Jean Jacques Rousseau

3.368 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.368
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jean Jacques Rousseau

  1. 1. JEAN-JACQUES ROUSSEAU (1712 – 1778)
  2. 2. 1749: Discurso sobre as ciências e as Artes Paixões: • Comer • Beber O homem em seu estado de natureza • Relações sexuais sem família “O bom selvagem” • Ignora qualquer vício. • possuidor da virtude: a piedade.  O homem amoral. Não é uma coisa boa. Abandono da vida racional. Civilização A sociedade é composto com vida própria.
  3. 3. 1750: Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens. Perfectibilidade capacidade de desenvolver-se. Sociabilidade Surgimento da propriedade privada “Passo fundamental para a corrupção do homem” “o verdadeiro fundador da sociedade civil foi o primeiro que, tendo cercado um terreno, lembrou-se de dizer isto é meu e encontrou pessoas • Surgiu a divisão social: ricos e pobres. suficientemente simples para acreditá-lo.” • Instalou-se o estado de guerra generalizada. • Surgiu um contrato injusto, enganoso. Rousseau, 1755.
  4. 4. A DESIGUALDADE ENTRE OS HOMENS
  5. 5. CONTRATUALISMO Teoria filosófica política que predominou entre os séc. XVII e XVIII Que surgiu com o objetivo de legitimar o poder do Estado, cujo fundamento do contrato está sustentado na ordem social e política. • Surgiu quando o homem não tinha mais capacidade1762: Do Contrato Social de subsistência individual. • Tem por objetivo a defesa dos direitos e dos interesses públicos. Busca garantir a liberdade do homem. • Perda da liberdade individual e direito ilimitado. • Ganho da liberdade civil e a propriedade. “o homem afirma sua liberdade ao obedecer uma lei por ele escrita”.
  6. 6. SOBERANO E GOVERNO Diferentemente de Hobbes e Locke, para Rousseau o soberano é o povo, a vontade geral. Os magistrados O Soberano é O soberano é o quem aprova e (governantes) povo; quem elabora leis sãogoverna por meio porém, também se subordinados ao submete as leis de seus poder do que ajudou representantes. Soberano. elaborar
  7. 7. Assim como Hobbes e Locke, Rousseau busca resolver a questão do poder atravésdo contrato social. VONTADE GERAL É aquela que tem por objetivo a busca pela Satisfação do interesse público. Como o soberano é o povo – sociedade civil – o corpo político Não deve ser separado de seus membros. • Resultado: o contrato força o homem a ser livre.Nesse contrato, o indivíduo abre mão de direitos individuais (jusnaturalismo)visando o bem em comum (interesse público). Assim, Rousseau afirma que talcontrato não faz o povo perder sua soberania pois, é criado um estado por elepermitido.

×