SlideShare uma empresa Scribd logo

Trabalho: Famílias e violência

1 de 34
Trabalho realizado por:
Ana Monteiro nº1
Helena Bogas nº4
João Carvalho nº6
Trabalho: Famílias e violência
A família é uma instituição social que esta
sujeita a evolução das sociedades, para além
de reflectir e contribuir também para essa
evolução.
Família nuclear é um pequeno grupo composto
por dois adultos e um ou mais filhos,
biológicos ou adoptados, em regime de
economia comum.
Família extensa é quando se juntam à família
nuclear mais parentes com quem se mantém
um relacionamento significativo.
Trabalho: Famílias e violência
Família monoparental é quando a geração dos
pais está apenas representada por um único
elemento. Isto pode ocorrer por vários motivos,
ou porque um dos progenitores abandona o lar e
o outro não volta a casar, ou porque a mãe
solteira fica com o(s) filho (s), ou adopta uma
criança.
Família reconstruída é uma família composta por
um casal adulto, onde um deles tem filhos de um
casamento anterior. A estrutura dessas famílias
é muito complexa porque existem laços

Recomendados

Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência domésticamluisavalente
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência domésticaAna Helena
 
Violencia doméstica
Violencia domésticaViolencia doméstica
Violencia domésticabela610
 
Violência na família
Violência na famíliaViolência na família
Violência na famíliataniaxenxo
 
Trabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência domésticaTrabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência domésticamluisavalente
 
Violencia Domestica Marina Ana Filipa
Violencia Domestica Marina Ana FilipaViolencia Domestica Marina Ana Filipa
Violencia Domestica Marina Ana Filipaaritovi
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Violencia domestica
Violencia domesticaViolencia domestica
Violencia domestica
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 
Violencia domestica 2012
Violencia domestica 2012 Violencia domestica 2012
Violencia domestica 2012
 
Violencia Conjugal - Formação
Violencia Conjugal - FormaçãoViolencia Conjugal - Formação
Violencia Conjugal - Formação
 
Apresentação1 cópia
Apresentação1   cópiaApresentação1   cópia
Apresentação1 cópia
 
Violência doméstica
Violência doméstica   Violência doméstica
Violência doméstica
 
Palestra violência contra mulher 07 03 2012
Palestra violência contra mulher 07 03 2012Palestra violência contra mulher 07 03 2012
Palestra violência contra mulher 07 03 2012
 
Violência Doméstica
Violência DomésticaViolência Doméstica
Violência Doméstica
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 
Violência domestica
Violência domesticaViolência domestica
Violência domestica
 
Violência Doméstica.
Violência Doméstica.Violência Doméstica.
Violência Doméstica.
 
Violencia domestica
Violencia domesticaViolencia domestica
Violencia domestica
 
Diga não a violência!
Diga não a violência!Diga não a violência!
Diga não a violência!
 
Pesquisa - Tipos de Violência
Pesquisa - Tipos de ViolênciaPesquisa - Tipos de Violência
Pesquisa - Tipos de Violência
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 
A ViolêNcia Humana
A ViolêNcia HumanaA ViolêNcia Humana
A ViolêNcia Humana
 
Violência domestica
Violência domesticaViolência domestica
Violência domestica
 
Violência doméstica seminário lei maria da penha
Violência doméstica seminário lei maria da penhaViolência doméstica seminário lei maria da penha
Violência doméstica seminário lei maria da penha
 
Violência Intra familiar.
Violência Intra familiar.Violência Intra familiar.
Violência Intra familiar.
 
A violência no brasil
A violência no brasilA violência no brasil
A violência no brasil
 

Destaque

Violencia domestica - função familia
Violencia domestica - função familiaViolencia domestica - função familia
Violencia domestica - função familiamluisavalente
 
Violencia domestica 3
Violencia domestica 3Violencia domestica 3
Violencia domestica 3mluisavalente
 
F 2007 ficha de trabalho módulo inicial
F 2007 ficha de trabalho   módulo inicialF 2007 ficha de trabalho   módulo inicial
F 2007 ficha de trabalho módulo inicialmluisavalente
 
F 2007 ficha de trabalho módulo ii - a acção humana e os valores
F 2007 ficha de trabalho  módulo ii -  a acção humana e os valoresF 2007 ficha de trabalho  módulo ii -  a acção humana e os valores
F 2007 ficha de trabalho módulo ii - a acção humana e os valoresmluisavalente
 
Ficha trab. 10º ano
Ficha trab. 10º anoFicha trab. 10º ano
Ficha trab. 10º anomluisavalente
 
