólio de atividades da Helena - 1º semestre de 2013
 
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escolaResgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
 
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRASPLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
PLANO DE AULA-JOGOS,BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
 
Projeto brincando no intervalo
Projeto brincando no intervaloProjeto brincando no intervalo
Projeto brincando no intervalo
 
Ludicidade nos espaços/tempos escolares
Ludicidade nos espaços/tempos escolaresLudicidade nos espaços/tempos escolares
Ludicidade nos espaços/tempos escolares
 
Projeto anual jogos e brincadeiras
Projeto anual jogos e brincadeirasProjeto anual jogos e brincadeiras
Projeto anual jogos e brincadeiras
 
P curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletasP curricular dos 2 anos borboletas
P curricular dos 2 anos borboletas
 
A importância do jogo no desenvolvimento da criança
A importância do jogo no desenvolvimento da criançaA importância do jogo no desenvolvimento da criança
A importância do jogo no desenvolvimento da criança
 
Proposta do berçário educação infantil
Proposta do berçário   educação infantilProposta do berçário   educação infantil
Proposta do berçário educação infantil
 
Ações da emei ovídio decroly em 2012
Ações da emei ovídio decroly em 2012Ações da emei ovídio decroly em 2012
Ações da emei ovídio decroly em 2012
 
Projeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outroraProjeto brincadeiras de outrora
Projeto brincadeiras de outrora
 

Destaque

O uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantilO uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantil
Capacitações Pedagógicas
 
A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...
A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...
A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...
Ilydio Pereira de Sa
 
Tutorial planilhas de avaliação 2014
Tutorial planilhas de avaliação 2014Tutorial planilhas de avaliação 2014
Tutorial planilhas de avaliação 2014
Catilcia Prass Lange
 
Exposição oral guião para leitura de cartoons
Exposição oral   guião para leitura de cartoonsExposição oral   guião para leitura de cartoons
Exposição oral guião para leitura de cartoons
quintaldasletras
 
Módulo 5 - Utilizando o Google Drive
Módulo 5 - Utilizando o Google DriveMódulo 5 - Utilizando o Google Drive
Módulo 5 - Utilizando o Google Drive
jaquecgsouza
 
Tutorial Google Drive
Tutorial Google DriveTutorial Google Drive
Tutorial Google Drive
jaquecgsouza
 
Presentación google drive
Presentación google drivePresentación google drive
Presentación google drive
alumnespdv
 
Desenvolvimento da criança e do jovem
Desenvolvimento da criança e do jovemDesenvolvimento da criança e do jovem
Desenvolvimento da criança e do jovem
Nilton Freire
 
Tutorial formulário google drive
Tutorial formulário google driveTutorial formulário google drive
Tutorial formulário google drive
Alcina Correia
 
Apresentação4
Apresentação4Apresentação4
Apresentação4
Bruno Gomes
 
Google drive - Planilhas
Google drive - PlanilhasGoogle drive - Planilhas
Google drive - Planilhas
Andrei Carniel
 
Formulários Google - Tutorial
Formulários Google - TutorialFormulários Google - Tutorial
Formulários Google - Tutorial
Carlos Pinheiro
 
1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte
1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte
1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte
Pelo Siro
 
DIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR
DIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULARDIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR
DIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR
Viviane Calasans
 
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiroOrganizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
rodrigoviecheneski28
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Mundus Esportivus
 
Jogos para alfabetizar
Jogos para alfabetizarJogos para alfabetizar
Jogos para alfabetizar
Proalfacabofrio
 
O lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantilO lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantil
lucileabergamaschiflegler
 
Palestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentaçãoPalestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentação
Prefeitura de São Paulo
 
Psicologia função simbólica e desenvolvimento da linguagem
Psicologia  função simbólica e desenvolvimento da linguagemPsicologia  função simbólica e desenvolvimento da linguagem
Psicologia função simbólica e desenvolvimento da linguagem
psicomania
 

Destaque (20)

O uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantilO uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantil
 
A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...
A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...
A matemática nas séries iniciais do ensino fundamental: reflexões teóricas e ...
 
