Justificação Estado

793 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
793
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
402
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Justificação Estado

  1. 1. Justificação do poder do estado. Filmer, Hobbes, Locke, RousseauTrabalho realizado por Tiago Dias nº 27 do 10ºE para a disciplina de filosofia, no ano letivo de 2011/2012, sob orientação da professora Luísa Valente
  2. 2. O estadoESTADO: entidadepolítica que organizaa vida social,formada por: Um território Uma populaçã o Um governo co m poder para estabelecer leis e usar a força
  3. 3. Sir Robert Filmer (1588-1653)
  4. 4. “Patriarca” ou “o poder natural dos Reis” Parecidos? Talvez… sim  Justificação bíblica  Poder absoluto sobre tudo  Chefe família, patriarca
  5. 5. Contratualistas O homem acorrenta-se torna-se livre
  6. 6. Thommas Hobbes of Malmesbury (1588-1679) 1642- 48 NÃO
  7. 7. Estado natural É natural, mas Contudo? Único poder natural Não! = Não A capacidade existe de ameaçar é entre igual adultos Poder =
  8. 8. Porque é que se ameaçam?/ Porque é quee.natureza=e.guerra Compete violentamente pelos 1 recursos, para garantir as necessidades Direitos ilimitados Tem medo dos outros e tenta 2 eliminar a sua concorrência Procura glória para se sentir melhor e proteger Cada 1 é 3 juiz moral
  9. 9. O contrato Restrição Menos o de dos defesa direitos contra -.- ataque à vida (Preferível) • Único juíz moral Estado de guerra = • Hereditário e natural vitalício • Absoluto • ilimitado Contrário ao egoísmo
  10. 10. O leviatã"Non est potestas Super Terramquae Comparetur” - Não existepoder na terra que se compare aoseu
  11. 11. John Locke (1632-1704) Empiricista Exilado Estado natural durante o R. de Carlos II 1690- ano da gloriosa revolução
  12. 12. Estado natural  Benevolente Existe consciência das leis naturais = Direitos naturais Liberdade perfeita, igualdade Mistura do expansão trabalho oriental dos com EUA prop.comu m (limitada)
  13. 13. Inconvenientes  Inexistência de leisConflito legitimadas/reconhecidas (refletem lei s  natural) Inexistência de autoridade imparcialpropried ade  Falta de poder para as executar O contrato Atentado à lei natural
  14. 14. Pacto social  Criar leis reconhecíveis (refletem e. nat.)  Arbitrar disputas  Proteger vida, propriedade e liberdade  Estado limitado pelo contrato Sancionável
  15. 15. Jean Jacques Rosseau (1712-1778)
  16. 16. Estado natural “Falavam do homem selvagem e pintavam o civil” Mulher Individual Amor de si Nutrição /simples Repous Piedade o =? ? Razão não desenvolvida Perfetibilidade Liberdade
  17. 17. Passagem do e.natural para o e.social Coincidência s"A maioria dos nossos males é obra nossa e evitarmo-los-íamos, quasetodos, conservando uma forma de viver simples, uniforme e solitária que nosera prescrita pela natureza" Contrato organizado pelos mais fortes, pseudo-defensor dos mais fracos
  18. 18. Novo contrato social - Vontade geral, presságio Rawlsiano “O homem nasceu livre, mas em todo o lado está acorrentado” Renuncia à Vontade vontade que privada e São promova o não é somadas bem influenciado comum único corpo Vontade geral políticoO soberano tem de promover o bem público definido através da vontade geral
  19. 19. Bibliografia http://www.iep.utm.edu/ Discurso sobre a desigualdade, Jean Jacques Rosseau

×