Síntese as questões filosóficas
Síntese as questões filosóficasSíntese as questões filosóficas
Síntese as questões filosóficasmluisavalente
 
Fichas de trabalho 10º ano
Fichas de trabalho 10º anoFichas de trabalho 10º ano
Fichas de trabalho 10º anomluisavalente
 
T 2002 teste de avaliação
T 2002 teste de avaliaçãoT 2002 teste de avaliação
T 2002 teste de avaliaçãomluisavalente
 
T 2003 teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
T 2003   teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científicoT 2003   teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
T 2003 teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científicomluisavalente
 
Fil pensamento e ling
Fil   pensamento e lingFil   pensamento e ling
Fil pensamento e lingmluisavalente
 
Ficha de trab + correção descartes
Ficha de trab + correção   descartesFicha de trab + correção   descartes
Ficha de trab + correção descartesmluisavalente
 
Objectividade científica e racionalidade científica
Objectividade científica e racionalidade científicaObjectividade científica e racionalidade científica
Objectividade científica e racionalidade científicaAMLDRP
 
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...Helena Serrão
 
A natureza dos valores
A natureza dos valoresA natureza dos valores
A natureza dos valoresPaulo Gomes
 

Destaque (19)

Violencia domestica - função familia
Violencia domestica - função familiaViolencia domestica - função familia
Violencia domestica - função familia
 
Violencia domestica 3
Violencia domestica 3Violencia domestica 3
Violencia domestica 3
 
F 2007 ficha de trabalho módulo inicial
F 2007 ficha de trabalho   módulo inicialF 2007 ficha de trabalho   módulo inicial
F 2007 ficha de trabalho módulo inicial
 
F 2007 ficha de trabalho módulo ii - a acção humana e os valores
F 2007 ficha de trabalho  módulo ii -  a acção humana e os valoresF 2007 ficha de trabalho  módulo ii -  a acção humana e os valores
F 2007 ficha de trabalho módulo ii - a acção humana e os valores
 
Ficha trab. 10º ano
Ficha trab. 10º anoFicha trab. 10º ano
Ficha trab. 10º ano
 
Síntese as questões filosóficas
Síntese as questões filosóficasSíntese as questões filosóficas
Síntese as questões filosóficas
 
Fichas de trabalho 10º ano
Fichas de trabalho 10º anoFichas de trabalho 10º ano
Fichas de trabalho 10º ano
 
T 2004
T 2004T 2004
T 2004
 
T 2002 teste de avaliação
T 2002 teste de avaliaçãoT 2002 teste de avaliação
T 2002 teste de avaliação
 
T 2003 teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
T 2003   teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científicoT 2003   teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
T 2003 teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
 
Teste 10º ano
Teste 10º anoTeste 10º ano
Teste 10º ano
 
Fil pensamento e ling
Fil   pensamento e lingFil   pensamento e ling
Fil pensamento e ling
 
Ft 11º arg
Ft   11º argFt   11º arg
Ft 11º arg
 
Intermedio
IntermedioIntermedio
Intermedio
 
Ficha de trab + correção descartes
Ficha de trab + correção   descartesFicha de trab + correção   descartes
Ficha de trab + correção descartes
 
Objectividade científica e racionalidade científica
Objectividade científica e racionalidade científicaObjectividade científica e racionalidade científica
Objectividade científica e racionalidade científica
 
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
Como Descartes ultrapassao cepticismo 120217104847-phpapp02-130130123609-phpa...
 
Os valores
Os valoresOs valores
Os valores
 
A natureza dos valores
A natureza dos valoresA natureza dos valores
A natureza dos valores
 

Semelhante a Trabalho: Famílias e violência

Estrutura Familiar e Violência Domestica
Estrutura Familiar e Violência DomesticaEstrutura Familiar e Violência Domestica
Estrutura Familiar e Violência DomesticaSamira_Ramos
 
Violência e Alcoolismo na Sociedade
Violência e Alcoolismo na SociedadeViolência e Alcoolismo na Sociedade
Violência e Alcoolismo na SociedadeDouglas Lima
 
T72 rafael freire_violencia_domestica_v6
T72 rafael freire_violencia_domestica_v6T72 rafael freire_violencia_domestica_v6
T72 rafael freire_violencia_domestica_v6RafaelFreire51
 
Aula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasAula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasDiego Alvarez
 
Trabalho de geografia parte 1 violencia domestica
Trabalho de geografia parte 1 violencia domesticaTrabalho de geografia parte 1 violencia domestica
Trabalho de geografia parte 1 violencia domesticaFelipe Feliciano
 