Tutorial planilhas de avaliação 2014
Tutorial planilhas de avaliação 2014Tutorial planilhas de avaliação 2014
Tutorial planilhas de avaliação 2014
 
Exposição oral guião para leitura de cartoons
Exposição oral   guião para leitura de cartoonsExposição oral   guião para leitura de cartoons
Exposição oral guião para leitura de cartoons
 
Módulo 5 - Utilizando o Google Drive
Módulo 5 - Utilizando o Google DriveMódulo 5 - Utilizando o Google Drive
Módulo 5 - Utilizando o Google Drive
 
Tutorial Google Drive
Tutorial Google DriveTutorial Google Drive
Tutorial Google Drive
 
Presentación google drive
Presentación google drivePresentación google drive
Presentación google drive
 
Desenvolvimento da criança e do jovem
Desenvolvimento da criança e do jovemDesenvolvimento da criança e do jovem
Desenvolvimento da criança e do jovem
 
Tutorial formulário google drive
Tutorial formulário google driveTutorial formulário google drive
Tutorial formulário google drive
 
Apresentação4
Apresentação4Apresentação4
Apresentação4
 
Google drive - Planilhas
Google drive - PlanilhasGoogle drive - Planilhas
Google drive - Planilhas
 
Formulários Google - Tutorial
Formulários Google - TutorialFormulários Google - Tutorial
Formulários Google - Tutorial
 
1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte
1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte
1191714852 1831.auxiliares power_point_apresentacao_2a_paerte
 
DIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR
DIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULARDIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR
DIA LETIVO TEMÁTICO - BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR
 
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiroOrganizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
 
Jogos para alfabetizar
Jogos para alfabetizarJogos para alfabetizar
Jogos para alfabetizar
 
O lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantilO lúdico na educação infantil
O lúdico na educação infantil
 
Palestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentaçãoPalestra higiene e alimentação
Palestra higiene e alimentação
 
Psicologia função simbólica e desenvolvimento da linguagem
Psicologia  função simbólica e desenvolvimento da linguagemPsicologia  função simbólica e desenvolvimento da linguagem
Psicologia função simbólica e desenvolvimento da linguagem
 

Semelhante a A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e aprendizado para as séries iniciais

Motivação em sala de aula
Motivação em sala de aulaMotivação em sala de aula
Motivação em sala de aula
Roselene Rocha
 
07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf
07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf
07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf
AlinePereira959821
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil
filicianunes
 
Elizangela kenia erika
Elizangela kenia erikaElizangela kenia erika
Elizangela kenia erika
Fernando Pissuto
 
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Bete Feliciano
 
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e LetramentoCurso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
alfaletra
 
Berçário simone helen drumond
Berçário simone helen  drumondBerçário simone helen  drumond
Berçário simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Aline free
 
Apostilha para estudo de seminario
Apostilha para estudo de seminarioApostilha para estudo de seminario
Apostilha para estudo de seminario
patricia vieira
 
O que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinarO que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinar
gracabt2011
 
Pedagoga
PedagogaPedagoga
Pedagoga
ALDOPRATA
 
Escola Brincadeira & InfâNcia
Escola Brincadeira & InfâNciaEscola Brincadeira & InfâNcia
Escola Brincadeira & InfâNcia
REGINALDO K. FARIA
 
Projeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestreProjeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestre
Kleriton Franklin
 
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014 Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
Kleriton Franklin
 
Apresenta..
Apresenta..Apresenta..
Apresenta..
Sussy De La Lumier
 
Professor x Educador
Professor x EducadorProfessor x Educador
Professor x Educador
Agâta Dourado
 
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
paulocosta
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
Rosinara Azeredo
 
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara   o jogo em avaliaçãoHoffmann, jussara   o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Diego Garcia
 
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara   o jogo em avaliaçãoHoffmann, jussara   o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
marcaocampos
 

Semelhante a A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e aprendizado para as séries iniciais (20)

Motivação em sala de aula
Motivação em sala de aulaMotivação em sala de aula
Motivação em sala de aula
 
07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf
07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf
07 A importância do Lúdico na Educação Infantil.pdf
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil
 
Elizangela kenia erika
Elizangela kenia erikaElizangela kenia erika
Elizangela kenia erika
 
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
 
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e LetramentoCurso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
 
Berçário simone helen drumond
Berçário simone helen  drumondBerçário simone helen  drumond
Berçário simone helen drumond
 
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
Trabalho grupo artes na abnt mandar (1)
 
Apostilha para estudo de seminario
Apostilha para estudo de seminarioApostilha para estudo de seminario
Apostilha para estudo de seminario
 
O que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinarO que a creche pode ensinar
O que a creche pode ensinar
 
Pedagoga
PedagogaPedagoga
Pedagoga
 
Escola Brincadeira & InfâNcia
Escola Brincadeira & InfâNciaEscola Brincadeira & InfâNcia
Escola Brincadeira & InfâNcia
 
Projeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestreProjeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestre
 
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014 Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
Projeto pibid ieeoa 1ºsem2014
 
Apresenta..
Apresenta..Apresenta..
Apresenta..
 