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e AdolescentesProstituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e AdolescentesSousaLeitee
 
Família nos dias de hoje
Família nos dias de hojeFamília nos dias de hoje
Família nos dias de hojemike wasofsky
 
T72 rafael freire_violenciadomestica_v6
T72 rafael freire_violenciadomestica_v6T72 rafael freire_violenciadomestica_v6
T72 rafael freire_violenciadomestica_v6RafaelFreire51
 
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1anaantunes2002
 
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1RafaelFreire51
 
Família- Sociologia 12ºAno
Família- Sociologia 12ºAnoFamília- Sociologia 12ºAno
Família- Sociologia 12ºAnoturma12d
 
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOSAbuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOSAlisandraOliveira2
 

Semelhante a Trabalho: Famílias e violência (20)

Estrutura Familiar e Violência Domestica
Estrutura Familiar e Violência DomesticaEstrutura Familiar e Violência Domestica
Estrutura Familiar e Violência Domestica
 
Projeto da Prof: Eliane de Moraes
Projeto da Prof: Eliane de MoraesProjeto da Prof: Eliane de Moraes
Projeto da Prof: Eliane de Moraes
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 
Violência e Alcoolismo na Sociedade
Violência e Alcoolismo na SociedadeViolência e Alcoolismo na Sociedade
Violência e Alcoolismo na Sociedade
 
Pedofilia
PedofiliaPedofilia
Pedofilia
 
T72 rafael freire_violencia_domestica_v6
T72 rafael freire_violencia_domestica_v6T72 rafael freire_violencia_domestica_v6
T72 rafael freire_violencia_domestica_v6
 
T72 beatriz fernandes_v6 (3)
T72 beatriz fernandes_v6 (3)T72 beatriz fernandes_v6 (3)
T72 beatriz fernandes_v6 (3)
 
Aula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra criançasAula sobre violência contra crianças
Aula sobre violência contra crianças
 
Trabalho de geografia parte 1 violencia domestica
Trabalho de geografia parte 1 violencia domesticaTrabalho de geografia parte 1 violencia domestica
Trabalho de geografia parte 1 violencia domestica
 
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e AdolescentesProstituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
 
Abuso infantil
Abuso infantilAbuso infantil
Abuso infantil
 
Familia - Madalena e Alexandra
Familia - Madalena e AlexandraFamilia - Madalena e Alexandra
Familia - Madalena e Alexandra
 
Família nos dias de hoje
Família nos dias de hojeFamília nos dias de hoje
Família nos dias de hoje
 
T72 rafael freire_violenciadomestica_v6
T72 rafael freire_violenciadomestica_v6T72 rafael freire_violenciadomestica_v6
T72 rafael freire_violenciadomestica_v6
 
Pensar e repensar no homem pós moderno
Pensar e repensar  no homem pós modernoPensar e repensar  no homem pós moderno
Pensar e repensar no homem pós moderno
 
Violencia no namoro
Violencia no namoroViolencia no namoro
Violencia no namoro
 
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
 
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
T72 ana antunes_violenciadomestica.v1
 
Família- Sociologia 12ºAno
Família- Sociologia 12ºAnoFamília- Sociologia 12ºAno
Família- Sociologia 12ºAno
 
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOSAbuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
 

Mais de mluisavalente

Trabalho filosofia_10ºD.pdf
Trabalho  filosofia_10ºD.pdfTrabalho  filosofia_10ºD.pdf
Trabalho filosofia_10ºD.pdfmluisavalente
 
Trab psic occipital zé
Trab psic occipital  zéTrab psic occipital  zé
Trab psic occipital zémluisavalente
 
Lana do cérebro tg cat campos
Lana do cérebro tg cat camposLana do cérebro tg cat campos
Lana do cérebro tg cat camposmluisavalente
 
Trab psicologia mar 12ºb
Trab psicologia mar  12ºbTrab psicologia mar  12ºb
Trab psicologia mar 12ºbmluisavalente
 
Sentido da existência humana 11º b andreia
Sentido da existência humana 11º b andreiaSentido da existência humana 11º b andreia
Sentido da existência humana 11º b andreiamluisavalente
 
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiarFicha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiarmluisavalente
 
Logica proposicional convertido
Logica proposicional convertidoLogica proposicional convertido
Logica proposicional convertidomluisavalente
 
Ficha de trabalho introdução lógica convertido
Ficha de trabalho introdução lógica convertidoFicha de trabalho introdução lógica convertido
Ficha de trabalho introdução lógica convertidomluisavalente
 
Psicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e EducacionalPsicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e Educacionalmluisavalente
 
Psicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºano
Psicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºanoPsicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºano
Psicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºanomluisavalente
 
Trabalho psicologia - Clínica e Forense
Trabalho  psicologia - Clínica e ForenseTrabalho  psicologia - Clínica e Forense
Trabalho psicologia - Clínica e Forensemluisavalente
 
Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia mluisavalente
 

Mais de mluisavalente (20)

Trabalho filosofia_10ºD.pdf
Trabalho  filosofia_10ºD.pdfTrabalho  filosofia_10ºD.pdf
Trabalho filosofia_10ºD.pdf
 
Texto 1
Texto 1Texto 1
Texto 1
 
A liberdade
A liberdadeA liberdade
A liberdade
 
Trab psic occipital zé
Trab psic occipital  zéTrab psic occipital  zé
Trab psic occipital zé
 
Psicologia B
Psicologia  BPsicologia  B
Psicologia B
 
Lana do cérebro tg cat campos
Lana do cérebro tg cat camposLana do cérebro tg cat campos
Lana do cérebro tg cat campos
 
Trab psicologia mar 12ºb
Trab psicologia mar  12ºbTrab psicologia mar  12ºb
Trab psicologia mar 12ºb
 
Sentido da existência humana 11º b andreia
Sentido da existência humana 11º b andreiaSentido da existência humana 11º b andreia
Sentido da existência humana 11º b andreia
 
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiarFicha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
 
Logica proposicional convertido
Logica proposicional convertidoLogica proposicional convertido
Logica proposicional convertido
 
Ficha de trabalho introdução lógica convertido
Ficha de trabalho introdução lógica convertidoFicha de trabalho introdução lógica convertido
Ficha de trabalho introdução lógica convertido
 
Filosofia 11
Filosofia 11Filosofia 11
Filosofia 11
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Tg ação humana
Tg ação humana  Tg ação humana
Tg ação humana
 
Filosofia jessica
Filosofia jessicaFilosofia jessica
Filosofia jessica
 
Psicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e EducacionalPsicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e Educacional
 
Psicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºano
Psicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºanoPsicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºano
Psicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºano
 
Trabalho psicologia - Clínica e Forense
Trabalho  psicologia - Clínica e ForenseTrabalho  psicologia - Clínica e Forense
Trabalho psicologia - Clínica e Forense
 
O arauto de salazar
O arauto de salazarO arauto de salazar
O arauto de salazar
 
Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia
 

Último

Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...excellenceeducaciona
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 

Último (20)

Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
Sendo assim, desenvolva um breve texto que possa evidenciar a importância da ...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 