Professor x Educador
Professor x EducadorProfessor x Educador
Professor x Educador
 
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
8134267 a-brincadeira-e-o-jogo-na-educacao-infantil
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara   o jogo em avaliaçãoHoffmann, jussara   o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
 
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara   o jogo em avaliaçãoHoffmann, jussara   o jogo em avaliação
Hoffmann, jussara o jogo em avaliação
 

Último

escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 

A escola que ensina: A prática dos novos saberes no processo de ensino e aprendizado para as séries iniciais

  • 1. A ESCOLA QUE ENSINA: A PRÁTICA DOS NOVOS SABERES NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZADO PARA AS SÉRIES INICIAIS.  
  • 2. Apresentação Pessoal. Apresentação do Cronograma: - Tempestade de Ideias. - Desenvolvimento do tema.
  • 4. Quais as dificuldades enfrentadas em sala de aula que comprometem o processo de ensino e aprendizado?
  • 5. Que fazer ou qual os métodos que podem facilitar no processo de ensino e aprendizado?
  • 6. A ESCOLA DE ONTEM
  • 7. Há 30 anos: o professor era o centro do processo de ensino.
  • 8. Alunos apenas como meros receptores de saberes.
  • 9. O excelente professor era o que mais sabia.
  • 10. A APRENDIZAGEM ERA UMA RESPONSABILIDADE DO ALUNO.
  • 11. A ESCOLA DE ONTEM O lúdico é visto como uma infração às disciplinas ou às tarefas que são necessárias para a prática da existência de todo homem.
  • 13. A ESCOLA DE HOJE
  • 15. Professores como reprodutores de informações = PROFESSORES CD/DVD.
  • 16. Falta de interesse dos alunos.
  • 17. Falta de apoio e participação da família.
  • 18. Falta de interesse dos professores.
  • 19. A ESCOLA QUE QUEREMOS
  • 20. Parceira do professor em sua formação.
  • 21. A produção e construção de uma escola ocorrem por meios de ações coletivas
  • 22. O professor como um técnico de futebol.
  • 23. Espaço de socialização e construção do saber.
  • 24. A escola e o professor como orientadores do aprendizado.
  • 25. OS TIPOS DE PROFESSORES. REATIVO: Forma suas expectativas a partir do comportamento dos alunos; é sensível as mudanças; mas nada faz para compensar as diferenças iniciais.
  • 26. PROATIVO: Forma expectativas; é sensível aos comportamentos; suas interações são conduzidas pelos objetivos educacionais, a fim de compensar as diferenças iniciais entre os estudantes e favorecer o crescimento dos alunos mais fracos
  • 27. SUPER-REATIVO: Produz “profecias” auto- realizadoras; expectativas menos acuradas; interação conduzida pelas suas expectativas; comportamento menos afetivo; ignora as mudanças positivas dos alunos e diminui as oportunidades de aprendizagem dos alunos mais fracos.
  • 28. Não seja um professor, seja um mestre.
  • 29. É atualizado, competente, ético e integrado relacionalmente.
  • 30. É aquele que a partir de episódios práticos e cotidianos dos alunos, conseguem introduzir os conhecimentos teóricos.
  • 31. Desperta no aluno o desejo de aprender pelo prazer de saber.
  • 32. Adapta-se as características dos alunos com a finalidade de estabelecer um bom relacionamento para o aprendizado.
  • 33. Valoriza a autonomia do educando e aplaude as suas iniciativas pessoais.
  • 34. Reconhece as diferenças entre seus alunos, por tanto aprendem de forma autônoma.
  • 35. Valoriza a curiosidade natural do seu aluno e valoriza suas respostas.
  • 36. Age como um ser estimulador, procurando tornar seus alunos seres interrogadores e (re) construtores dos significados.
  • 37. Leva o conhecimento, a busca, a resposta e as ideias dos seus alunos para fora/ além da sala de aula.
  • 38. Prepara a aula pensando em si, ou nos seus.
  • 39. É exemplo em todas as áreas = PROFESSOR ESPELHO.