Trabalho: Famílias e violência

  • 1. Trabalho realizado por: Ana Monteiro nº1 Helena Bogas nº4 João Carvalho nº6
  • 3. A família é uma instituição social que esta sujeita a evolução das sociedades, para além de reflectir e contribuir também para essa evolução.
  • 4. Família nuclear é um pequeno grupo composto por dois adultos e um ou mais filhos, biológicos ou adoptados, em regime de economia comum. Família extensa é quando se juntam à família nuclear mais parentes com quem se mantém um relacionamento significativo.
  • 6. Família monoparental é quando a geração dos pais está apenas representada por um único elemento. Isto pode ocorrer por vários motivos, ou porque um dos progenitores abandona o lar e o outro não volta a casar, ou porque a mãe solteira fica com o(s) filho (s), ou adopta uma criança. Família reconstruída é uma família composta por um casal adulto, onde um deles tem filhos de um casamento anterior. A estrutura dessas famílias é muito complexa porque existem laços
  • 9. Hoje em dia, o conceito de família é diferente do que antigamente. A educação dada pelos pais, é muito importante para o desenvolvimento ético e familiar dentro da sociedade.
  • 10.  Tempo em que os país pertencia da mocidade portuguesa;  A educação das crianças era bastante rígida.
  • 11.  Atualmente, a família parece ser mais influenciável do que influente.  Foi com o movimento higienista do século XIX, que ela começou a perder a sua capacidade de cuidar da saúde e educação de seus membros, tornando-se bastante dependente dos profissionais da saúde e da educação.
  • 12. Os ritmos próprios da vida moderna têm dificultando a vida em família. Revelam-se complicados vários aspetos entre os quais:  Distância da residência ao local do trabalho;  Refeições desencontradas;  Férias não coincidentes;  Fins de semanas dedicados à formação profissional;  Viagens de negócios;  Deslocalização de empresas;
  • 14.  As relações entre pais e filhos, bem como a relação entre os géneros nem sempre são perfeitas.  Diferentes valores e conceções sobre a vida, diferentes expectativas e projetos apesar de gerarem tensão, podem ser um fator de enriquecimento mútuo.  Esses conflitos podem resultar em comportamentos agressivos e violentos.
  • 16. Violência é um comportamento que causa intencionalmente dano ou intimidação moral a outra pessoa, ser vivo ou dano a quaisquer objetos. Tal comportamento pode invadir a autonomia, integridade física ou psicológica e mesmo a vida de outro. É o uso excessivo de força, além do necessário ou esperado. Existem vários tipos de violência: violência física; psicológica; verbal; sexual; doméstica; negligência.
  • 17. Violência Verbal Violência Física Violência Psicológica Violência Sexual Negligência Violência Doméstica
  • 18. A violência doméstica pode ser definida como um abuso físico e/ou psicológico exercido por um membro da família sobre outro. Na maioria dos casos são as mulheres e as crianças as principais vitimas. A violência dentro de casa é muitas vezes difícil de detetar, o que se torna especialmente perigoso e preocupante este tipo de violência.
  • 19. Este tipo de violência é, sem duvida, um sinal de crise familiar, mas a questão se coloca é a de saber se houve um aumento de violência doméstica ou apenas uma maior exposição mediática do fenómeno.
  • 22. 31.1% 19.9% 0.4% 1% 0.1% 32.2% 12.4% 0.8% 1% 1.4% Maus Tratos Físicos Ameaças-Coação Subtração de Menores Violação Homicídio Maus Tratos Psicológicos Difamação/Injúrias Violação da Obrigação de Alimentos Abuso Sexual Outros em Meio Doméstico
  • 23. A nível nacional  Lisboa - Trinta e seis mulheres foram assassinadas entre Janeiro e 21 de Novembro de 2012, tendo-se registado outras 49 tentativas de homicídio, números superiores aos registados durante todo o ano de 2011, segundo o Observatório de Mulheres Assassinadas.  De acordo com o Observatório, a maioria dos homicídios ocorreu num contexto de violência doméstica (49%), havendo 19% deles justificados com alegados conflitos familiares, para além de 6% que deu como justificação não aceitar separar-se da vítima.
  • 24. Nome Idade Agressor Ana Carvalho 23 Paulo, namorado, 30 anos Arma/Crime Localidade Morte Arma branca Montijo, Setúbal 06-01-2010 1 Nome Idade Agressor Sofia 29 ______, namorado, 31 anos Arma/Crime Localidade Morte Arma de fogo Corroios, Seixal, Setúbal 23-01-2010 2 Nome Idade Agressor Luísa Travanca 44 Manuel Domingos, ex-companheiro, 54 anos Arma/Crime Localidade Morte Arma de fogo Pragal, Almada, Setúbal 25-01-2010 3
  • 25.  A polícia da Grã-Bretanha, recebe em média, um telefonema por minuto pedindo ajuda para casos de violência doméstica.  Duas mulheres são assassinadas por semana na Inglaterra e em Gales pelos seus parceiros ou ex-parceiros.  Na França, uma mulher é assassinada a cada três dias.  Segundo o estudo da polícia francesa em 2008, aproximadamente 156 mulheres foram assassinadas pelos seus parceiros ou ex-parceiros., enquanto 27 homens morreram em circunstâncias similares.  A Federação de Ajuda às Mulheres apoiaram mais de 108.690 mulheres e 39.130 meninas e meninos no ano passado, e receberam mais de 150 mil telefonemas para o número nacional.
  • 26.  Liberdade condicional;  Substituição da pena de prisão;  Regime de permanência na habitação;  Prisão por dias livres;  Regime de semi-detenção;  Prestação de trabalho a favor da comunidade.
  • 27.  Substituição da multa por trabalho;  Conversão da multa não paga em prisão subsidiária;  Admoestação.
  • 28.  Procurar ajuda profissional;  Quebrar o silêncio;  Promover o diálogo entre a família.
  • 29. Esta lei protege as mulheres vitimas de violência doméstica
  • 31.  20 de Fevereiro: Dia da Resistência Não Violenta  22 de Fevereiro: Dia Europeu da Vítima  04 de Junho: Dia Internacional das Crianças Vítimas Inocentes de Agressão  20 de Novembro: Dia dos Direitos Internacionais da Criança  25 de Novembro: Dia Mundial para a Eliminação da Violência contra as Mulheres
  • 33. Uma vida sem violência É um direito de todos!