  • 40. O professor impõe o aprendizado, precisa cobrar a matéria. O mestre desperta a vontade de aprender”. Içami Tiba.
  • 41. A BOA AULA PELO BOM MESTRE.   • Uma gostosa refeição: Visual provocante, cheirosa e saborosa. • Coloca o aluno como protagonista, propondo sua participação ativa na gestão do processo de aprendizagem e cooperação. • Produz no aluno interrogações e o induz a buscar as respostas. • Não se limita a simples repetição/ reprodução; não se deixa rotinizar. • Mexe com a imaginação dos alunos, arrebata-os do “seu estado inerte”. • Promove uma interdisciplinaridade com outras áreas do conhecimento (As Ciências). •   • # FREINET: Defendia a aula extra-sala. • # CELESTINO: Defendia a exploração do conhecimento prévio do aluno. • # PIAGET: Defendia a ideia da construção do saber coletivo. • # J. DEWEY: Defendia o aprendizado continuo a partir de múltiplas experiências. • # Mª MONTESSORI: O professor como grande incentivador pela busca do saber.
  • 42.   A boa aula na prática: O uso do lúdico no processo de ensino e aprendizado.
  • 43. Nas séries inicias, as crianças aprendem de formas diferentes. ENSINO FUNDAMENTAL VER – OUVIR-PEGAR .
  • 44. As séries inicias devem ter seus conteúdos trabalhados e relacionados a identidade e autonomia. As experiências para esse fim deve está voltadas a: brincar, arte, movimento e linguagem oral.
  • 45. A Organização da sala de aula é super importante no processo de ensino aprendizado. As salas devem estar decoradas de acordo com os saberes característicos da idade,ano e do segmento.
  • 46. A Sala de aula deve possuir um espaço relaxado e descontraído. As aulas devem ser prazerosas.
  • 47. O professor pode criar sua própria historia e trabalhar com os alunos o seu texto através de encenações.
  • 48. O MUNDO DE CÂMARA CASCUDO Viva Deus e ninguém mais, quando Deus não quer, no mundo nada se faz!
  • 49. • Quando uma criança brinca, ou mesmo o adulto, inventa o mundo para si mesma, descobre uma realidade, experimenta novas formas, novos papéis.
  • 50. • Os temas devem estar de acordo com interesses genuínos da idade, como afazeres cotidianos, bichos e etc.
  • 51. Não escolarizar a tarefa e esperar algum resultado da parte das crianças. CONHECIMENTO PRÉVIO • Por tanto, nada de questionários. • O melhor é bater papo e trocar impressões sem compromissos.
  • 52. • As atividades físicas dão as crianças experiências de prazer muito mais intensas do que o brinquedo. Por isso não confundam, lúdico não é brinquedo.
  • 53. O prazer de aprender através do lúdico não é uma característica definidora do brinquedo.
  • 54. O prazer derivado do brinquedo na idade escolar é controlado por motivações diferentes.
  • 55. Nas brincadeiras de fabricação a criança aprende e se diverte com o juntar, combinar, modificar, transformar e criar novos objetos.
  • 56. As brincadeiras funcionais podem ser movimentos muito simples, como: encolher os braços ou as pernas, agitar os dedos, tocar objetos, produzir ruídos ou sons e etc.
  • 57. Nas brincadeiras de Aquisição a criança percebe, compreende e aprende através do olhar e do ouvir.
  • 58. As atividades lúdicas é muito mais do que sentar com as crianças e realizar atividades com o brincado. • Todas as atividades realizadas que MEXAM fisicamente e mentalmente são consideradas lúdicas. • Se brincar faz parte da infância e é promotor de desenvolvimento e da aprendizagem, então: brincadeira, jogos e os brinquedos são ferramentas indispensáveis ao professor.
  • 59. O PODEROSO CHEFÃO A PROFECIA. A VIDA É BELA. ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ
  • 60. O GLADIADOR. O ARTISTA O SILÊNCIO DOS INOCENTES. A LISTA DE SCHINDLER.
  • 62. “Ensinar não é transmitir conhecimento, mas criar possibilidades para a sua produção ou a sua construção”. Paulo Freire.